Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ensilage evaluation of orange peel and corn silages in different storage times - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.995 / Avaliação da silagem de bagaço de laranja e silagem de milho em diferentes períodos de armazenamento - DOI: 10.4025/actascianimsci.v29i4.995

Pereira Pinto, Andréa; Yurika Mizubuti, Ivone; Luiz de Azambuja Ribeiro, Édson; Fey, Rubens; Roberto Palumbo, Guilherme; Cristina Alves, Teresa.
Acta Sci. Anim. Sci.; 29(4): 371-377, 2007.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725114

Resumo

This study evaluated quality parameters of orange peel and corn silages in different silo storage times. Experimental mini-silos, with capacity for 3.6 kg were prepared in a completely randomized design, distributed in a 2 x 6 factorial arrangement, consisting of two silages (orange peel or corn) and six opening times (10, 30, 50, 70, 90 and 110 days), with three replications. The chemical characteristics, fermentation parameters and in vitro digestibility (IVD) were determined. The dry matter (DM) average of orange peel silage (OPS) was 26.5%. Even though OPS presented higher buffering capacity than corn silage (CS), there was greater lactic acid production in OPS. Orange peel silage and corn silage presented pH after ten days of ensilage of 3.5 and 3.9, respectively. OPS presented greater IVD when compared to corn silage. It can be concluded that orange peel silage achieved a good fermentation pattern when ensiled with DM around 26%, being ready to be opened after ten days of ensilage. The orange peel silage has high IVD, becoming a good alternative for periods of food shortage.
Objetivou-se avaliar alguns parâmetros de qualidade da silagem de bagaço de laranja e silagem de milho em diferentes períodos de armazenamento dos silos. Foram preparados minisilos, com capacidade para 3,6 kg, em delineamento experimental inteiramente casualizado, distribuídos em arranjo fatorial 2 x 6, sendo dois tipos de silagem (bagaço de laranja ou milho) e seis períodos de armazenamento (10, 30, 50, 70, 90 e 110 dias), com três repetições. Determinaram-se as características químicas, parâmetros de fermentação e digestibilidade in vitro (DIV). O teor médio de matéria seca (MS) da silagem de bagaço de laranja (SBL) foi de 26,5%. Apesar de a SBL apresentar maior capacidade tampão do que a silagem de milho (SM), houve maior produção de ácido lático nas SBL. A SBL e SM apresentaram pH de 3,5 e 3,9, respectivamente, com dez dias de ensilagem. A SBL apresentou maior DIV, quando comparado à silagem de milho. Conclui-se que a silagem de bagaço de laranja apresentou bom padrão de fermentação, quando os teores de MS estavam ao redor de 26%, podendo ser utilizada a partir de dez dias de ensilagem. A SBL possui elevada DIV, sendo boa alternativa nos períodos de escassez de alimentos.
Biblioteca responsável: BR68.1