Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Potencial de produção de gás metano e dióxido de carbono in vitro dos ingredientes utilizados em dietas para ovinos

Morgado, Eliane da Silva; Ezequiel, Jane Maria Bertocco; Homen Júnior, Antônio Carlos; Galzerano, Leandro.
Ci. Anim. bras.; 14(4)2013.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-744980

Resumo

This study aimed to evaluate the potential of CH4 and CO2 in vitro production of soybean hulls, sunflower meal, corn, citrus pulp and corn silage. Four rumen-cannulated sheep were fed diets containing the evaluated ingredients at 40:60 forage:concentrate ratio. The gases produced by samples incubation were measured by injection into a gas chromatograph equipped with flame ionization detector. The experimental design was completely randomized with repeated measures, with three replicates for each evaluated food at four different periods. Under the experimental conditions, we verified different potential gas production among the ingredients. The citrus pulp meal was the ingredient with the greatest potential for CO2production. Corn silage and soybean hulls showed the greatest potential while citrus pulp and sunflower meal showed the least potential for CH4 production, when expressed in mL/g of degraded dry matter; therefore, they can be considered, among the evaluated ingredients, those with the lowest environmental impact.
Objetivou-se avaliar o potencial de produção dos gases CH4 e CO2 in vitro dos ingredientes casca de soja, farelo de girassol, milho, polpa cítrica e silagem de milho. Quatro ovinos canulados no rúmen foram alimentados com dietas contendo os ingredientes avaliados na proporção volumoso:concentrado de 40:60. Os gases produzidos na incubação das amostras em líquido ruminal foram mensurados pela injeção em cromatógrafo gasoso equipado com detector de ionização de chama. O delineamento utilizado foi o inteiramente ao acaso em medidas repetidas no tempo, com três repetições para cada alimento avaliado em quatro diferentes períodos. Nas condições experimentais deste trabalho, foram verificados diferentes potenciais para produção de gases entre os ingredientes. A polpa cítrica foi o ingrediente de maior potencial de produção de CO2. A silagem de milho e casca de soja foram os ingredientes de maior potencial e a polpa cítrica e o farelo de girassol os de menor potencial para produção de CH4 em relação à matéria seca degradada, podendo ser considerados, entre os ingredientes avaliados, os de menores impactos ao ambiente.
Biblioteca responsável: BR68.1