Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 20
Filtrar
1.
Psico USF ; 27(4): 675-688, Oct.-Dec. 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1422347

RESUMO

Trata-se de um estudo brasileiro, transversal, mediado pela Internet com o objetivo de descrever como diferenças temperamentais associam-se ao uso de oito práticas de medicina alternativa e complementar (MAC): ioga, meditação, reiki, acupuntura, massagem, tai chi chuan, homeopatia e floral. A amostra foi composta por 22.415 indivíduos, sendo 69,5% mulheres, com idade média de 28,8 anos (DP = 9,1). As práticas mais utilizadas foram massagem e ioga e as variáveis sexo, idade, renda e diagnóstico psicopatológico ao longo da vida associaram-se a todas as práticas, exceto com tai chi chuan. Análise inferencial se baseou em modelo de regressão logística e os resultados foram calculados com base na razão de chances com intervalo de confiança de 95%. Observou-se que manifestações adaptativas de traços e de tipos psicológicos, associaram-se a maiores chances de praticar MAC. Resultados sugerem que perfis com maior regulação emocional tendem a utilizar mais frequentemente MAC e, possivelmente, obter benefícios. (AU)


The present study is a cross-sectional web-based survey conducted in Brazil aiming to describe how individual differences in temperament traits and types could predict the use of the following eight categories of complementary and alternative medicine (CAM): yoga, meditation, reiki, acupuncture, massage, tai chi chuan, homeopathy, and flower remedies. The sample consisted of 22,415 individuals, 69.5% of whom were women, with a mean age of 28.8 years (SD= 9.1). The most commonly used practices were massage and yoga and the variables sex, age, income, and psychopathological diagnosis throughout life were associated with all practices, except tai chi chuan. The inferential analysis relied on logistic regressions and results were calculated based on the odd ratios with 95% confidence intervals. Adaptive manifestations of psychological traits and types were associated with greater use of complementary and alternative medicine practices. Results suggested that profiles with greater emotional regulation tend to use CAM more frequently and possibly obtain benefits. (AU)


Se trata de un estudio brasileño, transversal, mediado por Internet, con el objetivo de describir cómo las diferencias temperamentales se asocian con el uso de ocho prácticas de medicina alternativa y complementaria (MAC): yoga, meditación, reiki, acupuntura, masaje, tai chi chuan, homeopatía y floral. La muestra estuvo compuesta por 22.415 individuos, de los cuales 69,5 % eran mujeres, con una edad media de 28,8 años (DS= 9,1). Las prácticas más utilizadas fueron el masaje y el yoga, y las variables sexo, edad, renta y diagnóstico psicopatológico a lo largo de la vida se asociaron a todas las prácticas, excepto al tai chi chuan. El análisis inferencial se basó en un modelo de regresión logística y los resultados se calcularon con base en la odds ratio con un intervalo de confianza del 95 %. Se observó que las manifestaciones adaptativas de rasgos y tipos psicológicos se asociaron con mayores posibilidades de practicar MAC. Los resultados sugieren que los perfiles con mayor regulación emocional tienden a usar MAC con mayor frecuencia y, posiblemente, obtienen beneficios. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Temperamento , Terapias Complementares/psicologia , Individualidade , Adaptação Psicológica , Modelos Logísticos , Estudos Transversais , Inquéritos e Questionários , Distribuição por Idade e Sexo , Regulação Emocional , Fatores Sociodemográficos
2.
Arq. gastroenterol ; 59(3): 375-382, July-Sept. 2022. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1403507

RESUMO

ABSTRACT Background: The conventional treatment of inflammatory bowel disease (IBD) is based on drug therapy, but different studies have shown a progressive increase in the use of complementary and alternative medicine (CAM). The most used CAM comprises of acupuncture, traditional Chinese medicine, Ayurvedic medicine, homeopathy, and herbal medicine, as well as more modern practices, including aromatherapy and reflexology. Data from CAM use in Brazil has previously been scarce and there are no studies among Brazilian patients with IBD. Objective: The aim of the study was to evaluate the frequency of, and factors associated with the use of CAM among IBD patients in Brazil, in addition to estimating the satisfaction with CAM use. Methods: A cross-sectional study was performed in adult IBD outpatients from two Southeastern Brazilian referral centers, with a total a sample of 227 individuals. A semi-structured questionnaire was used containing CAM products - tea, probiotics, omega 3 or glutamine, homeopathy, and herbal therapy, and factors associated with CAM use and patient satisfaction. We used descriptive statistics, association tests (P<0.05) and logistic regression for statistical analyses. Results: In total, 126 patients with Crohn's disease and 101 with ulcerative colitis were included. The mean age was 41.19±14.49 years and 57.27% were female. The time since diagnosis was 10.58±7.5 years, and most patients were in clinical remission. Twenty-nine patients (12.8%) reported having used CAM for IBD treatment, such as tea (5.29%), probiotics (5.29%), omega-3 or glutamine (1.76%), homeopathy (0.88%), and herbal therapies (0.44%). Despite the low frequency, patients were satisfied (>50%). There was no difference between CAM use in Crohn's disease as compared to ulcerative colitis patients (P=0.1171). The factors associated with the use of CAM were regular or poor quality of life (odds ratio 2.084; 95% confidence interval 1.147-3.786, P=0.0159) and a shorter time since diagnosis (odds ratio 0.956; 95% confidence interval 0.918-0.995; P=0.0260). Conclusion: The prevalence of CAM use was low, but satisfactory among Brazilian IBD patients. The application of CAM has been associated with poor quality of life and shorter disease duration compared to patients with no use of CAM.


RESUMO Contexto: O tratamento convencional da doença inflamatória intestinal (DII) é baseado na terapia medicamentosa, mas diferentes estudos têm mostrado aumento progressivo do uso de medicina complementar e alternativa (MCA) na abordagem dos pacientes. As modalidades de MCA mais usadas compreendem: acupuntura, medicina tradicional chinesa, medicina ayurvédica, homeopatia e fitoterapia, bem como práticas mais modernas, como aromaterapia e reflexologia. Os dados do uso de MCA no Brasil são escassos e não há estudos entre pacientes brasileiros com DII. Objetivo: O objetivo do estudo foi avaliar a frequência e os fatores associados com o uso de MCA entre pacientes com DII, além de estimar a satisfação com o uso de MCA. Métodos: Foi realizado estudo transversal em pacientes adultos ambulatoriais com DII oriundos de dois centros de referência no sudeste do Brasil, com amostra de 227 indivíduos. Foi aplicado questionário semiestruturado contendo produtos como - chá, probióticos, ômega 3 ou glutamina, homeopatia e fitoterapia, além de fatores associados ao uso de MCA e a satisfação do paciente. Utilizamos estatística descritiva, testes de associação (P<0,05) e regressão logística para análise estatística. Resultados: No total, 126 pacientes com doença de Crohn e 101 com retocolite ulcerativa foram incluídos. A média de idade foi 41,19±14,49 anos e 57,27% eram do sexo feminino. O tempo desde o diagnóstico foi de 10,58±7,5 anos, e a maioria dos pacientes estava em remissão clínica. Vinte e nove pacientes (12,8%) relataram ter usado MCA para o tratamento de DII, como chá (5,29%), probióticos (5,29%), ômega-3 ou glutamina (1,76%), homeopatia (0,88%) e fitoterápicos (0,44%). Apesar da baixa frequência, os pacientes ficaram satisfeitos com o uso (>50%). Não houve diferença entre o uso de MCA entre os pacientes com doença de Crohn em comparação com pacientes com retocolite ulcerativa (P=0,1171). Os fatores associados com o uso de MCA foram qualidade de vida regular ou ruim (Odds ratio 2,084; intervalo de confiança de 95% 1,147-3,786, P=0,0159) e menor tempo desde o diagnóstico (Odds ratio 0,956; intervalo de confiança de 95% 0,918-0,995; P=0,0260). Conclusão: A prevalência do uso de MCA foi baixa, mas satisfatória entre os pacientes com DII. O uso de MCA tem sido associada a baixa qualidade de vida e menor duração da doença.

3.
Rev. bras. ginecol. obstet ; 43(12): 919-925, Dec. 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1357095

RESUMO

Abstract Objective Endometriosis is a hormone-dependent chronic inflammatory disease with symptoms such as pelvic pain, which affect the physical, emotional, and social health of women in reproductive age. The current overview article aims to explore the effect of complementary medicine on the treatment or in mitigating the risk of endometriosis. Methods This is an overview article done in Iran. Two separate researchers systematically searched 3 databases (Medline, Scopus, and Cochrane Central Register Trials) until September 2020. The methodological quality of each study was assessed using the assessment of multiple systematic reviews (AMSTAR) tool. Results The results of two reviews suggested that physical activity, tobacco smoking, diet, coffee and caffeine intake had no effect on mitigating the risk of endometriosis or improving its treatment, but acupuncture successfully reduced pain and related marker (serum CA-125) levels. Conclusion As endometriosis is an annoying disease with many complications and is hard to diagnose and treat, related studies in complementary medicine can help patients with endometriosis. Based on the relevant literature review, among the complementary medicine available for the treatment or to mitigate the risk of endometriosis, only acupuncture seems to alleviate the pain of endometriosis.


Resumo Objetivo A endometriose é uma doença inflamatória crônica hormono-dependente com sintomas como dores pélvicas, que afetam a saúde física, emocional e social de mulheres em idade reprodutiva. O presente artigo de visão geral tem como objetivo explorar o efeito da medicina complementar no tratamento ou na mitigação do risco de endometriose. Métodos Trata-se de um artigo de visão geral feito no Irã. Dois pesquisadores separados pesquisaram sistematicamente 3 bancos de dados (Medline, Scopus e Cochrane Central Register Trials) até setembro de 2020. A qualidade metodológica de cada estudo foi avaliada usando a ferramenta avaliação da qualidade dos relatos de revisão sistemática (AMSTAR, na sigla em inglês). Resultados Os resultados de duas revisões sugeriram que atividade física, tabagismo, dieta, consumo de café e cafeína não tiveram efeito na redução do risco de endometriose ou na melhoria do tratamento, mas a acupuntura reduziu com sucesso a dor e os níveis de marcadores relacionados (CA-125 sérico). Conclusão Como a endometriose é uma doença incômoda, com muitas complicações e de difícil diagnóstico e tratamento, estudos relacionados em medicina complementar podem ajudar pacientes com endometriose. Com base na revisão da literatura relevante, entre os medicamentos complementares disponíveis para o tratamento ou risco de endometriose, apenas a acupuntura parece aliviar a dor da endometriose.


Assuntos
Humanos , Feminino , Terapias Complementares , Endometriose/prevenção & controle , Exercício Físico , Dor Pélvica/etiologia , Dor Pélvica/prevenção & controle , Irã (Geográfico)
4.
Rev. bras. ginecol. obstet ; 43(11): 853-861, Nov. 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1357073

RESUMO

Abstract Objective To evaluate the knowledge, attitudes, and behaviors regarding complementary and alternative medicine methods of patients who were admitted to gynecology outpatient clinics. Methods In the present survey, a questionnaire on complementary and alternative medicine practices was applied on 1,000 women (ages between 18 and 83 years old) who were admitted to the gynecology outpatient clinic of a tertiarymaternity hospital. Demographic features and knowledge, attitudes, and behaviors about these methods were inquired in face-to-face interviews. Results While 80.7% of the total participants thought that complementary and alternative medicine was beneficial, only 37.5% of them had used these methods previously. The rate of prior knowledge on this subject was of 59.7% and the source of information was physicians for 8.5% of the patients. However, 72.4% of all participants wanted to obtain information on these methods and 93.7% wanted to be informed by physicians. In the decision tree model, having knowledge about complementary and alternative medicine was the most effective factor determining its use (p<0.001). Phytotherapy was found to be the most used method, with 91.4%. The most preferred plant was onion (18.9%), and the most common reasons for herbal use were stress (15.4%) and fatigue (15.2%). Conclusion More than one-third of the patients who applied to the gynecology outpatient clinics used one of the complementary and alternativemedicine methods at least once. As gynecologists and obstetricians, we need to be more knowledgeable about these methods to provide correct guidance to our patients for accessing accurate and effective information.


Resumo Objetivo Avaliar o conhecimento, as atitudes e os comportamentos em relação aos métodos de medicina complementar e alternativa de pacientes internadas em ambulatórios de ginecologia. Métodos Na presente pesquisa, um questionário sobre práticas de medicina complementar e alternativa foi aplicado a 1.000 mulheres (idades entre 18 e 83 anos) que foram admitidas nos ambulatórios de ginecologia de uma maternidade terciária. Características demográficas e conhecimento, atitudes e comportamentos sobre esses métodos foram investigados em entrevistas pessoais. Resultados Enquanto 80,7% do total de participantes achavam que a medicina complementar e alternativa era benéfica, apenas 37,5% deles haviam usado esses métodos anteriormente. A taxa de conhecimento prévio sobre o assunto foi de 59,7% e a fonte de informação foi médica para 8,5% dos pacientes. No entanto, 72,4% de todos os participantes queriam obter informações sobre esses métodos e 93,7% queriam ser informados por médicos. No modelo de árvore de decisão, ter conhecimento sobre medicina complementar e alternativa foi o fator mais eficaz para determinar seu uso (p<0,001). A fitoterapia foi o método mais utilizado, com 91,4%. A planta preferida foi a cebola (18,9%), e osmotivos mais comuns para o uso de ervas foram estresse (15,4%) e fadiga (15,2%). Conclusão Mais de um terço das pacientes que se inscreveram no ambulatório de ginecologia utilizaram um dos métodos de medicina complementar e alternativa pelo menos uma vez. Como ginecologistas e obstetras, precisamos ter mais conhecimento sobre estes métodos a fimde fornecer orientações corretas aos nossos pacientes para o acesso a informações precisas e eficazes.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Terapias Complementares , Ginecologia , Atitude , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Inquéritos e Questionários , Instituições de Assistência Ambulatorial , Fitoterapia , Pessoa de Meia-Idade
5.
Rev. APS ; 21(4): 646-666, 20181001.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1102604

RESUMO

Objetivo: investigar o interesse, o conhecimento e o uso das Práticas Integrativas e Complementares (PIC) pelos estudantes de Medicina. Métodos: Aplicação de questionários estruturados com os estudantes de Medicina de uma instituição pública federal do 1º ao 8º períodos, no primeiro semestre de 2015. Os dados foram analisados no programa estatístico R versão 3.2.2. Resultados: O percentual de alunos que indicaria as PIC a seus pacientes é 82,5%. As variáveis associadas a indicar o uso das PIC foram: raça/cor não branca, ser aluno dos períodos iniciais, achar importante ter as PIC na grade curricular, ter cursado alguma disciplina ou atividade sobre as PIC, informar que usaria as PIC como pacientes e ter usado alguma PIC nos últimos 12 meses. Conclusões: O contato do aluno com as PIC, por meio de disciplinas e atividades, é fundamental para que os futuros médicos sejam capazes de indicar essas modalidades terapêuticas aos seus pacientes, ampliando as ferramentas terapêuticas disponíveis. Logo, torna-se necessária a inclusão, no currículo ativo, das PIC, a fim de ampliar a formação do aluno como médico generalista.


Objective: to investigate the interest, knowledge and use of Integrative and Complementary Practices (ICP) by medical students. Method: Application of structured questionnaires with medical students of a federal public institution from 1st to the 8th TERMS in the first semester of 2015. The data were analyzed in the statistical program R version 3.2.2. Results: The percentage of students that would indicate ICP to their patients is 82.5%. The variables associated with indicating the use of ICPs were: non-white race/color, being a student from the initial TERMS, finding it important to have ICP in the curriculum, having studied some discipline or activity on the ICPs, informing that they would use the ICPs as patients and have used any ICP in the last 12 months. Conclusions: The student's contact with ICP through disciplines and activities is fundamental for future physicians to be able to indicate these therapeutic modalities to their patients, broadening the available therapeutic tools. Therefore, it is necessary to include the ICP in the active curriculum in order to broaden the student's training as a general practitioner.


Assuntos
Terapias Complementares , Educação de Graduação em Medicina , Plantas Medicinais , Estudantes de Medicina , Currículo , Capacitação Profissional
6.
Trab. educ. saúde ; 16(2): 751-772, maio-ago. 2018. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-963006

RESUMO

Resumo Legitimadas pela Organização Mundial da Saúde, as Práticas Integrativas e Complementares apresentam demanda crescente e têm a formação profissional como um dos maiores desafios para o seu avanço no Sistema Único de Saúde. O estudo quantitativo descrito apresenta a oferta de disciplinas e cursos em Práticas Integrativas e Complementares em seis instituições de ensino superior públicas no Estado do Rio de Janeiro, em 2014, identificada em seus respectivos sites e secretarias segundo as variáveis: instituições de ensino superior, subárea de saúde, nível do ensino (graduação e pós-graduação), subtemas das Práticas Integrativas e Complementares (Homeopatia, Acupuntura, Meditação etc.), formato (obrigatório, eletivo ou optativo) e conteúdo (informativo ou formativo). Os resultados mostram uma oferta de 56 unidades de ensino, distribuída em quase todas as subáreas de saúde, com maior concentração em cursos de Medicina, Farmácia e Enfermagem. De perfil predominantemente opcional e informativo, apresenta a Homeopatia, Meditação e Práticas Corporais como temas mais frequentes. A análise desta oferta, apoiada na perspectiva do cuidado integral e referenciada em literatura nacional e internacional, aponta desafios para a ampliação e qualificação do ensino de Práticas Integrativas e Complementares, dentre eles a inserção integrada em cursos de saúde visando a interação e complementaridade entre saberes distintos.


Abstract Legitimated by the World Health Organization, Complementary and Alternative Medicine have shown an increasing demand in the Western world. Professional training is considered one of it's biggest challenges to its advance in the Brazilian National Health System. The descriptive quantitative study presents the availability of modules of Complementary and Alternative Medicine in six public institutions of higher education at the state of Rio de Janeiro, 2014, identified on these respective websites and secretariat, and classified according to the variables: institutions of higher education, health subarea, level of education (undergraduate and graduate), subtopics of Complementary and Alternative Medicine (Homeopathy, Acupuncture, Meditation etc.); Format (mandatory, elective or optional) and content (informative or formative). The results shows an offer of 56 modules distributed in almost all sub-areas of health care, mainly in Medicine, Pharmacy and Nursing, with a predominantly optional and informative approach. The main themes are Homeopathy, Meditation and Body Practices. The analysis of this offer, based on the perspective of integral care and referenced in national and international literature, points out challenges for the expansion and qualification of the teaching of Integrative and Complementary Practices, among them the integrated insertion in health courses aiming at the interaction and complementarity between knowledge.


Resumen Recomendada por la Organización Mundial de la Salud, la Medicina Complementaria y Alternativa tiene creciente demanda, siendo la formación profesional un gran reto para su avance en el sistema de salud brasileño. El estudio cuantitativo descriptivo presenta la oferta de enseñanza de medicinas complementares identificada en los sitios y secretarías de seis instituciones de educación superior públicas en el Estado del Río de Janeiro, Brasil, 2014, de acuerdo con las variables: subárea de salud, nivel de la enseñanza (graduación y posgrado), subtemas de las medicinas complementares, formato (obligatorio, electivo o optativo) y contenido (informativo o formativo). Los resultados muestram 56 módulos en medicina complementaria y alternativa, repartidos en casi todas saboreas de salud, concentrados en cursos de Medicina, Farmacia y Enfermería, principalmente a través de materias opcionales, con el perfil informativo. Los temas principales son Homeopatía, Meditación y Prácticas Corporales. La análisis, desde el punto de vista de la atención integral y con referencia a la literatura nacional e internacional, señala retos para su expansión y calificación: ampliar la oferta, con un enfoque transversal y integrado a lo largo de los cursos, enfatizando las posibilidades de interacción y complementariedad entre diferentes conocimientos y prácticas de salud.


Assuntos
Humanos , Terapias Complementares , Capacitação de Recursos Humanos em Saúde , Integralidade em Saúde
7.
Acta méd. (Porto Alegre) ; 39(2): 151-162, 2018.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-988098

RESUMO

Introdução: A dor é um dos sintomas mais prevalentes e incapacitantes em pacientes oncológicos. A dor causada pelo câncer comumente é atribuída aos efeitos direto do tumor, ao tratamento da neoplasia maligna ou a outros distúrbios não relacionados a doença ou a seu tratamento. Apesar de ser altamente prevalente, a dor oncológica frequentemente é mal manejada, seja por parte do médico, do paciente, ou por questões sociais. O objetivo deste estudo foi realizar uma breve revisão da literatura sobre dor crônica oncológica, buscando informações relevantes para a prática clínica. Métodos: Artigos recentes foram avaliados na plataforma PubMed, além de diretrizes e consensos nacionais e internacionais sobre o tema. Resultados: O tratamento da dor crônica oncológica baseia-se na escada analgésica da Organização Mundial da Saúde, modificada em 2010, a qual tem em seu centro o uso de opioides, além de anti-inflamatórios não esteroidais, medicações adjuvantes, terapias complementares e técnicas invasivas. Essa abordagem leva não apenas à melhora da qualidade de vida, como também ao aumento da sobrevida dos pacientes. A presença de dor deve ser sempre questionada nas consultas e as medicações modificadas quando o tratamento atual não estiver sendo efetivo. O uso de antidepressivos tricíclicos e anticonvulsivantes também devem ser considerados, dependendo do tipo de dor apresentada. Conclusão: Sendo a dor crônica oncológica tanto importante quanto complexa, uma abordagem integral é necessária para que o paciente obtenha melhores resultados de seu tratamento.


Introduction: Pain is one of the most prevalent and incapacitating symptoms in oncologic patients. The pain caused by cancer is usually attributed to direct effects of the tumor, treatment of the malignant neoplasm or to other disorders not related the disease or its treatment. In spite of being highly prevalent, cancer pain is often handled inappropriately, either by the physician, the patient, or for social issues. The objective of this study was to perform a short literature review regarding chronic cancer pain, searching for information that is relevant for clinical practice. Methods: Literature review was performed in PubMed database, and national and international guidelines and consensus about the topic were also included. Results: The treatment of chronic cancer pain is based on the World Health Organization analgesic ladder, modified in 2010, which has in its core the use of opioids, in addition to non-steroidal anti-inflammatories, adjuvant drugs, complementary therapies and invasive techniques. This approach leads not only to a better quality of life, but also to an increase in patient survival. The presence of pain should always be questioned in consultations and medications modified when the current treatment is not effective. The employment of tricyclic antidepressants and anticonvulsants should also be considered, depending on the presented kind of pain. Conclusion: Being chronic cancer pain both important and complex, an integrative approach is necessary so that the patient can reach better treatment results.


Assuntos
Cuidados Paliativos , Dor Crônica , Dor do Câncer , Neoplasias
8.
Saúde Redes ; 2(4): 409-417, out. - dez. 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1087199

RESUMO

Este artigo resulta de pesquisa implementada na Residência Integrada em Saúde do Grupo Hospitalar Conceição. A pesquisa teve como base um projeto investigativo realizado em serviços de saúde mental e de saúde da família. O objetivo central do estudo foi conhecer as Práticas Integrativas e Complementares realizadas nos Centros de Atenção Psicossocial vinculados ao Serviço de Saúde Comunitária do Grupo Hospitalar Conceição. Como objetivos específicos, intencionou identificar espaços potenciais para a realização de Práticas Integrativas e Complementares nos serviços; conhecer as percepções dos profissionais sobre as Práticas Integrativas e Complementares, e refletir sobre os fatores que influenciam esses profissionais a utilizarem ou não as práticas integrativas e complementares nos atendimentos. A metodologia do estudo contou com coleta de informações por meio de entrevistas individuais e aplicação de questionário. Como principais resultados destacam-se o reconhecimento das diferentes modalidades de Práticas Integrativas e Complementares utilizadas, e a ampliação do cuidado em saúde mental proporcionada pelas Práticas Integrativas e Complementares, na medida em que agregam outras maneiras de conceber o corpo nas suas dimensões emocionais, físicas e espirituais. (AU)


This article is the product of research conducted during an Integrated Healthcare Residency at Grupo Hospitalar Conceição. The research was based on an investigative project carried out in mental and family healthcare services. The core goal of the study was to learn about the Integrative and Complementary Practicesin place at Psychosocial Service Centers connected to Grupo Hospitalar Conceição's Community Healthcare Services. This study's specific goals included identifying potential opportunities for carrying out the Integrative and Complementary Practices in the services; learning about the professionals' opinions on the Integrative and Complementary Practices, and looking into the factors that lead these professionals to either use the integrative and complementary practices when seeing patients or not. The study methodology comprised collecting information via individual interviews and the application of a questionnaire. The main results included detecting the different types of Integrative and Complementary Practices used and the expanded mental healthcare provided by the Integrative and Complementary Practices, as they incorporate other ways of understanding the body in its emotional, physical, and spiritual aspects.(AU)

9.
Rev. bras. enferm ; 69(4): 804-810, jul.-ago. 2016.
Artigo em Inglês | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-789033

RESUMO

ABSTRACT Objective: to present a brief history of Spiritism, the vision of epilepsy by Spiritism, and the potential of spirituality and religiosity care as complementary and coadjutants treatments in epilepsy. Method: this is a brief review about the impact of faith, spirituality, and religiosity, particularly the Spiritism philosophy as complementary treatment to neurological disorders (particularly focusing on epilepsy) and mental health. We conduct a review of published articles (about religion/spirituality and epilepsy) in the Pubmed and SciELO databases. Conclusion: the exercise of spirituality and religiosity can be a positive coping strategy to support the traditional therapy of patients with epilepsy and other neurological disorders. However, it is necessary to demystify myths and beliefs about the epilepsy and improve knowledge about this important health dimension among professionals, patients, and caregivers to explore their full treatment and supportive potential.


RESUMO Objetivo: apresentar uma breve história do Espiritismo, a visão da epilepsia pelo Espiritismo e o potencial dos cuidados de espiritualidade e religiosidade como tratamentos complementares e coadjuvantes na epilepsia. Método: trata-se de uma breve revisão sobre o impacto da fé, da espiritualidade, da religiosidade, particularmente da filosofia espírita, como tratamento complementar dos distúrbios neurológicos (particularmente com foco na epilepsia) e da saúde mental. Para isso, fizemos uma revisão, sobre religiosidade/espiritualidade e epilepsia, na base de dados do Pubmed e SciELO. Conclusão: o exercício da espiritualidade e da religiosidade pode ser uma estratégia de enfrentamento positiva para apoiar a terapia tradicional no tratamento de pacientes com epilepsia. No entanto, é preciso desmistificar mitos e crenças sobre a epilepsia e melhorar o conhecimento deste aspecto importante da dimensão da saúde entre profissionais, pacientes e cuidadores para explorar todo o potencial de tratamento e suporte.


RESUMEN Objetivo: presentar una breve historia del Espiritismo, la visión de la epilepsia por el Espiritismo, y el potencial de la espiritualidade y religiosidad como tratamientos complementarios y coadyuvantes de la epilepsia. Método: esta es una breve revisión del impacto de la fe, la espiritualidad y religiosidad, en particular la filosofía espiritual como tratamiento complementario de los trastornos neurológicos (centrada especialmente en la epilepsia) y la salud mental. Para esto, se realizó una revisión de la religiosidad/espiritualidad y la epilepsia en la base de datos PubMed y SciELO. Conclusión: el ejercicio de la espiritualidad y la religiosidad puede ser una estrategia de afrontamiento y tratamiento positivo para apoyar la terapia tradicional de los pacientes con epilepsia y otros trastornos neurológicos. Sin embargo, es necesario desmitificar muchas creencias sobre la epilepsia así como mejorar el conocimiento sobre este importante aspecto de la dimensión de salud entre profesionales, cuidadores y pacientes para explorar su potencial para el tratamiento y el apoyo.


Assuntos
Humanos , Terapias Espirituais , Epilepsia/terapia , Espiritualidade
10.
Porto Alegre; s.n; 2015. 21 p
Tese em Português | Coleciona SUS | ID: biblio-942545

RESUMO

Introdução: Um em cada quatro pessoas no mundo será afetada por uma condição de sofrimento psíquico na sua vida, segundo a Organização Mundial de Saúde. Em países de alta renda, entre 35% e 50% da população com algum transtorno mental não tem acesso a qualquer tipo de tratamento para o seu sofrimento. Nos países de baixa e média renda, este número sobe para entre 76% e 85% de pessoas na mesma situação. Assim, buscando atenção aos aspectos inerentes à saúde mental, muitas pessoas procuram as práticas integrativas e complementares (PICS). Objetivos: Conhecer quais as experiências no Brasil de PICS, conforme previsto na PNPIC de 2006, vem sendo alvo de pesquisas na literatura científica nacional relacionadas ao atendimento em saúde mental. Método: Revisão integrativa da literatura conforme proposta por Cooper. Na coleta de dados foram selecionados sete artigos científicos nas bases de dados Literatura Latino Americana e do Caribe em Ciências e Saúde (LILACS), Scientific Eletronic Library Online (SCIELO) e Base de Dados Bibliográfica Especializada na área de enfermagem (BDENF) publicados no período de 2006 a 2015. Resultados: Todos os artigos abordaram o uso de PICS para os sintomas depressivos e ansiosos nas populações pesquisadas. Dois artigos falam dos benefícios do uso das plantas medicinais para questões de saúde mental; um falou da acupuntura; três pesquisas falaram das práticas corporais, como exercício físico, dança e hidroginástica; e apenas um citou o uso da homeopatia como terapia alternativa para o tratamento de sofrimentos psíquicos. Conclusão: Assim sugere-se mais investimento por parte do Estado nas políticas nacionais, como PNH, PNPIC, Política Nacional e Plantas Medicinais e Medicamentos Fitoterápicos e demais políticas afins, a fim de incentivar a cultura de clínica ampliada e cuidado integral aos usuários de saúde


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Brasil , Terapias Complementares , Saúde Mental , Saúde Pública , Sistema Único de Saúde
11.
Cad. naturol. terap. complem ; 4(6): 55-65, 2015.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-878009

RESUMO

Este artigo de revisão teve como objetivos o levantamento de artigos acadêmicos que trouxessem em seu conteúdo as técnicas utilizadas pela Naturologia para o tratamento da dor, e dados que demonstrassem a eficácia terapêutica ou não dessas técnicas. A partir de pesquisa nas bases de dados MEDLINE, SCIELO, LILACS, BIREME & DEDALUS, o presente trabalho tabelou e analisou um total de 249 artigos referentes às seguintes técnicas: acupuntura, aromaterapia, auriculoterapia, fitoterapia, massagem, medicina complementar e alternativa, meditação, qigong, reiki, shiatsu, tai chi, terapias manuais e yoga. A análise dos dados trouxe à luz uma gama de resultados que fornecem aos profissionais da saúde, em particular da Naturologia, uma visão de como as referidas técnicas estão sendo utilizadas para aliviar diferentes tipos de dor. Embora os resultados obtidos nos artigos avaliados indiquem a eficácia dos tratamentos, ficou claro que há necessidade de um maior número de estudos que pesquisem os mecanismos de ação de várias das técnicas levantadas. Ressalta-se o evidente interesse de diversas nações, através de seus centros de pesquisa, pelo estudo do referido assunto.(AU)


This paper aimed to survey academic articles that evaluate techniques used by Naturology for pain treatment, and discuss data that would demonstrate or not the efficiency of these techniques. From research in the ME- DLINE, SCIELO, LILACS, BIREME & DEDALUS databases, this study analyzed a total of 249 articles related to the following techniques: acupuncture, aromatherapy, auriculotherapy, pytotherapy, massage, complementary and alternative medicine, meditation, qigong, reiki, shiatsu, tai chi, manual therapies and yoga. Data analysis shows several results that supply to healthcare professionals, in particular be Naturology, how these techniques are being used to relieve different types of pain. Although the results indicate the effectiveness of the treatments, it became clear that there is a need of large number of studies who search mechanisms of action of these several techniques mentioned in this article. We emphasize the obvious interest from several nations, though its research centers, in this study of that object.(AU)


Assuntos
Humanos , Terapias Complementares/estatística & dados numéricos , Dor Lombar/terapia , Dor/prevenção & controle , Auriculoterapia/estatística & dados numéricos , Dor do Câncer/terapia , Dismenorreia/terapia , Massagem/estatística & dados numéricos , Meditação , Resultado do Tratamento
12.
Cad. naturol. terap. complem ; 3(4): 23-31, 2014.
Artigo em Português | MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-879108

RESUMO

Introdução: A Geoterapia é um recurso terapêutico a base de argila amplamente utilizado. Objetivo: Mapear percepções e utilização da Geoterapia em comunidade acadêmica (estudantes, docentes e técnicos-administrativos) de um campus universitário. Método: Estudo exploratório transversal, de caráter quali-quantitativo na Universidade Federal do Paraná ­ Setor Litoral, Matinhos, litoral do Paraná. Foi aplicado um questionário, composto por: a) perguntas objetivas acerca do tema e experiências prévias, posteriormente tabuladas em histogramas, empregando-se análise estatística descritiva; b) questões abertas e relatos de experiências subjetivas sobre o uso da Geoterapia, cujas categorias emergentes foram analisadas tematicamente. Resultados: Dos 134 participantes 47% conhecem o termo "Geoterapia". Entretanto, ao utilizar o termo "argila", há um salto para 76% que conhecem seu uso em saúde. Cerca de 33% da comunidade acadêmica já fez uso da Geoterapia. Destes, 43% o fez com finalidades estética ou dermatológica, sendo o rosto a região do corpo onde houve predomínio (61%) e 48% dos que utilizaram, fizeram uso mais de três aplicações. As cores mais utilizadas foram branca e marrom e as menos empregadas foram vermelha e amarela. Dentre os que nunca utilizaram (67%), foi também expressivo (91%) o número de pessoas que relataram que utilizariam a Geoterapia se tivessem oportunidade. Conclusões: O estudo evidenciou que grande parte da comunidade universitária pesquisada admite o uso da argila na saúde, entretanto poucos reconhecem o termo Geoterapia. Tais observações indicam a necessidade de ampliação da divulgação da técnica, seus resultados e benefícios, para que a população também amplie seu conhecimento e faça sua utilização com mais frequência.(AU)


Introduction: Geotherapy is a widely used therapeutic resource based on mud/clay. Objective: We aimed to map perceptions and uses of Geotherapy in an academic community (students, lecturers and administrative staff) from a university campus. Method: Cross-sectional exploratory, study, quali-quantitative, conducted at the "Universidade Federal do Paraná - Setor Litoral", Matinhos, Paraná's coast. A questionnaire was administered, composed by: a) objective questions about the topic and previous experiences, later tabulated into histograms, using descriptive statistics; b)open questions and reports of subjective experiences on the use of geotherapy, whose emergent categories were analyzed thematically. Results: From a total amount of 134 participants, 47% know the term "Geotherapy", however, when the term "therapeutic clay" is used, there's a jump to 76%, who know its use in health. About 33% of the academic community has already used Geotherapy. From this group, 43% used it for aesthetic or dermatological purposes; face was the body predominant part (61%) and 48% used it more than three times. The most used colors were white and brown while red and yellow were the least. Among the group which never used (67%), it was also significant (91%) the number of people who reported that they would use it, if they had the opportunity of it. Conclusions: The study showed that a large part of this university community recognizes the use of clay in health, but few recognize the term Geotherapy. These observations indicate a necessary to expand the dissemination of this therapy, including its benefits to population, enhancing their knowledge and promoting an increase on its utilization.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Adulto Jovem , Argila/estatística & dados numéricos , Terapias Complementares/estatística & dados numéricos , Comunicação em Saúde , Percepção , Brasil , Argila/métodos , Terapias Complementares/métodos , Estudos Transversais , Estudos de Avaliação como Assunto , Inquéritos e Questionários , Universidades
13.
Rev. APS ; 15(4)2012.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-686959

RESUMO

Considerando os preceitos da Política Nacional de Atenção Básica, do desenvolvimento de ações em saúde relacionadas à prevenção e promoção da saúde, e reafirmando os princípios do SUS de integralidade, resolutividade, vínculo, continuidade, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares foi proposta para a busca de uma ampliação das possibilidades do cuidado. No entanto, após quase cinco anos de sua publicação, no cotidiano profissional e dos serviços essas práticas ainda são incipientes. Este trabalho objetivou investigar o uso de práticas complementares por uma comunidade pertencente à área de abrangência de uma Unidade de Saúde da Família, assim como a visão dos profissionais ali atuantes. A opção foi pela pesquisa qualitativa, com coleta de dados, por meio de entrevista semi-estruturada junto aos participantes. Para análise dos resultados se utilizou da técnica de análise de conteúdo proposto por Bardin. Os resultados apontam para o uso, pela maioria dos participantes pertencentes à população do território de práticas relacionadas às plantas medicinais, com uma forte influência do conhecimento advindo da tradição familiar. Quanto aos profissionais não há ocorrência do uso freqüente das terapias complementares, bem como a aproximação com o tema e prática do mesmo é inócua. Conclui-se que há necessidade em se proporcionar uma ampla aproximação dos profissionais junto à política destas práticas, com vistas ao amadurecimento para a inclusão destas nos serviços do SUS.


According to the precepts of the Politics of the National Primary Care, development of public health efforts related to prevention and health promotion, and reaffirming the principles of SUS, integrated, problem solving, commitment, continuity, the National Politics on Integrative and Complementary Practices (PNPIC), was thought the search for an expansion of opportunities for care. But after nearly five years of publication of this politics, not found in everyday services such practices entered. This study aimed to investigate the use of complementary practices in a community belonging to the area covered by a Family Health Unit and also the view of professionals. Qualitative research which was conducted semi-structured interviews with participants and used the technique of content analysis to analyze and discuss. It was found the use by populations practices related mainly medicinal plants, and this knowledge came mostly from family tradition. However no indication was found frequently by professionals of complementary therapies, they also bring little or no approach to the subject. Thus demonstrating the need for disclosure of PNPIC and discussions about the possibility of inclusion in SUS services.


Assuntos
Saúde da Família , Saúde da População , Atenção Primária à Saúde , Terapias Complementares , Promoção da Saúde
14.
Saúde Soc ; 19(3): 497-508, jul.-set. 2010.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-566388

RESUMO

O artigo examina a contribuição da Medicina complementar para o Sistema Único de Saúde - SUS em um novo contexto de institucionalização. A reflexão analisa políticas oficiais de instituições sanitárias, como a OMS e o Ministério da Saúde, além da literatura especializada no tema. As práticas integrativas e complementares no SUS, em meio a um itinerário de crescente legitimação, valorizam recursos e métodos não biomédicos relativos ao processo saúde/doença/cura, enriquecem estratégias diagnóstico/terapêuticas e podem favorecer o pluralismo médico no Brasil. Desse modo, o atual sistema público de saúde transporta para seu interior outros saberes e racionalidades de base tradicional, que passam a conviver com a lógica e os serviços convencionais da biomedicina. O artigo acentua a discussão antropológica sobre integralidade em políticas públicas de saúde, com ênfase nos aspectos sociais, simbólicos e culturais que as realidades sanitárias necessariamente abrigam. Em conclusão, chama-se a atenção para a necessidade de aprofundamento do conceito de integralidade, bem como para o enfrentamento dos desafios práticos que sua implantação requer.


The article examines the contribution of Complementary Medicine to Sistema Único de Saúde (SUS - Brazil's National Health System) in a new institutionalization context. The reflection analyzes official policies of health institutions such as the WHO and the Ministry of Health, in addition to the specialized literature on the subject. The integrative and complementary practices within the SUS, in the midst of a path of increasing legitimacy, value non-biomedical resources and methods related to the health/disease/cure process, enrich diagnostic/therapeutic strategies, and may encourage medical pluralism in Brazil. Thus, the current public health system transports into its interior other traditional knowledge and rationalities, which start to coexist with the logic and conventional services of biomedicine. The article stresses the anthropological discussion about integrality in public health policies, with emphasis on the social, symbolic, and cultural aspects that the sanitary realities necessarily shelter. In conclusion, attention is drawn to the need to investigate the integrality concept, as well as to face the practical challenges its implantation requires.


Assuntos
Antropologia , Política de Saúde , Sistema Único de Saúde , Terapias Complementares
15.
Rev. latinoam. psicopatol. fundam ; 13(2): 265-282, jun. 2010. ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: lil-555972

RESUMO

A medicina moderna tem realizado muitas coisas nos campos de doenças infecciosas e de emergências para assistir a cura. Na maior parte dos outros campos, ela visa, sobretudo, ao controle, que é outro nome para o tratamento paliativo. A farmacologia, na qual se inclui a psicofarmacologia, é igualmente dirigida ao controle e ao alívio. Está na hora de profissionais da área e pesquisadores voltarem-se decisivamente para a prevenção e para a cura. Ademais, o outro grande desafio da medicina moderna é a longevidade aliada ao bem-estar. Avanços em vacinas contra hipertensão, diabetes, câncer etc. merecem atenção, bem como o papel da meditação, yoga, espiritualidade etc. na prevenção de doenças em vários níveis. Pesquisas sobre longevidade, mudanças no estilo de vida e centenários saudáveis merecem um exame especialmente minucioso na busca dos fatores que contribuem para a longevidade com bem-estar. Um olhar de perto para a medicina complementar e alternativa é necessário para encontrar modelos apropriados que esta possa vir a ter, à parte seus grandes discursos ou sua hostilidade para com o cuidado médico tradicional. A medicina é uma manifestação do Eros humano, e não deve tornar-se instrumento de seu Tanatos. Ela deve realizar seu verdadeiro potencial, de forma que Eros prevaleça, e Tanatos prevaleça apenas finalmente, não prematuramente.


Modern medicine has done much in the fields of infectious diseases and emergencies to aid cure. In most other fields, it is mostly control that it aims for, which is another name for palliation. Pharmacology, psychopharmacology included, is mostly directed towards such control and palliation too. The thrust, both of clinicians and research, must now turn decisively towards prevention and cure. Also, longevity with well-being is modern medicine's other big challenge. Advances in vaccines for hypertension, diabetes, cancers etc, deserve attention; as also, the role of meditation, yoga, spirituality etc in preventing disease at various levels. Studies on longevity, life style changes and healthy centenarians deserve special scrutiny to find what aids longevity with wellbeing. A close look at complementary and alternative medicine is needed to find any suitable models they may have, cutting aside their big talk and/or hostility towards mainstream medical care. Medicine is a manifestation of the human eros, and should not become a means of its thanatos. It must realise its true potential, so that eros prevails, and thanatos prevails only ultimately, not prematurely.


La médecine moderne a fait de grands progrès dans les domaines des maladies infectieuses et des secours médicaux. Par contre, dans la plupart des autres domaines, y compris la pharmacologie et la psychopharmacologie, elle vise surtout les soins palliatifs. Dorénavant, les cliniciens et chercheurs devront se concentrer sur la prévention et la guérison, ainsi que sur le vieillissement en bonne santé. Les progrès dans les domaines des vaccins contre l'hypertension, le diabète, le cancer, etc. méritent une attention particulière ainsi que le rôle de la méditation, due yoga et de la spiritualité dans la prévention des maladies à différents niveaux. Les études sur la longévité, les changements de style de vie et les centenaires en bonne santé sont essentielles pour découvrir les facteurs qui influencent le vieillissement en bonne santé. Les médecines complémentaires et alternatives doivent être examinées en détail pour trouver des modèles appropriés. La médecine est une manifestation de l'éros humain et ne doit pas passer au service du thanatos. Elle doit réaliser son véritable potentiel, de sorte que éros puisse prévaloir et que thanatos ne l'emporte qu'en dernière instance, et non pas de façon prématurée.


La medicina moderna ha dado mucho para ayudar a curar en el campo de las enfermedades infecciosas y de emergencias. En la mayor parte de los otros campos, ella visa, sobretodo, el control, que é otro nombre para el tratamiento paliativo. La farmacología, dentro de la cual se incluye la psicofarmacología, es igualmente dirigida al controle y al alivio. Es tiempo de profesionales del área e investigadores volcarse decisivamente para la prevención y la cura. Además, el otro grande desafío de la medicina moderna es la longevidad aliada al bienestar. Adelantos en vacunas contra la hipertensión, diabetes, cáncer etc. merecen atención, tanto como el papel de la meditación, yoga, espiritualidad etc., en la prevención de enfermedades en varios niveles. Investigaciones sobre longevidad, mudanzas en el estilo de vida y la existencia de centenarios saludables merecen un examen especialmente minucioso en la búsqueda de los factores que contribuyen para la longevidad con bienestar. Una mirada más próxima para la medicina complementaria y alternativa es necesaria para encontrar modelos apropiados que esta pueda llegar a tener, dejando de lado los grandes discursos y/o su hostilidad para con el cuidado médico tradicional. La medicina es una manifestación del Eros humano, y no debe tornar-se instrumento de su Tánatos. Ella debe realizar su verdadero potencial, de forma a que Eros prevalezca y Tánatos prevalezca apenas finalmente, no prematuramente.


Assuntos
Humanos , Cuidados Paliativos , Farmacologia , Cura em Homeopatia , Doença , Prevenção de Doenças , Longevidade
16.
Rev. baiana saúde pública ; 34(1)jan.-mar. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-580883

RESUMO

Objetiva-se identificar o uso de PIC entre adultos portadores do vírus da imunodeficiência humana. Mediante estudo transversal, analítico e descritivo foi verificado o perfil de 200 pacientes adultos infectados por HIV e identificadas possíveis associações entre fatores socioeconômicos e utilização de PIC. A prevalência de PIC foi de 78,5 porcento n igual 157 e as categorias mais relatadas foram oração a Deus 57,5 porcento n igual 115; uso de remédios populares 21,5 porcento n igual 43; procura a benzedeiras 14,5 porcento n igual 29 e uso de homeopatia 12,5 porcento n igual 25. Associações significativas foram encontradas com o uso de PIC e cor p igual 0,000; escolaridade p igual 0,000; estado conjugal p igual 0,003; religião p igual 0,000 e renda mensal familiar p igual 0,000. Constatou-se ainda que há associação estatisticamente significante entre algumas variáveis demográficas investigadas e uso de práticas integrativas complementares.


The purpose of this study is to identify the use of PIC by carriers of the human immunodeficiency virus. Through a cross-sectional, analytical and descriptive study, 200 adult patients infected with HIV were profiled and possible relations between socioeconomic factors and the use of the PIC were verified. The preponderance of PIC was of 78.5pocent n equals 157 and the most frequently mentioned categories were: pray to God 57.5 porcent n equals 115; use of popular medicines 21.5 pocent n equals 43; consultation with benzedeiras women with alleged healing and magical powers 14.5 porcent n equals 29 and the use of homeopathy 12.5 porcent n equals 25. Significant relations were found between the use of MCA and color p equals 0,000, educational level p equals 0,000; marital status p equals 0,003, religion p equals 0,000 and family monthly income.p equals 0,000. It was verified yet that there is a significant statistical relation between the use of some of studied demographical variables and the integrating and complimentary activities under study.


Assuntos
Humanos , Adulto , Estudos Transversais , Infecções por HIV , Pressão Intracraniana , Brasil/epidemiologia , Fatores Socioeconômicos
17.
Rev. latinoam. psicopatol. fundam ; 13(2): 265-282, 2010.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-46329

RESUMO

A medicina moderna tem realizado muitas coisas nos campos de doenças infecciosas e de emergências para assistir a cura. Na maior parte dos outros campos, ela visa, sobretudo, ao controle, que é o outro nome para o tratamento paliativo. A farmacologia, na qual se inclui a psicofarmacologia, é igualmente dirigida ao controle e ao alívio. Está na hora de profissionais da área e pesquisadores voltarem-se decisivamente para a prevenção e para a cura. Ademais, o outro grande desafio da medicina moderna é a longevidade aliada ao bem-estar. Avanços em vacinas contra hipertensão, diabetes, câncer, etc. merecem atenção, bem como o papel da meditação, yoga, espiritualidade etc. na prevenção de doenças em vários níveis. Pesquisas sobre longevidade, mudanças no estilo de vida e centenários saudáveis merecem um exame especialmente minucioso na busca dos fatores que contribuem para a longevidade com bem-estar. Um olhar de perto para a medicina complementar e alternativa é necessário para encontrar modelos apropriados que esta possa vir a ter, à parte seus grandes discursos ou sua hostilidade para com o cuidado médico tradicional. A medicina é uma manifestação do Eros humano, e não deve tornar-se instrumento de seu Tanatos. Ela deve realizar seu verdadeiro potencial, de forma que Eros prevaleça, e Tanatos prevaleça apenas finalmente, não prematuramente.AU


Modern medicine has done much in the fields of infectious diseases and emergencies to aid cur. In most other fields, it is mostly control that it aims for, which is another name for palliation. Pharmacology, psychopharmacology included, is mostly directed towards such control and palliation too. The thrust, both of clinicians and research, must now turn decisively towards prevention and cure. Also, longevity with well-being is modern medicine’s other big challenge. Advances in vaccines for hypertension, diabetes, cancers etc, deserve attention; as also, the role of meditation, yoga, spirituality etc in preventing disease at various levels. Studies on longevity, life style changes and healthy centenarians deserve special scrutiny to find what aids longevity with wellbeing. A close look at alternative medicine is a manifestation of the human eros, and should not become a means of its thanatos. It must realize its true potential, so that eros prevails, and thanatos prevails only ultimately, not prematurely.AU


La medicina moderna ha dado mucho para ayudar a curar en el campo de las enfermedades infecciosas y de emergencias. En la mayor parte de los otros campos, ella visa, sobretodo, el control, que é otro nombre para el tratamiento paliativo. La farmacología, dentro de la cual se incluye la psicofarmacología, es igualmente dirigida al controle y al alivio. Es tiempo de profesionales del área e investigadores volcarse decisivamente para la prevención y la cura. Además, el otro grande desafío de la medicina moderna es la longevidad aliada al bienestar. Adelantos en vacunas contra la hipertensión, diabetes, cáncer etc. merecen atención, tanto como el papel de la meditación, yoga, espiritualidad etc., en la prevención de enfermedades en varios niveles. Investigaciones sobre longevidad, mudanzas en el estilo de vida y la existencia de centenarios saludables merecen un examen especialmente minucioso en la búsqueda de los factores que contribuyen para la longevidad con bienestar: Una mirada más próxima para la medicina complementaria y alternativa es necesaria para encontrar modelos apropiados que esta pueda llegar a tener, dejando de lado los grandes discursos y/o su hostilidad para con el cuidado médico tradicional. La medicina es una manifestación del Eros humano, y no debe tornar-se instrumento de su Tánatos. Ella debe realizar su verdadero potencial, de forma a que Eros prevalezca y Tánatos prevalezca apenas finalmente, no prematuramente.AU


Assuntos
Humanos , Doença , Cuidados Paliativos , Cura em Homeopatia , Longevidade , Farmacologia , Prevenção de Doenças
18.
Rev. Assoc. Med. Bras. (1992) ; 55(3): 296-301, 2009. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-520180

RESUMO

OBJETIVO: Verificar a prevalência de utilização e o perfil socioeconômico do usuário de medicina complementar e alternativa pela população de Montes Claros (MG). MÉTODOS: Estudo transversal, analítico. A amostra foi probabilística, por conglomerados, sendo a unidade amostral o domicílio e os entrevistados de ambos os sexos e maiores de 18 anos. Os dados foram coletados em uma cidade de porte médio de Minas Gerais utilizando formulários semi-estruturados. RESULTADOS: Foram entrevistadas 3.090 pessoas. A prevalência de uso de medicina complementar e alternativas foi, quando consideradas somente as que envolvem custos, como homeopatia, acupuntura, quiropraxia, medicina ortomolecular, técnicas de relaxamento/meditação e massagem, de 8,93 por cento e 70 por cento, quando incluímos todas as terapias arguidas. As prevalências foram: oração a Deus (52 por cento), remédios populares (30,9 por cento), exercícios físicos (25,5 por cento), benzedeiras (15 por cento), dietas populares (7,1 por cento), massagem (4,9 por cento), relaxamento/meditação (2,8 por cento), homeopatia (2,4 por cento), grupos de autoajuda (1,9 por cento), quiropraxia (1,7 por cento), acupuntura (1,5 por cento) e medicina ortomolecular (0,2 por cento). Mulheres, católicos, casados, melhor renda e escolaridade estiveram associados de forma positiva com a utilização das terapias que envolvem custos. CONCLUSÃO: Medicina complementar e alternativa é utilizada por número significativo da população. Gênero, religião, estado civil, renda e escolaridade estiveram associados positivamente com utilização de terapias alternativas. O acesso das pessoas de menor renda e escolaridade à medicina complementar e alternativa poderia aumentar a prevalência de utilização daquelas formas que envolvem custos.


OBJECTIVE: To determine prevalence of utilization and social and economic profile of those using complementary and alternative medicine in the medium sized Brazilian city of Montes Claros, MG. METHODS: A transversal descriptive study was conducted. The sample of 3090 people was probabilistic, by clusters using the household as the sample unit for interview of both genders, older than 18 years. Data were collected by semi-structured questionnaires. RESULTS: Utilization of complementary and alternative medicine was of 8.9 percent when only those involving costs such as homeopathy, acupuncture, chiropractics, techniques of relaxation/ meditation and massage are considered and of 70.0 percent, when all therapies found were included. Prevalent were prayers to God (52.0 percent), popular medicines (30.9 percent), physical exercises (25.5 percent), faith healers (15.0 percent), popular diets (7.1 percent), massage (4.9 percent), relaxation/meditation (2.8 percent), homeopathy (2.4 percent), and groups of self-help (1.9 percent), chiropractics (1.7 percent), acupuncture (1.5 percent) and orthomolecular medicine (0.2 percent). Women, Catholic, married of higher income and education were positively associated with utilization of therapies involving expenses. CONCLUSIONS: Complementary and alternative medicine is used by a significant number of those interviewed. Gender, religion, marital status, income and education were positively associated with utilization of complementary and alternative medicine. Access of those with less income and education could increase the utilization of the options that involve expenses.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Terapias Complementares , Brasil , Estudos Transversais , Fatores Socioeconômicos , Adulto Jovem
19.
Hist. ciênc. saúde-Manguinhos ; 14(3): 863-875, jul.-set. 2007. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-466591

RESUMO

A medicina chinesa é hoje praticada no Ocidente e na própria China através das vertentes denominadas medicina clássica chinesa, medicina tradicional chinesa e medicina chinesa contemporânea, que divergem parcialmente em relação à valorização dada a algumas de suas categorias, entre elas a categoria Shen, freqüentemente traduzida no Ocidente como mente ou espírito. O presente artigo pretende estudar a medicina chinesa diante do conceito de racionalidade médica, definido pela presença de seis dimensões: cosmologia, dinâmica vital, doutrina médica, diagnose e terapêutica. Pretende, ainda, demonstrar a importância da categoria Shen em cada uma dessas dimensões, o que a faz estruturante da medicina chinesa como racionalidade médica. Sob tal perspectiva, a não valorização desta categoria poderia comprometer a medicina chinesa, transformando essa teoria milenar em mera prática terapêutica.


Today, Chinese medicine is practiced in the West and in China itself by means of classical Chinese medicine, traditional Chinese medicine, and contemporary Chinese medicine, which mainly diverge in the value given to some of their categories, including Shen, which is often translated in the West as 'mind' or 'spirit'. This article seeks to discuss Chinese medicine from the perspective of medical rationale, defined by the presence of six dimensions: cosmology, vital dynamics, medical doctrine, diagnosis and treatment. It also attempts to demonstrate the importance of Shen in each of these dimensions, making it an element that structures Chinese medicine as a medical rationale. Seen from this angle, the diminishment of this category could compromise Chinese medicine, turning this age-old theory into no more than a treatment.


Assuntos
Terapias Complementares , Medicina Tradicional Chinesa , Terapêutica , Atenção à Saúde
20.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-5648

RESUMO

Este trabalho apresenta uma alternativa de abordagem terapêutica aos problemas de saúde mais comuns ao idoso, sob o ponto de vista da acupuntura e da homeopatia. Por meio de uma revisão narrativa dos conteúdos pesquisados, procura-se demonstrar a pertinência da implantação, ainda que em caráter experimental, dessas práticas integrativas no SUS de Itabira-MG como opção terapêutica viável à gestão municipal. Após essa revisão pode-se concluir que apesar da atual escassez de trabalhos direcionados ao tema desta pesquisa, a implantação dessas terapêuticas pode ser uma opção viável ao município porque apresenta baixo custo e forte potencial preventivo e curativo quando aplicadas aos principais agravos próprios da faixa etária acima referida.


Assuntos
Política Pública , Terapias Complementares , Medicina Tradicional Chinesa , Acupuntura , Homeopatia , Idoso , Geriatria
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...