Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Economic analysis of amazon river prawn farming to the markets for live bait and juveniles in Pantanal, Brazi / Análise econômica do cultivo do camarão-da-amazônia para os mercados de iscas vivas e juvenis no pantanal do Brasil

VALENTI, Wagner Cotroni; HAYD, Liliam de Arruda; VETORELLI, Michelle Pinheiro; MARTINS, Maria Inez Espagnoli Geraldo.
B. Inst. Pesca; 37(2): 165-176, 2011.
Artigo em Português | VETINDEX-Express | ID: vti-761119

Resumo

The implementation of a hypothetical aquaculture facility with hatchery, nursery and grow-out earthen ponds for raising the Amazon River Prawn Macrobrachium amazonicum in the Pantanal was considered. Eight larviculture cycles per year were projected: four to produce post-larvae for stocking in grow-out bait ponds, and four to stock nursery tanks to sell juveniles as seed to grow out farms, which produce prawns for human consumption. Annual production would be 146,880 dozen bait prawns and 2,938 thousand juveniles. The assumed sale prices were US$ 1.38 per dozen baits and US$ 15.39 per thousand juveniles. The net present value was US$ 555,890.79, internal rate of return was 48% per year, payback period was 2.4 years and benefit-cost ratio was 3.90. The breakeven price to cover total costs per dozen baits was US$ 0.70 and per thousand juveniles was US$ 17.00, indicating that the selling price assumed for juveniles in base scenario is not realistic. Net return was US$ 84,773.80. The results indicate that this activity would be a lucrative and attractive investment in the Pantanal.
Foi realizado um estudo simulado da implantação de uma fazenda de produção do camarão-da-Amazônia Macrobrachium amazonicum no Pantanal, composta por galpão de larvicultura, berçário e viveiros de terra para engorda. Oito ciclos anuais de larvicultura foram projetados: quatro para a produção de pós-larvas, que serão usadas na própria fazenda para a produção de iscas, e quatro para a estocagem em tanques-berçário, para vender os juvenis para fazendas de engorda, que produzirão camarões para o consumo humano. A produção anual será de 146.880 dúzias de camarões como iscas e 2.938 milheiros de juvenis. O preço de venda assumido foi de US$ 1,38 por dúzia de iscas e US$ 15,39 por milheiros de juvenis. O valor presente líquido foi de US$ 555.890,79, a taxa interna de retorno foi de 48% ao ano, o período de recuperação do capital foi de 2,4 anos e a razão custo-benefício foi 3,90. O custo total médio por dúzia de iscas foi US$ 0,70 e por milheiro de juvenis foi de US$ 17,00, indicando que o preço de venda assumido para juvenis no cenário base não é realista. A receita líquida foi US$ 84.773,80. Os resultados indicam que esta atividade no Pantanal pode ser um investimento atrativo e lucrativo.
Biblioteca responsável: BR68.1