Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Elective interruption of pregnancy in dogs (Canis familiaris, Linnaeus, 1758) / Interrupção eletiva da gestação em cães (Canis familiaris, Linnaeus, 1758)

Stoll Brunckhorst, Claudia; de Vuono, Laudinor; Camparanut Barnabe, Renato.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 37(3): 221-228, 2000.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-710355

Resumo

The problem of the choice of a reliable and safe method of elective interruption of pregnancy in bitches was analysed. The methods are common in the small animal practice in preventing the birth of unwanted litters and are considered an important factor not only for the solution of owners personal problems, but also for this species population control. The favorable aspects and the counter indications of surgical and medicamental interruption of pregnancy were discussed. The surgical interruption is considered as the best choice for animals not intended to be utilized for reproduction. The serious side effects restricted the use of estrogens, tamoxifen citrate and non- hormonal embryotoxic agents. Epostane needs more studies to confirm its efficiency. Although possible, the utilization of analogues of GnRH still has supplying and cost limitations. The specificity of the used agents and their possible side effects limit immunological control of pregnancy. The use of glucocorticoids is limited through the length of the treatment and side effects. Mifepristone and aglepristone, commercially unavailable products, have been indicated as promising drugs in the future due to their efficiency, security and utilization during all stages of pregnancy. Despite the previsible side effects and the necessity of hospitalization for the treated animals, prostaglandins are more and more utilize
Analisou-se a problemática da escolha de um método confiável e seguro para a interrupção eletiva da gestação em cadelas, prática comum em clínica de pequenos animais para a prevenção do nascimento de ninhadas indesejadas e fator importante não só na solução de problemas pessoais de proprietários, mas também no controle populacional da espécie. Foram abordados os aspectos favoráveis e contra-indicações da interrupção cirúrgica e medicamentosa da prenhez. A interrupção cirúrgica é considerada a melhor escolha para animais que não se pretenda utilizar para reprodução. A utilização de estrógenos, do citrato de tamoxifena e agentes embriotóxicos não-hormonais é restringida pelos seus graves efeitos colaterais. A epostana necessita maiores estudos para confirmar sua eficiência. Apesar de possível, o uso dos análogos de GnRH esbarra em limitações de fornecimento e custo, assim como o controle imunológico da gestação, na especificidade dos agentes utilizados e possíveis efeitos colaterais, enquanto o uso de glicocorticóides, na duração do tratamento e efeitos secundários inerentes aos corticosteróides. Mifepristona e aglepristona, indisponíveis no mercado, têm sido apontadas como drogas de futuro promissor em face de sua eficácia, segurança e utilização em qualquer fase da gestação. Apesar dos seus previsíveis efeitos colaterais e da necessidade de hospitalização dos animais tratados,
Biblioteca responsável: BR68.1