Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 2 de 2
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Arq. gastroenterol ; 45(4): 295-300, out.-dez. 2008. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-502139

RESUMO

BACKGROUND: Crohn's disease accompanied by nonspecific or idiopathic ulcerative proctocolitis corresponds to a condition called intestinal inflammatory disease. The immunoexpression of cyclooxygenase 2 (COX-2) in Crohn's disease becomes more marked with progression of the disease and the presence of wild-type p53 suppresses the transcription of COX-2. AIMS: To investigate the immunoexpression of cyclooxygenase 1 (COX-1), COX-2 and p53 in Crohn's ileocolitis and to correlated this expression with clinical and histopathological parameters. METHODS: Forty-five cases of Crohn's disease, 16 cases of actinic colitis (diseased-control group) and 11 cases without a history of intestinal disease (normal control group) were studied. Hematoxylin-eosin-stained sections were submitted to histopathological analysis and the immunohistochemical expression of COX-1, COX-2 and p53 was evaluated by the streptavidin-biotin-peroxidase method. RESULTS: Sixty percent of the Crohn's disease patients were women and 40 percent were men, with 75.5 percent whites and 25.5 percent non-whites. The disease involved the terminal ileum in 44.5 percent of cases, ileum in 33.3 percent, colon in 20 percent and duodenum-ileum in 2.2 percent. A significant association was observed between COX-2 immunoreactivity and age <40 years. Histopathological analysis of Crohn's disease samples showed mild or moderate crypt distortion (57.8 percent and 35.6 percent of cases), atrophy (6.6 percent), mild, moderate and marked chronic inflammation (46.7 percent, 26.7 percent and 20 percent), acute inflammatory activity (93.3 percent), ulceration (24.4 percent), mucin depletion (37.8 percent), Paneth's cells (24.4 percent), intraepithelial lymphocytes (93.3 percent), and subepithelial collagen (6.7 percent). In the CD group, COX-1 immunoreactivity in epithelial and inflammatory cells was observed in 26.7 percent and 22.2 percent of cases, respectively. COX-2 immunoreactivity was detected...


RACIONAL: A doença de Crohn, junto com a colite ulcerativa idiopática ou inespecífica constituem a doença inflamatória intestinal. A imunoexpressão de ciclooxigenase 2 (COX-2) na doença de Crohn acentua-se com a progressão da doença, enquanto que a presença do tipo selvagem de p53 suprime a transcrição de COX-2. OBJETIVOS: Investigar a imunoexpressão de ciclooxigenase 1 (COX-1), COX-2 e p53 na doença de Crohn e correlacionar os achados com parâmetros clínico-histopatológicos. MÉTODOS: Foram estudados 45 casos de doença de Crohn (grupo teste), 16 casos de colite actínica (grupo controle-doente) e 11 casos sem história de doença intestinal (grupo controle normal). A avaliação histopatológica foi feita com lâminas coradas pela hematoxilina-eosina e a imunoexpressão de COX-1, COX-2 e p53 foi avaliada por imunoistoquímica, pelo método da estrepto-avidina-biotina-peroxidase. RESULTADOS: Entre os pacientes com doença de Crohn, 60 por cento eram do sexo feminino e 40 por cento do masculino, 75,5 por cento brancos e 25,5 por cento não-brancos. A doença comprometia o íleo terminal em 44,5 por cento dos casos, íleo em 33,3 por cento, cólon em 20 por cento e duodeno-íleo em 2,2 por cento. Associação significante foi detectada entre a imunoexpressão de COX-2 e pacientes com <40 anos. A histopatologia dos casos de doença de Crohn mostrou distorção críptica em grau leve ou moderado (57,8 por cento e 35,6 por cento dos casos), atrofia (6,6 por cento), inflamação focal, difusa superficial e difusa transmural (46,7 por cento, 26,7 por cento e 20 por cento), inflamação aguda neutrofílica (93,3 por cento), alterações epiteliais: ulceração (24,4 por cento), depleção de mucina (37,8 por cento), células de Paneth (24,4 por cento); alterações epiteliais associadas: linfócitos intra-epiteliais (93,3 por cento) e colágeno subepitelial (6,7 por cento). No grupo doença de Crohn, imunoexpressão de COX-1, em células epiteliais e inflamatórias foi observada em 26,7...


Assuntos
Adulto , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Colite Ulcerativa/metabolismo , Doença de Crohn/metabolismo , Ciclo-Oxigenase 1/metabolismo , /metabolismo , Ileíte/metabolismo , /metabolismo , Estudos de Casos e Controles , Colite Ulcerativa/enzimologia , Colite Ulcerativa/etiologia , Colite Ulcerativa/patologia , Doença de Crohn/enzimologia , Doença de Crohn/etiologia , Doença de Crohn/patologia , Células Epiteliais/metabolismo , Imuno-Histoquímica , Ileíte/enzimologia , Ileíte/patologia , Radioterapia/efeitos adversos , Adulto Jovem
2.
São Paulo; s.n; 2007. [98] p. ilus, tab, mapas.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-587529

RESUMO

OBJETIVO: O presente estudo avaliou o efeito dos extratos de H. procumbens e suas frações na atividade da COX-1 e COX-2 e produção de NO em ensaio de sangue total de voluntários sadios e pacientes com OA. MÉTODOS: A atividade da COX-1 foi determinada através da produção de TxB2 por plaquetas e da COX-2 pela produção de PGE2 por monócitos estimulados por LPS. A produção de NO2 -/NO3 - foi determinada por reação de Griess. Os ensaios in vitro foram realizados por incubação do extrato do extrato de H.procumbens e frações em sangue total. Os controles inibidores da atividade da COX-1 e COX-2 foram indometacina e etoricoxibe. A atividade enzimática das COXs e produção de NO foram avaliadas antes e após o tratamento com garra-dodiabo em pacientes com OA de coluna lombar. RESULTADOS: O tratamento com garra-do-diabo foi eficaz clinicamente e aumentou a atividade da COX-1 e COX-2 basal sem LPS. O extrato bruto do H. procumbens não alterou a atividade das COX. Entretanto, o harpagosideo inibiu a atividade da COX-1, COX-2 e a produção de NO. CONCLUSÃO: A garra-do-diabo mostrou-se eficaz no tratamento de pacientes com OA de coluna lombar. O harpagosideo deve ser alvo estudos específicos.


OBJECTIVE: The present study evaluated the effect of H. procumbens extracts and its fractions on COX-1 and COX-2 activity and NO production in whole blood assays of volunteers and OA patients. METHODS: The COX-1 and COX-2 activity was quantified as platelet TXB2 production in blood clotting and as PGE2 production in heparinized LPS-stimulated whole blood, respectively. Total NO2 -/NO3 - was determined by Griess reaction. In vitro assays were performed through incubation of the extract and fractions with whole blood from volunteers. Controls of the inhibition of COX-1 and COX-2 activity were indomethacin and etoricoxib. Before and after treating OA lumbar spine patients with devil's claw the COX-1 and COX-2 activity and NO production were evaluated in their whole blood. RESULTS: The treatment promoted clinical improvement and increase in the activity of COX-1 and basal COX-2, without LPS. The crude extract did not affect the activity of both enzymes. However, harpagoside inhibited COX-1 and COX-2 activity and NO production. CONCLUSION: Devil's claw promoted clinical improvement of OA patients and harpagoside must be focus of specific studies.


Assuntos
Ciclo-Oxigenase 1 , Ciclo-Oxigenase 2 , Harpagophytum , Iridoides/uso terapêutico , Óxido Nítrico , Osteoartrite
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...