Your browser doesn't support javascript.

Portal de Pesquisa da BVS Veterinária

Informação e Conhecimento para a Saúde

Home > Pesquisa > ()
Imprimir Exportar

Formato de exportação:

Exportar

Exportar:

Email
Adicionar mais destinatários

Enviar resultado
| |

Dermatophytosis due to Microsporum nanum infection in a canine / Dermatofitose por Microsporum nanum em um canino

Valandro, Marilia Avila; Pascon, João Paulo da Exaltação; Mistieri, Maria Lígia de Arruda; Lubeck, Irina.
Semina Ci. agr.; 38(1): 317-320, 2017.
Artigo em Inglês | VETINDEX-Express | ID: vti-763052

Resumo

Miscrosporum nanum is a dermatophyte found in swine that causes non-pruritic lesions with desquamation, alopecia, and circular characteristics. M. nanum infection in dogs is rare and poorly understood in terms of its epidemiological and clinical features, and its therapeutic response. The present report describes a case of dermatophytosis due to M. nanum in a Dogo Argentino breed of dog that was used for wild boar hunting. The dermatophytosis presented with hypotrichosis, erythema, and non-pruritic desquamation in the back of the neck and chest area. The dermatophytosis was responsive to systemic treatment with itraconazole and topical (miconazole 2%) for 60 days. Thus, we conclude that the practice of hunting wild boar should be considered as a possible source of infection of M. nanum in the reported dog. The M. nanum infection showed clinical features that were similar to the lesions observed in swine, except for the absence of the circular pattern, and showed a good clinical response to the therapy. Finally, M. nanum should be considered as an etiologic agent of dermatophytosis in dogs that in some manner have had direct contact with domestic or wild swine.
O Miscrosporum nanum é um dermatófito encontrado em suídeos, promovendo lesões não pruriginosas, com características descamativas, alopécicas e circulares. A infecção de cães é rara e pouco compreendida em seus aspectos epidemiológicos, clínicos e terapêuticos. O presente relato tem por objetivo descrever um caso de dermatofitose por M. nanum em um cão Dogo Argentino, utilizado na prática de caça à javali, apresentando hipotricose, eritema e descamação não pruriginosa da região dorsal do pescoço e tórax, responsivo ao tratamento sistêmico com itraconazol, associado ao tópico (miconazol 2%), durante 60 dias. Desta forma, concluímos que a prática de caça à suínos selvagens deve ser considerada a possível fonte de infecção de M. nanum no cão relatado, o qual apresentou características clínicas semelhantes às lesões observadas em suínos, exceto pela ausência do padrão circular, com boa resposta clínica à terapia empregada. Por fim, o M. nanum deve ser considerado como agente etiológico da dermatofitose em cães que, de alguma forma, possuam contato direto com suídeos domésticos ou selvagens.
Biblioteca responsável: BR68.1