Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 1.760
Filter
1.
Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.) ; 43(2): 29-34, maio-ago. 2022. ilus
Article in Portuguese | LILACS, BBO | ID: biblio-1362016

ABSTRACT

A articulação temporomandibular está vunerável a várias condições de anormalidades já bastante conhecidas, dentre elas, o deslocamento do disco articular sem redução, considerado pela literatura o mais comum das patologias desta região. A deterioração do quadro pode ser um indicativo da necessidade cirúrgica. Em específico, no deslocamento de disco sem redução, o reposicionamento definitivo pode ser adquirido através de discopexia e artrocentese. O presente trabalho tem como objetivo relatar um caso clínico de deslocamento de disco articular bilateral sem redução, apresentando a importância da fisioterapia associada à abordagem cirúrgia na recuperação da função mandibular, bem como, reforçar a importância de uma abordagem conjunta entre análise clínica e imaginológica para resolução de casos. Paciente feminino cursando com diversos sintomas em face e pescoço de forma progressiva ao longo de dois anos foi submetida a cirurgia na articulação temporo-mandibular, onde foi feita a discopexia através de ancoragem dos discos articulares com parafusos. A avaliação física, assim como, a imaginológica, ajudaram na confirmação do diagnóstico. A abordagem cirurgica adotada no tratamento deste caso foi descrita na literatura desde o final do século XIX. Conclui-se que, o método utilizado no tratamento do deslocamento de disco sem redução deve ser baseado nos sinais e sintomas do paciente, cuja abordagem deve ser readequada de acordo com as mudanças do quadro apresentado. Nesta análise, a abordagem cirúrgica associada à fisioterapia específica para as estruturas musculoesquelética da face trouxeram resultados positivos(AU)


The temporomandibular joint is responsible for several well-known conditions of abnormalities, among them, the joint disc displacement without reduction, considered by the literature the most common pathology of this region. Deterioration of the condition may be indicative of surgical need. Specifically, in displacement disc without reduction, definitive repositioning can be achieved through discopexy and arthrocentesis. The aim of the present study is to report a case of unilateral articular disc displacement without reduction, as well the importance of physiotherapy associated with the surgical approach in the recovery of mandibular function, as well as reinforcing the importance of a joint approach between clinical and imaging analysis for case resolution. Female patient with several symptoms in the face and neck progressively over two years, underwent surgery in the temporomandibular joint, where discopexy was performed by anchoring the articular discs with screws. The physical assessment, as well as the imaging, helped to confirm the diagnosis. The surgical approach adopted in the treatment of this case has been described in the literature since the end of the 19th century. In conclusion, the method used to treat articular disc displacement without reduction should be based on the patient's signs and symptoms, whose approach should be readjusted according to the changes in the presented picture. In this analysis, the surgical approach associated with specific physiotherapy for the musculoskeletal structures of the face brought positive results(AU)


Subject(s)
Humans , Female , Adult , Temporomandibular Joint Disc , Temporomandibular Joint Disc/injuries , Joint Dislocations , Temporomandibular Joint/injuries , Physical Therapy Modalities , Temporomandibular Joint Disc/surgery , Temporomandibular Joint Disc/diagnostic imaging , Arthrocentesis
2.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 26(2): 127-133, maio-ago. 2022.
Article in Portuguese, French | LILACS | ID: biblio-1372962

ABSTRACT

Objetivo: caracterizar a prática clínica e identificar as barreiras relacionadas à mobilização precoce em uma Unidade de Terapia Intensiva. Método: estudo observacional analítico e prospectivo que incluiu pacientes em ventilação mecânica por mais de 24 horas. Foram coletados diariamente dados clínicos, critérios de segurança, barreiras e atividades realizadas nos atendimentos de fisioterapia. Posteriormente a amostra foi dividida de acordo com a realização de sedestação à beira do leito. Utilizou-se teste T para comparação entre grupos e para associação teste Qui-quadrado ou Exato de Fischer quando necessário. Resultados: participaram 54 indivíduos com média de idade 51,33±14,85 anos e SAPSIII médio de 63,47±13,37 pontos. A mobilização foi realizada em 1356 sessões, em sua maioria atividades passivas. Nenhuma atividade fora do leito foi realizada com pacientes em ventilação mecânica. As principais barreiras foram sedação, nível de consciência e procedimentos médicos. A não sedestação à beira do leito foi associada à ausência de critérios de segurança, que impediram a mobilização, e ocorrência de óbito. Conclusão: A mobilização foi realizada na maioria das sessões, porém poucas atividades foram realizadas fora do leito. Durante o período de ventilação mecânica nenhuma atividade foi realizada fora do leito. As barreiras mais citadas foram sedação, nível de consciência e procedimentos médicos.


Purpose: characterize the clinical practice and identify barriers related to early mobilization in an Intensive Care Unit. Method: analytical and prospective observational study that included patients on mechanical ventilation for more than 24 hours. Clinical data, safety criteria, barriers and activities performed in physical therapy consultations were collected on a daily basis. Subsequently, the sample was divided according to the performance of the patient sitting at the bedside. The T-test was used for comparison between groups and the Chi-square test or Fisher's exact test were used when necessary. Results: a total of 54 individuals participated, with a mean age of 51.33±14.85 years and mean SAPSIII of 63.47±13.37 points. Mobilization was performed in 1356 sessions, mostly passive activities. No out-of-bed activities were performed with patients on mechanical ventilation. The main barriers were sedation, level of consciousness, and medical procedures. Failure to sit at the bedside was associated with the absence of safety criteria, which prevented mobilization, and the occurrence of death. Conclusion: Mobilization was performed in most sessions, but few activities were performed outside the bed. During the period of mechanical ventilation, no activity was performed outside the bed. The barriers most frequently mentioned were sedation, level of consciousness, and medical procedures.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Middle Aged , Health Knowledge, Attitudes, Practice , Early Ambulation , Intensive Care Units , Respiration, Artificial , Physical Therapy Modalities , Consciousness , Death , Mobility Limitation , Deep Sedation , Physical Therapists , Methods
3.
J. coloproctol. (Rio J., Impr.) ; 42(1): 77-84, Jan.-Mar. 2022. tab, ilus
Article in English | LILACS | ID: biblio-1375760

ABSTRACT

Introduction: Anal incontinence is defined as the loss of voluntary control of fecal matter or gases with a recurrence period longer than 3 months in individuals aged ≥ 4 years; it has a female predominance. Among the treatment modalities is pelvic physiotherapy, the second line of treatment, which promotes the reeducation, coordination, and strengthening of the muscles of the pelvic floor to enable patients to return to their regular activities of daily living. Objective: To perform a systematic review on the physiotherapeutic treatments used in women between the ages of 18 and 65 years with a diagnosis of anal incontinence. Material and methods Clinical studies written in Portuguese, Spanish and English were searched on the the following databases: Science Direct, Medical Literature Analysis and Retrieval System Online (Medline) via PubMed, Physiotherapy Evidence Database (PEDro), Scientific Electronic Library Online (SciELO), and Scopus. Results: Of the 998 articles found, only 4 studies met the inclusion criteria of the present systematic review. The physiotherapeutic approaches to treat women with anal incontinence are biofeedback, Kegel exercises, electrostimulation, and training of the pelvic floor muscles. The average score on the PEDro scale was of 6.25, which indicates that the methodological quality was good. Conclusion: Although pelvic physiotherapy is effective to treat anal incontinence, it must be promoted through the performance of evidence-based scientific research. (AU)


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Adolescent , Adult , Middle Aged , Aged , Physical Therapy Modalities , Fecal Incontinence/rehabilitation , Obstetric Labor Complications/therapy , Fecal Incontinence/etiology
4.
Más Vita ; 4(1): 81-93, mar. 2022.
Article in Spanish | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1372277

ABSTRACT

Para el desarrollo de esta investigación se revisaron conceptos como biologicismo en salud, tradicionalmente en occidente asumido como el eje que da respuesta a las necesidades en salud. Objetivo: El estudio tuvo como objetivo realizar a partir del análisis de contenidos curriculares de programas de formación en salud, aportes desde la interculturalidad crítica para la formación y la construcción curricular de programas académicos en fisioterapia y enfermería en Colombia. Materiales y Métodos: Se hizo una revisión de las mallas curriculares y perfiles profesionales de programas acreditados, según el sistema de información del Ministerio de Educación Nacional de Colombia siendo en total, 15 universidades del programa de fisioterapia y 26 universidades del programa de enfermería; Resultados: La revisión del material arrojó como resultado que, del contenido curricular de los programas revisados, en solo el tres por ciento (3%) del contenido de los 15 programas de fisioterapia se presentan elementos curriculares en clave intercultural y el cinco por ciento (5%) de los 26 programas de enfermería abordan este componente. Conclusiones: Las Instituciones de Educación Superior deben estar en la capacidad de incluir dentro de sus currículos no solo asignaturas aisladas que aborden conceptos efímeros vistos de la diversidad cultural; deben proponer currículos que desde la transversalidad aborden la interculturalidad crítica en cada una las asignaturas desde la atención a la población, para que el ejercicio profesional cobre una real significancia en el contexto pluriétnico colombiano(AU)


For the development of this research, concepts as biologicism in health, traditionally in the West assumed as the axis that responds to health needs. Objective: The study had as an objective to carry out from the analysis of curricular contents of health training programs, contributions from critical interculturality to training and curricular construction of academic programs in physiotherapy and nursing in Colombia. Materials and Methods: a review of the curriculum and professional profiles of programs accredited, according to the information system of the Ministry of Education National of Colombia being in total, 15 universities of the program of physiotherapy and 26 universities of the nursing program; Results: the review of the material showed as a result that the curricular content of the reviewed programs, in only three percent (3%) of the content of the 15 physiotherapy programs curricular elements are presented in key intercultural and five percent (5%) of the 26 nursing programs address this component. Conclusions: Educational Institutions Superior must be able to include in their resumes not only isolated subjects that deal with ephemeral concepts seen in diversity cultural; should propose curricula that, from a transversal perspective, address the critical interculturality in each of the subjects from attention to population, so that professional practice gains real significance in the Colombian multiethnic context(AU)


Subject(s)
Professional Practice , Physical Therapy Modalities , Curriculum , Education, Nursing , Research , Universities , Health Education , Competency-Based Education
5.
Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online) ; 59: e181942, fev. 2022. tab, graf, ilus
Article in English | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1363107

ABSTRACT

The project is based on a test of a thoracic vibration vest prototype, adapted to equines by the Expector® vest's company, on healthy animals. Ten (10) equines were used in the project, male or female, adults, healthy, belonging to FMVZ-USP or private owners. Each animal went through two phases: A and B. Phase A consisted of the placement of the vest without turning on the vibrators, evaluating the animal's acceptability, facility, adaptation to the animal's body, and discomfort due to the vest's use. Phase B included the placement of the vest and turning on the vibrators, evaluating the animal's acceptability, reaction to the vibrators, and, if present, to which velocity/type of vibration, and the presence of adverse effects. Both phases were done three times on separate days. The behavioral parameters: "placement facility" and "adaptation to the animal's body" were observed. In phase B, the response to the vibration was classified from 0 to 5. The answer was evaluated on low and high intensities for the four vibration types. The heart rate (HR) and respiratory rate (RR) were also evaluated at the beginning and end of each repetition. The animals' HR was kept on normal, except for one animal on one day of the test. Concerning the RR, most animals presented moments of tachypnea. On the experiment's first day, 100% of grade Great to "facility of placement" and "adaptation to the animal's body" was obtained, but on days 2 and 3 this value dropped to 90% due to alterations in one animal's responses. Regarding vibration's responses, 77.3% were evaluated as no discomfort (grade 0), 17.1% little discomfort (grade 1), 3.3% medium discomfort (grade 2), 0.4% great discomfort (grade 3), 0.21% extreme discomfort (grade 4), and 1.6% non-acceptance of the vest (grade 5). Some possible changes on the prototype were also verified to be suggested to the manufacturer, such as the change of the buckle and the use of wireless control. Vest use appears promising for equine respiratory physiotherapy, considering the acceptability was good, and its efficiency on the expectoration of diseased animals must be tested.


O projeto consistiu no teste de um protótipo de colete de vibração torácica, adaptado aos equinos pela empresa do colete Expector®, em animais saudáveis. Foram utilizados 10 equinos, machos ou fêmeas, adultos, saudáveis, pertencentes à FMVZ-USP e a proprietários particulares. Cada animal passou por duas fases: A e B. A Fase A consistiu na colocação do colete sem ligar os vibradores, avaliando-se a aceitabilidade do animal; facilidade; adaptação ao corpo do animal e incômodo do mesmo à sua presença. Já a Fase B contava com a colocação do colete e funcionamento dos vibradores, avaliando-se a aceitabilidade do animal; reação aos vibradores e, se presente, a qual velocidade/tipo de vibração; presença de reações ou efeitos adversos. As duas fases foram realizadas em triplicata em dias separados. Foram observados os parâmetros comportamentais "facilidade de colocação" e "adaptação ao corpo do animal". Na fase B, a resposta à vibração foi classificada de 0 a 5. A resposta foi avaliada nas intensidades baixa e alta para os quatro diferentes tipos de vibração. Foram avaliadas também as frequências cardíaca (FC) e respiratória (FR) no início e final de cada repetição. A FC dos animais se manteve dentro do intervalo de normalidade, com exceção de um animal em um dia de avaliação. Em relação à FR, a maioria apresentou momentos de taquipneia. No primeiro dia de experimento obteve-se 100% de avaliação Ótima para "facilidade de colocação" e "adaptação ao corpo do animal", mas nos dias 2 e 3 esse valor caiu para 90% devido à alteração na resposta de um animal. Em relação à resposta à vibração, 77,3% das respostas foram avaliadas como nenhum incômodo (nota 0), 17,1% pouco incômodo (nota 1), 3,3% médio incômodo (nota 2), 0,4% muito incômodo (nota 3), 0,21% incômodo extremo (nota 4) e 1,6% não aceitação do colete (nota 5). Foram também verificadas algumas possíveis mudanças no protótipo a serem sugeridas ao fabricante, como mudança do tipo de fivela e uso de controle sem fio. A utilização do colete parece ser muito promissora para a fisioterapia respiratória em equinos, visto que a aceitabilidade foi muito boa, devendo-se agora realizar a avaliação de sua eficácia na expectoração de animais enfermos.(AU)


Subject(s)
Animals , Adaptation, Physiological , Physical Therapy Modalities/veterinary , Equipment Design , Respiratory Rate/physiology , Heart Rate/physiology , Horses/physiology
6.
Fisioter. Bras ; 23(1): 173-187, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358612

ABSTRACT

Introdução: As Disfunções Temporomandibulares (DTM) consistem em um conjunto de problemas clínicos, de etiologia multifatorial que afeta diretamente na qualidade de vida (QV) desses indivíduos. As mulheres apresentam mais chances de ter DTM do que os homens. Diante disso, a fisioterapia associada aos exercícios terapêuticos e a eletroterapia é eficaz no tratamento da DTM e melhora da QV. Objetivo: Verificar a eficácia do tratamento fisioterapêutico em mulheres com DTM no alívio da dor orofacial e melhora da função mandibular. Métodos: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura, com artigos selecionados no período de 2016 a 2020, indexados nas bases de dados: Pubmed, PEDro, BVS, Scielo e Google Acadêmico, os quais foram agregados 7 artigos elegíveis. A análise da qualidade metodológica foi realizada através da escala PEDro. Resultados: As técnicas e recursos fisioterapêuticos: terapia manual, ultrassom, fototerapia, TENS e acupuntura, mostraram-se eficazes no tratamento de mulheres com DTM. Conclusão: O uso das técnicas e recursos fisioterapêuticos foram eficazes no tratamento de mulheres com DTM no alívio da dor orofacial e melhora da função mandibular, além de melhorar a atividade eletromiográfica dos músculos mastigatórios, cefaleia, cervicalgia e QV. (AU)


Subject(s)
Humans , Female , Facial Pain/therapy , Complementary Therapies , Temporomandibular Joint Disorders/therapy , Physical Therapy Modalities , Treatment Outcome
7.
Fisioter. Bras ; 22(6): 824-836, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358271

ABSTRACT

A Doença de Parkinson (DP) é uma doença neurodegenerativa progressiva frequente, caracterizada como grupo de risco mediante a pandemia do novo coronavirus (COVID-19). Por isso, o telemonitoramento surge como uma boa alternativa terapêutica para continuidade dos serviços de fisioterapia. Objetivo: Avaliar a frequência de atividade física, adesão e satisfação dos pacientes com DP frente ao telemonitoramento. Métodos: Trata-se de um estudo clínico longitudinal. Foram enviados, via aplicativo de mensagens, três vídeos em 9 semanas de telemonitoramento. Foram avaliadas a frequência e adesão aos exercícios e, por fim, a satisfação ao telemonitoramento. Resultados: Foram monitorados 21 pacientes. A frequência e adesão aos exercícios decresceram, apresentando melhores índices entre os homens. O nível de adesão foi maior entre aqueles que utilizaram o aplicativo de parentes próximos. Os pacientes relataram satisfação ao telemonitoramento. Conclusão: Os níveis adesão e as frequência dos exercícios foram melhores no gênero masculino e entre aqueles que fizeram uso de aplicativos de parentes próximos. O telemonitoramento é uma terapêutica alternativa. (AU)


Subject(s)
Parkinson Disease , Exercise , Physical Therapy Modalities , Coronavirus , Pandemics , Telemonitoring , COVID-19
8.
Fisioter. Bras ; 22(6): 859-870, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358288

ABSTRACT

Objetivo: Avaliar os efeitos da realidade virtual sobre a funcionalidade da marcha e percepção de mudança de indivíduos com hemiparesia crônica. Métodos: Estudo clínico piloto do tipo experimental, longitudinal, prospectivo e de braço único. A amostra foi composta por indivíduos hemiparéticos submetidos ao treinamento funcional em ambiente de realidade virtual (RV). Na avaliação inicial (AV1) utilizou-se o Timed Up and Go (TUG) para análise da mobilidade e após 12 sessões de RV, na avaliação final (AV2), acrescentou-se a Escala de Mudança Percebida (EMP). Para verificar a normalidade dos dados utilizou-se o teste de Shapiro-Wilk, o teste T-Student ou de Wilcoxon para comparar os dados (p ≤ 0,05) e o Effect Size (ES) pela fórmula de Cohen (d) para o tamanho do efeito. Resultados: Dez indivíduos hemiparéticos (64,6 ± 9,53 anos) realizaram o TUG (AV1) em 14,59 ± 5,03 segundos e AV2 em 13,96 ± 4,64 segundos (p = 0,18) e o EF teve efeito insignificante (d = 0,14). O jogo Free Step apresentou diferença significativa entre a primeira e última sessão (p = 0,004) e na EMP os valores obtidos foram de 2,57 ± 0,3 de três pontos. Conclusão: A RV não promoveu melhora significante na mobilidade funcional, mas os indivíduos relataram mudanças positivas em alguns componentes da EMP. (AU)


Subject(s)
Virtual Reality , Gait , Paresis , Physical Therapy Modalities , Stroke
9.
Fisioter. Bras ; 22(6): 895-903, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358380

ABSTRACT

Introdução: A terapia Cuevas Medek Exercises (CME) é um método fisioterapêutico de manuseio sem comandos verbais, pois não busca reações voluntárias e, sim, acessar a via cortical involuntária. As correções dos movimentos acontecem pelo estímulo sensorial da mão do terapeuta. Objetivo: Avaliar o efeito da CME na displasia do desenvolvimento de quadril (DDQ) de uma paciente com paralisia cerebral (PC). Métodos: A pesquisa é caracterizada como estudo de caso, tendo como participante uma menina de seis anos com PC, tetraparesia e displasia bilateral de quadril. As intervenções começaram após avaliação desenvolvida pelo método CME, radiografia de quadril e classificação nos níveis do Sistema de Classificação da Função Motora Grossa (GMFCS). A criança foi submetida a terapia CME para tratar a DDQ durante 10 meses, totalizando 136 sessões (45 minutos cada), composta de quatro a seis exercícios repetidos, seis vezes em média. Foram registrados o tempo e/ou quantas repetições conseguiu realizar. Resultados: Evoluiu de 55 para 61 pontos no score do CME, melhorou sua idade motora e, na radiografia de quadril, o esquerdo passou de subluxado para quadril de risco. Conclusão: A paciente melhorou idade motora, controle de tronco e bipedestação, autonomia e encaixe do quadril em ambos os lados. (AU)


Subject(s)
Child , Cerebral Palsy , Hip , Methods , Developmental Disabilities , Physical Therapy Modalities
10.
Fisioter. Bras ; 22(6): 912-930, Fevereiro 7, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358383

ABSTRACT

Introdução: A gestação é um processo fisiológico que provoca alterações biomecânicas, podendo até mesmo gerar transtornos uroginecológicos. No Brasil, as políticas de saúde focadas na saúde da mulher não incluem orientações específicas durante o pré-natal e puerpério quanto aos cuidados com o assoalho pélvico. A prevenção e os cuidados na gestação são itens fundamentais para ter um parto saudável. Objetivo: Revisar os estudos publicados nos últimos 5 anos a respeito do papel da fisioterapia pélvica na atenção primária à gestante. Métodos: Revisão integrativa de literatura realizada através de busca nas bases de dados eletrônicas Pubmed, BVS, Science Direct e PEDro, no período compreendido entre os anos de 2015 e março de 2020. Resultados: Foram incluídos 7 artigos conforme os critérios de elegibilidade. A população estudada foi de gestantes, com idade entre 18 e 44 anos, em atendimento fisioterapêutico em Unidades Básicas de Saúde ou Centros Comunitários de Saúde. Contudo, os métodos de avaliação foram empíricos na maioria dos estudos, sendo considerados metodologicamente insatisfatórios e apenas um forte. Conclusão: Foram observadas diversas respostas positivas nas gestantes, principalmente em relação ao autoconhecimento, sobre o processo gestacional e a atuação do fisioterapeuta. Mais pesquisas são necessárias devido à baixa qualidade metodológica dos estudos. (AU)


Subject(s)
Female , Adult , Primary Health Care , Women's Health , Physical Therapy Modalities , Total Quality Management , Pregnant Women , Postpartum Period , Health Policy
11.
Fisioter. Bras ; 23(1): 18-36, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358397

ABSTRACT

Introdução: As atividades desenvolvidas nos estabelecimentos de saúde muitas vezes constituem um risco à saúde dos profissionais e pacientes, principalmente em relação às doenças infectocontagiosas. Nesse contexto, sabe-se que os pacientes atendidos pelo profissional fisioterapeuta variam desde atletas a indivíduos imunossuprimidos, o que torna imprescindível a inserção desta temática no currículo dos estudantes. Objetivo: Investigar a percepção dos estudantes de Fisioterapia de uma universidade pública acerca de conceitos de biossegurança e algumas doenças infectocontagiosas. Métodos: Tratou-se de um estudo quali-quantitativo do tipo descritivo exploratório de caráter transversal, no qual foram aplicados questionários sobre a conduta do fisioterapeuta frente às doenças infectocontagiosas. A amostra, definida por conveniência, foi composta por 105 estudantes. Resultados: Cerca de 67,3% dos estudantes reconheceram o conceito de biossegurança. Em relação às precauções de contato, 59% dos discentes afirmaram serem necessárias em casos de escabiose, 46,7% na furunculose e 34,3 % no impetigo. Conclusão: A partir do presente estudo, foi possível concluir que apesar do elevado percentual de respostas assertivas, o aprendizado adquirido durante a formação acadêmica pode ser perdido no decorrer das práticas ocupacionais, o que demonstra a importância da educação continuada na prática clínica do profissional fisioterapeuta. (AU)


Subject(s)
Students , Communicable Diseases , Physical Therapy Modalities , Health Risk , Physical Therapists , Health Facilities , Containment of Biohazards
12.
Fisioter. Bras ; 23(1): 51-61, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358401

ABSTRACT

Introdução: A tontura é uma queixa comum em idosos. Esse sintoma causa instabilidade no equilíbrio corporal e pode afetar a vida do idoso de forma ampla. Objetivo: Verificar a associação entre tontura e fragilidade em idosos. Métodos: Estudo transversal realizado a partir da triagem de setecentos prontuários do ambulatório de fisioterapia. Foram selecionados idosos ≥ 60 anos, de ambos os sexos, residentes na região administrativa sudoeste de Brasília com informações no prontuário a respeito das variáveis tontura e fragilidade. Resultados: Participaram do estudo 383 idosos. 76,2% do idosos eram do sexo feminino, 55,1% com idade > 80 anos, 43,9% com renda entre 2 e 3 salários mínimos, 53,3% com ensino fundamental incompleto e a prevalência de tontura foi de 57,7%. Houve associação significativa entre tontura e as variáveis: fragilidade (OR: 3,59 IC 95%), risco de queda (OR: 9,81 IC: 95%) e episódio de queda (OR:15,35 IC: 95%). Conclusão: A tontura associou-se às variáveis: fragilidade, risco de queda e episódio de queda em idosos. Os dados sugerem a importância de compreender a tontura de forma ampliada e a necessidade de uma abordagem multifatorial e multidisciplinar. (AU)


Subject(s)
Aged, 80 and over , Physical Therapy Modalities , Dizziness , Frailty , Accidental Falls , Aged , Frail Elderly
13.
Fisioter. Bras ; 23(1): 73-79, Fev 11, 2022.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1358411

ABSTRACT

Introdução: A anemia aplásica (AA) é uma condição clínica considerada rara que se desenvolve a partir da disfunção hematopoiética da medula óssea. O tratamento indicado é o transplante de células tronco hematopoiéticas (TCHP). Objetivo: Descrever o caso clínico e as estratégias utilizadas pela fisioterapia durante o processo de reabilitação física. Métodos: Trata-se de estudo de caso, realizado com paciente do sexo feminino, 34 anos de idade e diagnóstico de AA severa. Após avaliação clínica foi indicado o TCHP alogênico de um doador aparentado que apresentou compatibilidade histo-imunológica. O tempo total de internação hospitalar foi de 35 dias. Os objetivos da reabilitação física foram o de manter a ventilação pulmonar, prevenir o acúmulo de secreção, minimizar a progressão da fadiga, perda de força e resistência muscular. Resultados: A estratégia utilizada para contornar a extrema fragilidade hematológica e as implicações clínicas decorrentes evitou perda expressiva no desempenho no teste de caminhada de seis minutos (-10%) ao final da internação. Conclusão: Foi um verdadeiro desafio a implementação da reabilitação física durante o TCHP para o tratamento da AA, mas a estratégia adotada demonstrou-se segura, bem tolerada e suficiente para evitar maiores prejuízos no estado funcional. (AU)


Subject(s)
Female , Adult , Therapeutics , Bone Marrow , Physical Therapy Modalities , Health Strategies , Cell Transplantation , Fatigue , Walk Test , Frailty , Anemia, Aplastic
14.
Rev. Méd. Inst. Mex. Seguro Soc ; 60(1): 59-66, 17-feb-2022. tab
Article in Spanish | LILACS | ID: biblio-1361376

ABSTRACT

Introducción: los pacientes con SARS-CoV-2 presentan signos y síntomas que involucran principalmente el sistema respiratorio. Las secuelas son consecuencia de un deterioro de la calidad de vida, neumonía, fatiga, disnea y dolor articular. Objetivo: tener el sustento científico que permita evidenciar la importancia de la fisioterapia respiratoria y sus efectos sobre los pacientes adultos post-COVID-19 de fase aguda. Material y métodos: se hizo una revisión sistemática de la literatura en cuatro bases de datos (Scopus, Web of Science, PubMed y ScienceDirect). La búsqueda fue realizada en febrero de 2021 con un total de 1229 estudios. Finalmente, se incluyeron cinco estudios que cumplieron con los criterios de elegibilidad: dos ensayos clínicos, dos reportes de caso y un estudio transversal. La calidad metodológica de las publicaciones fue evaluada. Resultados: el entrenamiento de la musculatura respiratoria, las respiraciones dirigidas y el fortalecimiento general dan datos significativos en la mejora de la funcionalidad. La evidencia demuestra que hay efectos positivos de la fisioterapia respiratoria en pacientes adultos post-COVID-19, pues aumenta la resistencia al ejercicio, disminuye la fatiga, se reduce la disnea, mejora la funcionalidad y la calidad de vida. Conclusiones: es necesario que se desarrollen más ensayos clínicos aleatorizados y estudios de grupos de menor rango de edad y con enfoques individualizados.


Background: Patients with SARS-CoV-2 present signs and symptoms that primarily involve the respiratory system. The sequelae result in impaired quality of life, pneumonia, dyspnea, fatigue, and joint pain.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Breathing Exercises , Physical Therapy Modalities , COVID-19 , Lung Volume Measurements , Quality of Life , Aftercare , SARS-CoV-2/drug effects , Mexico
15.
Article in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1369089

ABSTRACT

RESUMO: A lesão do plexo braquial (PB) durante o parto é denominada paralisia braquial obstétrica (PBO). É uma anormalidade que ocorre na extremidade superior do corpo, em consequência de um estiramento excessivo das raízes neurais do PB. Toda habilidade motora que a criança com PBO adquirir será dificultada pela deficiência na movimentação de um membro superior (MS), repercutindo em suas experimentações motoras. Para modificar seu comportamento motor, a terapia por tarefas direcionadas pode contribuir na função do MS afetado, pois a mesma caracteriza-se com um protocolo de exercícios funcionais, que ainda há escassez em pesquisas voltados a esta morbidade. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito de uma intervenção motora através de cinco tarefas direcionadas sobre as habilidades manuais do membro superior de uma criança com PBO, bem como sua função motora grossa. A criança do estudo tinha 17 meses, com PBO à esquerda, com fraqueza de abdução de ombro, rotação externa, flexão de cotovelo e queda do punho. Realizou 24 sessões de fisioterapia com tarefas direcionadas por 45 minutos, três vezes por semana. Para classificar o grau de severidade do MSE, foi utilizado o Manual Ability Classification System (MACS). A Medida da Função Motora Grossa (GMFM-66) mediu quantitativamente aspectos motores e estáticos e o Sistema de Classificação da Função Motora Grossa (GMFCS) foi utilizado para determinar qual nível melhor representou as habilidades e limitações na função motora grossa da criança. As tarefas direcionadas foram baseadas no modelo do protocolo de terapia por contensão induzida (TCI), sendo: achar a surpresa; colher laranja; encaixar elástico de cabelo; pescaria de tampinhas; empilhar blocos. Nas avaliações pós-intervenção, o MACS demonstrou melhora no nível das tarefas de achar a surpresa, colher laranja e pescaria de tampinhas, mas manteve-se igual no nível das atividades de encaixar os elásticos e empilhar os blocos. O GMFM-66 obteve aumento do escore final e o GMFCS manteve-se no nível I. O GMFM-66 apresentou melhora de 4,99% ao final da intervenção. As atividades de achar a surpresa; colher laranjas e pescaria de tampinhas obtiveram melhora na classificação no nível do MACS quando comparadas à avaliação inicial. Os achados evidenciam melhor recrutamento muscular, com refinamento nos movimentos de flexão de cotovelo; supinação do antebraço e rotação externa (RE) de ombro. (AU)


ABSTRACT: Brachial plexus (BP) injury during labor is called obstetric brachial palsy (OBP). It is an abnormality that occurs in the upper extremity of the body due to excessive stretching of the neural roots of the BP. Every motor skill that the child with OPB acquires will be hampered by the deficiency in the movement of an upper limb (MS), impacting his motor experimentation. To modify their motor behavior, task-directed therapy can contribute to the function of the affected upper limb, because it is characterized by a protocol of functional exercises, which is still scarce in researches aimed at this morbidity. The objective of the study was to evaluate the effect of a motor intervention by means of five directed tasks on the manual skills of the upper limb of a child with OBP, as well as on his gross motor function. The child in the study was 17 months old, with left OBP, with weakness of shoulder abduction, external rotation, elbow flexion and wrist drop. He underwent 24 physiotherapy sessions with directed tasks for 45 minutes, three times a week. The Manual Ability Classification System (MACS) was used to classify the degree of severity of the MSE. The Gross Motor Function Measure (GMFM-66) quantitatively measured motor and static aspects and the Gross Motor Function Classification System (GMFCS) was used to determine which level best represented the abilities and limitations in the child's gross motor function. The targeted tasks were based on the model of the Induced Constraint Therapy (ICT) protocol, being: find the surprise; orange spoon; hair elastic fitting; fishing for bottle caps; stacking blocks. In the post-intervention assessments, the MACS showed improvement in the tasks of finding the surprise, orange spoon, and fishing for lids, but remained the same in the level of the activities of fitting the rubber bands and stacking the blocks. The GMFM-66 obtained an increase in the final score and the GMFCS remained at the level I. The GMFM-66 showed a 4.99% improvement at the end of the intervention. The activities finding the surprise, picking oranges, and fishing for bottle caps showed an improvement in the MACS level classification compared to the initial assessment. The findings show better muscle recruitment, with refinement in elbow flexion movements, forearm supination and external rotation (ER) of the shoulder. (AU)


Subject(s)
Humans , Female , Infant , Physical Therapy Modalities , Neonatal Brachial Plexus Palsy/rehabilitation , Neonatal Brachial Plexus Palsy/therapy , Motor Skills
16.
Article in Chinese | WPRIM | ID: wpr-928048

ABSTRACT

The present study explored the drying effect of new spiral vibration drying technology on Chinese medicinal pills with Liuwei Dihuang Pills, Zhuanggu Guanjie Pills, and Muxiang Shunqi Pills as model drugs. With the drying uniformity, drying time, energy consumption, pill split, dissolution time, and change of index components as evaluation indicators, the drying effect of spiral vibration drying technology on model drugs was evaluated and compared with traditional drying methods, such as hot air drying and vacuum drying in the oven. The dynamic changes of moisture in Liuwei Dihuang Pills with different drying time were investigated. Compared with the traditional drying methods in the oven(hot air drying and vacuum drying) at 80 ℃, the spiral vibration drying only took 80 min, shortened by 80%, with 10%-13% energy consumed. The results showed that the moisture of Liuwei Dihuang Pills was negatively related to the drying time. By virtue of multi-layer countercurrent drying and super resonant fluidization techniques, the new spiral vibration drying technology can significantly improve the drying quality of Chinese medicinal pills, improve the drying efficiency, and enhance the manufacturing capacity of Chinese medicinal pills. This study is expected to provide references for the innovation and development of new drying technology of Chinese medicinal pills.


Subject(s)
China , Desiccation , Physical Therapy Modalities , Technology , Vibration
17.
Singapore medical journal ; : 105-110, 2022.
Article in English | WPRIM | ID: wpr-927259

ABSTRACT

INTRODUCTION@#Chest physiotherapy (CPT) may benefit children aged below five years who suffer from lower respiratory tract infection (LRTI). However, its effects depend on the technique used. This study aimed to determine whether mechanical CPT using the LEGA-Kid® mechanical percussion device is superior to manual CPT in children with LRTI.@*METHODS@#Children aged five months to five years who were admitted and referred for CPT from January to April 2017 were randomised to either manual CPT or mechanical CPT with LEGA-Kid. Outcomes measured before intervention and two hours after intervention were respiratory rate (RR), oxygen saturation and modified Respiratory Distress Assessment Instrument (mRDAI) score.@*RESULTS@#All 30 enrolled patients showed significant reduction in post-intervention RR and mRDAI scores. There was an 8% reduction in RR for the manual CPT group (p = 0.002) and a 16.5% reduction in the mechanical CPT group (p = 0.0001), with a significantly greater reduction in the latter (p = 0.024). mRDAI scores decreased by 2.96 in the manual group (p = 0.0001) and 3.62 in the mechanical group (p = 0.002), with no significant difference between the groups. There was no significant improvement in oxygen saturation, and no adverse events were observed after CPT.@*CONCLUSION@#Children receiving both manual and mechanical CPT showed improvements in respiratory distress symptoms, with no adverse effects. A combined strategy of nebulised hypertonic saline followed by CPT for LRTI removes airway secretions and results in improvements in moderately severe respiratory distress. The LEGA-Kid mechanical CPT method is superior to manual CPT in reducing the RR.


Subject(s)
Child , Humans , Percussion/methods , Physical Therapy Modalities , Respiratory Distress Syndrome, Newborn , Respiratory Therapy/methods , Respiratory Tract Infections , Single-Blind Method
18.
Fisioter. Mov. (Online) ; 35: e35301, 2022. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1364857

ABSTRACT

Abstract Introduction: Family-Centered Care (FCC) is a philosophy that recognizes the family as a partner in the intervention process and currently constitutes one of the most important practices in pediatric physical therapy intervention. For this reason, FCC should be part of pediatric physiotherapy training so that future physiotherapists are able to include it in their clinical practice. Objective: To verify the feasibility of applying FCC as part of an undergraduate Physiotherapy course, focusing on the activity of children with different health conditions. Methods: This is a case report, based on information collected from medical records, on an intervention program carried out with 5 children and their families, in the home, once a week for seven weeks, by students of physical therapy in pediatrics. For pre- and post-intervention assessment of the children, standardized instruments were used: Gross Motor Function Measure (GMFM) and the Alberta Infant Motor Scale (AIMS). Reports were collected from families and students regarding the FCC experience. Results: The children with neurological impairment increased the GMFM target area score by more than 5%, indicating clinical improvement. A child at biological risk had a pre-intervention AIMS percentile of < 25 and a post-intervention percentile of 50, while another child with developmental delay did not alter his percentile. At the end of the intervention, families reported greater confidence in carrying out activities with their children and students reported the experience as relevant to their professional training. Conclusion: The practical application of FCC proved promising in the academic context of pediatric physical therapy.


Resumo Introdução: O Cuidado Centrado na Família (CCF) é uma filosofia que reconhece a família como parceira no processo de intervenção e, atualmente, constitui uma das práticas mais importantes na intervenção fisioterapêutica pediátrica. Por este motivo, o CCF deveria fazer parte da formação em fisioterapia pediátrica de maneira que futuros fisioterapeutas pudessem inseri-lo em sua prática clínica. Objetivo: Verificar a viabilidade da aplicação do CCF em uma disciplina de graduação em fisioterapia, com foco na atividade de crianças com condições de saúde variadas. Métodos: Trata-se de um relato de casos, a partir de informações coletadas em prontuários, sobre um programa de intervenção realizado com cinco crianças e suas famílias no contexto domiciliar, uma vez por semana, durante sete semanas, por discentes da disciplina de fisioterapia em pediatria. Para a avaliação pré e pós-intervenção das crianças, utilizaram-se instrumentos padronizados: Avaliação da Função Motora Grossa (GMFM) e Escala Motora Infantil de Alberta (AIMS). Foram coletatos relatos das famílias e discentes quanto à experiência com o CCF. Resultados: As crianças com comprometimento neurológico aumentaram a pontuação na área-meta do GMFM em mais de 5%, indicando melhora clínica. Uma criança de risco biológico apresentou AIMS percentil pré de < 25 e pós de 50, enquanto outra criança com atraso no desenvolvimento não alterou seu percentil. Ao final da intervenção, as famílias relataram maior confiança na realização de atividades com suas crianças e os discentes relataram a experiência como relevante na formação profissional. Conclusão: A aplicação prática do CCF mostrou-se promissora no contexto acadêmico da fisioterapia pediátrica.


Subject(s)
Humans , Child , Child , Physical Therapy Modalities , Professional Training , Physical Therapists , Family , Physical Therapy Specialty , Family Relations
19.
Fisioter. Mov. (Online) ; 35: e35202, 2022. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1364850

ABSTRACT

Abstract Introduction: On March 11, 2020, Covid-19 was characterized by the World Health Organization as a pandemic. In this context, different health professional councils have adopted initiatives to use communication technologies to provide services at a distance. Specifically, for physiotherapy, the Federal Council of Physiotherapy and Occupational Therapy (COFFITO) made possible the modalities of teleconsultation, teleconsulting, and telemonitoring. Objective: This study aimed to develop guidelines for physiotherapists who provide teleservices, which will help ensure the safety and quality of their professional practice during the COVID-19 pandemic. Methods: An integrative literature review was conducted through PubMed (National Library of Medicine), Cochrane Library, Higher Education Personnel Improvement Coordination Portal - CAPES, Virtual Health Library, Google Scholar, and personal experience within the team to develop guidelines for remote physical therapy during the COVID-19 pandemic. Results: Initially, 3,298 articles were selected from all cited search bases, scaled to 2,031 after exclusion due to repetition, 78 were in compliance with the proposed study, 73 of which were excluded for not answering the guiding question; therefore, 5 articles were accepted for the final analysis and used for the elaboration of the guidelines. Conclusion: The results provide an overview of the literature and guidelines for physiotherapists to implement physiotherapy teleconsultation, as well as some of the challenges that need to be considered.


Resumo Introdução: Em 11 de março de 2020, a COVID-19 foi caracterizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma pandemia. Nesse contexto, diferentes conselhos de classes das categorias profissionais de saúde adotaram iniciativas para o uso de tecnologias de comunicação como modalidade de prestação de serviços à distância. Especificamente para a fisioterapia, o Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (COFFITO) possibilitou o teleatendimento nas modalidades de teleconsulta, teleconsultoria e telemonitoramento. Objetivo: Elaborar diretrizes para os fisioterapeutas que prestam teleatendimento, as quais ajudarão a ampliar a segurança e qualidade da sua prática profissional no período da pandemia de COVID-19. Métodos: Realizou-se uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados PubMed (National Library of Medicine), Cochrane Library, Portal da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível Superior - CAPES, Virtual Health Library (VHL) e Google Scholar e utilizou-se a experiência pessoal dentro da equipe para propor diretrizes para o atendimento não presencial para o período da pandemia por COVID-19. Resultados: Inicialmente foram selecionados 3.298 artigos em todas as bases de buscas citadas, dimensionado para 2.031 após exclusão por repetição. Destes, 78 trabalhos apresentavam aderência ao estudo proposto, porém 73 foram excluídos por não responderem à questão orientadora; portanto, cinco artigos foram admitidos para a análise final e utilizados para a elaboração das diretrizes. Conclusão: Os resultados fornecem uma visão geral da literatura e diretrizes para os fisioterapeutas implementarem um teleatendimento em fisioterapia, bem como alguns dos desafios mais amplos que precisam ser considerados.


Subject(s)
Internet-Based Intervention , COVID-19 , Databases, Bibliographic , Physical Therapy Modalities
20.
Fisioter. Mov. (Online) ; 35: e35108, 2022. tab, graf
Article in English | LILACS | ID: biblio-1364852

ABSTRACT

Abstract Introduction: Immobility is associated with adverse outcomes such as loss of functional capacity and longer hospitalization. Objective: To assess intra-hospital mobility at admission as a predictor of loss of functional capacity during older adults´ hospitalization. Methods: A prospective cohort study was conducted, and personal and hospital related risk factors were assessed at admission and discharge. To determine whether Short Physical Performance Battery (SPPB) on admission could predict loss of functional capacity during hospitalization, a ROC curve was performed and area under the curve (AUC) was calculated. Binary logistic regression models were used to identify predictors of loss of functional capacity. Model 1 contained only SPPB. Model 2 SPPB was matched with age, sex, instrumental activity of daily living (IADL), cognition, depression and surgery. Data were entered into SPSS version 18.0. Results: 1,191 patients were included with a mean age of 70.02 (± 7.34). SPPB cutoff point of 6.5 (sensitivity 62%, specificity 54%) identified 593 (49.8%) patients at risk for functional loss. In logistic regression, SPPB alone showed prediction of functional loss (p < 0.001, OR 1.8, 95% CI = 1.5-2.5) between admission and discharge. Model 1 explained between 22 to 32% of the variation in functional capacity. In Model 2, three variables contributed to the loss. SPPB 6.5 increased 1.8 times (95% CI = 1.3-2.4), being a woman increased 1.4 times (95% CI = 1.0-1.8) and not having surgery increased 2 times (95% CI = 1.4-2.8) the chance of having functional loss during hospitalization. Conclusion: SPPB is a good instrument to predict loss of functional capacity in hospitalized older adults.


Resumo Introdução: A imobilidade está associada a resultados adversos, como perda da capacidade funcional e maior tempo de hospitalização. Objetivo: Avaliar a mobilidade intra-hospitalar na admissão como preditor de perda da capacidade funcional durante a hospitalização de idosos. Métodos: Um estudo de coorte prospectivo foi conduzido e os fatores de risco pessoais e relacionados ao hospital foram avaliados na admissão e alta. Para determinar se o Short Physical Performance Balance (SPPB) na admissão poderia prever a perda de capacidade funcional durante a internação, uma curva ROC foi realizada e a área sob a curva (AUC) foi calculada. Modelos de regressão logística binária foram usados para identificar preditores de perda de capacidade funcional. O modelo 1 continha apenas SPPB. O modelo 2 SPPB foi pareado com idade, sexo, atividades instrumentais da vida diária (AIVD), cognição, depressão e cirurgia. Os dados foram inseridos no SPSS versão 18.0. Resultados: Foram incluídos 1.191 pacientes com idade média de 70,02 (± 7,34). O ponto de corte do SPPB de 6,5 (sensibilidade 62%, especificidade 54%) identificou 593 (49,8%) pacientes com risco de perda funcional. Na regressão logística, o SPPB sozinho mostrou predição de perda funcional (p < 0,001, OR 1,8, IC 95% = 1,5-2,5) entre a admissão e a alta. O modelo 1 explicou entre 22 a 32% da variação da capacidade funcional. No Modelo 2, três variáveis contribuíram para a perda. SPPB 6,5 aumentou 1,8 vezes (IC 95% = 1,3-2,4), ser mulher aumentou 1,4 vezes (IC 95% = 1,0-1,8) e não ter operado aumentou 2 vezes (IC 95% = 1,4-2,8) a chance de ter perda funcional durante a hospitalização. Conclusão: O SPPB é um bom instrumento para predizer a perda da capacidade funcional em idosos hospitalizados.


Subject(s)
Humans , Aged , Risk Factors , Physical Therapy Modalities , Hospitalization , Cohort Studies , Physical Functional Performance
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL