Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

LAPAROSCOPIC TECHNIQUE VERSUS OPEN TECHNIQUE IN SWINES ADRENALECTOMY

Gama Filho, José Belarmino da; Rodrigues, Danilo Ferreira; Mendes, Fernanda Figueiredo; Gama, Bruno Lopes; Santos, Rejane Bernardes Souza; Corrêa, Leonardo Reis; Borges, José Renato Junqueira; Silva, Luiz Antônio Franco da; Paulo, Neusa Margarida.
Ci. Anim. bras.; 16(2)2015.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-745089

Resumo

Among the main benefits of laparoscopic adrenalectomy (LA) compared to open adrenalectomy (OA) the rapid recovery of patients with decreased length of stay in hospital can be highlighted. The objective of this study was to compare the open adrenalectomy with laparoscopic adrenalectomy in swine. Thirty-two swine were operated. The animals had been divided into four groups (n = 8), one group was submitted to OA and the other to LA, together with its respective control group. Parameters were evaluated regarding operative time, body temperature, hematocrit, postoperative and intraoperative complications and time to deambulation. There was no meaningful difference between operative and deambulation times, even though the latter having been higher in the group submitted to OA. The most frequent intercurrences were in bowel, damage to adrenal vessels and renal hematoma. There were no significant blood losses, and observed hypothermia did not have any clinical impact. Laparoscopy in swine experimental adrenalectomy is a reliable technique that can serve as a reference for the surgical treatment of patients with adrenal diseases with surgical indications in other animal species.
Dentre os principais benefícios da adrenalectomia laparoscópica (AL) frente à adrenalectomia aberta (AA) destaca-se a rápida recuperação dos pacientes com diminuição do tempo de internação. O objetivo deste estudo foi comparar a adrenalectomia aberta com a adrenalectomia laparoscópica em suínos. Foram operados 32 suínos, distribuídos em quatro grupos (n=8), sendo um grupo submetido à AA e outro grupo à AL, com seus respectivos grupos controle. Foram avaliados parâmetros referentes a tempo operatório, temperatura corporal, hematócrito, intercorrências operatórias e tempo de deambulação. Não houve diferença significativa entre os tempos operatórios e de deambulação, apesar deste último ter sido maior no grupo submetido à AA. As intercorrências mais frequentes foram acidentes em alças intestinais, lesões em vasos adrenais e hematoma renal. As perdas sanguíneas não foram significativas, a hipotermia observada não apresentou repercussão clínica. A laparoscopia para adrenalectomia experimental em suínos é uma técnica confiável podendo servir como referência para o tratamento de doenças adrenais com indicações cirúrgicas em outras espécies animais. Palavras-chave: glândulas supra-renais; irrigação sanguínea; videocirurgia.
Biblioteca responsável: BR68.1