Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-38248551

RESUMO

Chronic high stress levels related to work impact the quality of life (QoL). Although physical activity improves QoL, it is not clear whether this life study habit could attenuate possible relationships between QoL and stress in public school teachers. The sample for this study was made up of 231 teachers from public schools. QoL was assessed using the Short-Form Health Survey and physical activity via Baecke's questionnaire. A Likert scale assessed stress level perception. Poisson Regression analyzed the association between stress level and QoL domains adjusted for sex, age, and socioeconomic conditions (model 1). In model 2, physical activity level was inserted in addition to model 1. Seven out of eight domains of QoL, except the domain of pain, were associated with high levels of stress (all p < 0.05-model 1). However, in model 2, the associations of the high levels of stress with general health status (p = 0.052) and functional capacity (p = 0.081) domains of QoL were mitigated. Our results indicated that physical activity mitigated the relationship between higher levels of stress and lower perception of general health status and functional capacity domains in secondary public school teachers.


Assuntos
Pessoal de Educação , Professores Escolares , Humanos , Qualidade de Vida , Exercício Físico , Estresse Psicológico/epidemiologia
2.
Healthcare (Basel) ; 11(8)2023 Apr 18.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-37107990

RESUMO

This study analyzed the influence of sedentary behavior (SB) on the association between dietary patterns and adiposity in community-dwelling adults. Eight hundred and forty-three adults (age: 56.5 ± 18.3 years) participated in this cross-sectional epidemiological study. Dietary patterns were evaluated using self-report questions regarding the weekly frequency of consumption of certain foods. Adiposity was determined using anthropometric measurements of weight, waist circumference, and height. SB was evaluated according to the time spent on screen devices. The usual physical activity level and socioeconomic status were considered confounding factors. Associations were determined using multivariate linear models with simultaneous adjustments for confounding variables. A statistical analysis indicated that fruit consumption was negatively related to the body mass index, regardless of the adjustment for SB domains. Red meat consumption was positively related to the body mass index, and fried food consumption was positively related to the waist-to-height ratio, regardless of the adjustment for SB domains. The consumption of fried food was positively associated with global and central adiposity after the adjustments for confounding factors and time spent on screen devices. We concluded that dietary habits are related to adiposity in adults. However, SB domains seem to influence the relationship between body adiposity and dietary habits, mainly regarding the consumption of fried foods.

3.
Fisioter. Bras ; 23(3): 402-414, 27/06/2022.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1436376

RESUMO

Introdução: A Doença de Parkinson (DP) apresenta uma característica assimétrica em sua maior parte, além disso um distúrbio do controle postural também pode ser evidenciado. Com isso, análises na distribuição de massa e pressão plantar se apresentam importantes, e como ferramenta para essas avaliações temos a plataforma de baropodometria como um recurso de análise quantitativa. Objetivo: Analisar a pressão plantar e distribuição de massa de indivíduos com DP, de forma estática utilizando uma plataforma de baropodometria eletrônica. Métodos: Foram incluídos no estudo 18 voluntários, 10 deles com diagnóstico médico de DP, grupo experimental (DP), e 8 indivíduos sem diagnóstico de DP, grupo controle (GC). Inicialmente foram questionados sobre informações sociodemográficas e posteriormente submetidos a uma avaliação das variáveis antropométricas (altura e peso) e da pressão plantar na plataforma de baropodometria eletrônica FootWalk Pro. Resultados: Os indivíduos com DP apresentaram pressão máxima maior do lado esquerdo (p = 0,017*) e uma porcentagem de massa maior do lado direito (p = 0,026*). Na distribuição de massas houve uma diferença estatisticamente significante entre os grupos (DP > lado esquerdo; GC > lado direito; p = 0,042*). Conclusão: Essa população apresenta, quando submetidos a avaliação na plataforma eletrônica de pressão, alterações na distribuição da pressão plantar e divisão de massas.

4.
Fisioter. Bras ; 23(2): 265-277, mai 19, 2022.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1436259

RESUMO

Introdução: Na Doença de Parkinson (DP), o centro de gravidade (CG) tende a deslocar-se do eixo central do corpo, dificultando a realização de movimentos compensatórios que restabelecem o equilíbrio, diretamente relacionado a funcionalidade motora. Objetivo: Este estudo, de carater prospectivo, objetivou comparar o CG e a funcionalidade motora de indivíduos com DP. Métodos: Foi utilizada a Escala Unificada de Avaliação da Doença de Parkinson (UPDRS) para avaliar a funcionalidade e a plataforma de baropodometria eletrônica FootWalk Pro para avaliar o CG, a intervenção foi realizada através do telemonitoramento num período de 8 semanas com o envio de vídeos. Resultados: Os resultados mostraram que indivíduos com DP que apresentam menor pontuação na UPDRS (p = 0,857) não apresentaram um melhor CG esquerdo (p = 0,442) e direito (0,377). Conclusão: Conclui-se que não houve diferenças significativas num comparativo entre as avaliações, mas destaca-se a importância de boas avaliações para que se busque a melhor intervenção para chegar a melhores resultados.

5.
Fisioter. Bras ; 22(6): 859-870, Fevereiro 7, 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1358288

RESUMO

Objetivo: Avaliar os efeitos da realidade virtual sobre a funcionalidade da marcha e percepção de mudança de indivíduos com hemiparesia crônica. Métodos: Estudo clínico piloto do tipo experimental, longitudinal, prospectivo e de braço único. A amostra foi composta por indivíduos hemiparéticos submetidos ao treinamento funcional em ambiente de realidade virtual (RV). Na avaliação inicial (AV1) utilizou-se o Timed Up and Go (TUG) para análise da mobilidade e após 12 sessões de RV, na avaliação final (AV2), acrescentou-se a Escala de Mudança Percebida (EMP). Para verificar a normalidade dos dados utilizou-se o teste de Shapiro-Wilk, o teste T-Student ou de Wilcoxon para comparar os dados (p ≤ 0,05) e o Effect Size (ES) pela fórmula de Cohen (d) para o tamanho do efeito. Resultados: Dez indivíduos hemiparéticos (64,6 ± 9,53 anos) realizaram o TUG (AV1) em 14,59 ± 5,03 segundos e AV2 em 13,96 ± 4,64 segundos (p = 0,18) e o EF teve efeito insignificante (d = 0,14). O jogo Free Step apresentou diferença significativa entre a primeira e última sessão (p = 0,004) e na EMP os valores obtidos foram de 2,57 ± 0,3 de três pontos. Conclusão: A RV não promoveu melhora significante na mobilidade funcional, mas os indivíduos relataram mudanças positivas em alguns componentes da EMP. (AU)


Assuntos
Realidade Virtual , Marcha , Paresia , Modalidades de Fisioterapia , Acidente Vascular Cerebral
6.
Fisioter. Bras ; 21(3): 244-252, Ago 31, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1283026

RESUMO

Introdução: A relação entre a espiritualidade/religiosidade e as doenças está cada vez mais em evidência, dessa forma a prática da religião em hospitais tem sido associada a um menor risco de depressão, o que pode favorecer um melhor enfrentamento das dificuldades da doença através do coping religioso e/ou espiritual (CRE). Objetivo: Correlacionar o coping religioso e/ou espiritual com a capacidade funcional e a depressão de hemiparéticos e parkinsonianos submetidos a fisioterapia em grupo no formato de circuito de treinamento. Métodos: Foram analisados 28 indivíduos, participantes de um programa de circuito de treinamento T. Para a avaliação foram utilizadas as escalas Dynamic Gait Index, Inventário de Depressão de Beck, Escala de Depressão Geriátrica e CRE breve (CREb). Resultados: O score médio atingido na Inventário de Depressão de Beck e Escala de Depressão Geriátrica apontou uma depressão leve no grupo hemiparético, já no grupo de Parkinson não apresentou índices de depressão. O Dynamic Gait Index acusou risco de queda no grupo hemiparético, obtendo uma diferença significativa quando comparado ao grupo de Parkinson (p<0,05). Ambos os grupos tiveram índice CRE positivo moderado. Conclusão: Pode-se afirmar que as doenças incapacitantes apresentam maior relação com a espiritualidade/religiosidade que as doenças neurológicas progressivas em atendimento de circuito de treinamento. (AU)


Introduction: The relationship between spirituality/religiosity and diseases is increasingly evident, thus, the practice of religion in hospitals has been associated with a lower risk of depression, which may favor better coping with difficulties of diseases through religious and/or spiritual coping. Objective: To correlate religious and/or spiritual coping with functional capacity and depression of hemiparetic and parkinsonian patients undergoing group physical therapy in training circuit format. Methods: 28 individuals participating in a training circuit format program were analyzed. Dynamic Gait Index, Beck Depression Inventory, Geriatric Depression Scale and Short religious and/or spiritual coping were used for the evaluation. Results: The mean score achieved in Beck Depression Inventory and Geriatric Depression Scale indicated a mild depression in the hemiparetic group, while in the Parkinson's group no depression was found. The Dynamic Gait Index showed a risk of hemiparetic group drop, obtaining a significant difference when compared to the Parkinson Group (p < 0.05). Both groups had moderate positive index positive of religious and/or spiritual coping. Conclusion: The disabling diseases present greater relationship with the spirituality/religiosity than the progressive neurological diseases attended in training circuit. (AU)


Assuntos
Humanos , Paresia , Espiritualidade , Depressão , Exercícios em Circuitos , Doença de Parkinson
7.
Fisioter. Bras ; 21(2): 164-173, Mai 16, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1282901

RESUMO

Introdução: O acidente vascular encefálico (AVE) é a causa de diversas incapacidades neurológicas em adultos, o que torna necessário o melhor estudo de seu impacto na capacidade funcional. Objetivo: Avaliar a destreza motora funcional de membros superiores de hemiparéticos crônicos submetidos a Fisioterapia em Grupo no Formato de Circuito de Treinamento (FGCT), pois esta forma de tratamento tem se mostrado eficaz na melhora da capacidade funcional, o que torna necessário um estudo voltado para o membro superior. Métodos: Participaram 15 hemiparéticos em atendimento com FGCT. Foi realizada uma avaliação inicial (AV1) utilizando a escala de Ashworth Modificada, o teste de caixa de blocos, e o nine hole peg test. Após 12 semanas de intervenção com FGCT foi realizada a avaliação final (AV2) utilizando os mesmos testes. Resultados: A análise estatística considerou p > 0,05 e não revelou diferença significante entre AV1 e AV2 na dinamometria bem como no teste de caixa de blocos e nine hole peg test. Conclusão: O protocolo terapêutico não determinou a melhora da destreza motora funcional de membros superiores de hemiparéticos crônicos submetidos a fisioterapia de grupo no formato de circuito de treinamento. (AU)


Introduction: Stroke is the cause of several neurological disabilities in adults, which makes it necessary to better study the impact on functional capacity. Objective: The objective was to evaluate the motor dexterity performance of upper limbs in chronic hemiparetic submitted to Group Physiotherapy in the Training Circuit (GPTC) format, as this form of treatment has been shown to be effective in the improvement functional capacity, which makes it necessary a study aimed at the upper limb. Methods: Fifteen hemiparetic patients in our service with GPTC participated. An initial assessment (IA1) was performed using the Modified Ashworth scale, Box and Block Test (BBT), and the 9-Hole Peg Test (9-HPT). After 12 weeks of intervention with GPTC, the final evaluation (FE2) was performed using the same tests. Results: Statistical analysis considered p > 0.05 and did not reveal a significant difference between IA1 and FE2 in hand-held dynamometry as well as in the BBT and 9-HPT. Conclusion: The therapeutic protocol did not determine the improvement of the motor dexterity of upper limbs in chronic hemiparetic patients submitted to GPTC. (AU)


Assuntos
Humanos , Paresia , Modalidades de Fisioterapia , Extremidade Superior , Destreza Motora , Força Muscular
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...