Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 28
Filter
1.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 27(2): 737-753, Maio-Ago. 2023.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1424914

ABSTRACT

Objetivo: Avaliar as tendências e associações relacionadas as coberturas e internações por condições sensíveis à atenção primária à saúde no município de Fortaleza/Ceará/Brasil, no período de 2015 a 2021. Métodos: Estudo transversal com dados secundários (Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde, E- gestor atenção básica e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Utilizou-se o coeficiente de correlação de Pearson para as associações. Resultados: Foram registrados 176.330 internações por condições sensíveis, totalizando 8 principais, correspondendo a 78.5% do total. Obteve-se correlação inversa significativa entre a cobertura de atenção primária e internações por condições sensíveis: r=-0.86, (IC95%: -0.91/-0.61); p<0.001, bem como uma correlação moderada com cobertura de agente comunitário e internações (r=-0.59 (IC95%: -0.68/-0.54); p<0.001) Conclusão: O aumento das internações por condições sensíveis está diretamente relacionado com a cobertura da atenção primária. Além disso, enfrenta-se uma dupla carga de doenças, coexistindo as doenças infecciosas/parasitárias em concomitância com as crônicas.


Objective: To assess trends and associations related to coverage and hospitalizations for conditions sensitive to primary health care in the city of Fortaleza/Ceará/Brazil, from 2015 to 2021. Methods: Cross-sectional study with secondary data (Hospital Information System of the National Unified Health System, E- manager for primary care and the Brazilian Institute of Geography and Statistics). Pearson's correlation coefficient was used to measure associations. Results: 176,330 hospitalizations for sensitive conditions were recorded, totaling 8 main ones, corresponding to 78.5% of the total. A significant inverse correlation was obtained between primary care coverage and hospitalizations for sensitive conditions: r=-0.86, (95%CI: -0.91/-0.61); p<0.001, as well as a moderate correlation with community agent coverage and hospitalizations (r=-0.59 (95%CI: -0.68/-0.54); p<0.001) Conclusion: The increase in hospitalizations for sensitive conditions is directly associated to the primary care coverage. In addition, there is a double burden of disease, with infectious/parasitic diseases coexisting with chronic ones.


Evaluar las tendencias y asociaciones relacionadas con la cobertura y hospitalizaciones por condiciones sensibles a la atención primaria de salud en la ciudad de Fortaleza/Ceará/Brasil de 2015 a 2021. Métodos: Estudio transversal con datos secundarios (Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde, E-gestor atenção básica e Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Se utilizó el coeficiente de correlación de Pearson para las asociaciones. Resultados: Hubo 176.330 hospitalizaciones por condiciones sensibles, totalizando 8 condiciones principales, correspondiendo a 78,5% del total. Se obtuvo una correlación inversa significativa entre la cobertura de atención primaria y las hospitalizaciones por afecciones sensibles: r=- 0,86, (IC 95%: -0,91/-0,61); p<0,001, así como una correlación moderada con la cobertura de agentes comunitarios y las hospitalizaciones (r=-0,59 (IC 95%: -0,68/-0,54); p<0,001) Conclusión: El aumento de las hospitalizaciones por afecciones sensibles está directamente relacionado con la cobertura de atención primaria. Además, se enfrenta a una doble carga de enfermedad, coexistiendo enfermedades infecciosas/parasitarias en concomitancia con enfermedades crónicas.


Subject(s)
Primary Health Care , Ambulatory Care Sensitive Conditions , Hospitalization , Chronic Disease/epidemiology , Epidemiology , Communicable Diseases/epidemiology , Cross-Sectional Studies/methods , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Evaluation Study
2.
Article in English, Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358444

ABSTRACT

Introdução: A neoplasia maligna do estômago é o quinto tipo mais incidente de neoplasia e a terceira principal causa de morte por câncer no mundo. É uma patologia grave, geralmente diagnosticada em estágios avançados no Brasil. Objetivo: Analisar, por meio dos registros no Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS), o perfil das internações por neoplasia maligna do estômago em hospitais conveniados aos setores público e privado no Estado de Minas Gerais de 2007 a 2017. Método: Estudo descritivo, quantitativo, observacional, com dados públicos retrospectivos do SIH-SUS, no período de 1 de janeiro de 2007 a 31 de dezembro de 2017. Os locais de estudo foram as unidades hospitalares que integram o SUS (públicas ou particulares conveniadas). Resultados: Houve semelhança quanto à realidade nacional na maioria dos aspectos analisados, como aumento na taxa de internações e redução das taxas de letalidade hospitalares no decorrer dos anos. A maioria dos atendimentos foi de urgência e em regime privado. O sexo masculino (67,3%) e a faixa etária de pessoas com 60 anos ou mais (60,7%) obtiveram maior incidência. O tempo médio de internação foi 1,4 vezes maior no regime público do que no privado; a letalidade hospitalar foi maior no serviço público (8,9%) em relação ao privado (4,9%) nos atendimentos eletivos. Conclusão: A distribuição dos resultados foi heterogênea entre as Macrorregiões de Saúde, demonstrando que a descentralização de recursos ainda é um grande desafio do sistema de saúde brasileiro


Introduction: Malignant stomach cancer is the fifth most incident type of neoplasm and the third leading cause of death by cancer worldwide. It is a severe pathology, usually diagnosed in advanced stages in Brazil. Objective: Analyze, through the records in the Hospital Information System of the Unified Health System (SIH-SUS), the profile of hospitalizations for malignant neoplasm of the stomach in hospitals affiliated to the public and private sector in the state of Minas Gerais from 2007 to 2017. Method: Descriptive, quantitative, observational, retrospective study with public data from the SIH-SUS, from January 1, 2007 to December 31, 2017. The study sites were the hospital units that are part of the SUS (public or private affiliated). Results: There was similarity regarding the national reality for most of the aspects analyzed, such as an increase in the rate of hospitalizations and reduction in hospital mortality rates over the years. Most of the consultations were urgent and in private hospitals. Higher incidence was found for males (67.3%) and individuals aged 60 years or older (60.7%). The mean time of hospitalization was 1.4 times longer in public compared with private hospitals; hospital lethality was higher in the public service (8.9%) compared with private (4.9%) in elective care. Conclusion: The distribution of results was heterogeneous among the health macro-regions, demonstrating that the decentralization of resources is still a major challenge for the Brazilian health system


Introducción: La neoplasia maligna del estómago es el quinto tipo de cáncer más común y la tercera causa principal de muerte por cáncer en todo el mundo. Es una patología grave, generalmente diagnosticada en etapas avanzadas en Brasil. Objetivo: Analizar, a través de los registros en el Sistema de Información Hospitalaria del Sistema Único de Salud (SIH-SUS), el perfil de hospitalizaciones por neoplasia maligna del estómago en hospitales afiliados al sector público y privado en el estado de Minas Gerais de 2007 a 2017. Método: Estudio descriptivo, cuantitativo, observacional, con datos públicos retrospectivos del SIH-SUS, del 1 de enero de 2007 al 31 de diciembre de 2017. Los sitios de estudio fueron las unidades hospitalarias que forman parte del SUS (acuerdos públicos o privados). Resultados: Hubo similitud con respecto a la realidad nacional en la mayoría de los aspectos analizados, como un aumento en la tasa de hospitalizaciones y una reducción en las tasas de mortalidad hospitalaria a lo largo de los años. La mayoría de las consultas fueron urgentes y privadas. El sexo masculino (67,3%) y el rango etario de las personas de 60 años o más (60,7%) tuvieron una mayor incidencia. La estadía promedio en el hospital fue 1,4 veces más larga en el régimen público que en el privado; mayor letalidad hospitalaria en el servicio público (8,9%) en comparación con el privado (4,9%) en atención electiva. Conclusión: La distribución de los resultados fue heterogénea entre las regiones de macrosalud, lo que demuestra que la descentralización de los recursos sigue siendo un desafío importante para el sistema de salud brasileño


Subject(s)
Humans , Male , Female , Stomach Neoplasms , Health Profile , Epidemiology, Descriptive , Morbidity , Hospital Information Systems/statistics & numerical data
3.
Article in English | LILACS, BBO | ID: biblio-1287492

ABSTRACT

Abstract Objective: To analyze the distribution of childhood cancer in Brazil and the time between the diagnosis and the start of treatment, according to hospital-based cancer registries (2010-2016). Material and Methods: This was an observational descriptive study using secondary data (36,187 records) from hospital databases of the National Cancer Institute (INCA) and the Onco-center Foundation of São Paulo (FOSP). Epidemiological data were obtained, and compliance with Federal Law 12,732/12 was verified, which establishes a maximum period of 60 days to start cancer therapy after the diagnosis. Absolute and percent frequencies, central tendency and dispersion measures, and the coefficient of prevalence of childhood cancer were calculated. Results: The mean age of the pediatric patients was 9.3 years (± 6.2); 54.1% (n=19,586) of them were males; 32.0% (n=11,440) were aged 0 to 4 years; and 43.4% (n=11,338) had a self-reported mixed-race skin color. The Southeast region of Brazil accounted for 40.2% (n=14,564) of the cases, of which 63.0% (n=9,178) corresponded to solid neoplasms, as opposed to the North region, where hematological neoplasms prevailed (53.9%, n=1,535). Most registered patients aged 0 to 19 years were treated in 60 days or less (77%, n=27,929). However, for 24.0% (n = 2,207) of adolescents (15 to 19 years) this time was more than 60 days after the diagnosis. Conclusion: The characteristics related to childhood cancer varied across the Brazilian geographic regions, and most patients were properly treated within the time enforced by law.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Infant, Newborn , Infant , Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Brazil/epidemiology , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Oncology Service, Hospital , Hematologic Neoplasms , Medical Oncology , Epidemiology, Descriptive , Data Interpretation, Statistical , Diagnosis , Observational Studies as Topic/methods
4.
Rev. bras. epidemiol ; 23: e200016, 2020. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1092609

ABSTRACT

RESUMO: Introdução: No Brasil, os medicamentos são os principais agentes causadores de intoxicação, e o maior número de casos desse problema envolve menores de 5 anos. Assim, o objetivo deste estudo foi descrever as internações por intoxicação medicamentosa nessa população quanto a sua demografia, óbitos e indicadores de agravamento. Métodos: Verificou-se a frequência das internações por intoxicação medicamentosa entre 2003 e 2012, utilizando os dados do Sistema de Informação Hospitalar. As variáveis utilizadas foram ano, sexo, idade, município de residência e de internação, evolução do paciente, diagnóstico principal, diagnóstico secundário, natureza do estabelecimento de saúde e valor referente aos gastos de unidade de terapia intensiva. Resultados: Ocorreram 17.725 internações por intoxicação medicamentosa em menores de 5 anos de idade, com o predomínio do sexo masculino e de crianças de 2 anos. As internações fora do município de residência deram-se em 25% dos casos, com predomínio da Região Nordeste. A proporção de óbitos nas internações foi de 0,4%, com maior número de óbitos na Região Sudeste. Conclusão: Apesar da diminuição do número de internações no período, permaneceram disparidades regionais que podem ser atenuadas com a oferta de atenção especializada às intoxicações medicamentosas nos municípios, ampliando o acesso a cuidados de maior complexidade.


ABSTRACT: Introduction: In Brazil, drugs are the main causative agents of poisonings, and children under age five are the group with the highest number of cases. The objective of the present study was to describe hospitalizations due to drug poisoning in this population regarding demographics, deaths and worsening indicators in hospitalizations. Methods: The frequency of hospitalizations for drug poisoning between 2003 and 2012 was verified using data from the Hospital Information System. The study variables were year, gender, age, place of residence and hospitalization, patient follow-up, main diagnosis, secondary diagnosis, nature of the health establishment and amount related to Intensive Care Unit expenses. Results: There were 17,725 hospitalizations due to drug poisoning in children under five, predominantly two-year-old male children. The hospitalizations outside the city of residence occurred in 25% of the cases, with predominance in the Northeastern region. The proportion of deaths in hospitalizations was 0.4%, with a higher number of deaths in the Southeastern region. Conclusion: Despite the decrease in the number of hospitalizations in the period, regional disparities remained, which could be attenuated with the provision of specialized attention to drug poisonings in municipalities, expanding the access to a more complex care.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Infant, Newborn , Infant , Child, Preschool , Poisoning/mortality , Pharmaceutical Preparations/administration & dosage , Drug Therapy/mortality , Drug-Related Side Effects and Adverse Reactions/mortality , Hospitalization/statistics & numerical data , Poisoning/etiology , Brazil/epidemiology , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Sex Distribution , Age Distribution
5.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 34(6): e00100917, 2018. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-952402

ABSTRACT

Resumo: Nos últimos anos, as intoxicações e reações adversas a medicamentos tornaram-se importante causa de hospitalização e mortalidade, constituindo tema de grande relevância para a saúde pública. O objetivo deste estudo foi descrever a tendência de mortalidade e hospitalizações por esses agravos no Brasil, entre os anos de 2000 e 2014. Os dados utilizados foram provenientes dos sistemas SIM (Sistema de Informções sobre Mortalidade) e SIH-SUS (Sistema de Informações Hospitalares do SUS), e a população foi analisada segundo sexo, região de residência e faixa etária. Para definição dos eventos, foram utilizados códigos CID-10. A análise de tendência da série histórica foi realizada por regressão linear generalizada pelo método de Prais-Winsten, com correção do efeito de autocorrelação de primeira ordem. Tanto os óbitos quanto as hospitalizações ocorridas durante o período estudado apresentaram tendência ascendente. Na análise por regiões, as tendências mantiveram-se ascendentes para ambos os eventos nas regiões Sudeste e Sul. A análise por faixa etária mostrou tendências declinantes para menores de cinco anos nos dois eventos, tendência de óbitos ascendente para maiores de quatro anos e tendência de hospitalizações ascendente para a faixa de 20 a 59 anos. As intoxicações e reações adversas a medicamentos apresentam considerável contribuição para a ocorrência de óbitos e hospitalizações no Brasil, e os sistemas de informação SIM e SIH-SUS são fontes de dados de qualidade satisfatória para estudos de base populacional sobre mortalidade e morbidade hospitalar no país.


Abstract: In recent years, drug poisoning and adverse reactions have been an important cause of hospitalization and mortality and a major public health issue. The aim of this study was to describe trends in hospitalizations and deaths from drug poisoning and adverse reactions from 2000 to 2014. Data were from the Mortality Information System (SIM) and Information System on Authorizations for Hospital Admissions of the Brazilian Unified National Health System (SIH-SUS), and the study population was analyzed by sex, region of residence, and age bracket. Events were defined according to ICD-10 codes. The analysis of trends in the historical series used Prais-Winsten generalized linear regression with correction for first order autocorrelation effect. Both the hospitalizations and deaths during the study period showed upward trends. The analysis by regions maintained the upward trends for both events in the South and Southeast regions. Analysis according to age brackets showed downward trends in children under five years in both events, upward trend in deaths in individuals over four years of age, and an upward trend in hospitalizations in the age bracket from 20 to 59 years. Drug poisoning and adverse reactions contribute significantly to hospitalizations and deaths in Brazil, and the SIM and SIH-SUS are data sources with satisfactory quality for population-based studies on hospital morbidity and mortality in the country.


Resumen: Durante los últimos años, las intoxicaciones y reacciones adversas a medicamentos se han convertido en una importante causa de hospitalización y mortalidad, constituyendo un tema de gran relevancia para la salud pública. El objetivo de este estudio fue describir la tendencia de mortalidad y hospitalizaciones por estos riesgos sanitarios en Brasil, entre los años 2000 y 2014. Los datos utilizados provinieron de los sistemas SIM (Sistema de Infomaciones sobre Mortalidad) y SIH-SUS (Sistema de Informaciones Hospilatarias del Sistema Único de Salud), y la población se analizó según sexo, región de residencia y franja de edad. Para la definición de los eventos, se utilizaron códigos CID-10. El análisis de tendencia de la serie histórica se realizó por regresión lineal generalizada, mediante el método de Prais-Winsten, con corrección del efecto de autocorrelación de primer orden. Tanto los óbitos como las hospitalizaciones ocurridas durante el período estudiado presentaron una tendencia ascendente. En el análisis por regiones, las tendencias se mantuvieron ascendentes para ambos eventos en las regiones Sudeste y Sur. El análisis por franja de edad mostró tendencias declinantes para menores de cinco años en los dos eventos, tendencia de óbitos ascendente para mayores de cuatro años y tendencia de hospitalizaciones ascendente para la franja de 20 a 59 años. Las intoxicaciones y reacciones adversas a medicamentos presentan una considerable contribución a la ocurrencia de óbitos y hospitalizaciones en Brasil, y los sistemas de información SIM y SIH-SUS son fuentes de datos de calidad satisfactoria para estudios de base poblacional sobre mortalidad y morbilidad hospitalaria en el país.


Subject(s)
Humans , Male , Infant, Newborn , Infant , Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Young Adult , Poisoning/mortality , Drug-Related Side Effects and Adverse Reactions/mortality , Hospitalization/trends , Hospitalization/statistics & numerical data , Time Factors , Brazil/epidemiology , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Sex Distribution , Age Distribution , Spatio-Temporal Analysis
6.
Rev. bras. estud. popul ; 33(3): 591-612, set.-dez. 2016. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-843768

ABSTRACT

Resumo A população mundial vem experimentando um processo gradativo de envelhecimento de sua estrutura etária, em função da queda acentuada da fecundidade e da mortalidade nas últimas décadas. Esse processo, que está em curso em praticamente todos os países do mundo, traz à tona a preocupação com o crescimento das despesas em saúde. O objetivo do presente artigo é avaliar o efeito das mudanças da estrutura etária nos gastos com internação do Sistema Único de Saúde do Brasil. Para tanto, foi realizada uma decomposição dos gastos em saúde, utilizando o método Tchoe e Nam, adaptado para a realidade do caso brasileiro. A decomposição também é feita considerando três grupos de doenças: infecciosas e parasitárias, neoplasias e circulatórias. Os dados são provenientes do Sistema de Informações Hospitalares (SIH-SUS). De forma geral, os resultados encontrados mostram a importância da variação na estrutura etária (envelhecimento populacional) nos gastos das internações hospitalares do SUS entre 2000 e 2010, principalmente para os grupos de doenças associados a uma população mais envelhecida, doenças circulatórias e neoplasia.


Abstract The world population is experiencing a gradual process of aging of its age structure, due to the sharp decline in fertility and mortality in recent decades. This process, in course practically in all countries of the world, brings up the concern about health spending growth. The aim of this paper is to evaluate the effect of the changes in the age structure on hospitalization spending of the Sistema Único de Saúde (SUS) in Brazil. To achieve this goal a breakdown of health expenditures was performed using Tchoe and Nam method, adapted to the reality of the Brazilian case. The decomposition is also performed considering three groups of diseases: infectious and parasitic diseases, cancer and circulatory. The data are from the Sistema de Informação Hospitalar (SIH-SUS). In general, the results of the decomposition show the importance of variation in age structure (aging population) on SUS hospitalizations spending between 2000 and 2010, especially for groups of diseases associated with an aging population, such as circulatory diseases and cancer.


Resumen La población mundial está experimentando un proceso gradual de envejecimiento en su estructura de edad, debido a la fuerte caída de la fecundidad y de la mortalidad en las últimas décadas. Este proceso, que ocurre prácticamente en todos los países del mundo, conlleva una gran preocupación por el crecimiento del gasto en salud. El objetivo de este artículo es evaluar el efecto de los cambios en la estructura de edades en el gasto en hospitalización del Sistema Único de Saúde de Brasil. Para lograr este objetivo, el desglose de los gastos en salud se realizó mediante el método Tchoe y Nam, adaptado para el caso de Brasil. La descomposición se hizo teniendo en cuenta tres grupos de enfermedades: infecciosas y parasitarias, cánceres y circulatorias. Los datos proceden del Sistema de Informação Hospitalar (SIH-SUS). En general, los resultados de la descomposición muestran la importancia de la variación en la estructura de edad (envejecimiento de la población) en el gasto de las hospitalizaciones en el SUS entre 2000 y 2010, especialmente para los grupos de enfermedades asociadas con el envejecimiento de la población como es el caso de las enfermedades circulatorias y el cáncer.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Infant , Child, Preschool , Child , Adolescent , Adult , Middle Aged , Aged , Population Dynamics , Health Expenditures , Health Services/economics , Hospitalization/economics , Unified Health System , Age and Sex Distribution , Brazil , Chronic Disease , Hospital Information Systems/statistics & numerical data
7.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 32(7): e00044115, 2016. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-788096

ABSTRACT

Resumo: O aumento da população idosa leva a uma crescente demanda por serviços de saúde e expansão dos gastos, com consequências relevantes sobre a estabilidade econômica. Nesse contexto, o objetivo do estudo foi analisar o perfil das morbidades e gastos hospitalares com idosos em relação às condições socioeconômicas e demográficas do Paraná, Brasil, no período de 2008 a 2012, aplicando-se a análise fatorial em componentes principais e de agrupamentos. As regiões com maior e menor desenvolvimento econômico e humano apresentaram alta prevalência das internações e dos custos relativos às doenças do aparelho circulatório, respiratório e do coração para os sexos masculino e feminino. Já nas regiões com nível de desenvolvimento intermediário, as doenças do sistema nervoso em homens e do aparelho circulatório em mulheres se destacaram com relação às morbidades e gastos hospitalares. Assim, ações de prevenção e promoção de saúde a essa população idosa podem ser direcionadas para investigações regionais.


Abstract: Growth in the elderly population has increased both the demand for health services and healthcare expenses, with relevant consequences for economic stability. The current study aimed to analyze the morbidity profile and hospital expenses with elderly patients in relation to socioeconomic and demographic conditions in Paraná State, Brazil, from 2008 to 2012, applying principal components analysis and groupings. Regions with higher and lower economic and human development showed high prevalence of hospitalizations and costs pertaining to the circulatory and respiratory systems and cardiac diseases for males and females. In regions with intermediary development, diseases of the nervous system in men and of the circulatory system in women had the highest morbidity and hospital expenses. Thus, measures for prevention and health promotion in this elderly population should be targeted to regional investigations.


Resumen: El aumento de la población anciana conlleva una creciente demanda de servicios de salud y expansión de gastos, con consecuencias relevantes sobre la estabilidad económica. En este contexto, el objetivo del estudio fue analizar el perfil de las morbilidades y gastos hospitalarios con ancianos en relación con las condiciones socioeconómicas y demográficas de Paraná, Brasil, durante el período de 2008 a 2012, aplicándose el análisis factorial en componentes principales y de agrupamientos. Las regiones con mayor y menor desarrollo económico y humano presentaron una alta prevalencia de los internamientos y de los costes relativos a las enfermedades del aparato circulatorio, respiratorio y del corazón para el sexo masculino y femenino. Ya en las regiones con un nivel de desarrollo intermedio, las enfermedades del sistema nervioso en hombres y del aparato circulatorio en mujeres se destacaron respecto a las morbilidades y gastos hospitalarios. Así, acciones de prevención y promoción de salud para esa población anciana pueden ser dirigidas hacia investigaciones regionales.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Aged , Respiratory Tract Diseases/epidemiology , Cardiovascular Diseases/epidemiology , Health Care Costs/statistics & numerical data , Hospitalization/economics , Respiratory Tract Diseases/economics , Socioeconomic Factors , Brazil/epidemiology , Cardiovascular Diseases/economics , Cluster Analysis , Demography/statistics & numerical data , Cross-Sectional Studies , Retrospective Studies , Morbidity/trends , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Sex Distribution , Principal Component Analysis/methods , Hospitalization/statistics & numerical data
8.
Cad. Saúde Pública (Online) ; 32(7): e00114615, 2016. tab, graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-788099

ABSTRACT

Resumo: No Brasil, a convivência público-privado no financiamento e na prestação do cuidado ganha nítidos contornos na assistência hospitalar. Os arranjos de financiamento adotados pelos hospitais (Sistema Único de Saúde - SUS e/ou planos de saúde e/ou pagamento particular) podem afetar a qualidade do cuidado. Alguns estudos buscam associar a razão de mortalidade hospitalar padronizada (RMHP) a melhorias na qualidade. O objetivo foi analisar a RMHP segundo fonte de pagamento da internação e arranjo de financiamento do hospital. Analisaram-se dados secundários e causas responsáveis por 80% dos óbitos hospitalares. A RMHP foi calculada para cada hospital e fonte de pagamento. Hospitais com desempenho pior que o esperado (RMHP > 1) foram majoritariamente públicos de maior porte. A RMHP nas internações SUS foi superior, inclusive entre internações no mesmo hospital. Apesar dos limites, os achados indicam iniquidades no resultado do cuidado. Esforços voltados para a melhoria da qualidade de serviços hospitalares, independentemente das fontes de pagamento, são prementes.


Abstract: In Brazil, the combined presence of public and private interests in financing and provision of healthcare services stands out clearly in hospital care. Financing arrangements adopted by hospitals (the public Brazilian Unified National Health System - SUS and/or health plans and/or out-of-pocket payment) can affect quality of care. Studies have analyzed the hospital standardized mortality ratio (HSMR) in relation to quality improvements. The objective was to analyze HSMR according to source of payment for the hospitalization and the hospital's financing arrangement. The study analyzed secondary data and causes that accounted for 80% of hospital deaths. HSMR was calculated for each hospital and payment source. Hospitals with worse-than-expected performance (HSMR > 1) were mostly large public hospitals. HSMR was higher in the SUS, including between admissions in the hospital. Despite the study's limitations, the findings point to inequalities in results of care. Efforts are needed to improve the quality of hospital services, regardless of the payment sources.


Resumen: En Brasil, la convivencia público-privada en la financiación y en la prestación del cuidado empieza a definirse nítidamente en la asistencia hospitalaria. Los acuerdos de financiación adoptados por los hospitales (Sistema Único de Salud - SUS y/o planes de salud y/o pago particular) pueden afectar a la calidad del cuidado. Algunos estudios buscan asociar la razón de mortalidad hospitalaria padronizada (RMHP) a mejorías en la calidad. El objetivo fue analizar la RMHP según la fuente de pago del internamiento y acuerdos de financiación del hospital. Se analizaron datos secundarios y causas responsables de un 80% de los óbitos hospitalarios. La RMHP se calculó para cada hospital y fuente de pago. Los hospitales con un desempeño peor que el esperado (RMHP > 1) fueron mayoritariamente públicos y con un mayor número de pacientes. La RMHP en los internamientos SUS fue superior, incluyendo internamientos en el mismo hospital. A pesar de los límites, los hallazgos indican inequidades en el resultado del cuidado. Son necesarios esfuerzos dirigidos a la mejoría de la calidad de servicios hospitalarios, independientemente de las fuentes de pago de los mismos.


Subject(s)
Humans , Quality of Health Care/economics , Hospital Mortality , Hospitalization/economics , Hospitals/statistics & numerical data , Quality of Health Care/classification , Quality of Health Care/statistics & numerical data , Brazil , Cross-Sectional Studies , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Prepaid Health Plans/economics , Outcome Assessment, Health Care/economics , Outcome Assessment, Health Care/statistics & numerical data , Risk Adjustment , Public-Private Sector Partnerships/economics , Public-Private Sector Partnerships/statistics & numerical data , Quality Improvement , Hospitalization/statistics & numerical data , Hospitals/classification
9.
Rev. bras. saúde matern. infant ; 13(1): 17-22, jan.-mar. 2013. ilus, tab
Article in Portuguese | LILACS, BVSAM | ID: lil-670993

ABSTRACT

Identificar os códigos de procedimentos constantes no Sistema de Informação Hospitalar - Sistema Único de Saúde (SIH-SUS) considerados como Morbidade Materna Extremamente Grave (MMEG) e construir um algoritmo para o manejo/preparação da base de dados de Autorização de Internação Hospitalar visando a captura dos casos de MMEG neste banco de dados. MÉTODOS: utilizaram-se os dados do SIH-SUS fornecidos pela Secretaria de Saúde de Juiz de Fora e referem se as internações ocorridas no SUS no período de 2006-2007. Foram selecionadas todas as internações cujo diagnóstico principal compreendia todo o capítulo XV da Classificação Internacional de Doenças (CID10) - Complicações da gravidez, aborto, parto e puerpério e/ou internações em que procedimentos obstétricos foram realizados. Para identificação dos procedimentos no SIH-SUS, considerados como MMEG, adotaram-se os critérios propostos pela Organização Mundial da Saúde. O algoritmo foi desenvolvido no software Microsoft Access. RESULTADOS: foram capturados 326 casos de MMEG entre as 8620 mulheres selecionadas, perfazendo uma taxa de 37,8/1000 mulheres. Os procedimentos mais frequentes foram transfusão de hemoderivados, permanência a maior e pré-eclampsia grave/eclâmpsia, com prevalências de 15,7/1000, 9,5/1000 e 8,2/1000, respectivamente. CONCLUSÕES: o algoritmo utilizado pode otimizar o uso do SIH-SUS para a captação dos casos de MMEG e gerar informações para os serviços de vigilância da morbimortalidade materna e avaliação de cuidados obstétricos...


To identify codes for constant procedures in the Brazilian National Health System's Hospital Information System (SIH-SUS) deemed to be cases of Extremely Severe Maternal Morbidity (MMEG) and to develop an algorithm to manage/prepare an AIH database, with a view to identifying cases of MMEG in this database. METHODS: the data used were from the SIH-SUS supplied by the Juiz de Fora Health Secretary and refer to admissions to SUS hospitals between 2006 and 2007. The study covered all admissions where the principal diagnosis involved all of Chapter XV of CID10 - complications of pregnancy, miscarriage, delivery and puerperium and/or admissions to hospital involving obstetric procedures. For identification of SIH-SUS procedures deemed to be MMEG, the criteria proposed by the WHO were used. The algorithm was developed using Microsoft Access. RESULTS: 326 cases of MMEG were found among the 8620 women selected, constituting a rate of 37. 8/1000 women. The most frequent procedures were transfusion of blood products, a longer stay and severe pre-eclampsia/eclampsia, with a prevalence of 15. 7/1000, 9. 5/1000 and 8. 2/1000, respectively. CONCLUSIONS: the algorithm used may optimize the use of the SIH-SUS for identifying cases of MMEG and generating information for maternal morbidity and mortality surveillance services and the evaluation of obstetric care...


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Pregnancy Complications , Pregnancy, High-Risk , Medical Informatics , Unified Health System , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Health Evaluation , Morbidity
10.
Cad. saúde pública ; 28(5): 991-997, maio 2012.
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-625497

ABSTRACT

Para monitorar a assistência com financiamento não SUS, o Ministério da Saúde do Brasil instituiu a obrigatoriedade do preenchimento da Comunicação de Informação Hospitalar e Ambulatorial (CIHA) em todos os serviços de saúde do país. Considerando que a qualidade dos dados é fundamental, este estudo analisou a cobertura da CIHA nas Unidades da Federação (UF), tomando como padrão os dados do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) do período de 2006 a 2009. A cobertura da CIHA foi baixa em quase todas as UF, menos de um quarto dos partos que foram registrados no SINASC, decrescendo desde 2006 (24,4%) até 2009 (19,7%). A variação entre as UF foi expressiva, sendo São Paulo (71,9% em 2006; 46,4% em 2009), Rio Grande do Sul (35,8% em 2006; 29,5% em 2009) e Santa Catarina (31,6% em 2006; 37,7% em 2009) as que apresentaram os melhores resultados. As outras UF apresentaram cobertura inferior a 20%. Mecanismos de supervisão da coleta e o uso da CIHA para apoiar a decisão são atividades importantes na sua constituição como um instrumento para planejamento e avaliação da assistência.


The Brazilian Ministry of Health established mandatory completion of the Hospital and Outpatient Information Form (CIHA) in all the country's health services in order to monitor care funded by sources other than the Unified National Health System (SUS). Considering that data quality is essential, this study analyzed coverage of the CIHA in the States and Federal District, taking data from the Information System on Live Births (SINASC) from 2006 to 2009 as the standard. Coverage of the CIHA was low in nearly all of the States, corresponding to fewer than one-fourth of the births recorded in the SINASC, decreasing from 24.4% in 2006 to 19.7% in 2009. There was a wide variation between the States, with the best results in São Paulo (71.9% in 2006; 46.4% in 2009), Rio Grande do Sul (35.8% in 2006; 29.5% in 2009), and Santa Catarina (31.6% in 2006; 37.7% in 2009). The other States showed less than 20% coverage. Mechanisms for data collection and use of the CIHA to support decision-making are important for planning and evaluating healthcare.


Subject(s)
Female , Humans , Pregnancy , Birth Rate , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Hospitals, Private/statistics & numerical data , Information Systems/statistics & numerical data , Brazil
11.
Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Estadística e Informática. Oficina de Estadística; 1 ed; 2012. 202 p. ilus, graf.
Monography in Spanish | LILACS, MINSAPERU | ID: biblio-1181992

ABSTRACT

El presente compendio, constituye un instrumento de consulta y de apoyo en la toma de decisiones. Contiene datos de egresos hospitalarios: por etapas de vida, sexo, especialidad, tipo de establecimiento, condición de alta, causa de morbilidad hospitalaria. Se estructura en cuatro capítulos: I. Informe Ejecutivo: Detalla un análisis de la información de egresos de los años 2002 al 2010, mostrando un panorama muy amplio y determinando los cambios ocurridos en este periodo. II. Producción de Servicios Hospitalarios: Describe los egresos hospitalarios por servicio, especialidad, condición de alta, tipo de establecimiento, tipo de seguro; teniendo en cuenta el sexo y las etapas de vida de los años 2009 y 2010. III. Morbilidad de Paciente Hospitalizado: Muestra la morbilidad según la lista 6/65 de la CIE X, desagregándola por etapas de vida y sexo del paciente a nivel nacional de los años 2009 y 2010. IV. Morbilidad Desagregada por Departamentos: Describe la morbilidad desagregada por departamentos, mostrando las principales causas por etapas de vida y sexo, teniendo además los grupos de categoría desagregados como: las enfermedades transmisibles, tumores, enfermedades del aparato circulatorio, complicaciones del embarazo, parto y puerperio, causas externas de traumatismos y envenenamientos por sexo de los años 2009 y 2010


Subject(s)
Hospital Statistics , Vital Statistics , Health Statistics , Health Status Indicators , Data Interpretation, Statistical , Morbidity , Ancillary Services, Hospital , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Peru
12.
Rev. eletrônica enferm ; 13(3): 508-520, 2011.
Article in Portuguese | LILACS, BDENF | ID: lil-693766

ABSTRACT

Estudo descritivo com objetivo de analisar produção física e financeira das internações hospitalares processadas pela Direção Regional de Saúde de Ribeirão Preto (DRS-XIII), nos hospitais conveniados/contratados pelo SUS, na especialidade de clínica cirúrgica, segundo município, no período de 1996-2007. A população de estudo foram Autorizações de Internação Hospitalar (AIH) processadas através do SIH-SUS. Foram processadas 478.241 internações, sendo Ribeirão Preto, responsável por cerca de 70% delas. A cirurgia obstétrica se destacou quanto à produção física, totalizando 49,5% e 24,5%, na região e em Ribeirão Preto, respectivamente. Quanto ao financeiro, nos hospitais da região, maior gasto foi cirurgia obstétrica; nos hospitais de Ribeirão Preto, tal produção foi maior em cirurgia cardiológica. Ribeirão Preto consumiu cerca de 90% dos recursos financeiros. O acompanhamento da produção de internações é fundamental para ordenação do fluxo de usuários, prestação de contas e tratamento equitativo entre municípios, além de disponibilizar elementos que permitem a gestão...


Descriptive study aimed to analyze the physical and financial production of hospital admissions by the Regional Health Department of Ribeirão Preto (DRS-XIII) in private hospitals / contracted by the SUS in the specialty of clinical surgery, second city, in the period 1996 - 2007. The study population was composed by hospital admissions forms (AIH) processed through the SIH-SUS. 478,241 hospitalizations were processed, and Ribeirao Preto, accounting for about 70% of them. The obstetric surgery highlighted physical production, totaling 49.5% and 24.5% in the region and in Ribeirão Preto, respectively. As for the financial, in regional hospitals, increased spending was obstetric surgery, at hospitals in Ribeirão Preto, such production was higher in cardiac surgery. Ribeirao Preto consumed about 89% of financial resources. Monitoring the production of admissions is essential for sorting the flow of users, accountability and equitable treatment among municipalities, as well as provide elements that allow the management...


Estudio descriptivo con objetivo de analizar el producción física y financiera de las internaciones hospitalarios por el Departamento Regional de Salud de Ribeirão Preto (DRS-XIII) en los hospitales privados contratados por el SUS en la especialidad de cirugía clínica, según ciudad, período 1996 - 2007. La población de estudio fueron las Autorizaciones de Internación Hospitalaria (HAI) procesados en el SIH-SUS. Se procesaron 478,241 hospitalizaciones, siendo Ribeirão Preto que representa alderredor de 70% de estos. La cirugía obstétrica fue superior a la producción física, por un total de 49,5% y 24,5% en la región y en Ribeirão Preto, respectivamente. Referente a los recursos financieros, en los hospitales regionales, el aumento del gasto fue la cirugía obstétrica, en los hospitales de Ribeirão Preto, esa producción fue mayor en la cirugía cardíaca. Ribeirão Preto consume alrededor de 90% de los recursos financieros. Control de la producción de ingresos es esencial para clasificación del flujo de usuarios, la rendición de cuentas y trato equitativo entre municipios, así como aportar elementos que permitan la gestión...


Subject(s)
Humans , Hospital Information Systems/economics , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Unified Health System
13.
Rio de Janeiro; s.n; 2011. 160 p. mapas, tab, graf.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-609656

ABSTRACT

No Brasil, a importante diminuição do número de óbitos por diarreia infecciosa nas últimas décadas esteve mais associada à aplicação de técnicas de controle como medicamentos e hidratação oral, do que por transformações nas condições de vida,resultando em importante redução da taxa de mortalidade por diarreia em crianças assim como na diminuição de sua sensibilidade como indicador de desigualdades sociais em saúde. Neste cenário, como o potencial de produção da diarreia tem se mantido, a análise das internações por esse agravo surge como um marcador para compreensão da situação de saúde da população infantil. Objetivo: Analisar a distribuição espaço temporal das internações hospitalares por diarreia em crianças menores de cinco anos de idade, relacionando com as condições de vida e Atenção Básica à saúde do município de Itaboraí. Método: Estudo de situação de saúde tendo como unidade de análise o bairro de residência. Foi estabelecido o indicador denominado Razão de Internações por Diarreia em menores 5 anos (RID), que consistiu na divisão das internações por diarreia pelos nascidos vivos. A partir dos dados do IBGE (2000), foi construído um Indicador de Condições de vida (ICV), através do cálculo de 2 índices: 1) Estrutura Social, composto por variáveis de renda e escolaridade, e 2) Condições Sanitárias Locais, composto por variáveis de abastecimento de água, esgoto e coleta de lixo. Para analisar a relação daRID e assistência a saúde foram utilizados indicadores do SINASC relacionados a atenção ao parto e pré-natal. As fontes de informação utilizadas foram SIH-SUS e SINASC, para o período 2006-2009. A associação entre as variáveis foi testada pelo coeficiente de Pearson...


Subject(s)
Humans , Child, Preschool , Child , Social Conditions/statistics & numerical data , Diarrhea/mortality , Diarrhea/prevention & control , Hospitalization/statistics & numerical data , Infant Mortality , Live Birth , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Epidemiology, Descriptive , Temporal Distribution
14.
Cad. saúde pública ; 26(9): 1756-1765, set. 2010. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-558792

ABSTRACT

Este estudo comparou a validade dos diagnósticos de anomalias congênitas do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC), em oito hospitais distribuídos em sete municípios do Brasil, totalizando 27.945 nascidos vivos em 2004 e 25.905 em 2007. Além disso, descreveu ações específicas realizadas para o aprimoramento da qualidade dos dados desse campo. Para a análise da validade, foi utilizado o Estudo Colaborativo Latino-Americano de Malformações Congênitas (ECLAMC) como padrão-ouro. Em 2004, pelo menos 40 por cento dos casos de anomalias congênitas eram subnotificados, situação que não foi modificada em 2007. Observou-se aumento significativo na sensibilidade somente em um hospital, de 56,9 por cento para 96,8 por cento. Em dois hospitais, houve diminuição significativa na sensibilidade, de 62,7 por cento para 41,7 por cento e de 66,5 por cento para 32,2 por cento. Os valores preditivos positivo e negativo e especificidade permaneceram acima de 80 por cento. Apenas duas secretarias municipais de saúde e quatro hospitais fizeram algum tipo de ação específica para a melhoria do campo 34. Os resultados apontam para a necessidade de se investir na qualidade da informação sobre anomalias congênitas no SINASC.


This study compared the validity of birth defect cases reported in the Brazilian Information System on Live Births in 2004 and 2007 in seven municipalities, out of a total of 27,945 live births in 2004 and 25,905 in 2007. The study also describes quality improvement measures in this area. The Latin American Collaborative Study on Congenital Malformations was used as the gold standard for analyzing the validity of birth defect diagnoses. In 2004, at least 40 percent of birth defects went unreported, and this situation persisted in 2007. Only one hospital showed a significant increase in reporting sensitivity, from 56.9 percent to 96.8 percent. Sensitivity decreased significantly in two hospitals (from 62.7 percent to 41.75 percent and from 66.5 percent to 32.2 percent, respectively). The positive and negative predictive values and specificity remained above 80 percent. Only two municipal health departments and four hospitals implemented measures to improve reporting of birth defects. The results indicate the need for investments in the quality of birth defect information on birth certificates.


Subject(s)
Humans , Birth Certificates , Congenital Abnormalities/epidemiology , Hospital Information Systems/standards , Live Birth/epidemiology , Registries/standards , Brazil/epidemiology , Disease Notification/standards , Disease Notification/statistics & numerical data , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Registries/statistics & numerical data
15.
Rio de Janeiro; s.n; 2010. 75 p. tab, graf.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-605135

ABSTRACT

A presente dissertação, apresentada no formato de artigo científico, aborda o rastreamento de resultados adversos no cuidado hospitalar, através de base de dados administrativos. O objetivo geral é avaliar a prevalência de resultados adversos nas internações brasileiras financiadas pelo Sistema Único de Saúde. Metodologia: Estudo exploratório de corte retrospectivo, cuja fonte de informação foi o Sistema de Informação Hospitalar do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS). O universo de estudo é composto pelas internações de adultos nas especialidades de clínica médica (n = 3.565.811) e clínica cirúrgica (n = 2.614.048) ocorridas no Brasil no ano de 2007. O rastreamento de resultados adversos utilizou onze condições clínicas, sendo adaptadas para a Classificação Internacional de Doenças décima revisão (CID-10), a partir de códigos da CID-09-CM, com a participação de profissional especialista em codificação de doenças. A análise dos dados deteve-se na descrição da prevalência de resultado adverso por especialidade médica selecionada e de sua variabilidade quanto a mortalidade hospitalar, o tempo médio de permanência e o valor de reembolso da internação. Resultado: O perfil das internações foi distinto ao comparar as duas clínicas; na clínica médica a faixa etária foi predominante de idosos (70-79), com maior tempo médio de permanência (1,3 dias a mais), maior taxa bruta de mortalidade(7,4% versus 3,1% de óbitos na cirúrgica), e menor valor de reembolso da internação. A prevalência de resultados adversos foi 4 por 1000 internações para a população de estudo...


This thesis, presented in the format of a scientific paper, addresses the tracking of adverse outcomes in hospital care through administrative database. The overall objective is to assess the prevalence of adverse outcomes in admissions financed by the Brazilian Health System. Methodology: Exploratory study of the retrospective cohort, whose source of information was the Hospital Information System of the Unified Health System (SIH-SUS). The study universe consists of admissions for adults in the specialties of internal medicine (n = 3,565,811) and general surgery (n = 2,614,048) occurred in Brazil in 2007. Screening for adverse outcomes used eleven medical conditions, were adapted to the International Classification of Diseases tenth revision (ICD-10) from the adaptation of ICD-09-CM, which included the participation of professional expert coding of diseases. The measurement of adverse outcomes in the SIH-SUS employed the analysis of data held bythe description of the prevalence of adverse outcomes by medical specialty selected and its variability in hospital mortality, the average time residence and the redemption value ofhospitalization. Result: The profile of hospitalization was distinguished by comparing the two clinics, in medical practice was predominant age group of elderly (70-79), with higher average length of stay (1.3 days longer) and higher crude mortality rate (7.4% versus 3.1% of deaths in surgical). The prevalence of adverse outcomes was 4 per 1000 admissions for the study population...


Subject(s)
Humans , Hospital Mortality , Information Systems , Outcome Assessment, Health Care , Patient Care , Quality of Health Care , Unified Health System/statistics & numerical data , Hospitalization , Length of Stay , Hospital Information Systems/statistics & numerical data
16.
Rev. Assoc. Med. Bras. (1992) ; 54(3): 220-224, maio-jun. 2008. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-485604

ABSTRACT

OBJETIVO: Este estudo descreve e analisa a adequação da prescrição da AH, para reposição nutricional, nos hospitais da região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, e explora o uso do SIH/SUS para avaliar o perfil e a qualidade da prescrição de medicamentos. MÉTODOS: As informações foram extraídas do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH/SUS), entre 1999 e 2001. RESULTADOS: Houve registro de utilização de AH para reposição nutricional em 121 internações de maiores de um ano, nas quais a justificativa mais freqüente foi a desnutrição protéico-calórica (93 por cento). O uso da AH foi classificado como inadequado em 91 por cento dos casos. Em 51 por cento dos casos ocorreu o óbito e a clínica médica foi responsável 87 por cento das internações. A inadequação de prescrição esteve associada positivamente à duração da internação, com RP 1,14 (IC95 por cento 1,01-1,28). O óbito mostrou associação positiva com a idade do paciente, com RP 1,72 (IC 95 por cento 1,19-2,48). A ausência de parâmetros laboratoriais e a insuficiência de informações clínicas no banco limitaram a análise dos dados. O sub-registro no SIH das internações no âmbito do SUS foi outro importante fator limitante para o conhecimento do problema. CONCLUSÃO: Apesar das limitações, o estudo mostrou o elevado nível de inadequação de utilização da AH para reposição nutricional e as possibilidades de uso do banco do SIH/SUS na avaliação da qualidade da prescrição de medicamentos como a AH incluídos entre os procedimentos especiais.


OBJECTIVE:This study describes and analyzes the adequacy of HA prescription, for nutritional replacement, in hospitals of the Rio de Janeiro Metropolitan Area and explores the use of SIH/SUS to evaluate the profile and quality of drug prescription. METHODS: The information was collected from the Hospital Information System of the "Sistema Único de Saúde" SIH/SUS from 1999 to 2001. RESULTS: The use of HA for nutritional replacement was recorded in 121 admittances of subjects during 1 year, the most frequent justification being protein-caloric malnutrition (93 percent). HA use was classified as inadequate in 91 percent of cases. In 51 percent of the cases death occurred and the Clinical Practice Unit was responsible for 87 percent of the admittances. Inadequacy of the prescription was positively associated to length of hospital stay, with RP 1. 14 (IC95 percent 1.01-1.28). Death showed positive association with the patient's age, with RP 1.72 (IC 95 percent 1.19-2.48). The absence of laboratory parameters and lack of clinical databank information have limited data analysis. The SIH sub-registration of admittances, within the SUS ambit was another important restriction for more precise identification of the problem. CONCLUSION: In spite of the limitations, the study disclosed the high level of inappropriate utilization of HA for nutritional replacement and the possibilities of using the SIH/SUS databank to evaluate the quality of prescribing drugs such as HA included in the special procedures.


Subject(s)
Adolescent , Adult , Child , Child, Preschool , Female , Humans , Infant , Male , Middle Aged , Young Adult , Drug Prescriptions/standards , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Hospitalization/statistics & numerical data , Malnutrition/therapy , Nutritional Support/standards , Serum Albumin/administration & dosage , Brazil/epidemiology , Clinical Protocols , Drug Prescriptions/statistics & numerical data , Hospital Units/statistics & numerical data , Malnutrition/mortality , Nutritional Status/drug effects , Nutritional Support/statistics & numerical data , Parenteral Nutrition/standards , Parenteral Nutrition/statistics & numerical data , Quality Control , Young Adult
17.
Cad. saúde pública ; 24(4): 767-776, abr. 2008. tab
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-479691

ABSTRACT

A Central de Internações de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, visa tornar ágil o acesso às internações pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, muitas internações ocorrem diretamente nos hospitais, sem intermediação da Central de Internação. O estudo comparou as características das internações realizadas em 2002, com relação à via de acesso. Foram selecionadas internações com hipótese diagnóstica de infarto agudo do miocárdio e insuficiência coronariana aguda. De 3.705 internações, 24,9 por cento foram realizadas pela Central de Internação e 75,1 por cento por via direta. As proporções de internações via direta foram maiores que pela Central de Internação para pacientes > 70 anos, internados por insuficiência coronariana aguda, na clínica cirúrgica e no fim de semana. Os percentuais das internações via Central de Internação foram maiores que os feitos por via direta para residentes em outros municípios, em hospitais não públicos e com utilização de UTI. O número de dias de internação também foi diferente entre as vias. O estudo mostrou diferenças nas características das internações realizadas pelas duas vias de acesso.


The hospital admissions center in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil, aims to assure fast, timely, and equitable access to hospitalization services through the Unified National Health System. However, many patients are admitted directly to the hospitals, without going through the admissions center. This study compared the characteristics of hospitalizations in Belo Horizonte in 2002 according to type of access. All admissions for acute myocardial infarction and acute coronary disease were included. Of 3,705 admissions, 24.9 percent were processed through the hospital admissions center and 75.1 percent through direct access. Direct hospitalizations were more common as compared to processing by the hospital admissions center for patients > 70 years ), those with presumptive diagnosis of acute coronary disease, to the surgical department, and on weekends. Admissions via the hospital admissions center were more common than direct access for patients residing outside Belo Horizonte, at non-public hospitals, and for the intensive care unit. Length-of-stay also varied according to type of access. The results confirm differences in the characteristics of admissions according to the two types of access.


Subject(s)
Adult , Aged , Female , Humans , Male , Middle Aged , Coronary Disease/epidemiology , Health Services Accessibility/organization & administration , Health Services Needs and Demand/organization & administration , Hospital Information Systems/organization & administration , Hospitalization/statistics & numerical data , Myocardial Infarction/epidemiology , Brazil/epidemiology , Health Services Accessibility/statistics & numerical data , Health Services Needs and Demand/statistics & numerical data , Hospital Information Systems/statistics & numerical data
18.
An. Fac. Med. Univ. Fed. Pernamb ; 50(2): 110-114, 2005. graf
Article in Portuguese | LILACS | ID: lil-443337

ABSTRACT

Resumo: O baixo peso ao nascer é o principal fator determinante de sobrevivência no primeiro ano de vida, e as fontes de informação sobre esse determinante devem ser confiáveis para utilização em pesquisas e para subsidiar o planejamento em saúde. O objetivo do estudo foi descrever o perfil dos nascimentos de baixo peso e verificar a confiabilidade da informação para algumas variáveis. A população alvo foi composta por recém-nascidos(RN) de mães residentes no Recife nos anos de 1995 a 2002. Para estudo confiabilidade utilizou-se algumas variáveis relativas ao recém-nascido, e a mãe descritos na Declaração de nascidos vivos e registros hospitalares para o ano de 2002. A fonte dos dados foi o SINASC e para estimativa da reprodutibilidade foram utilizados os prontuários da mãe e do RN. Os dados foram analisados através dos Software EPI INFO 06.02 DO CDC-OMS e TABWIN. No período houve 7,97por cento de nascimento de baixo peso. Desses 69,45por cento eram filhos de mães não-adolescentes;54por cento eram do sexo feminino; 55,66por cento eram prematuros; 40,50por cento nasceram de parto cesáreo; 83,62por cento receberam Àpgar do 5º minuto entre 8 e 10; 87,6por cento nasceram en hospitais SUS. A concordância para peso ao nascer, Apgar e idade gestacional foi muito boa, KAPPA 1. O percentual de baixo peso ao nascer no município ainda é elevado e mostrou elevação percentual nas mães adolescentes e nos nascidos de partos cesáreos. Constatou-se um incremento da prematuridade. A confiabilidade do SINASC mostrou-se boa


Subject(s)
Male , Female , Infant, Newborn , Humans , Apgar Score , Cross-Sectional Studies , Health Profile , Infant, Low Birth Weight , Reproducibility of Results , Hospitals, Public , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Unified Health System
19.
São Paulo; s.n; 2005. 180 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-406985

ABSTRACT

Este estudo te, como objetivo geral analisar as competências de enfermeiras Coordenadoras de Saúde, identificando os saberes, no momento dedescentralização político-administrativa e do processo de construção do Sistema Único de Saúde (SUS) no Município de São Paulo.Utilizou-se a história oral privilegiando a trajetória profissional das enfermeiras, seguindo semi-roteiro estruturado. Também foram realizadas entrevistas com dois Subprefeitos e o Secretário Municipal da Saúde. Procedeu-se à análise qualitativa dos dados e os resultados indicaram: a Subprefeitura é uma nova instância no jogo de disputa de poder que alterou a correlação de forças no Município com a necessidade de pactuar acordos e manter condições para a governabilidade local; a responsabilidade da Secretaria Municipal de Saúde como gestora de saúde no Município e defensora do SUS e a Coordenadoria de Saúde como gestora local. Na perspectiva das entrevistas, coordenar é articular, negociar e facilitar a execução das Políticas de Saúde e consideram como principais competências, em termos ideais, para a nova função: saber relacionar-se para tecer uma rede de compromissos sociais para a qualidade de vida, conhecer as Políticas de Saúde e a região, acreditar no SUS, valorizar o serviço público e ser democrática. No entanto, no exercício do cargo necessitam desenvolver a competência política, o compromisso social e uma prática crítico-reflexiva para o entendimento da dialética do trabalho. Vislumbram um novo espaço profissional que transcende os saberes técnico-científicos da enfermagem para uma ação política de saúde e assim, enveredam para a Saúde Pública.


Subject(s)
Gender Identity , Morbidity , Inpatients/statistics & numerical data , Socioeconomic Factors , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Hospital Information Systems
20.
São Paulo; s.n; 2005. 152, 12 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: lil-406987

ABSTRACT

Estudo comparativo do perfil da morbidade hospitalar com enfoque de gênero em seis Regiões Metropolitanas, que foram selecionadas usando como recorte o Índice de Desenvolvimento Humano-IHD 2000. As regiões escolhidas foram: a RM do Norte/Nordeste de Santa Catarina-Núcleo, RM de Campinas, RM de Porto Alegre, RM de São Luis, RM de Maceió e Colar Metropolitano do Vale do Aço. Como fonte de dados utilizamos o Sistema de Informação Hospitalar. Analisamos o perfil da morbidade de homens e mulheres de 15 a 49 anos. Verificamos que as maiores taxas de internação, financiadas pelo SUS, ocorrem nas RMs com pior IDH. Retiramos da análise as AIHs com diagnóstico de Gravidez, Parto e Puerpério (Cap.XV CID-10) e as de tipo 5. No total de AIHs analisadas, as mulheres apresentaram diferença significativa na taxa de Internação, em relação aos homens, nas RMs de São Luis e Maceió, enquanto que na RM de Campinas as internações masculinas foram superiores. Nas demais regiões as diferenças nas taxas de internação não foram significativas para nenhum dos sexos. Exceto pela RM do N/NE de Santa Catarina, na qual a principal causa de internação foram as Neoplasias, nas demais RMs as Doenças do aparelho geniturinário foram a principal causa de internação feminina. Para os homens a principal causa de internação foram as Lesões envenenamentos e algumas outras conseqüências de causas externas, exceto na RM de Maceió, onde foram os Transtornos mentais e comportamentais. Encontramos diferenças nos perfis de morbidade com a utilização da variável sexo, que se acentuam ou ganham contornos quando relacionadas com as condições de vida e o nível socioeconômico.


Subject(s)
Gender Identity , Inpatients/statistics & numerical data , Hospital Information Systems/statistics & numerical data , Hospital Information Systems
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL