Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 27
Filtrar
1.
PLoS One ; 19(2): e0269515, 2024.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-38394233

RESUMO

The pandemic caused millions of deaths around the world and forced governments to take drastic measures to reduce the spread of Coronavirus. Understanding the impact of social distancing measures on urban mobility and the number of COVID-19 cases allows governments to change public policies according to the evolution of the pandemic and plan ahead. Given the increasing rates of vaccination worldwide, immunization data may also represent an important predictor of COVID-19 cases. This study investigates the impact of urban mobility and vaccination upon COVID-19 cases in Belo Horizonte, Brazil using Prophet and ARIMA models to predict future outcomes. The developed models generated projections fairly close to real numbers, and some inferences were drawn through experimentation. Brazil became the epicenter of the COVID-19 epidemic shortly after the first case was officially registered on February 25th, 2020. In response, several municipalities adopted lockdown (total or partial) measures to minimize the risk of new infections. Here, we propose prediction models which take into account mobility and vaccination data to predict new COVID-19 cases.


Assuntos
COVID-19 , Humanos , COVID-19/epidemiologia , COVID-19/prevenção & controle , Brasil/epidemiologia , Controle de Doenças Transmissíveis , Pandemias/prevenção & controle , Distanciamento Físico
2.
Epidemiol. serv. saúde ; 13(4): 247-253, 2004. tab
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-403187

RESUMO

Este estudo propõe um modelo de monitoramento da mortalidade hospitalar em internações de idosos como forma de avaliar a qualidade da assistência. Utilizando o banco de dados do Sistema de Informações de Internações Hospitalares do Sistema Único de Saúde (SIH-SUS), foram estudados 17 hospitais, onde foram consideradas as autorizações de internações hospitalares (AIH) de pacientes idosos classificadas como Atendimento a pacientes sob cuidados prolongados, entre 1999e 2002. As taxas de mortalidade de cada hospital foram comparadas às do hospital com menor taxa de mortalidade. As razões das taxas mensais de mortalidade [risco relativo(RR)] foram ajustadas por sexo, idade e diagnóstico à internação. As taxas variaram de 18 a 194 óbitos por 1.000 AIH-mês, sendo identificados hospitais com taxas de mortalidade altas e persistentes, no período estudado. Essas taxas são o ponto de partida para a avaliação da qualidade da assistência, usando dados facilmenteacessíveis por todos os gestores


Assuntos
Masculino , Feminino , Idoso , Mortalidade Hospitalar , Saúde do Idoso , Monitoramento Epidemiológico
3.
Cad Saude Publica ; 19(3): 829-38, 2003.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-12806485

RESUMO

The objective of this study was to identify biomedical factors (body mass index, blood pressure, blood glucose, total cholesterol and fractions, triglycerides, and albumin) associated with hospitalization of older adults. All residents of the town of Bambuí, Minas Gerais State, ages > or = 60 years (n = 1,742) were selected for the study, of whom 1,494 (85.2%) participated. None of the biomedical factors studied was independently associated with occurrence of 1 hospitalization during the previous 12 months. Body mass index < 20 Kg/m and total cholesterol = 200-263 mg/dl and > or 264 mg/dl were independently associated with > or = 2 hospitalizations. The introduction of biomedical factors did not modify the previously identified associations between hospitalization and indicators constructed from information obtained in a questionnaire survey. The results show that data easily obtained through interviews can be useful both for identifying older adults at risk of hospitalization and thus for assisting in prevention.


Assuntos
Envelhecimento/fisiologia , Índice de Massa Corporal , Colesterol/sangue , Nível de Saúde , Hospitalização/estatística & dados numéricos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Glicemia/análise , Pressão Sanguínea , Brasil/epidemiologia , HDL-Colesterol/sangue , Métodos Epidemiológicos , Feminino , Serviços de Saúde para Idosos/estatística & dados numéricos , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Triglicerídeos/sangue
4.
Cad. saúde pública ; 19(3): 829-838, jun. 2003. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-338689

RESUMO

The objective of this study was to identify biomedical factors (body mass index, blood pressure, blood glucose, total cholesterol and fractions, triglycerides, and albumin) associated with hospitalization of older adults. All residents of the town of Bambuí, Minas Gerais State, ages 60 years (n = 1,742) were selected for the study, of whom 1,494 (85.2 percent) participated. None of the biomedical factors studied was independently associated with occurrence of 1 hospitalization during the previous 12 months. Body mass index < 20Kg/m² and total cholesterol = 200-263mg/dl and 264mg/dl were independently associated with 2 hospitalizations. The introduction of biomedical factors did not modify the previously identified associations between hospitalization and indicators constructed from information obtained in a questionnaire survey. The results show that data easily obtained through interviews can be useful both for identifying older adults at risk of hospitalization and thus for assisting in prevention


Assuntos
Saúde do Idoso , Hospitalização
5.
Am J Trop Med Hyg ; 66(5): 542-9, 2002 May.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-12201588

RESUMO

Specific IgG4 and IgE responses to adult worm antigen and soluble egg antigen (SEA) were examined in 267 individuals from an area in which schistosomiasis mansoni is endemic. Based on information obtained from clinical and sonographic examinations of this sample, the individuals were divided in three groups: 1) 204 individuals without periportal fibrosis, and liver and spleen enlargements; 2) 41 individuals without periportal fibrosis, but presenting with organopathy, with or without organomegaly; and 3) 22 individuals with periportal fibrosis, regardless of their status as having hepatomegaly and/or splenomegaly. Levels of IgG4 to SEA were significantly higher in sera from patients with fibrosis compared with the patients from the other two groups. We also found significantly higher levels of IgG4 against SEA in egg-negative patients with fibrosis compared with egg-negative patients from the other two groups. This report demonstrates a specific humoral response in patients presenting with initial fibrosis, a form of schistosomiasis transient between intestinal and severe hepatosplenic.


Assuntos
Anticorpos Anti-Helmínticos/sangue , Antígenos de Helmintos/imunologia , Imunoglobulina G/sangue , Schistosoma mansoni/imunologia , Esquistossomose mansoni/imunologia , Abdome/diagnóstico por imagem , Adulto , Animais , Brasil , Ensaio de Imunoadsorção Enzimática , Feminino , Fibrose/parasitologia , Humanos , Isotipos de Imunoglobulinas/sangue , Masculino , Óvulo/imunologia , Prevalência , Valores de Referência , Esquistossomose mansoni/epidemiologia , Ultrassonografia
6.
Rev Saude Publica ; 36(2): 237-43, 2002 Apr.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-12045806

RESUMO

OBJECTIVE: Since one of the goals of dental services is to reduce the effects of social inequality on dental health, it was assessed whether there are inequalities among those seeking dental care from private, public and unionized services. METHODS: The study population consisted of adults aged 18 years or more living in the city of Bambuí, Brazil. Participants were interviewed using a structured questionnaire. Data analysis was carried out using Pearson's chi-square test, odds ratio and 95% confidence intervals (Woolf's method). RESULTS: There were included 656 subjects who met the study's inclusion criteria. Adjusted results using multiple logistic regression showed that those using private services were more likely to be satisfied with their teeth's looks (OR=3.03; 95%CI =1.70-5.39) and chewing ability (OR=2.27; 95%CI=1.17-4.40) compared to those using public services. Also, they were less likely to perceive their need for dental treatment (OR=0.39; 95%CI=0.18-0.86) and were more likely to have had restorative (OR=9.57; 95%CI=4.72 - 19.43) and/or preventive (OR=5.57; 95%CI=2.31 - 13.40) treatment in their last visit to the dentist's. Those using unionized services were more likely to have had restorative (OR=8.51; 95%CI=2.80 - 25.92) and/or preventive treatment (OR=11.42; 95%CI=3.49 - 37.43) in their last visit to the dentist's when compared to those using public services. However, there were no differences regarding satisfaction with their teeth's looks, chewing ability, and perceived treatment needs. CONCLUSION: Public dental care services have not been able to reduce social inequalities related to oral health care.


Assuntos
Assistência Odontológica/normas , Serviços de Saúde Bucal/normas , Setor Privado , Setor Público , Classe Social , Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Brasil , Serviços de Saúde Bucal/estatística & dados numéricos , Feminino , Acessibilidade aos Serviços de Saúde/normas , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Satisfação do Paciente , Odontologia em Saúde Pública/normas
7.
Inf. epidemiol. SUS ; 11(2): 91-105, abr.-jun. 2002.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: lil-337064

RESUMO

O presente trabalho tem por objetivos: a) descrever a distribuição de características sociodemográficas, indicadores de suporte social e indicadores da condição de saúde da população idosa; e b) comparar estas características com as da população mais jovem. Todos os habitantes da cidade de Bambuí (MG) com 60 ou mais anos (n=1.742) e uma amostra aleatória de 1.020 moradores com 18-59 anos de idade foram selecionados para o estudo. Destes, 1.606 (92,2%) e 909 (89,1%) participaram, respectivamente. As características sociodemográficas dos idosos, em comparação às dos mais jovens, foram muito semelhantes às da população brasileira, no que se refere à distribuição etária, feminização do envelhecimento, maior fecundidade, menor escolaridade, menor renda domiciliar e ao aumento com a idade da proporção de chefes de família e de viúvas. A relação entre os sexos aproximou-se mais da composição das populações urbanas do país do que das rurais. O conjunto de dados sociodemográficos estudados apontou para a maior vulnerabilidade dos idosos, em relação aos mais jovens, especialmente das mulheres. Os indicadores de suporte social investigados mostraram uma importante rede de solidariedade entre gerações, verificada através da ajuda que o idoso recebe (financeira, moradia e/ou companhia) e presta à sua família. Todos os indicadores utilizados mostraram uma piora do estado de saúde com o aumento da idade, chamando atenção a grande proporção de hospitalização entre idosos e, em especial, entre os idosos mais velhos. Nossos resultados reforçam a necessidade de aumentar o número de estudos epidemiológicos da população idosa para que o mapeamento das suas características e demandas sociais possa ser feito no país.


The objectives of the present study are: a) to describe the distribution of socio demographic characteristics, indicators of social support, and indicators of health status among the elderly, and b) to compare these characteristics with those of young adults living in the municipality of Bambuí, Minas Gerais. All inhabitants aged 60 or more years (1,742 individuals) and a random sample of 1,020 inhabitants aged 18-59 years were selected. From these, 1,606 (92.2%) and 909 (99.1%) participated in the study, respectively. The characteristics of the elderly, in comparison with young adults, were similar to the Brazilian population regarding age distribution, higher proportion of women in older ages, increasing fecundity, less education, less household income and increased proportion of widows and heads of family among the elderly. The ratio between sexes was close to those of urban areas in Brazil. The socioeconomic data pointed out the higher vulnerability of the elderly in the study population, in relation to young adults, especially among females. The social indicators revealed that the elderly are an important source of support to the family showing solidarity between generations. All indicators used showed decrease in health status with age, with a great proportion of hospitalization among elderly, especially among those oldest. Our results reinforce the need for further population based epidemiologic studies of the elderly to better understand their characteristics and social demands around the country.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Idoso , Idoso , Adulto , Estudos Epidemiológicos , Saúde do Idoso
8.
Rev. bras. epidemiol ; 5(1): 116-128, abr. 2002.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-333888

RESUMO

Determinar o impacto de um programa de mobilizaçäo comunitária (atividades educativas) na primeira comunidade em Minas Gerais (Patis) na qual esta atividade foi desenvolvida, como parte do programa nacional de controle da esquistossomose (PCE/PCDEN). Embora a prevalência inicial e final da infeçäo tenha diferido em Patis (43,2 por cento e 17,2 por cento, respectivamente) e na área controle (38,2 e 33,7 porcento), verificou-se que esta diferença näo podia ser atribuída à mobilizaçäo comunitária, uma vez que a queda na prevalência da infeçäo já havia ocorrido antes do início destas atividades. Concluiu-se que o programa de mobilizaçäo comunitária näo foi efetivo: (a) para transmitir conhecimentos sobre a transmissäo e prevençäo da esquistossomose, (b) para transformar esses conhecimentos em mudanças de comportamento e/ou (c) para reduzir a prevalência da infeçäo pelo S. mansoni


Assuntos
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde , Efetividade , Epidemiologia , Educação em Saúde , Planos e Programas de Saúde , Impactos da Poluição na Saúde , Participação da Comunidade , Schistosoma mansoni , Esquistossomose
9.
Rev. saúde pública ; 36(2): 237-43, abr. 2002. tab
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-872535

RESUMO

Partindo do princípio de que um dos objetivos dos serviços odontológicos públicos é reduzir os efeitos das desigualdades sociais sobre a saúde bucal, investigou-se se essas desigualdades estão presentes entre usuários dos serviços odontológicos públicos, privados e de sindicato. A população estudada foi constituída por uma amostra representativa de adultos residentes na cidade de Bambuí, MG. Os participantes foram entrevistados por meio de um questionário estruturado. Entre os 1.664 moradores amostrados, 1.382 (83,1 por cento) participaram do inquérito de saúde bucal. Destes, 656 preenchiam os critérios de inclusão (idade >= 18 anos, presença de pelo menos um dente natural e visita ao dentista pelo menos uma vez na vida) e participaram do trabalho. Os usuários dos serviços privados estavam mais satisfeitos com a aparência dos dentes (OR (AJ) = 3,03; IC95 por cento=1,70-5,39) e com a matisgação (OR (AJ)=2,27; IC95 por cento=1,17-4,40) do que os usuários de serviços públicos. Aqueles também percebiam menos necessidade atual de tratamento odontológico (OR (AJ)=0,39;IC95 por cento=0,18-0,86) e receberam com mais frequência tratamento restaurador (OR (AJ)=9,57;IC95 por cento=4,72-19,43) ou preventivo (OR (AJ)=5,57; IC95 por cento=2,31-13,40) na última visita ao dentista. Aqueles que usaram os serviços do sindicato também receberam mais tratamentos restauradores (OR (AJ)=8,51;IC95 por cento=2,80-25,92) e preventivos (OR (AJ)=11,42;IC95 por cento=3,49-37,43) na última visita ao dentista do que os usuários de serviços públicos. Nenhuma diferença foi encontrada em relação à satisfação com a aparência dos dentes, à capacidade de matisgação e à precepção de necessidade de tratamento odontológico. Os serviços públicos odontológicos, com base no estudo da comunidade local, aparentemente não têm conseguido reduzir as desigualdades sociais com referência à saúde bucal


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pesquisa sobre Serviços de Saúde , Assistência Odontológica , Serviços de Saúde Bucal , Desigualdades de Saúde , Sindicatos , Satisfação do Paciente , Setor Privado , Setor Público , Fatores Socioeconômicos
10.
Rev Saude Publica ; 36(1): 55-62, 2002 Feb.
Artigo em Português | MEDLINE | ID: mdl-11887230

RESUMO

OBJECTIVE: A population-based study was carried out in the municipality of Bambuí, Brazil (population: approx. 15,000 inhabitants), to determine the prevalence of self-medication and its associated factors. METHODS: A random sample of 1,221 residents aged >18 years was selected. Of these, 796 reported use of medications in the last 90 days and were selected for this study (775 participated). Data was collected through home interviews. Study variables were divided in 3 groups: social and economic, health status and health service use indicators. Statistical analysis was performed using Pearson's Qui-square test, and odds ratios adjusted by multinomial logistic regression. RESULTS: Of the total, 419 (54.0%) reported use of only prescribed medications, 133 (17.2%) took prescribed and over-the-counter medications, and 223 (28.8%) took only over-the-counter medications in the last 90 days. After adjusting for confounders, the following variables presented significant associations with exclusive use of self-medication: female sex (OR=0.6; IC95%=0.4 - 0.9); age (OR=0.4; IC95%=0.3 - 0.6 for 40-59 years old and OR=0.2; IC95%=0.1 - 0.5 for >60 years); >5 residents in the household (OR=2.1; 1.1 - 4.0); number of visits to a doctor in the previous 12 months (OR=0.2; IC95%=0.1 - 0.4 and OR=0.1; IC95%=0.0-0.1 for 1 visit and >2 visits, respectively); report of consulting a pharmacist in the previous 12 months (OR=1.9; IC95%=1.1 - 3.3); and reports of financial expenses with medications during this period (OR=0.5; IC95%=0.3 - 0.8). CONCLUSIONS: The study results show that the prevalence of self-medication in the studied community was similar to that observed in developed countries. These results also suggest that self-medication works in place of the formal health attention in this community.


Assuntos
Automedicação/estatística & dados numéricos , Adolescente , Adulto , Brasil/epidemiologia , Feminino , Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos , Nível de Saúde , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Análise Multivariada , Prevalência , Distribuição por Sexo , Fatores Socioeconômicos
11.
Cad Saude Publica ; 18(1): 177-86, 2002.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-11910436

RESUMO

The aim of this cross sectional study was to investigate whether holding a private health plan affects the consumption of medical services (hospitalization and visits to a doctor) and use of medications by older adults. All residents in Bambuí town (Minas Gerais, Brazil) aged >/= 60 years (n = 1,742) were selected. From these, 92.2% were interviewed and 85.9% were examined (blood tests and physical measurements). After adjustments for worse health status, reported less visits to a doctor, and used a small number of prescribed medications. The main explanation for the aged holding a private health plan was economic, not health. Even though those who had only public health coverage complained more in relation to medical care (70.9%), an important proportion of the aged with a private health care plan presented some kind of complaint (45.2%). Another worrying factor was the difficulty to acquire medication because of financial problems (47.2 and 25.2% reported, respectively). Further investigations are needed to verify whether our results can be generalized to other communities of the country.


Assuntos
Uso de Medicamentos/estatística & dados numéricos , Serviços de Saúde para Idosos/estatística & dados numéricos , Planos de Pré-Pagamento em Saúde , Idoso , Uso de Medicamentos/economia , Feminino , Serviços de Saúde para Idosos/economia , Indicadores Básicos de Saúde , Humanos , Entrevistas como Assunto , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Análise Multivariada , Fatores Socioeconômicos
12.
Rev. saúde pública ; 36(1): 55-62, fev. 2002. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-307445

RESUMO

OBJETIVO: Realizou-se estudo com base populacional na cidade de Bambuí, MG, com cerca de 15.000 habitantes, para determinar a prevalência e os fatores associados ao uso de automedicaçäo. MÉTODOS: Foi selecionada uma amostra aleatória simples de 1.221 moradores com idade >18 anos: 796 relataram uso de medicamentos nos últimos 90 dias e foram incluídos no estudo (775 participaram). A coleta de dados foi feita por entrevistas domiciliares. Foram considerados três grupos de variáveis exploratórias: sociodemográficas, indicadores de condiçäo de saúde e indicadores de uso de serviços de saúde. Para análise estatística, foram utilizados: teste de qui-quadrado de Pearson e odds ratio ajustados pelo método de regressäo logística multinomial. RESULTADOS: Do total de participantes, 419 (54,0por cento) relataram ter consumido exclusivamente medicamentos prescritos por médicos nos últimos 90 dias, 133 (17,2por cento) consumiram medicamentos prescritos e näo prescritos, e 223 (28,8por cento) consumiram, exclusivamente medicamentos näo prescritos. Após ajustamento por variáveis de confusäo, as seguintes variáveis apresentaram associaçöes com o uso exclusivo de automedicaçäo: sexo feminino (OR=0,6; IC95por cento=0,4-0,9); idade (OR=0,4; IC95por cento=0,3-0,6 e OR=0,2; IC95por cento=0,1-0,5 para 40-59 e >60 anos, respectivamente); >5 residentes no domicílio (OR=2,1; 1,1-4,0); número de consultas médicas nos últimos 12 meses (OR=0,2; IC95por cento=0,1-0,4 e OR=0,1; IC95por cento=0,0-0,1 para 1 e >2, respectivamente); consulta a farmacêutico nos últimos 12 meses (OR=1,9; IC95por cento=1,1-3,3) e relato de gastos com medicamentos nesse período (OR=0,5; IC95por cento= 0,3-0,8). CONCLUSAO: Os resultados mostraram prevalência da automedicaçäo semelhante à observada em países desenvolvidos, sugerindo que essa prática poderia atuar como um substituto da atençäo formal à saúde


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Automedicação , Automedicação/estatística & dados numéricos , Prevalência , Nível de Saúde , Fatores Socioeconômicos , Medicamentos sem Prescrição , Prescrições de Medicamentos , Serviços de Saúde
13.
Sleep Med ; 3(3): 231-8, 2002 May.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-14592212

RESUMO

BACKGROUND: Population-based studies of insomnia among older people residing in communities in developing countries are rare. The objectives of this population-based study were to determine the prevalence and factors associated with insomnia among older adults (60 years and over) living in a Brazilian town with 15,000 inhabitants (Bambuí MG). METHODS: All 1742 residents in this age group were selected for a structured interview and blood tests. From these, 1516 (87.0%) participated in the study. RESULTS: The prevalence of insomnia was 38.9%, being higher among women (45.3%) than among men (28.8%). The use of sleeping pills was reported by 380/1513 (25.1%) of the participants; 186 (49.0%) of these complained of insomnia, suggesting that their treatment should be reassessed. Factors independently associated with insomnia were: female sex (OR=1.78, 95% CI=1.41-2.24), dissatisfaction with free time arrangements (OR=1.88, 95% CI=1.28-2.77), self-rated health as reasonable or bad/very bad (OR=2.02, 95% CI=1.50-2.72 and OR=3.12, 95% CI=2.21-4.39, respectively), history of previous medical diagnosis of some chronic conditions (OR=1.38, 95% CI=1.10-1.73), inability to perform routine activities due to a health problem in the previous 2 weeks (OR=1.54, 95% CI=1.10-2.15), and staying in bed in the previous 2 weeks (OR=1.61, 95% CI=1.04-2.48). CONCLUSIONS: The prevalence of insomnia was high, indicating that this was a public health problem for older adults living in the study community. Our results emphasize the necessity for further investigations about insomnia among older people living in small communities in Brazil and other developing countries.

14.
Sleep Med ; 3(2): 121-6, 2002 Mar.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-14592230

RESUMO

BACKGROUND: Population-based studies of insomnia among adults residing in communities in developing countries are rare. The objectives of this population-based study were to determine the prevalence and factors associated with insomnia among adults (18 years and over) living in a Brazilian town with 15,000 inhabitants (Bambuí MG) and to determine how the use of different definitions of insomnia affect its prevalence. METHODS: A total of 87.3% of 1221 randomly selected individuals aged 18+ participated. Prevalences were estimated based on different definitions. To determine the associated characteristics, insomnia was defined as a complaint in the last month, occurring at least three times a week, causing distress. RESULTS: (1) Prevalence ranged from 12.0 to 76.3%; (2) prevalence of insomnia, as defined above, was 35.4%; (3) prevalence among women increased with age and was higher than that of men; (4) insomnia was independently associated with less education in both sexes, and among females it was associated with older age (60+ years). CONCLUSIONS: The prevalence of insomnia in Bambuí was high, similar to that of urban centers of developed countries; this investigation substantiated the importance of operational criteria in studies of insomnia.

15.
Inf. epidemiol. SUS ; 10(4): 147-161, out.-dez. 2001. graf
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-324737

RESUMO

O presente trabalho tem por objetivos: (a) descrever a distribuição de características sociodemográficas, indicadores de suporte social e indicadores da condição de saúde da população idosa e (b) comparar estas características com as da população mais jovem. Todos os habitantes da cidade de Bambuí (MG) com 60 ou mais anos (n=1,742) e uma amostra aleatória de 1.020 moradores com 18-59 anos de idade foram selecionados para o estudo. Destes, 1,606 (92,2%) e 909 (89,1%) participaram, respectivamente. As características sociodemográficas dos idosos, em comparação às dos mais jovens, foram muito semelhantes às da população brasileira, no que se refere à distribuição etária, feminização do envelhecimento, maior fecundidade, menor escolaridade, menor renda domiciliar e ao aumento com a idade da proporção de chefes de família e de viúvas. A relação entre os sexos aproximou-se mais da composição das populações urbanas do país do que das rurais. O conjunto de dados sociodemográficos estudados apontou para a maior vulnerabilidade dos idosos, em relação aos mais jovens, especialmente das mulheres. Os indicadores de suporte social investigados mostraram uma importante rede de solidariedade entre gerações, verificada através da ajuda que o idoso recebe (financeira, moradia e/ou companhia) e presta à sua família. Todos os indicadores utilizados mostraram uma piora do estado de saúde com o aumento da idade, chamando atenção a grande proporção de hospitalização entre idosos e, em especial, entre os idosos mais velhos. Nossos resultados reforçam a necessidade de aumentar o número de estudos epidemiológicos da população idosa para que o mapeamento das suas características e demandas sociais possa ser feito no país.


The objectives of the present study are: (a) to describe the distribution of socio demographic characteristics, indicators of social support, and indicators of health status among the elderly and (b) to compare these characteristics with those of young adults living in the municipality of Bambuí, Minas Gerais. All inhabitants aged 60 or more years (1742 individuals) and a random sample of 1020 inhabitants aged 18-59 years were selected. From these, 1606 (92.2%) and 909 (99.1%) participated in the study, respectively. The characteristics of the elderly, in comparison with young adults, were similar to the Brazilian population regarding age distribution, higher proportion of women in older ages, increasing fecundity, less education, less household income and increased proportion of widows and heads of family among the elderly. The ratio between sexes was close to those of urban areas in Brazil. The socioeconomic data pointed out the higher vulnerability of the elderly in the study population, in relation to young adults, especially among females. The social indicators revealed that the elderly are an important source of support to the family showing solidarity between generations. All indicators used showed decrease in health status with age, with a great proportion of hospitalization among elderly, especially among those oldest. Our results reinforce the need for further population based epidemiological studies of the elderly to better understand their characteristics and social demands around the country.


Assuntos
Humanos , Adulto , Idoso , Envelhecimento , Epidemiologia Descritiva , Estudos Epidemiológicos , Saúde do Idoso
16.
J. pediatr. (Rio J.) ; 77(6): 496-503, nov.-dez. 2001. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-314712

RESUMO

Objetivo: verificar a presença de anticorpos contra o sarampo em crianças com infecção perinatal pelo HIV e devidamente imunizadas. Métodos: estudo de corte retrospectivo realizado em Belo Horizonte, entre 1995 e 1996. Foram incluídas 21 crianças com infecção perinatal pelo HIV e 29 crianças imunocompetentes não- infectadas. Informações acerca da vacina contra o sarampo foram obtidas do cartão de imunizações dos pacientes. A pesquisa de anticorpos contra o sarampo foi realizada pelos testes de neutralização por redução de placa e dosagem de IgM pela técnica de ELISA. Adotou-se nível de significância de 5por cento em todas as análises estatísticas realizadas. Resultados: a mediana de idade dos pacientes infectados pelo HIV foi de 44,5 meses, e das crianças não-infectadas, de 62,0 meses (p=0,64 ).Os grupos receberam em média 2 doses da vacina contra o sarampo. Todos os pacientes soronegativos para o HIV apresentaram títulos de anticorpos contra o sarampo superiores a 50 mUl/ml, enquanto 57,1por cento das crianças infectadas apresentaram títulos acima deste valor (p=0,0001). O título geométrico médio de anticorpos neutralizantes (GMT) foi significativamente menor no grupo de crianças com infecção pelo HIV(433,5 mUI/ml) do que no grupo de não-fectados(1668,1 mUI/ml), p=0,001. Todos os pacientes dos dois grupos foram negativos para a pesquisa de IgM contra o sarampo. Conclusão: as crianças infectadas pelo HIV apresentaram menor soroprevalência de anticorpos contra o sarampo após a imunização do que as crianças não-infectadas. Esses resultados alertam para o risco potencial de aquisição do vírus do sarampo, e apontam a necessidade de avaliar alternativas para a imunização das crianças infectadas pelo HIV, no sentido de maximizar a proteção contra o sarampo nesse grupo de pacientes


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Soroprevalência de HIV , Vacina contra Sarampo
17.
Artigo em Inglês | PAHO | ID: pah-51436

RESUMO

Objective. To describe, for the first time in Brazil, the prevalence of risk factors and the use of preventive health care services among adults 60 years and older. Methods. This population-based study was conducted during 1996-1997 in the state of Minas Gerais, in the town of Bambuí, which is located in the municipality of the same name. In 1996 the town had 14 950 inhabitants. For the study, all the town's residentes aged 60 years were selected, along with a comparison sample of persons aged 18-59 years. Date were gathered using interviews and physical examinations. Results. Of the 1 742 inhabitants of the town of Bambuí aged 60 years, 1 606 (92.2 ) participatein the inteview and 1 495 (85.8) were examined (blood pressure, anthropometric measurements, and blood tests).Among the 1 020 younger adults selected for the survey, 909 of them (89.1) participated in the interview, and 820 of them (80.4) underwent the physical examination.The prevalence of the following risk factors was higher among older adults than among younger adults: physical inactivity (47.7 vs.28.0); blood pressure 140-159 mmHg (systolic) or 90-99 mmHg (diastolic)(25.8 vs.8.7); blood pressure 160 mmHg (systolic) or 100mmHg (diastolic)(19.1 vs.4.1); total cholesterol 240 mg/dL (40.6 vs.9.8); and blood glucose126 mg/dL (12.4 vs. 2.2). The daily consumption of fruits and vegetables was similar among the older adults and the younger ones (51.9 and 51.7), as was also body mass index 25 kg/m2 (51.6 and 56.2)Smoking was lower among the older adults (18.7) than among the younger ones (31.1). The proportion of participants whose blood pressure had been checked in the preceding year was high (86.8 among the older adults and 61.2 among the younger ones), suggesting thet the high prevalence of uncontrolled hypertension was not due to limited access to health care. Conclusions. For a long time it was belived that the kinds of risk factors that we found in the urban section of the municipality of Bambuí were public health problems only in large Brazilian cities. Around 72 of the municipalities in Brazil have 20 000 inhabitants, and these smaller municipalities contain some 19 of the country's entire population. The high prevalence of various risk factors among the older and younger adults in Bambuí indicates a great need for health promotion and disease prevention actions. More research is needed to find out whether our in Bambuí reflect the reality of other small towns in Brazil


Assuntos
Fatores de Risco , Prevalência , Serviços Preventivos de Saúde/estatística & dados numéricos , Surtos de Doenças/prevenção & controle , Saúde do Adulto , Brasil
18.
J. bras. psiquiatr ; 49(7): 229-38, jul. 2000. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-275826

RESUMO

Os padröes de sono e a prevalência de insônia säo pouco conhecidosem países em desenvolvimento. O presente trabalho constitui o primeiro esforço para realizar este tipo de investigaçäo no interior do BRasil. Os principais objetivos desta investigaçäo foram examinar os padröes de sono e a prevalência de insônia na populaçäo adulta da cidade de Bambuí, MG (15.000 habitantes). Foram elegíveis para o estudo 1.221 moradores com 18+ anos de idade, selecionados por amostra aleatória simples. Destes, 1.066 (87 por cento) participaram do estudo. Insônia foi definida como relato de queixa no último mês, com freqüência igual a três ou mais vezes por semana, prodizindo algun grau de incômodo. A duraçäo total do sono na populaçäo estudada foi de 7:30h. A prevalência de insônia foi de 35,4 por cento, tendo sido a queixa mais frequente de insônia intermediária, seguida de insônia inicial e insônia final (27,3, 18,3, 14,3 por cento, respectivamente). Cerca de metade (48 por cento) das queixas de insônia tinha duraçäo superior a um ano. A prevalência de insônia foi mais alta em mulheres (47,0 por cento) do que em homens (20,8 por cento). A prevalência de insônia aumentou com a idade entre as mulheres ( de 35, 4 por cento aos 18-29 anos para 60,0 por cento aos 60+ anos), mas näo entre os homens (19,2 por cento aos 18-29 anos e 16,7 por cento aos 60+ anos). A maioria dos participantes (84 por cento)) apresentou queixas em relaçäo ao local de dormir. As queixas mais fortemente associadas a insônia foram: calor excessivo, barulhos externos e presença de insetos (razöes de chance ajustadas pela idade e sexo = 2,1, 1,91 e 1,74, respctivamente). O relato de uso de remédios para dormir no último mês foi alto (14,6 poe cento), assim como o de uso de outros recursos para o mesmo fim (31, 1 por cento). Nossos resultados mostram que os padröes de sono e a prevalência de insônia em Bambuí säo razoavelmente semelhantes ao observado em áreas urbanas de países desenvolvidos


Assuntos
Prevalência , Padrões de Referência , Transtornos do Sono-Vigília/epidemiologia , Fatores Etários , Brasil , Inquéritos e Questionários , Fatores Sexuais
19.
Rev. saúde pública ; 34(2): 126-35, abr. 2000. ilus, mapas, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-283157

RESUMO

Objetivo: Um estudo de coorte está sendo desenvolvido para identificar fatores preditores de eventos adversos à saúde em idosos. São apresentados a metodologia do estudo e os resultados descritivos preliminares. Métodos: A população estudada é constituída por todos os residentes na cidade de Bambuí, Minas Gerais, com 60 ou mais anos de idade (n=1.742). Destes, 92,2 por cento foram entrevistados e 85,9 por cento foram submetidos a exames hematológicos e bioquímicos, sorologia para Trypanosoma cruzi, medidas antropométricas e de pressão arterial e eletrocardiograma. Alíquotas de soro, plasma e DNA foram estocadas para futuras investigações. A entrevista da linha de base do estudo incluiu: características sociodemográficas, percepção da saúde e morbidade auto-referida, uso de medicamentos, acesso a serviços de saúde e a planos de saúde, atividades físicas, uso de fumo e de álcool, hábitos alimentares, história reprodutiva, função física, eventos da vida, recursos sociais e saúde mental. Os participantes estão sendo acompanhados anualmente. Resultados: As seguintes características predominaram entre os participantes: mulheres (60 por cento), casados (48,9 por cento) ou viúvos (35,4 por cento), residentes em domicílios com até 2 pessoas (73,8 por cento), chefes de família (76,7 por cento), pessoas com renda mensal entre 1 e 2,99 salários-mínimos (62 por cento) e pessoas com 4 ou menos anos de escolaridade (89,1 por cento). A mediana da idade foi igual a 68 anos. Somente 1,7 por cento dos membros da coorte foram perdidos no primeiro acompanhamento. Conclusões: Em geral, as características da população estudada foram muito semelhantes às de participantes de outros estudos epidemiológicos sobre envelhecimento, desenvolvidos em grandes cidades brasileiras. A pequena perda para acompanhamento mostra que a escolha de Bambuí foi adequada, garantindo a viabilidade de um estudo prospectivo de longa duração


Assuntos
Pessoa de Meia-Idade , Humanos , Masculino , Feminino , Envelhecimento , Estudos de Coortes , Inquéritos Epidemiológicos , Saúde do Idoso , Entrevistas como Assunto , Área Urbana , Métodos Epidemiológicos
20.
Inf. epidemiol. SUS ; 9(1): 23-41, jan.-mar. 2000. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Sec. Est. Saúde SP | ID: lil-278048

RESUMO

O objetivo deste trabalho é realizar o diagnóstico de saúde da população idosa brasileira (60+ anos), utilizando os grandes bancos de dados nacionais sobre mortalidade (1980, 1991, 1996) e internações hospitalares (1995, 1996, 1997). As taxas de mortalidade, as mortalidades proporcionais e as internações hospitalares do tipo 1 foram analisadas por grandes regiões e para o conjunto do país, segundo o sexo e a faixa etária. As taxas de mortalidade apontam para a sobre-mortalidade masculina e para uma redução mais acentuada da mortalidade dos idosos mais velhos (70+ anos). As doenças do aparelho circulatório, neoplasias e as doenças do aparelho respiratório foram as principais causas de óbito entre 1980 e 1996. As doenças dos aparelhos circulatório e respiratório corresponderam a cerca da metade das internações hospitalares (1995-1997). O atendimento da população com 60+ anos de idade já responde por 23% dos gastos públicos com internações hospitalares do tipo 1, variando pouco entre as regiões do país. Nossos resultados mostram que políticas públicas para promover a saúde do idoso e garantir um atendimento adequado de suas demandas não são perspectivas para o futuro, mas sim uma necessidade já presente no país


The objective of the present work is to make a diagnosis of the health of the aging population in Brazil using the national database on mortality (1980, 1991, 1996) and hospitalizations (1995, 1996, 1997). Mortality rates, proportional mortality and hospitalizations are presented according to regions, and the country as a whole, by sex and age group. Analysis of the mortality rates indicate an excess mortality of the male population and a greater reduction of mortality for those aged 70+ years. Diseases of the circulatory system, neoplasms and diseases of the respiratory system were the main causes of death in the study period. Around 50% of the hospitalizations between 1995 and 1997 were caused by diseases of the circulatory and respiratory systems. Hospitalizations of the aged population account for 23% of the public expenditure for health care in the country with little variation among regions. Our results show that public policies to promote the health of the aged and to provide health care to the aged are not issues for the future but a present need for the country


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Diagnóstico da Situação de Saúde , Hospitalização , Idoso de 80 Anos ou mais , Brasil/epidemiologia , Causas de Morte , Custos e Análise de Custo , Dinâmica Populacional , Hospitais Públicos , Saúde do Idoso
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...