Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Identification of enteropathogens from buffalo calves with and without diarrhoea in the Ribeira Valley, State of São Paulo, Brazil / Identificação de enteropatógenos em bezerros búfalos, com e sem diarréia, do Vale do Ribeira, Estado de São Paulo, Brasil

Garcia Ribeiro, Márcio; Langoni, Hélio; Antônio Jerez, José; da Silva Leite, Domingos; Ferreira, Fernando; Maria Gennari, Solange.
Braz. j. vet. res. anim. sci; 37(2): 159-165, 2000.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-710374

Resumo

Faecal samples of 106 buffalo calves aged 3 to 45 days were collected sequentially, once a week, during six weeks for parasitologic examination. For bacteriologic and virologic exams, faecal samples were collected from all diarrhoeic and the same amount on non-diarrhoeic calves. Blood samples from calves were collected at 3 to 10 days of age for serum IgG determination. Eimeria spp, Strongyloides papillosus and Toxocara vitulorum were the most common parasites. E. coli, Enterobacter cloacae and Klebsiella pneumoniae were the enteropathogens most frequently found (alone or in association with other microrganisms). Heat-stable (STa) enterotoxin was detected in 5 out of 34 samples of E. coli isolated from diarrhoeic calves. Among the antimicrobials tested susceptibilities to norphloxacin, chloramphenicol and gentamycin were the most common. None of the samples had characteristic rotavirus RNA bands in PAGE-electrophoresis. No association was observed between low levels of IgG and diarrhoea.
Foram avaliados semanalmente, por um período de seis semanas, os exames parasitológicos de amostras fecais, diarréicas e não-diarréicas, de 106 bezerros búfalos, com 3 a 45 dias de idade, provenientes do Vale do Ribeira-SP. Para os exames bacteriológicos e virológicos, foram colhidas amostras fecais de todos os búfalos diarréicos, e igual amostragem de animais sem diarréia. Amostras de sangue foram colhidas dos búfalos neonatos, entre o terceiro e décimo dias de idade, para determinação dos níveis de imunoglobulina G (IgG). Nos exames parasitológicos, verificou-se a maior ocorrência de Eimeria spp, Strongyloides papillosus e Toxocara vitulorum. Dentre os agentes bacterianos, observou-se maior freqüência da Escherichia coli (E. coli), Enterobacter cloacae e Klebsiella pneumoniae (isolados ou em associação). Detectou-se a enterotoxina STa em 5 das 34 amostras de E. coli isoladas de búfalos com diarréia. A norfloxacina, cloranfenicol e gentamicina foram os antimicrobianos mais efetivos frente aos microrganismos isolados. Nenhuma das amostras apresentou bandeamento característico para rotavírus, a partir da técnica de eletroforese em gel de poliacrilamida. Não foi constatada nos animais examinados a associação entre a ocorrência de diarréia e baixos níveis de IgG sérica.
Biblioteca responsável: BR68.1