Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 472
Filtrar
1.
Rev. bioét. derecho ; (56): 5-28, Nov. 2022.
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-210234

RESUMO

El Tribunal Supremo español aborda un caso de gestación por sustitución en el que, una vez nacido el niño en un país extranjero, se reclama judicialmente la filiación materna en España para la mujer comitente o madre de intención, con la que no tiene vínculo jurídico, con base en la posesión de estado. En el asunto que resuelve la STS de 31 de marzo de 2022, la vía elegida por la parte demandante no es el reconocimiento de la filiación ya establecida por las autoridades extranjeras donde ha tenido lugar el nacimiento, sino la reclamación judicial de la maternidad, manifestada por la posesión de estado, en interés del menor. Ello obliga a analizar si la posesión de estado es un mecanismo de determinación de la filiación, y si el interés del menor debe llevar ineludiblemente a atribuir la maternidad legal a la mujer que desempeña el rol de madre, aun careciendo de vínculo genético. La STS incluye otras afirmaciones acerca del orden público y la vulneración de derechos fundamentales que, aun siendo importantes porque revelan la posición del más alto tribunal, no son relevantes para resolver el caso planteado.(AU)


El Tribunal Suprem espanyol aborda un cas de gestació per substitució en el qual, una vegada nascut elnen en un país estranger, es reclama judicialment la filiació materna a Espanya per a la dona comitent o mare d'intenció, amb la qual no té vincle jurídic, amb base en la possessió d'estat. En l'assumpte que resol la STS de 31 de març de 2022, la via triada per la part demandant no és el reconeixement de la filiació ja establerta per les autoritats estrangeres on ha tingut lloc el naixement, sinó la reclamació judicial de la maternitat, manifestada per la possessió d'estat, en interès del menor. Això obliga a analitzar si la possessió d'estat és un mecanisme de determinació de la filiació, i si l'interès del menor ha de portar ineludiblement a atribuir la maternitat legal a la dona que exerceix el rol de mare, fins i tot mancant de vincle genètic. La STS inclou altres afirmacions sobre l'ordre públic i la vulneració de drets fonamentals que, fins i tot sent importants perquè revelen la posició del més alt tribunal, no són rellevants per a resoldre el cas plantejat.(AU)


The Spanish Supreme Court deals with a case of surrogacy in which, once the child is born in a foreign country, the maternal filiation in Spain is judicially claimed for the intended mother absent any genetic link based on the possession of status. In the case resolved by the Spanish Supreme Court of March 31, 2022, the legal path chosen by the claimant is not the recognition of filiation as established by the foreign authoritieswhere the birth has taken place, but the judicial claim of maternity, manifested by the possession of status, in the child’s best interest. This makes it necessary to analyse whether the appearance of filiation is a mechanism for determining filiation, and whether the child’s best interest must inevitably lead to attributing legal maternity to the woman who plays the role of mother, even without a genetic link. The Spanish Supreme Court also refers to public order and how surrogacy violates fundamental rights, arguments which, although important because they reveal the position of the highest court, are not relevant in this particular case.(AU)


Assuntos
Humanos , Gravidez , Defesa da Criança e do Adolescente , Menores de Idade , Família , Adoção , Estado , Bioética , Direitos Humanos , Ética , Princípios Morais
2.
Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv ; 20(2): 273-294, mayo-ago. 2022. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1409605

RESUMO

Abstract In recent years, Chile has experienced an intense socio-legislative debate in which the State and society have taken responsibility for children who, for various reasons, cannot be cared for by their biological families. The crisis in the child protection system has become evident, highlighting the need for reform. This article proposes a critical analysis of the implementation of this policy based on a descriptive-interpretative study of the documents and evaluation reports produced by the National Service for Minors between 1994 and 2018. The study identifies structural deficiencies in the system that continued since this institution was founded. The authors identify that the cause of these deficiencies is the principle of subsidiarity of the State in this area.


Resumen En los últimos años en Chile se asiste a un intenso debate sociolegislativo respecto al modo en que el Estado y la sociedad se responsabilizan de la niñez que, por diferentes razones, no puede estar al cuidado de sus familias consanguíneas. El sistema de protección de la infancia ha hecho evidente su crisis provocando la instalación de una reforma al sistema. En este artículo se propone un análisis crítico a la implementación de esta política, a partir de un estudio descriptivo-interpretativo de los documentos e informes evaluativos realizados al Servicio Nacional de Menores entre 1994 y 2018. Se identifican deficiencias estructurales en el sistema que han permanecido a lo largo de toda la historia de la institución y cuya causa es el principio de subsidiariedad del Estado en la materia.


Resumo (analítico) Nos últimos anos, o Chile tem sido testemunha de um intenso debate sócio-legislativo sobre a forma em que o Estado e a sociedade assumem a responsabilidade pelas crianças que, por diversos motivos, não podem ser cuidadas por suas famílias. A crise do sistema de proteção à infância foi extremamente evidente, o que alavancou uma reforma no sistema. Este artigo propõe uma análise crítica da implementação desta política, baseada em um estudo descritivo-interpretativo dos documentos e relatórios de avaliação do Serviço Nacional de Menores entre 1994-2018. Ele identifica deficiências estruturais no sistema que permaneceram ao longo da história da instituição e cuja causa é o princípio de subsidiariedade do Estado na matéria.


Assuntos
Política , Estado , Menores de Idade
3.
Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv ; 20(2): 44-70, mayo-ago. 2022. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1409595

RESUMO

Resumen (analítico) Se busca comprender cómo se organizan las prácticas de intervención con niños y sus familias en residencias. Se realizaron entrevistas en profundidad a ejecutores, diseñadores y especialistas, y se aplicó análisis de discurso. Los resultados dan cuenta de intervenciones heterogéneas e indican que el trabajo directo con los niños se organiza en un continuo, con prácticas subjetivantes habilitadoras de agencia, identidad y sostén psíquico, así como prácticas desubjetivantes que dan cuenta de procesos de objetualización y desarraigo. La intervención familiar varía según el enfoque de cada institución. Se concluye que los equipos pueden mejorar la calidad de su trabajo si se generan otras condiciones institucionales y se reconoce la capacidad de agencia de los niños y sus familias, siendo el cuidado una tarea que implica también al Estado y las comunidades.


Abstract (analytical) The objective of this research is to understand how intervention practices with children and their families are organized in residential care homes. Indepth interviews were conducted with implementing partners, designers and specialists and discourse analysis was applied. The results evidence he-terogeneous interventions and indicate that direct work with children is organized in a continuum. Subjectivizing practices, enable agency, identity and psychic support. Desubjectivizing practices contribute to processes of objectification and uprooting. Family interventions vary depending on the approach of each institution. It is concluded that teams can improve the quality of their work if other institutional conditions are generated and the agency capacity of children and their families is re-cognized, with care being a task that also involves the State and communities.


Resumo (analítico) O objetivo é entender como são organizadas as práticas de intervenção com crianças e suas famílias em lares residenciais. Foram realizadas pesquisas detalhadas e em profundidade com executores, designers e especialistas, e aplicou-se uma análise do discurso. Os resultados mostram intervenções heterogêneas e indicam que o trabalho direto com crianças é organizado de forma contínua, com práticas subjetivizadoras, que possibilitam a agência, a identidade e o apoio psíquico, e práticas des-subjetivadoras, que representam processos de objetivação e desenraizamento. A intervenção familiar varia de acordo com a abordagem de cada instituição. Conclui-se que as equipes podem melhorar a qualidade de seu trabalho caso se verifiquem outras condições institucionais e se reconheça a capacidade de agência das crianças e suas famílias, sendo o cuidado uma tarefa que também envolve o Estado e as comunidades.


Assuntos
Família , Estado
4.
Investig. desar ; 30(1): 69-98, ene.-jun. 2022. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS, COLNAL | ID: biblio-1385962

RESUMO

RESUMEN Este artículo analiza 17 municipios pertenecientes al estado de Oaxaca (México) durante el período 2000-2018, con el objetivo de conocer la relación entre el desarrollo humano y la participación electoral a nivel local. Utiliza una metodología cuantitativa a través del diseño de una base de datos con información documental de instituciones gubernamentales y no gubernamentales. La hipótesis que se plantea es que el desarrollo humano tiene un impacto positivo y significativo en la participación electoral de los municipios de estudio. Para su comprobación se aplican métodos de estadística descriptiva y regresión, y se obtuvo una asociación positiva entre las variables analizadas. Información valiosa para las instituciones del Estado encargadas de consolidar la democracia y credibilidad del sistema político mexicano; así como para actores políticos cuyo objetivo es ocupar puestos públicos de elección popular, para el diseño de estrategias que tengan por objetivo el incentivar la participación ciudadana, como elemento clave para afianzar sus proyectos.


ABSTRACT The article analyzes 17 municipalities belonging to the state of Oaxaca, Mexico, during the 2000-2018period, with the aim of knowing the relationship between human development and electoral participation at the local level. It uses a quantitative methodology, through the design of a database with documentary information from governmental and non-governmental institutions. The hypothesis that arises is that human development has a positive and significant impact on the electoral participation of the municipalities. For its verification, descriptive statistics and regression methods are applied, obtaining a positive association between the analyzed variables. This is valuable information for the State institutions in charge of consolidating the democracy and credibility of the Mexican political system, as well as for political actors whose objective is to occupy public positions of popular election, to design strategies that aim to encourage citizen participation, as a key element to strengthen their projects.


Assuntos
Humanos , Participação da Comunidade , Sistemas Políticos , Política , Estado , Democracia , Cidadania , Desenvolvimento Humano
5.
Barbarói ; (61): 259-278, jan.-jun. 2022. ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1397618

RESUMO

Desenvolve-se o conceito de sociedade, em Maturana e Varela, como produto do acoplamento vital do homem. Com essa tese, pretende-se avançar sobre a discussão da necessidade do Estado como garantidor da sociedade. Verificou-se que, para os autores, não só o Estado não é condição de sociabilidade, mas também é, ele mesmo, não social.(AU)


The concept of society, in Maturana and Varela, is developed as a product of man's vital coupling. With this thesis, it intend to advance on the discussion of the need of the State as guarantor of society. It has been found that, for the authors, not only the State is not a condition of sociability, but it is also not social.(AU)


El concepto de sociedad se desarrolla, en Maturana y Varela, como producto del acoplamiento vital del hombre. Con esta tesis pretendemos avanzar en la discusión de la necesidad del Estado como garante de la sociedad. Se encontró que, para los autores, el Estado no solo no es una condición de sociabilidad, sino que tampoco es social.(AU)


Assuntos
Política , Estado
6.
Rev. bras. ciênc. mov ; 29(2): [1-19], mar. 2022. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1363599

RESUMO

O presente estudo teve objetivo de verificar os fatores sociais e comportamentais associados com o desempenho na competição de atletas adolescentes de Atletismo de Santa Catarina. Participaram deste estudo 74 atletas adolescentes de 15 a 19 anos com me diana de idade de 17,0 (16,0-18,0) anos. Os participantes responderam questões sociodemográficas (sexo, idade e classe social), questões sobre a frequênci a e duração das sessões de treinamento, experiência no esporte, experiência na competição, incentivo finan ceiro (Bolsa-Atleta) e status social subjetivo na equipe. Além disso, desempenho na competição foi obtido a partir da consulta de registros dos resultados oficiais da principal competição esportiva para adolescentes do Estado de Santa Catarina. O teste de correlação de Spearman foi utilizado para verificar correlação entre as variáveis. Para comparação entre os grupos foi utilizado o teste U de Mann Whitney. Verificou-se que os medalhistas eram os atletas que apresentaram maior experiência no esporte (p=0,033) e na competição (p=0,011) e maior duração das sessões de treinamento (p=0,002), comparados aos não medalhistas da competição. Além disso, foram observadas correlações significativas entre o desempenho e as variáveis de experiência no esporte (rho = -0,298; p = 0,011), status social subjetivo na equipe (rho = -0,316; p = 0,006), experiência na competição (rho = -0,377; p = 0,001) e média da duração dos treinos (rho = -0,316; p = 0,006). Por último, observaram-se melhores desempenhos os atletas que receberam Bolsa-Atleta comparados aos atletas que não receberam o benefício (p<0,001). Conclui-se que além das variáveis de treinamento no Atletismo apresentarem grande relevância para o resultado na competição, o status social e políticas públicas de incentivo ao esporte também apresentam parcela de contribuição para o sucesso no resultado da competição.(AU)


Abstract: The present study aimed to verify the social and behavioural factors associated with the performance in the competition of adolescent track and field athletes from Santa Catarina. 74 adolescent athletes aged 15 to 19 years participated in this study with a median age of 17.0 (16.0-18.0) years. Participants answered sociodemographic questions (gender, age and social class), questions about the frequency and duration of training sessions, sports experience, competition experience, financial incentive (Bolsa-Atleta) and subjective social status in the team. In addition, performance in the competition was obtained by consulting the records of the official results of the main sports competition for adolescents in the State of Santa Catarina. Spearman's correlation test was used to verify correlation between variables. Mann Whitney U test was used to compare the groups. It was found that the medalists were the athletes who had more experience in sport (p = 0.033) and competition (p = 0.011) and longer training sessions (p = 0.002), compared to non-medalists in the competition. In addition, significant correlations were observed between performance and sport experience variables (rho = -0.298; p = 0.011), subjective social status in the team (rho = -0.316; p = 0.006), experience in competition (rho = -0.377; p = 0.001) and average training duration (rho = -0.316; p = 0.006). Finally, athletes who received Bolsa-Atleta improved performance compared to athletes who did not receive the benefit (p <0.001). It is concluded that in addition to the variables of training in Athletics present great relevance for the result in the competition, the social status and public policies of incentive to the sport also present part of contribution for the success in the result of the competition.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Classe Social , Esportes , Atletismo , Atletas , Fatores Sociais , Educação Física e Treinamento , Política Pública , Salários e Benefícios , Estado , Eficiência , Motivação
7.
Rev. bras. ciênc. mov ; 29(2): [1-12], mar. 2022. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1366096

RESUMO

A análise do desempenho esportivo deve ser feita através de uma perspectiva que contemple a influência de diversos fatores. Neste contexto, fatores socioeconômicos e demográficos do estado apresentam-se, também, como preditores no desempenho esportivo, sobretudo em esportes que aparentemente são considerados "baratos e de fácil acesso" como é o caso da corrida de rua. Sendo assim, o propósito do trabalho é apresentar uma descrição da distribuição dos melhores corredores de rua a nível nacional, e verificar a relação entre a representatividade no ranking e variáveis relacionadas ao estado, sendo elas: índice de desenvolvimento humano, tamanho da população, rendimento mensal e produto interno bruto. Para verificação da distribuição dos corredores no país, foi verificada a frequência de atletas no ranking, conforme estado. A correlação de Sperman foi utilizada para verificar a relação existente entre as variáveis relacionadas ao estado e a presença dos corredores no ranking, sendo considerado p<0,05. Foi observada uma maior representatividade das regiões Sudeste e Sul, comparativamente às demais regiões do Brasil, para além do fato de que houve correlação positiva e significativa entre as variáveis "tamanho da população" e "produto interno bruto" com os estados representados no ranking. Deste modo, conclui-se que àquelas regiões que possuem melhores valores desses indicadores são mais propensas a obterem uma maior quantidade de atletas no ranking por fatores como: maior número de atletas praticantes da modalidade e fatores econômicos que sustentam os seus praticantes durante a dedicação ao esporte e que culminam em uma maior representatividade relativamente às demais regiões. (AU)


The analysis of sport performance should be performed through different predictors. Taking this into account, socioeconomic and demographic factors from the state where the person lives can be seeing as relevant determinants of the sport performance, especially in sports considered as "cheap and accessible", such as road running race. The purpose of the present study is to describe the distribution of the best road runners in Brazil, and to verify the relationship between the representativeness in the national ranking with variables related to the state, namely: human development index, state population size, monthly income, and gross domestic product. To determine the road runners' distribution across the country, the frequency of the runners presented in the ranking was reported according to Brazilian states. The Sperman correlation (r) was computed to verify the relationship between state predictors and the presence of runners in the ranking, with the significance level of p<0.05. It was observed a higher representativeness of the South and Southeast regions, compared with the other Brazilian geographical regions; in addition, a positive and significant correlation was observed between the variables "state population size" and "gross domestic product" with the states presented in the ranking. In conclusion, those regions with higher values in these indicators are more prone to have more runners in the ranking, given the highest number of subjects enrolled in this sport as well as socioeconomic factors that support the athletes during their practice, leading to a higher representativeness of this regions in relation to the other ones. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Corrida , Fatores Socioeconômicos , Desempenho Atlético , Atletas , Esportes , Atletismo , Densidade Demográfica , Indicadores de Desenvolvimento , Estado , Corrida de Maratona , Pessoas
8.
Rev. adm. pública (Online) ; 56(2): 248-274, mar.-abr. 2022. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1376362

RESUMO

Resumo Este artigo traz como objeto de análise os projetos e programas do setor público no Brasil que receberam financiamentos externos de organismos multilaterais e bilaterais em âmbito federal, estadual e municipal entre 2000 e 2020. Os dados analisados foram coletados no Painel da Comissão de Financiamentos Externos (Painel COFIEX) do Ministério da Economia do Brasil, categorizados e apresentados neste artigo de forma conjuntural, com o objetivo de representar um panorama sobre este objeto para os estudos da Administração Pública no país. Importante instrumento do Sistema de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (SCID), o financiamento internacional para o desenvolvimento obedece às agendas e diretrizes das organizações internacionais, as quais se modificaram ao longo dos anos. Dessa forma, além de explorar as principais fontes credoras, setores e unidades da federação de destino dos financiamentos internacionais para o desenvolvimento destinados ao Brasil, o artigo buscou verificar de que forma as características dos financiamentos internacionais recebidos entre 2000 e 2015 e pós-2015 refletem as agendas e diretrizes da Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (CID) dos respectivos períodos, a saber: os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) (2000-2015) e os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS) (2015-2030). Como resultado, além de apresentar uma pioneira análise exploratória dos dados, verificou-se uma inflexão dos financiamentos externos recebidos no pós-2015 pelo Brasil na direção da atual agenda e diretrizes da CID. Por fim, o artigo apresenta encaminhamentos para agendas futuras de pesquisa.


Resumen Este artículo ofrece un análisis de los proyectos y programas del sector público en Brasil que recibieron financiación externa de agencias multilaterales y bilaterales, a nivel federal, estatal y municipal, entre los años 2000 y 2020. Los datos analizados fueron recolectados en el Panel COFIEX del Ministerio de Economía de Brasil, categorizados y presentados en este artículo de forma coyuntural, con el objetivo de representar una visión general de este objeto para los estudios de la Administración Pública en el país. Instrumento importante del Sistema de Cooperación Internacional para el Desarrollo (SCID), la Financiación Internacional para el Desarrollo sigue las agendas y directrices de las organizaciones internacionales, que han cambiado a lo largo de los años. Así, además de explorar las principales fuentes acreedoras, sectores y unidades federales de destino de la Financiación Internacional para el Desarrollo a Brasil, el artículo buscó verificar cómo las características de la financiación internacional recibida entre 2000 y 2015 y posteriormente reflejan las agendas y directrices de la Cooperación Internacional para el Desarrollo (CID) de los respectivos períodos, a saber, los Objetivos de Desarrollo del Milenio (2000-2015) y los Objetivos de Desarrollo Sostenible (2015-2030). Como resultado, además de presentar un análisis exploratorio pionero de los datos, se verificó una inflexión de la financiación externa recibida por Brasil después de 2015 hacia la actual agenda y directrices de la Cooperación Internacional para el Desarrollo (CID). Por último, el documento presenta referencias para futuras agendas de investigación.


Abstract This article analyzes public sector projects and programs in Brazil that received external financing from multilateral and bilateral agencies at the federal, state, and municipal levels between 2000 and 2020. The analyzed data were collected in the COFIEX Panel of the Brazilian Ministry of Economy, categorized, and presented in this article in a contextual way, aiming to represent the first overview of this object for studies on Public Administration in the country. An important instrument of the International Development Cooperation System, International Financing for Development follows international organizations" agendas and guidelines that have changed throughout history. Thus, in addition to exploring the main creditor sources, sectors, and federal units of destination of International Development Financing to Brazil, the article verified how the characteristics of international financing received between 2000-2015 and post-2015 reflect the agendas and guidelines of International Development Cooperation of the respective periods, namely, the Millennium Development Goals (2000-2015) and the Sustainable Development Goals (2015-2030). As a result, in addition to presenting a pioneering exploratory analysis of the data, it was possible to verify an inflection of external financing received by Brazil after 2015 in the direction of the current agenda and guidelines of International Development Cooperation. Finally, the paper presents directions for future research agendas.


Assuntos
Administração Pública , Financiamento de Capital , Setor Público , Estado , Economia , Projetos , Desenvolvimento Sustentável , Cooperação Internacional
9.
Rev. bioét. (Impr.) ; 30(1): 82-93, jan.-mar. 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1376482

RESUMO

Resumo Este artigo explora vantagens e possíveis desafios bioéticos do uso da inteligência artificial em hospitais. A partir da identificação de desafios no desenvolvimento de sistemas dotados de inteligência artificial (fase pré-hospitalar) e na implementação e capacitação de equipes de saúde (fase hospitalar), analisa-se o papel da abordagem bioética no enfrentamento dessa situação, sobretudo dos comitês de bioética hospitalar. Desse modo, mediante a identificação de desafios de ordem individual - referentes à autonomia, consentimento e privacidade dos pacientes - e coletiva - como a sociedade em geral deve se portar diante das novas tecnologias -, observa-se o papel do Estado na proteção da privacidade do paciente no contexto de utilização da inteligência artificial. Em conclusão, considerando a vulnerabilidade humana perante a tecnologia, entende-se que a regulamentação é um instrumento que, junto com os princípios bioéticos, tenta minimizar os desafios do uso da inteligência artificial em hospitais.


Abstract This paper explores advantages and possible bioethical challenges of using artificial intelligence in hospitals. By identifying challenges both in the development of artificial intelligence systems (pre-hospital phase), its adoption, and training of healthcare teams (hospital phase), it analyzes the role of the bioethical approach in addressing this situation, especially in hospital bioethics committees. Hence, by identifying individual - related to autonomy, consent and patient privacy -, and collective challenges - how society at large should behave before new technologies -, the paper examines the role of the state in protecting patient privacy in contexts where artificial intelligence is used. In conclusion, considering the human vulnerability before technology, regulation is a tool that, anchored in bioethical principles, aims to minimize the challenges concerning artificial intelligence in hospitals.


Resumen Este artículo explora las ventajas y los posibles desafíos bioéticos que plantea el uso de la inteligencia artificial en los hospitales. Con base en la identificación de los desafíos en el desarrollo de sistemas dotados de inteligencia artificial (etapa prehospitalaria) y en la implementación y capacitación de los equipos de salud (etapa hospitalaria), se analiza el papel del enfoque bioético en el enfrentamiento de esta situación, especialmente de los comités de bioética hospitalaria. Por lo tanto, mediante la identificación de los desafíos individuales -relativos a la autonomía, al consentimiento y a la privacidad de los pacientes- y colectivos -cómo debe actuar la sociedad en general ante las nuevas tecnologías-, se observa el papel del Estado en la protección de la privacidad del paciente en el contexto del uso de la inteligencia artificial. En conclusión, teniendo en cuenta la vulnerabilidad humana ante la tecnología, se entiende que la regulación es un instrumento que, junto con los principios bioéticos, trata de minimizar los desafíos del uso de la inteligencia artificial en los hospitales.


Assuntos
Controle Social Formal , Tecnologia , Bioética , Inteligência Artificial , Estado , Hospitais , Direitos Humanos
10.
Porto Alegre; Editora Rede Unida; 20220221. 248 p.
Monografia em Português | LILACS | ID: biblio-1366772

RESUMO

O livro que estamos apresentando à leitura de amplo acesso tem origem num esforço rizomático que envolve muitas pessoas e instituições, não apenas na escrita, mas na viabilização do contexto em que emergiu o conteúdo dos capítulos. Nossa imensa gratidão às comunidades indígenas e ribeirinhas, às organizações da saúde e às equipes que nos receberam, compartilharam sua casa e seu alimento e nos apoiaram nas pesquisas. A proposta do livro sobre os efeitos do Programa Mais Médicos na Amazônia tem como referência principal dois estudos empíricos inéditos realizados na região do Alto Rio Solimões, estado do Amazonas, acrescidos de outros, que analisaram também os efeitos da pandemia. A publicação é voltada para pesquisadores, especialistas, estudantes, trabalhadores e gestores do setor saúde, assim como entidades e movimentos sociais envolvidos com essas temáticas no território amazônico. Por certo, uma interligação de conceitos e abordagens dessa natureza possibilita a composição de um futuro referencial muito apropriado aos profissionais, aos trabalhadores e instituições sejam governamentais e não-governamentais na ampliação do cuidado em saúde em contextos específicos. Findo o trabalho da pesquisa e da organização do livro, desejamos a todas as pessoas que o acessarem que tenham uma leitura mobilizadora de pensamentos e ações em relação à saúde, ao direito à saúde, à responsabilidade ética e política do cuidado e da produção de conhecimentos, à capacidade inclusiva das políticas públicas e à relevância de um sistema de saúde universal. Também à condição de relevância pública do trabalho e do ensino na saúde. Oxalá produza novos imaginários sobre o encontro da saúde com os povos amazônicos, onde a adversidade das doenças seja intolerável, mas a diversidade dos modos de andar da vida seja reconhecida e, quiçá, desejada. Afinal, o bem viver nos coloca possíveis no sentido freireano, mesmo em tempos tão difíceis como esse que produzirmos para sobreviver.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Lactente , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Atenção Primária à Saúde , Sistemas de Saúde , Consórcios de Saúde , Política Pública , Encaminhamento e Consulta , Ecossistema Amazônico , Estado , Povos Indígenas , Direito à Saúde , Categorias de Trabalhadores
11.
Porto Alegre; Editora Rede Unida; 20220119. 230 p.
Monografia em Português | LILACS | ID: biblio-1366771

RESUMO

A pesquisa faz banzeiro, produz movimentos no território, nos trabalhadores e usuários, nos pesquisadores, nas alunas, no orientador…. O movimento do conhecimento precisa embalar os nossos sonhos, mas precisa animar as questões do lugar, das necessidades, das demandas. Desse modo, o trabalho da Josiane, ou simplesmente Josi, foi esse banzeiro que mexeu com a vida das pessoas, entrou nas redes vivas do usuário-pescador, que atravessou as discussões do trabalho, que fez mudança na gestão do cuidado. O livro é a 17ª produção do Laboratório de História, Políticas Públicas e Saúde na Amazônia -LAHPSA/Fiocruz Amazônia. Nesse livro, abordamos a saúde ribeirinha que certamente será uma referência para as alunos, gestores, trabalhadores e usuários da saúde na Amazônia e fora dela. A categoria "território líquido " ganha mais contorno e densidade a cada uma das produções do grupo de pesquisa da FIOCRUZ Amazônia. Desejamos uma ótima leitura para todos e todas que se aventuram na pesquisa da Amazônia profunda, naquela que apresenta a vida dos povos da floresta e das águas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Organização e Administração , Rede Social , Assistência Ambulatorial , Encaminhamento e Consulta , Sistema Único de Saúde , Ecossistema Amazônico , Conhecimento , Estado , Mudança das Instalações de Saúde , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde , Categorias de Trabalhadores
12.
Physis (Rio J.) ; 32(1): e320116, 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1376016

RESUMO

Resumo A Saúde Coletiva brasileira analisou frequentemente o neoliberalismo como um fenômeno de esvaziamento do papel do Estado e de ameaça à saúde pública e universal. Tomando como subsídio o pensamento governamental de Foucault, discutimos o neoliberalismo como uma profunda metamorfose, não apenas do Estado, mas dos modos de produção de saúde. Enquanto atualização permanente do liberalismo, o governo neoliberal modifica as fronteiras entre público e privado e fabrica novas formas de normalidade, risco e subjetividade, progressivamente subordinados à verdade da economia e do mercado. Esta racionalidade econômica cria ideais de saúde inspirados em técnicas gerenciais de empresas e produz novas verdades biológicas, sanitárias, psicológicas. Restrita a "empresários bem-sucedidos de si mesmos", a saúde pode se transformar em uma escolha moral e econômica em relação ao comportamento e ao risco individual, desresponsabilizando o Estado e criando um tipo de cidadania econômica destituída de solidariedade. Contudo, o jogo em torno de instituições e práticas de saúde não empresariais segue em aberto. Cabe-nos colocar em dúvida as formas de vida "responsáveis" e "seguras" que foram inventadas para nós, e desenvolver outras governamentalidades menos excludentes e desiguais em relação às que temos naturalizado e praticado.


Abstract Brazilian Public Health has often analyzed neoliberalism as a phenomenon of emptying the role of the State and a threat to public and universal health. Taking Foucault's governmental thought as a subsidy, we discuss neoliberalism as a profound metamorphosis, not only of the State, but of health production. As a permanent update of liberalism, the neoliberal government changes the boundaries between public and private and produces new forms of normality, risk and subjectivity, progressively subordinate to the truth of the logic of the economy and the market. This economic rationality creates new ideals of health, inspired by management techniques of corporations, and produces new biological, sanitary, psychological truths. Restricted to "successful self-entrepreneurs", health may become a moral and economic choice in relation to individual behavior and risk, making the State not responsible and creating a type of economic citizenship devoid of solidarity. However, the game around non-corporate health institutions and practices remains open. It is up to us to question the "responsible" and "safe" life forms that were invented for us and to develop other governmentalities that are less excluding and unequal compared to those that we have naturalized and practiced.


Assuntos
Política , Estado , Governo , Política de Saúde , Brasil
13.
Rio de Janeiro; s.n; 2022. 283 f p. fig.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1400484

RESUMO

Esta pesquisa apresenta as particularidades do capitalismo dependente que marca a América Latina e as repercussões da dependência econômica, tecnológica e política sobre o Sistema Único de Saúde. Apresenta o SUS como a maior inovação brasileira, destaca as dificuldades de sua implantação durante a hegemonia do neoliberalismo na região, e posteriormente, sob a vigência da austeridade fiscal. Busca demonstrar que questões tratadas como problemas naturais de consolidação da política de saúde pública são, na realidade, contingências da dependência histórica a qual o país se encontra submetido. A pesquisa exploratória inicia o percurso sobre a dependência a partir da construção intelectual de autores brasileiros que se dedicaram a demonstrar que a condição estrutural de capitalismo dependente gera contradições internas e dificulta o avanço das políticas industriais, comerciais e tecnológicas (ICT) de todos os países periféricos. Para tanto, foi adotada a Teoria Marxista da Dependência (TMD), abordagem inédita no campo da saúde coletiva e que tem potencial para ir além das explicações naturalizadas como falhas de mercado, das soluções que reforçam mecanismos de mercado no interior da política pública de saúde e das discussões fragmentadas sobre financiamento, dependência de insumos, dificuldade de integração em rede, dificuldade de provisão de pessoal, como se cada um desses problemas fosse uma questão isolada e não elementos intrínsecos aos limites e aos constrangimentos do Estado brasileiro para desenvolver política de desenvolvimento econômico e social. Retomando os estudos clássicos do IMS, o Estado ganha centralidade nessa pesquisa e por meio de linhas do tempo que cobrem o período de 1970 até os dias atuais foram apresentados processos que, em geral, são analisados separadamente e que dizem respeito ao desenvolvimento das ações de saúde pública, desenvolvimento do sistema de ciência e produção tecnológica em saúde e ao mesmo tempo, incentivos criados para a expansão do setor privado de saúde. Os conceitos e categorias analíticas da TMD permitem compreender os momentos em que o Estado cumpriu a função de "gestor da dependência" garantindo espaço de extração de valor e acumulação do capital para a burguesia nacional e estrangeira e momentos em que o Estado realizou intervenções no setor da saúde, buscando desenvolver a política pública de forma autônoma, visando reduzir a dependência externa e garantir as bases políticas e materiais para o projeto de saúde universal. Ao final, é reafirmado o papel do Estado, enquanto agente empreendedor de inovações de risco, executor de políticas e gerador de valor público para a sociedade e nas considerações que encerram a pesquisa, o tema foi retomado, o cumprimento dos objetivos e da questão da pesquisa foi avaliado, os limites e as proposições para estudos futuros foram apresentados. Espera-se ter contribuído para uma nova abordagem no campo, tendo a TMD como referência para discussão de problemas concretos do SUS à luz das categorias analíticas que a teoria oferece. Espera-se também que pesquisa contribua para difusão da TMD que, apesar de ser uma construção intelectual bastante acionada em outros países latinos, é ainda pouco aplicada no Brasil.


This research presents the particularities of dependent capitalism that marks Latin America and the repercussions of economic, technological and political dependence on the Unified Health System. It presents the SUS as the greatest Brazilian innovation, highlights the difficulties of its implementation during the hegemony of neoliberalism in the region, and later, under the validity of fiscal austerity. It seeks to demonstrate that issues treated as natural problems for the consolidation of public health policy are, in fact, contingencies of the historical dependence to which the country is subjected. The exploratory research begins the journey on dependence from the intellectual construction of Brazilian authors who have dedicated themselves to demonstrating that the structural condition of dependent capitalism generates internal contradictions and makes it difficult to advance industrial, commercial and technological (ICT) policies in all peripheral countries. To this end, the Marxist Theory of Dependency (TMD) was adopted, an unprecedented approach in the field of collective health, which has the potential to go beyond naturalized explanations such as market failures, solutions that reinforce market mechanisms within the public policy of health and the fragmented discussions on financing, dependence on inputs, difficulty in integrating into a network, difficulty in providing personnel, as if each of these problems were an isolated issue and not intrinsic elements to the limits and constraints of the Brazilian State to develop health policy. Resuming the classic studies of the IMS, the State gains centrality in this research and through timelines that cover the period from 1970 to the present day, processes were presented that are generally analyzed separately and that concern the development of public health actions, development of the science and technological production system in health and, at the same time, incentives created for the expansion of the private health sector. The concepts and analytical categories of TMD allow us to understand the moments in which the State fulfilled the function of 'manager of dependency', guaranteeing space for the extraction of value and accumulation of capital for the national and foreign bourgeoisie and moments in which the State carried out interventions in the sector of health, seeking to develop public policy autonomously, aiming to reduce external dependence and guarantee the political and material bases for the universal health project. In the end, the role of the State is reaffirmed, as an entrepreneurial agent of risky innovations, policy executor and public value generator for society and in the considerations that close the research, the theme was resumed, the fulfillment of the objectives and the question of research was evaluated, limits and propositions for future studies were presented. It is hoped to have contributed to a new approach in the field, having the TMD as a reference for the discussion of concrete problems of the SUS in the light of the analytical categories that the theory offers. It is also expected that research will contribute to the dissemination of TMD which, despite being an intellectual construction that is quite active in other Latin countries, is still little applied in Brazil.


Assuntos
Sistema Único de Saúde , Acesso Universal aos Serviços de Saúde , Capitalismo , Estado , Política de Saúde , Brasil
14.
Conexões (Campinas, Online) ; 20: e022008, 2022.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1390904

RESUMO

Objetivo: En este trabajo nos proponemos problematizar la relación que se establece entre educación, deporte, seguridad y violencia para el caso de la política pública en Uruguay. Método: Para tal cometido analizamos un programa del Ministerio del Interior de Uruguay, denominado Pelota al Medio a la esperanza. Este utiliza al deporte como herramienta con el fin de superar la violencia y mejorar la convivencia ciudadana. En esta ocasión examinamos ciertos documentos pertenecientes al programa así como entrevistas realizadas a informantes claves que participan en la planificación, coordinación y puesta en práctica de las actividades de Pelota al medio a la esperanza. También estudiamos dos documentos importantes de la década de los 90 ya que constituyen antecedentes relevantes en la relación inicialmente mencionada. Estos son el Proyecto de Ley de Seguridad Ciudadana y la Ley del mismo nombre. Resultados: Este primer análisis desde una perspectiva de la gubernamentalidad nos permite adelantar que esta práctica llevada adelante por el Estado, se inscribe en un ejercicio que no actúa en lo social como territorio de gobierno, sino que resalta y actúa en la comunidad identificándola a partir de asignarle, ciertas características. Consideraciones Finales: A partir de lo abordado en el trabajo, consideramos que es posible elaborar un diagnóstico acerca de la relación educación, deporte, seguridad y violencia que permita maximizar las potencialidades de los colectivos, poniendo el acento en la cuestión social y lo universal en la comprensión de los emergentes sociales.


Objetivo: Neste documento propomos problematizar a relação entre educação, esporte, segurança e violência no caso das políticas públicas no Uruguai. Método: Para este fim, analisamos um programa do Ministério do Interior do Uruguai, chamado Pelota al Medio a la esperanza. Ele usa o esporte como uma ferramenta para superar a violência e melhorar a convivência cidadã. Nesta ocasião, examinamos certos documentos relativos ao programa, bem como entrevistas com os principais informantes envolvidos no planejamento, coordenação e implementação das atividades do Pelota al medio a la esperanza. Também estudamos dois documentos importantes dos anos 90, pois constituem antecedentes relevantes na relação acima mencionada. Estes são o Projeto de Lei sobre Segurança Cidadã e a Lei do mesmo nome. Resultados: Esta primeira análise desde a perspectiva da governabilidade nos permite avançar que esta prática realizada pelo Estado se inscreva em um exercício que não atua na esfera social como um território de governo, mas sim destaca e atua na comunidade, identificando-a através da atribuição de certas características. Considerações finais: Com base no que foi abordado neste trabalho, consideramos que é possível elaborar um diagnóstico da relação entre educação, esporte, segurança e violência que nos permita maximizar o potencial dos coletivos, enfatizando a questão social e o universal na compreensão das emergências sociais.


Objective: Our goal in this paper is to analyze the relationship between sports, education, security and violence regarding public policies in Uruguay. Method: For this, we focused on analyzing a public programme created by the Home Office in Uruguay, called "Pelota al medio a la esperanza". This is based on using sports as a way of overcoming violence and improving civic coexistence. For this matter, we analyzed some documents and interviews done to members of the programme who are involved in the planning, coordination and implementation of the activities being conducted. We also studied some documents from the 90's which are considered to be relevant to this programme and its goal. These are the civil safety Bill and the civil safety law. Results: This first analysis allows us to establish that this policy carried out by the government is being implemented in the community, but it does not act in the social areas that are considered government territory. Final considerations: Based on the information gathered in this paper, we consider it is possible to elaborate a diagnosis regarding the relation between education, sports, security and violence that can maximize the relevant aspects of the different social groups involved, emphasizing and understanding social matters.


Assuntos
Humanos , Política Pública , Esportes , Violência , Exercício Físico , Estado , Educação , Segurança , Características de Residência , Compreensão , Planejamento , Programas Governamentais , Métodos
15.
São Paulo; s.n; 2022. 74 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1391357

RESUMO

Os direitos sociais foram conquistados com muita luta pelos movimentos sociais, em especial, os da Saúde, que, por meio da Reforma Sanitária e da Reforma Psiquiátrica, trouxeram garantias importantes para a população. Porém, eles vêm sofrendo duros ataques no contexto do capitalismo contemporâneo. Neste momento histórico que atravessamos entre o golpe institucional de 2016 e a retração dos direitos sociais, faz-se urgente e necessário reintroduzir ao debate os aspectos sociopolíticos da loucura e a forma como impacta nas definições das políticas públicas mediadas pelo Estado capitalista no Brasil. É imprescindível realizar uma análise crítica em relação às práticas de reinserção social, por meio das políticas públicas em Saúde Mental do SUS (apoiadas no conceito de cidadania), buscando polemizá-las à luz da perspectiva marxista. Assim, o objetivo deste trabalho foi refletir sobre o processo de reinserção de usuários dos serviços de saúde mental na sociabilidade capitalista, através da Economia Solidária, a partir da perspectiva crítica de Evguiéni B. Pachukanis. Os resultados são apresentados em dois artigos: (i) Estado, direito e marxismo: uma revisão sobre a contribuição de Pachukanis e (ii) Uma revisão sobre a Economia Solidária e a saúde mental a partir da contribuição de Pachukanis. Apesar de todas as conquistas do movimento da reforma psiquiátrica, notamos um arrefecimento das lutas, que tem como marco zero a contestação da ordem posta no enfrentamento à ditadura, tanto pelo movimento da luta antimanicomial como de outros movimentos sociais, lutas estas que foram se atrofiando ao incorporar a ideologia da socialdemocracia. Faz-se necessário trazer, ao debate crítico, o conceito de totalidade exigido pelo marxismo. Dessa forma, destaca-se que: 1. os princípios formais de liberdade e igualdade são princípios burgueses de uma filosofia do Direito, representados pelo conceito de sujeito e sua capacidade de autodeterminação incorporados à sociedade burguesa desde o seu surgimento, transfigurando-os em instrumentos de luta contra o proletariado e sua missão histórica; e 2. assim também o é a compreensão de um Estado impessoal, que, aparentemente, defende o bem comum, mas que, na sua essência, é a forma política do capitalismo, uma das engrenagens para a sua reprodução.


Social rights were conquered with a lot of struggle by social movements, especially those of Health movements, through the Sanitary and Psychiatric Reforms, which assure important guarantees to the population. These social rights have been under severe attacks in the context of contemporary capitalism. During this historical moment that between the institutional coup in 2016 and the retraction of social rights, it is urgent and necessary to reintroduce the sociopolitical aspects of madness to the debate and as it impacts on public policies definitions mediated by the capitalist State in Brazil. It is essential to carry out a critical analysis of social reintegration practices, through Mental Health public policies of Brazilian unified health system (SUS from Portuguese, Sistema Único e Saúde) (supported by the concept of citizenship) and seeking to polemicize them in the light of the Marxist perspective. Thus, the objective of this work was to reflect about the process of mental health services users reinsertion in capitalist sociability, through Solidarity Economy, based on Evguiéni B. Pachukanis critical perspective. Results are presented in two manuscripts: (i) State, law and Marxism: a review on the contribution of Pachukanis and (ii) A review on the Solidarity Economy and mental health based on the Pachukanis contribution. Despite all the achievements of the psychiatric reform movement, we noticed a struggles slowdown, which has as its starting point, the order contestation put in the dictatorship confrontation, both by the anti-asylum movement and other social movements, struggles that have been atrophying by incorporating the ideology of social democracy. It is reinforced the need to bring the concept of totality required by Marxism to critical debate. In this way, it is concluded the urgency of remembering that: 1. the formal principles of freedom and equality are bourgeois principles of a law philosophy represented by the concept of subject and its capacity for self-determination incorporated into bourgeois society since its inception, transfiguring it into struggle instruments against the proletariat and its historical mission. 2. that also it is the understanding of an impersonal State, which apparently defends the common good, but in essence is the political form of capitalism, one of the gears for its reproduction.


Assuntos
Saúde Mental , Estado , Cidadania , Serviços de Saúde Mental
16.
Psicol. ciênc. prof ; 42: e233902, 2022. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1360640

RESUMO

As prisões brasileiras são conhecidas pelas condições indignas à sobrevivência e pela violência, devido às quais os indivíduos são reduzidos à condição de vidas nuas. Porém, em Porto Velho, Rondônia, a Associação Cultural de Desenvolvimento do Apenado e Egresso (Acuda) oferta cuidados integrativos aos presos; diante disso, este artigo objetiva analisar como as estratégias biopolíticas e necropolíticas coexistiam com ações de subversão dessa lógica na relação entre instituições e Estado. O estudo se baseou em uma etnografia, envolvendo observações participantes e entrevistas em profundidade com os frequentadores, funcionários e diretores da Acuda. A análise, ancorada em leituras pós-estruturalistas, discute a articulação entre estratégias necropolíticas e biopolíticas perversas protagonizadas pelo Estado, que promove tanto a morte quanto a vida, ainda que precária. Ao mesmo tempo, a interpenetração entre essas diferentes instâncias sustentava, paradoxalmente, linhas de resistência consoantes à insistência dos presos em viver suas vidas possíveis.(AU)


Brazilian prisons are known for undignified survival conditions and for violence, which reduce individuals to a baren life. However, in Porto Velho, Rondônia, the Cultural Association for Prisoner and Egress Development (ACUDA) offers integrative care to prisoners; in this context, this article aims to analyze how biopolitical and necropolitical strategies coexisted with actions to subvert this logic in the relation between institutions and the State. The study was based on an ethnography, involving participant observations and in-depth interviews with ACUDA attendees, staff, and directors. The analysis, based on poststructuralist assumptions, discusses the articulation between necropolitical and perverse biopolitical strategies carried out by the State, which promote both death and life, even if precarious. At the same time, the interpenetration between these different instances paradoxically held lines of resistance as the prisoners insisted on living their possible lives.(AU)


Las cárceles brasileñas son conocidas por condiciones indignas a la supervivencia y por la violencia, donde las personas se encuentran reducidas a la condición de nudas vidas. Sin embargo, considerando que en Porto Velho, en Rondônia (Brasil), la Asociación Cultural para el Desarrollo de Reclusos y Egresos (Acuda) ofrece atención integral a los prisioneros; el propósito de este artículo es analizar cómo las estrategias biopolíticas y necropolíticas coexisten con acciones para subvertir esta lógica en la relación entre las instituciones y el Estado. El estudio se basó en una etnografía, que incluyó a observaciones de los participantes y entrevistas en profundidad con los asistentes, empleados y directores de Acuda. El análisis basado en lecturas posestructuralistas discute la articulación entre las estrategias necropolíticas y biopolíticas perversas dirigidas por el Estado, las cuales promueven la muerte y la vida aunque de manera precaria. Al mismo tiempo, estas diferentes instancias mantienen, paradójicamente, líneas de resistencia de acuerdo con la insistencia de los prisioneros en vivir sus posibles vidas.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Política , Prisões , Prisioneiros , Saúde , Empatia , Violência , Vida , Aprovisionamento , Estado , Sobrevivência , Território Sociocultural , Antropologia Cultural
17.
Conexões (Campinas, Online) ; 20: e022010, 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1391626

RESUMO

Introdução: As reflexões de Arno Vogel no livro Universo do futebol, são primordiais para entendermos os significados das derrotas e conquistas da seleção brasileira em copas do mundo. A derrota em 1950 e o tricampeonato em 1970 foram sentidas como derrota e vitória de projetos de nação. A seleção gerava sentimentos antagônicos de tragédia e carnaval, de pessimismo e ufanismo. Objetivos: Neste artigo dissertaremos sobre o esmaecimento da equação futebol-nação a partir dos anos 1990. O período das Copas de 1994 a 2002 é primordial, já que a seleção conseguiu um feito inédito de participar de três finais consecutivas, tendo vencido duas e se consagrado pentacampeã do mundo. Outro momento relevante é o mundial de 2014, realizado no brasil, ocasião em que a seleção perdeu de 7 a 1 para a equipe da Alemanha nas semifinais, bem como a Copa de 2018. Metodologia: O corpus da análise é composto por material coletado nos jornais de circulação nacional O Globo e Folha de São Paulo sobre a participação da seleção brasileira masculina de futebol em Copas do Mundo dos jornais. Considerações provisórias: As narrativas jornalísticas já não tratam o futebol como metonímia da nação. As conquistas de 1994 e de 2002 e a derrota na final de 1998, não transcenderam o universo esportivo. A derrota por 7 a 1 para a Alemanha em 2014 gerou memes, que evidenciavam que a identidade nacional não tinha sido afetada. Em 2018, a eliminação para a Bélgica gerou narrativas de ordem técnica.


Introduction: Arno Vogel's reflections in the book Universo do Futebol are essential to understand the meaning of the defeats and victories of the Brazilian national team in the World Cups. The defeat of 1950 and the three-time championship of 1970 were felt like defeat and victory of national projects. The national team generated antagonistic feelings of tragedy and carnival, of pessimism and exacerbated patriotism. Objectives: In this article, we will talk about the fading of the soccer-nation equation starting in the 1990s. The period of the World Cups from 1994 to 2002 is pivotal, as the team achieved an unprecedented feat by participating in three finals consecutive, having won two and became five-time world champion. Another relevant moment is the 2014 World Cup, hosted in Brazil, when the team lost 7-1 to the German team in the semi-finals, as well as the 2018 World Cup. Methodology: The corpus of the analysis consists of material collected in the newspapers O Globo and Folha de São Paulo on the participation of the Brazilian national team in the World Cups. Temporary Considerations: journalistic narratives no longer treat soccer as a metonym of the nation. The achievements of 1994 and 2002 and the defeat in the 1998 final did not transcend the sports universe. The 7-1 loss to Germany in 2014 generated memes that showed that the national identity had not been affected. In 2018, the elimination against Belgium generated narratives of a technical nature.


Introducción: Las reflexiones de Arno Vogel en el libro Universo do Futebol son fundamentales para que entendamos el significado de las derrotas y conquistas de la selección brasileña de fútbol en los mundiales. La derrota de 1950 y el tricampeonato de 1970 se sintieron como derrota y victoria de proyectos nacionales. La selección generaba sentimientos antagónicos de tragedia y carnaval, de pesimismo y patriotismo exacerbado. Objetivos: En este artículo, hablaremos sobre el desvanecimiento de la ecuación fútbol-nación a partir de la década de 1990. El período de los Mundiales de 1994 a 2002 es fundamental, ya que el equipo logró una hazaña sin precedentes al participar en tres finales consecutivas, habiendo ganado dos y se consagró pentacampeón del mundo. Otro momento relevante es el Mundial de 2014, organizado en Brasil, cuando el equipo perdió por 7-1 ante la selección alemana en las semifinales, así como el Mundial de 2018. Metodología: El corpus del análisis consiste en material recolectado en los periódicos O Globo y Folha de São Paulo sobre la participación de la selección brasileña de fútbol en los Mundiales. Consideraciones provisorias: las narrativas periodísticas ya no tratan al fútbol como metonimia de la nación. Los logros de 1994 y 2002 y la derrota en la final de 1998 no trascendieron el universo deportivo. La derrota por 7-1 ante Alemania en 2014 generó memes que demostraron que la identidad nacional no había sido afectada. En 2018, la eliminación ante Bélgica generó narrativas de carácter técnico.


Assuntos
Humanos , História do Século XXI , Futebol , Esportes , Estado , História , Tempo , Caráter , Emoções , Metodologia como Assunto
18.
Textos contextos (Porto Alegre) ; 21(1): 40582, 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1344173

RESUMO

O desenvolvimento da sociedade contemporânea, a partir das especificidades de cada momento histórico, acaba por reformular as políticas econômicas e sociais, alterando a relação Estado/Mercado, de tal maneira que o presente artigo busca desenvolver, analiticamente, a dimensão da relação entre essas duas importantes instituições. Tem como fio condutor a evolução do pensamento econômico, onde, em cada momento histórico, se verifica um olhar e uma postura diferentes. Para tanto, utiliza-se de análise crítica e de aportes de pesquisa bibliográfica e documental. A reflexão atinge seu objetivo ao mostrar, em tempo presente, a ruptura do pragmatismo do pensamento neoliberal no enfrentamento à crise imposta pelo COVID-19


The development of contemporary society, based on the specifics of each historical moment, ends up reformulating the economic, social and political policies, changing the State-Market relationship. In such a way that this article seeks to analytically develop the dimension of the relationship between these two important institutions. It has as its guiding thread the evolution of economic thought, where in each historical moment there is a different look and posture. For this, it uses critical analysis and contributions from bibliographic and documentary research. Reflection achieves its objective by showing, in the present times, the rupture of the pragmatism of neoliberal thinking in facing the crisis imposed by COVID-19


Assuntos
Estado , Economia , COVID-19 , Política
19.
Rio de Janeiro; s.n; 2022. 88 f p. tab, graf, fig.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1379065

RESUMO

O estudo buscou explorar o papel do Estado na condução Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Adolescente em Conflito com a Lei - PNAISARI no Estado do Rio de Janeiro a partir das contribuições da Economia Política Marxista. Argumenta-se que o Estado é um espaço relacional, complexo e contraditório permeado pela disputa de visões sociais de mundo e que a implementação de políticas públicas, incluindo as políticas de saúde, ocorrem em torno do conflito distributivo. No estudo de caso da PNAISARI foi evidenciado que a publicação das portarias 1.082 e 1.083 levou a indução da descentralização da política aos municípios contribuindo no reconhecimento do direito à saúde dos adolescentes em atendimento socioeducativa e na responsabilidade sanitária do município perante as unidades socioeducativas reforçando o princípio da incompletude institucional previsto no SINASE. O processo de descentralização da política aos municípios foi caracterizado pela baixa participação da Secretaria Estadual de Saúde levando a pactuações interfederativas frágeis e com baixa interlocução entre os gestores da saúde e do socioeducativo na corresponsabilização pela saúde dos adolescentes. Neste cenário, ainda persistem os problemas estruturais do SUS que dificultam ou mesmo impossibilitam a atenção integral à saúde desta população. Desta forma, concluísse que consolidar o direito à saúde dos adolescentes envolve considerar a determinação social da saúde que condiciona a vida e a saúde dos adolescentes e de suas familias. E, ainda, necessariamente o enfrentamento a ideologia neoliberal que impossibilita a conformação de um modelo de proteção social no Brasil.


The present study explored of the State in steering the National Policy on Comprehensive Health Care of Adolescents in Conflict with the Law (PNAISARI) in the State of Rio de Janeiro the contributions of the Marxist Political Economy. It discusses that the State is a relational, complex, and contradictory permeated by the dispute of different ideological views and that the development of public policies, including health policies, happens in the context of a distributive conflict. In the case study of the PNAISARI, it became evident that the publication of resolutions 1.082 e 1.083 leaded to the decentralization to municipalities contributing in the acknowledgement of the right to health of the adolescents under socio-educational measures and in the sanitary responsibility of the municipalities. The decentralization process of the health system to the municipalities was characterized by a low commitment of the State Secretary of Health leading to fragile negotiations and little dialog between health and socio-educational public managers in the commitment to adolescent´s health. In this context, the structural problems of the SUS that limits the possibilities of comprehensive and universal care. As conclusions, the dissertation reaffirms that the right to health of adolescents includes confronting the social determinants of health that deeply influence their lives and health, fighting against the neoliberal ideology that impedes the development of universal social protection in Brazil.


Assuntos
Política Pública , Comunismo , Estado , Saúde do Adolescente Institucionalizado , Direito à Saúde , Política de Saúde , Brasil
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...