Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 10 de 10
Filtrar
1.
Arq. Asma, Alerg. Imunol ; 4(4): 435-440, out.dez.2020. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1382042

RESUMO

O primeiro relato de reação alérgica à Cannabis sativa foi publicado em 1971, com a descrição de uma mulher de 29 anos que após fumar maconha pela primeira vez apresentou sintomas compatíveis com uma reação anafilática. A alergia à maconha pode manifestar-se por sintomas diversos, inclusive graves e generalizados, com reações cruzadas, principalmente, mas não exclusivamente, com frutas e vegetais. Portanto, é de suma importância familiarizar-se com os sinais e sintomas da alergia à Cannabis, conhecer as opções disponíveis para o diagnóstico, as perspectivas de tratamento e como orientar o paciente. Esta revisão tem por objetivo destacar a diversidade de rotas de sensibilização e reações à planta, enfatizando a heterogeneidade de apresentações da alergia à Cannabis.


The first report of an allergic reaction to Cannabis sativa was published in 1971, with the description of a case of a 29-yearold woman who had symptoms consistent with an anaphylactic reaction after smoking marijuana for the first time. A marijuana allergy can manifest by various symptoms, including severe and disseminated symptoms with cross-reactions mainly, but not exclusively, with fruits and vegetables. Therefore, it is extremely important to become familiar with the signs and symptoms of a cannabis allergy and to know the options available for diagnosis, treatment perspectives, as well as how to guide the patient. This review aims to highlight the diversity of sensitization routes and reactions to the plant, emphasizing the heterogeneity of presentations of a cannabis allergy.


Assuntos
Humanos , Cannabis , Cannabis/efeitos adversos , Anafilaxia , Pacientes , Terapêutica , Fumar Maconha , Alérgenos , Reações Cruzadas , Diagnóstico , Alergia e Imunologia , Hipersensibilidade Imediata
2.
Rev. Assoc. Med. Bras. (1992) ; 62(6): 537-543, Sept. 2016. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-829491

RESUMO

Summary Objective: To evaluate the wheal diameter in allergy skin-prick tests (SPT) with cow’s milk extract (CM) comparing tolerant and persistent patients. Method: A retrospective cohort study involving database analysis of children with diagnosis of cow’s milk protein allergy (CMPA) mediated by immunoglobulin E in a specialized outpatient clinic that regularly performed SPT between January 2000 and July 2015. Patients were allocated into two groups: tolerant or persistent. Comparisons were made at diagnosis and over time between tolerant and persistent patients using Fisher’s, Mann-Whitney or Wilcoxon tests and significance level at 5%. Results: After applying inclusion and exclusion criteria, the sample includes 44 patients (29 tolerant and 15 who persisted with CMPA). In the tolerant group, the medians of SPT were: 6 mm at diagnosis and 2 mm at the development of tolerance; a significant difference (p<0.0001) was found. In the persistent group, the median SPT at diagnosis was 7 mm, while in the last SPT it was 5 mm, with no statistical difference (p=0.173). The comparison of medians in the last SPT between groups was significant (p=0.001), with a reduction greater than 50% in SPT in the tolerant group. Conclusion: Serial SPTs were useful for diagnosis, and a decrease higher than 50% in diameter can indicate the moment to perform oral food challenge (OFC) tests, helping to detect tolerance in CMPA.


Resumo Objetivo: avaliar o diâmetro da pápula do teste cutâneo alérgico (TCA) com extrato de leite de vaca (LV) comparando pacientes tolerantes e persistentes. Método: estudo de coorte retrospectivo de análise de banco de dados de crianças com diagnóstico de alergia à proteína do leite de vaca (APLV) mediada pela imunoglobulina E, em ambulatório especializado, que realizaram TCA de forma evolutiva, sendo alocados em dois grupos: tolerantes ou persistentes, entre janeiro de 2000 e julho de 2015. As comparações foram realizadas ao diagnóstico e evolutivamente entre tolerantes e persistentes, pelos testes de Fisher, Mann-Whitney ou Wilcoxon, utilizando níveis de significância de 5%. Resultados: aplicando critérios de inclusão e exclusão, a amostra incluiu 44 pacientes (29 tolerantes e 15 que persistiram com APLV). No grupo tolerante, as medianas do TCA foram: ao diagnóstico, de 6 mm, e, no desenvolvimento de tolerância, de 2 mm, com diferença significante (p<0,0001). No grupo persistente, a mediana do TCA ao diagnóstico foi de 7 mm e no momento do último TCA, de 5 mm, sem diferença estatística (p=0,173). A comparação das medianas no último TCA entre os grupos mostrou-se significante (p=0,001), com redução maior de 50% no valor do TCA no grupo tolerante. Conclusão: os TCA seriados foram úteis para o diagnóstico, e a redução maior que 50% em seu diâmetro pode indicar o momento para realização de testes de provocação oral (TPO), auxiliando na detecção de tolerância na APLV.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Imunoglobulina E/imunologia , Testes Cutâneos/métodos , Hipersensibilidade a Leite/diagnóstico , Imunoglobulina E/sangue , Reprodutibilidade dos Testes , Estudos Retrospectivos , Estudos de Coortes , Sensibilidade e Especificidade
3.
Rev. bras. oftalmol ; 74(5): 319-324, set.-out. 2015.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-757458

RESUMO

As alergias oculares englobam uma série de doenças inflamatórias da superfície ocular, causadas por diferentes mecanismos de hipersensibilidade. Acometem aproximadamente 20% da população e podem ser classificadas em formas mediadas por hipersensibilidade tipo I (CAS, CAP), tipo I e IV (CCV, CCA) e tipo IV (BCC, CPG). As formas mais prevalentes são CAS e CAP. As formas crônicas (CCV, CCA) estão mais frequentemente relacionadas a complicações e comprometimento da função visual decorrentes do processo inflamatório e consequente remodelação da superfície ocular. Comorbidades como olho seco e ceratocone podem estar presentes. O tratamento envolve diagnóstico e afastamento dos fatores etiológicos envolvidos, uso de drogas anti-inflamatórias que atuem na ação de linfócitos Th2, eosinófilos, mastócitos e células dendríticas Avanços no conhecimento da ativação e tráfego de células do sistema imune têm sido promissores na perspectiva de novas abordagens terapêuticas.


Ocular allergies encompass a number of inflammatory diseases in the ocular surface which have different hypersensitivity mechanisms and occur in 20% of population. They can be classified as being type I hypersensitivity mediated (PAC, SAC), type I and IV (VKC, AKC) and type IV (BKC, GPC). The most prevalent forms are PAC and SAC. The chronic presentations are mostly related to visual impairment due to remodeling in the ocular surface caused by chronic inflammation. Dry eye disease and keratoconus are comorbidities observed in severe cases. The management is based on accurate diagnosis, avoidance of etiological factors and the rational use of drugs that control the inflammatory events caused by Th2 driven. The advances in knowledge on activation and traffic of immune cells are providing new drugs and many perspectives on different approaches.


Assuntos
Humanos , Conjuntivite Alérgica/fisiopatologia , Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico , Hipersensibilidade a Drogas , Hipersensibilidade Imediata , Imunoglobulinas , Ceratoconjuntivite
4.
An. bras. dermatol ; 88(4): 611-613, ago. 2013. graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-686530

RESUMO

Protein contact dermatitis is a skin condition not well known and underdiagnosed by dermatologists, resulting from an IgE-mediated allergic reaction. Clinically it presents as a chronic hand and/or forearms eczema of occupational origin, especially in professionals who work as food handlers. Epicutaneous tests are negative, and to diagnose this condition it is necessary to perform immediate-type allergy tests. The most sensitive and practical is the prick-by-prick test with food that the patient refers to cause intense itching after immediate skin contact. Treatment is symptomatic, and it is mandatory to avoid the responsible allergen, wearing plastic gloves and even sometimes leaving the workplace for symptom resolution.


A dermatite de contacto proteínica é uma condição pouco conhecida e infra-diagnosticada pelos dermatologistas, resultante de uma resposta alérgica de tipo imediato, mediada por IgE. Clinicamente apresenta-se como um eczema crónico em mãos e/ou antebraços de origem ocupacional, sobretudo em profissionais que trabalham manipulando alimentos. As provas epicutâneas são negativas e para realizar o diagnóstico desta condição há que realizar testes alérgicos de tipo imediato, sendo o mais sensível e rápido, o prick-by-prick test com os alimentos que o paciente refere causar-lhe prurido intenso e imediato ao seu contacto. O tratamento é sintomático, sendo necessário evitar o alérgeno responsável, utilizar luvas de plástico e em ocasiões abandonar o posto de trabalho para a sua resolução.


Assuntos
Adulto , Feminino , Humanos , Dermatite Alérgica de Contato/diagnóstico , Dermatite Ocupacional/diagnóstico , Proteínas Alimentares/efeitos adversos , Hipersensibilidade Alimentar/diagnóstico , Dermatoses da Mão/diagnóstico , Dermatite Alérgica de Contato/etiologia , Dermatite Ocupacional/etiologia , Hipersensibilidade Alimentar/etiologia , Dermatoses da Mão/etiologia , Imunoglobulina E/sangue , Testes Cutâneos
5.
Braz. j. allergy immunol ; 1(3): 163-169, maio-jun. 2013.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-716813

RESUMO

Objetivo: Doenças alérgicas afetam atualmente um quarto da população mundial. Em nosso meio, ácaros da poeira doméstica são os principais aeroalérgenos intradomiciliares. Os objetivos deste estudo caso-controle foram verificar a prevalência de sensibilização a aeroalérgenos em adolescentes de Belém, PA, e investigar sua correlação com asma.MÉTODOS: A amostra foi feita por conveniência, incluindo 104 adolescentes de 13 e 14 anos participantes do International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC) e que realizaram teste cutâneo de hipersensibilidade imediata (TCHI) com painel de extratos incluindo Dermatophagoides pteronyssinus, Blomia tropicalis, epitélios de cão e gato, mistura de fungos, Alternaria alternata, mistura de polens, Blattella germanica e Periplaneta americana. Resultado positivo do TCHI foi considerado como presença de pápula de diâmetro médio superior a 3 mm após aplicação do extrato. Asma ativa foi definida por presença de sibilos nos últimos 12 meses, e gravidade da asma foi caracterizada por dificuldade de falar duas palavras entre cada respiração.Resultados: Sensibilização a aeroalérgenos ocorreu com maior frequência para B. tropicalis (34,6%), D. pteronyssinus (29,8%) e epitélio de cão (17,3%). Positividade para extrato de mistura de fungos ocorreu em 21% dos adolescentes asmáticos, mostrando 84% de acurácia no diagnóstico de asma. Entretanto, positividade a nenhum alérgeno foi útil para estimar gravidade da asma.Conclusões: Sensibilização a ácaros D. pteronyssinus e B. tropicalis foi encontrada com maior frequência entre adolescentes com e sem asma. Testes cutâneos positivos para mistura de fungos mostraram valor diagnóstico para asma, entretanto não houve correlação com gravidade de asma para nenhum dos alérgenos testados.


Objectives: Allergic diseases currently affect a quarter of the world’s population. In our setting, house dust mites are the most common household aeroallergens. The objectives of this casecontrol study were to determine the prevalence of sensitization to aeroallergens in adolescents living in the city of Belém, state of Pará, northern Brazil, and to correlate findings with the presence of asthma. Methods: A convenience sample of 104 adolescents aged 13 to 14 years was selected among participants in the International Study of Asthma and Allergies in Childhood (ISAAC) who underwent skin prick testing (SPT) with a panel of extracts including Dermatophagoides pteronyssinus, Blomia tropicalis, dog and cat epithelium, mold mix, Alternaria alternata, pollen mix, Blattella germanica, and Periplaneta americana. Positive SPTs were defined by the presence of wheals with a mean diameter of at least 3 mm following extract application. Current asthma was defined as the presence of wheezing in the past 12 months; severe asthma was determined when there was difficulty speaking two words between breaths. Results: Sensitization to aeroallergens was more common for Blomia tropicalis (34.6%), Dermatophagoides pteronyssinus (29.8%), and dog epithelium (17.3%). Positivity to mold mix extract was observed in 21% of adolescent asthmatics, showing 84% accuracy in the diagnosis of asthma. Conversely, positivity to any allergen was not useful to estimate asthma severity. Conclusions: Sensitization to mite allergens D. pteronyssinus and B. tropicalis showed higher frequencies among adolescents with and without asthma. SPTs with positive results for mold mix showed diagnostic value for asthma, but no correlation withseverity of asthma was found for any of the allergens tested.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Alérgenos , Asma , Hipersensibilidade Imediata , Imunização , Ácaros , Sons Respiratórios , Técnicas e Procedimentos Diagnósticos , Métodos , Pacientes , Prevalência , Testes Cutâneos
6.
Acta cir. bras ; 27(5): 301-305, May 2012. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-626243

RESUMO

PURPOSE: To investigate synergistic suppression of donor liver pre-perfusion with recipient serum (RS) and cobra venom factor (CVF) treatment on hyperacute rejection (HAR) following liver xenotransplantation. METHODS: Guinea-pigs (GP, n=24) and Sprague-Dawley rats (SD, n=24) were recruited. Before transplantation, serum was collected from SD rats and used for preparation of inactivated complements. GP and SD rats were randomly assigned into four groups (n=6), respectively: RS group, CVF group, RS+CVF group and control group. Orthotopic liver xenotransplantation was performed with modified two-cuff technique. The survival time and liver function of recipients, morphological and pathological changes in rat livers were investigated. RESULTS: There was no piebald like change in the recipient livers in all experiment groups. The survival time of recipients in all experiment groups was longer than that in control group (p<0.05). Moreover, the survival time in the RS+CVF group was markedly longer than that in the RS group (p<0.01) and CVF group (p<0.05). The serum ALT level in all experiment groups were lower than that in the control group (p<0.05). Furthermore, the ALT level in the RS+CVF group was significantly lower than that in the CVF group (p<0.05) and RS group (p<0.01). The histological damages were significantly improved when compared with the control group, and the histological damages in the RS+CVF group were milder than those in the remaining groups (p<0.05) CONCLUSION: Pre-perfusion of donor liver with recipient serum and cobra venom factor treatment can exert synergistic suppressive effects on the hyperacute rejection following liver xenotransplantation.


OBJETIVO: Investigar a supressão sinérgica da pré-perfusão do doador de fígado com soro do receptor (SR) e tratamento com fator veneno de cobra (FVC) na rejeição hiperaguda (RHA) após o xenotransplante de fígado. MÉTODOS: Foram utilizados Cobaias (GP, n=24) e ratos Sprague-Dawley (SD, n=24). Antes do transplante foram coletadas amostras de soro dos ratos SD e usados para a preparação dos complementos inativados. Cobaias GP e ratos SD foram randomicamente distribuídos em quatro grupos (n=6), respectivamente: grupo RS, grupo FVC, grupo SR+FVC e grupo controle. Xenotransplante ortotópico do fígado foi realizado com a técnica de dois cuffs modificados. Foram investigados o de tempo de sobrevida, a função hepática dos receptores e alterações morfopatológicas em fígados de ratos. RESULTADOS: Não houve alteração na coloração do parênquima dos fígados nos receptores. O tempo de sobrevida dos receptores em todos os grupos experimentais foi mais longo do que o grupo controle (p<0,05). Além disso, o tempo de sobrevida do grupo SR+ FVC foi marcadamente maior do que o grupo SR (p<0,01) e o grupo FVC (p<0,05). O nível sérico ALT foi menor em todos os grupos experimentais do que o grupo controle (p<0,05). O nível de ALT no grupo SR+ FVC foi significantemente menor do que no grupo FVC (p<0,05) e o grupo SR (p<0,01). As alterações histológicas foram significantemente melhoradas quando comparado com o grupo controle, e os danos histológicos no grupo SR+ FVC foram mais moderados do que nos grupos restantes (p<0,05). CONCLUSÃO: Pré-perfusão do fígado doador com soro do receptor e fator veneno de cobra pode exercer efeito supressor sinérgico da rejeição hiperaguda após xenotransplante de fígado.


Assuntos
Animais , Feminino , Cobaias , Ratos , Transfusão de Sangue , Venenos Elapídicos/uso terapêutico , Inativadores do Complemento/uso terapêutico , Rejeição de Enxerto/prevenção & controle , Sobrevivência de Enxerto/efeitos dos fármacos , Transplante de Fígado/fisiologia , Transplante Heterólogo , Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos , Rejeição de Enxerto/imunologia , Sobrevivência de Enxerto/imunologia , Transplante de Fígado/imunologia , Transplante de Fígado/mortalidade , Perfusão , Distribuição Aleatória , Ratos Sprague-Dawley , Transplante Heterólogo/imunologia , Transplante Heterólogo/mortalidade , Transplante Heterólogo/patologia
7.
Sci. med ; 19(1): 35-42, jan.-mar. 2009.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-518654

RESUMO

Objetivos: revisar a literatura que trata da relação entre aleitamento materno e asma na infância.Fonte de dados: publicações científicas recentes, selecionadas através das bases de dados Scielo, Lilacs e Pubmed. Foram escolhidas publicações nos idiomas Português, Inglês e Espanhol. Procurou-se identificar o processo das reações alérgicas e das alergias respiratórias e qual o papel do leite materno na proteção de alergias respiratórias como asma a atopia.Síntese dos dados: a síndrome alérgica respiratória é constituída por asma e rinite alérgica, com características de reação de hipersensibilidade tipo I, que resultam da interação de alérgenos ambientais com anticorpos IgE específicos. A maioria das revisões sobre fatores de risco para asma recomenda aleitamento materno exclusivo para reduzir a probabilidade do desenvolvimento de atopia e asma na infância. Embora tal visão seja amplamente aceita e difundida, os resultados da literatura são conflitantes.Conclusões: apesar das muitas pesquisas sobre o tema, não se pode concluir se o aleitamento materno ajudará a prevenir a sensibilização a alérgenos em crianças com enfermidades como asma. No entanto, por todas as suas conhecidas vantagens, o aleitamento materno exclusivo deve ser encorajado nos primeiros meses de vida.


Aims: To review the publications that investigated the association between breastfeeding and asthma in childhood.Source of data: Recent scientific publications from the databases Scielo, Lilacs and Pubmed. Publications in English, Portuguese and Spanish have been included. We have tried to review the mechanisms of allergic reactions and respiratory allergies, as well as publications related to breast milk and the protection of respiratory allergies such as asthma.Summary of findings: The allergic respiratory illnesses are constituted by asthma and allergic rhinitis, with characteristics of type I hypersensitivity, which results from the interaction of environmental allergens with specific IgE antibodies. Most of the reviews on asthma risk factors recommended exclusive breastfeeding to reduce the probability of the development of atopy and asthma in childhood. Although such opinion has been widely accepted, the results from the literature are conflicting.Conclusions: Despite the elevated number of studies published on the subject, it is not possible to conclude that breastfeeding will help to prevent sensitization to allergens in children with asthma. Nevertheless, exclusive breastfeeding must be encouraged during the first months of life because of its large well known benefits.


Assuntos
Humanos , Feminino , Lactente , Aleitamento Materno , Asma/prevenção & controle , Hipersensibilidade Imediata
8.
J. bras. pneumol ; 34(11): 900-906, nov. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-623377

RESUMO

OBJETIVO: Determinar a prevalência de aspergilose broncopulmonar alérgica (ABPA) em pacientes com fibrose cística acompanhados em um centro de referência da Bahia. MÉTODOS: Estudo transversal, com coleta prospectiva de dados, realizado no Centro de Referência de Fibrose Cística da Bahia do Hospital Especializado Octavio Mangabeira. Foram incluídos no estudo 74 pacientes que tinham diagnóstico de fibrose cística, com idade acima de 6 anos e tratados entre 9 de dezembro de 2003 e 7 de março de 2005. Foram analisadas as seguintes variáveis: gênero, idade, capacidade vital forçada, volume expiratório forçado no primeiro segundo, resposta a prova farmacodinâmica, achados em radiografia torácica e de seios de face, presença de sibilância, culturas para Aspergillus spp., imunoglobulina E (IgE) total, IgE específica para Aspergillus fumigatus e teste cutâneo de leitura imediata para aspergilina. RESULTADOS: Dos 74 pacientes, 2 foram diagnosticados com ABPA. Níveis de IgE total > 1.000 UI/mL foram observados em 17 pacientes (23%), teste cutâneo de leitura imediata para A. fumigatus positivos em 19 (25,7%) e sibilância em 60 (81,1%). CONCLUSÕES: A taxa de prevalência de ABPA foi de 2,7%. As altas taxas de IgE total, de teste cutâneo imediato para A. fumigatus positivos e de sibilância sugerem que estes pacientes devam ser acompanhados cuidadosamente por haver a possibilidade do desenvolvimento de ABPA.


OBJECTIVE: To determine the prevalence of allergic bronchopulmonary aspergillosis (ABPA) in patients with cystic fibrosis treated at a referral center in the state of Bahia, Brazil. METHODS: A cross-sectional study, with prospective data collection, carried out at the Cystic Fibrosis Referral Center of Bahia of the Octavio Mangabeira Specialized Hospital. We evaluated 74 patients diagnosed with cystic fibrosis, older than six years of age, treated between December 9, 2003 and March 7, 2005. We analyzed the following variables: gender, age, forced vital capacity, forced expiratory volume in one second, pharmacodynamic response, chest X-ray findings, facial sinus X-ray findings, wheezing, cultures for Aspergillus spp., total immunoglobulin E (IgE), specific IgE for Aspergillus fumigatus and immediate skin test reactivity to A.fumigatus antigen. RESULTS: Of the 74 patients, 2 were diagnosed with ABPA. We found total IgE levels > 1,000 IU/mL in 17 (23%), positive immediate skin reactivity to A. fumigatus antigen in 19 (25.7%) and wheezing in 60 (81.1%). CONCLUSIONS: The prevalence of ABPA was 2.7%. The high levels of total IgE, high incidence of wheezing and high rate of immediate skin test reactivity to A. fumigatus antigen suggest that these patients should be carefully monitored due to their propensity to develop ABPA.


Assuntos
Adolescente , Adulto , Idoso , Criança , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Aspergilose Broncopulmonar Alérgica/epidemiologia , Fibrose Cística/complicações , Aspergilose Broncopulmonar Alérgica/imunologia , Aspergillus fumigatus/imunologia , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais , Fibrose Cística/microbiologia , Hipersensibilidade Imediata/imunologia , Imunoglobulina E/sangue , Imunoglobulina E/imunologia , Prevalência , Estudos Prospectivos , Testes Cutâneos
9.
An. bras. dermatol ; 83(3): 213-220, maio-jun. 2008. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-487636

RESUMO

FUNDAMENTOS: Alergia ao látex é comum em trabalhadores da saúde, resultando em absenteísmo e afastamento das atividades profissionais. Há no Brasil poucos estudos publicados sobre o assunto. Enquanto na população geral a prevalência de alergia ao látex é menor que 2 por cento, nos profissionais de saúde pode chegar a 30 por cento. OBJETIVO: Estudar a prevalência de alergia ao látex em profissionais de saúde do Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. MÉTODOS: Foi aplicado questionário aberto a profissionais que têm contato com luvas de borracha em todos os serviços do hospital. Foi colhido sangue daqueles que referiram sintomas e dosado anticorpo IgE específico por meio do ImmunoCAP. Para análise estatística utilizaram-se porcentagens, tabelas e teste qui-quadrado. RESULTADOS: Foram distribuídos 2.349 questionários, e respondidos 1.045, dos quais 129 referiram correlação entre uso de látex e sintomas sugestivos de alergia, e 54 permitiram a coleta de sangue para determinação de IgE específica. Neste grupo houve dois casos em que foi demonstrado anticorpo específico, estabelecendo-se prevalência de 3,7 por cento de alergia ao látex. Fatores como gênero, profissão, freqüência de contato com luvas, setor de trabalho e antecedentes de atopia foram relacionados com maior prevalência de alergia ao látex. CONCLUSÃO: A prevalência de alergia ao látex encontrada foi de 3,7 por cento.


BACKGROUND: Latex allergy is common among healthcare workers and leads to absence from work and withdraw from professional activities. There are few studies published in Brazil on this subject. In the general population the prevalence of allergy to latex is less than 2 percent, whereas in healthcare workers it may reach 30 percent. OBJECTIVE: To study the prevalence of latex allergy in healthcare workers at the Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo. METHODS: A self-administered questionnaire was distributed to healthcare professionals from any sector of the hospital who have contact with rubber gloves. Blood was drawn from those who referred symptoms, for analyses of serum antilatex IgE antibody by Immunocap assay. Percentages, tables and the chi-square test were used for statistical analysis. RESULTS: A total of 2349 questionnaires were distributed, and 1045 were answered. In that, 129 reported association between latex and allergy symptoms and 54 out of them agreed to blood collection for specific IgE determination. Specific antibody was demonstrated in tow cases, determining a prevalence of 3.7 percent of latex allergy. Gender, occupation, frequency of use of gloves, work sector and past history of atopy were related to greater prevalence of latex allergy. CONCLUSION: The prevalence of latex allergy found was 3.7 percent.

10.
Rev. méd. Minas Gerais ; 15(4): 252-254, out.-dez. 2005. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-574368

RESUMO

A alergia a látex vem se tornando mais frequente à medida que seu uso se torna maior. Há associação de reações cruzadas com certas frutas e vegetais. As reações ao látex podem se manifestar com uma simples irritação química local, mas podem provocar broncoespasmo, hipotensão, taquicardia e anafilaxia. Descreve- se o caso de uma paciente que não tinha conhecimento de sua alergia ao látex até apresentar reação anafilática imediata após o uso de tamponamento nasal com dedo de luva de látex, ao final da microcirurgia nasossinusal. O diagnóstico foi confirmado por testes cutâneos e dosagem de IgE específica para látex por Radio Allergo Sorbent Test (RAST). A importância deste relato refere-se à freqüente utilização de produtos à base de látex pelos profissionais de saúde e pelo uso regular de tamponamento nasal com dedo de luvas em pacientes otorrinolaringológicos.


The increased use of latex goods has made latex allergy more usual, stimulated by cross-reactivity associated with certain fruits and vegetables. Reactions to latex range from just a chemical irritation to bronchospasm, hypotension, tachycardia, and anaphylaxis. A female patient didn't know of her latex allergy until the immediate anaphylactic reaction to the use of latex glove-finger nasal tampon at the end of a naso-sinusal microsurgery. Diagnosis was confirmed by skin tests and serum testing for latex-specific IgE (RAST). It is important to be aware of the possibility of such allergic reaction since latex goods is frequently used in glove-finger nasal tampon in otolaryngologic patients.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Doenças Nasais/cirurgia , Hipersensibilidade ao Látex/diagnóstico , Hipersensibilidade Imediata
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...