Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 102
Filtrar
1.
Isr Med Assoc J ; 14(2): 84-7, 2012 Feb.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-22693786

RESUMO

BACKGROUND: Antibodies directed against endothelial cell surface antigens have been described in many disorders and have been associated with disease activity. Since the most prominent histopathologic feature in mixed connective tissue disease (MCTD) is the widespread and unique proliferative vascular lesion, our aim was to evaluate the frequency of anti-endothelial cell antibodies (AECA) in this condition. OBJECTIVES: To evaluate the frequency of AECA in this disease and assess its clinical and laboratory associations. METHODS: Seventy-three sera from 35 patients with MCTD (Kasukawa's criteria), collected during a 7 year period, were tested for immunoglobulins G and M (IgG and IgM) AECA by cellular ELISA, using HUVEC (human umbilical vein endothelial cells). Sera from 37 patients with systemic lupus erythematosus (SLE), 22 with systemic sclerosis (SSc) and 36 sera from normal healthy individuals were used as controls. A cellular ELISA using HeLa cells was also performed as a laboratory control method. RESULTS: IgG-AECA was detected in 77% of MCTD patients, 54% of SLE patients, 36% of SSc patients and 6% of normal controls. In MCTD, IgG-AECA was associated with vasculitic manifestations, disease activity and lymphopenia, and was also a predictor of constant disease activity. Immunosuppressive drugs were shown to reduce IgG-AECA titers. Since antibodies directed to HeLa cell surface were negative, AECA was apparently unrelated to common epitopes present on epithelial cell lines. CONCLUSIONS: AECA are present in a large proportion of patients with MCTD and these antibodies decrease after immunosuppressive treatment.


Assuntos
Autoanticorpos/sangue , Doença Mista do Tecido Conjuntivo/imunologia , Adulto , Biomarcadores/sangue , Estudos Transversais , Endotélio Vascular/imunologia , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática/métodos , Feminino , Células Endoteliais da Veia Umbilical Humana , Humanos , Imunoglobulina G/sangue , Imunoglobulina M/sangue , Estudos Longitudinais , Lúpus Eritematoso Sistêmico/sangue , Lúpus Eritematoso Sistêmico/imunologia , Masculino , Doença Mista do Tecido Conjuntivo/sangue , Escleroderma Sistêmico/sangue , Escleroderma Sistêmico/imunologia
2.
Rev. Soc. Bras. Clín. Méd ; 4(3): 81-89, maio-jun. 2006.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-439137

RESUMO

Relevantes elucidações a respeito da fisiopatologia da doença reumatóide (DRe), avanços de biotecnologia e uso racional do arsenal medicamentoso contribuíram para a melhora do poder terapêutico específico no tratamento da doença. Os agentes biológicos, geralmente anticorpos preparados para atuarem nos elementos responsáveis pela inflamação, têm sido enfocados como importantes mediadores da inflamação e de dano tecidual em DRe ativa, capazes de interferir no processo da doença. Uma nova abordagem está sendo adotada para pacientes de difícil controle terapêutico, cuja doença evolui apesar de terapia agressiva com as tradicionais disease-modifying antirheumatic drugs (DMARD). A combinação terapêutica das conhecidas DMARD e a associação de agentes biológicos possibilitariam a modulação de importantes manifestações sintomáticas na doença. Os autores revisam a terapêutica da DRe e discutem a experiência clínica do manejo desses pacientes


Assuntos
Humanos , Anti-Inflamatórios não Esteroides , Antirreumáticos , Artrite Reumatoide/diagnóstico , Artrite Reumatoide/fisiopatologia , Artrite Reumatoide/patologia , Artrite Reumatoide/tratamento farmacológico , Artrite Reumatoide/terapia , Corticosteroides/administração & dosagem
3.
Rev. Soc. Bras. Clín. Méd ; 3(4): 93-101, jul.-ago. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-414629

RESUMO

O uso da terapia anticitocina tem propiciado novas perspectivas no tratamento de pacientes com doenças auto-imunes crônicas. Dentre os novos agentes biológicos destaca-se o infliximab, anticorpo monoclonal antifator de necrose tumoral alfa. Objetivos: Avaliar a resposta imediata, a duração da acentuação da resposta terapêutica inicial e a tolerância de infliximab em um grupo de pacientes com doenças crônicas refratárias às medicaçõestradicionais. Métodos: Em 22 meses foram estudados 34 pacientes (94% da cor branca, 71% mulheres e 50 mais ou menos 14 anos)que receberam 143 infusões de infliximab. Vinte e quatrotinham diagnóstico de doença reumatóide, oito com espondiloartropatias soronegativas e dois com artritereumatóide juvenil. Eficácia terapêutica foi avaliadapela impressão global do paciente e do médico sobre adoença após cada infusão de infliximab. Avaliação dasegurança com o agente biológico incluiu a investigaçãode eventos adversos durante, imediatamente após e posteriormente às infusões. Dados laboratoriais foramtambém pesquisados. Resultados: Oitenta e dois por cento dos pacientes referiram alguma melhora após o início das infusões. O tempo de início para o alívio da dor foi curto e o tempo de efeito benéfico de infliximab variou de 2 a 120 dias após as infusões. Houve melhora clínica objetiva após a primeira e a segunda doses de infliximab (32% e 53%, respectivamente) com declínio da ação benéficaapós a terceira (24%) e a quarta (16%) doses. Eventos adversos foram observados em oito dos pacientes (24%).Duas pacientes apresentaram reação alérgica imediata à infusão de infliximab. Não houve sinais e/ou sintomas de infecções graves, tuberculose, malignidades ou de distúrbios reumatológicos. Conclusão: Infliximab propiciou rápido tempo de início de efeito benéfico em um subgrupo de pacientes com doenças auto-imunes crônicas refratárias. Oitenta e dois por cento dos pacientes tiveram alguma melhora após o início das infusões. Houve concordância entre a impressão global do paciente e do médico a respeito da ação do agente biológico sobre a atividade da doença e a melhora das provas de atividade inflamatória. Observou-se efeito terapêutico acentuado nasprimeiras três doses e perda da eficácia terapêutica a partir da quarta dose de infliximab. Os eventos adversosrelacionados às infusões foram considerados leves e os sintomas rapidamente resolvidos


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Artrite Juvenil/diagnóstico , Artrite Juvenil/terapia , Artrite Reumatoide/diagnóstico , Artrite Reumatoide/terapia , Fator de Necrose Tumoral alfa
4.
São Paulo; Fundação para o Desenvolvimento da Reumatologia; 2002. 825 p. ilus.
Monografia em Português | Sec. Munic. Saúde SP, AHM-Acervo, TATUAPE-Acervo | ID: sms-11963
5.
São Paulo; Fundação para o Desenvolvimento da Reumatologia; 2002. 825 p. ilus.
Monografia em Português | LILACS, Sec. Munic. Saúde SP, AHM-Acervo, TATUAPE-Acervo | ID: biblio-997273
7.
Rev. bras. reumatol ; 37(4): 232-6, jul.-ago. 1997. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-210193

RESUMO

Os autores relatam um caso de miopatia inflamatória associada ao uso de lovastatina, uma HMG-CoA redutase. Uma paciente de 53 anos de idade, diabética insulino-dependente e hipertensa bem controlada, estava no serviço em acompanhamento para tratamento de osteoporose. Foi introduzida lovastatina 40mg/dia porque apresentou hiperlipidemia. Três semanans após iniciar a droga, a paciente desenvolveu miopatia aguda com fraqueza de membros superiores e inferiores, com aumento da creatinoquinase 500 vezes o normal. A biópsia muscular realizada no músculo bíceps esquerdo feita no terceiro dia da fraqueza muscular revelou necrose, degeneraçäo e sinais de atividade lisossomal. No entanto, nenhum infiltrado inflamatório foi observado no endomísio, no perimísio ou na regiäo perivascular. Os sintomas musculares melhoraram sete dias após a suspensäo da droga. As enzimas voltaram ao normal 45 dias após a interrupçäo da lovastatina


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Lovastatina
8.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 52(2): 60-2, mar.-abr. 1997. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-195579

RESUMO

Ha controversias entre os diversos autores sobre o papel dos hormonios calciotropicos na perda da densidade mineral ossea que ocorre no periodo pos-menopausa. Dessa forma, foram estudadas 187 pacientes femininas de 40 a 80 anos, divididas pelo metodo densitometrico em normais, osteopenicas e osteoporoticas (OMS), e realizacao de dosagens dos hormonios gonadotroficos (FSH, estradiol), bem como dosagens sericas PTH (paratormonio), calcio serico e urinario, com o objetivo de evidenciar as alteracoes que ocorrem nesses parametros a medida que ocorre a menopausa e a perda de densidade ossea. Os resultados mostraram que com o aumento da faixa etaria (p<0,00001) houve aumento dos niveis de FSH (p<0,00001) e diminuicao nos niveis de estrogeno (0,00001)...


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Densidade Óssea , Hormônios/análise , Osteoporose Pós-Menopausa/diagnóstico , Dor nas Costas/etiologia , Densitometria , Estrogênios/deficiência
9.
São Paulo med. j ; 115(2): 1406-9, Mar.-Apr. 1997.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-199910

RESUMO

Microbial agents induce arthritis through mechanisms such as direct infiltration of tissue and by inducing autoimmune phenomena. The mechanisms involved in this last type of arthritis have been investigated. In experimental models of adjuvant and reactive arthritis, the involvement of T cells and in some cases mycobacteria in the development of arthritis have been confirmed. Cross-reactivity between the 65 KD mycobacterial protein and cartilage proteoglycans has been postulated as a possible mechanism. In this study, chronic peripheral arthritis was observed in patients with Hansen's diseases, in patients with resolved Hansen's and in those with paucibacillary forms. This arthritis was not related to reactional states (erythema nodosum leprosum and reversal reaction), in contrast to several reports in the literature. The mechanisms by which microbes could induce chronic arthritis are discussed herein.


Assuntos
Humanos , Artrite/etiologia , Hanseníase/imunologia , Doença Crônica , Imunidade Celular , Formação de Anticorpos
10.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 52(2): 55-9, mar.-abr. 1997. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-195578

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi determinar os niveis intra-articulares de nitrito e nitrato, produtos do metabolismo de oxido nitrico, em pacientes com doenca reumatoide (DRe). Liquido sinovial (LS) de pacientes com osteoartrite (OA) foram avaliados para fins comparativos. A casuistica constou de seis pacientes com DRe e quatro pacientes com OA. Foram avaliadas as caracteristicas demograficas como idade e sexo, e clinico-laboratoriais como duracao da doenca, classe funcional e velocidade de hemossedimentacao (VHS). No LS obtido foram realizadas a contagem total e diferencial de leucocitos, e a determinacao dos niveis de nitrito e nitrato pela tecnica de reacao de Griess. Os resultados foram analisados pelos testes de correlacao e "t" de Student...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Osteoartrite/patologia , Óxido Nítrico/análise , Líquido Sinovial , Contagem de Leucócitos
11.
Sao Paulo; s.n; 1997. 4 p.
Não convencional em Inglês | Sec. Est. Saúde SP, HANSEN, Hanseníase, SESSP-ILSLACERVO, Sec. Est. Saúde SP | ID: biblio-1236290
12.
São Paulo med. j ; 113(4): 929-34, July-Aug. 1995.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-161683

RESUMO

Introduçao: Desde a década de 60, tem-se observado alteraçoes da imunidade humoral na hanseníade. Os auto-anticorpos apresentam-se em freqüências diversas, nestes pacientes, mais habitualmente na hanseníase virchoviana, em doença de longa evoluçao e em surtos reacionais. Variaçao nas freqüências pode ser atribuída a diferença metodologias empregadas na detecçao dos anticorpos e ao grupo de doentes selecionado. Material e Métodos: Esta revisao enfoca os resultados obtidos em diversos estudos de auto-anticorpos, complexos imunes, crioglubulinas, complemento sérico na hanseníase. Destaca-se também, os anticorpos contra glicolipídeos do Mycobacterium leprae, como os antiglicolipídeos fenólitos.I, cuja magnetide é variável e depende do patrimônio genético apresentado pelo enfermo.


Assuntos
Humanos , Animais , Camundongos , Coelhos , Mycobacterium leprae/imunologia , Hanseníase/imunologia , Autoanticorpos/análise , Proteínas do Sistema Complemento/análise , Crioglobulinas/análise , Complexo Antígeno-Anticorpo/análise
14.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 50(2): 101-6, mar.-abr. 1995. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-154416

RESUMO

A deteccao de anticorpos contra o citoplasma de neutrofilos e de extrema importancia no diagnostico de certas vasculites sistemicas. A especifidade e a sensibilidade desses anticorpos depende da tecnica utilizada para a sua deteccao. Assim sendo, comparamos os resultados obtidos pela imunofluorescencia (IF), ao ELISA com dois antigenos diferentes: o padrao classico, altamente especifico para a granulomatose de Wegener e o padrao perinuclear, inespecifico, embora fortemente relacionado com o acometimento renal...


Assuntos
Humanos , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Neutrófilos/imunologia , Vasculite/diagnóstico , Imunofluorescência , Sensibilidade e Especificidade , Vasculite/classificação , Vasculite/imunologia
15.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 50(2): 107-10, mar.-abr. 1995.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-154417

RESUMO

No presente trabalho, revisamos as manifestacoes reumatologicas que ocorrem na hanseniase, incluindo as osteoarticulares, extra-articulares e laboritoriais. Alem dos envolvimentos osteo articulares classicos na hansenise como a artropatia neurogenica ou de Charcot a osteite e a osteoartrite septica especifica ou inespecifica, outros quadros articulares de natureza inflamatoria tem sido relatados, associados ou nao a estados reacionais (reacao reserva e eritema nodoso leproso) da hanseniase. O envolvimento extra-articular pode repetir varias das manifestacoes presentes nas doencas difusas do tecido conectivo, sendo importantes para o diagnostico diferencial e terapeutica.


Assuntos
Artrite Reumatoide/patologia , Hanseníase/diagnóstico , Osso e Ossos/anormalidades , Diagnóstico Diferencial , Hanseníase/complicações , Hanseníase/imunologia
16.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 50(2): 115-24, mar.-abr. 1995. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-154419

RESUMO

Os antiinflamatorios representam um grupo importante de farmacos com capacidade de combater a inflamacao. Foram estudados os mecanismos de acao, farmacocinetico, efeitos colaterais e interacao medicamentosa. Uma analise critica do emprego desses antiinflamatorios na pratica e apresentada na base da experiencia de nosso servico.


Assuntos
Anti-Inflamatórios não Esteroides/metabolismo , Doenças Reumáticas/tratamento farmacológico , Inflamação/patologia , Anti-Inflamatórios não Esteroides/administração & dosagem , Anti-Inflamatórios não Esteroides/efeitos adversos , Anti-Inflamatórios não Esteroides/classificação , Combinação de Medicamentos , Inflamação/imunologia
17.
Rev. bras. reumatol ; 35(2): 65-70, mar.-abr. 1995. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-169208

RESUMO

O tratamento da granulomatose de Wegener é baseado em drogas imunossupressoras com efeitos colaterais importantes. O prognóstico favorável depende nao apenas de um diagnóstico precoce, mas também do difícil reconhecimento de recidivas e de remissoes da doença. Nesse sentido, estudamos o valor da detecçao de ANCA por teste imunoenzimático utilizando grânulos primários de neutrófilos como antígeno, no acompanhamento clínico de sete portadores de granulomatose de Wegener. Nossos dados demonstram que este teste é bastante útil, correlacionando-se bem com a atividade da doença. Alguns pacientes, porém, apresentam elevaçao nos títulos de ANCA sem sinais de reativaçao clínica por períodos superiores a um ano. Estes pacientes devem ser acompanhados cuidadosamente, já que tendem a apresentar recidivas tardias


Assuntos
Humanos , Autoanticorpos , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Granulomatose com Poliangiite/diagnóstico , Vasculite/diagnóstico
18.
Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo ; 49(6): 259-63, nov.-dez. 1994.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-154402

RESUMO

O comprometimento do sistema nervoso (SN) no lupus eritematoso sistemico (LES) envolve multiplas manifestacoes de graus variaveis, entre elas fadiga, perda de capacidade de concentracao, convulsoes e coma. O diagnostico precoce do envolvimento do SN e de fundamental importancia para a adocao de medidas terapeuticas mais objetivas. No presente trabalho os autores discorrem sobre aspectos clinicos, laboratoriais e terapeuticos do comprometimento do SN no LES.


Assuntos
Humanos , Lúpus Eritematoso Sistêmico/complicações , Manifestações Neurológicas , Corticosteroides/administração & dosagem , Corticosteroides/efeitos adversos , Corticosteroides/uso terapêutico , Lúpus Eritematoso Sistêmico/diagnóstico , Lúpus Eritematoso Sistêmico/terapia
20.
Rev. bras. reumatol ; 34(5): 232-4, set.-out. 1994. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-169233

RESUMO

Objetivo: Avaliar o efeito de exercícios de alongamento a partir da reeducaçao postural global (RPG). Método: Estudo descritivo realizado com 20 pacientes com diagnóstico de fibromialgia e atendidos no Ambulatório de Reumatologia do Hospital das Clínicas da FMUSP. Os exercícios de alongamento foram realizados em média durante seis sessoes. Resultados: A avaliaçao global dos pacientes indicou que as cadeias musculares mais comprometidas foram a posterior, a inspiratória e a ântero-interna do ombro. Dos 20 pacientes, 18 referiram algum tipo de melhora, sendo que 65 por cento a classificaram como ótimo e bom, 25 por cento referiram-na como regular e somente 10 por cento afirmaram nao ter tido qualquer melhora. Conclusao: Este estudo aponta para a importância dos exercícios de alongamento na melhora da sintomatologia do fibromiálgico, salientando a necessidade de realizaçao de uma avaliaçao prévia das cadeias musculares comprometidas


Assuntos
Humanos , Exercício Físico , Fibromialgia/terapia , Músculos , Especialidade de Fisioterapia , Postura
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...