Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 259
Filtrar
1.
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 29(1): e2423195, 2024. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1534312

RESUMO

ABSTRACT Introduction: Surgically assisted rapid palatal expansion (SARPE) has been the treatment of choice in subjects presenting skeletally mature sutures. Objective: The purpose of this study was to analyze stress distribution and displacement of the craniofacial and dentoalveolar structures resulting from three types of palatal expanders with surgical assistance using a non-linear finite element analysis. Material and Methods: Three different palatal expanders were designed: Model-I (tooth-bone-borne type containing four miniscrews), Model-II (tooth-bone-borne type containing two miniscrews), and Model-III (bone-borne type containing four miniscrews). A Le Fort I osteotomy was performed, and a total of 5.0 mm palatal expansion was simulated. Nonlinear analysis (three theory) method (geometric nonlinear theory, nonlinear contact theory, and nonlinear material methods) was used to evaluate stress and displacement of several craniofacial and dentoalveolar structures. Results: Regardless of the maxillary expander device type, surgically assisted rapid palatal expansion produces greater anterior maxillary expansion than posterior (ANS ranged from 2.675 mm to 3.444 mm, and PNS ranged from 0.522 mm to 1.721 mm); Model-I showed more parallel midpalatal suture opening pattern - PNS/ANS equal to 54%. In regards to ANS, Model-II (1.159 mm) and Model-III (1.000 mm) presented larger downward displacement than Model-I (0.343 mm). PNS displaced anteriorly more than ANS for all devices; Model-III presented the largest amount of forward displacement for PNS (1.147 mm) and ANS (1.064 mm). All three type of expanders showed similar dental displacement, and minimal craniofacial sutures separation. As expected, different maxillary expander designs produce different primary areas and levels of stresses (the bone-borne expander presented minimal stress at the teeth and the tooth-bone-borne expander with two miniscrews presented the highest). Conclusions: Based on this finite element method/finite element analysis, the results showed that different maxillary expander designs produce different primary areas and levels of stresses, minimal displacement of the craniofacial sutures, and different skeletal V-shape expansion.


RESUMO Introdução: A expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente (ERMAC) tem sido o tratamento de escolha em indivíduos que apresentam suturas esqueleticamente maduras. Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar, utilizando uma análise não linear com elementos finitos, a distribuição de tensões e os deslocamentos das estruturas craniofaciais e dentoalveolares gerados por três tipos de expansores palatinos usados na ERMAC. Material e Métodos: Três tipos de expansores palatinos foram projetados: Modelo I (dento-osseossuportado com quatro mini-implantes), Modelo II (dento-osseossuportado com dois mini-implantes) e Modelo III (osseossuportado com quatro mini-implantes). Uma osteotomia Le Fort I foi realizada e foi simulada uma expansão palatina total de 5,0 mm. Um método de análise não linear (três teorias - teoria da não-linearidade geométrica, teoria do contato não linear e métodos para materiais não lineares) foi utilizado para avaliar a tensão e o deslocamento de diversas estruturas craniofaciais e dentoalveolares. Resultados: Independentemente do tipo de aparelho expansor palatino, a ERMAC produziu maior expansão anterior da maxila do que posterior (ENA variou de 2,675 mm a 3,444 mm e ENP variou de 0,522 mm a 1,721 mm); o Modelo I apresentou padrão de abertura mais paralela da sutura palatina mediana, com ENP/ENA igual a 54%. Com relação à ENA, o Modelo II (1,159 mm) e o Modelo III (1,000 mm) apresentaram maior deslocamento para baixo do que o Modelo I (0,343 mm). A ENP deslocou-se mais para anterior do que a ENA com todos os aparelhos; o Modelo III apresentou o maior deslocamento para anterior da ENP (1,147 mm) e da ENA (1,064 mm). Os três tipos de expansores apresentaram deslocamento dentário semelhante e separação mínima das suturas craniofaciais. Como esperado, diferentes designs de expansores palatinos produzem diferentes áreas primárias e níveis de tensões (o expansor osseossuportado apresentou tensão mínima nos dentes, e o expansor dento-osseossuportado com dois mini-implantes apresentou o maior). Conclusões: Com base nesse estudo de elementos finitos, os resultados mostraram que diferentes designs de expansores palatinos produzem diferentes áreas primárias e níveis de tensão, com deslocamento mínimo das suturas craniofaciais e diferentes expansões esqueléticas em forma de V.

2.
Vive (El Alto) ; 6(18): 895-906, dic. 2023.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1530595

RESUMO

La displasia fibrosa se puede presentar, en cualquier persona, por una mutación en los primeros meses de gestación. Se trata de lesiones óseas benignas en pacientes jóvenes, en las que el tejido óseo normal es sustituido por tejido conectivo fibroso, debido a una alteración funcional de las células, siendo esta la antesala de una neoplasia. El objetivo de éste artículo es presentar un caso local de Displasia Fibrosa Maxilar, enfatizando el manejo clínico, radiográfico, pre y postoperatorio más pertinente. Por lo tanto, se describe el caso de un paciente adolescente de género masculino, afectado por displasia fibrosa en hemimaxilar derecho, a quien le fueron realizados los estudios imagenológicos e histopatológicos necesarios para obtener el diagnóstico definitivo y decidir el abordaje menos invasivo posible cumpliendo con estándares de estética facial; se realizó abordaje intrabucal para shaving óseo, con sedación consciente bajo estricta vigilancia de la especialista en anestesiología y reanimación. Una vez logrado el contorno deseado mediante el uso de piezas de mano de alta y baja velocidad, se realizó la sutura de los tejidos y el paciente egresó ambulante y con buen estado general de salud.


Fibrous dysplasia can occur in any person due to a mutation in the first months of gestation. These are benign bone lesions in young patients, in which the normal bone tissue is replaced by fibrous connective tissue, due to a functional alteration of the cells, being this the prelude to a neoplasm. The aim of this article is to present a local case of Maxillary Fibrous Dysplasia, emphasizing the most relevant clinical, radiographic, pre and postoperative management. Therefore, we describe the case of an adolescent male patient, affected by fibrous dysplasia in the right hemimaxillary, who underwent the necessary imaging and histopathological studies to obtain the definitive diagnosis and decide the least invasive approach possible in compliance with facial aesthetic standards; an intraoral approach was performed for bone shaving, with conscious sedation under strict supervision of the specialist in anesthesiology and resuscitation. Once the desired contour was achieved through the use of high and low speed handpieces, the tissues were sutured and the patient was discharged ambulatory and in good general health.


A displasia fibrosa pode ocorrer em qualquer pessoa devido a uma mutação nos primeiros meses de gestação. São lesões ósseas benignas em pacientes jovens, nas quais o tecido ósseo normal é substituído por tecido conjuntivo fibroso, devido a uma alteração funcional das células, sendo esse o prelúdio de uma neoplasia. O objetivo deste artigo é apresentar um caso local de Displasia Fibrosa Maxilar, enfatizando o manejo clínico, radiográfico, pré e pós-operatório mais pertinente. Portanto, descrevemos o caso de um paciente adolescente do sexo masculino, afetado por displasia fibrosa no hemimaxilar direito, que foi submetido aos exames de imagem e histopatológicos necessários para obter um diagnóstico definitivo e decidir sobre a abordagem menos invasiva possível, em conformidade com os padrões estéticos faciais; foi realizada uma abordagem intraoral para raspagem óssea, com sedação consciente sob estrita supervisão do especialista em anestesiologia e ressuscitação. Depois que o contorno desejado foi obtido com o uso de peças de mão de alta e baixa velocidade, os tecidos foram suturados e o paciente recebeu alta ambulatorial em bom estado geral de saúde.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Neoplasias de Tecido Fibroso
3.
J. health sci. (Londrina) ; 25(2): 65-71, 20230630.
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1510172

RESUMO

The objective of present research was to propose a new definition for the midpalatal suture (MPS) maturational stages through reevaluation of intermediate stages B, C and D. The sample was composed by 158 cone-beam computed tomography (CBCT) of individuals between 11 and 20 years of age (±15.4 years, 86 females and 71 males), divided into two groups: 74 individuals aged 11-15 years and 84 individuals aged 16-20 years. The CBCT scans were applied to evaluate midpalatal suture maturation status and comprised stages previously classified as B (29), C (92) and D (37). Each axial image was subdivided into six parts in the anteroposterior direction, and each portion was classified according to MPS maturational evaluation methodology. New definitions of stages were proposed. The reliability of the method was tested by two examiners and the intra- and inter-examiner concordances were defined for each evaluation through weighted kappa coefficients and 95% confidence intervals. The chi-square test was used to compare the groups. In all statistical tests, a significance level of 5% was adopted. Two new maturational stages were defined: sub-stage C- and sub-stage C+, with prevalence of 12% and 8.9%, respectively, in 11 to 20-year-olds. The redefinition and validation of the maturational stages of MPS, considering the sub-stages C- and C+, may allow to elucidate the difference in the prognosis of Rapid Maxillary Expansion among individuals aged 11 to 20 years. This data should be confirmed through a clinical study.(AU)


O objetivo da presente pesquisa foi propor uma nova definição para os estágios maturacionais da sutura palatina média (MPS) por meio da reavaliação dos estágios intermediários B, C e D. A amostra foi composta por 158 tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC) de indivíduos entre 11 e 20 anos de idade (±15,4 anos, 86 do sexo feminino e 71 do sexo masculino), divididos em dois grupos: 74 indivíduos de 11 a 15 anos e 84 indivíduos de 16 a 20 anos. Os exames de TCFC foram aplicados para avaliar o estado de maturação da sutura palatina média e compreenderam os estágios previamente classificados como B (29), C (92) e D (37). Cada imagem axial foi subdividida em seis partes no sentido anteroposterior, e cada porção foi classificada de acordo com a metodologia de avaliação maturacional MPS. Novas definições de estágios foram propostas. A confiabilidade do método foi testada por dois examinadores e as concordâncias intra e interexaminadores foram definidas para cada avaliação por meio de coeficientes kappa ponderados e intervalos de confiança de 95%. O teste do qui-quadrado foi utilizado para comparar os grupos. Em todos os testes estatísticos adotou-se o nível de significância de 5%. Dois novos estágios maturacionais foram definidos: subestágio C- e subestágio C+, com prevalência de 12% e 8,9%, respectivamente, em jovens de 11 a 20 anos. A redefinição e validação dos estágios maturacionais da MPS, considerando os subestágios C- e C+, podem permitir elucidar a diferença no prognóstico da Expansão Rápida da Maxila entre indivíduos de 11 a 20 anos. Esses dados devem ser confirmados por meio de um estudo clínico.(AU)

4.
Braz. dent. sci ; 26(2): 1-10, 2023. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1436570

RESUMO

The maxillary bone restriction can limit the implants position to support a full-arch prosthesis. Objective:Therefore, this study evaluated the biomechanical behavior of a full-arch prosthesis supported by six implants in different configurations: group A (implants inserted in the region of canines, first premolars and second molars), group B (implants inserted in the region of first premolar, first molar and second molar) and group C (implants in second premolar, first premolar and second molar). Material and Methods: The models were analyzed by the finite element method validated by strain gauge. Three types of loads were applied: in the central incisors, first premolars and second molars, obtaining results of von-Mises stress peaks and microstrain. All registered results reported higher stress concentration in the prosthesis of all groups, with group C presenting higher values in all structures when compared to A and B groups. The highest mean microstrain was also observed in group C (288.8 ± 225.2 µÎµ/µÎµ), however, there was no statistically significant difference between the evaluated groups. In both groups, regardless of the magnitude and direction of the load, the maximum von-Mises stresses recorded for implants and prosthesis displacements were lower in group A. Conclusion: It was concluded that an equidistant distribution of implants favors biomechanical behavior of full-arch prostheses supported by implants; and the placement of posterior implants seems to be a viable alternative to rehabilitate totally edentulous individuals. (AU)


A limitação óssea maxilar totais pode limitar o posicionamento dos implantes para suportar uma prótese de arco total. Objetivo: Sendo assim, este estudo avaliou o comportamento biomecânico de uma prótese de arco total suportada por seis implantes em diferentes configurações: grupo A (implantes inseridos na região de caninos, primeiros pré-molares e segundos molares), grupo B (implantes inseridos na região de primeiro pré-molar, primeiro molar e segundo molar) e grupo C (implantes em segundo pré-molar, primeiro pré-molar e segundo molar). Materiais e métodos: Os modelos foram analisados pelo método de elementos finitos validados por extensometria. Foram aplicados três tipos de cargas: nos incisivos centrais, primeiros pré-molares e nos segundos molares, obtendo resultados de picos de tensão de von-Mises e microdeformação. Todos os resultados registrados mostraram maior concentração de tensão na prótese de todos os grupos, sendo que o grupo C apresentou maiores valores em todas as estruturas quando comparado com os grupos A e B. A maior média de microdeformação também foi observada no grupo C (288,8 ± 225,2 µÎµ/µÎµ), no entanto, não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos avaliados. Em todos os grupos, independentemente da magnitude e direção da carga, as tensões máximas de von-Mises registradas para os implantes e deslocamentos de próteses foram menores no grupo A. Conclusão: Concluiu-se que a distribuição de implantes de forma equidistante favorece o desempenho biomecânico das próteses de arco total suportada por implantes; e o posicionamento de implantes posteriores parece ser uma alternativa viável para reabilitar indivíduos densdentados totais. (AU)


Assuntos
Fenômenos Biomecânicos , Implantes Dentários , Prótese Dentária , Análise de Elementos Finitos , Maxila
5.
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 28(2): e23spe2, 2023. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1439989

RESUMO

ABSTRACT Introduction: Class III malocclusion should be intercepted and treated at early age, to prevent the necessity of future complex and expensive procedures. The orthopedic facemask therapy has the goal to achieve skeletal changes, minimizing side effects on dentition. The use of skeletal anchorage, combined with Alternate Rapid Maxillary Expansion and Constriction (Alt-RAMEC) protocol, may be effective in treating a greater number of growing Class III patients. Objective: To summarize the existing evidence-based literature on Class III malocclusion treatment in young adult patients, and to illustrate its application and effectiveness, by presenting an emblematic case report. Conclusion: The resolution of the present case, its long-term follow up, along with the studies conducted on a larger sample, demonstrate the effectiveness of the strategic combination of orthopedic and orthodontic treatments by using an hybrid rapid palatal expander and Alt-RAMEC protocol for treating Class III malocclusions in adult patients.


RESUMO Introdução: A má oclusão de Classe III deve ser interceptada e tratada em idade precoce, a fim de evitar uma futura necessidade de procedimentos complexos e invasivos. O tratamento com máscara facial ortopédica tem o objetivo de obter alterações esqueléticas, minimizando os efeitos colaterais na dentição. O uso de ancoragem óssea em mini-implantes, associada ao protocolo Alt-RAMEC (Alternate Rapid Maxillary Expansion and Constriction) pode ser eficaz no tratamento de um grande número de pacientes Classe III em crescimento. Objetivo: Realizar uma síntese da literatura baseada em evidência sobre o tratamento da má oclusão de Classe III em pacientes adultos jovens, e ilustrar sua aplicação e eficácia por meio do relato de um caso emblemático. Conclusão: A resolução e o acompanhamento em longo prazo do caso apresentado, juntamente com estudos conduzidos em uma amostra maior, demonstram a eficácia da combinação estratégica dos tratamentos ortopédico e ortodôntico usando um expansor palatal híbrido e o protocolo Alt-RAMEC para corrigir a má oclusão de Classe III em pacientes adultos.

6.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 22(4): 42-47, out.-dez. 2022. ilus
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1414852

RESUMO

Mixoma Odontogênico é um tumor de origem mesenquimal raro, de desenvolvimento lento e agressivo que acomete indivíduos entre os 10 e 40 anos de idade e principalmente, do gênero feminino. Este estudo teve como principal objetivo descrever um caso clinico de tratamento cirúrgico do mixoma odontogênico sem ressecção maxilar em uma paciente do gênero feminino que compareceu ao Ambulatório de Patologia Oral e Maxilo Facial, da Faculdade de Odontologia da UNIRG, na cidade de Gurupi-TO - Brasil. A paciente foi submetida ao tratamento cirúrgico conservador, através da curetagem e enucleação total do tumor. A proservação foi realizada em períodos de 12 meses, 24 meses e 48 meses aonde pode-se observar a sequencial e completam reparação óssea, inclusive a permanência dos dentes envolvidos que foram submetidos a tratamento endodôntico com total remodelação da lâmina dura e do ligamento periodontal... (AU)


Odontogenic Myxoma (OM) is a rare tumor of mesenchymal origin, of slow and aggressive development that affects individuals between 10 and 40 years of age and mainly female. This study aimed to describe a clinical case of surgical treatment of odontogenic myxoma with out maxillary resection in a female patient who attended the Outpa tient Clinic of Oral Pathology and Facial Maxillo, of UNIRG Dental School, in the city of Gurupi-TO - Brazil. The patient underwent con servative surgical treatment through curettage and total enucleation of the tumor. Proservation was carried out in periods of 12 months, 24 months and 48 months where it was possible to observe the sequential and complete bone repair including the permanence of the involved teeth that underwent endodontic treatment with total remodeling of hard blade and of the periodontal ligament... (AU)


El mixoma odontogénico es un tumor de origen mesenquimal poco frecuente, de desarrollo lento y agresivo que afecta a individuos entre 10 y 40 años de edad y principalmente mujeres. El objetivo principal de este estudio fue describir un caso clínico de tratamiento quirúrgico de mixoma odontogénico sin resección maxilar en una paciente femenina que asistió a la Clínica Ambulatoria de Patología Oral y Maxilo Facial, de la Facultad de Odontología de UNIRG, en la ciudad de Gurupi-TO - Brasil. El paciente se sometió a tratamiento quirúrgico conservador mediante legrado y enucleación tumoral total. La conservación se realizó en periodos de 12 meses, 24 meses y 48 meses donde es posible observar reparación ósea secuencial y completa, incluyendo la permanencia de los dientes implicados que fueron sometidos a tratamiento endodóntico con remodelación total de la durancia y ligamento periodontal... (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Neoplasias Maxilares/cirurgia , Tumores Odontogênicos , Maxila/cirurgia , Mixoma/cirurgia , Doenças Maxilares/cirurgia , Seguimentos , Resultado do Tratamento , Maxila/fisiopatologia
7.
J. Health Biol. Sci. (Online) ; 10(1): 1-4, 01/jan./2022.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1369163

RESUMO

Introduction: One of the challenges of maxillofacial surgery is the rehabilitation of patients with severe bone loss, using implant-supported prostheses. This challenge is based on the small remaining bone structure, and on the need to reconstruct the structure for the rehabilitation with autogenous or exogenous grafts. Case report: We report the case of a patient with severe maxillary atrophy, where a skullcap graft was performed associated with implant placement and prosthetic completion 14 months after the start of treatment. Final considerations: We demonstrate clinical safety for the use of extraoral grafts without complications, representing a good alternative treatment for this group of patients.


Introdução: um dos desafios da cirurgia bucomaxilofacial é a reabilitação de pacientes com perda óssea severa, utilizando próteses implantossuportadas. Este desafio baseia-se na pequena estrutura óssea remanescente e na necessidade de reconstrução da estrutura para a reabilitação com enxertos autógenos ou exógenos. Relato de caso: Relatamos o caso de um paciente com atrofia maxilar grave, onde foi realizado enxerto de calota craniana associado à instalação de implante, com finalização protética 14 meses após o início do tratamento. Consideracoes finais: Demonstramos segurança clínica para o uso de enxertos extrabucais sem complicações, representando uma boa alternativa de tratamento para este grupo de pacientes.


Assuntos
Mandíbula , Pacientes , Próteses e Implantes , Atrofia , Crânio , Cirurgia Bucal , Arcada Edêntula
8.
Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.) ; 88(6): 907-916, Nov.-Dec. 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1420785

RESUMO

Abstract Introduction: Craniofacial growth is modified by chronic mouth breathing. Rapid maxillary expansion leads to separation of the mid-palatal suture, improving the occlusion and the upper airway size. Aim: Systematically evaluate scientific articles on the effects of rapid maxillary expansion on airway dimensions and classify the quality of the evidence of the information. Methods: Searches on PUBMED, LILACS, EMBASE, SCOPUS, WEB OF SCIENCE and COCHRANE, as well as in the grey literature were performed. The articles found were selected and evaluated both for the risk of bias (ROBINS-I) and for the quality of evidence (GRADE). Results: Of the 309 works found, 26 papers were selected for full reading, of which 22 were excluded. Data compilation and analysis were performed in four papers, two being controlled non-randomized clinical trials and two non-randomized and uncontrolled clinical trials. No randomized clinical trial was found. Conclusions: The meta-analysis found an increase in the internasal and inter-zygomatic distances and oropharyngeal volume after rapid maxillary expansion, which, together with clinical findings, makes the recommendation favorable to the intervention. The quality of the evidence for each outcome was considered very low.


Resumo Introdução: O crescimento craniofacial é modificado pela respiração oral crônica. A expansão rápida da maxila promove a separação da sutura palatino mediana, melhora a oclusão e a dimensão da via aérea superior. Objetivo: Avaliar de forma sistematizada os artigos científicos dos efeitos da expansão rápida da maxila sob as dimensões das vias aéreas e classificar a qualidade da evidência das informações. Método: Foi feita a busca nas plataformas Pubmed, Lilacs, Embase, Scopus, Web of Science e Cochrane, bem como a literatura cinzenta. Os artigos foram selecionados e avaliados quanto aos riscos de viés (ROBINS-I), e feita a avaliação da qualidade da evidência (GRADE). Resultados: De 309 estudos encontrados, 26 artigos foram selecionados para leitura completa, dos quais 22 excluídos, restaram 4 artigos para a análise e compilamento de dados, dois ensaios clínicos não randomizados controlados e dois ensaios clínicos não randomizados e não controlados. Nenhum ensaio clínico randomizado foi encontrado. Conclusões: As metanálises mostraram aumento de distância internasal, interzigomática e volume orofaríngeo após a expansão rápida da maxila, o que, juntamente aos achados clínicos, torna a recomendação favorável à intervenção. A qualidade da evidência de cada desfecho foi considerada muito baixa.

9.
Rev. Flum. Odontol. (Online) ; 2(58): 115-134, maio-ago. 2022. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1390941

RESUMO

A reabilitação de maxila atrófica se apresenta ainda nos dias de hoje como um desafio anatômico/fisiológico para os profissionais da área odontológica que visam buscar a instalação de implantes para futuras reabilitações protéticas, tendo em vista o grau de dificuldade de reconstituição do rebordo alveolar perdido. Com o intuito de reabilitar essas maxilas frente às adversidades, diferentes técnicas são propostas tais como enxertos ósseos autógenos, homógenos, substitutos ósseos alógenos, xenógenos e aloplásticos e suas respectivas técnicas. O objetivo deste trabalho foi apresentar um relato de caso clínico, no qual duas técnicas de reconstituição de rebordo alveolar de hemi-arco foram realizadas na mesma maxila utilizando biomaterial em bloco, visando comparar os resultados histológicos e clínicos. Após 5 meses da realização da enxertia, foi coletado material dos enxertos alveolares bilateralmente utilizando-se brocas trefinas para estudo histológico. Através da metodologia empregada, pode-se observar maior formação de estrutura óssea no lado em que foi praticada a metodologia transplantes celular odontológico (TCO), que preconiza a associação de sangue medular mandibular ao biomaterial, em relação a técnica contralateral em que utilizou a metodologia convencional, que preconiza a associação ao biomaterial do sangue periférico. Pode-se observar através da metodologia empregada que a utilização de biomateriais potencializados com sangue medular mandibular apresentou maior crescimento de estrutura óssea, incrementando em torno de 35% a mais na neoformação.de osso vital.


The rehabilitation of atrophic maxilla is still presented today as an anatomical/physiological challenge for professionals in the dental field who aim to seek the installation of implants for future prosthetic rehabilitations, in view of the degree of difficulty in reconstituting the lost alveolar ridge. In order to rehabilitate these jaws in the face of adversity, different techniques are proposed such as autogenous, homogenous bone grafts, allogeneic, xenogenous and alloplastic bone substitutes and their respective techniques. The aim of this study was to present a clinical case report, in which two hemi-arch alveolar ridge reconstruction techniques were performed in the same maxilla using biomaterial en bloc, in order to compare the histological and clinical results. After 5 months of grafting, material was collected from the alveolar grafts bilaterally using trephine burs for histological study. Through the used methodology, it was possible to see greater bone formation of structure on the side in which the dental cell transplantation (TCO) methodology was practiced, which advocates the association of mandibular medullary blood to the biomaterial, in relation to the contralateral technique in which the methodology was used conventional method, which advocates the association with peripheral blood biomaterial. It can be observed through the used methodology that the use of biomaterials potentiated with mandibular medullary blood showed greater growth of bone structure, increasing around 35% more in the neoformation of vital bone.


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Materiais Biocompatíveis , Regeneração Óssea , Implantes Dentários , Transplante Ósseo , Maxila
10.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 22(1): 17-21, jan.-mar. 2022. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1391396

RESUMO

A mucormicose é uma infecção fúngica angioinvasiva que afeta uma ampla faixa etária, geralmente imunodeprimidos, sem predileção por gênero ou raça e com alta taxa de mortalidade. Essa infecção inicia se no nariz, devido à inalação dos esporos, podendo-se espalhar pelos seios paranasais, órbita e estruturas intracranianas. As características clínicas incluem parestesia perinasal, celulite periorbitária, rinorréia, obstrução nasal, epistaxe e diminuição de peso. O tratamento efetivo dessa comorbidade compoe uma combinação de manejo clínico e medicamentoso, conjuntamente com desbridamento cirúrgico radical do tecido infectado e/ou necrótico. O caso clínico descrito nesse trabalho refere-se a uma paciente diagnosticada com Mucormicose rino maxilar e diabetes do tipo II, a qual foi submetida a procedimento cirúrgico de hemimaxilectomia do lado esquerdo com posterior reabilitação protética para selamento de comunicação buco-naso-sino-etmoidal... (AU)


Mucormycosis is an angioinvasive fungal infection that affects a wide age group, usually immunocompromised, with no gender or race predilection, and with a high mortality rate. This infection starts in the nose, due to the inhalation of spores, and can spread through the paranasal sinuses, orbit and intracranial structures. Clinical features include perinasal paresthesia, periorbital cellulitis, rhinorrhea, nasal obstruction, epistaxis and weight loss. Effective treatment of this comorbidity comprises a combination of clinical and drug management, together with radical surgical debridement of infected and/or necrotic tissue. The clinical case described in this work refers to a patient diagnosed with Mucormycosis Rhinomaxilla and Type II diabetes, who underwent a surgical procedure of left hemimaxillectomy with subsequent prosthetic rehabilitation for sealing of the bucco nasal-sino-ethmoidal communication... (AU)


La mucormicosis es una micosis angioinvasiva que afecta a un amplio grupo de edad, habitualmente inmunodeprimidos, sin predilección de género ni raza, y con una alta tasa de mortalidad. Esta infección comienza en la nariz, debido a la inhalación de esporas, y puede extenderse a través de los senos paranasales, la órbita y las estructuras intracraneales. Las características clínicas incluyen parestesia perinasal, celulitis periorbitaria, rinorrea, obstrucción nasal, epistaxis y pérdida de peso. El tratamiento eficaz de esta comorbilidad comprende una combinación de manejo clínico y farmacológico, junto con un desbridamiento quirúrgico radical del tejido infectado y / o necrótico. El caso clínico descrito en este trabajo se refiere a una paciente diagnosticada de Mucormicosis Rinomaxilar y diabetes Tipo II, que fue sometida a un procedimiento quirúrgico de hemimaxilectomía izquierda con posterior rehabilitación protésica para sellar la comunicación buco-nasal-sino-etmoidal... (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Seios Paranasais/cirurgia , Procedimentos Cirúrgicos Operatórios , Diabetes Mellitus Tipo 2 , Boca/cirurgia , Reabilitação Bucal , Mucormicose , Obstrução Nasal , Infecções , Mucorales
11.
Rev. Odontol. Araçatuba (Impr.) ; 43(supl): 30-38, 2022. ilus
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1399252

RESUMO

Este trabalho teve como objetivo o relato do caso clínico de uma paciente que compareceu à Faculdade de Odontologia de Araçatuba com características de classe I de Angle e deficiência maxilar transversal, no tratamento foi utilizado o expansor de níquel-titânio LEAF Expander®, fabricado pela Leone, na Itália. Trata-se aparelho que possui inúmeras vantagens por aumentar a adesão do paciente ao tratamento já que não necessita da ativação em domicílio, facilitar o andamento clínico, tendo em vista que o tratamento é menos doloroso e mais fácil que os outros expansores, aumentar a previsibilidade do tratamento, pois as forças contidas nas molas são constantes e pré-determinadas em laboratório (450g de força). Mediante a análise de modelos, documentações fotográficas e do estudo do caso clínico, concluiu-se que o tratamento realizado utilizando o protocolo padrão de expansão lenta da maxila apresentou-se como uma ferramenta inovadora e eficiente no tratamento da deficiência maxilar transversal(AU)


This study aimed to report the clinical case of a patient who attended the Faculty of Dentistry of Araçatuba with Angle class I characteristics and transverse maxillary deficiency. Leon, Italy. It is a device that has numerous advantages for increasing patient adherence to treatment since it does not require activation at home, facilitating clinical progress, given that the treatment is less painful and easier than other expanders, increasing predictability treatment, as the forces contained in the springs are constant and predetermined in the laboratory (450g of force). Through the analysis of models, photographic documentation and the study of the clinical case, it was concluded that the treatment performed using the standard protocol of slow maxillary expansion presented itself as an innovative and efficient tool in the treatment of transverse maxillary deficiency(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Criança , Técnica de Expansão Palatina , Má Oclusão Classe I de Angle , Titânio , Estética Dentária , Má Oclusão , Maxila , Níquel
12.
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 27(2): e2219299, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1384684

RESUMO

ABSTRACT Introduction: Surgically Assisted Rapid Palatal Expansion (SARPE) promote maxillary expansion in skeletally mature patients. This technique is effective; however, some side effects are still unknown. Objectives: evaluate the presence of alveolar defects (dehiscences and fenestrations) in patients submitted to the SARPE. The null hypothesis tested was: SARPE does not influence the number of dehiscences and fenestrationss. Methods: A retrospective quasi-experiment study of a convenience sample of 279 maxillary teeth, in 29 patients evaluated with Cone Beam Computed Tomography (CBCT) at T1 (before SARPE), T2 (after expansion) and T3 (after retention), was performed. The examined teeth were: canines, first and second premolars, first and second molars. in axial, coronal, and cross-sectional views. The evaluations involved viewing slices from mesial to distal of the buccal roots. Results: All statistical analyses were performed using SAS 9.3 and SUDAAN softwares. Alpha used in the study was 0.05. Alveolar defects increased statistically from T1 (69.0%) to T2 (96.5%) and T3 (100%). Dehiscences increased 195% (Relative Risk 2.95) at the end of expansion (T2). After retention (T3), individuals were on average 4.34 times more likely to develop dehiscences (334% increase). Fenestrations did not increase from T1 to T2 (p = 0.0162, 7.9%) and decreased from T2 to T3 (p = 0.0259, 4.3%). Presence of fenestrations at T1 was a significant predictor for the development of dehiscences in T2 and T3. Dehiscences increased significantly in all teeth, except second molars. Conclusion: The null hypothesis was rejected. After SARPE the number of dehiscences increased and fenestrations decreased. Previous alveolar defects were predictor for dehiscences after SARPE.


RESUMO Introdução: A expansão rápida da maxila assistida cirurgicamente (ERMAC) promove expansão em pacientes esqueleticamente maduros. Essa técnica é efetiva; entretanto, alguns efeitos colaterais ainda são desconhecidos. Objetivos: Avaliar a presença de defeitos alveolares (deiscência e fenestração) em pacientes submetidos à ERMAC. A hipótese nula testada foi que a ERMAC não influenciaria o número de deiscências e fenestrações. Métodos: Foi realizado um estudo quase-experimental de uma amostra de conveniência de 279 dentes superiores, de 29 pacientes que foram avaliados por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) em T1 (antes da ERMAC), T2 (após expansão) e T3 (após contenção). Caninos, primeiros e segundos pré-molares, primeiros e segundos molares foram examinados em cortes axiais, coronais e sagitais. As raízes vestibulares desses dentes foram avaliadas da face mesial até a distal. Resultados: Todas as análises estatísticas foram realizadas usando os softwares SAS 9.3 e SUDAAN. O alfa usado no estudo foi de 0,05. Os defeitos alveolares aumentaram significativamente de T1 (69,0%) para T2 (96,5%) e T3 (100%). Deiscências aumentaram 195% (risco relativo de 2,95%) no final da expansão (T2). Após contenção (T3), os pacientes tiveram, em média, 4,34 vezes mais chance de desenvolver deiscência (334% de aumento). As fenestrações não aumentaram de T1 para T2 (p= 0.0162, 7.9%) e diminuíram de T2 para T3 (p = 0.0259, 4,3%). A presença de fenestrações em T1 foi um preditor significativo para o desenvolvimento de deiscências em T2 e T3. Deiscências aumentaram significativamente em todos os dentes, exceto nos segundos molares. Conclusão: A hipótese nula foi rejeitada. Após a ERMAC, o número de deiscências aumentou e o de fenestrações diminuiu. Defeitos alveolares prévios foram preditores de deiscências após a ERMAC.

13.
Belo Horizonte; s.n; 2022. 80 p. ilus, tab.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1401656

RESUMO

Introdução: linfomas e leucemias são neoplasias linfohematopoiéticas que podem acometer região oral e maxilofacial, incluindo os ossos gnáticos, com aspectos imaginológicos semelhantes a outras neoplasias e processos reativos. Objetivo: Investigar os aspectos radiográficos de linfomas e leucemias em maxila e mandíbula. Metodologia: Uma revisão sistemática foi realizada nas bases eletrônicas Pubmed, Web of Science e Scopus utilizando estratégias específicas de busca. Os critérios de inclusão compreenderam artigos que forneceram imagens do tipo periapical, panorâmica ou tomografia computadorizada (TC) dos casos individualizados e o diagnóstico de leucemia/linfoma pôde ser confirmado por imunoistoquímica. Três avaliadores analisaram e descreveram individualmente as imagens e a qualidade dos exames radiográficos. Resultados: Do total de 1079 artigos escaneados, foram selecionados 129 casos contendo 88 tomografias computadorizadas, 77 panorâmicas e 26 exames periapicais, a maioria (54%) classificados com uma qualidade excelente. O linfoma difuso de grandes células B, sem outras especificações (LDGCB SOE) (32,6%), linfoma de Burkitt (17,1%), infiltrado leucêmico (14,7%), linfoma plasmablástico (7,8%) e linfoma de células NK/T (5,4%) foram os subtipos mais comuns. Os dentes envolvidos apresentaram mobilidade em 37,2% dos casos e um diagnóstico primário de doenças infecciosa/inflamatória foi considerado em 49,2% dos pacientes. A maioria dos casos eram radiolúcidos em exames periapical e panorâmico e a TC estava disponível em 76% dos casos, com um aspecto hipodenso e de bordas mal definidas. Reação periosteal foi pouco comum (4,7%). Conclusões: linfomas/leucemia com destruição dos ossos gnáticos usualmente representam subtipos de alto grau e raramente apresentam reação periosteal na imagem radiográfica.


Objective: To investigate the radiographic features of lymphomas and leukemias in the jaws. Study Design: A systematic review was carried out in the electronic databases Pubmed, Web of Science and Scopus using specific search strategies. Inclusion criteria comprised articles that provided periapical, panoramic or computed tomography (CT) images for individual cases and diagnoses of lymphoma/leukemia confirmed by immunohistochemistry. Three experts evaluated and described individually the images and the quality of the radiographic exams. Results: From 1079 reports screened, 129 cases containing 88 tomographic, 77 panoramic and 26 periapical exams were selected, most of them classified as excellent (54%). Diffuse large B-cell lymphomas NOS (DLBCL), Burkitt lymphoma, leukemic infiltration, T/NKcell lymphoma and plasmablastic lymphoma were the most common subtypes. Involved teeth presented mobility in 37.2% of the cases and a provisional diagnosis of inflammatory/infectious dental disease was considered in 49.2% of the patients. Most cases were radiolucent in plain exams and conventional CT exams were available for 76% of the cases, with hypodense aspect and ill-defined borders. Periosteal reactions were uncommon. Conclusion: Lymphoma/leukemia with gnathic bone destruction are usually of high-grade subtypes and rarely present periosteal reactions.


Assuntos
Radiografia , Leucemia , Linfoma , Mandíbula , Maxila
14.
Rio de Janeiro; s.n; 2022. 71 p. ilus.
Tese em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-1435306

RESUMO

O objetivo desse estudo foi avaliar, in vitro, a influência mecânica do tipo de ancoragem (monocortical ou bicortical), utilizada na técnica de expansão rápida da maxila apoiada em mini-implantes (MARPE), na microarquitetura óssea trabecular onde o disjuntor é instalado, e, analisar, através de revisão sistemática e meta-análise, os efeitos desta técnica na espessura da tábua óssea vestibular dos dentes de suporte, comparando com a técnica de expansão convencional. Dezesseis mini-implantes do tipo auto-perfurantes foram distribuídos em dois grupos (dois dispositivos MARPE com 4 mini-implantes cada grupo) de acordo com o tipo de inserção óssea (monocortical e bicortical), instalados em osso de costela bovina, e, ativados em cinco tempos distintos onde a cada ativação, o corpo de prova era microtomografado. O espaçamento das trabéculas (Tb.Sp [mm]) foi o parâmetro utilizado para avaliar a microarquitetura óssea em cinco regiões de interesse (ROI) peri-implantar (osso ao redor do dispositivo, superior, inferior, anterior e posterior). O teste ANOVA two-way com análise post-hoc de Tukey (α = 0,05) foi usado para avaliar o efeito do tipo de inserção na microarquitetura óssea durante os ciclos de ativação. O efeito do tempo foi avaliado usando o teste ANOVA-MR com correção de Bonferroni (α = 0,003). Para responder à pergunta da revisão sistemática, as bases PubMed (MEDLINE), Scopus, Web of Science, The Cochrane Library, Virtual Health Library e OpenGrey foram utilizadas até março de 2019. Avaliações de risco de viés foram realizadas usando as ferramentas Cochrane Collaboration e ROBINS- I. No estudo in vitro, apenas o ROI superior (cervical) teve diferença significativa (p <0,003) após o quarto ciclo de ativação ao longo do tempo entre as ativações. Para o grupo monocortical, o espaçamento trabecular foi afetado quando todo o ROI foi analisado a partir do quarto ciclo de ativação, enquanto para o ROI superior, essa diferença tornou-se aparente a partir do terceiro ciclo de ativação (p <0,003). Em relação a revisão sistemática, as evidências limitadas indicaram que pacientes tratados com a técnica convencional tiveram uma perda maior da espessura óssea alveolar vestibular em comparação com pacientes usando MARPE (p=0,001). As análises de subgrupo mostraram que as diferenças foram significativas em ambas as regiões de pré-molares, direita (p = 0,004) e esquerda (p <0,0001). Baseado nos resultados encontrados pode-se concluir que a ancoragem monocortical é mais suscetível a danos ósseos ao redor dos mini- implantes, sendo a região superior (cervical) mais afetada. Assim como, evidências limitadas sugerem que o MARPE pode diminuir a perda do osso alveolar vestibular quando comparado a técnica de expansão convencional. (AU)


This study aimed to evaluate, in vitro, the mechanical influence of the type of anchorage (monocortical or bicortical), that is used in the mini-implant assisted rapid palatal expansion (MARPE) technique, on the trabecular bone microarchitecture where the appliance is installed, and to analyze, through systematic review and meta-analysis, the effects of this technique on the buccal palatal bone thickness of the supporting teeth, compared to the conventional technique. Sixteen self-drilling mini-implants were distributed into two groups (two MARPE devices with 4 mini-implants each group) according to the type of bone insertion (monocortical and bicortical), installed in bovine rib bone, and activated five different times where at each activation, the specimen was microtomographed. Trabecular spacing (Tb.Sp [mm]) was the parameter used to assess bone microarchitecture in five peri-implant regions of interest (ROI) (the whole area around the device, superior, inferior, anterior ,and posterior ). The two-way ANOVA test with post-hoc Tukey analysis (α = 0.05) was used to assess the effect of insertion type on bone microarchitecture during activation cycles.The effect of time was evaluated using the ANOVA-MR test with Bonferroni correction (α = 0.003). To answer the systematic review question, PubMed (MEDLINE), Scopus, Web of Science, The Cochrane Library, Virtual Health Library and OpenGrey databases were used for research until March 2019. Bias risk assessments were performed using the Cochrane Collaboration and ROBINS-I tools. In the in vitro study, only the superior (cervical) ROI had a significant difference (p<0.003) after the fourth activation cycle. For the monocortical group, trabecular spacing was affected when the whole area ROI was analyzed from the fourth activation cycle, on the other hand, when analyzing the superior ROI, this difference was significant from the third activation over time between the actvations (p<0.003). Regarding the systematic review, limited evidence indicated that patients treated with the conventional technique had a greater loss of buccal alveolar bone thickness compared to patients treated with the MARPE technique (p=0.001). Subgroup analyzes showed that differences were significant in both the right (p = 0.004) and left (p < 0.0001) premolar regions. Based on the results found, it can be concluded that monocortical anchorage is more susceptible to bone damage around the mini-implants, and the superior (cervical) region is more affected. As well, limited evidence suggests that MARPE technique may reduce the loss of buccal alveolar bone when compared to the conventional palatal expansion technique. (AU)


Assuntos
Implantes Dentários , Técnica de Expansão Palatina , Procedimentos de Ancoragem Ortodôntica , Técnicas In Vitro , Teste de Materiais , Revisões Sistemáticas como Assunto
15.
Odovtos (En línea) ; 23(1)abr. 2021.
Artigo em Inglês | LILACS, SaludCR | ID: biblio-1386517

RESUMO

Abstract The aim of the study is to evaluate pharyngeal airway dimensions and hyoid bone position according to different Class II malocclusion types in Turkish population. Materials and Methods: The retrospective clinical study consisted of patients divided into 3 subgroups with skeletal Class II malocclusion. A total of 221 individuals (131 females and 90 males) were included in the study. Individuals with skeletal Class II malocclusion were divided into three subgroups as maxillary prognathia, mandibular retrognathia and combined. In the cephalometric analysis; 8 nasopharyngeal, 7 oropharyngeal, 2 hypopharyngeal, 9 hyoid measurements and 4 area measurements were used. The distribution of sex and growth-development stages of the patients were compared with the Pearson chi-square test. One-way ANOVA was used to evaluate patients. Tukey Post-Hoc tests were used for bilateral comparisons for significant parameters. SPSS package program was used for data analysis. Results were considered statistically significant at p0.05). When the position of the hyoid bone was evaluated, a statistically significant difference was found between the three groups in the measurements of Hy-Pg (mm) (p<0.05). Conclusion: Linear and areal nasopharyngeal airway dimensions are similar in subgroups of Class II malocclusions, while the distance of the hyoid bone from the pogonion is less in the mandibular retrognathia group.


Resumen El objetivo del estudio es evaluar las dimensiones de las vías respiratorias faríngeas y la posición del hueso hioides según los diferentes tipos de maloclusión de clase II en la población turca. Materiales y métodos: El estudio clínico retrospectivo consistió en pacientes divididos en 3 subgrupos con maloclusión esquelética de Clase II. Un total de 221 individuos (131 mujeres y 90 hombres) fueron incluidos en el estudio. Los individuos con maloclusión esquelética de Clase II fueron divididos en tres subgrupos como prognatismo maxilar, retrognatismo mandibular y combinados. En el análisis cefalométrico se utilizaron 8 medidas nasofaríngeas, 7 orofaríngeas, 2 hipofaríngeas, 9 medidas hioides y 4 medidas de área. La distribución del sexo y las etapas de desarrollo del crecimiento de los pacientes se compararon con la prueba de chi cuadrado de Pearson. Se utilizó un ANOVA unidireccional para evaluar a los pacientes. Las pruebas Tukey Post-Hoc se usaron para comparaciones bilaterales de parámetros significativos. El programa del paquete SPSS se usó para el análisis de datos. Los resultados se consideraron estadísticamente significativos a un nivel de significación p0.05). Cuando se evaluó la posición del hueso hioides, se encontró una diferencia estadísticamente significativa entre los tres grupos en las mediciones de Hy-Pg (mm) (p<0.05). Conclusión: Las dimensiones de las vías respiratorias nasofaríngeas lineales y areales son similares en los subgrupos de maloclusiones de Clase II, mientras que la distancia del hueso hioides al pogonion es menor en el grupo de retrognacia mandibular.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Cefalometria/métodos , Má Oclusão Classe II de Angle , Turquia
16.
J. Bras. Patol. Med. Lab. (Online) ; 57: e3062021, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1350886

RESUMO

RESUMEN La aparición de un quiste odontogénico calcificante (QOC) en la región posterior de la maxila es infrecuente; hay pocos informes descritos en la literatura. Presentamos el caso de una paciente de 13 años que presentó una lesión extensa en la maxila izquierda (> 7,5 cm). La radiografía panorámica mostró una lesión radiolúcida unilocular bien delimitada, que se extendía desde el maxilar posterior izquierdo hasta el seno maxilar. La paciente fue sometida a descompresión, seguida de de la extirpación quirúrgica conservadora de la lesión. El análisis histológico de la pieza quirúrgica confirmó el diagnóstico de QOC. Después de un año, no se observaron recurrencias. La paciente permanece en seguimiento regular.

17.
RFO UPF ; 25(3): 404-409, 20201231.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1357821

RESUMO

Objetivo: avaliar a previsibilidade das reabilitações de maxilas edêntulas através da técnica all-on-four, mensurada pelas tensões sobre implantes em estudos laboratoriais e sobrevida de próteses, perda óssea marginal e sucesso dos implantes em estudos clínicos. Revisão de literatura: foi executada uma busca na literatura nas bases de dados Lilacs, SciELO e PubMed/Medline, utilizando termos relacionados ao tema, sem restrição temporal e adaptados para cada base. As buscas foram realizadas por um único examinador no período de setembro a novembro de 2019. Após a leitura crítica dos 21 artigos selecionados, constata-se que existem vários estudos com muitos delineamentos que avaliaram a previsibilidade mensurada de várias formas. Considerações finais: diante das evidências científicas encontradas, a reabilitação de maxilas edêntulas com a técnica all-on-four demonstra ser previsível e estável. Estudos retrospectivos, prospectivos e revisões sistemáticas relatam altos índices de sucesso, baixa perda óssea marginal, embasando o uso da técnica all-on-four na odontologia.(AU)


Objective: to assess the predictability of edentulous maxillary rehabilitation using the all-on-four technique, measured by tensions over implants in laboratory studies and prosthetic survival, marginal bone loss and implant success in clinical studies. Literature Review: A literature search was performed in the Lilacs, SciELO and PubMed/ Medline databases, using terms related to the theme, without time restriction and adapted for each base. The searches were carried out by a single examiner from September to November 2019. After a critical reading of the 21 selected articles, it appears that there are several studies with many designs that evaluated the predictability measured in various ways. Final considerations: In view of the scientific evidence found, the rehabilitation of edentulous jaws with the all-on-four technique proves to be predictable and stable. Retrospective, prospective studies and systematic reviews report high success rates, low marginal bone loss, basing the use of the all-on-four technique in dentistry.(AU)


Assuntos
Humanos , Arcada Edêntula/reabilitação , Prótese Dentária/métodos , Reabilitação Bucal/métodos , Perda do Osso Alveolar
18.
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 25(5): 51-56, Sept.-Oct. 2020. graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1133692

RESUMO

ABSTRACT Introduction: Nasal septum deviation (NSD) is the most common structural cause of nasal obstruction, affecting around 65-80% of the adult population. Rapid maxillary expansion (RME) is currently used for treatment of maxillary transverse deficiency, but can also influence nasal cavity geometry. Objective: The present study aimed at evaluating the changes in NSD by using Cone-Beam Computed Tomography (CBCT) scans in pre-pubertal patients treated with RME. Methods: This retrospective exploratory study evaluated 20 pre-pubertal patients (mean age 10 ± 2 years) who were treated for transverse maxillary constriction with RME and presented mild/moderate NSD as an incidental finding. The outcome measures were NSD tortuosity and area. These measures were obtained from transverse and coronal views of records taken before and after RME treatment. Intra-rater reliability was also assessed with intraclass correlation coefficient. Results: NSD was mild in thirteen patients (65%) and moderate in seven (35%). NSD tortuosity index did not significantly change over time (mean difference 0.002 mm/year, 95% CI; p = 0.58). NSD area did not significantly change over time (mean difference 2.103 mm2/year, 95% CI; p = 0.38). Intraclass correlation coefficient was 0.73 (95% CI) for NSD tortuosity and 0.84 (95% CI) for NSD area. Conclusions: NSD tortuosity and area suggested potential changes in NSD with small clinical relevance in pre-pubertal patients who were treated with RME. Additional studies using CBCT scans in larger samples are required to clarify the role of RME in NSD treatment.


RESUMO Introdução: O desvio de septo nasal (DSN) é a causa estrutural mais frequente de obstrução nasal, afetando de 65% a 80% da população adulta. A expansão rápida da maxila (ERM), atualmente utilizada para o tratamento da deficiência transversa da maxila, também pode influenciar na geometria da cavidade nasal. Objetivos: O presente estudo teve como objetivo avaliar, usando tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC), as mudanças no DSN após o tratamento com ERM em pacientes pré-púberes. Métodos: Esse estudo exploratório retrospectivo avaliou 20 pacientes pré-púberes (idade média de 10 ± 2 anos) com deficiência transversa da maxila tratados com ERM, e que apresentavam DSN de leve a moderado, como um achado incidental. Foram realizadas medições da tortuosidade e área do DSN. Essas medições foram feitas em cortes transversais e coronais das TCFCs pré- e pós-tratamento com ERM. A confiabilidade intraexaminador também foi aferida por meio do coeficiente de correlação intraclasse. Resultados: O DSN era leve em 13 pacientes (65%) e moderado em 7 (35%). O índice de tortuosidade do DSN não mudou significativamente ao longo do tempo (diferença média = 0,002 mm/ano, IC 95%; p= 0,58). A área do DSN não mudou significativamente ao longo do tempo (diferença média = 2,103 mm2/ano, IC 95%; p= 0,38). O coeficiente de correlação intraclasse foi igual a 0,73 (IC 95%) para a tortuosidade do DSN e 0,84 (IC 95%) para a área do DSN. Conclusões: Os valores de tortuosidade e da área do DSN sugeriram potenciais mudanças no DSN, mas com pequena relevância clínica, nos pacientes pré-púberes tratados com ERM. Estudos adicionais utilizando TCFC em amostras maiores são necessários para esclarecer o papel da ERM no tratamento do DSN.


Assuntos
Humanos , Criança , Técnica de Expansão Palatina , Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico , Reprodutibilidade dos Testes , Estudos Retrospectivos , Maxila , Cavidade Nasal/diagnóstico por imagem , Septo Nasal/diagnóstico por imagem
19.
Rev. cuba. estomatol ; 57(2): e2928, abr.-jun. 2020. graf
Artigo em Português | LILACS, CUMED | ID: biblio-1126512

RESUMO

RESUMO Introdução: Exostose é um crescimento ósseo benigno que comumente acomete a mandíbula e a maxila, porém raramente apresenta grandes dimensões. Objetivo: Descrever um caso de exostose palatina de apresentação rara e discutir os principais aspectos clínicos envolvidos. Relato de caso: Paciente, gênero masculino, 66 anos, melanoderma, com história de aumento de volume no palato duro com tempo de evolução indeterminado, sem queixas álgicas, porém relatava transtornos de mastigação e fonação. O conjunto da lesão obliterava toda a profundidade do palato e ocupava grande volume na cavidade oral. A Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico demonstrava áreas bem corticalizadas na superfície da lesão e áreas centrais menos hiperdensas, compatíveis com osso medular maduro. Após exames e pareceres pós-operatórios o paciente foi submetido a tratamento cirúrgico sob anestesia geral para remoção da massa óssea e osteoplastia subjacente, a fim de dar contornos normais ao palato, e o material colhido foi enviado para a biópsia que estabeleceu o diagnóstico de exostose. O paciente evoluiu sem complicações. Conclusão: Embora a exostose seja um crescimento ósseo benigno, ela causou problemas funcionais ao paciente, necessitando assim de um tratamento cirúrgico. Após três meses da remoção, os distúrbios foram revertidos à normalidade, e a sua reabilitação protética está em andamento(AU)


RESUMEN Introducción: La exostosis es un crecimiento óseo benigno que generalmente afecta la mandíbula y el maxilar, pero rara vez es grande. Objetivo: Describir un caso de exostosis palatina rara y discutir los principales aspectos clínicos involucrados. Presentación del caso: Paciente masculino de 66 años, melanoderma, con antecedentes de aumento de volumen del paladar duro con una evolución de tiempo indefinido, trastornos de masticación y fonación El conjunto de lesiones borró toda la profundidad del paladar y ocupó un gran volumen en la cavidad bucal. La tomografía computarizada de haz cónico mostró áreas corticalizadas en la superficie de la lesión y áreas centrales menos hiperdensas, compatibles con la médula ósea madura. Después de los exámenes y consejos preoperatorios, el paciente se sometió a un tratamiento quirúrgico con anestesia general para eliminar la masa ósea con osteoplastia subyacente a fin de obtener contornos del paladar normales, y el material recolectado fue enviado para realizar biopsia que estableció el diagnóstico de exostosis. El paciente progresó sin complicaciones. Conclusiones: Aunque la exostosis es un crecimiento óseo benigno, causó problemas funcionales al paciente, por lo que requirió tratamiento quirúrgico. Tres meses después de la extracción, los trastornos han vuelto a la normalidad y su rehabilitación protésica está en proceso(AU)


ABSTRACT Introduction: Exostosis is a benign bone growth that commonly affects the jaw and maxilla, but is rarely large. Objective: Describe a case of rare palatal exostosis and discuss the main clinical aspects involved. Case presentation: A case is presented of a male 66-year-old dark-skin patient with a history of hard palate enlargement of an indefinite time of evolution, and chewing and phonation disorders. The lesions had obliterated the entire palatal depth and occupied a large section of the oral cavity. Cone beam computed tomography revealed corticalized areas on the surface of the lesion and less hyperdense central areas compatible with mature bone marrow. After preoperative examination and advice, the patient underwent surgical treatment under general anesthesia to remove the bone mass and underlying osteoplasty to obtain normal palatal contours. The material collected was sent for biopsy testing, which established the diagnosis of exostosis. The patient recovered without any complications. Conclusions: Although exostosis is a benign bone growth, in this case it caused functional problems to the patient, thus requiring surgical treatment. Three months after removal, the disorders have been reverted to normal and prosthetic rehabilitation is underway(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Idoso , Exostose/diagnóstico , Palato Duro/cirurgia , Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico/métodos
20.
Rev. cir. traumatol. buco-maxilo-fac ; 20(2): 30-34, abr.-jun. 2020. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia, LILACS | ID: biblio-1253481

RESUMO

Introdução:As lesões fibro-ósseas constituem-se num grupo de lesões caracterizadas por processos de substituição de osso normal por tecido fibroso contendo material mineralizado.O fibroma ossificante juvenil é uma neoplasia fibro-óssea benigna que acomete indivíduos jovens, de comportamento agressivo local e com altas taxas de recidiva. São relatadas duas variantes denominadas de fibroma ossificante juvenil trabecular (FOJT) e o fibromaossificante juvenil psamomatoide (FOJP). Apesar de ambos os padrões demonstrarem características semelhantes, a predileção para idade e os sítios de acometimento sãoespecíficos.O tratamento indicado varia de enucleção e curetagem à ressecção cirúrgica. Este trabalho tem como objetivo relatar um caso de um paciente portador de Fibroma Ossificante Juvenil na maxila. Relato de caso: J.S.B., 18 anos, sexo masculino, procurou o Serviço de Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial do Hospital Getúlio Vargas, em Recife/PE, com queixa de "caroço no rosto" com aproximadamente 5 anos de evolução em maxila direita. Paciente foi submetido ao tratamento cirúrgico conservador mediante enucleação, curetagem e osteotomia periférica e está sendo acompanhado há cerca de 10 meses sem apresentar recidiva. Considerações finais: O tratamento mais conservador escolhido foi considerado de sucesso, efetivo, com mínimo de morbidade. Mas, devido à lesão ser considerada agressiva e por possuir alta taxa de recidivas, necessita-se de longo período de acompanhamento... (AU)


Introduction: Fibro-osseous lesions constitute a group of lesions characterized by processes of replacement of normal bone by fibrous tissue containing mineralized material. Juvenile Ossifying Fibroma is a benign fibro-osseous neoplasm that affects young individuals, local aggressive behavior, with high rates of relapse. Two variants named trabecular juvenile ossifying fibroma (TJOF) and psamomatoid juvenile ossifying fibroma (PJOF) are reported. Although both patterns demonstrate similar characteristics, the predilection for age and the sites of involvement are specific. The indicated treatment varies from enucleation and curettage to surgical resection. This article aims to report a case of a patient with juvenile ossifying fibroma in maxilla.Case report:J.S.B., 18 years old, male, sought the Surgery and Traumatology Service of Hospital Getúlio Vargas, Recife / PE, complaining of a "lump in the face" with approximately 5 years of evolution in right maxila. Patient underwent conservative surgical treatmentwas performed through enucleation, curettage and peripheral osteotomy and has been followed for about 10 months without recurrence.Final considerations: The most conservative treatment chosen was considered successful, effective, with minimal morbidity. However, because the injury is considered aggressive and because it has a high rate of recurrence, a long follow-up period is required... (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adolescente , Ferimentos e Lesões , Fibroma Ossificante , Face , Maxila , Neoplasias , Osteotomia , Osso e Ossos , Traumatologia , Curetagem
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...