Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 441
Filtrar
1.
REVISA (Online) ; 13(1): 45-59, 2024.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1531892

RESUMO

Objetivo: Analisar a relação entre o desmame precoce e o desenvolvimento de alergias alimentares por meio de uma revisão integrativa. Método:Revisão integrativa da literatura realizada através das bases de dados Pubmed, Mesh e Scielo.Resultados:Através da busca pelos descritores determinados, foram selecionados 25 estudos científicos que atenderam aos critérios de inclusão. Devido sua grande composição, o leite humano é responsável pela promoção do crescimento das bactérias com efeito bifidogênico, estando em quantidades superiores nos lactentes em AME. Conclusão: Apesar de alguns dos estudos não mostrarem resultados significativos em relação ao leite materno ser um fator protetor contra as alergias alimentares, nenhum deles deixoude incentivar o AM ou mostrar os seus benefícios já cientificamente comprovados.


Objective: To analyze the relationship between early weaning and the development of food allergies through an integrative review. Method: Integrative literature review performed through the Pubmed, Mesh and Scielo databases. Results: Through the search for the descriptors determined, 25 scientific studies that met the inclusion criteria were selected. Due to its large composition, human milk is responsible for promoting the growth of bacteria with bifidogenic effect, being in higher amounts in infants in EBF. Conclusion: Although some of the studies did not show significant results regarding breast milk being a protective factor against food allergies, none of them failed to encourage BF or show its scientifically proven benefits.


Objetivo: Analizar la relación entre el destete precoz y el desarrollo de alergias alimentarias a través de una revisión integradora. Metodo:Revisión integradora de la literatura realizada a través de las bases de datos Pubmed, Mesh y Scielo. Resultados: A través de la búsqueda de los descriptores determinados, se seleccionaron 25 estudios científicos que cumplieron con los criterios de inclusión. Debido a su gran composición, la leche humana es responsable de promover el crecimiento de bacterias con efecto bifidogénico, estando en mayores cantidades en bebés en LME. Conclusión:Aunque algunos de los estudios no mostraron resultados significativos con respecto a que la leche materna sea un factor protector contra las alergias alimentarias, ninguno de ellos falló en fomentar la BF o mostrar sus beneficios científicamente probados.


Assuntos
Leite Humano , Desmame , Aleitamento Materno , Hipersensibilidade Alimentar
2.
Rev. Cient. CRO-RJ (Online) ; 8(1): 35-45, Jan.-Apr 2023.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1512080

RESUMO

Objetivo: o objetivo desta pesquisa foi analisar a associação do tempo de aleitamento materno com a prática de hábitos deletérios e o desenvolvimento de maloclusões na primeira infância. Materiais e Métodos: foram aplicados 171 formulários às mães com 18 anos ou mais que acompanharam o processo de amamentação de seu(s) filho(s) de 4 a 10 anos de idade. O questionário foi composto por 22 perguntas, sendo 15 específicas e relacionadas ao aleitamento, hábitos deletérios da criança (uso de chupeta, sucção de dedo e sucção do próprio lábio) e maloclusões específicas (mordida cruzada posterior, mordida cruzada anterior e mordida aberta). Resultados: a prevalência da amamentação exclusiva por 6 meses ou mais foi de 52%, enquanto 29,8% das crianças foram amamentadas de 0 a 5 meses e 18,2% nunca foram amamentadas no seio exclusivamente. Quanto a alimentação complementar, grande parcela (37,4%) encontrada evidenciou início após os 6 meses; 57,9% das mães relataram algum tipo de dificuldade para amamentar e 34,5% das crianças fizeram uso de chupeta. Em relação aos hábitos deletérios, 10% desenvolveram sucção de dedo. O relato de desenvolvimento de maloclusões foi de 9,4% das crianças com mordida cruzada posterior; 7,6% mordida cruzada anterior e 18,7% mordida aberta anterior. Conclusão: sendo assim, é possível inferir que o tempo preconizado pela Organização Mundial da Saúde para aleitamento materno exclusivo foi fundamental para o não desenvolvimento de hábitos deletérios e maloclusões. Em contrapartida, quanto mais cedo a introdução de alimentos complementares, e a interrupção do aleitamento exclusivo nos seis primeiros meses, maior o risco do desenvolvimento de hábitos e consequentemente maloclusões.


Objective: the objective of this research was to analyze the association of breastfeeding duration with the practice of deleterious habits and the development of malocclusions in early childhood. Materials and Methods: a total of 171 forms were applied to mothers aged 18 years or older who followed the breastfeeding process of their child(ren) between 4 and 10 years of age. The questionnaire consisted of 22 questions, 15 of which were specific and related to breastfeeding, the child's deleterious habits (use of a pacifier, finger sucking and lip sucking) and specific malocclusions (posterior crossbite, anterior crossbite and open bite). Results: the prevalence of exclusive breastfeeding for 6 months or more was 52%, while 29.8% of children were breastfed from 0 to 5 months and 18.2% were never exclusively breastfed. As for complementary feeding, a large portion (37.4%) found to start after 6 months; 57.9% of the mothers reported some type of difficulty in breastfeeding and 34.5% of the children used a pacifier. Regarding deleterious habits, 10% developed finger sucking. The report of development of malocclusions was 9.4% of children with posterior crossbite; 7.6% anterior crossbite and 18.7% anterior open bite. Conclusion: therefore, it is possible to infer that the time recommended by the World Health Organization for exclusive breastfeeding was fundamental for the non-development of deleterious habits and malocclusions. On the other hand, the earlier the introduction of complementary foods and the interruption of exclusive breastfeeding in the first six months, the greater the risk of developing habits and, consequently, malocclusions.


Assuntos
Desmame , Má Oclusão , Aleitamento Materno , Sucção de Dedo
3.
Saude e pesqui. (Impr.) ; 16(1): e-11261, jan.-mar. 2023.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1438064

RESUMO

Identificar a prevalência de aleitamento materno exclusivo e fatores relacionados durante os seis primeiros meses de vida do lactente. Trata-se de um estudo transversal realizado com 102 nutrizes residentes no município de Balneário Gaivota(SC) que efetivaram o pré-natal na rede pública ou privada e tiveram parto no ano de 2018. Os dados foram coletados por aplicação de questionário contemplando as variáveis sociodemográficas, gestacionais e pós-gestacionais. A prevalência de aleitamento materno exclusivo foi de 43,1%. Aqueles bebês que usavam mamadeira tiveram 45% menos probabilidade de ter recebido aleitamento materno exclusivo até os 6 meses de idade, e aqueles que receberam prescrição de fórmula infantil na alta hospitalar apresentaram 54% menos chance comparados aos seus pares. Os fatores relacionados ao aleitamento materno exclusivo são comportamentais e modificáveis, sendo necessária a orientação pelos profissionais de saúde durante a consulta pré-natal, puericultura e no acompanhamento do desenvolvimento infantil.


To identify the prevalence of exclusive breastfeeding and its related factors during the first six months of the infant's life. This is a cross-sectional study carried out with 102 nursing mothers residing in the city of Balneário Gaivota( SC) who performed prenatal care in the public or private network and gave birth in 2018. Data were collected by application of a questionnaire and included sociodemographic, gestational and post-gestational variables. The prevalence of exclusive breastfeeding was 43.1%. Those babies who used a bottle were 45% less likely to have been exclusively breastfed up to six months of age, and those who were prescribed infant formula at hospital discharge were 54% less likely compared to their peers. Factors related to exclusive breastfeeding are behavioral and modifiable, thus, guidance by health professionals is necessary during prenatal and childcare consultations and in the monitoring of child development.

4.
Cogitare Enferm. (Online) ; 28: e91456, Mar. 2023.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1520747

RESUMO

RESUMO Objetivo: compreender a experiência do processo de desmame para as mães primíparas de um município do interior do Ceará, Brasil. Método: estudo descritivo e qualitativo, realizado com oito mulheres, mediante entrevistas semiestruturadas. Coleta de dados de agosto de 2022 a março de 2023, na Atenção Primária à Saúde, adotando-se a análise de conteúdo de Bardin. Resultados: emergiram três categorias temáticas: motivos para a mãe decidir sobre o desmame; estratégias empregadas pela mãe para realizar o desmame; e consequências do desmame para a mãe e a criança. As percepções maternas sobre a motivação do desmame relacionaram aspectos comportamentais da criança e necessidades maternas. Variadas estratégias foram classificadas em desmame gradual ou abrupto, que geraram mudanças no comportamento das crianças e sentimentos contraditórios nas mães. Considerações finais: o desmame é vivenciado de forma desagradável, gerando sofrimento. Desvela-se a desassistência por profissionais e a necessidade de ampliação de estudos.


ABSTRACT Objective: To understand the experience of the weaning process for primiparous mothers in a municipality in the interior of Ceará, Brazil. Method: Using semi-structured interviews, a descriptive, qualitative study was conducted with eight women. Data collection from August 2022 to March 2023 in Primary Health Care, using Bardin's content analysis. Results: three thematic categories emerged: reasons for the mother's decision to wean, strategies employed by the mother to wean, and the consequences of weaning for the mother and child. Maternal perceptions of the motivation for weaning were related to behavioral aspects of the child and maternal needs. Various strategies were classified as gradual or abrupt weaning, which generated changes in the children's behavior and contradictory feelings in the mothers. Final considerations: weaning is experienced unpleasantly, generating suffering. It reveals the lack of professional assistance and the need to expand studies.


RESUMEN Objetivo: conocer la experiencia del proceso de destete de las madres primíparas en un municipio del interior de Ceará, Brasil. Método: estudio descriptivo y cualitativo realizado con ocho mujeres, mediante entrevistas semiestructuradas. Recogida de datos de agosto de 2022 a marzo de 2023, en Atención Primaria, utilizando el análisis de contenido de Bardin. Resultados: surgieron tres categorías temáticas: motivos de la decisión materna de destetar; estrategias empleadas por la madre para llevar a cabo el destete; y consecuencias del destete para la madre y el niño. Las percepciones maternas de la motivación para el destete estaban relacionadas con aspectos conductuales del niño y con las necesidades maternas. Se clasificaron diversas estrategias como destete gradual o brusco, que provocaron cambios en el comportamiento de los niños y sentimientos contradictorios en las madres. Consideraciones finales: el destete se vive de forma desagradable, generando sufrimiento. Esto revela la falta de ayuda de los profesionales y la necesidad de ampliar los estudios.

5.
Enferm. foco (Brasília) ; 14: 1-7, mar. 20, 2023. ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1524950

RESUMO

Objetivo: descrever o processo de criação e validação de um instrumento para a detecção do risco do desmame precoce. Métodos: estudo metodológico desenvolvido após aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa, para elaboração do instrumento do tipo checklist composto por 8 blocos, a partir da análise da literatura e diagnóstico situacional de uma maternidade da baixada maranhense. A validação ocorreu conforme a técnica de Delphi, por meio da avaliação de 9 juízes na primeira etapa e 8 na segunda etapa. Foram considerados o Índice de Validade de Conteúdo para cada item e o Coeficiente de Validade de Conteúdo geral com valores mínimos ≥ a 0,80, bem como a concordância mínima de 80% para validação. Resultados: os blocos "Substitutos do leite materno" e "Orientações profissionais" alcançaram a validação máxima na primeira etapa. Após as adequações sugeridas pelos juízes, a validação do checklist foi obtida com o valor de Coeficiente de Validade de Conteúdo = 0,96 na avaliação geral da segunda etapa. Conclusão: o instrumento foi considerado válido e contribuirá para o aperfeiçoamento da abordagem do aleitamento materno, direcionamento da atenção e identificação das necessidades de cuidado para detecção do risco do desmame precoce. (AU)


Objective: to describe the process of creating and validating an instrument for detecting the risk of early weaning. Methods: methodological study developed after approval by the Research Ethics Committee for the development of a checklist-type instrument composed of 8 blocks, based on literature review and situational diagnosis of a maternity hospital in Maranhão. The validation occurred according to the Delphi technique, through the evaluation of 9 judges in the first stage and 8 in the second stage. The Content Validity Index for each item and the overall Content Validity Coefficient were considered with minimum values ≥ 0.80, as well as a minimum agreement of 80% for validation. Results: the blocks "Breast milk substitutes" and "Professional guidelines" achieved maximum validation in the first stage. After the adjustments suggested by the judges, validation of the checklist was obtained with a Coefficient of Content Validity value = 0.96 in the overall assessment of the second stage. Conclusion: the instrument was considered valid and will contribute to the improvement of the approach to breastfeeding, directing attention and identifying care needs to detect the risk of early weaning. (AU)


Objetivo: describir el proceso de creación y validación de un instrumento para detectar el riesgo de destete precoz. Métodos: estudio metodológico desarrollado tras la aprobación del Comité de Ética de la Investigación para elaborar un instrumento tipo checklist compuesto por 8 bloques, basado en la revisión de la literatura y el diagnóstico situacional de una maternidad de Maranhão. La validación se produjo según la técnica Delphi, mediante la evaluación de 9 jueces en la primera etapa y 8 en la segunda. Se consideró el Índice de Validez de Contenido para cada ítem y el Coeficiente de Validez de Contenido global con valores mínimos ≥ 0,80, así como un acuerdo mínimo del 80% para la validación. Resultados: Los bloques "Sucedáneos de la leche materna" y "Orientaciones profesionales" obtuvieron la máxima validación en la primera fase. Tras los ajustes sugeridos por los jueces, la validación de la lista de comprobación se obtuvo con el valor del Coeficiente de Validez de Contenido = 0,96 en la evaluación global de la segunda etapa. Conclusión: el instrumento fue considerado válido y contribuirá a la apertura del abordaje del aleitamento materno, a la dirección de la atención y a la identificación de las necesidades de cuidado para la detección del riesgo del desmán precoz. (AU)


Assuntos
Estudo de Validação , Desmame , Aleitamento Materno , Cuidados de Enfermagem
6.
Rev. Pesqui. Fisioter ; 13(1)fev., 2023. tab, ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1427977

RESUMO

INTRODUÇÃO: A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é um distúrbio crônico e progressivo, que evolui com o declínio da função pulmonar. Embora sua cronicidade, são comuns períodos de agudização acompanhados de Insuficiência Respiratória Aguda hipercápnica, requisitando permanência nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e Ventilação Mecânica Invasiva (VMI) para reversão da falência respiratória. O desmame na DPOC ocupa até 58% da VM, logo, se faz necessário estratégias específicas para otimização desse processo, com a utilização de modos e ajustes ventilatórios que promovam um desmame precoce e efetivo. OBJETIVO: Verificar os efeitos da Ventilação com Pressão de Suporte quando comparado com modos e estratégias distintas no desmame de pacientes com DPOC. MÉTODOS: Revisão sistemática, construída seguindo critérios do PRISMA, registrada na PROSPERO (CRD42022362228). Considerados elegíveis ensaios clínicos controlados randomizados que avaliaram o modo PSV em comparação com modos e estratégias distintas, em pacientes com diagnóstico de DPOC, em VMI, sem delimitação de ano/idioma. Foram excluídos artigos incompletos, duplicados e indisponíveis aos recursos de recuperação. Desfechos de interesse foram: duração do desmame, tempo de permanência na UTI e mortalidade. A estratégia foi aplicada nas bases: PubMed, Cochrane, SciELO, e Biblioteca Virtual em Saúde. As ferramentas Escala PEDro e RevMan Web foram utilizadas para análise da qualidade dos estudos e risco de viés, respectivamente. RESULTADOS: Incluídos 8 artigos. 6 mostraram significância estatística, apresentando menor tempo de desmame no grupo ASV (24 (20­62) h versus 72 (24­144) h PSV) (p=0,041); mais dias na UTI quando comparado com o modo PAV (p<0,001). PSV foi mais eficaz nos mesmos desfechos quando comparado com a estratégia Tubo-T. Houve diferenças quanto a taxa de mortalidade com o modo NAVA. CONCLUSÃO: Fica evidente que o modo PSV quando em relação a modos ventilatórios assistidos, tem potencial de fornecer piores desfechos associados ao processo de desmame da ventilação invasiva de pacientes com DPOC.


INTRODUCTION: Chronic Obstructive Pulmonary Disease (COPD) is a chronic and progressive disorder that evolves with the decline in lung function. Despite its chronicity, periods of exacerbation accompanied by hypercapnic Acute Respiratory Failure are common, requiring a stay in Intensive Care Units (ICU) and Invasive Mechanical Ventilation (IMV) to reverse respiratory failure. Weaning in COPD occupies up to 58% of the MV, therefore, specific strategies are needed to optimize this process, using ventilatory modes and adjustments that promote early and effective weaning. OBJECTIVE: To verify the effects of Pressure Support Ventilation when compared with different modes and strategies in weaning patients with COPD. METHODS: Systematic review, constructed following PRISMA criteria, registered at PROSPERO (CRD42022362228). Randomized controlled clinical trials that evaluated the PSV mode in comparison with different modes and strategies, in patients diagnosed with COPD, on IMV, without delimitation of year/language, were considered eligible. Incomplete, duplicate and unavailable articles were excluded. Outcomes of interest were: duration of weaning, length of stay in the ICU and mortality. The strategy was applied in the bases: PubMed, Cochrane, SciELO, and Biblioteca Virtual em Saúde. The PEDro Scale and RevMan Web tools were used to analyze study quality and risk of bias, respectively. RESULTS: Included 8 articles. 6 showed statistical significance, showing shorter weaning time in the ASV group (24 (20­62) h versus 72 (24­144) h PSV) (p=0.041), and more days in the ICU when compared to the PAV mode (p<0.001). PSV was more effective on the same outcomes when compared with the T-tube strategy. There were differences in the mortality rate with the NAVA mode. CONCLUSION: It is evident that the PSV mode, when compared to assisted ventilation modes, has the potential to provide worse outcomes associated with the process of weaning from invasive ventilation in patients with COPD.


Assuntos
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica , Respiração Artificial , Desmame
7.
Crit. Care Sci ; 35(1): 44-56, Jan. 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1448080

RESUMO

ABSTRACT Objective: To investigate whether protocol-directed weaning in neurocritical patients would reduce the rate of extubation failure (as a primary outcome) and the associated complications (as a secondary outcome) compared with conventional weaning. Methods: A quasi-experimental study was conducted in a medical-surgical intensive care unit from January 2016 to December 2018. Patients aged 18 years or older with an acute neurological disease who were on mechanical ventilation > 24 hours were included. All patients included in the study were ready to wean, with no or minimal sedation, Glasgow coma score ≥ 9, spontaneous ventilatory stimulus, noradrenaline ≤ 0.2μgr/kg/ minute, fraction of inspired oxygen ≤ 0.5, positive end-expiratory pressure ≤ 5cmH2O, maximal inspiratory pressure < -20cmH2O, and occlusion pressure < 6cmH2O. Results: Ninety-four of 314 patients admitted to the intensive care unit were included (50 in the Intervention Group and 44 in the Control Group). There was no significant difference in spontaneous breathing trial failure (18% in the Intervention Group versus 34% in the Control Group, p = 0.12). More patients in the Intervention Group were extubated than in the Control Group (100% versus 79%, p = 0.01). The rate of extubation failure was not signifiantly diffrent between the groups (18% in the Intervention Group versus 17% in the Control Group; relative risk 1.02; 95%CI 0.64 - 1.61; p = 1.00). The reintubation rate was lower in the Control Group (16% in the Intervention Group versus 11% in the Control Group; relative risk 1.15; 95%CI 0.74 - 1.82; p = 0.75). The need for tracheotomy was lower in the Intervention Group [4 (8%) versus 11 (25%) in the Control Group; relative risk 0.32; 95%CI 0.11 - 0.93; p = 0.04]. At Day 28, the patients in the Intervention Group had more ventilator-free days than those in the Control Group [28 (26 - 28) days versus 26 (19 - 28) days; p = 0.01]. The total duration of mechanical ventilation was shorter in the Intervention Group than in the Control Group [5 (2 - 13) days versus 9 (3 - 22) days; p = 0.01]. There were no diffrences in the length of intensive care unit stay, 28-day free from mechanical ventilation, hospital stay or 90-day mortality. Conclusion: Considering the limitations of our study, the application of a weaning protocol for neurocritical patients led to a high percentage of extubation, a reduced need for tracheotomy and a shortened duration of mechanical ventilation. However, there was no reduction in extubation failure or the 28-day free of from mechanical ventilation compared with the Control Group. ClinicalTrials.gov Registry:NCT03128086


RESUMO Objetivo: Investigar se o desmame por protocolo em pacientes neurocríticos reduz a taxa de falha de extubação (desfecho primário) e as complicações associadas (desfecho secundário) em comparação com o desmame convencional. Métodos: Realizou-se um estudo quase experimental em uma unidade de terapia intensiva médico-cirúrgica de janeiro de 2016 a dezembro de 2018. Foram incluídos pacientes com 18 anos de idade ou mais, com doença neurológica aguda e em ventilação mecânica > 24 horas. Todos os pacientes incluídos no estudo estavam prontos para o desmame, com nenhuma ou mínima sedação, escala de coma de Glasgow ≥ 9, estímulo ventilatório espontâneo, noradrenalina ≤ 0,2μgr/kg/minuto, fração inspirada de oxigênio ≤ 0,5, pressão expiratória positiva final ≤ 5cmH2O, pressão inspiratória máxima < -20cmH2O e pressão de oclusão < 6cmH2O. Resultados: Foram incluídos 94 dos 314 pacientes admitidos à unidade de terapia intensiva, sendo 50 no Grupo Intervenção e 44 no Grupo Controle. Não houve diferença significativa na falha do ensaio respiratório espontâneo (18% no Grupo Intervenção versus 34% no Grupo Controle, p = 0,12). Foram extubados mais pacientes no Grupo Intervenção do que no Controle (100% versus 79%; p = 0,01). A taxa de falha de extubação não foi significativamente diferente entre os grupos (18% no Grupo Intervenção versus 17% no Grupo Controle, risco relativo de 1,02; IC95% 0,64 - 1,61; p = 1,00). A taxa de reintubação foi menor no Grupo Controle (16% no Grupo Intervenção versus 11% no Grupo Controle; risco relativo de 1,15; IC95% 0,74 -1,82; p = 0,75). A necessidade de traqueotomia foi menor no Grupo Intervenção [4 (8%) versus 11 (25%) no Grupo Controle; risco relativo de 0,32; IC95% 0,11 - 0,93; p = 0,04]. Aos 28 dias, os pacientes do Grupo Intervenção tinham mais dias sem ventilador do que os do Grupo Controle [28 (26 - 28) dias versus 26 (19 - 28) dias; p = 0,01]. A duração total da ventilação mecânica foi menor no Grupo Intervenção do que no Controle [5 (2 - 13) dias versus 9 (3 - 22) dias; p = 0,01]. Não houve diferenças no tempo de internação na unidade de terapia intensiva, 28 dias sem ventilação mecânica, internação hospitalar ou mortalidade em 90 dias. Conclusão: Considerando as limitações de nosso estudo, a aplicação de um protocolo de desmame em pacientes neurocríticos levou à maior proporção de extubação, à menor necessidade de traqueotomia e à menor duração da ventilação mecânica. Entretanto, não houve redução na falha de extubação ou 28 dias sem ventilação mecânica em comparação com o Grupo de Controle. Registro ClinicalTrials.gov:NCT03128086

8.
Lisboa; s.n; 2023.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1444714

RESUMO

Neste Relatório de Estágio encontra-se a descrição e análise reflexiva do percurso de desenvolvimento de competências especializadas de Enfermagem de Reabilitação, efetuado durante a prestação de cuidados à pessoa a vivenciar processos complexos de saúde-doença, nomeadamente a pessoa sob ventilação mecânica invasiva. Nos últimos anos, o envelhecimento da população e o aumento de doenças crónicas aliado ao desenvolvimento científico, conduziu a uma crescente necessidade de unidades de cuidados intensivos, sendo o recurso a ventilação mecânica invasiva a principal causa de internamento. Contudo, o seu uso prolongado assume-se atualmente como um problema real, associado ao desenvolvimento de complicações multissistémicas, que levam ao declínio da capacidade funcional e diminuição da qualidade de vida, com expressão no aumento de tempo de internamento e das taxas de morbilidade e mortalidade. O presente relatório de estágio tem como objetivo evidenciar o desenvolvimento de competências especializadas na área de Enfermagem de Reabilitação, no cuidado à pessoa sob ventilação invasiva. Neste contexto, o Enfermeiro Especialista em Enfermagem de Reabilitação detém competências que lhe permitem implementar planos de cuidados multidimensionais, centrados na pessoa e família, que visem particularmente as alterações respiratórias e neuromusculares, com o objetivo de prevenir, minimizar e controlar eventuais complicações, melhorar a capacidade funcional e adaptar ao défice residual. O processo crítico e reflexivo das competências específicas de Enfermeiro Especialista de Enfermagem de Reabilitação desenvolvidas neste percurso, foi norteado pela Teoria Geral do Défice de Autocuidado de Dorothea Orem, bem como por uma revisão narrativa da literatura. As experiências vivenciadas na Unidade de Cuidados Intensivos Neurocríticos e Equipa de Cuidados Continuados Integrados, permitiram a realização de um conjunto de atividades que deu resposta ao objetivo delineado.


This internship report contains the description and reflective analysis regarding the route of development of specialized competences of Rehabilitation Nursing, performed during the rendering of care to the person experiencing complex processes of healthdisease, namely to the person placed under invasive mechanical ventilation. During the last few years, the aging of the population and the increase in chronical illnesses, allied to scientific development, has led to an increasing need for intensive care, the recourse to invasive mechanical ventilation being the principal cause of inpatient treatment. Currently, its prolonged use assumes itself as a real problem, associated to the development of multisystemic complications, which lead to the decline of functional capacity and decrease of quality of life, which is expressed in the increase of time spent in inpatient treatment and in morbidity and mortality rates. This internship report aims to highlight the development of specialized skills in the area of Rehabilitation Nursing in the care of the person under invasive ventilation. In this context, the Rehabilitation Nursing Specialist Nurse possesses capabilities which allow them to implement multidimensional care plans, centered on the person and their family, particularly contemplating respiratory and neuromuscular alterations, with the goal of preventing, minimizing and controlling eventual complications, bettering functional capacity and adapting to the residual deficit. The critical and reflexive process of the specific competences of the Rehabilitation Nursing Specialist Nurse developed in this course was guided by the General Theory of Deficit of Self-Care by Dorothea Orem, as well as by a narrative revision of the literature. The experiences lived in the Neurocritical Intensive Care Unit and the Team of Integrated Continual Care has allowed for the performance of a number of activities that met the outlined goals.


Assuntos
Respiração Artificial/efeitos adversos , Respiração Artificial/enfermagem , Desmame do Respirador/enfermagem , Enfermagem em Reabilitação , Papel do Profissional de Enfermagem
9.
Physis (Rio J.) ; 33: e33090, 2023.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1529148

RESUMO

Resumo A inexistência ou escassez de uma abordagem mais complexa da amamentação nos materiais oficiais de promoção ao aleitamento materno foi o mote do projeto de pesquisa que investigou percepções maternas sobre o ato de amamentar seus bebês e o processo de desmame e suas implicações para elas, seus filhos e famílias. Este artigo apresenta resultados da pesquisa citada, com base na análise de entrevistas com mulheres que desmamaram há, no máximo, dois anos. As experiências das mulheres são afetadas por modelos de maternidade contidos nos discursos oficiais pró-aleitamento materno e na mídia. Compartilhar aspectos raramente abordados ou silenciados nesses discursos permitiu que elas ressignificassem a experiência de amamentação, deslocando seus sentidos e, em alguma medida, transformando-os.


Abstract The absence or insufficiency of a more complex approach to breastfeeding in official breastfeeding promotion materials induced the research project that investigated maternal perceptions about the act of breastfeeding their babies and the weaning process and its implications for them, their children and families. This article presents the results of the aforementioned research, based on the analysis of interviews with women who weaned a maximum of two years ago. Women's experiences are affected by models of motherhood asserted by official discourses for breastfeeding and those that appear in the media. Sharing subjects seldom addressed or silenced in these discourses have helped them to reframe the breastfeeding experience, displacing their meanings and, to some extent, transforming them.

10.
Cogitare Enferm. (Online) ; 28: e84086, 2023. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1421310

RESUMO

RESUMO Objetivo: verificar a associação entre variáveis sociodemográficas, antecedentes obstétricos, gestação atual e puerpério à autoeficácia em amamentar. Método: estudo transversal, realizado no sudoeste maranhense do Brasil, entre os meses de outubro de 2020 a julho de 2021 com a participação de 240 puérperas, utilizando-se a Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form. Realizaram-se análise descritiva, possíveis associações, modelos de regressão logística simples e múltiplos. Resultados: 83,3% apresentaram alta autoeficácia em amamentar, 46,7% tinham entre 26 e 35 anos, 81,2% eram casadas ou estavam em união estável, 94,2% amamentaram na primeira hora de vida, 37,9% receberam orientação sobre amamentação na Unidade Básica e 84,2% ofertaram somente leite materno para o recém-nascido na maternidade, sendo esses fatores associados à alta autoeficácia em amamentar (p<0,05). Conclusão: a pesquisa contribuiu para orientar os profissionais de saúde a prestar assistência de qualidade superior à gestante, puérpera e lactante, com o objetivo de aumentar a autoeficácia em amamentar, identificando, dentre tais mulheres, àquelas que necessitam de maior apoio.


ABSTRACT Objective: to verify the association between sociodemographic variables, obstetric history, current pregnancy, and puerperium with breastfeeding self-efficacy. Method: cross-sectional study conducted in southwestern Maranhão, Brazil, between October 2020 and July 2021 with the participation of 240 postpartum women, using the Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form. Descriptive analysis, possible associations, simple and multiple logistic regression models were performed. Results: 83.3% had high breastfeeding self-efficacy, 46.7% were between 26 and 35 years old, 81.2% were married or in a stable union, 94.2% breastfed in the first hour of life, 37.9% received orientation on breastfeeding in the Primary Health Care Unit, and 84.2% offered only breast milk to the newborn in the maternity hospital. These factors were associated with high breastfeeding self-efficacy (p<0.05). Conclusion: The research contributed to guide health professionals to provide superior quality care to pregnant and postpartum women and lactating mothers, aiming to increase breastfeeding self-efficacy, identifying, among these women, those who need more support.


RESUMEN Objetivo: verificar la asociación entre las variables sociodemográficas, los antecedentes obstétricos, la gestación actual y el puerperio con la autoeficacia en amamantar. Método: estudio transversal, realizado en el sudoeste maranhense de Brasil, entre los meses de octubre de 2020 a julio de 2021 con la participación de 240 puérperas, utilizando el Breastfeeding Self-Efficacy Scale - Short Form. Se realizaron análisis descriptivos, posibles asociaciones y modelos de regresión logística simple y múltiple. Resultados: El 83,3% mostró una alta autoeficacia para la lactancia materna, el 46,7% tenía entre 26 y 35 años, el 81,2% estaba casada o en unión estable, el 94,2% dio el pecho en la primera hora de vida, el 37,9% recibió orientación sobre la lactancia materna en la Unidad de Atención Primaria y el 84,2% ofreció sólo leche materna al recién nacido en la maternidad, asociándose estos factores con una alta autoeficacia para la lactancia materna (p<0,05). Conclusión: la investigación contribuyó a orientar a los profesionales de la salud a prestar asistencia de calidad superior a gestantes, puérperas y lactantes, con el objetivo de aumentar la autoeficacia en el amamantamiento, identificando, entre estas mujeres, a las que necesitan un mayor apoyo.

11.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 27: e20220124, 2023. tab
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1421442

RESUMO

Resumo Objetivo avaliar a confiabilidade da Escala Interativa de Amamentação. Método estudo metodológico, que seguiu a terceira etapa do método de Pasquali para elaboração de escalas, desenvolvido com 216 puérperas, em hospital universitário da região Sudeste do Brasil. Para avaliação da confiabilidade, foram utilizados o percentual de concordância (pa) acima de 80%, o Kappa ponderado (Kp), a second-order agreement coefficient (AC2) de Gwet e o alfa de Cronbach. Resultados o percentual de concordância dos itens foi de 83,33%; o valor global do alfa de Cronbach foi de 0,67; o coeficiente AC2 com ponderações quadrática e linear obteve a confiabilidade quase perfeita. Conclusão e implicação para a prática a avaliação da confiabilidade da Escala Interativa de Amamentação foi alta, e foi confirmada pelos resultados que asseguram a qualidade do instrumento na população estudada, mostrando-se um instrumento confiável e válido para avaliar os fatores que interferem na interação mãe-filho durante a amamentação.


Resumen Objetivo evaluar la confiabilidad de la Escala Interactiva de Lactancia Materna. Método estudio metodológico, que siguió el tercer paso del método Pasquali para la elaboración de escalas, desarrollado con 216 puérperas, en un hospital universitario de la región Sureste de Brasil. Para evaluar la confiabilidad, se utilizaron el porcentaje de concordancia (pa) por encima del 80%, el Kappa ponderado (Kp), el coeficiente de concordancia de segundo orden (AC2) de Gwet y el alfa de Cronbach. Resultados el porcentaje de concordancia fue del 83,33%; el valor global del alfa de Cronbach fue de 0,67; el coeficiente AC2 con pesos cuadráticos y lineales obtuvo una confiabilidad casi perfecta. Conclusión e implicación para la práctica la evaluación de la confiabilidad de la Escala Interactiva de Lactancia Materna fue alta, y fue confirmada por los resultados que aseguran la calidad del instrumento en la población estudiada, demostrando ser un instrumento confiable y válido para evaluar los factores que interfieren en la interacción madre-hijo durante la lactancia.


Abstract Objective to assess the Interactive Breastfeeding Scale reliability. Method a methodological study that followed the third stage of Pasquali's method for the elaboration of scales, carried out with 216 postpartum women at a university hospital in southeastern Brazil. To assess reliability, percentage of agreement (pa) above 80%, the weighted Kappa (Kp), Gwet's second-order agreement coefficient (AC2) and Cronbach's alpha were used. Results the percentage of agreement was 83.33%; the overall Cronbach's alpha value was 0.67; the AC2 coefficient with quadratic and linear weights obtained near-perfect reliability. Conclusion and implication for practice the Interactive Breastfeeding Scale reliability assessment was high, and it was confirmed by the results that ensure instrument quality in the population studied, proving to be a reliable and valid instrument to assess factors that interfere in the mother-child interaction while breastfeeding.


Assuntos
Humanos , Feminino , Recém-Nascido , Adulto , Teoria de Enfermagem , Aleitamento Materno , Saúde Materno-Infantil , Alojamento Conjunto , Desmame , Período Pós-Parto , Relações Mãe-Filho
12.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 27(5): 2370-2389, 2023.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1434198

RESUMO

Objetivo: avaliar a experiência de mães residentes em município paraibano sobre aleitamento materno. Método: nota prévia de um projeto guarda-chuva, de corte transversal, realizado com 252 mães, através de questionário virtual, por meio do Google Forms. Resultados: a principal motivação para continuidade do aleitamento materno exclusivo foi vínculo entre mãe e filho (23,4%) e a principal barreira foi o retorno ao trabalho (16,8%). Os três principais recursos de ingestão que provocaram a percepção do aumento do aleitamento materno foram sucos cítricos (21,2%), água (19,5%) e frutas diversas (7%). A maioria ingeriu até dois litros de água (46,4%), a substância mais eliciada para favorecer o volume de leite foi a tintura de algodoeiro (12,3%) e o método mais referido para aumento da produção foi a ordenha manual (63,6%), sendo problemas emocionais (40,5%) o maior motivo para a redução do leite. Sobre a ingestão de alimentos que porventura poderiam provocar gases, foram chocolate (27,6%), refrigerante (17,6%) e café (15%) os mais eliciados. Conclusão: acredita-se que este estudo traz contribuições a área materno-neonatal, bem como aos profissionais de saúde, pois incita o debate acerca dessa temática, de maneira que possibilita a ampliação do conhecimento e permita uma reflexão sobre as ações de promoção e apoio a amamentação, em busca da intersetorialidade e interdisciplinaridade, visando a redução nas taxas de desmame precoce.


Objective: to evaluate the experience of mothers living in a municipality in Paraíba regarding breastfeeding. Method: previous note of an umbrella project, cross- sectional, carried out with 252 mothers, through a virtual questionnaire, using Google Forms. Results: the main motivation for continuing exclusive breastfeeding was the bond between mother and child (23.4%) and the main barrier was returning to work (16.8%). The three main intake resources that caused the perception of increased breastfeeding were citrus juices (21.2%), water (19.5%) and various fruits (7%). The majority ingested up to two liters of water (46.4%), the most elicited substance to favor milk volume was cotton dye (12.3%) and the most mentioned method for increasing production was manual milking ( 63.6%), with emotional problems (40.5%) being the main reason for reducing milk. Regarding the intake of foods that could possibly cause gas, chocolate (27.6%), soda (17.6%) and coffee (15%) were the most elicited. Conclusion: it is believed that this study brings contributions to the maternal-neonatal area, as well as to health professionals, as it encourages the debate on this theme, in a way that allows the expansion of knowledge and allows a reflection on the promotion and support actions breastfeeding, in search of intersectoriality and interdisciplinarity, aiming at reducing early weaning rates.


Objetivo: evaluar la experiencia de las madres residentes en un municipio de Paraíba sobre la lactancia materna. Método: nota previa de un proyecto paraguas, transversal, realizado con 252 madres, a través de un cuestionario virtual, utilizando Google Forms. Resultados: la principal motivación para continuar con la lactancia materna exclusiva fue el vínculo madre-hijo (23,4%) y la principal barrera fue la reincorporación al trabajo (16,8%). Los tres principales recursos de ingesta que provocaron la percepción de aumento de la lactancia materna fueron los jugos de cítricos (21,2%), el agua (19,5%) y las frutas diversas (7%). La mayoría ingirió hasta dos litros de agua (46,4%), la sustancia más elicitada para favorecer el volumen de leche fue el tinte de algodón (12,3%) y el método más mencionado para aumentar la producción fue el ordeño manual (63,6%), con problemas emocionales (40,5%). %) siendo la principal razón para reducir la leche. En cuanto a la ingesta de alimentos que posiblemente puedan causar gases, el chocolate (27,6%), las gaseosas (17,6%) y el café (15%) fueron los más elicitados. Conclusión: se cree que este estudio trae contribuciones para el área materno- neonatal, así como para los profesionales de la salud, una vez que incentiva el debate sobre este tema, de manera que permite la ampliación del conocimiento y posibilita una reflexión sobre la promoción y acciones de apoyo a la lactancia materna, en busca de la intersectorialidad y la interdisciplinariedad, con el objetivo de reducir las tasas de destete precoz.

13.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 27(4): 1715-1730, 2023.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1427714

RESUMO

Introdução: A prevalência do aleitamento materno exclusivo (AME) no Brasil permanece aquém do recomendado pela Organização Mundial da Saúde, principalmente no Nordeste. Destaca-se o papel da Atenção Primária à Saúde (APS), imprescindível para a manutenção do AME. Em 2020, entretanto, a APS de Fortaleza deixou de realizar parte de suas funções devido à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o que pode ter causado prejuízos ainda não identificados para o AME. Objetivo: Avaliar se houve mudanças na duração do AME durante a pandemia de COVID-19 em um território adscrito a uma Equipe de Saúde da Família (ESF) em Fortaleza. Métodos: Estudo observacional, transversal e quantitativo, pela revisão de prontuários das crianças assistidas pela equipe da ESF Lagamar 1, nascidas de setembro de 2018 a junho de 2019 (grupo pré-pandêmico) e de setembro de 2019 a junho de 2020 (grupo pandêmico). Os prontuários permitiram estabelecer a mediana das variáveis: duração do AME, número de consultas de puericultura até os seis meses de idade e de pré-natal durante a gestação, idade e paridade maternas e realizar a comparação entre os grupos. Resultados: Foram analisados 39 prontuários, sendo dois retirados do estudo por critérios de exclusão. Dos remanescentes, 15 (40,54%) pertenciam ao grupo pré- pandêmico e 22 (59,46%) ao pandêmico. A mediana do tempo de duração do AME foi de 2 meses e 1,5 mês, respectivamente. Houve redução ainda da mediana da idade materna (de 25 para 21 anos) e da paridade da nutriz (de dois para 1,5) entre os grupos. Além disso, durante o período pandêmico, 12 crianças já não estavam em AME no primeiro contato com a ESF. Conclusões: Houve redução na duração mediana do AME na ESF do Lagamar durante a pandemia de COVID-19. Contudo, o presente estudo teve limitações, como o pequeno tamanho da amostra. É necessária, portanto, a realização de outros estudos para fornecer evidências robustas e explicações acerca dos resultados encontrados para as variáveis.


Introduction: The prevalence of exclusive breastfeeding (EBF) in Brazil remains below that recommended by the World Health Organization, especially in the Northeast. The role of Primary Health Care (PHC) is highlighted, essential for maintaining EBF. In 2020, however, the PHC in Fortaleza ceased to carry out its functions due to the new coronavirus (COVID-19) pandemic, which may have caused unidentified damage to the EBF. Objective: Assess whether there were changes in the duration of EBF during the COVID-19 pandemic in a territory assigned to a Family Health Team (FHT) in Fortaleza. Methods: Observational, cross-sectional and quantitative study, by reviewing the medical records of children assisted by the FHT Lagamar 1 team, born from September 2018 to June 2019 (pre-pandemic group) and from September 2019 to June 2020 (pandemic group). The medical records allowed establishing the median of the variables: duration of EBF, number of childcare consultations up to six months of age and prenatal care during pregnancy, maternal age and parity, and comparison between groups. Results: A total of 39 medical records were analyzed, two of which were removed from the study due to exclusion criteria. Of the remainder, 15 (40.54%) belonged to the pre- pandemic group and 22 (59.46%) to the pandemic. The median duration of EBF was 2 months and 1.5 months, respectively. There was also a reduction in the median maternal age (from 25 to 21 years) and the mother's parity (from two to 1.5) between groups. In addition, during the pandemic period, 12 children were no longer on EBF at the first contact with the FHT. Conclusions: There was a reduction in the median duration of EBF at the Lagamar FHT during the COVID-19 pandemic. However, the present study had limitations, such as the small sample size. It is therefore necessary to carry out other studies to provide robust evidence and explanations about the results found for the variables.


Introducción: La prevalencia de lactancia materna exclusiva (LME) en Brasil se mantiene por debajo de lo recomendado por la Organización Mundial de la Salud, especialmente en el Nordeste. Se destaca el papel de la Atención Primaria de Salud (APS), esencial para el mantenimiento de la LME. Sin embargo, en 2020, la APS de Fortaleza dejó de ejercer sus funciones debido a la nueva pandemia de coronavirus (COVID-19), que puede haber causado daños no identificados a la LME. Objetivo: Evaluar si hubo cambios en la duración de la FEB durante la pandemia de COVID-19 en un territorio asignado a un Equipo de Salud de la Familia (ESF) en Fortaleza. Método: Estudio observacional, transversal y cuantitativo, mediante la revisión de las historias clínicas de los niños atendidos por el equipo FHT Lagamar 1, nacidos de septiembre de 2018 a junio de 2019 (grupo prepandémico) y de septiembre de 2019 a junio de 2020 (grupo pandémico). Las historias clínicas permitieron establecer la mediana de las variables: duración de la FEB, número de consultas de puericultura hasta los seis meses de edad y cuidados prenatales durante el embarazo, edad materna y paridad, y comparación entre grupos. Resultados: Se analizaron 39 historias clínicas, dos de las cuales fueron eliminadas del estudio por criterios de exclusión. Del resto, 15 (40,54%) pertenecían al grupo prepandémico y 22 (59,46%) al pandémico. La duración media de la FEB fue de 2 meses y 1,5 meses, respectivamente. También hubo una reducción de la mediana de la edad materna (de 25 a 21 años) y de la paridad de la madre (de 2 a 1,5) entre los grupos. Además, durante el periodo pandémico, 12 niños dejaron de recibir LME en el primer contacto con el FHT. Conclusiones: Durante la pandemia de COVID-19 se produjo una reducción de la mediana de duración de la LME en el FHT de Lagamar. Sin embargo, el presente estudio tuvo limitaciones, como el pequeño tamaño de la muestra. Por lo tanto, es necesario llevar a cabo otros estudios para proporcionar pruebas sólidas y explicaciones sobre los resultados encontrados para las variables.

14.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1431253

RESUMO

Abstract Objectives: to verify the prevalence of breastfeeding and the children's nutritional status of indigenous origin up to two years of age in the triple frontier region: Brazil, Argentina and Paraguay. Methods: data from the Sistema de Vigilância Nutricional e Alimentar Indígena (Indigenous Food and Nutrition Surveillance System) were analyzed, being a cross-sectional and descriptive study. The survey was carried out in 2018, with data referring to 2017. Registrations of indigenous children of both sexes,aged zero to two years old were included. Data were extracted from the indigenous children's follow-up map. The prevalence of breastfeeding and complementary feeding was evaluated. Results: the prevalence of exclusive breastfeeding in children under six months of age was 93.4% and complementary breastfeeding was 6.5%. The prevalence of complementary breastfeeding after six months was 71.6% and exclusive breastfeeding after six months was 28.3%. Regarding social benefits, 30.3% of the families accumulated two types of social benefits. Conclusions: the prevalence of exclusive breastfeeding was high and surpassed the national prevalence in the first semester of life, there was no early weaning.


Resumo Objetivos: verificar a prevalência do aleitamento materno e estado nutricional de crianças de origem indígena até dois anos de idade na região de tríplice fronteira: Brasil, Argentina e Paraguai. Métodos: foram analisados dados do Sistema de Vigilância Nutricional e Alimentar Indígena, sendo um estudo transversal e descritivo. A pesquisa foi realizada em 2018, com dados referentes à 2017. Foram incluídos registros de crianças indígenas de zero a dois anos de idade, de ambos os sexos. Os dados foram extraídos do mapa de acompanhamento de crianças indígenas. Foi avaliada a prevalência do aleitamento materno e alimentação complementar. Resultados: a prevalência de aleitamento materno exclusivo em menores de seis meses foi de 93,4% e do aleitamento materno complementado foi de 6,5%. A prevalência do aleitamento materno complementado após seis meses foi de 71,6% e do aleitamento materno exclusivo após seis meses foi de 28,3%. Com relação à classificação de peso para a idade, 80,5% dos registros mostraram crianças com peso adequado para a idade. Em relação aos benefícios sociais, 30,3% das famílias acumulavam dois tipos de benefícios sociais. Conclusões: a prevalência de aleitamento materno exclusivo foi alta e superam prevalência nacional no primeiro semestre de vida, não houve desmame precoce.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Aleitamento Materno/estatística & dados numéricos , Estado Nutricional , Saúde de Populações Indígenas , Nutrição do Lactente , Povos Indígenas , Paraguai/epidemiologia , Argentina/epidemiologia , Desmame , Brasil/epidemiologia , Inquéritos Epidemiológicos , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente
15.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1431259

RESUMO

Abstract Objectives: to identify the sociodemographic, obstetric, and breastfeeding factors associated with early weaning in a human milk bank. Methods: data from maternal and child evaluation forms of women assisted at the human milk bank of the Federal University of Maranhão university hospital in 2016, 2017 and 2018 were compiled. Results: of the 1,276 forms evaluated, 1,275 (99.9%) had information about early weaning (outcome variable), which was identified in 30.6% of assisted pairs. The frequency of early weaning was higher among mothers who had already breastfed (169-31%) [p=0.0235, OR=4.03; CI95%=1.21-13.46] and among mothers who had "household" occupation (204-36%) [p<0.0001, OR=1.58, CI95%=1.24-2.00]. The other independent variables evaluated did not show significant association (p>0.05). Conclusions: among the evaluated characteristics, only maternal occupation and previous breastfeeding experience were associated with early weaning.


Resumo Objetivos: avaliar a associação de variáveis sociodemográficas, obstétricas e de aleitamento materno com o desmame precoce em um banco de leite humano. Métodos: foram compilados dados das fichas de avaliação materno-infantil de mulheres atendidas no banco de leite humano do hospital universitário da Universidade Federal do Maranhão em 2016, 2017 e 2018. Resultados: das 1.276 fichas avaliadas, 1.275 (99,9%) tinham informações sobre desmame precoce (variável de desfecho), que foi identificado em 30,6% dos pares atendidos. A frequência de desmame precoce foi maior entre as mães que já amamentaram (169-31%) [p=0,0235, OR=4,03; IC95%=1,21-13,46] e entre aquelas que tinham ocupação "do lar" (204-36%) [p<0,0001, OR:1,58, IC95%=1,24-2,00]. As demais variáveis independentes avaliadas não apresentaram associação significativa (p>0,05). Conclusões: entre as características avaliadas, apenas a ocupação da mãe e a experiência previa de amamentação associaram-se ao desmame precoce.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Desmame , Aleitamento Materno/estatística & dados numéricos , Bancos de Leite Humano , Atenção Primária à Saúde , Brasil , Continuidade da Assistência ao Paciente , Fatores Sociodemográficos , Hospitais Universitários
16.
Crit. Care Sci ; 35(2): 168-176, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1448091

RESUMO

ABSTRACT Objective: We hypothesized that the use of mechanical insufflation-exsufflation can reduce the incidence of acute respiratory failure within the 48-hour post-extubation period in intensive care unit-acquired weakness patients. Methods: This was a prospective randomized controlled open-label trial. Patients diagnosed with intensive care unit-acquired weakness were consecutively enrolled based on a Medical Research Council score ≤ 48/60. The patients randomly received two daily sessions; in the control group, conventional chest physiotherapy was performed, while in the intervention group, chest physiotherapy was associated with mechanical insufflation-exsufflation. The incidence of acute respiratory failure within 48 hours of extubation was evaluated. Similarly, the reintubation rate, intensive care unit length of stay, mortality at 28 days, and survival probability at 90 days were assessed. The study was stopped after futility results in the interim analysis. Results: We included 122 consecutive patients (n = 61 per group). There was no significant difference in the incidence of acute respiratory failure between treatments (11.5% control group versus 16.4%, intervention group; p = 0.60), the need for reintubation (3.6% versus 10.7%; p = 0.27), mean length of stay (3 versus 4 days; p = 0.33), mortality at Day 28 (9.8% versus 15.0%; p = 0.42), or survival probability at Day 90 (21.3% versus 28.3%; p = 0.41). Conclusion: Mechanical insufflation-exsufflation combined with chest physiotherapy seems to have no impact in preventing postextubation acute respiratory failure in intensive care unit-acquired weakness patients. Similarly, mortality and survival probability were similar in both groups. Nevertheless, given the early termination of the trial, further clinical investigation is strongly recommended. Clinical Trials Register: NCT 01931228


RESUMO Objetivo: Verificar se o uso de insuflação-exsuflação mecânica pode reduzir a incidência da insuficiência respiratória aguda no período de 48 horas pós-extubação em pacientes com fraqueza adquirida em unidades de terapia intensiva. Métodos: Estudo prospectivo, randomizado, controlado e aberto. Os pacientes diagnosticados com fraqueza adquirida em unidade de terapia intensiva foram incluídos consecutivamente, com base em uma pontuação do Medical Research Council ≤ 48/60. Os pacientes receberam aleatoriamente duas sessões diárias; no grupo controle, realizou-se fisioterapia torácica convencional, enquanto no grupo intervenção, combinou-se fisioterapia torácica com insuflação-exsuflação mecânica. Avaliou-se a incidência de insuficiência respiratória aguda dentro de 48 horas após a extubação. Da mesma forma, avaliaram-se a taxa de reintubação, o tempo de permanência na unidade de terapia intensiva, a mortalidade aos 28 dias e a probabilidade de sobrevida aos 90 dias. O estudo foi interrompido após resultados de futilidade na análise intermediária. Resultados: Incluímos 122 pacientes consecutivos (n = 61 por grupo). Não houve diferença significativa na incidência de insuficiência respiratória aguda entre os tratamentos (11,5% no grupo controle versus 16,4% no grupo intervenção; p = 0,60), na necessidade de reintubação (3,6% versus 10,7%; p = 0,27), no tempo médio de internação (3 versus 4 dias; p = 0,33), na mortalidade aos 28 dias (9,8% versus 15,0%; p = 0,42) ou na probabilidade de sobrevida aos 90 dias (21,3% versus 28,3%; p = 0,41). Conclusão: A insuflação-exsuflação mecânica associada à fisioterapia torácica parece não ter impacto na prevenção da insuficiência respiratória aguda pós-extubação em pacientes com fraqueza adquirida na unidade de terapia intensiva. Da mesma forma, a mortalidade e a probabilidade de sobrevida foram semelhantes em ambos os grupos. No entanto, devido ao término precoce do estudo, recomenda-se enfaticamente uma investigação clínica mais aprofundada. Registro Clinical Trials: NCT 01931228

17.
Crit. Care Sci ; 35(2): 163-167, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1448097

RESUMO

ABSTRACT Objective: To assess the outcome of extubation in COVID-19 patients and the use of noninvasive ventilation in the weaning process. Methods: This retrospective, observational, single-center study was conducted in COVID-19 patients aged 18 years or older who were admitted to an intensive care unit between April 2020 and December 2021, placed under mechanical ventilation for more than 48 hours and progressed to weaning. Early extubation was defined as extubation without a spontaneous breathing trial and immediate use of noninvasive ventilation after extubation. In patients who underwent a spontaneous breathing trial, noninvasive ventilation could be used as prophylactic ventilatory assistance when started immediately after extubation (prophylactic noninvasive ventilation) or as rescue therapy in cases of postextubation respiratory failure (therapeutic noninvasive ventilation). The primary outcome was extubation failure during the intensive care unit stay. Results: Three hundred eighty-four extubated patients were included. Extubation failure was observed in 107 (27.9%) patients. Forty-seven (12.2%) patients received prophylactic noninvasive ventilation. In 26 (6.8%) patients, early extubation was performed with immediate use of noninvasive ventilation. Noninvasive ventilation for the management of postextubation respiratory failure was administered to 64 (16.7%) patients. Conclusion: We found that COVID-19 patients had a high rate of extubation failure. Despite the high risk of extubation failure, we observed low use of prophylactic noninvasive ventilation in these patients.


RESUMO Objetivo: Avaliar o desfecho da extubação em pacientes com COVID-19 e o uso da ventilação não invasiva no processo de desmame. Métodos: Este estudo retrospectivo, observacional e unicêntrico foi realizado em pacientes com COVID-19 com 18 anos ou mais, internados em uma unidade de terapia intensiva entre abril de 2020 e dezembro de 2021, colocados sob ventilação mecânica por mais de 48 horas com progressão para o desmame. A extubação precoce foi definida como a extubação sem um teste de ventilação espontânea e com uso imediato de ventilação não invasiva após a extubação. Em pacientes submetidos a um teste de ventilação espontânea, a ventilação não invasiva poderia ser usada como assistência ventilatória profilática, quando iniciada imediatamente após a extubação (ventilação não invasiva profilática), ou como terapia de resgate em casos de insuficiência respiratória pós-extubação (ventilação não invasiva terapêutica). O desfecho primário foi falha de extubação durante a internação na unidade de terapia intensiva. Resultados: Foram incluídos 384 pacientes extubados. A falha de extubação foi observada em 107 (27,9%) pacientes. Quarenta e sete (12,2%) pacientes receberam ventilação não invasiva profilática. Em 26 (6,8%) pacientes, a extubação precoce foi realizada com o uso imediato de ventilação não invasiva. A ventilação não invasiva para o manejo da insuficiência respiratória pós-extubação foi administrada em 64 (16,7%) pacientes. Conclusão: Os pacientes com COVID-19 apresentaram alta taxa de falha de extubação. Apesar do alto risco de falha de extubação, observamos baixo uso de ventilação não invasiva profilática nesses pacientes.

18.
Rev. gaúch. enferm ; 44: e20220290, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1522034

RESUMO

ABSTRACT Objective: To understand the experiences of mothers with early weaning. Method: Qualitative research with a theoretical-methodological contribution from Grounded Theory (Straussian perspective), carried out in the context of primary health care in a medium-sized municipality in the northeast of Brazil. 19 collaborators participated by theoretical sampling. Data collection took place between April and September 2018, with in-depth interviews, and was analyzed in three stages: open and axial coding, and integration. Results: The central category "Women experiencing guilt and overload due to early weaning" was supported by three categories: a) conditions: "Showing the factors that limit breastfeeding"; b) actions/interactions: "Trying to balance motherhood and work during breastfeeding" and "Insufficient social support to keep exclusive breastfeeding"; and c) consequences: "Introducing formula and complementary foods before six months" and "Blaming oneself for the early weaning". Final considerations: The theoretical model can give support to managers and health professionals to advocate for longer maternity leaves and confront gender disparities and inequities, professional performance with conflicts of interest, and abusive marketing regarding the use of formula.


RESUMEN Objetivo: Comprenderlas experiencias de las madres enel destete precoz. Método: Teoría fundamentada em losdatos. La muestra teórica estuvo compuesta por 19 participantes: madres, familiares y profesionales de la salud de una Unidad Básica de Salud de la región Nordeste de Brasil. La recolección de datos ocurrió de abril a septiembre de 2018, con entrevistas enprofundidad, analizadas a través de codificación abierta, axial y de integración. Resultados: Emergió la categoría central "La mujer experimentando culpa y sobrecarga por el destete precoz", sustentada entres categorías: a) condicionantes: "revelando las limitaciones para lalactancia materna"; b) acciones/interacciones: "intentar conciliar la lactancia materna con la práctica profesional" y "recibir apoyo social insuficiente para mantener la lactancia materna exclusiva"; y c) consecuencias: "introducir fórmulas infantiles y alimentación complementaria antes de los seis meses de edad y culpabilizarse por el destete precoz". Consideraciones finales: Las madres experimentaron la falta de una red de apoyo, la insuficiencia del tiempo de licencia por maternidad y el sentimiento de culpa.


RESUMO Objetivo: Compreender vivências de mães no desmame precoce. Método: Estudo qualitativo orientado pelo referencial metodológico da teoria fundamentada nos dados. A amostragem teórica foi composta por 19 participantes: mães, familiares e profissionais da saúde de uma Unidade Básica de Saúde, todos da Região Nordeste, Brasil. A coleta de dados ocorreu de abril a setembro de 2018, com entrevistas individuais em profundidade, analisadas por meio da codificação aberta, axial e de integração. Resultados: Emergiu o fenômeno "A mulher vivenciando a culpa e a sobrecarga pelo desmame precoce", sustentado por cinco categorias inter-relacionadas. Considerações finais: As mães vivenciaram a carência da rede de apoio, a insuficiência do tempo da licença-maternidade e o sentimento de culpa.

19.
J. bras. pneumol ; 49(4): e20230131, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1514417

RESUMO

ABSTRACT Objective: To identify factors associated with prolonged weaning and mortality in critically ill COVID-19 patients admitted to ICUs and under invasive mechanical ventilation. Methods: Between March of 2020 and July of 2021, we retrospectively recorded clinical and ventilatory characteristics of critically ill COVID-19 patients from the day of intubation to the outcome. We classified the patients regarding the weaning period in accordance with established criteria. A logistic regression analysis was performed to identify variables associated with prolonged weaning and mortality. Results: The study involved 303 patients, 100 of whom (33.0%) had a prolonged weaning period. Most of the patients were male (69.6%), 136 (44.8%) had more than 50% of pulmonary involvement on chest CT, and 93 (30.6%) had severe ARDS. Within the prolonged weaning group, 62% died within 60 days. Multivariate analysis revealed that lung involvement greater than 50% on CT and delay from intubation to the first separation attempt from mechanical ventilation were significantly associated with prolonged weaning, whereas age and prolonged weaning were significantly associated with mortality. Conclusions: Prolonged weaning can be used as a milestone in predicting mortality in critically ill COVID-19 patients. Lung involvement greater than 50% on CT and delay from intubation to the first separation attempt from mechanical ventilation were identified as significant predictors of prolonged weaning. These results might provide valuable information for healthcare professionals when making clinical decisions regarding the management of critically ill COVID-19 patients who are on mechanical ventilation.


RESUMO Objetivo: Identificar fatores associados ao desmame prolongado e à mortalidade em pacientes críticos com COVID-19 admitidos em UTI e sob ventilação mecânica invasiva. Métodos: Entre março de 2020 e julho de 2021, registramos retrospectivamente as características clínicas e ventilatórias de pacientes críticos com COVID-19 desde o dia da intubação até o desfecho. Os pacientes foram classificados quanto ao período de desmame de acordo com critérios estabelecidos. Foi realizada análise de regressão logística para identificar variáveis associadas ao desmame prolongado e à mortalidade. Resultados: O estudo incluiu 303 pacientes, 100 dos quais (33,0%) apresentaram período de desmame prolongado. A maioria dos pacientes era do sexo masculino (69,6%), 136 (44,8%) apresentaram mais de 50% de acometimento pulmonar na TC de tórax, e 93 (30,6%) apresentaram SDRA grave. No grupo desmame prolongado, 62% foram a óbito em 60 dias. A análise multivariada revelou que o acometimento pulmonar maior que 50% na TC e a demora na primeira tentativa de retirada da ventilação mecânica após a intubação apresentaram associação significativa com o desmame prolongado, enquanto a idade e o desmame prolongado apresentaram associação significativa com a mortalidade. Conclusões: O desmame prolongado pode ser utilizado como marco na predição de mortalidade em pacientes críticos com COVID-19. O acometimento pulmonar maior que 50% na TC e a demora na primeira tentativa de retirada da ventilação mecânica após a intubação foram identificados como preditores significativos de desmame prolongado. Esses resultados podem fornecer informações valiosas para os profissionais de saúde na tomada de decisões clínicas sobre o manejo de pacientes críticos com COVID-19 e em ventilação mecânica.

20.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1524038

RESUMO

Objetivo: analisar a intenção materna de amamentar entre gestantes e os fatores associados. Método: estudo transversal, desenvolvido com mulheres a partir da 20ª semana de gestação. Utilizou-se formulário com variáveis sociodemográficas e gestacionais e a versão brasileira da Infant Feeding Intentions Scale. Adotaram-se testes não paramétricos de Man-Whitney e Kruskal-Wallis. Resultados: participaram do estudo 97 gestantes com escore médio da escala de 13,68. O menor escore foi entre as gestantes que não receberam orientação sobre aleitamento materno exclusivo no pré-natal. A proporção de mulheres que pretendia amamentar sem o uso de outros leites aos um, três e seis meses foi decrescente. Conclusão: as intenções de amamentar foram fortes entre as gestantes, porém, decresceram ao longo dos meses, o que pode afetar a concretização e a manutenção da amamentação na prática. Reforça-se a importância de intervenções educativas de forma contínua visando a redução do desmame precoce


Objectives: to analyze maternal intention to breastfeed among pregnant women and associated factors. Method: cross-sectional study, developed with women from the 20th week of pregnancy. A form with sociodemographic and gestational variables and the Brazilian version of the Infant Feeding Intentions Scale were used. Non-parametric Man-Whitney and Kruskal-Wallis tests were adopted. Results: 97 pregnant women with an average scale score of 13.68 participated in the study. The lowest score was among pregnant women who did not receive guidance on exclusive breastfeeding during prenatal care. The proportion of women who intended to breastfeed without using other milks at 1, 3 and 6 months was decreasing. Conclusion: the intentions to breastfeed were strong among pregnant women, however, they decrease over the months, which may affect the implementation and maintenance of breastfeeding in practice. The importance of continuous educational interventions aimed at reducing early weaning is reinforced


Objetivos: analizar la intención materna de amamantar en gestantes y los factores asociados. Método: estudio transversal, con mujeres a partir de semana 20 de gestación. Se utilizó un formulario con variables sociodemográficas y gestacionales y la versión brasileña de la Escala de Intenciones de Alimentación Infantil. Se adoptaron las pruebas no paramétricas de Man-Whitney y Kruskal-Wallis. Resultados: Participaron 97 gestantes con una puntuación escalar media de 13,68. El puntaje más bajo fue entre gestantes que no recibieron orientación sobre lactancia materna exclusiva. La proporción de mujeres que pretendían amamantar sin utilizar otras leches al mes, 1, 3 y 6 meses estaba disminuyendo. Conclusión: las intenciones de amamantar fueron fuertes, sin embargo, disminuyen a lo largo de los meses, lo que puede afectar la implementación y mantenimiento de la lactancia materna. Se refuerza la importancia de las intervenciones educativas continuas encaminadas a reducir el destete precoz


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Adulto Jovem , Cuidado Pré-Natal , Desmame , Aleitamento Materno , Saúde da Criança
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...