Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Aspectos epidemiológicos da sinusite pós-descorna plástica ou mochação com ferro candente em bovinos

Antônio Franco da Silva, Luiz; Raphael Teixeira Neto, Antônio; Brethel dos Santos Campos, Suyan; Silva Brazil, Denize; Bady Helou, Jalily; Loose Pucci, Rejane; Batista Caetano, Leandro; de Pino Albuquerque Maranhão, Renata; Ramos Gaston Brandstetter, Luciana.
Acta Sci. vet.; 37(4): 357-362, 2009.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-730453

Resumo

A sinusite é um processo inflamatório dos seios paranasais causada por organismos virais, bacterianos e fúngicos. É comum sua ocorrência após realização de descorna plástica, mochação com ferro candente, trepanações ou fraturas dos cornos, com exposição do seio frontal. No presente estudo, objetivou-se avaliar os principais aspectos epidemiológicos envolvidos na etiopatogenia da sinusite pós-descorna ou mochação em bovinos oriundos de trinta e uma propriedades rurais do Estado de Goiás, entre 1998 e 2008. As informações sobre alguns aspectos epidemiológicos da enfermidade foram obtidas por ocasião do atendimento de 68 bovinos com sinais clínicos da enfermidade, de um universo de 2492 animais, de diferentes raças, sexo, idade e peso, descornados cirurgicamente ou mochados com ferro candente. Deste modo, vê-se como o tratamento da sinusite em bovinos é um processo laborioso, demandando tempo, nem sempre os resultados são satisfatórios, acredita-se que a implantação de ações preventivas possa resultar em ganhos substanciais para o criatório. Portanto, os poucos relatos encontrados abordam as intercorrências pré, trans e pós-operatórias da descorna plástica e/ou mochação com ferro candente, dentre estas a sinusite, de forma pouco profunda, deixando dúvidas especialmente sobre os principais fatores de risco envolvidos no processo. Concluiu-se que a condução inadequada do pré, trans
Biblioteca responsável: BR68.1