Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Aspectos clínicos, laboratoriais e tratamento da leucemia mieloide crônica em cão relato de caso

Soares, Andrea Ariane Matias; Bonrruque Groxco de Lima, Renan; Scuissiatto de Souza, Giovana; da Paz Augusto Pinto, Gabriela Oliveira; Beltrame, Olair Carlos; Marin Rodigheri, Sabrina; Locatelli Dittrich, Rosângela; Tostes Oliveira Stedile, Simone.
R. bras. Ci. Vet.; 27(3)2020.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-760087

Resumo

O objetivo deste relato é apresentar o caso clínico de uma cadela, sem raça definida, com cinco anos de idade, diagnosticada com leucemia mieloide crônica (LMC). As leucemias são neoplasias malignas que se originam de células precursoras da medula óssea e as consequências podem ser trombocitopenia, anemia, leucocitose persistente e presença de células neoplásicas no sangue. O tratamento de escolha envolve o uso de inibidores de tirosina quinase, porém este não pode ser usado neste caso. Dessa forma a cadela recebeu diferentes protocolos quimioterápicos que incluíram inicialmente hidroxiureia, citarabina, doxorrubicina e prednisona. Devido a remissão parcial dos sinais clínicos e a resposta terapêutica pouco duradoura a essas medicações o protocolo foi alterado para quimioterapia metronômica com clorambucil. O uso desses quimioterápicos não foram eficazes em reduzir a leucocitose e controlar a anemia e trombocitopenia da paciente, devido a ocorrência do surgimento de células imaturas no sangue e resistência aos quimioterápicos. Na ausência da crise e da possibilidade do uso dos inibidores de tirosina quinase, a hidroxiureia permanece sendo o quimioterápico de eleição. O animal apresentou sobrevida de 210 dias, devido a leucocitose e anemia severas pouco responsivas ao protocolo terapêutico utilizado e o surgimento no hemograma de precursores neutrofilicos que ocorreu 46 dias apó
Biblioteca responsável: BR68.1