Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Ingestive behavior, ruminal and blood kinetics in lambs fed cow cheese whey

GUEDES, Luciana Freitas; PRIMO, Tatiana Santos; VASCONCELOS, Ângela Maria de; POMPEU, Roberto Cláudio Fernandes Franco; NEIVA, José Neuman Miranda; COSTA, Clésio dos Santos; OLIVEIRA, Delano de Sousa; ROGÉRIO, Marcos Cláudio Pinheiro.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-760330

Resumo

ABSTRACT The objective of this study was to evaluate the inclusion of cow cheese whey (CCW) in the diet for lambs on the ingestive behavior, ruminal and blood parameters. Twenty crossbred, male, non-castrated lambs with 25 kg body weight were assigned to four treatments: control diet (composed of corn, soybean meal and native pasture silage) and test diets (control diet + inclusion of CCW in increasing levels of 1.6, 2.7 and 4.0% in DM), in a completely randomized design with four treatments and five replications. Means were compared by Tukeys test, and the strength of association between variables was tested by Pearsons correlation. Regression analysis was also performed for data from the collection of ruminal fluid and blood. Behavioral assessments were made at a 24-hour interval in measurements taken every five minutes. The inclusion of CCW in the diet did not impair ruminal pH, but promoted a decrease in rumination and feeding times, also causing a lower number of cuds and a lower number of cud chews. The lowest concentration of ammonia nitrogen and total protein were found in lambs receiving the diet with 4% CCW. However, these values were within the range recommended for microbial growth. CCW is a potential protein alternative in lambs feed as it does not interfere with nutrient intake, ruminal and blood parameters, and favors a positive nitrogen balance.
RESUMO Objetivou-se avaliar a inclusão de soro de queijo bovino (SQB) na dieta para ovinos sobre o comportamento ingestivo, os parâmetros ruminais e sanguíneos. Vinte ovinos mestiços, machos, não castrados, com 25 kg de peso corporal foram distribuídos em quatro dietas: dieta controle (composta por milho, farelo de soja e silagem de pasto nativo) e as dietas teste (dieta controle + inclusão de SQB em níveis crescentes 1,6; 2,7 e 4,0% na MS), em um delineamento inteiramente ao acaso com quatro tratamentos e cinco repetições. A comparação de médias foi realizada pelo teste Tukey e foram testadas as correlações de Pearson entre as variáveis. Também foi feita a análise de regressão para os dados provenientes da coleta de líquido ruminal e de sangue. As avaliações de comportamento foram feitas em um intervalo de 24 horas em medições realizadas a cada cinco minutos. A inclusão de SQB na dieta não comprometeu o pH ruminal, mas promoveu a queda nos tempos de ruminação e de alimentação, ocasionando também menor número de bolos ruminais e menor número de mastigações merícicas. A menor concentração de nitrogênio amoniacal e proteínas totais foram encontradas nos ovinos que receberam a dieta com 4% de inclusão de SQB. Entretanto, esses valores ficaram dentro do padrão estabelecido para crescimento microbiano. O SQB é uma potencial alternativa proteica na alimentação de ovinos por não interferir no consumo de nutrientes, nos parâmetros ruminais e sanguíneos, e favorecer o balanço positivo de nitrogênio.
Biblioteca responsável: BR68.1