Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Availability and chemical composition of pasture with different growth habits, grazed by sheep / Disponibilidade e composição química de forrageiras com diferentes hábitos de crescimento, pastejadas por ovinos

Pontes de Melo, Evilásio; Assis Fonseca de Macedo, Francisco; Nunes Martins, Elias; Zundt, Marilice; Martim Nieto, Leonardo; Mari Yamamoto, Sandra; Agostinho Mexia, Alexandre.
Acta Sci. Anim. Sci.; 23: 973-980, 2001.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725300

Resumo

The availability and chemical composition of forage with different habits of development was evaluated. Species were Panicum maximum Jacq, Cynodon dactylon Pers and Paspalum notatum Fluegge (Poaceae). Highest and lowest monthly productions of Dry Mater (DM) of Panicum, Cynodon and Paspalum were 3,095 kg 1,391 kg; 2,715 1,078 kg and 1,099 136 kg respectively. Total production of DM/ha/years amounted to 23,714 kg for Panicum, 22,443 kg for Cynodon and 7,150 kg for Paspalum. The latter showed the worst production performance during the period. CP, ADF, NDF and TDN values did not differ among types of forage.
O experimento foi conduzido com objetivo de avaliar a disponibilidade e a composição química de três forrageiras com diferentes hábitos de crescimento. As espécies estudadas, pertencentes à família Poaceae foram Tanzânia (Panicum maximum Jacq), Coast-Cross (Cynodon dactylon Pers) e Pensacola (Paspalum notatum Fluegge). A maior e a menor produção mensal de matéria seca (MS) do Tanzânia, Coast-cross e Pensacola foram: 3.095 1.391 kg/ha; 2.715 1.078 kg/ha e 1.099 - 136 kg/ha, respectivamente. A produção total de MS/ha/ano foi de 23.714 kg para a Tanzânia, 22.443 kg Coast-cross e 7.150 kg para Pensacola. Esta última apresentou o pior desempenho produtivo ao longo do período. Os valores de proteína bruta (PB), fibra em detergente ácido (FDA), fibra em detergente neutro (FDN) e nutrientes digestíveis totais (NDT) não diferiram entre as forrageiras.
Biblioteca responsável: BR68.1