Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Utilization of a threshold model in the estimation of the resistance heredity from the ovines to the endoparasites - DOI: 10.4025/actascianimsci.v25i1.2135 / Utilização de um modelo de limiar na estimação da herdabilidade de resistência dos ovinos aos endoparasitos - DOI: 10.4025/actascianimsci.v25i1.2135

Martin Nieto, Leonardo; Nunes Martins, Elias; de Assis Fonseca de Macedo, Francisco; Shiguero Sakaguti, Eduardo; Inês dos Santos, Alexandra.
Acta Sci. Anim. Sci.; 25(1): 151-155, 2003.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-724883

Resumo

Information about the number of eggs per feces gram (EPG), from 95 crossbred sheep, Bergamácia x Corriedale and Hampshire Down x Corriedale, and of 163 lambs, offprinting of crossbred dams with 4 rams Texel was collected between July 1998 and August 2000. The resistance data were obtained being attributed 0 (zero) if EPG 500 and 1 (one) if EPG > 500, in case where the animal was drenched. The resistance information was analyzed by Bayesian methods. The posterior mean estimated for heredity or the resistance to endoparasites was of 0.08. The low heredity estimated in this work evidences that low genetic variation exists for resistance against the endoparasites in the group of animals studied, what would disable the implementation of an improvement program seeking the obtaining of resistant lineages to endoparasites.
Foram coletadas informações do número de ovos por grama de fezes (OPG) de 95 ovelhas mestiças, Bergamácia x Corriedale e Hampshire Down x Corriedale, e de 163 cordeiros, filhos dessas fêmeas, com 4 carneiros Texel, entre julho de 1998 e agosto de 2000. Os dados de resistência foram obtidos atribuindo-se 0 (zero) se a OPG 500 e 1 (um) se a OPG > 500, caso em que o animal foi everminado. As informações de resistência foram analisadas por meio de métodos bayesianos. A média posterior estimada para a herdabilidade da resistência a endoparasitos foi de 0,08. A baixa herdabilidade estimada no presente trabalho evidencia que existe baixa variação genética para resistência a endoparasitos no grupo de animais estudado, o que impossibilitaria a implementação de um programa de melhoramento visando à obtenção de linhagens resistentes aos endoparasitos.
Biblioteca responsável: BR68.1