Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Prevalence and risk factors of gastrointestinal parasites in backyard pigs reared in the Bucaramanga Metropolitan Area, Colombia

Pinilla, Juan Carlos; Morales, Elsa; Delgado, Nelson Uribe; Florez, Angel Alberto.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-759982

Resumo

Abstract Backyard pigs have been associated with poor sanitary conditions and the development of parasitic diseases, often causing public health and food safety problems. Therefore, the aim of this study was to determine the prevalence and risk factors for gastrointestinal parasites in backyard pigs. 279 animals were sampled from thirty-two backyard pig farms located in the Bucaramanga, Floridablanca, Giron and Piedecuesta municipalities, from Bucaramanga Metropolitan Area, Colombia. Fecal samples were taken directly from the rectum and processed by four coprological techniques. The overall prevalence of gastrointestinal parasites was 91%, being the highest values for Balantidium coli and Eimeria sp. Regarding the prevalence by municipalities, there was no statistical association (p 0.05) indicating that the prevalence was similar in the region under study. Floridablanca municipality, free-ranging pigs, access to latrines, and consumption of spring water showed to be a risk factor for nematodes, while Giron municipality, pigs > 7 months of age and access to latrines, increased infection risk for coccidian. We concluded that there is a high prevalence of gastrointestinal parasites in backyard pigs from the Bucaramanga Metropolitan Area, and that it could be controlled by improving management practices and farm facilities.
Resumo Suínos criados em fundo de quintal têm sido associados às más condições sanitárias e ao desenvolvimento de doenças parasitárias, frequentemente causando problemas de saúde pública e segurança alimentar. Assim, o objetivo deste estudo foi determinar a prevalência e os fatores de risco para parasitos gastrointestinais em suínos criados em fundo de quintal. Foram amostrados 279 animais de 32 fazendas de suínos localizadas nos municípios de Bucaramanga, Floridablanca, Giron e Piedecuesta, da Área Metropolitana de Bucaramanga, Colômbia. As amostras fecais foram coletadas diretamente do reto e processadas por quatro técnicas coprológicas. A prevalência geral de parasitos gastrintestinais foi de 91%, sendo os maiores valores para Balantidium coli e Eimeria sp. Em relação à prevalência por municípios, não houve associação estatística (p 0,05), indicando que a prevalência foi semelhante na região estudada. O município de Floridablanca, porcos caipiras, acesso a latrinas e consumo de água da nascente mostraram ser um fator de risco para os nematoides enquanto no município de Giron, porcos com mais de 7 meses de idade e acesso a latrinas, aumentou o risco de infecção por coccídios. Concluiu-se que há uma alta prevalência de parasitos gastrointestinais em suínos criados em fundo de quintal da Área Metropolitana de Bucaramanga, e que isso poderia ser controlado melhorando as práticas de manejo e as instalações agrícolas.
Biblioteca responsável: BR68.1