Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Morphology of oesophagus and crop of the partrigde Rhynchotus rufescens (Tiramidae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v28i2.1041 / Morfologia do esôfago e do papo de perdizes Rhynchotus rufescens (Tiramidae) - DOI: 10.4025/actascibiolsci.v28i2.1041

Regina Rossi, Juliana; Martinez Baraldi Artoni, Silvana; Oliveira, Daniela; da Cruz, Claudinei; Sagula, Alex; Rita Pacheco, Maria; Lania de Araújo, Marcos.
Acta Sci. Biol. Sci.; 28(2): 165-168, 2006.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-726084

Resumo

Twenty adult partridges Rhynchotus rufescens were used to study the morphology of oesophagus and crop. Materials to the morphologic study were collected and lengths of the oesophagus and of the crop were measured. For histological study, fragments of the oesophagus and of the crop were stained routinely with Massons trichrome stain. Total oesophagus was larger in females. In the entrance of the thorax, its ventral wall is enlarged broadly, forming the crop, which is larger in males. Oesophagus mucosa is constituted by stratified squamous epithelium, with mucous glands and lymphatic tissues. There are three layers of smooth muscle, involved in serosa. The histological structure of the crop is similar to the oesophagus. The mucous glands are reduced in size and the lymphatic tissues are dispersed in the connective tissue. There is a thin stratum of smooth muscle and other two wider layers of longitudinal and circular musculature.
Vinte exemplares de Rhynchotus rufescens foram utilizadas para estudar a morfologia do esôfago e do papo. O material para o estudo morfológico foi coletado e o comprimento dos órgãos foi avaliado. Para o estudo histológico, as secções histológicas foram coradas com tricromo de Masson, posteriormente analisadas e descritas. O comprimento médio total do esôfago foi maior em fêmeas. Na entrada do tórax, a parede ventral do esôfago se dilata, formando o papo, maior em machos. A mucosa do esôfago é formada por epitélio escamoso estratificado, com glândulas mucosas e nódulos linfáticos. Há três camadas de músculo liso, as quais são envolvidas por serosa. A característica histológica do papo é semelhante à do esôfago. No papo, as glândulas mucosas são menores e os nódulos linfáticos estão dispersos no tecido conjuntivo. Há uma camada delgada de músculo liso e outras duas camadas mais largas de musculaturas longitudinal e circular.
Biblioteca responsável: BR68.1