Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 6 de 6
Filtrar
Mais filtros










Base de dados
Intervalo de ano de publicação
1.
Surg. cosmet. dermatol. (Impr.) ; 11(1): 78-79, Jan.-Mar. 2019.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1008384

RESUMO

Esta carta traz uma reflexão surgida a partir da palestra da professora Fatimata Ly, da University Cheikh Diop de Dakar (África), no último Congresso da Academia Europeia de Dermatologia, em Paris. A professora F. Ly proferiu a palestra Depigmentation: when, where and how. O tom de pele uniforme é um dos critérios de beleza. Esta carta não diz respeito aos pacientes que chegam ao consultório médico e que são cuidadosamente acompanhados e monitorados por dermatologistas criteriosos. Ela quer chamar a atenção para os indivíduos que não chegam aos consultórios, que repetem prescrições de conhecidos ou que mantêm por tempo indefinido uma prescrição realizada por dermatologista numa consulta pontual. Recentemente, participei, de forma anônima, de fóruns de "discussão" na internet de pessoas leigas sobre melasma. A intensidade e a velocidade do compartilhamento em relação àquilo que eles aconselham são expressivas. A criatividade é enorme ao sugerirem usar produtos que podem causar algum dano. Entre os clareadores mais utilizados estão esteroides, hidroquinona, mercúrio e ácidos. Há que se realizar uma campanha de conscientização da população em relação aos perigos de se utilizarem despigmentantes cutâneos sem indicação precisa do médico dermatologista.


This letter is a reflection that arose from the lecture given by Professor Fatimata Ly, from University Cheikh Diop in Dakar (Africa) in the latest Congress of the European Academy of Dermatology and Venereology in Paris. Professor F. Ly gave the lecture "Depigmentation: when, where and how". An even skin tone is one of the criteria for beauty. This letter does not concern those patients that come to our practices and are carefully followed and monitored by discerning dermatologists. She wants to raise attention to those that do not come to our practices, that use prescriptions given to acquaintances, or that use a dermatologist prescription indefinitely, after a single consultation. I was recently part of "discussion" forums over the internet, anonymously, of lay people on melasma. The intensity and speed of sharing of what they recommend using are impressive. They are very creative suggesting the use of products that could cause harm. Among the most used lightening products are steroids, hydroquinone, mercury and acids. There must be an awareness campaign to warn the population regarding the dangers of using skin depigmenting agents without a specific indication by the dermatologist.


Assuntos
Pele , Clareadores
2.
Surg. cosmet. dermatol. (Impr.) ; 8(4): 370-372, out.-dez. 2016. ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-877372

RESUMO

Ocronose exógena é doença cutânea rara, geralmente associada ao uso tópico de hidroquinona. Leva à hiperpigmentação acinzentada ou preto-azulada, devido à deposição dérmica de pigmento ocre. Não existe tratamento padronizado, e as opções terapêuticas são em geral frustrantes. Relatamos o caso de uma paciente com ocronose exógena após uso de hidroquinona, tratada com laser fracionado de CO2 e apresentando resultado bastante satisfatório.


Exogenous Ochronosis is a rare skin disease. It is usually associated with the topical use of hydroquinone, resulting in a grayish or bluish black hyperpigmentation due to dermal deposition of ocher pigment. There is no gold standard treatment and the therapeutic options are generally not effective. We report a case of a patient with exogenous achronosis after use of Hydroquinone, treated with CO2 Laser and showing very good results.

3.
An. bras. dermatol ; 87(4): 633-636, July-Aug. 2012. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-645338

RESUMO

Exogenous ochronosis is a rare, cosmetically disfiguring condition, resulting from the longterm use of topical hydroquinone in treatment of melasma. It manifests as gray-brown or blue-black macules in hydroquinone-exposed regions. The exact incidence of ochronosis is unknown. High rates have been reported in the South African population, and it is rare in the United States. We report the case of a patient who developed exogenous ochronosis while using topical hydroquinone. It is necessary to recognize this disorder at the earliest stage and discontinue hydroquinone immediately, as its treatment is difficult. Sun exposure facilitates the formation of exogenous ochronosis and must be strictly avoided, although it is a practical problem in the tropical climate of Brazil, particularly for those who work outdoors.


Ocronose exógena é uma condição rara, cosmeticamente desfigurante, devido ao uso tópico indiscriminado de hidroquinona para tratamento do melasma. Manifesta-se como máculas marrom-acinzentadas ou preto-azuladas em áreas cutâneas do uso de hidroquinona. A exata incidência de ocronose Exógena é desconhecida. Altos índices têm sido relatados em populações sul-africanas, sendo rara nos Estados Unidos. Relatamos um caso de uma paciente que desenvolveu ocronose Exógena durante uso de hidroquinona para tratamento do melasma. É necessário o reconhecimento dessa patologia no seu estágio precoce e imediata descontinuação da droga, pois seu tratamento é difícil. A exposição solar é um fator precipitante e deve ser estritamente evitada, embora isso seja difícil no clima tropical do Brasil, especialmente para aqueles que trabalham ao ar livre.


Assuntos
Feminino , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Fármacos Dermatológicos/efeitos adversos , Hidroquinonas/efeitos adversos , Melanose/tratamento farmacológico , Ocronose/induzido quimicamente , Ocronose/patologia
4.
Surg. cosmet. dermatol. (Impr.) ; 4(1): 22-30, jan.-mar. 2012. graf, tab, ilus
Artigo em Inglês, Português | LILACS-Express | LILACS | ID: lil-684904

RESUMO

Introdução: Melasma é alteração cutânea comum e adquirida, de curso prolongado e tratamento muitas vezes refratário, gerando impacto psicológico negativo na vida dos acometidos. Objetivos: Avaliar a eficácia, segurança e tolerabilidade da combinação tópica de ácido kójico, arbutin, sepiwhite® e achromaxyl ® em comparação à hidroquinona a 2% e a 4% na abordagem do melasma facial. Métodos: Estudo clínico mono-cego, comparativo, monocêntrico, com 120 voluntárias, fototipos I a IV de Fitzpatrick, entre 18 e 50 anos de idade, divididas em grupo A (n = 40; Blancy® 2 vezes ao dia), grupo B (n = 40; hidroquinona 2% à noite) e grupo C (n = 40; hidroquinona 4% à noite), que usaram os produtos durante 90 dias consecutivos. Foram realizadas avaliações clínicas (classificação e quantificação do melasma) e fotográficas, além do questionário de impacto à qualidade de vida e avaliação global deeficácia. Resultados: Cento e duas voluntárias (85%) finalizaram o estudo, (grupo A = 34, grupo B = 33, grupo C = 35). A métrica do Masi teve redução estatisticamente significante ao longo do estudo para os três Grupos (p-valor < 0,001). Conclusão: O uso tópico da associação de ácido kójico, arbutin, sepiwhite® e achromaxyl ® demonstrou ser eficaz e seguro na abordagem do melasma, apresentando-se como alternativa no arsenal terapêutico dessa dermatose recalcitrante e inestética.


Introduction: Melasma is a common, acquired, long-lasting skin disorder that is often resistant to treatment and causes negative psychological effects on patients. Objectives: To evaluate the efficacy, safety, and tolerability of the topical combination of kojic acid, arbutin, sepiwhite® and achromaxyl ® compared to 2% and 4% hydroquinone in the treatment of facial melasma. Methods: A single-blind, comparative, monocentric clinical study with 120 volunteers (aged 18-50, I to IV Fitzpatrick skin types) was conducted. The study population was divided into 3 groups: Group A (n = 40; Blancy®, 2 times a day), Group B (n = 40, 2% hydroquinone at night), and Group C (n = 40, 4% hydroquinone at night), and instructed to use the study product for 90 consecutive days. Clinical (classification and quantification of melasma) and photographic evaluations were carried out, and a questionnaire assessed the impact on the patients' quality of life and the products' general efficacy. Results: Most volunteers (n = 102, 85%) completed the study (Group A = 34, Group B = 33, Group C = 35). The Melasma Area Severity Index metrics presented a statistically significant decrease (i.e., improvement) throughout the study in all three groups (p-value < 0.001). Conclusion: The topical use of the kojic acid, arbutin, sepiwhite® and achromaxyl® combination proved to be an effective and safe alternative for treating melasma.

5.
An. bras. dermatol ; 85(5): 699-703, set.-out. 2010. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-567834

RESUMO

A ocronose exógena é uma dermatose, aparentemente pouco frequente, caracterizada por hiperpigmentação negro-azulada fuliginosa, localizada na região onde foi aplicado o agente causador. Pode ser causada por uso de medicamentos sistêmicos, os antimaláricos e de uso tópico, como fenol, resorcinol, benzeno, ácido pícrico e a hidroquinona - que é um composto fenólico, com propriedade despigmentante, muito utilizado em formulações dermatológicas para o tratamento de melasma e outras hiperpigmentações. A fisiopatogenia deste processo ainda não está esclarecida e as abordagens terapêuticas são insatisfatórias. Relatam-se quatro casos de pacientes do sexo feminino que, após uso de preparados contendo hidroquinona, desenvolveram hiperpigmentação acentuada na face, caracterizadas no exame dermatológico e histopatológico como ocronose. Enfatiza-se a possibilidade de casos de ocronose exógena estarem sendo diagnosticados erroneamente, como falha de tratamento de melasma, e também para os riscos do uso indiscriminado de formulações, contendo hidroquinona, muitas vezes, sem acompanhamento médico.


Exogenous ochronosis is an infrequent dermatosis characterized as a dark blue hyperpigmentation localized where the causing agent was applied. It may be caused by the use of systemic medication such as antimalarials and by the use of topic substances such as phenol, resorcinol, benzene, or hydroquinone, which is a fenolic compound with depigmentation action, largely used in the treatment of melasma and other hyperpigmentation. The physiopathology of this process is not well clear up to this moment, and the therapeutic measures are not satisfactory either. Here we present four cases of female patients that developed hyperpigmentation on their faces after the use of hydroquinone containing compounds, characterized clinically and histological as ochronosi. We emphasize the possibility of exogenous ochronosis cases being misdiagnosed as a melasma treatment failure. We also emphasize the risks of the indiscriminated use of hydroquinone containing compounds, used, in many instances, without medical prescription.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Pessoa de Meia-Idade , Fármacos Dermatológicos/efeitos adversos , Dermatoses Faciais/induzido quimicamente , Hidroquinonas/efeitos adversos , Ocronose/induzido quimicamente , Fármacos Dermatológicos/administração & dosagem , Dermatoses Faciais/patologia , Hidroquinonas/administração & dosagem , Melanose/tratamento farmacológico , Ocronose/diagnóstico , Ocronose/patologia
6.
Surg. cosmet. dermatol. (Impr.) ; 2(2): 99-104, Abr.-Jun. 2010. ilus., tab.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-884148

RESUMO

Introdução: Melasma é hiperpigmentação adquirida e progressiva em áreas fotoexpostas. Seu tratamento continua sendo um desafio por ser dermatose recorrente e refratária. Objetivo: Avaliar a eficácia e segurança do Skin Whitening Complex no tratamento do melasma facial, e compará-lo à hidroquinona. Pacientes e Métodos: Estudo duplo-cego comparativo com 13 mulheres portadoras de melasma.Todas receberam duas formulações diferentes, identificadas como "lado direito da face" e "lado esquerdo da face", que foram aplicadas duas vezes ao dia durante 90 dias consecutivos. Apenas o farmacêutico responsável tinha conhecimento do conteúdo. Para análise estatística foram realizados os testes de Wilcoxon e χ2 de McNemar-Bowker. Resultados: Das 13 pacientes, 10 apresentaram melhora clínica global do melasma. Na hemiface tratada com hidroquinona a 4%, a melhora foi total em quatro pacientes, e parcial em seis (p = 0,004). Na hemiface tratada com Skin Whitening Complex 5%, a melhora foi total em duas pacientes, e parcial em seis (p = 0,007). Não houve diferença estatisticamente significativa entre os dois tratamentos (p = 0,223). Conclusões: Embora o tratamento com hidroquinona 4% apresente melhor resultado clínico, não houve diferença estatisticamente significativa entre os dois tratamentos. O SWC 5% mostrou-se eficiente e seguro no tratamento do melasma.


Introduction: Melasma is an acquired and progressive hyperpigmentation of photoexposed areas. For being a recurrent and refractory dermatosis, its treatment continues to be a challenge. Objective: To evaluate the efficacy and security of the Skin Whitening Complex in the treatment of the facial melasma, and to compare it to the hydroquinone. Materials and methods: Double-blind Comparative study of 13 women bearers of melasma. All received two different formulations, labelled as "right side of the face" and left "side of the face".The formulations were applied twice a day for 90 consecutive days. Only the pharmacist responsible for the formulations had knowledge of their content.The tests of Wilcoxon and χ2 of McNemar-Bowker were employed in the statistical analysis. Results: Ten of the 13 patients presented the global clinical improvement of the melasma. Four patients presented total improvement and six (p = 0004) presented partial improvement in the hemiface treated with hydroquinone 4%. In the hemiface treated with Skin Whitening Complex 5%, the improvement was total in two patients, and partial in six (p = 0007).There were no statistically significant differences between the two treatments (p = 0223). Conclusions: Although the treatment with hydroquinone 4% presents better clinical results, there were no statistically significant differences between the two treatments. Skin Whitening Complex 5% has shown efficient and safe in the treatment of the melasma.

SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...