Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 19.586
Filtrar
Mais filtros


Filtros aplicados
Intervalo de ano de publicação
1.
Bauru; s.n; 2024. 20 p. ilus, tab.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554206

RESUMO

A hanseníase, causada pelo Mycobacterium leprae, um parasita intracelular com tropismo por células cutâneas e do sistema nervoso periférico, é tratável com Poliquimioterapia (PQT) por 6 ou 12 meses, dependendo da classificação clínica em paucibacilares (PB) ou multibacilares (MB). Os casos PB, com baixa carga de bacilos, são menos transmissíveis, enquanto os MB são a principal fonte de transmissão. A excreção do bacilo ocorre principalmente pelas vias aéreas superiores, ou seja, no sistema respiratório. A hanseníase é uma doença com potencial incapacitante, podendo causar deficiências (deformidades) e incapacidades físicas antes do diagnóstico, durante e após o tratamento com a Poliquimioterapia. Nesse contexto, a hanseníase demanda a aplicação de cuidados especializados, se torna evidente a necessidade da adoção dos Protocolos Operacionais Padrão (POP) direcionados a orientações de cuidados, tornando a assistência mais segura e a participação efetiva do paciente em seu tratamento. O objetivo é construir um POP que descreva o processo de aplicação das orientações educativas sobre os cuidados de hanseníase, permitindo assim sua operacionalização efetiva e implantação no serviço. O POP foi desenvolvido em três etapas: levantamento do problema, participação nas reuniões da Comissão de Sistematização da Assistência de Enfermagem (COMSAE) e construção do POP para implantação do material informativo sobre cuidados aos pacientes com hanseníase. Resultou na contribuição para a elaboração do folder da COMSAE e na construção do POP para orientar sua aplicação. Considerou-se que o POP é crucial para padronizar a assistência de enfermagem aos pacientes com hanseníase, fornecendo informações claras sobre a doença, tratamento, controle de comunicantes, cuidados com olhos, nariz, pele, mãos e pés, orientação sobre curativos e estados reacionais.


Leprosy, caused by Mycobacterium leprae, an intracellular parasite with tropism for cells of the skin and the peripheral nervous system, is treatable with Polychemotherapy (MDT) for 6 or 12 months, depending on the clinical classification as paucibacillary (PB) or multibacillary (MB). PB cases, with a low bacilli load, are less transmissible, while MB cases are the main source of transmission. The excretion of the bacillus occurs mainly through the upper airways, that is, in the respiratory system. Leprosy is a disease with disabling potential, which can cause deficiencies (deformities) and physical disabilities before diagnosis, during and after treatment with Polychemotherapy. In this context, leprosy demands the application of specialized care, the need to adopt Standard Operational Protocols (SOP) aimed at care guidelines becomes evident, making assistance safer and the patient's effective participation in their treatment. The objective is to build a SOP that describes the process of applying educational guidelines on leprosy care, thus allowing its effective operation and implementation in the service. The POP was developed in three stages: survey of the problem, participation in meetings of the Nursing Care Systematization Committee (COMSAE) and construction of the SOP to implement informative material on care for patients with leprosy. It resulted in the contribution to the preparation of the COMSAE folder and the construction of the SOP to guide its application. It was considered that the SOP is crucial to standardize nursing care for patients with leprosy, providing clear information about the disease, treatment, control of communicants, care of eyes, nose, skin, hands and feet, guidance on dressings and reaction states


Assuntos
Educação em Saúde , Hanseníase/enfermagem , Autocuidado , Avaliação em Enfermagem
2.
Hansen. int ; 49: 39344, 2024.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, CONASS, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1553924

RESUMO

Introdução: a hanseníase é uma do-ença infecciosa crônica causada pelo Mycobacterium leprae (M. leprae), um para-sita intracelular obrigatório. Assim, a resis-tência do hospedeiro a esse patógeno depen-de da imunidade celular. O uso de modelos experimentais tem permitido o estudo da hanseníase do ponto de vista imunológico, microbiológico e terapêutico, entretanto, as diferenças na progressão da infecção entre os modelos mais empregados (camundongos imunocompetentes, BALB/c, e camundongos congenitamente atímicos, nude) são pouco estudadas. Objetivo: comparar a evolução da infecção pelo M. leprae em camundongos BALB/c e nude quanto à multi-plicação bacilar e avaliação do perfil inflamatório sistêmico pela quantificação sérica de citocinas e óxido nítrico (NO). Métodos: os camundongos foram inoculados com M. leprae nos coxins plantares e avaliados aos 3, 5 e 8 meses após a infecção. Resultados: camundongos nude apresentaram multiplicação bacilar progressiva nos coxins plantares. Em camundongos BALB/c, o número de bacilos foi maior aos 5 meses. Em relação à quantificação de citocinas, nos camundongos BALB/c houve aumento de IL-2 e IL-17A e diminuição de IL-6 e NO aos 8 meses de inoculação. Nos camundongos nude, verificou-se o aumento do TNF aos 8 meses de inoculação e manutenção dos níveis de NO. Conclusão: os resultados encontrados sugerem que em camundongos BALB/c ocorre a ativação de uma resposta imune capaz de controlar a multiplicação do M. leprae, em contrapartida em camundongos nude a infecção é progressiva a despeito de altos níveis de TNF. (AU)


Introduction: leprosy is a chronic infectious disease caused by Mycobacterium leprae (M. leprae), an obligate intracellular parasite. Thus, host resistance to this pathogen depends on cellular immunity. The use of experimental models has made it possible to study leprosy from an immunological, microbiological, and therapeutic point of view. However, the differences in the progression of the infection between the most used models (immunocompetent mice, BALB/c, and congenitally athymic mice, nude) have been little studied. Objective: to compare the evolution of M. leprae infection in BALB/c and nude mice in terms of bacillary multiplication and evaluation of the systemic inflammatory profile by quantifying serum cytokines and nitric oxide (NO). Methods: the mice were inoculated with M. leprae in the footpads and evaluated at 3, 5, and 8 months after infection. Results: nude mice showed progressive bacillary multiplication in the footpads. In BALB/c mice, the number of bacilli was higher at 5 months. In terms of cytokine quantification, BALB/c mice showed an increase in IL-2 and IL-17A and a decrease in IL-6 and NO at 8 months of inoculation. In the nude mice, there was an increase in TNF at 8 months of inoculation and maintenance of NO levels. Conclusion: the results suggest that BALB/c mice activate an immune response capable of controlling the multiplication of M. leprae, whereas in nude mice the infection is progressive despite high levels of TNF. (AU)


Assuntos
Animais , Camundongos , Hanseníase/imunologia , Imunidade Celular , Animais de Laboratório
3.
Bauru; s.n; 2024. 14 p. tab.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554132

RESUMO

O paciente infectado pelo bacilo de Hansen, apresenta sintomas que o leva a buscar um diagnóstico. Durante seu tratamento e após, o paciente pode apresentar episódios de reações como por exemplo: manchas avermelhadas ou esbranquiçadas, eritema nodoso, crises de neurite que podem gerar incapacidades e impossibilitar suas atividades rotineiras. Uma das formas de minimizar os danos causados pela inflamação no trajeto nervoso é a cirurgia de neurolise, a qual consiste em realizar a descompressão nervosa. Foi realizada uma revisão bibliográfica, com as palavras chaves hanseníase, fisioterapia, reabilitação e neurolise. Foram consultadas as bases de dados pubmed, scielo, LILACS, BVS, BJHR e google. Onde foi proposto buscar na literatura artigos, textos, livros e revistas que apresentam protocolos e condutas realizadas pelo fisioterapeuta no processo de pré e pós operatório. A maioria dos artigos incluídos relataram um período de 5 semanas para o programa de reabilitação, sendo as duas primeiras indicação de imobilismo, na 3ª introdução dos exercícios e na 5ª semana o paciente já inicia a realização de suas atividade de vida diária mesmo que de forma adaptada. Tais intervenções visam não apenas a melhoria da função neuromuscular, mas também a prevenção de contraturas, deformidades, disfunções articulares e atrofia muscular. É crucial que esses protocolos considerem as necessidades e limitações individuais de cada paciente, de forma que alcance os melhores resultados clínicos e funcionais, desta forma contribui para a melhoria da qualidade de vida e a reintegração plena desses indivíduos à sociedade.


The patient infected with Hansen's bacillus presents symptoms that lead him to seek a diagnosis. During treatment and afterwards, the patient may experience episodes of reactions such as: reddish or whitish spots, erythema nodosum, neuritis attacks that can lead to disabilities and make routine activities impossible. One of the ways to minimize the damage caused by inflammation in the nerve pathway is neurolysis surgery, which consists of performing nerve decompression. A literature review was carried out, using the key words leprosy, physiotherapy, rehabilitation and neurolysis. The pubmed, scielo, LILACS, VHL, BJHR and google databases were consulted. Where it was proposed to search the literature for articles, texts, books and magazines that present protocols and conduct carried out by the physiotherapist in the pre- and post-operative process. Most of the articles included reported a period of 5 weeks for the rehabilitation program, with the 2nd first indication of immobility, in the 3rd introduction of the exercises and in the 5th week the patient already begins to perform their ADL's, even if in an adapted way. Such interventions aim not only to improve neuromuscular function, but also to prevent contractures, deformities, joint dysfunctions and muscular atrophy. It is crucial that these protocols consider the individual needs and limitations of each patient, in order to achieve the best clinical and functional results, thus contributing to the improvement of quality of life and the full reintegration of these individuals into society.


Assuntos
Pacientes , Cuidados Pós-Operatórios , Cuidados Pré-Operatórios , Bloqueio Nervoso/métodos
4.
Bauru; s.n; 2024. 23 p. tab.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554125

RESUMO

Ao propor explorar o entrelaçamento entre a experiência da mulher e a vivência do corpo doente, pretendeu-se com essa pesquisa identificar e descrever os impactos da vivência da hanseníase na sexualidade de mulheres de modo a caracterizar os desdobramentos psicológicos e atitudinais em relação a vivência de gênero e a vida sexual. A pesquisa realizada partiu de uma abordagem qualitativa, para tanto foram entrevistadas 9 mulheres com hanseníase, maiores de 18 anos e em tratamento da doença por ao menos 2 anos. Após realizado o tratamento dos dados, o método de análise de conteúdo foi utilizado para identificar aproximações e diferenças nos discursos das participantes a partir de duas categorias: 1) Impactos da hanseníase na vivência de gênero; 2) Impactos da hanseníase na vida sexual. A análise das narrativas das participantes apontaram para impactos psicológicos relacionados a experiência de gênero como dificuldades de imagem corporal e autoestima por conta da doença e tratamento, isolamento social e dificuldade de se expor a novos contextos relacionais. Em relação à vida sexual, a análise indica maior dificuldade nas práticas sexuais e na experiência de prazer devido a diversos fatores como: baixa autoestima; a influência dos medicamentos na libido; a diminuição da sensibilidade perceptiva do toque; medo de contaminar parceiros; e dores neuropáticas durante as práticas sexuais. Destarte, a hanseníase gerou dificuldades na vivência da sexualidade das participantes e enquanto um tópico negligenciado merece mais atenção nos atendimentos multiprofissionais.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Hanseníase/psicologia , Perspectiva de Gênero
5.
Bauru; s.n; 2024. 23 p. tab, graf.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554123

RESUMO

Este estudo buscou avaliar a ocorrência de repertórios de ensino na formação profissional de pesquisadores que atuam na hanseníase, bem como estimular evidências de aprendizagem com enfermeiras que participaram de uma oficina educativa, baseada em condições de ensino planejadas. Participaram 15 enfermeiras de uma instituição pública de saúde que participaram de uma oficina educativa, com o desenvolvimento das seguintes atividades: 1) Aplicação do Pré-Teste para avaliar o conhecimento sobre o tratamento; 2) Discussão de condutas adotadas no cotidiano profissional, utilizando três relatos de caso; 3) Entrega e leitura de uma cartilha educativa sobre o tratamento da hanseníase; 4) Discussão geral para avaliar se as condutas adotadas correspondiam às recomendações descritas na cartilha; 5) Aplicação do Pós-teste para avaliar a média percentual do conhecimento antes e após à oficina. Os repertórios dos profissionais que executaram as oficinas consistiram em induzir a participação das enfermeiras a responderem e formularem perguntas e estimular o grupo a identificar na cartilha condutas adequadas para o tratamento da hanseníase. As enfermeiras apresentaram evidências de aprendizagem ao admitirem verbalmente a aquisição de conhecimentos, principalmente sobre a dose supervisionada, o tratamento na gravidez, a amamentação e a proibição de bebida alcoólica. Verificou-se aumento percentual relevante das respostas obtidas no pós-teste, principalmente quanto à "saúde da mulher" (49%), "informações gerais" (21,6%) e "utilização dos remédios" (11,4%). Foram constatados repertórios de ensino na forma de atuação dos pesquisadores e evidências de aprendizagem das enfermeiras, coerentes com as condições de ensino planejadas, sustentadas pelos conceitos da análise do comportamento.


This study aimed to assess the occurrence of teaching repertoires in the professional training of researchers working in leprosy, as well as to stimulate evidence of learning with nurses who participated in an educational workshop based on planned teaching conditions. Fifteen nurses from a public health institution participated in the workshop, engaging in the following activities: 1) Pre-test application to assess knowledge about treatment; 2) Discussion of daily professional practices using three case reports; 3) Delivery and reading of an educational booklet on leprosy treatment; 4) General discussion to assess whether the practices adopted corresponded to the recommendations described in the booklet; 5) Post-test application to evaluate the percentage average of knowledge before and after the workshop. The teaching repertoires of the professionals conducting the workshops included inducing nurse participation in answering and formulating questions and encouraging the group to identify appropriate leprosy treatment practices in the booklet. Nurses demonstrated evidence of learning by verbally acknowledging knowledge acquisition, particularly regarding supervised dosage, treatment during pregnancy, breastfeeding, and the prohibition of alcohol consumption. A significant percentage increase in post-test responses was observed, especially in "women's health" (49%), "general information" (21.6%), and "medication usage" (11.4%). Teaching repertoires in the researchers' actions and evidence of nurses' learning were consistent with the planned teaching conditions, supported by behavior analysis concepts.


Assuntos
Hanseníase/enfermagem , Hanseníase/psicologia
6.
Bauru; s.n; 2024. 34 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554381

RESUMO

Introdução: a Hanseníase é uma infecção granulomatosa crônica conhecida mundialmente como Lepra, causada pelo Mycobacterium leprae. Essa patologia afeta especialmente tecidos cutâneos, mucosas, nervos periféricos e as células de Schwann, podendo se manifestar em casos mais graves com comprometimento neural e com repercussão cutânea. Objetivo: realizar levantamento de dados, utilizando entrevistas e registros nos prontuários de pacientes portadores de úlceras cutâneas e diagnosticados com hanseníase em um Hospital Especializado em Dermatologia no interior de São Paulo, com o objetivo de analisar possíveis fatores relacionados ao processo de não cicatrização destas úlceras. Justificativa: considerando a complexidade envolvida na cicatrização das úlceras cutâneas, assim como as dificuldades dos pacientes em compreender esse problema, faz-se necessário entender os fatores que podem influenciar nesse processo e, consequentemente, capacitar pacientes e equipe multiprofissional envolvidos neste tratamento. Materiais e Métodos: estudo de campo, com abordagem qualitativa e quantitativa, utilizando-se um questionário semiestruturado, para conduzir uma entrevista, com pacientes portadores de úlcera cutânea, decorrente da hanseníase, em acompanhamento em um Hospital Especializado em Dermatologia no interior de São Paulo e subsequente coleta de dados no prontuário de cada participante para complementar as informações. Resultado: foram realizadas 30 entrevistas, no período de 25 de outubro de 2023 a 19 de dezembro de 2023. Nestas entrevistas foram convidados 32 pacientes para participarem do estudo, sendo que destes, dois não aceitaram participar. Considerações Finais: observou-se nesse estudo, que todos os participantes apresentam úlceras crônicas e fatores que influenciam negativamente no processo de cicatrização. Observou-se que a falta de informação sobre o diagnóstico, fatores sistêmicos, condições de higiene e o grau de incapacidade. Direcionando de forma mais assertiva as abordagens da equipe na realização da assistência a esses pacientes.


Introduction: Leprosy is a chronic granulomatous infection known worldwide as leprosy, caused by Mycobacterium leprae. This pathology especially affects skin tissues, mucous membranes, peripheral nerves, and Schwann cells, and may manifest in more severe cases with neural impairment and cutaneous repercussions. Objective: To carry out a data collection, using interviews and records in the medical records of patients with skin ulcers and diagnosed with leprosy in a Hospital Specialized in Dermatology in the interior of São Paulo, with the objective of analyzing possible factors related to the non-healing process of these ulcers. Justification: Considering the complexity involved in the healing of cutaneous ulcers, as well as the patients' difficulties in understanding this problem, it is necessary to understand the factors that can influence this process and, consequently, train patients and the multidisciplinary team involved in this treatment. Materials and Methods: field study, with a qualitative and quantitative approach, using a semi-structured questionnaire, to conduct an interview with patients with cutaneous ulcers resulting from leprosy, in follow-up at a Hospital Specialized in Dermatology in the interior of São Paulo, and subsequent data collection in the medical records of each participant to complement the information. Results: 30 interviews were conducted from October 25, 2023 to December 19, 2023. In these interviews, 32 patients were invited to participate in the study, and of these, two did not agree. Final Considerations: In this study, it was observed that all participants have chronic ulcers and factors that negatively influence the healing process. It was observed that there was a lack of information about the diagnosis, systemic factors, hygienic conditions and the degree of disability. Directing the team's approaches in a more assertive way in providing care to these patients.


Assuntos
Hanseníase/terapia , Hanseníase/complicações , Hanseníase/enfermagem
7.
Bauru; s.n; 2024. 30 p. tab, graf.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554375

RESUMO

A hanseníase é uma doença crônica que afeta principalmente os nervos periféricos e a pele, causada pelo Mycobacterium leprae, um parasita intracelular. O tratamento de primeira escolha na hanseníase é a poliquimioterapia (PQT) composta por rifampicina, dapsona e clofazimina. Estudos têm investigado a influência de fatores genéticos na suscetibilidade à hanseníase per se, porém não há investigações sobre a associação destes fatores com a resposta ao tratamento. Segundo os registros da OMS, o Brasil é o segundo país no mundo em número de casos retratamento da hanseníase. O gene do receptor de vitamina D (VDR) é um dos genes já associado com a doença. Além do papel importante no sistema imunológico, esse fator de transcrição, codificado por este gene, também atua no metabolismo de drogas. Assim, variações genéticas do tipo polimorfismos de nucleotídeo único (SNPs), no gene VDR podem afetar a resposta do organismo à doença e ao tratamento. Este estudo teve como objetivo avaliar a associação do polimorfismo rs2228570 no gene VDR com o desfecho terapêutico em casos de hanseníase multibacilar, através de estudo do tipo caso-controle. Foram analisados 315 prontuários de pacientes do estado de São Paulo, sendo 149 casos com necessidade de retratamento e 166 controles com sucesso terapêutico. A genotipagem do polimorfismo rs2228570 foi realizada por meio da técnica de discriminação alélica. A associação entre os genótipos e o desfecho terapêutico foi analisada por modelo de regressão logística multinomial, com ajuste dos dados pelas covariáveis sexo e etnia. Os resultados mostraram que o genótipo AA da variante rs2228570 no gene VDR está associado com o risco de retratamento na hanseníase multibacilar (Odds Ratio= 2.56; IC95: 1.13-5.82). Esse dado reafirma a importância da farmacogenética na terapêutica da hanseníase para a identificação de pacientes com maior risco de retratamento quando submetidos a poliquimioterapia convencional.


Leprosy is a chronic disease that mainly affects the peripheral nerves and skin, caused by Mycobacterium leprae, an intracellular parasite. The first-line treatment for leprosy is multidrug therapy (MDT) composed of rifampicin, dapsone, and clofazimine. Studies have investigated the influence of genetic factors on susceptibility to leprosy per se, but there have been no investigations into the association of these factors with treatment response. According to WHO records, Brazil is the second country in the world in the number of cases of leprosy retreatment. The vitamin D receptor (VDR) gene is one of the genes already associated with the disease. In addition to its important role in the immune system, this transcription factor, encoded by this gene, also plays a role in drug metabolism. Thus, genetic variations such as single nucleotide polymorphisms (SNPs) in the VDR gene can affect the body's response to the disease and treatment. This study aimed to evaluate the association of the rs2228570 polymorphism in the VDR gene with the therapeutic outcome in cases of multibacillary leprosy, through a case-control study. A total of 315 patient records from the state of São Paulo were analyzed, including 149 cases requiring retreatment and 166 controls with therapeutic success. Genotyping of the rs2228570 polymorphism was performed using the allele discrimination technique. The association between genotypes and therapeutic outcome was analyzed by multinomial logistic regression model, adjusting the data for covariates such as gender and ethnicity. The results showed that the AA genotype of the rs2228570 variant in the VDR gene is associated with the risk of retreatment in multibacillary leprosy (Odds Ratio= 2.56; IC95: 1.13-5.82). This data reaffirms the importance of pharmacogenetics in leprosy therapy for identifying patients at higher risk of retreatment when undergoing conventional multidrug therapy.


Assuntos
Hanseníase/genética , Hanseníase/terapia , Farmacogenética , Retratamento , Quimioterapia Combinada
8.
Bauru; s.n; 2024. 34 p. tab, graf.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1554138

RESUMO

No Mycobacterium leprae (M. leprae) a resistência aos antimicrobianos dapsona (DDS), rifampicina (RIF) e ofloxacina (OFLO) se dá, primariamente, pela ocorrência de mutações em sequências conservadas dos genes folP1, rpoB e gyrA. Na rotina do Instituto Lauro de Souza Lima, muitos pacientes que apresentam clínica compatível com recidiva a qual poderia estar associada a resistência, apresentam perfil de suscetibilidade sensível a DDS, RIF e OFLO pelos mecanismos conhecidos. Existem vários outros mecanismos de resistência, bem como outros genes que podem ser pesquisados. Na rede de vigilância de resistência no Brasil, para fluorquinolonas, apenas as mutações em gyrA são pesquisadas na rotina, e, portanto, não temos dados sobre mutações em gyrB. No gene gyrB as mutações nos códons 214 (Val214Gly), 464 (Asp464Asn) e 503 (Thr503Ile) foram associadas com resistência à OFLO em M. leprae. O objetivo deste projeto é a detecção de mutações em gyrB por sequenciamento direto de DNA genômico de M. leprae. Para isso, foram utilizadas 52 amostras de DNA do banco de amostras do ILSL selecionadas entre julho de 2021 a dezembro de 2023, as quais já foram testadas por sequenciamento direto na rotina de investigação de resistência em hanseníase do ILSL para mutações já descritas. Foram utilizados dois pares de primers para amplificar e sequenciar as amostras pela metodologia de sequenciamento Sanger. As sequências foram analisadas utilizando-se o software Mega11. O Par 1, o qual permite avaliar polimorfismo no códon 214, enquanto que o Par 3, nos códons 464 e 503. As amostras eram em maioria (53,84%) do sexo masculino, 92,19% maiores de 20 anos com média da idade de 51 anos. Procedentes de vários estados brasileiros, com destaque para SP e MT. Cerca de 92,30% dos casos (48/52) eram multibacilares e 51,92% das amostras provenientes de pacientes com hanseníase virchowiana (MHV). Do total de casos, 55,70% foram associados a situações de falência terapêutica, seguida por casos novos, 19,23% e 11,54% de casos de recidiva da doença. A maioria (59,61%) fez PQT/MB, destes cerca de 74,19% trataram por 24 meses. O sequenciamento do gene gyrB pelo Par 1 foi eficiente em aproximadamente 98,07% dos isolados de M. leprae e pelo Par 3, 69,23%. Entretanto, nenhuma amostra foi polimórfica no gene gyrB e uma amostra apresentou polimorfismo não relacionado a droga resistência no códon 207 (Ile207Ile). Nossos resultados corroboram com a literatura, mostrando que mutações em gyrB é pouco frequente em M. leprae.


In Mycobacterium leprae (M. leprae), resistance to the antimicrobials dapsone (DDS), rifampicin (RIF), and ofloxacin (OFLO) primarily occurs due to mutations in conserved sequences of the folP1, rpoB, and gyrA genes. In the routine at the Lauro de Souza Lima Institute, many patients showing symptoms compatible with relapse, potentially associated with resistance, exhibit susceptibility profiles to DDS, RIF, and OFLO through known mechanisms. Numerous other resistance mechanisms and genes remain unexplored. In the Brazilian resistance surveillance network for fluoroquinolones, only gyrA mutations are routinely investigated, leaving a gap in data regarding gyrB mutations. Mutations at codons 214 (Val214Gly), 464 (Asp464Asn), and 503 (Thr503Ile) in the gyrB gene have been associated with OFLO resistance in M. leprae. The aim of this project is to detect gyrB mutations through direct genomic DNA sequencing of M. leprae. For this purpose, 52 DNA samples from the ILSL sample bank, selected between July 2021 and December 2023, were utilized. These samples had previously undergone routine direct sequencing at the ILSL for known mutations. Two primer pairs were employed to amplify and sequence the samples using Sanger sequencing methodology. Sequences were analyzed using Mega11 software. Primer 1, assessing polymorphism at codon 214, and Primer 3, targeting codons 464 and 503. The majority of samples (53.84%) were male, with 92.19% over 20 years old and an average age of 51 years. Originating from various Brazilian states, notably SP and MT, approximately 92.30% of cases (48/52) were multibacillary, and 51.92% of samples were from patients with virchowian leprosy (MHV). Among the cases, 55.70% were associated with therapeutic failure, followed by new cases (19.23%) and relapse cases (11.54%). The majority (59.61%) underwent PQT/MB treatment, with around 74.19% treated for 24 months. Sequencing of the gyrB gene using Primer 1 was effective in approximately 98.07% of M. leprae isolates, while Primer 3 showed efficiency in 69.23%. However, no sample exhibited polymorphism in the gyrB gene, and one sample presented non-drug resistance-related polymorphism at codon 207 (Ile207Ile). Our results align with the literature, demonstrating that gyrB mutations are infrequent in M. leprae.


Assuntos
Hanseníase/genética , Mutação/efeitos dos fármacos , DNA Girase
9.
Hansen. int ; 48: 1-15, 07 jun. 2023. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1511503

RESUMO

Objetivou-se analisar a associação entre características sociodemográficas e clínicas com o desenvolvimento dos graus de incapacidades físicas 1 ou 2 em pessoas com diagnóstico de hanseníase na Paraíba, Brasil. Estudo ecológico, de base populacional, que teve como unidades de análises os 223 municípios do estado. Os dados foram coletados no Núcleo de Doenças Crônicas e Negligenciadas/Hanseníase, pertencente à Gerência Executiva de Vigilância em Saúde da Secretaria de Saúde do estado da Paraíba em junho de 2021, após extração do Sistema de Informação Nacional de Agravos de Notificação. O banco de dados reuniu 2.468 casos novos de hanseníase registrados no período de 2016 a 2020. A chance de uma pessoa diagnosticada com hanseníase desenvolver a incapacidade física 1 ou 2 é maior nas pessoas de sexo masculino, com 15 anos ou mais, estudo formal menor ou igual a nove anos, classificação operacional multibacilar, com mais de cinco lesões e mais de um nervo afetado, além de baciloscopia positiva. Políticas de educação em saúde são fortemente recomendadas no intuito de melhorar o conhecimento dos profissionais e da comunidade. Abordagens sobre a hanseníase, diagnóstico precoce, busca ativa, vigilância e acompanhamento dos casos e de seus contatos, além das incapacidades físicas, em especial para pessoas de maior vulnerabilidade a desenvolvê-las, são fundamentais.(AU)


The objective was to analyze the association between sociodemographic and clinical characteristics with the development of physical physical disabilities of grades 1 and 2 in people diagnosed with leprosy in Paraíba, Brazil. It's an ecological study, population-based, which had the 223 municipalities at the Center of Chronic and Neglected Diseases/Leprosy belonging to the Health Surveillance Executive Management of Health Department of Paraíba State in June 2021, after extraction from the Notifiable Diseases Information System. The database gathered 2,468 new cases of leprosy registered in the period from 2016 to 2020. The probability of a person diagnosed with leprosy developing physical disability 1 or 2 is greater in males, aged 15 or over, formal education less than or equal to nine years, operational classification multibacillary, with more than five lesions and more than one affected nerve, in addition to positive bacilloscopy. Health education policies are strongly recommended in order to improve the knowledge of professionals and the community. Approaches about leprosy, early diagnosis, active search, surveillance and follow-up of cases and their contacts, in addition to physical disabilities, especially for people who are more vulnerable to develop them, are fundamental.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Hanseníase/complicações , Hanseníase/epidemiologia , Pessoas com Deficiência , Hanseníase/prevenção & controle , Hanseníase/reabilitação
10.
Hansen. int ; 48: 1-17, 07 jun. 2023. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1511512

RESUMO

Este estudo tem por objetivo avaliar a evolução do grau de incapacidade física e do escore olhos, mãos e pés, do diagnóstico à alta medicamentosa, segundo as variáveis sociodemográficas e clínicas, em pacientes diagnosticados com hanseníase. Trata-se de estudo transversal, baseado na análise de 71 pacientes com diagnóstico de hanseníase, acompanhados no Hospital Eduardo de Menezes, centro de referência em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, entre janeiro de 2017 a dezembro de 2020. Foi observado predomínio do sexo feminino (53,5%), média de idade de 46 anos, sendo a maioria procedente de outros municípios do interior de Minas Gerais (54,9%). A forma clínica mais frequente foi a dimorfa (64,8%), classificação operacional multibacilar (84,5%). O grau de incapacidade física 0 foi o mais prevalente no diagnóstico (56,5%) e na alta (53,1%), e em relação ao escore olhos, mãos e pés, houve variação entre 0 e 10 no diagnóstico e entre 0 e 8 na alta. Pelo teste de McNemar foi observado que dentre os pacientes que apresentavam algum grau de incapacidade física no momento do diagnóstico, 30,8% apresentaram ausência de incapacidade na alta. Ao comparar a evolução do grau de incapacidade física de paucibacilares e multibacilares no momento do diagnóstico e da alta, houve manutenção em 59,3% e melhora em 17,2% dos pacientes. Os dados apresentados indicam que muitos pacientes foram tratados tardiamente já apresentando as formas graves e com sequelas, já que o estudo foi desenvolvido em um centro de referência, que atende casos mais complexos e com complicações já instaladas. Os dados sugerem que pacientes assistidos que realizam o tratamento com poliquimioterapia podem ter melhora das incapacidades já instaladas. O mesmo ocorreu com o escore olhos, mãos e pés, que ao final do tratamento instituído houve melhora se comparado com a admissão.(AU)


This study aims to evaluate the evolution of the degree of physical disability and the eye, hand and foot score, from diagnosis to medication discharge, according to sociodemographic and clinical variables, in patients diagnosed with leprosy. This is a cross-sectional study, based on the analysis of 71 patients diagnosed with leprosy, followed by Hospital Eduardo de Menezes, a reference center in Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil, between January 2017 and December 2020. There was a predominance of females (53.5%), average age of 46 years old, the majority coming from other municipalities in the interior of Minas Gerais (54.9%). The most frequent clinical form was borderline (64.8%), multibacillary operational classification (84.5%). Degree of physical disability 0 was the most prevalent at diagnosis (56.5%) and at discharge (53.1%); in relation to the eye, hand and foot score, there was variation between 0 and 10 at diagnosis and between 0 and 8 at discharge. By the McNemar test, it was observed that of the patients who had degree of physical disability at the time of diagnosis, 30.8% had no disability at discharge. When comparing the evolution of the GIF in paucibacillary and multibacillary patients at the time of diagnosis and discharge, there was maintenance in 59.3% and improvement in 17.2% of the patients. The presented data indicates that many patients were treated late, already presenting severe forms and with sequelae, since the study was carried out in a reference center, which treats cases with complications already installed and more complex cases. The data suggest that assisted patients undergoing treatment with multidrug therapy may experience improvement in disabilities already established. The same occurred with eye, hand and foot score, at the end of the established treatment there was an improvement compared to admission.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Prevenção de Doenças , Hanseníase/complicações , Hanseníase/diagnóstico , Pessoas com Deficiência , Quimioterapia Combinada
11.
Hansen. int ; 48: 1-6, 07 jun. 2023.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1511516

RESUMO

A revista Hansenologia Internationalis tem a honra de entrevistar o Dr. Cleverson Teixeira Soares, médico patologista, responsável pelo Laboratório de Anatomia Patológica do Instituto Lauro de Souza Lima, Bauru, São Paulo, Brasil. Dr. Cleverson é autor do livro Histopathological Diagnosis of Leprosy, publicado em 2021 pela editora Bentham Books, além de relevante publicação de artigos, em periódicos científicos nacionais e internacionais, com impacto nas áreas de patologia e hansenologia. Ele descreve sobre sua trajetória profissional, os desafios para o entendimento da hanseníase em suas múltiplas formas clínicas e como a patologia clássica e molecular tem contribuído para a construção do conhecimento sobre esta doença tão complexa.


Assuntos
Hanseníase/diagnóstico , Hanseníase/patologia , Biópsia
12.
Hansen. int ; 48: 1-20, 07 jun. 2023.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1553918

RESUMO

O objetivo do estudo foi avaliar a percepção dos pacientes quanto ao atendimento nas Redes de Atenção à Saúde, desde o surgimento dos sintomas até o diagnóstico de hanseníase. Trata-se de um estudo qualitativo com 15 pacientes com hanseníase atendidos em um centro de referência no estado do Piauí. A coleta de dados foi realizada entre agosto e setembro de 2022, com o uso de um roteiro de entrevista semiestruturado de três blocos: 1) perfil sociodemográfico e econômico; 2) dados clínicos; e 3) questões semidirigidas relacionadas ao itinerário terapêutico para o diagnóstico e tratamento. Foram incluídos pacientes com hanseníase em tratamento e idade superior a 18 anos. Excluiu-se aqueles que não responderam questionamentos essenciais para os objetivos do estudo ou tangenciaram o tema nesse sentido. Predominaram pacientes mulheres, casadas, com média de idade de 58 anos, ensino fundamental completo, que recebiam menos de um salário-mínimo, autodeclaradas como pardas, residentes em Teresina e com a forma multibacilar da doença. Após a análise de conteúdo, emergiram três categorias temáticas: 1) dificuldades no autorreconhecimento das manifestações clínicas da hanseníase; 2) itinerário terapêutico do usuário com hanseníase na rede de atenção à saúde; e 3) percepção dos pacientes com hanseníase sobre o aten-dimento dos profissionais de saúde. A percepção dos pacientes permite concluir que a busca pelo diagnóstico e o atendimento em saúde foi um processo longo e conflituoso até que estes chegassem a ser atendidos na Atenção Primária.(AU)


The aim of the study was to evaluate patients' perception regarding care in healthcare networks, from the emergence of symptoms to the diagnosis of leprosy. This is a qualitative study with 15 patients with leprosy managed in a referral center in the state of Piauí. Data collection occurred from August to September 2022, with the use of a 3-block semi-structured interview guide: 1) sociodemographic and economic profile; 2) clinical data; and 3) semi-structured questions about the therapeutic itinerary taken for diagnosis and treatment. Included were leprosy patients aged undergoing treatment aged 18 years or above. Excluded were patients who failed to answer questions that were essential to meet study objectives or who barely touched upon the subject. There was a predominance of female, married patients, self-declared as brown (parda), at a mean age of 58 years, with complete elementary school education that earned less than minimum wage and lived in Teresina, with the multibacillary form of disease. After content analysis, three thematic categories emerged: 1) difficulty in self-recognizing the clinical manifestations of leprosy; 2) therapeutic route of the leprosy user in the healthcare network; and 3) perception of leprosy patients about treatment provided by healthcare professionals. The patients' perception allows us to conclude that the search for diagnosis and health care was a long and conflicting process until they reached Primary Care.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Hanseníase/diagnóstico , Medidas de Resultados Relatados pelo Paciente , Hanseníase/terapia
13.
Hansen. int ; 48: 1-7, 07 jun. 2023.
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1553920

RESUMO

A hanseníase é uma doença crônica e infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium leprae (M. leprae). Apresenta alta infectividade e baixa patogenicidade. O estudo teve como objetivo relatar a identificação de um paciente com hanseníase multibacilar através do teste sorológico (LID) em ação de busca ativa. Paciente do sexo masculino, 54 anos, residente em Governador Valadares, Minas Gerais, Brasil, proveniente da busca ativa do Núcleo de Pesquisa em Hansenologia (NuPqHans/UFJF-GV), apresentou teste sorológico positivo para proteínas recombinantes do bacilo (ML0405/ML2331). Encaminhado ao Centro de Referência de Doenças Endêmicas e Programas Especiais (CREDENPES), queixando-se de lesões na pele e nódulos pelo corpo, relatou histórico de traumas na cabeça, tonturas ocasionais, dormência nos pés e sangramento nasal. O paciente apresentou resultados de baciloscopia e biopsia positivos, concluindo o diagnóstico de hanseníase multibacilar, recebendo poliquimioterapia indicada. Após três meses de tratamento observou-se redução na área/diâmetro das lesões do abdômen, indicando a eficácia do tratamento. O resultado positivo do teste sorológico, permitiu a identificação de um paciente multibacilar, até então sem diagnóstico de hanseníase. Ademais, a utilização do teste sorológico LID nas atividades de busca ativa em áreas endêmicas para realização do diagnóstico precoce pode contribuir para o conceito zero hanseníase estipulado pela Organização Mundial da Saúde. (AU).


Leprosy is a chronic and infectious disease caused by Mycobacterium leprae (M. leprae). It has high infectivity and low pathogenicity. The aim of this study was to report the identification of a patient with multibacillary leprosy using the serological test (LID) during an active search. A 54-year-old male patient, living in Governador Valadares, Minas Gerais, Brazil, from the active search of the Leprosy Research Center (NuPqHans/UFJF-GV), presented a positive serological test for recombinant bacillus proteins (ML0405/ML2331). He was referred to the Reference Center for Endemic Diseases and Special Programs (CREDENPES), complaining of skin lesions and nodules all over his body, and reported a history of head trauma, occasional dizziness, numbness in his feet, and nosebleeds. The patient presented positive bacilloscopy and biopsy results, concluding the diagnosis of multibacillary leprosy and receiving the indicated multidrug therapy. After three months of treatment, there was a reduction in the area/diameter of the lesions on the abdomen, indicating the effectiveness of the treatment. The positive result of the serological test (LID) allowed the identification of a multibacillary patient, who until then had not been diagnosed with leprosy. In addition, the use of the LID serological test in active search activities in endemic areas for early diagnosis can contribute to the zero-leprosy concept stipulated by the World Health Organization. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Hanseníase Multibacilar/diagnóstico
14.
Hansen. int ; 48: 1-6, 07 jun. 2023. ilus
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1436175

RESUMO

A hanseníase é uma doença infecciosa, transmissível, de caráter crônico, com potencial grau de incapacidade, que ainda persiste como problema de saúde pública no Brasil. A demora e a falta de conhecimento técnico para realizar o diagnóstico resulta em inúmeros prejuízos aos pacientes acometidos pela doença, sendo que, a prevenção das incapacidades está relacionada diretamente com o diagnóstico precoce da doença. Com a finalidade de evitar a negligência diagnóstica e o desenvolvimento de incapacidades físicas, ressaltamos a importância do conhecimento técnico sobre o diagnóstico e o manejo da hanseníase por profissionais da saúde em qualquer nível de atenção à saúde ou especialidade.


Hansen is an infectious disease, transmissible, of a chronic nature, with serious potential for disability, which still persists as a public health problem in Brazil. The delay and the lack of technical knowledge to carry out the diagnosis with numerous prejudices to the patients affected by the disease, since the prevention of disabilities is directly related to the early diagnosis of the disease. In order to avoid diagnostic negligence and the development of physical disabilities, we highlight the importance of technical knowledge about the diagnosis and management of training by health professionals at any level of health care or special care.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Atenção Primária à Saúde , Prevenção de Doenças , Hanseníase Multibacilar/diagnóstico , Diagnóstico Precoce , Educação Continuada , Doenças Negligenciadas , Hanseníase/complicações , Hanseníase/prevenção & controle
15.
Bauru; s.n; 2023. 33 p. tab, graf.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1419042

RESUMO

A hanseníase é uma doença infecto-contagiosa, granulomatosa de evolução crônica, causada pelo Mycobacterium leprae. A introdução da poliquimiterapia pela Organização Mundial da Saúde em 1981, resultou na cura de milhões de indivíduos infectados pelo bacilo, no entanto ela ainda é considerada endêmica e negligenciada em países como o Brasil. A indústria farmacêutica não tem mostrado interesse em investir na pesquisa de novos fármacos, porém novas opções terapêuticas são importantes para o controle da endemia. Uma das alternativas de terapia para infecções que são causadas por microrganismos intracelulares é o bloqueio de ferro. Este metal tem grande importância na replicação dos patógenos no hospedeiro então, o uso de quelantes para a redução da carga parasitaria é uma das possibilidades estudadas. Um dos compostos utilizados como quelante do ferro é o mesilato de desferroxamina (DFX), que tem atividade antimicrobiana e vem sendo estudado no tratamento de diversas doenças como a talassemia. O maltolato de gálio também é um quelante capaz de se ligar ao ferro, competindo em sua via metabólica. O objetivo do estudo foi avaliar o efeito do DFX, administrado sozinho ou em associação com o maltolato de gálio, na replicação do Mycobacterium leprae em modelo experimental murino. Os camundongos infectados foram divididos em três grupos (controle, DFX e DFX + gálio) e o tratamento teve início 60 dias após a inoculação sendo administrado por 90 dias. Os animais receberam ração com restrição de ferro e água ad libitum. A suspensão do maltolato de gálio (150mg/kg) foi administrada diariamente via oral por gavage. O DFX foi aplicado por via intraperitoneal na concentração de 10 mg/kg, uma vez por semana durante cinco semanas. Os camundongos foram eutanasiados após 150 e 240 dias após inoculação. Em relação ao primeiro tempo de eutanásia (150 dias), não houve diferença estatisticamente significativa entre o número de bacilos recuperados entre o controle e os animais tratados; após 240 dias, houve diferença estatisticamente significativa (p<0,05) entre o número de bacilos recuperados entre o grupo controle e os animais tratados com DFX e DFX + gálio oral (p<0,0088 e p<0,0032 respectivamente). Os resultados mostraram que o uso de quelantes de ferro como o DFX e o gálio oral não impediram a replicação do bacilo, mas contribuiram para a diminuição da quantidade recuperada (carga bacilar).


Leprosy is an infectious, contagious, granulomatous disease of chronic evolution, caused by Mycobacterium leprae. The introduction of multidrug therapy by the World Health Organization in 1981 resulted in the cure of millions of individuals infected by the bacillus, however it is still considered endemic and neglected in countries like Brazil. The pharmaceutical industry has not shown interest in investing in the research of new drugs, but new therapeutic options are important for controlling the endemic disease. One of the therapy alternatives for infections that are caused by intracellular microorganisms is iron blockade. This metal is of great importance in the replication of pathogens in the host, so the use of chelators to reduce the parasite load is one of the possibilities studied. One of the compounds used as a iron chelator is desferrioxamine mesylate (DFX), which has antimicrobial activity and has been studied in the treatment of various diseases such as thalassemia. Gallium maltolate is also a chelator capable of binding to iron, competing in its metabolic pathway. The objective of the study was to evaluate the effect of DFX, administered alone or in association with gallium maltolate, on the replication of Mycobacterium leprae in a murine experimental model. Infected mice were divided into 3 groups (control, DFX and DFX + gallium) and treatment started 60 days after inoculation and was administered for 90 days. The animals received iron-restricted chow and water ad libitum. The suspension of gallium maltolate (150mg/kg) was administered orally daily by gavage. DFX was applied intraperitoneally at a concentration of 10 mg/kg, once a week for five weeks. The mice were euthanized after 150 and 240 days after inoculation. Regarding the first time of euthanasia (150 days), there was no statistically significant difference between the number of bacilli recovered between the control and treated animals; after 240 days, there was a statistically significant difference (p<0.05) between the number of bacilli recovered between the control group and the animals treated with DFX and DFX + oral gallium (p<0.0088 and p<0.0032 respectively). The results showed that the use of iron chelators such as DFX and oral gallium did not prevent the bacillus from replicating, but contributed to a decrease in the amount recovered (bacillary load).


Assuntos
Animais , Camundongos , Desferroxamina/uso terapêutico , Gálio/uso terapêutico , Mycobacterium leprae/efeitos dos fármacos , Hanseníase , Camundongos Endogâmicos BALB C
16.
Bauru; s.n; 2023. 42 p.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1419050

RESUMO

A hanseníase permanece sendo um problema de saúde pública e com alta taxa de transmissibilidade e incidência em países de baixa e média renda, tornando-os endêmicos. Por serem poucos os estudos sobre a epidemiologia, ainda há grande dificuldade na intervenção e definição dos grupos alvo da doença, assim, aprofundar sobre se mostra importante para o combatê-la. O Brasil é o segundo maior país com números de casos de hanseníase, ficando atrás apenas da Índia, por isso, estudos no país são cruciais. A partir de uma revisão narrativa, foi investigado o perfil epidemiológico da hanseníase no Brasil e a sua relação com a desigualdade social. Partindo disso, foram relacionados dados sobre a vulnerabilidade social de pessoas negras no Brasil e o fato disto coincidir com os dados epidemiológicos de risco de hanseníase no país. Para isso, utilizou-se como orientação deste trabalho, os conceitos de determinação social da saúde e racismo estrutural. Por fim, a partir do conceito de necropolítica, a revisão relacionou esses dados coincidentes intencionando discutir se a hanseníase é uma doença negligenciada ou são as pessoas acometidas os negligenciados. As conclusões foram que há possibilidade de conexão entre os dados da epidemiologia da hanseníase no Brasil e a desigualdade social e racial do país; que o conceito de necropolítica é válido e possibilita um aprofundamento na discussão sobre hanseníase e negligência; e que é importante que hajam medidas de reparação histórica quando falamos de desigualdade racial, como a busca por um cenário político mais equitativo


Leprosy remains a public health problem and with a high rate of transmissibility and incidence in low- and middle-income countries, making them endemic. Because there are few studies on epidemiology, there is still great difficulty in intervening and defining the target groups of the disease, thus, going deeper into it is important to combat it. Brazil is the second largest country with numbers of leprosy cases, second only to India, therefore, studies in the country are crucial. Based on a narrative review, the epidemiological profile of leprosy in Brazil and its relationship with social inequality were investigated. Based on this, data on the social vulnerability of black people in Brazil were related and the fact that this coincides with epidemiological data on the risk of leprosy in the country. For this, the concepts of social determination of health and structural racism were used as guidelines for this work. Finally, from the concept of necropolitics, the review related these coincident data intending to discuss whether is leprosy a neglected disease or are the people affected the neglected. The conclusions were that there is a possibility of connection between data on the epidemiology of leprosy in Brazil and the country's social and racial inequality; that the concept of necropolitics is valid and allows for a deeper discussion on leprosy and neglect; and that it is important that there are historical reparation measures when we talk about racial inequality as the search for a more equitable political scenario


Assuntos
Racismo , Determinação Social da Saúde , Hanseníase/epidemiologia , Fatores Socioeconômicos , Doenças Negligenciadas , Hanseníase/psicologia
17.
Rev. Soc. Bras. Med. Trop ; 56: e0321, 2023. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1422893

RESUMO

ABSTRACT Background: Leprosy is a neglected chronic infection caused by Mycobacterium leprae, that is curable. The magnitude of the disease and severity of the debilitation it causes renders leprosy a public health problem. This study aimed to analyze the endemic profile of leprosy in the Murrupula district and evaluate the socioeconomic, clinical, and serological profiles of leprosy contacts. Methods: A cross-sectional study of patients with leprosy diagnosed between 2013 and 2017 and their household and community contacts was conducted in Murrupula District, Nampula Province, Mozambique. Interviews, simplified dermatoneurological examinations, Mycobacterium leprae flow (ML Flow) tests, and Mitsuda tests were performed. Results: Most of the leprosy cases were multibacillary. The patients had some degree of physical disability. ML Flow positivity was more common in household contacts of the patients diagnosed with leprosy and in community individuals who spontaneously presented for testing. In total, 17 patients were diagnosed with leprosy. Conclusions: This study revealed an active chain of transmission, hidden prevalence, and operational deficiencies in leprosy surveillance and care. The results suggest that the implementation of a public health policy for leprosy prevention and control in Nampula Province is necessary. In future, the possibility of expanding the policy to the entire country should be considered.

18.
Bauru; s.n; 2023. 25 p. ilus, tab.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1426335

RESUMO

O uso de materiais didáticos sobre o tratamento da hanseníase pode auxiliar os profissionais de atenção básica a esclarecer as dúvidas dos usuários e ampliar o conhecimento.O objetivo consistiu em validar uma ferramenta educativa sobre o tratamento da hanseníase com a poliquimioterapia. O estudo consistiu em pesquisa realizada com 10 profissionais da rede de atenção básica em hanseníase, município de Fernandópolis. Foi confeccionada uma cartilha educativa com a participação de pesquisadores e docentes nas áreas da hanseníase e design. O estudo consistiu na execução de três fases: preparação; coleta de dados e interpretação; concretização e descrição dos resultados. Foi aplicado um questionário com 23 perguntas (relativas ao design e ao conteúdo). Verificou-se que os eixos temáticos com sugestões de mudanças foram relacionados à compreensão do tratamento; cartelas pauci ou multibacilares; local de aquisição dos medicamentos; horário dos medicamentos; consumo de bebida alcoólica; benefícios e reações do tratamento; abandono do tratamento; tratamento na gravidez, uso de pílula anticoncepcional e propostas de alterações em poucas figuras e no formato da cartilha. Os profissionais de saúde foram capazes de apontar melhorias e possíveis falhas com a finalidade de melhorar a qualidade do referido produto gráfico. Convém ampliar essa investigação para os usuários do programa de hanseníase que realizam ou realizaram a poliquimioterapia e vivenciaram aspectos positivos e dificuldades com o tratamento.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Educação em Saúde , Pessoal de Saúde , Quimioterapia Combinada , Hanseníase/terapia , Atenção Primária à Saúde/métodos , Inquéritos e Questionários , Estudo de Validação , Materiais Educativos e de Divulgação
19.
Bauru; s.n; 2023. 87 p. ilus, tab, graf.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1426350

RESUMO

Úlceras crônicas são definidas quando o processo de reparação do tecido excede o período de 3 meses, dificultando sua cicatrização. Sua etiologia pode ser multifatorial, como a ocorrência de traumas e consequência de patologias, como hanseníase, hipertensão e diabetes. As úlceras abrigam diversos microrganismos colonizadores e residentes que podem tornar-se potenciais agravantes a sua condição clínica, visto sua capacidade de formação de biofilmes e resistência antimicrobiana, diminuindo a eficácia da terapêutica. O objetivo deste trabalho foi determinar os agentes microbianos presentes em úlceras de pacientes com doenças crônicas atendidos no ambulatório de feridas do Instituto Lauro de Souza Lima, avaliar a susceptibilidade antimicrobiana destes isolados e sua capacidade de produção de biofilme, bem como comparar os resultados evidenciados por swab e biópsia e correlacionar os resultados microbiológicos com dados clínicos dos pacientes. Foram coletadas amostras de exsudato por swab e biópsia de úlceras crônicas dos participantes com doenças crônicas. As amostras foram semeadas em ágar sangue, manitol, cetrimide e MacCnkey para posterior identificação microbiana. Também foi desempenhada a determinação da susceptibilidade aos antimicrobianos e capacidade de produção de biofilme dos isolados identificados por swab e biópsia. Foram identificados 47 microrganismos no total, sendo 26 (55%) isolados presentes no swab e 21 (45%) em biópsia. P. aeruginosa, P. mirabilis e S. aureus foram as bactérias comumente prevalentes em ambos os materiais de coleta, com predomínio de P. aeruginosa. Apenas 16 (36%) das bactérias demonstraram capacidade de produzir biofilme, com destaque para o grupo dos gram-positivos (92%) que também exibiram alto perfil de susceptibilidade frente linezolida e vancomicina. Meropenem foi o único fármaco a mostrar eficácia frente as cepas de P. aeruginosa presentes, enquanto o grupo das enterobactérias apresentaram menor resposta frente a amoxicilina com ácido clavulânico. Swab e biópsia apresentaram uma concordância geral de 60%, semelhante ao observado por outros estudos. Tais diferenças podem se dar devido à presença de colonizadores. A cobertura de zinco e bota de Unna foi correlacionada à ausência de sinais flogísticos de infecção. Os dados sociodemográficos mostram prevalência de indíviduos com baixa escolaridade e idade acima de 60 anos. O swab é menos invasivo e mais utilizado devido sua facilidade e baixo custo em relação a biópsia; contudo, deve ser considerado com mais cautela na análise dos resultados microbiológicos.


Chronic wounds are defined when the tissue repair process exceeds the period of 3 months, making it difficult to heal. Its etiology can be multifactorial, such as the occurrence of trauma and consequences of pathologies, such as leprosy, hypertension, and diabetes mellitus. Ulcers harbor several colonizing and resident microorganisms that can become potential aggravating factors for their clinical condition, given their ability to form biofilms and their antimicrobial resistance, decreasing the therapeutic efficacy. This study aimed to determine the microbial agents present in ulcers of patients with chronic conditions treated at the wound clinic of the Instituto Lauro de Souza Lima, to evaluate their antimicrobial susceptibility and ability to produce biofilm, as well as to compare the results evidenced by swab and biopsy and correlate the microbiological results with clinical data of the patients. Exudate samples were collected by swab and biopsy of leg ulcers from participants with chronic diseases. Samples were seeded on sheep blood agar, mannitol, cetrimide and MacConkey agar for subsequent microbial identification. The determination of antimicrobial susceptibility and biofilm production capacity of isolates identified by swab and biopsy was also performed. A total of 47 microorganisms were identified, 26 (55%) of which were isolated from the swab and 21 (45%) from the biopsy. P. aeruginosa, P. mirabilis and S. aureus were the commonly prevalent bacteria in both collection materials, with predominance of P. aeruginosa. Only 16 (36%) bacteria demonstrated the ability to produce biofilm, with emphasis on the gram-positive group (92%) that also exhibited a high profile of susceptibility to linezolid and vancomycin. Meropenem was the only drug to show efficacy against the strains of P. aeruginosa present, while the group of enterobacteria showed less response against amoxicillin with clavulanic acid. Swab and biopsy showed an overall agreement of 60%, similar to that observed by other studies. Such differences may occur due to the presence of colonizers. Zinc coating and Unna boot correlated with the absence of phlogistic signs of infection. Sociodemographic data show a prevalence of individuals with low education and aged over 60 years. The swab is less invasive and more used due to its ease and low cost compared to biopsy; however, it should be considered with more caution in the analysis of microbiological results


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Cicatrização , Biofilmes , Úlcera da Perna/terapia , Ferimentos e Lesões , Biópsia , Resistência Microbiana a Medicamentos , Complicações do Diabetes , Hanseníase/complicações , Anti-Infecciosos
20.
Bauru; s.n; 2022. 30 p. ilus, tab.
Tese em Português | CONASS, Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLPROD, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP, SESSP-ESPECIALIZACAOSESPROD, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1367493

RESUMO

As neuropatias periféricas causadas pela hanseníase e diabetes podem causar perda de sensibilidade protetora, trofismo muscular e função autonômica da pele, e consequentemente deformidades em pés e desequilíbrios biomecânicos e da distribuição da pressão, gerando alto risco de desenvolvimento de úlceras plantares. Um dos meios para prevenir é o uso de palmilhas customizadas associadas ou não ao uso de calçados ortopédicos. O objetivo dessa revisão foi verificar a eficácia, eficiência das palmilhas na prevenção e reabilitação de úlceras plantares e conhecer novidades acerca do design e do material. Foram realizadas pesquisas nas plataformas PUBMED, LILACS, EMBASE e Cochrane e foram incluídos todos os modelos de artigos, livros, monografias, no total foram encontrados 17 estudos. Apesar das palmilhas serem eficazes no alívio de pressão plantar e na diminuição da incidência das ulceras plantares, neste estudo foi encontrado poucas evidências sobre inovações e durabilidade das palmilhas que levassem em conta o custo benefício e sua efetividade.


Assuntos
Humanos , Úlcera do Pé/prevenção & controle , Úlcera do Pé/reabilitação , Órtoses do Pé , Contenções , Eficácia , Complicações do Diabetes , Eficiência , Hanseníase/complicações
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA