Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

PADRONIZAÇÃO DE UM MODELO PARA A REALIZAÇÃO DE TESTES BIOMECÂNICOS COM COLUNA CERVICAL DE SU?NOS

Alex Stefanes, Sandro.
Vet. Not.; 15(1)2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-711533

Resumo

A porção cervical da medula espinhal é frequentemente acometida por certas enfermidades e o estudo anatomo-funcional se torna imprescindível para a seleção de uma terapia eficaz. O ensaio biomecânico é um recurso excelente utilizado para avaliar possíveis anormalidades, ou a eficiência de uma intervenção cirúrgica. Com o objetivo de padronizar um modelo experimental, foram utilizadas 20 colunas cervicais de suínos colhidas em abatedouros comerciais. A musculatura foi removida, preservando-se as estruturas ligamentares e o disco intervertebral. As colunas foram armazenadas á -20ºC por três semanas, sendo descongeladas gradativamente em um intervalo de 12 horas. Para realização dos ensaios preconizou-se a metodologia de flexão em dois pontos, sendo realizados os testes de flexão ventral e dorsal em cada coluna cervical. Avaliando-se as curvas de força e deflexão, convencionou-se que os pontos de maior interesse se encontravam entre 1 e 150N. O teste de flexão em dois pontos se mostrou eficaz na obtenção das curvas de força e deflexão. O armazenamento a -20 C e descongelamento gradativo realizado em 12 horas não apresentaram alterações relevantes nos espécimes, e a irrigação com solução fisiológica demonstrou ser um método preventivo da desidratação tecidual. Conclui-se que a metodologia adotada para ensaios biomecânicos com coluna cervical de suínos demonstrou-se adequada à fina
Biblioteca responsável: BR68.1