Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 64(2): 115-129, ago. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-59398

RESUMO

Uma das funções da educação infantil é integrar aspectos cognitivos e emocionais das crianças e prepará-las para a entrada na educação formal. Com base nesses pressupostos, foram realizadas intervenções psicológicas em grupos com crianças, além de um trabalho conjunto com suas professoras. O objetivo foi instrumentalizar as crianças para a entrada no primeiro ano do ensino fundamental. Participaram desta pesquisa-intervenção 27 crianças de cinco a seis anos matriculadas em uma creche filantrópica. Como instrumento de avaliação foi utilizado o Teste de Prontidão Escolar Lollipop, aplicado no início e no final do ano. Por meio de análises estatísticas, constatou-se que houve diferenças na prontidão escolar das crianças, sendo que muitas delas melhoraram o desempenho na segunda aplicação. Destaca-se a importância de as crianças, nos grupos, expressarem suas expectativas, e, no teste, suas habilidades, aprimorando de forma conjunta aspectos emocionais e cognitivos(AU)


One of the functions related to early childhood education is to integrate cognitive and emotional aspects of children and to prepares them for entring into formal education. According to theses assumptions, psychological intervention and children groups were carried out, besides a joint work with teachers. These activities had the propose of preparing children for entring into the first grade of primary education. In total, 27 children from five to six years old, who enrolled in a nonprofit day care center, participated of this study. The School Readiness Test Lollipop was applied in two periods of year (beginning and final). The statistical analysis has showed that there were differences in the their performance in relation to school readiness because many of them improved their performance in the second application. It is important to emphasize the importance of children, in groups, express their expectations, and test their skills thus improving jointly emotional and cognitive aspects(AU)


Una de las funciones de la educación infantil es integrar aspectos cognitivos y emocionales de los niños y prepararlos para la entrada a la educación formal. Basado en estos supuestos, se realizaron intervenciones psicológicas en grupos con niños, además de un trabajo junto con sus maestros. El objetivo fue instrumentalizar a los niños para la entrada al primer año de primaria. Participaron de esta investigaciónintervención 27 niños de cinco a seis años inscritos en una guardería filantrópica. Como instrumento de evaluación se utilizó la Prueba de Preparación Escolar Lollipop, aplicada al principio y al final del año. A través de análisis estadísticos, se encontró que hubo diferencias en la preparación escolar de los niños, y que muchos de ellos han mejorado el rendimiento en la segunda aplicación. Se destaca la importancia de los niños, en los grupos, que expresan sus expectativas, y, en la prueba, sus habilidades, mejorando los aspectos emocionales y cognitivos conjuntamente(AU)


Assuntos
Educação Infantil
2.
Arq. bras. psicol. (Rio J. 2003) ; 64(2): 115-129, ago. 2012. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-692531

RESUMO

Uma das funções da educação infantil é integrar aspectos cognitivos e emocionais das crianças e prepará-las para a entrada na educação formal. Com base nesses pressupostos, foram realizadas intervenções psicológicas em grupos com crianças, além de um trabalho conjunto com suas professoras. O objetivo foi instrumentalizar as crianças para a entrada no primeiro ano do ensino fundamental. Participaram desta pesquisa-intervenção 27 crianças de cinco a seis anos matriculadas em uma creche filantrópica. Como instrumento de avaliação foi utilizado o Teste de Prontidão Escolar Lollipop, aplicado no início e no final do ano. Por meio de análises estatísticas, constatou-se que houve diferenças na prontidão escolar das crianças, sendo que muitas delas melhoraram o desempenho na segunda aplicação. Destaca-se a importância de as crianças, nos grupos, expressarem suas expectativas, e, no teste, suas habilidades, aprimorando de forma conjunta aspectos emocionais e cognitivos.


One of the functions related to early childhood education is to integrate cognitive and emotional aspects of children and to prepares them for entring into formal education. According to theses assumptions, psychological intervention and children groups were carried out, besides a joint work with teachers. These activities had the propose of preparing children for entring into the first grade of primary education. In total, 27 children from five to six years old, who enrolled in a nonprofit day care center, participated of this study. The School Readiness Test Lollipop was applied in two periods of year (beginning and final). The statistical analysis has showed that there were differences in the their performance in relation to school readiness because many of them improved their performance in the second application. It is important to emphasize the importance of children, in groups, express their expectations, and test their skills thus improving jointly emotional and cognitive aspects.


Una de las funciones de la educación infantil es integrar aspectos cognitivos y emocionales de los niños y prepararlos para la entrada a la educación formal. Basado en estos supuestos, se realizaron intervenciones psicológicas en grupos con niños, además de un trabajo junto con sus maestros. El objetivo fue instrumentalizar a los niños para la entrada al primer año de primaria. Participaron de esta investigaciónintervención 27 niños de cinco a seis años inscritos en una guardería filantrópica. Como instrumento de evaluación se utilizó la Prueba de Preparación Escolar Lollipop, aplicada al principio y al final del año. A través de análisis estadísticos, se encontró que hubo diferencias en la preparación escolar de los niños, y que muchos de ellos han mejorado el rendimiento en la segunda aplicación. Se destaca la importancia de los niños, en los grupos, que expresan sus expectativas, y, en la prueba, sus habilidades, mejorando los aspectos emocionales y cognitivos conjuntamente.


Assuntos
Educação Infantil
3.
Barbarói ; (31): 72-92, ago.-dez. 2009.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-46260

RESUMO

A psicologia no contexto escolar sofreu diversas modificações durante sua história. Compreendida somente como ligada á psicometria, hoje a psicologia escolar vem ao encontro da política de prevenção em saúde mental. O psicólogo necessita se inserir no contexto e tornar-se próximo tanto dos profissionais do local como das crianças e de suas famílias. Este artigo relata uma experiência de estágio em psicologia na educação infantil em uma creche em Santa Catarina. Com esse relato objetiva-se enriquecer as práticas da psicologia escolar,especialmente na educação infantil, e transmitir a experiência positiva vivenciada pelas estagiárias. Os focos de intervenção foram diversos, envolvendo a adaptação dos bebês, a prontidão para a alfabetização e os grupos com crianças. Além das ações específicas, também é relatado como foi realizada a inserção no contexto e quais atividades faziam parte da rotina das estagiárias de psicologia. Durante o período do estágio foi possível perceber que a posição do estagiário necessita ser rotineira, colocando-se à disposição das necessidades da instituição e focada na prevenção. As diversas intervenções resultaram em melhoras no relacionamento da creche-família e contribuíram para explicitar o papel do psicólogo no contexto escolar,principalmente relacionado à prevenção em saúde mental.(AU)


Psychology in the school context has been under several changes during itshistory. Understood only as related to psychometrics, educational psychology today is in favor of the policy of prevention in mental health. The psychologist needs to insert within and become near both local professionals, and children, and their families. This article reports an internship in psychology at childhood education in a nursery in Santa Catarina. With this report aims to enrich the practice of school psychology, especially in early childhood education and forward positive experience experienced by the trainees. Focuses intervention were diverse, involving the adaptation of the babies, the readiness for literacy and groups with children. In addition to specific actions, the insertion in thecontext and what activities were parts of routine of interns in psychology was reported. During the period of probation was possible to understand that the position of the trainee needs to be routine by placing the provisionof institution's needs and focused on prevention. The various interventions resulted in improvements in the relationship of family-care center and contributed to clarify the role ofthe psychologist in the school context, especially related to prevention in mental health.(AU)


Assuntos
Educação Infantil , Saúde Mental , Psicologia , Escolas Maternais
4.
Barbarói ; (31): 72-92, ago.-dez. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-568043

RESUMO

A psicologia no contexto escolar sofreu diversas modificações durante sua história. Compreendida somente como ligada á psicometria, hoje a psicologia escolar vem ao encontro da política de prevenção em saúde mental. O psicólogo necessita se inserir no contexto e tornar-se próximo tanto dos profissionais do local como das crianças e de suas famílias. Este artigo relata uma experiência de estágio em psicologia na educação infantil em uma creche em Santa Catarina. Com esse relato objetiva-se enriquecer as práticas da psicologia escolar,especialmente na educação infantil, e transmitir a experiência positiva vivenciada pelas estagiárias. Os focos de intervenção foram diversos, envolvendo a adaptação dos bebês, a prontidão para a alfabetização e os grupos com crianças. Além das ações específicas, também é relatado como foi realizada a inserção no contexto e quais atividades faziam parte da rotina das estagiárias de psicologia. Durante o período do estágio foi possível perceber que a posição do estagiário necessita ser rotineira, colocando-se à disposição das necessidades da instituição e focada na prevenção. As diversas intervenções resultaram em melhoras no relacionamento da creche-família e contribuíram para explicitar o papel do psicólogo no contexto escolar,principalmente relacionado à prevenção em saúde mental.


Psychology in the school context has been under several changes during itshistory. Understood only as related to psychometrics, educational psychology today is in favor of the policy of prevention in mental health. The psychologist needs to insert within and become near both local professionals, and children, and their families. This article reports an internship in psychology at childhood education in a nursery in Santa Catarina. With this report aims to enrich the practice of school psychology, especially in early childhood education and forward positive experience experienced by the trainees. Focuses intervention were diverse, involving the adaptation of the babies, the readiness for literacy and groups with children. In addition to specific actions, the insertion in thecontext and what activities were parts of routine of interns in psychology was reported. During the period of probation was possible to understand that the position of the trainee needs to be routine by placing the provisionof institution's needs and focused on prevention. The various interventions resulted in improvements in the relationship of family-care center and contributed to clarify the role ofthe psychologist in the school context, especially related to prevention in mental health.


Assuntos
Educação Infantil , Saúde Mental , Escolas Maternais , Psicologia
5.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 17(2): 133-143, ago. 2007.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-54931

RESUMO

A brincadeira é uma atividade presente na vida de crianças em diversas culturas, possuindo papel importante no desenvolvimento das mesmas. Apesar disso, tal importância nem sempre é reconhecida pelos adultos, os quais priorizam na educação das crianças aspectos cognitivos formais e apresentam uma dificuldade em visualizar a relação existente entre brincadeira e desenvolvimento. A psicologia evolucionista tem voltado seu olhar para o brincar por este caracterizar-se como adaptado e adaptativo da espécie, contendo aspectos filogenéticos e ontogenéticos. Tal abordagem busca estudar as possíveis relações entre cultura e filogênese no desenvolvimento deste comportamento. Dessa forma o objetivo deste trabalho foi apresentar o brincar a partir do referencial teórico da psicologia evolucionista, bem como seu conceito e suas características. Além disso, são apresentadas as relações entre o brincar, os tipos de brincadeira e as diferenças de gênero. A brinquedoteca é apresentada como um possível espaço no qual esse comportamento pode ser estimulado e valorizado(AU)


The play behavior is an activity that is present in children's life in many cultures, having an important role in child development. However, such importance sometimes is not recognized by adults, who prioritize in children education formal cognitive aspects, and have difficulties in visualizing the relation between play and development. Evolutionary Psychology views play as a behavior that has evolutionary and ontogenetic aspects. Such approach intends to study the possible relations between culture and evolution in the development of this behavior. The objective of this paper is to present the play behavior based on the theoretical framework of Evolutionary Psychology, as well as its concept and characteristics. Moreover, the relations between playing, types of play and gender differences are discussed. The toy library is presented as a possible space in which this behavior can be stimulated and valued.(AU)

6.
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 17(2): 133-143, abr.-jun. 2007.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-481801

RESUMO

A brincadeira é uma atividade presente na vida de crianças em diversas culturas, possuindo papel importante no desenvolvimento das mesmas. Apesar disso, tal importância nem sempre é reconhecida pelos adultos, os quais priorizam na educação das crianças aspectos cognitivos formais e apresentam uma dificuldade em visualizar a relação existente entre brincadeira e desenvolvimento. A psicologia evolucionista tem voltado seu olhar para o brincar por este caracterizar-se como adaptado e adaptativo da espécie, contendo aspectos filogenéticos e ontogenéticos. Tal abordagem busca estudar as possíveis relações entre cultura e filogênese no desenvolvimento deste comportamento. Dessa forma o objetivo deste trabalho foi apresentar o brincar a partir do referencial teórico da psicologia evolucionista, bem como seu conceito e suas características. Além disso, são apresentadas as relações entre o brincar, os tipos de brincadeira e as diferenças de gênero. A brinquedoteca é apresentada como um possível espaço no qual esse comportamento pode ser estimulado e valorizado.


The play behavior is an activity that is present in children's life in many cultures, having an important role in child development. However, such importance sometimes is not recognized by adults, who prioritize in children education formal cognitive aspects, and have difficulties in visualizing the relation between play and development. Evolutionary Psychology views play as a behavior that has evolutionary and ontogenetic aspects. Such approach intends to study the possible relations between culture and evolution in the development of this behavior. The objective of this paper is to present the play behavior based on the theoretical framework of Evolutionary Psychology, as well as its concept and characteristics. Moreover, the relations between playing, types of play and gender differences are discussed. The toy library is presented as a possible space in which this behavior can be stimulated and valued.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Desenvolvimento Infantil , Jogos e Brinquedos , Psicologia da Criança
7.
Paidéia ; 16(34): 263-273, maio-ago. 2006. graf
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-34545

RESUMO

Este estudo teve como objetivo principal caracterizar o brincar de meninos e meninas em duas brinquedotecas, uma na pré-escola e outra no ensino fundamental. Participaram do primeiro nove meninos e dez meninas; e do segundo, onze meninas e treze meninos. Em ambos os contextos, verificaram-se a predominância de brincadeiras entre ciranças do mesmo sexo. Houve predomínio de brincadeiras solitárias na pré-escola, e de brincadeiras em grupo no ensino fundamental. Meninas, nos dois contextos, brincaram significativamente mais de faz-de-conta e com brinquedos para o desenvolvimento afetivo do que meninos. Estes, em comparação com meninas, na pré-escola, brincaram significativamente mais de brincadeira realística e com brinquedos que reproduzem o mundo técnico. No ensino fundamental, meninos brincaram significativamente mais de brincadeira turbulenta e sem brinquedo do que meninas. Os resultados são discutidos com base nas características das crianças e também em função dos contextos das brinquedotecas.(AU)


Assuntos
Pré-Escolar , Criança , Masculino , Feminino , Recreação , Desenvolvimento Infantil
8.
Paidéia (Ribeiräo Preto) ; 16(34): 263-273, maio-ago. 2006. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-466842

RESUMO

Este estudo teve como objetivo principal caracterizar o brincar de meninos e meninas em duas brinquedotecas, uma na pré-escola e outra no ensino fundamental. Participaram do primeiro nove meninos e dez meninas; e do segundo, onze meninas e treze meninos. Em ambos os contextos, verificaram-se a predominância de brincadeiras entre crianças de mesmo sexo. Houve predomínio de brincadeiras solitárias na pré-escola, e de brincadeiras em grupo no ensino fundamental. Meninas, nos dois contextos, brincaram significativamente mais de faz-de-conta e com brinquedos para o desenvolvimento afetivo do que meninos. Estes, em comparação com meninas, na pré-escola, brincaram significativamente mais de brincadeira realística e com brinquedos que reproduzem o mundo técnico. No ensino fundamental, meninos brincaram significativamente mais de brincadeira turbulenta e sem brinquedo do que meninas. Os resultados são discutidos com base nas características das crianças e também em função dos contextos das brinquedotecas.


The purpose of this study was to characterize playing of boys and girls in two toy-libraries, one in a day care center, another in an elementary school. Nine boys and ten girls participated of first; eleven girls and thirteen boys were the subjects of the second. In both contexts, it was verified predominance of social play between children of same gender. There was predominance of solitary play in day care center, and play in groups in elementary school. Girls, in the two contexts, played significantly more of the pretend play and with toys for the affective development than boys. Those, compared to girls, in day care center showed significantly more realistic play and with toys that reproduce the technical world. In the elementary school, boys showed significantly more turbulent and without toys plays than girls. The results are discussed on the basis of children's characteristics and of the toy-libraries contexts.


Assuntos
Pré-Escolar , Criança , Masculino , Feminino , Desenvolvimento Infantil , Recreação
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...