Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Substitution of wheat bran by corn gluten feed without steep water in cats feed

Geraldi Ferreira, Lívia; de Melo Pires, Juliana; Gilberto Zangeronimo, Márcio; Maria de Oliveira Borges Saad, Flávia; Ariboni Brandi, Roberta; Cláudio da Silva Bueno, Ives; Barros Barbosa, Priscila; Guttenkunst Lisenko, Karen; Regina Taffarel, Taís; Santana dos Reis, Jéssica.
Ci. Rural; 47(3)2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-710034

Resumo

ABSTRACT: This study aimed to evaluate the effects of substituting wheat bran (WB) by corn gluten feed without steep water (CGF) in cats feeds regarding the nutritional value of the diet, stool characteristics, time of food passage through the gastrointestinal tract (GIT), intestinal gas production and concentrations of short chain fatty acids (SCFA) in blood and faeces. Twenty eight cats were distributed in a randomized block design with four treatments (0, 2.6, 5.3 or 8.0% CGF, based on dry matter, substituting for WB) and seven replicates. Substitution of WB by CGF decreased (P 0.01) the digestibility of acid detergent fibre without influencing (P>0.05) the digestibility of other nutrients and apparent metabolizable energy. There was also no effect (P>0.05) on faeces moisture, faecal pH and score, food transit time in the GIT, intestinal gas area and SCFA concentrations in faeces, while blood concentrations of propionate were influenced differently by the different feeds and sampling times (P 0.05). Thus replacement of up to 8% of WB by CGF may be done safely in cats feed.
RESUMO: Objetivou-se avaliar os efeitos da substituição do farelo de trigo (FT) pelo farelo de casca de milho sem água de maceração (FCM) em alimentos completos para gatos sobre a digestibilidade dos nutrientes, características das fezes, tempo de passagem do alimento pelo trato gastrintestinal (TGI), produção de gás intestinal e concentrações de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC) no sangue e nas fezes. Foram utilizados 28 gatos, os quais foram distribuídos em um delineamento em blocos casualizados com quatro tratamentos (0, 2,6, 5,3 e 8,0% de FCM, com base na matéria seca, em substituição ao FT) e sete repetições. A substituição do FT pelo FCM reduziu (P 0,01) a digestibilidade da fibra em detergente ácido, sem influenciar (P>0,05) a digestibilidade dos demais nutrientes e a energia metabolizável das dietas. Também não houve efeito (P>0,05) sobre a umidade das fezes, o escore e o pH fecal, o tempo de passagem do alimento no TGI, área de gás intestinal e concentrações AGCC nas fezes, enquanto as concentrações sanguíneas de propionato foram influenciadas de maneira diferente entre as diferentes dietas e tempos de coleta. Conclui-se que a substituição do FT pelo FCM, até 8%, pode ser feita de maneira segura em alimentos para gatos.
Biblioteca responsável: BR68.1