Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 358
Filter
1.
Med. U.P.B ; 43(1): 1-1, ene.-jun. 2024.
Article in Spanish | LILACS, COLNAL | ID: biblio-1531436

Subject(s)
Humans , Pregnancy , Adult , Editorial
4.
Actual. nutr ; 24(4): 226-227, Oct-Dic. 2023.
Article in Spanish | LILACS | ID: biblio-1531257
7.
Vive (El Alto) ; 6(16): 24-25, abr. 2023.
Article in Spanish | LILACS | ID: biblio-1442259

Subject(s)
Editorial
8.
Anon.
Acta neurol. colomb ; 39(1): 1-1, ene.-mar. 2023.
Article in Spanish | LILACS | ID: biblio-1429566

Subject(s)
Colombia , Neurology , Editorial
10.
Rev. Bras. Cancerol. (Online) ; 69(3)jul-set. 2023.
Article in English, Spanish, Portuguese | LILACS, SES-SP | ID: biblio-1512807

ABSTRACT

A Revista Brasileira de Cancerologia (RBC) preza pela integridade na pesquisa, estimulando a publicação de artigos desenvolvidos de forma respeitosa, honesta, rigorosa, transparente e aberta, além de envolver cuidado e respeito com os envolvidos. A revista viabiliza as correções em manuscritos sempre que estes afetarem substancialmente o significado ou a interpretação dos dados, mas que não comprometam os resultados ou conclusões gerais do artigo. Além disso, disponibiliza as retratações de um manuscrito indicadas por diversas razões, incluindo publicação duplicada, plágio, práticas de investigação não éticas. Sendo um periódico financiado pelo governo federal, a RBC não reproduz nem divulga anúncios publicitários em seus artigos ou em seu website, concentrando sua atuação na divulgação do conhecimento científico, com vistas ao aprimoramento dos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e por outros sistemas nacionais de saúde. Dentro de rígidos princípios éticos, a RBC segue crescendo tanto na publicação como no alcance nacional e internacional de seus artigos, expandindo pela ciência aberta a geração de novas práticas destinadas à prevenção e ao controle do câncer no cenário brasileiro e no contexto global.


Subject(s)
Editorial
11.
Rev. Bras. Cancerol. (Online) ; 69(2)abr.-jun. 2023.
Article in English, Portuguese | LILACS, SES-SP | ID: biblio-1516245

ABSTRACT

As ações de controle do tabagismo no Brasil começaram há quase quatro décadas, por meio de lideranças médicas, e ganharam espaço no governo federal nas áreas de controle da tuberculose e do câncer. Naquela época, não se tinha ainda noção da real dimensão que esse trabalho ganharia, mas, ao delinear precocemente uma visão estratégica das ações de controle do tabagismo, criar um modelo de gestão adequado ao seu desenvolvimento e adotar um enfoque multidisciplinar e descentralizado, foram lançadas as bases para o sucesso das ações de controle do tabagismo no Brasil que se seguiriam. O INCA, berço das políticas de controle do câncer, tornou-se o guardião do controle do tabagismo, sendo o Brasil ­ um país em desenvolvimento e grande produtor ­ uma das partes mais bem-sucedidas do mundo na gestão de medidas do tratado que viria a entrar em vigor em 2005, a CQCT/OMS. A indústria do tabaco é responsável por um produto que mata um em cada dois consumidores regulares e, com base nesse fato, o governo brasileiro, por meio da AGU, entrou com uma ação civil para ressarcimento pela indústria do tabaco ao SUS dos gastos com o tratamento de doenças tabaco-relacionadas. Na área acadêmica, a indústria também se aplicou em produzir "ciência" que atenda aos seus interesses, como é o caso da promoção de estudos que defendem o conceito de redução de danos pelos DEF. Por essas experiências, se torna muito relevante, em todos os níveis e em todas as instâncias, desenvolver políticas para impedir que essa indústria use suas estratégias habituais para se contrapor à saúde pública. Exemplo que a RBC nos dá ao ser a primeira revista científica brasileira a desenvolver claramente uma política de não aceitação de contribuições feitas pela indústria do tabaco, entre outras ações.


Subject(s)
Tobacco Use Disorder , Editorial , Editorial Policies , Smoking Prevention , Tobacco Control
15.
MedUNAB ; 25(3): [349-352], 01-12-2022.
Article in Spanish | LILACS | ID: biblio-1437243

ABSTRACT

"MedUNAB ha sido y sigue siendo una escuela de vida. No solo de vida académica o científica, sino también de esa vida que propone, gestiona y se relaciona. Una escuela que a muchos nos ha permitido ver el panorama y proyectarnos para capitalizar nuestras capacidades y cumplir con los sueños. Pero, sobre todo, para crecer y ser mejores profesionales, mejores felices seres humanos. Se han construido amistades perennes y, por qué no decirlo, amores auténticos. Solo queda agradecer la oportunidad, que ha moldeado mucho de lo que se es y de lo que hemos podido aportar." Con las palabras del segundo editor de la revista, Luis Alfonso Díaz Martínez, quiero iniciar esta reseña, que más que un recuento histórico, es la remembranza de una institución que tiene vida propia al interior de la Facultad de Ciencias de la Salud de la Universidad Autónoma de Bucaramanga (UNAB).


"MedUNAB has been and continues to be a life school. It is not only about the academic and scientific life, but also stands for that style of life which proposes, manages, and interacts. A school that has allowed many of us to see the global outlook and project ourselves to leverage our skills and fulfill our dreams. But, above all, to grow and become better professionals, as well as better, happy, human beings. Long-lasting friendships have been built and, why not say it, true loves. We can only be grateful for the opportunity, which has shaped much of who we are and what we have been able to contribute." Attaching the words of the second editor of the magazine, Luis Alfonso Díaz Martínez, I would like to begin this review, which more than a historical summary, stands for a remembrance of an institution that has come alive within the Faculty of Health Sciences of the Universidad Autónoma de Bucaramanga (UNAB).


"A MedUNAB foi e continua sendo uma escola de vida. Não só da vida académica ou científica, mas também daquela vida que propõe, gerencia e se relaciona. Uma escola que tem permitido a muitos de nós ver o panorama e projetar-nos para capitalizar as nossas capacidades e realizar os nossos sonhos. Mas, acima de tudo, crescer e ser melhores profissionais, melhores felizes seres humanos. Construíram-se amizades perenes e, porque não dizer, amores autênticos. Tudo o que resta é agradecer a oportunidade, que moldou muito de quem somos e do que temos sido capazes de contribuir." Com as palavras do segundo editor da revista, Luis Alfonso Díaz Martínez, quero começar esta resenha, que mais do que um relato histórico, é a lembrança de uma instituição que tem vida própria dentro da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Autónoma de Bucaramanga (UNAB).


Subject(s)
Health Education , Publications , Editorial , Knowledge , Information Dissemination
16.
Rev. cuba. inform. méd ; 14(2): e562, jul.-dic. 2022.
Article in Spanish | LILACS, CUMED | ID: biblio-1408541

ABSTRACT

Muchas personas logran una indisputable autoridad: guerreros, gobernantes, líderes espirituales… pero también existe otro tipo de liderazgo, propio de las personas silenciosas y de excelentes modales, que jamás levantan la voz, ni hablan en primera persona y que nos hacen creer que la maldad no existe. Es ese el liderazgo que yo admiro, porque son los horcones sobre los que se apoya el edificio de toda buena obra humana(AU)


Subject(s)
Humans , Medical Informatics , Editorial
17.
Rev. cuba. med. trop ; 74(3)dic. 2022.
Article in Spanish | LILACS, CUMED | ID: biblio-1449990

Subject(s)
Humans , Editorial
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL