Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Toxicity and phytochemistry of eight species used in the traditional medicine of sul-mato-grossense, Brazil

Mendonça, L. A. B. M.; Matias, R.; Zanella, D. F. P.; Porto, K. R. A.; Guilhermino, J. F.; Moreira, D. L.; Roel, A. R.; Pott, A.; Carvalho, C. M. E..
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-743336

Resumo

Abstract The Brazilian Cerrado has several botanical species for medicinal purposes used by traditional communities and many of these plants are not included in the list of Medicinal Plants Research Program of Central Medicines. The purpose of this study was the phytochemical screening and toxicology bioassay front of Brine shrimp L. of ethanolic extracts of eight species of plants used in folk medicine of Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brazil. The ethanolic extracts were submitted to phytochemical screening, determination of phenolic compounds and flavonoids. Toxicological assays were carried front of Brine shrimp according to standard methodology. The analysis TLC and HPLC-DAD confirmed the predominance of phenolic compounds and derivatives, specifically for the quercetin. The most toxic was the C. affinis DC. with death at all concentrations, the A. humile A. St. Hil. showed no mortality and the other species showed intermediate toxicity. The extracts of the investigated species are rich in phenolic compounds and derivatives, specifically quercetin, and feature toxicity between moderate to high, a fact that requires attention, since much of the traditional communities rely on herbal drugs in its raw form with preventive and curative purpose, meeting the basic health care.
Resumo O Cerrado brasileiro possui diversas espécies botânicas com fins medicinais utilizadas por comunidades tradicionais e muitas dessas plantas não estão incluídas na lista do Programa de Pesquisa de Plantas Medicinais da Central de Medicamentos. O objetivo deste estudo foi a triagem fitoquímica e o bioensaio toxicológico frente ao Brine shrimp L. de extratos etanólicos de oito espécies de plantas utilizadas na medicina popular de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Os extratos etanólicos foram submetidos à triagem fitoquímica, determinação de compostos fenólicos e flavonoides. Os ensaios toxicológicos foram realizados frente ao Brine shrimp de acordo com a metodologia padrão. A análise de cromatografia de camada delgada e HPLC-DAD confirmou a predominância de compostos fenólicos e derivados, especificamente para a quercetina. O mais tóxico foi o C. affinis DC. com a morte em todas as concentrações, o A. humile A. St. Hil. não apresentou mortalidade e as demais espécies apresentaram toxicidade intermediária. Os extratos das espécies investigadas são ricos em compostos fenólicos e derivados, especificamente a quercetina e apresentam toxicidade entre moderada a alta, fato que requer atenção, pois grande parte das comunidades tradicionais conta com fitoterápicos em sua forma bruta com preventivo e finalidade curativa, atendendo aos cuidados básicos de saúde.
Biblioteca responsável: BR68.1