Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Desenvolvimento e caracterização físico-química, microbiológica e sensorial de leite fermentado funcional

Gomes, Wanessa Oliveira; Faria, Willian José de; Condé, Patrícia Rodrigues; Martins, Maurilio Lopes.
Hig. alim.; 32(280/281): 92-97, maio-jun. 2018. tab
Artigo em Português | VETINDEX | ID: vti-735164

Resumo

Objetivou-se elaborar e caracterizar leites fermentados sabor coco, maracujá e juçara, acrescidos ou não de polpa de yacon e verificar a viabilidade de Lactobacillus acidiphilus LA-5 nos produtos. Ao leite adicionou-se soro, sacarose e estabilizante, sendo a mistura pasteurizada, resfriada, adicionada da bactéria probiótica e fermentada até acidez de 0,65%. Utilizou-se separadamente 4% das polpas de coco, maracujá e juçara nos produtos, sendo estes fracionados em dois recipientes. A um deles foi adicionado 4% de polpa de yacon e ao outro não. Realizou-se a caracterização fisico-química, microbiológica e sensorial nos tempos 0, 15 e 30 dias. O pH variou de 3,64 a 4,09 e a acidez entre 0,74% e 0,99%, sendo estes influenciados pelo tempo e pela polpa utilizada. Constatou-se <3,0 NMP/g de coliformes a 30 °C e a 45 °C e a contagem de fungos filamentosos e leveduras também atendeu à legislação. A menor contagem de L. acidiphilus LA-5 foi 7,37 log UFC/g nas amostras sabor maracujá após 30 dias. O produto sabor juçara apresentou maiores contagens dessa bactéria. Não foi constatada influência da polpa de yacon na contagem da cultura probiótica (p>0,05) e não houve diferença (p>0,05) do leite fermentado dos sabores coco e juçara fabricados com e sem yacon para os atributos sensoriais. Entretanto, o leite fermentado sabor maracujá fabricado com e sem yacon diferiram (p<0,05). É, portanto, viável o desenvolvimento dos leites fermentados potencialmente funcionais propostos.(AU)
The aim of this work was to elaborate and characterize coconut, passion fruit and juçara flavored fermented milks, with or without yacon pulp and to verify the viability of Lactobacillus acidiphilus LA-5 in the products. Whey, sucrose and stabilizer were added to the milk and the mixture pasteurized, cooled, added to the probiotic bacterium and fermented to acidity of 0.65%. Four percent of coconut, passion fruit and juçara pulp was separately used in the products, which were divided into two containers. To one of them was added 4% of yacon pulp and the other noto Physico-chemical, microbiological and sensorial characterization were performed at 0, 15 and 30 days. The pH varied from 3.64 to 4.09 and the acidity ranged from 0.74% to 0.99%, influenced by the time and the pulp used. <3.0 NMP/g of coliforms were observed at 30 °C and 45 °C and the count of filamentous fungi and yeast also complied with the legislation. The lowest L. acidiphilus LA-5 count was 7.37 log CFU/g in passion fruit taste samples after 30 days. The product juçara flavor had higher counts of this bacterium. No influence of the yacon pulp was observed on the probiotic culture count (p>0. 05) and there was no difference (p>0.05) in the fermented milk of the coconut and juçara flavors made with and without yacon for the sensory attributes. However, fermented milk flavored passion fruit made with and without yacon differed (p<0.05). Therefore, the development of proposed potentially functional fermented milks is feasible.(AU)
Biblioteca responsável: BR68.1
Localização: BR68.1