Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Forage cactus (Opuntia ficus indica Mill) and urea in replacement of tifton hay (Cynodon spp) in lactating Holstein cows diet. 1. Digestibility - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i2.638 / Palma forrageira (Opuntia ficus indica Mill) e uréia em substituição ao feno de capim tifton (Cynodon spp) em dietas de vacas da raça holandesa em lactação. 1. Digestibilidade - DOI: 10.4025/actascianimsci.v28i2.638

Váleria de Araújo Cavalcanti, Carmen; de Andrade Ferreira, Marcelo; Costa Carvalho, Mauricéia; Sherlânea Chaves Veras, Antonia; Evandro de Lima, Luiz; Maria da Silva, Fabiana.
Acta Sci. Anim. Sci.; 28(2): 145-152, 2006.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-725334

Resumo

The effect of five levels forage cactus and urea (0.0, 12.5, 25.0, 37.5 and 50%) in replacement of tifton hay in lactating Holstein cows diets, on the apparent digestibility of dry matter (ADDM), organic matter (ADOM), neutral detergent fiber (ADNDF), crude protein (ADCP), total carbohydrates (ADTC) and nonfiber carbohydrates (ADNFC) were evaluated. Five Holstein cows weighing on average 480 kg and with an average milk yield of 20 kg of milk/day were used in a 5x5 Latin square design. The DM, OM, TC and NFC apparent digestibility increased while NDF apparent digestibility decreased linearly and the CP apparent digestibility was not affected by the inclusion of forage cactus and urea. The total digestible nutrients of maintenance, digestible energy of lactation, metabolizing energy of lactation and liquid energy of lactation increased as the forage cactus and urea levels increased.
Foi avaliado o efeito de quatro níveis (0; 12,5; 25; 37,5; e 50%) de palma forrageira e uréia em substituição ao feno de capim tifton, na ração de vacas da raça holandesa em lactação sobre a digestibilidade aparente da matéria seca (DAMS), da matéria orgânica (DAMO), da fibra em detergente neutro (DAFDN), da proteína bruta (DAPB), dos carboidratos totais (DACHOT) e dos carboidratos não fibrosos (DACNF). Foram utilizadas cinco vacas, com peso médio de 480 kg e produção média de leite de 20 kg/dia, distribuídas em um quadrado latino 5x5. As DAMS, DAMO, DACHOT e DACNF aumentaram, a DAFDN diminuiu linearmente e a DAPB não foi influenciada com o aumento dos níveis de palma e uréia na dieta. Os nutrientes digestíveis totais de mantença, a energia digestível de lactação, energia metabolizável de lactação e energia líquida de lactação aumentaram à medida que eram incluídas palma e uréia na dieta.
Biblioteca responsável: BR68.1