Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 48
Filtrar
1.
Cairo; World Health Organization. Regional Office for the Eastern Mediterranean; 2024-05.
em Inglês | WHO IRIS | ID: who-376750

RESUMO

The 2030 Agenda for Sustainable Development includes a vision of healthy lives and well-being for all at all ages. This major report provides an update on progress towards the health-related Sustainable Development Goals (SDGs) in the WHO Eastern Mediterranean Region. It presents regional trends between 2010 and 2022 for 50 health-related SDG indicators using available data from WHO and estimates from other United Nations agencies. The report reveals some successes at the country level amid a marked slowdown regionally with setbacks across indicators on health health risks and determinants and access to services. We are at the halfway point for the 2030 Agenda for Sustainable Development: to reverse current trends and ensure the health and well-being of our population we must take bold steps now.


Assuntos
Desenvolvimento Sustentável , Objetivos , Pobreza , Abastecimento de Alimentos , Distúrbios Nutricionais , Fome , Promoção da Saúde , Agricultura , Educação , Equidade de Gênero , Abastecimento de Água , Saneamento , Direito ao Trabalho , Desenvolvimento Econômico , Justiça Social , Região do Mediterrâneo
2.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e251811, 2023. tab, graf
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1448952

RESUMO

Apesar da importância do envolvimento paterno, sua avaliação persiste desafiadora. No Brasil, o Inventário de Envolvimento Paterno (IFI-BR) vem se mostrando adequado para uso com pais de crianças de 5 a 10 anos. Entretanto, do ponto de vista do desenvolvimento infantil e de intervenções preventivas, seria importante avaliar o envolvimento paterno quando as crianças são mais novas. Assim, este trabalho teve como objetivos: identificar limitações do IFI-BR, quando usado com pais de crianças entre 2 e 10 anos, e avaliar itens para o IFI-BR-revisado. No Estudo 1, 434 pais com filhos no Ensino Infantil ou Fundamental 1 responderam a um questionário sociodemográfico e ao IFI-BR. Com base em análises de dados omissos, estrutura interna e precisão, modificações foram sugeridas, visando à manutenção da estrutura interna original do instrumento. No Estudo 2, 572 pais com filhos na mesma faixa etária responderam a um questionário sociodemográfico e à versão modificada do IFI-BR. Foram comparadas as frequências de dados omissos e estimativas de precisão para os itens originais e modificados, selecionando aqueles que melhor representavam essa amostra de pais para compor a versão revisada do IFI-BR. Esses resultados indicaram evidências adequadas de validade, com base no conteúdo da versão revisada do IFI-BR, quando utilizada para avaliar a qualidade do envolvimento paterno de pais brasileiros com filhos do Ensino Infantil ao Fundamental 1. Após verificadas evidências de validade adicionais, essa versão revisada do IFI-BR poderá ser utilizada, por exemplo, em estudos longitudinais e na avaliação de intervenções precoces com pais.(AU)


Despite the importance assigned to father involvement, evaluating this construct remains a challenge. In Brazil, the Inventário de Envolvimento Paterno (IFI-BR) has showed satisfactory evidence of validity for fathers of children between 5 and 10 years old. From the perspective of child development and preventive interventions, however, evaluating father involvement with younger children is essential. Hence, this study sought to: identify limitations of the IFI-BR for fathers of children between 2 and 10 years old, and evaluate items for a revised IFI-BR. In Study 1, 434 fathers of children in early childhood and primary school settings answered a sociodemographic questionnaire and the IFI-BR. Based on analyses of missing data, internal structure, and reliability, modifications were suggested to maintain the original internal structure. In Study 2, 572 fathers of children in the same age range answered a sociodemographic questionnaire and the modified IFI-BR. After comparison between values for missing data and reliability of the original and modified items, the items that best represented the broader sample of fathers were selected to compose the revised IFI-BR. Results indicated adequate evidence of content validity for the revised IFI-BR when used to assess the involvement of Brazilian fathers with children in early childhood education and primary school settings. After additional evidence has been verified, this revised IFI-BR can be used, for example, in longitudinal studies and to evaluate early interventions with fathers.(AU)


La participación paterna es importante, pero su evaluación sigue siendo desafiadora. En Brasil, el Inventário de Envolvimento Paterno (IFI-BR) demuestra ser adecuado para aplicar a padres de niños de 5 a 10 años de edad. No obstante, desde la perspectiva del desarrollo infantil y de las intervenciones preventivas, sería importante evaluar la participación de los padres de niños más jóvenes. Este estudio tuvo como objetivos: identificar limitaciones del IFI-BR cuando se aplica a padres de niños entre los 2 y 10 años y evaluar ítems para el IFI-BR-revisado. En Estudio 1, 434 padres con hijos en el jardín de infantes o escuela primaria respondieron un cuestionario sociodemográfico y el IFI-BR. Con base en el análisis de datos faltantes, estructura interna y exactitud, se sugirieron modificaciones para mantener la estructura interna original del instrumento. En Estudio 2, 572 padres respondieron un cuestionario sociodemográfico y la versión modificada del IFI-BR. Se compararon las frecuencias de datos faltantes y estimaciones de exactitud para los ítems originales y modificados, seleccionando aquellos que representaban mejor a esta muestra de padres para la versión revisada del IFI-BR. Estos resultados indicaron evidencia adecuada de validez, basada en el contenido de la versión revisada del IFI-BR, cuando se utilizó para evaluar la calidad de la participación de padres brasileños con niños en el jardín de infantes y en la escuela primaria. Después de verificada la evidencia adicional de validez, la versión revisada del IFI-BR se puede utilizar, por ejemplo, en estudios longitudinales y en la evaluación de intervenciones precoz con los padres.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Adulto Jovem , Escalas de Graduação Psiquiátrica Breve , Paternidade , Psicometria , Família , Proteção da Criança , Ansiedade , Comportamento Paterno , Satisfação Pessoal , Personalidade , Desenvolvimento da Personalidade , Aptidão , Jogos e Brinquedos , Resolução de Problemas , Psicologia , Psicologia Social , Política Pública , Leitura , Assertividade , Serviços de Saúde Escolar , Comportamento Social , Justiça Social , Apoio Social , Valores Sociais , Esportes , Estresse Psicológico , Tabu , Ensino , Temperança , Tempo , Atletismo , Baixo Rendimento Escolar , Mulheres , Mulheres Trabalhadoras , Direitos da Mulher , Comportamento e Mecanismos Comportamentais , Custódia da Criança , Pais Solteiros , Casamento , Criança Abandonada , Defesa da Criança e do Adolescente , Cuidado da Criança , Educação Infantil , Saúde Mental , Saúde da Família , Interpretação Estatística de Dados , Poder Familiar , Competência Mental , Política de Planejamento Familiar , Estado Civil , Comunicação , Feminismo , Disciplinas e Atividades Comportamentais , Desenho , Aconselhamento , Internet , Afeto , Cultura , Ensino Fundamental e Médio , Confiança , Escolaridade , Emoções , Empatia , Disciplina no Trabalho , Planejamento Familiar , Conflito Familiar , Crianças Órfãs , Relações Familiares , Terapia Familiar , Relações Pai-Filho , Altruísmo , Masculinidade , Habilidades Sociais , Desempenho Profissional , Equilíbrio Trabalho-Vida , Professores Escolares , Desempenho Acadêmico , Androcentrismo , Liberdade , Egocentrismo , Respeito , Direito ao Trabalho , Interação Social , Papel de Gênero , Fatores Sociodemográficos , Apoio Familiar , Estrutura Familiar , Bem-Estar Psicológico , Condições de Trabalho , Hábitos , Hostilidade , Desenvolvimento Humano , Identificação Psicológica , Renda , Deficiências da Aprendizagem , Atividades de Lazer , Amor , Mães , Música , Apego ao Objeto
3.
Saúde Soc ; 32(3): e220642pt, 2023.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1509117

RESUMO

Resumo O isolamento social provocado pela pandemia do covid-19 acelerou um processo que já estava em curso: a plataformização da economia. Uma das aplicações presentes nesse processo foi a distribuição de comida por motoboys, ocasionando uma transformação radical das condições de trabalho, que necessita ser investigada. O objetivo desta pesquisa foi discutir essas condições e os riscos que representam para a saúde do trabalhador. 14 entregadores de alimentos foram entrevistados, suas falas foram gravadas e transcritas para análise temática, obtendo dois principais resultados: a precarização das condições de trabalho e a vulneração da saúde. A plataforma promete independência e autonomia quanto ao trabalho, mas, ao mesmo tempo, cria insegurança, não garantindo nenhuma proteção trabalhista nem subsistência financeira estável, por não assegurar os meios para o trabalho. Por outro lado, essa precarização do trabalho produz riscos para a saúde. Essa situação demanda uma discussão sobre o amparo legal dos direitos e a proteção da saúde desses trabalhadores.


Abstract The social distancing brought about by the COVID-19 pandemic sped up a process that was already underway: the emergence of the platform economy. One of the applications present in this process was for the delivery of food by motorbike couriers, causing a radical transformation of working conditions that requires investigation. The objective of this study was to discuss those conditions and the risks that they pose to the health of workers. A group of 14 food delivery couriers were interviewed and their statements were recorded and transcribed for thematic analysis, resulting in two main findings: precarious employment conditions and health vulnerabilities. The platform promises independence and autonomy regarding work, but at the same time creates insecurity, failing to ensure work protection or financial stability, as it does not guarantee working conditions. On the other hand, such precarious work generates health risks. This situation requires a discussion on the legal protection of the labor rights and health protection of these workers.


Assuntos
Direito ao Trabalho/legislação & jurisprudência , COVID-19
4.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e263959, 2023.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1529204

RESUMO

A luta pela terra e seu uso incide na forma como as subjetividades têm sido produzidas no Brasil. No contexto capitalista, patriarcal e machista, vive-se um processo de exploração da mão de obra de mulheres e de recursos naturais da Terra. Este estudo objetivou conhecer histórias de vida de mulheres agricultoras rurais que participam de movimentos sociais agroecológicos no Rio Grande do Sul. Participaram do estudo três mulheres agricultoras, com idades entre 21 e 53 anos, residentes e trabalhadoras em zonas rurais das cidades de Viamão e Rolante, escolhidas por conveniência. Os instrumentos utilizados foram: questionário sociodemográfico, entrevista de história de vida e observação participante, os quais foram, posteriormente, submetidos à análise temática. Os resultados demonstram que as histórias de vida das mulheres relatadas são marcadas por lutas e formas de resistência. Para além das situações de conflitos e falta de recursos, avistam-se questões próprias de gênero, como a invisibilidade feminina e a desigualdade no acesso à terra por mulheres. A construção de base e o fortalecimento do papel político das mulheres nos movimentos sociais permite inferir que existem melhorias significativas nas desigualdades e injustiças no meio rural. Contudo, pontua-se a necessidade de se promover o diálogo entre os movimentos sociais, as mulheres e a sociedade política sobre os modelos atuais de políticas públicas existentes, possibilitando, assim, avançar nas discussões a respeito da promoção da equidade de gênero nos espaços rurais, bem como potencializar o avanço das práticas agroecológicas em direção à superação do capitalismo.(AU)


The struggle for land and its use affects the way subjectivities have been produced in Brazil. In the capitalist, patriarchal, and male-chauvinist context, women's labor and the Earth's natural resources are strongly exploited. This study aimed to know the life stories of female farmers who participate in agroecological social movements in the state of Rio Grande do Sul. Three female farmers, aged from 21 to 53, residents and workers in rural areas of the municipalities of Viamão and Rolante, chosen by convenience, participated in the study. The instruments used were: sociodemographic questionnaire, a life story interview, and participant observation, which were later subjected to thematic analysis. The results show that the participants' life stories are marked by struggles and means of resistance. In addition to conflicts and lack of resources, there are specific gender issues, such as female invisibility and inequality in women's access to land. The grassroots construction and the strengthening of the political role of women in social movements allow us to infer that there are significant improvements in inequalities and injustices in rural areas. However, it is necessary to promote dialogue between social movements, women, and political society about the current models of existing public policies, thus making it possible to advance in discussions about gender equity in rural spaces, as well as to enhance the advancement of agroecological practices to overcoming capitalism.(AU)


La lucha por la tierra y su uso afecta a la forma en que se han producido las subjetividades en Brasil. En el contexto capitalista, patriarcal y machista, hay un proceso de explotación del trabajo de las mujeres y de los recursos naturales de la tierra. Este estudio tuvo como objetivo conocer las historias de vida de agricultoras rurales que participan en movimientos sociales agroecológicos en Rio Grande do Sul (Brasil). Participaron en el estudio tres agricultoras, de entre 21 y 53 años, residentes y trabajadoras en áreas rurales de las ciudades de Viamão y Rolante, elegidas por conveniencia. Los instrumentos utilizados fueron: cuestionario sociodemográfico, entrevista de historia de vida y observación participante, cuyos datos posteriormente se sometieron a análisis temático. Los resultados muestran que las historias de vida de las mujeres relatadas están marcadas por luchas y formas de resistencia. A las situaciones de conflicto y falta de recursos se suman cuestiones específicas de género, como la invisibilidad femenina y la desigualdad en el acceso de las mujeres a la tierra. La construcción popular y el fortalecimiento del papel político de las mujeres en los movimientos sociales permiten inferir que hay mejoras significativas en las desigualdades e injusticias en las zonas rurales. Sin embargo, es necesario promover el diálogo entre los movimientos sociales, las mujeres y la sociedad sobre los modelos actuales de las políticas públicas existentes, para posibilitar avances en las discusiones sobre la promoción de la equidad de género en los espacios rurales y potenciar el avance de las prácticas agroecológicas hacia la superación del capitalismo.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Psicologia Social , Mulheres , Zona Rural , Agricultura Sustentável , Estudos de Gênero , Propriedade , Satisfação Pessoal , Pobreza , Psicologia , Salários e Benefícios , Condições Sociais , Justiça Social , Socialização , Fatores Socioeconômicos , Solo , Direitos da Mulher , Família , Desenvolvimento Econômico , Produção Agrícola , Usos do Solo , Florestas , Saúde Ambiental , Direitos Civis , Negociação , Agroquímicos , Entrevista , Ecossistema , Produtos Agrícolas , Exploração de Recursos Naturais , Conservação dos Recursos Naturais , Alimentos Integrais , Feminismo , Cultura , Autonomia Pessoal , Alimentos Geneticamente Modificados , Biodiversidade , Agricultura , Dieta , Ecologia , Eficiência , Meio Ambiente , Meio Ambiente e Saúde Pública , Mercado de Trabalho , Indicadores de Desenvolvimento Sustentável , Agroindústria , Política Ambiental , Narrativa Pessoal , Capital Social , Patrimônio Genético , Sobrevivência , Androcentrismo , Liberdade , Desenvolvimento Sustentável , Direito ao Trabalho , Abastecimento de Alimentos , Justiça Ambiental , Fatores Sociodemográficos , Vulnerabilidade Social , Cidadania , Diversidade, Equidade, Inclusão , Estrutura Familiar
5.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e250490, 2023.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1448944

RESUMO

As dificuldades e barreiras enfrentadas no processo de inclusão de pessoas com deficiência (PcD) nas organizações incitam o desenvolvimento de pesquisas. Este estudo compreendeu a percepção de psicólogos organizacionais sobre a inclusão de PcD em empresas. Dezoito psicólogos atuantes na área de gestão de pessoas de empresas das sete regiões do estado do Rio Grande do Sul responderam a uma entrevista individual. A média de idade dos participantes foi de 33,17 anos, atuavam em empresas de diferentes segmentos, eram predominantemente do sexo feminino e possuíam pós-graduação em áreas relacionadas. Os relatos dos psicólogos alertaram para o fato de que, em suas graduações, o conteúdo sobre deficiência humana e, especificamente, inclusão no mercado de trabalho foi escasso ou inexistente. Essa lacuna na formação, de egressos de diferentes instituições de ensino superior, é relatada desde os anos de 1990. Para esses psicólogos, barreiras atitudinais e organizacionais são frequentemente enfrentadas no processo de inclusão, tais como o despreparo das empresas, gestores e colaboradores para receber as PcD, os poucos programas voltados a uma prática efetiva de inclusão e não somente ao cumprimento da legislação, além das dificuldades dos próprios profissionais em identificar os potenciais e as limitações que a PcD apresenta e de adaptá-la de maneira correta ao trabalho. O psicólogo organizacional pode contribuir para um processo adequado de inclusão por meio de práticas, tais como treinamentos e sensibilizações, que fomentem a informação e diminuam a discriminação e as dificuldades.(AU)


Difficulties and barriers to including people with disabilities (PwDs) in organizations drives research development. This study sought to understand how organizational psychologists perceived the inclusion of PwDs in organizations. Eighteen organizational psychologists who work in people management for companies in the seven regions of the state of Rio Grande do Sul participated in an individual interview. Most interviewees were female, with average age of 33.17 years, had a postgraduate degree in the field, and worked in companies from different segments. During the interviews, the psychologists called attention to the little or nonexistent content on human disability and, specifically, inclusion in the labor market covered in the graduate course. This gap has been reported by graduates from different higher education institutions since the 1990s. According to the respondents, attitudinal and organizational barriers are often faced in the inclusion process, such as the unpreparedness of companies, managers, and employees to welcome PwD, the few programs aimed at an effective inclusion and not only to comply with the law, as well as the difficulties of the professionals themselves to identify the potentials and limitations that PwD present and to adapt them correctly to the work. Organizational psychologists can contribute to an adequate inclusion process by developing training and sensibilization activities that foster information and reduce discrimination and difficulties.(AU)


Las dificultades y barreras enfrentadas en el proceso de inclusión de personas con discapacidad (PcD) en las organizaciones fortalecen el desarrollo de la investigación. Este estudio entendió la percepción de los psicólogos organizacionales acerca de la inclusión de las PcD en las empresas. Dieciocho psicólogos que trabajan en el área de gestión de personas en empresas de las siete regiones del estado de Rio Grande do Sul (Brasil) respondieron a una entrevista individual. Los participantes tenían una edad promedio de 33,17 años, trabajaban en empresas de diferentes segmentos, eran predominantemente mujeres y tenían un posgrado en el área. Los informes de los psicólogos alertaron sobre el hecho de que el contenido sobre discapacidad humana y, específicamente, su inclusión en el mercado laboral era escaso o inexistente durante su formación académica. Esta brecha en la formación de los egresados de diferentes instituciones de educación superior se reporta desde los 1990. Para estos psicólogos, a menudo ocurren barreras organizacionales y de actitud en el proceso de inclusión de las PcD, como la falta de preparación de las empresas, gerentes y empleados para recibirlas, pocos programas destinados a una práctica efectiva de la inclusión, no solo al cumplimiento de la ley, y las dificultades de los profesionales para identificar las potencialidades y limitaciones y adecuarlas correctamente al trabajo. El psicólogo organizacional puede contribuir a un proceso de inclusión adecuado, con prácticas de capacitación y sensibilización que brindan información y reducen la discriminación y dificultades.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gestão de Recursos Humanos , Acessibilidade Arquitetônica , Organizações , Pessoas com Deficiência , Inclusão Social , Organização e Administração , Inovação Organizacional , Seleção de Pessoal , Preconceito , Psicologia , Psicologia Industrial , Política Pública , Qualidade de Vida , Salários e Benefícios , Autoimagem , Comportamento Social , Meio Social , Justiça Social , Responsabilidade Social , Previdência Social , Seguridade Social , Socialização , Sociedades , Estereotipagem , Conscientização , Análise e Desempenho de Tarefas , Desemprego , Orientação Vocacional , Programa de Saúde Ocupacional , Tomada de Decisões Gerenciais , Defesa das Pessoas com Deficiência , Adaptação Psicológica , Cultura Organizacional , Saúde Ocupacional , Desenvolvimento de Pessoal , Direitos Civis , Readaptação ao Emprego , Local de Trabalho , Eficiência Organizacional , Constituição e Estatutos , Diversidade Cultural , Legislação , Autonomia Pessoal , Denúncia de Irregularidades , Avaliação da Deficiência , Absenteísmo , Economia , Educação , Ego , Reivindicações Trabalhistas , Planos para Motivação de Pessoal , Emprego , Recursos Humanos , Saúde de Grupos Específicos , Saúde da Pessoa com Deficiência , Mercado de Trabalho , Política de Saúde do Trabalhador , Estigma Social , Discriminação Social , Desempenho Profissional , Assistentes Sociais , Estresse Ocupacional , Engajamento no Trabalho , Respeito , e-Acessibilidade , Políticas Públicas Antidiscriminatórias , Integração Social , Direito ao Trabalho , Empoderamento , Teletrabalho , Desinformação , Fatores Sociodemográficos , Cidadania , Diversidade, Equidade, Inclusão , Condições de Trabalho , Promoção da Saúde , Ergonomia , Direitos Humanos , Candidatura a Emprego , Satisfação no Emprego , Sindicatos , Liderança , Acontecimentos que Mudam a Vida
6.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e243813, 2023.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1431124

RESUMO

Este estudo propõe analisar as relações e os processos de subjetivação de mulheres quebradeiras de coco babaçu decorrentes das intervenções de políticas desenvolvimentistas em seus territórios de vida e reverberações no Movimento Interestadual de Quebradeiras de Coco Babaçu (MIQCB). Sob a perspectiva ético-estético-política da Cartografia, acompanhamos as narrativas das histórias de vida de 24 mulheres, suas atividades cotidianas e eventos do MIQCB, também analisamos os documentos das políticas. Entendemos que, ao passo que tais políticas de desenvolvimento rural contribuem para a melhoria das condições de vida, em termos materiais e simbólicos, elas também produzem ressonâncias relacionadas ao modo de subjetivação do tipo "empresário de si", que agenciam seus modos de viver, de produzir e de se relacionar consigo e com os outros na lógica capitalista neoliberal. A resistência às capturas neoliberais também estão presentes ao ampliarem as mobilizações coletivas do próprio movimento, articulando com outros na produção de um "comum".(AU)


This study proposes to analyze the relations and the processes of subjectivation of babassu coconut-breaker women arising from developmental policy interventions in their territories of life and reverberations in the Babassu Coconut-breaker Interstate Movement (MIQCB). From the ethical-aesthetic-political perspective of Cartography, we followed the narratives of the life stories of 24 women, their daily activities and promoted events by MIQCB, we also analyzed the policy documents. We understand that while these policies of rural development contribute to improve the living conditions, in material and symbolic terms, they also produce resonances related to the "self-entrepreneur" mode of subjectivation, which has been handling their ways of living, producing, and relating to themselves and others in the neoliberal capitalist logic. Resistance to neoliberal captures is also present as they expand the collective mobilizations of the movement itself, articulating with others, in the production of a "common."(AU)


Este estudio tiene como objetivo analizar los procesos de subjetivación de las mujeres que rompen coco babaçu que surgen de las intervenciones de las políticas de desarrollo en sus territorios de vida y las reverberaciones en el Movimiento Interestadual de las Mujeres que Rompen Coco Babaçu (MIQCB). Desde la perspectiva ético-estético-política de la Cartografía, seguimos las narraciones de las historias de vida de 24 mujeres, sus actividades diarias y eventos del MIQCB, y también analizamos los documentos de las políticas. Si bien estas políticas han contribuido a mejorar las condiciones de vida de las mujeres, en términos materiales y simbólicos, también han producido resonancias del modo de subjetivación "autoempresarial", que ha agenciado sus formas de vivir, producir y relacionarse consigo mismas y con los demás en la lógica capitalista neoliberal. La resistencia a las capturas neoliberales también está presente cuando amplían las movilizaciones colectivas del propio movimiento, articulándose con otros en la producción de un "común".(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Crescimento e Desenvolvimento , Economia , Governo , Política , Pobreza , Psicologia , Psicologia Social , Política Pública , Aposentadoria , População Rural , Desejabilidade Social , Justiça Social , Problemas Sociais , Ciências Sociais , Solo , Direitos da Mulher , Madeira , Políticas, Planejamento e Administração em Saúde , Planejamento Socioeconômico , Políticas de Controle Social , Legislação Ambiental , Brasil , Água , Exercício Físico , Etnicidade , Desenvolvimento Econômico , Produção Agrícola , Áreas de Pobreza , Usos do Solo , Zona Rural , Florestas , Organizações , Saúde Ambiental , Conflito de Interesses , Carga de Trabalho , Política de Planejamento Familiar , Empreendedorismo , Agroquímicos , Entrevista , Negociação Coletiva , Comércio , Produtos Agrícolas , Gestão Ambiental , Exploração de Recursos Naturais , Recursos Naturais , Recursos Renováveis , Reservas Naturais , Flora , Conservação dos Recursos Naturais , Diversidade Cultural , Natureza , Feminismo , Indústrias Extrativas e de Processamento , Gestão dos Recursos Naturais , Economia Rural , Capitalismo , Estado , Poder Público , Biodiversidade , Agricultura , Eficiência , Meio Ambiente , Meio Ambiente e Saúde Pública , Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde , Projetos , Mercado de Trabalho , Vigilância Sanitária de Produtos , Controle e Fiscalização de Alimentos e Bebidas , Alimentos de Coco , Maquinaria , Agricultura Sustentável , Recursos não Renováveis , Agroindústria , Comunicação Ambiental , Feminilidade , Política Ambiental , Empresa de Pequeno Porte , Violência Étnica , Fatores Sociológicos , Alimentos , Equilíbrio Trabalho-Vida , Ativismo Político , Participação dos Interessados , Direitos Socioeconômicos , Território Ocupado , Desenvolvimento Sustentável , Programas Sociais , Povos Indígenas , Direito ao Trabalho , Empoderamento , Inclusão Social , Equidade de Gênero , Papel de Gênero , Vulnerabilidade Social , Responsabilidade Ambiental , Responsabilidade Socioambiental , Diversidade, Equidade, Inclusão , Condições de Trabalho , Comércio de Vida Silvestre , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde , Habitação , Atividades Humanas , Direitos Humanos , Sindicatos , Acontecimentos que Mudam a Vida , Antropologia , Mineração , Categorias de Trabalhadores
7.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e249090, 2023. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1431130

RESUMO

No Brasil, o trabalho doméstico remunerado é essencialmente feminino e emprega cerca de 5,9 milhões de mulheres, correspondendo a 16,8% da ocupação feminina. Desse contingente, 61 % são compostos por mulheres negras. As empregadas domésticas estiveram historicamente submetidas a uma série de aspectos excludentes, como baixa remuneração, contratações à margem da legalidade e discriminação de gênero e raça. Esta pesquisa objetivou compreender a resistência enquanto categoria fundamental para compreensão do trabalho doméstico. Ao falar sobre essa categoria, destacamos a subjetividade que constitui os fenômenos sociais, partindo de uma compreensão dialética e histórica do sujeito e da relação indivíduo-sociedade, inserida em uma historicidade. Os resultados encontrados, coletados por meio de documentos, notícias, reportagens, participações no sindicato da categoria e da realização de entrevistas com cinco domésticas apontam a existência de formas de resistência no campo do trabalho doméstico, compondo movimentos de oposição e reação ao modus operandi colonial e às hierarquias de gênero-raça-classe que formam a sociedade brasileira. A psicologia sócio-histórica foi escolhida como abordagem teórico-metodológica, pois possibilita compreender do homem como ser ativo, social e histórico. Ao investigar as formas de resistência presentes nesse tipo de trabalho, compreende-se a trabalhadora doméstica não como mera consequência da realidade social em que se insere, mas como sujeito ativo que constitui essa realidade e é simultaneamente constituído por ela. Com esta pesquisa, pretende-se contribuir com a crítica à ideologia dominante que subalterniza essas trabalhadoras e as relega à subcidadania, uma condição sem reconhecimento e direitos.(AU)


In Brazil, paid domestic work is essentially female and employs about 5.9 million women, corresponding to 16.8% of the female occupation. Of this contingent, 61% is made up of black women. Domestic workers have historically been subjected to a series of exclusionary aspects, such as low remuneration, hiring outside the legal system and gender and race discrimination. This research aimed to understand resistance as a fundamental category for understanding domestic work. When talking about this category, we highlight the subjectivity that constitutes social phenomena, starting from a dialectical and historical understanding of the subject and the individual-society relationship, inserted in a historicity. The results found, collected from documents, news, reports, participation in the category union and interviews with five domestic workers, point to the existence of forms of resistance in the field of domestic work, composing movements of opposition and reaction to the colonial modus operandi and the gender-race-class hierarchies that make up Brazilian society.Socio-historical psychology was chosen as a theoretical-methodological approach, since it provides an understanding of man as an active, social and historical being. When investigating the forms of resistance present in this type of work, the domestic worker is understood not as a mere consequence of the social reality in which she is inserted, but, as an active subject, who constitutes this reality and is simultaneously constituted by it. This research intends to contribute to the criticism of the dominant ideology that subordinates these workers and relegates them to a sub-citizenship, a condition without recognition and rights.(AU)


El trabajo doméstico remunerado en Brasil es predominantemente femenino y emplea casi 5,9 millones de mujeres, lo que corresponde al 16,8% de la ocupación femenina. El 61% de este grupo está compuesto por mujeres negras. Históricamente, las trabajadoras del hogar han sido sometidas a una serie de aspectos excluyentes, como la baja remuneración, la contratación fuera del sistema legal y la discriminación de género y raza. Esta investigación tuvo como objetivo comprender la resistencia como categoría fundamental para entender el trabajo doméstico. Al hablar de esta categoría, se destaca la subjetividad que constituye los fenómenos sociales a partir de una comprensión dialéctica e histórica del sujeto y la relación individuo-sociedad, insertada en una historicidad. Los datos recogidos de documentos, noticias, participación en la categoría unión y entrevistas con cinco sirvientas permitieron concluir que existen formas de resistencia en el ámbito del trabajo doméstico, que se componen de movimientos de oposición y reacción al modus operandi colonial y a jerarquías de género-raza-clase que conforman la sociedad brasileña. La psicología sociohistórica fue el enfoque teórico-metodológico utilizado, ya que proporciona una comprensión del ser humano como ser activo, social e histórico. El análisis de las formas de resistencia presentes en este tipo de trabajo permite identificar la trabajadora doméstica no como una mera consecuencia de la realidad social en la cual se inserta, sino como sujeto activo que constituye esta realidad y, a la vez, es constituido por ella. Se espera que esta investigación pueda contribuir a la crítica de la ideología dominante que subordina a estas trabajadoras, relegándolas a una subciudadanía, una condición sin reconocimiento y sin derechos.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Satisfação Pessoal , Características Culturais , Fatores Sociológicos , História , Zeladoria , Pobreza , Preconceito , Psicologia , Política Pública , Salários e Benefícios , Comportamento Social , Mudança Social , Classe Social , Condições Sociais , Meio Social , Justiça Social , Mobilidade Social , Problemas Sociais , Fatores Socioeconômicos , Estereotipagem , Direitos da Mulher , Características da População , Riscos Ocupacionais , Acidentes de Trabalho , Família , Áreas de Pobreza , Dinâmica Populacional , Fome , Carga de Trabalho , Direitos Civis , Gestão da Segurança , Serviços Contratados , Censos , Legislação , Acesso à Informação , Morte , Agressão , Violação de Direitos Humanos , População Negra , Economia , Escolaridade , Reivindicações Trabalhistas , Emprego , Mercado de Trabalho , Ética , Feminilidade , Participação Social , Racismo , Discriminação Social , Marginalização Social , Escravização , Alfabetização , Status Moral , Equilíbrio Trabalho-Vida , Ativismo Político , Fracasso Acadêmico , Direitos Culturais , Direitos Socioeconômicos , Opressão Social , Status Econômico , Respeito , Direito ao Trabalho , Empoderamento , Abuso Emocional , Desinformação , Ambiente Domiciliar , Minorias Étnicas e Raciais , Vulnerabilidade Social , Cidadania , Condições de Trabalho , Planos de Assistência de Saúde para Empregados , Hierarquia Social , Habitação , Sindicatos , Enganação , Mães
8.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 57(spe): e20230029, 2023.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1514778

RESUMO

ABSTRACT This is a reflective study with the objective of analyzing the possibilities of access to employment by refugees in the Brazilian territory, in view of the socio-legal conditions in Brazil, understanding the relationship between work and health. Refugees experience the penalty of restricted access to employment, which has a significant impact on their lives. By remaining disconnected from work, they are pushed to the margins of society. In addition to this, they face difficulties in accessing adequate housing, healthcare services, education, healthy food, among others, all of which deeply affect their way of life in a foreign country with a different culture. The work becomes relevant in the discussion about access to health, goods and services necessary to live with dignity, and its implications in the work-health-disease relationship. Collaborative actions at a global level are necessary to ensure that employment opportunities are available for refugees. In this regard, this reflection articulates two basic ideas: the recognition of the importance of work in social life and living conditions, and the understanding that the determination of the health-disease process goes beyond the biological and individual choices, having historicity and a social and cultural character.


RESUMEN Se trata de un estudio reflexivo con el objetivo de analizar las posibilidades de acceso al empleo por refugiados en el territorio brasileño, frente a las condiciones socio-jurídicas en Brasil, comprendiendo la relación entre trabajo y salud. Los refugiados experimentan la penalización del acceso al empleo como el mayor impacto en sus vidas, ya que al mantenerse alejados del trabajo, se les coloca en los márgenes de la sociedad. A esto se suman las dificultades para acceder a una vivienda adecuada, servicios de salud, educación, alimentación saludable, entre otros, con profundas implicaciones en la forma de vida en un país y cultura diferentes. El trabajo adquiere relevancia en la discusión sobre el acceso a la salud, los bienes y servicios necesarios para vivir con dignidad y sus repercusiones en la relación trabajo-salud-enfermedad, requiriendo acciones colaborativas a nivel global para asegurar que haya empleo disponible para los refugiados. En ese sentido, esta reflexión articula dos ideas básicas: el reconocimiento de la importancia del trabajo en la vida social y en las condiciones de vida, y la comprensión de que la determinación del proceso salud-enfermedad va más allá de las elecciones biológicas e individuales, teniendo una historicidad y carácter social y cultural


RESUMO Trata-se de estudo reflexivo com o objetivo de analisar as possibilidades de acesso ao emprego por refugiados no território brasileiro, frente às condições sociojurídicas do Brasil, compreendendo as relações entre trabalho e saúde. Os refugiados vivenciam a penalização de acesso ao emprego com maior impacto em sua vida, pois ao manterem-se afastados do trabalho, são colocados à margem da sociedade. Somam-se a isto as dificuldades de acesso a moradias adequadas, aos serviços de saúde, educação, alimentação saudável, dentre outros, com implicações profundas no modo de viver em um país distinto do seu e de sua cultura. O trabalho adquire relevância na discussão sobre o acesso à saúde, bens e serviços necessários para viver com dignidade e suas repercussões na relação trabalho-saúde-doença, sendo necessárias ações colaborativas em nível global para garantir que o emprego esteja disponível para refugiados. Neste sentido, a presente reflexão articula duas ideias básicas: reconhecimento da importância do trabalho na vida social e nas condições de vida; e que a determinação do processo saúde-doença ultrapassa o biológico e as escolhas individuais, tendo uma historicidade e caráter social e cultural.


Assuntos
Refugiados , Direito à Saúde , Direito ao Trabalho , Mercado de Trabalho
9.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e253358, 2023.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1448953

RESUMO

Este artigo realiza um percurso histórico das narrativas teóricas construídas pelas elites intelectuais brancas brasileiras sobre as relações raciais no campo psicológico, bem como os efeitos desse processo no desenvolvimento da psicologia enquanto ciência e profissão. Como a maioria de profissionais da área é branca em um país cuja maioria da população é negra, torna-se cada vez mais urgente e necessário revisitar tanto as bases da psicologia acerca das relações raciais quanto o modo como essas relações se dão no cotidiano, com vistas a construir caminhos para pensar teoria e prática comprometidas com a igualdade racial. Nesse sentido, tecem-se considerações sobre as narrativas teóricas acerca das relações raciais no campo científico brasileiro, destacando o lugar da psicologia nesse percurso. Em seguida, discutem-se as relações entre as perspectivas da realidade social e das produções de saberes nesse campo. Ainda mais especificamente no campo da psicologia, evidenciam-se os paradigmas que orientaram os estudos sobre as relações raciais na área e, por fim, aponta-se um caminho possível para a construção de uma ciência psicológica compromissada com a igualdade racial.(AU)


This paper presents a historical overview of the theoretical narratives constructed by white Brazilian intellectual elites about race relations within psychology and its the effects on the development of Psychology as a science and a profession. As psychology professionals are white, whereas the majority of the population is black, it is increasingly urgent and necessary to revisit the foundations of psychology on everyday life racial relations, towards a theory and practice committed to racial equality. The text presents considerations on the theoretical narratives about race relations in the Brazilian scientific field, highlighting the role played by psychology. It then discusses the relations between social reality and knowledge production in this field. Regarding psychology specifically, it highlights the paradigms that guided studies on race relations in the field and proposes a possible way to develop a psychological science committed to racial equality.(AU)


Este trabajo realiza un recorrido histórico sobre las narrativas teóricas construidas por las élites intelectuales brasileñas blancas sobre las relaciones raciales en el campo de la Psicología, y los efectos de este proceso en el desarrollo de la psicología como ciencia y profesión. Como la mayoría de los profesionales en el área son blancos en un país donde la mayoría de la población es negra, es cada vez más urgente y necesario revisar los fundamentos de la psicología sobre las relaciones raciales, y cómo son estas relaciones en la vida cotidiana, para que podamos construir teoría y práctica comprometidas con la igualdad racial. Primero, se reflexionará sobre las narrativas teóricas de las relaciones raciales en este campo científico brasileño, destacando el lugar de la psicología en este camino. Luego, se discutirán las relaciones entre las perspectivas sobre la realidad social y la producción de conocimiento en este campo. Aún más específicamente en el campo de la psicología, se resaltarán los paradigmas que guiaron los estudios sobre las relaciones raciales en el área y, finalmente, se señalará un posible camino en la construcción de una ciencia psicológica comprometida con la igualdad racial.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Psicologia , Relações Raciais , Narrativa Pessoal , Distorção da Percepção , Política , Pobreza , Preconceito , Psicanálise , Psicologia Social , Política Pública , Autoimagem , Comportamento Social , Classe Social , Isolamento Social , Justiça Social , Percepção Social , Problemas Sociais , Ciências Sociais , Socialização , Fatores Socioeconômicos , Sociologia , Estereotipagem , Pensamento , Desemprego , Universidades , Variação Genética , Violência , Negro ou Afro-Americano , Imagem Corporal , Brasil , Mobilidade Ocupacional , Saúde Mental , Saúde Pública , Saúde da Mulher , Dissonância Cognitiva , Colonialismo , Campos de Concentração , Conflito Psicológico , Diversidade Cultural , Feminismo , Vulnerabilidade a Desastres , Democracia , Desumanização , Mercantilização , Pesquisa Comportamental , Determinismo Genético , Educação Profissional em Saúde Pública , Grupos Raciais , População Negra , Discriminação Psicológica , Educação , Ego , Disparidades nos Níveis de Saúde , Estética , Racismo , Migração Humana , Escravização , Alfabetização , Segregação Social , Dessegregação , Ativismo Político , Sucesso Acadêmico , Fracasso Acadêmico , Desigualdades Étnicas , Privilégio Social , Frustração , Respeito , Angústia Psicológica , Políticas Públicas Antidiscriminatórias , Direito ao Trabalho , Empoderamento , Comparação Social , Representação Social , Justiça Ambiental , Enquadramento Interseccional , Minorias Étnicas e Raciais , Cidadania , Diversidade, Equidade, Inclusão , Disparidades Socioeconômicas em Saúde , Segregação Residencial , Antirracismo , Culpa , Hierarquia Social , Desenvolvimento Humano , Direitos Humanos , Individuação , Inteligência , Relações Interpessoais , Relações Interprofissionais , Jurisprudência , Ira , Moral
10.
Psicol. ciênc. prof ; 43: e255714, 2023.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1529210

RESUMO

Uma das demandas centrais das pessoas em situação de rua é a dificuldade de acesso a trabalho e renda, o que tanto pode levá-las a essa circunstância como dificultar sua saída das ruas. Nessa direção, em parceria com o Movimento Nacional da População em Situação de Rua em Natal, Rio Grande do Norte (MNPR/RN), Brasil, realizamos projeto de extensão com os objetivos de fortalecer as ações de geração de renda para os militantes do referido movimento e para o movimento em si e de promover a organização coletiva e política dos militantes do MNPR/RN em torno da pauta trabalho. Baseamo-nos na Economia Solidária para elaborar ações de geração de renda e fortalecimento político, e na Psicologia Social do Trabalho para informar sobre as intervenções realizadas pela equipe extensionista. Como estratégia de ação, foram realizados cinco bazares solidários em 2019, os quais envolveram militantes do MNPR/RN e extensionistas em reuniões preparatórias, arrecadação de materiais e efetivação dos bazares. Avaliou-se que os bazares foram uma ótima estratégia para a arrecadação de fundos para o movimento e a geração de renda imediata para os militantes envolvidos, mas que não garantiram a médio e longo prazo a renda dessas pessoas. Também possibilitaram o fortalecimento da autonomia, da participação ativa como trabalhadores e trabalhadoras e do aprendizado mútuo sobre princípios da Economia Solidária.(AU)


One of the main demands of people living on the streets is the difficulty in accessing work and income, which can either lead them to this circumstance or make it difficult for them to leave the streets. In this direction, in partnership with the National Movement of Homeless Population in Natal, in the state of Rio Grande do Norte (Movimento Nacional População de Rua - MNPR/RN), we carried out an extension project with the objectives of strengthening the actions to generate income for the militants of the referred movement and for the movement itself and to promote the collective and political organization of the MNPR/RN militants around the work agenda. We start with the Solidarity Economy for the elaboration of actions to generate income and political strengthening, and from the Social Psychology of Work to inform about the interventions carried out by the extension team. As an action strategy, five solidarity bazaars were held in 2019, involving MNPR/RN militants and extension workers in preparatory meetings, collection of materials, and holding the bazaars. The bazaars were considered an excellent strategy for raising funds for the movement and generating immediate income for the activists involved, but that they could not guarantee the income of these people in the medium and long term. It also allowed for the strengthening of autonomy, active participation as a female or male worker, and mutual learning on the principles of Solidarity Economy.(AU)


Una de las principales demandas de las personas en situación de calle es la dificultad para acceder al trabajo y a los ingresos, lo que puede llevarlos a esta situación o dificultarles su salida de la calle. En este sentido, en colaboración con el Movimiento Nacional de Población en Situación de Calle en Natal/RN (MNPR/RN), realizamos un proyecto de extensión con los objetivos de fortalecer las acciones de generación de ingresos para los activistas del referido movimiento y para el movimiento en sí y de promover la organización colectiva y política de los activistas del MNPR/RN en torno a las normas del trabajo. Partimos de la economía solidaria para desarrollar acciones de generación de ingresos y de fortalecimiento político, y desde la Psicología Social del Trabajo para informar de las intervenciones que realiza el equipo de extensión. Como estrategia de acción, en el 2019 se realizaron cinco ferias solidarias, en las cuales participaron activistas y grupos de extensión del MNPR/RN en reuniones preparatorias, recolección de materiales y realización de las ferias. Se consideró que las ferias son una excelente estrategia para recaudar fondos para el movimiento y generar ingresos inmediatos para los activistas involucrados, pero no pueden garantizar los ingresos de estas personas a mediano y largo plazo. También permiten fortalecer la autonomía, la participación activa como trabajador y trabajadora, y el aprendizaje mutuo sobre los principios de la economía solidaria.(AU)


Assuntos
Psicologia Social , Trabalho , Pessoas Mal Alojadas , Economia , Solidariedade , Renda , Pobreza , Preconceito , Atenção Primária à Saúde , Psicologia , Política Pública , Qualidade de Vida , Descanso , Aposentadoria , Segurança , Autocuidado , Autoimagem , Mudança Social , Condições Sociais , Desejabilidade Social , Isolamento Social , Planejamento Social , Problemas Sociais , Ciências Sociais , Serviço Social , Socialização , Fatores Socioeconômicos , Sociologia , Estereotipagem , Desemprego , Violência , Comportamento e Mecanismos Comportamentais , Características da População , Imagem Corporal , Brasil , Família , Drogas Ilícitas , Higiene , Saúde Mental , Fome , Local de Trabalho , Relações Comunidade-Instituição , Privacidade , Credenciamento , Abrigo , Capitalismo , Democracia , Desumanização , Doações , Violação de Direitos Humanos , Dieta , Educação , Escolaridade , Disparidades nos Níveis de Saúde , Mercado de Trabalho , Acolhimento , Comercialização de Produtos , Conflito Familiar , Estigma Social , Participação Social , Consumo Excessivo de Bebidas Alcoólicas , Discriminação Social , Marginalização Social , Fatores Sociológicos , Alfabetização , Segregação Social , Sobrevivência , Fracasso Acadêmico , Autogestão , Liberdade , Autonegligência , Direito à Saúde , Direito ao Trabalho , Casas de Trabalho , Liberdade de Circulação , Insegurança Alimentar , Instabilidade Habitacional , Minorias Desiguais em Saúde e Populações Vulneráveis , Acesso a Alimentos Saudáveis , Ambiente Domiciliar , Fatores Sociodemográficos , Vulnerabilidade Social , Cidadania , Condições de Trabalho , Política de Saúde , Férias e Feriados , Habitação , Direitos Humanos , Individuação , Relações Interpessoais , Sindicatos , Atividades de Lazer , Ocupações
11.
RECIIS (Online) ; 16(3): 642-657, jul.-set. 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1398921

RESUMO

O propósito deste artigo é contextualizar e discutir aspectos do trabalho de entregadores mediado por empresas de plataforma, explicitados pelos resultados da pesquisa empírica do Projeto Fairwork, realizada no Brasil durante o contexto da pandemia de covid-19. O Fairwork é coordenado pela Universidade de Oxford e tem parcerias com pesquisadores em diversos países do mundo. O percurso metodológico do projeto consiste em uma pesquisa-ação, por meio de entrevistas em profundidade com trabalhadores escolhidos aleatoriamente, levantamento de dados sobre as empresas de plataforma e reuniões estruturadas com representantes dessas organizações. A análise dos dados orienta-se pelos cinco princípios do trabalho decente que determinam a pontuação das empresas: remuneração, condições, contrato, gestão e representação justos. Neste artigo, discutimos os relatos dos trabalhadores entrevistados pela equipe brasileira, durante a pandemia de covid-19. Os relatos são comparados com as informações sobre as políticas e as ações de plataformas digitais difundidas no país. Os resultados desta investigação demonstram, em suma, que os princípios do trabalho decente não são respeitados no que se refere ao trabalho dos entregadores no país


The objective of this article is to contextualise and discuss aspects of the work of delivery mediated by platform companies, revealed by the results of the empirical research of the Fairwork Brazil Project, carried out during the covid-19 pandemic. Fairwork is coordinated by the University of Oxford and has partnerships with researchers in various countries around the world. The methodological course of the project consists in action research, using in-depth interviews with randomly chosen workers, data collection about platform companies, and structured meetings with representatives of these organizations. The data analysis is guided by the five principles of decent work which determine the evaluation of companies: fair remuneration, working conditions, contract, management and representation. In this article, we discuss the narratives of workers interviewed by the Brazilian team during the covid-19 pandemic. These narratives are contrasted with information on the policies and actions of the digital platforms disseminated in the country. The results of this investigation show that the principles of decent work are not respected with regard to the work of the workers who make courier services in the country.


El objetivo de este artículo es contextualizar y discutir aspectos del trabajo de entrega a domicilio mediado por empresas de plataforma, revelados por los resultados de la investigación empírica del Proyecto Fairwork Brasil, realizada durante la pandemia de la covid-19. Fairwork es coordinado por la Universidad de Oxford y tiene asociaciones con investigadores en varios países del mundo. El curso metodológico del proyecto consiste en una investigación-acción, por medio de entrevistas en profundidad con trabajadores elegidos al azar, recolección de datos en empresas de plataforma y reuniones estructuradas con representantes de estas organizaciones. El análisis de datos se guía por los cinco principios del trabajo decente que determinan la evaluación de las empresas: remuneración, condiciones del trabajo, contrato, gestión y representación justos. En este artículo, discutimos los relatos de los trabajadores entrevistados por el equipo brasileño durante la pandemia de covid-19. Lasdescripciones se contrastan con las informaciones sobre las políticas y acciones de las plataformas digitales difundidas en el país. Los resultados de esta investigación demuestran que no se respetan a los principios del trabajo decente en lo que se refiere al trabajo de los ejecutan entregas a domicilio en el país.


Assuntos
Humanos , Política Pública , COVID-19 , Local de Trabalho , Emprego , Recursos Humanos , Mercado de Trabalho , Direito ao Trabalho
12.
Cairo; World Health Organization. Regional Office for the Eastern Mediterranean; 2022-08.
em Inglês | WHO IRIS | ID: who-361800

RESUMO

The 2030 Agenda for Sustainable Development includes a vision of healthy lives and well-being for all at all ages. This major report is the first comprehensive attempt to chart progress towards the health-related Sustainable Development Goals (SDGs) in the WHO Eastern Mediterranean Region. It presents regional trends between 2015 and 2019 for 50 health-related SDG indicators using available data from WHO and estimates from other United Nations agencies. The report reveals encouraging progress in some areas but also many gaps and weaknesses in health-related services and outcomes as well as the data needed to measure them. As such it will be critical reading for everyone working to plug those gaps and realize the vision of the 2030 Agenda.


Assuntos
Sistemas de Saúde , Desenvolvimento Sustentável , Pobreza , Abastecimento de Alimentos , Promoção da Saúde , Objetivos , Região do Mediterrâneo , Educação , Equidade de Gênero , Abastecimento de Água , Direito ao Trabalho , Gestão da Segurança , Violência
13.
s.l; Ministry of Labour; 20 jun. 2022. 52 p. tab.
Não convencional em Inglês | LILACS | ID: biblio-1426566

RESUMO

Suriname is located in the South American continent with a population of approximately 573,0003 and geographic size of slightly under 164,000km. It is a democratic country which became independent from the Netherlands in 1975. Its Gross National Income (GNI) per capita is USD 5,1504 . In terms of human development, in 2017 it was classified as an upper middle income country and ranks 100 out of 189 countries on the Human Development Index (HDI). The population density is approximately 3.6 persons per square kilometre, making it the lowest in the Latin America and Caribbean region. Most of the population lives in the capital city of Paramaribo and surrounding areas, located on the country's northern coast. However, there are populations which live in the interior rural regions of Suriname. The relatively high cost of transportation and communication challenges pose barriers to the provision of services.


Assuntos
Desenvolvimento Econômico/estatística & dados numéricos , Saúde Ocupacional/normas , Indicadores de Desenvolvimento , Política de Saúde do Trabalhador , Desenvolvimento Sustentável , Direito ao Trabalho , Suriname
14.
Bol. malariol. salud ambient ; 62(2): 151-161, 2022. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, LIVECS | ID: biblio-1378911

RESUMO

A casi cuarenta años del registro del primer caso de VIH en Perú, se ha concretado avances en pro de los derechos fundamentales de las personas que viven con este padecimiento, a pesar de lo conservadora que es la sociedad peruana, el Estado conjuntamente con organizaciones nacionales e internacionales han pactados leyes, normas y acuerdos con el fin de garantizar, en el marco de respeto e igualdad, los principios y libertades esenciales, sin menosprecios, sobre la base del estado serológico respecto del VIH de todas las personas afectadas y sus familiares. Epidemiológicamente se ha identificado como población clave las comunidades homosexuales, mujeres transgénero y hombres que tienen sexo con hombres, siendo poblaciones que han sido discriminadas y estigmatizadas por su orientación sexual y aunado a eso deben de sentir el rechazo por padecer de este flagelo, siendo más evidente en los establecimientos de salud y en los centros laborales, aun a pesar de que las investigaciones han demostrado que la principal vía de contagio es la sexual y que la infección por VIH es considerado crónica. En este sentido, es imprescindible conseguir un mayor compromiso de los diversos sectores involucrados con la salud y el trabajo, encaminado a paliar los efectos negativos de esta enfermedad, estableciendo pautas legales que permitan la reincorporación y continuidad en los centros laborales, además de realizar campañas educativas que permita minimizar la discriminación en estos ambientes(AU)


Almost forty years after the registration of the first case of HIV in Peru, progress has been made in favor of the fundamental rights of people living with this condition, despite how conservative Peruvian society is, the State together with national organizations and international governments have agreed laws, regulations and agreements in order to guarantee, within the framework of respect and equality, the essential principles and freedoms, without disdain, based on the HIV serological status of all affected people and their families. Epidemiologically, homosexual communities, transgender women and men who have sex with men have been identified as key populations, being populations that have been discriminated against and stigmatized due to their sexual orientation and added to that they must feel rejection for suffering from this scourge, being more evident in health facilities and workplaces, even though research has shown that the main route of infection is sexual and that HIV infection is considered chronic. In this sense, it is essential to achieve a greater commitment from the various sectors involved with health and work, aimed at alleviating the negative effects of this disease, establishing legal guidelines that allow reincorporation and continuity in the workplace, in addition to carrying out campaigns educational measures that minimize discrimination in these environments(AU)


Assuntos
Síndrome da Imunodeficiência Adquirida/complicações , Síndrome da Imunodeficiência Adquirida/psicologia , HIV , Discriminação Social , Direito ao Trabalho , Controle Social Formal , Saúde Pública , Pessoas Transgênero , Minorias Sexuais e de Gênero , Direitos Humanos
15.
Textos contextos (Porto Alegre) ; 21(1): 37549, 2022.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1248124

RESUMO

Este artigo propõe uma reflexão crítica acerca das consequências processuais promovidas pela reforma trabalhista brasileira no tocante ao acesso à Justiça do Trabalho e à gestão dos conflitos laborais. Para tanto, analisa-se a origem dessa Justiça especializada e a sua evolução histórica, cuja tendência era de ampliação de suas competências. Tal estudo adotou, como orientação metodológica, o materialismo crítico-dialético, através da pesquisa documental e bibliográfica. Por último, foram listadas as principais inovações processuais determinadas pela reforma trabalhista que dificultaram o acesso do trabalhador ao Poder Judiciário, promovendo consequentemente um esvaziamento em seu campo jurisdicional.


This paper aims at a critical reflection on the procedural consequences made by the Brazilian Labor Reform regarding access to Labor Justice and the management of labor conflicts. First, we analyze the origin of this specialized justice and its historical evolution, whose tendency was to expand its competences. This study adopted, as methodological guidance, Marx's critical-dialectical materialism, through documentary and bibliographic research. Finally, we will list the main procedural innovations determined by the Labor Reform that made it difficult for workers to gain access to justice, thereby promoting an emptying of their jurisdictional field.


Assuntos
Direitos Civis , Direito ao Trabalho , Categorias de Trabalhadores
16.
Psicol. soc. (Online) ; 34: e262207, 2022.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1422451

RESUMO

Resumo: Neste artigo, discutimos fundamentos político-ideológicos da Contrarreforma Trabalhista (Lei nº 13.467 de 13 de julho de 2017), que alterou a Consolidação das Leis do Trabalho. Com base em uma análise bibliográfica e documental, recorrendo a fontes primárias e secundárias, concluímos que essa contrarreforma não decorreu de diálogo amplo e profundo com a sociedade. As modificações nos dispositivos jurídicos, efetivadas em um processo de tramitação açodado, contradizem documentos legais e afrontam objetivos, princípios, direitos e garantias constitucionais, bem como convenções internacionais da Organização Internacional do Trabalho. Os fundamentos da contrarreforma residem no plano político-econômico e alinham-se à lógica neoliberal. Ela foi ancorada em discursos que disseminaram argumentos equivocados e inverdades. Mais de quatro anos após sua aprovação, as taxas de desemprego permanecem elevadas, a retomada do desenvolvimento econômico não se efetivou e a precarização das relações de trabalho foi aprofundada, com o recrudescimento da informalidade e vulnerabilidade social da classe trabalhadora.


Abstract: In this article, we discuss the political-ideological foundations of the Labor Counter-Reformation (Law nº 13.467 of July 13, 2017) which amended the Consolidation of Labor Laws. Based on a bibliographical and documentary analysis, using primary and secondary sources, we concluded that this Counter-Reformation did not result from a broad and deep dialogue with society. The changes in legal provisions, carried out in a rushed process, contradict legal documents and violate Constitutional objectives, principles, rights and guarantees, as well as international conventions of the International Labor Organization. The foundations of the Counter-Reformation reside on the political-economic level and are aligned with the neoliberal logic. It was anchored in speeches that disseminated misguided arguments and untruths. More than four years after its approval, unemployment rates remain high, the resumption of economic development has not taken place and the precariousness of labor relations has deepened, with the resurging of informality and social vulnerability of the working class.


Resumen: En este artículo discutimos los fundamentos politico-ideológicos de la Contrarreforma Laboral (Ley nº 13.467 del 13 de julio de 2017), que modificó las Consolidación de las Leyes del Trabajo. Con base en un análisis bibliográfico y documental, utilizando fuentes primarias y secundarias, concluimos que esta contrarreforma no resultó de un diálogo amplio y profundo con la sociedad. Los cambios en las disposiciones legales, realizados en un proceso apresurado, contradicen los documentos legales y violan los objetivos, principios, derechos y garantías constitucionales, así como los convenios internacionales de la Organización Internacional del Trabajo. Los fundamentos de la contrarreforma residen en el plano político-económico y se alinean con la lógica neoliberal. La contrarreforma se ancló en discursos que difundieron argumentos equivocados y falsedades. A más de cuatro años de su aprobación, las tasas de desempleo se mantienen altas, no se ha producido la reanundación del desarrollo económico y se ha profundizado la precariedad de las relaciones laborales, con el resurgimiento de la informalidad y vulnerabilidad social de la clase obrera.


Assuntos
Política , Legislação Trabalhista/tendências , Relações Trabalhistas , Capitalismo , Democracia , Psicologia Social , Direito ao Trabalho , Condições de Trabalho
17.
J Homosex ; 68(3): 389-414, 2021 Feb 23.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-31483220

RESUMO

State-level legislation was instrumental in achieving marriage equality and is similarly crucial in establishing protection from discrimination for LGBT employees. States that were early legalizers of same-gender marriage shared geographic, political, and demographic variables. An analysis of the characteristics of states that are early adopters of legislation prohibiting LGBT employment discrimination lacks in the literature. This study analyzed variables significant to the early state adoption of legislation prohibiting discrimination against LGBT employees using multinomial logistic regression. A state's region, the size of its urban population, college graduates, and the percentage of same-gender families were among nine variables significant to state adoption of anti-discrimination statutes protecting LGBT employees. Efforts to secure protection from discrimination for LGBT employees should focus on fair working conditions for all as opposed to specific rights based on sexual orientation and gender identity. Further, different LGBT rights issues may warrant different strategies for public support.


Assuntos
Direitos Humanos , Sexismo/legislação & jurisprudência , Minorias Sexuais e de Gênero/legislação & jurisprudência , Adolescente , Adulto , Idoso , Feminino , Identidade de Gênero , Humanos , Masculino , Casamento/legislação & jurisprudência , Pessoa de Meia-Idade , Direito ao Trabalho/legislação & jurisprudência , Comportamento Sexual , Fatores de Tempo , Estados Unidos , Adulto Jovem
18.
Ciudad Autónoma de Buenos Aires; Ministerio de Salud de la Nación. Dirección de Investigación en Salud; 2021. 1 p.
Não convencional em Espanhol | ARGMSAL, BINACIS | ID: biblio-1435611

RESUMO

INTRODUCCIÓN Las personas con padecimiento mental han tenido históricamente mayores restricciones para el acceso a sus derechos, incluido el derecho al trabajo. La pandemia y la crisis económica aumentaron las desigualdades sociales, pero se desconoce en específico, cuál fue el impacto en las condiciones de inclusión/exclusión sociolaboral de las personas con padecimiento mental en CABA. Objetivo Describir la situación sociolaboral de personas adultas que reciben asistencia en el Servicio de Salud Mental del Hospital Piñero, e identificar el efecto de la pandemia considerando las particularidades según género, grupo etario, país de nacimiento y condición frente a la discapacidad. MÉTODOS Estudio cuantitativo, descriptivo, observacional, transversal y prospectivo en el que participaron voluntariamente 286 usuaries adultes a quienes se entrevistó entre noviembre/21 y agosto/22. Los ejes de indagación fueron aspectos sociodemográficos y situación laboral previa a la pandemia y actual. RESULTADOS En la población estudiada la tasa de desocupación pasó del 14,3% al 29,6%; la de empleo, del 60,8% al 46,5%; la de inactividad del 29% al 33,9% y la de subocupación del 35,5% al 42,9%. El 8,4% de la muestra refirió participar de algún plan, programa o dispositivo para favorecer la inclusión sociolaboral. El análisis estratificado permitió identificar el modo en que la discapacidad, la migración, el género y la edad actúan en los procesos de precarización laboral y en el acceso a políticas públicas de empleo. DISCUSIÓN Se evidencia un empeoramiento de la situación laboral de la población estudiada aumento de la desocupación, subocupación, informalidad, cuentapropismo (especialmente de "subsistencia"), inconformidad con los salarios, etc. Las condiciones de exclusión y precarización laboral son notablemente superiores a las de la población general de la CABA. La incompleta implementación de la normativa y el bajo alcance de las políticas públicas sostienen esta desigualdad.


Assuntos
Saúde Mental , Pandemias , Direito ao Trabalho , COVID-19
19.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-47997

RESUMO

Governos de todo o mundo produzem grandes quantidades de dados relevantes para políticas públicas. Entretanto, raramente esses dados se transformam em informações úteis à tomada de decisões a respeito de questões de alta complexidade que marcam a atualidade e que exigem intervenções baseadas em evidências e orientadas para resultados. Por outro lado, a formulação, o monitoramento e a avaliação de programas, projetos e políticas públicas são processos que exigem informações. Nesse contexto, a iniciativa SmarlLab surgiu para construir conhecimento relevante para políticas públicas de promoção do trabalho decente com o uso de um recurso público de baixíssimo custo: dados públicos abertos. A iniciativa conjunta do MPT e da OIT Brasil deu origem à Plataforma SmartLab, que tem fortalecido a cooperação com organizações governamentais, não-governamentais e internacionais que atuam na promoção dessa agenda e que precisam de informações para tomar decisões sobre as ações que desenvolvem. Por meio de Observatórios Digitais, a plataforma beneficia também a comunidade científica, que passa a ter acesso a informações com facilidade sem precedentes para pesquisa. Além disso, o fluxo público de informações para tomada de decisões baseadas em evidências e orientadas para resultados beneficia a sociedade civil em geral. A Iniciatvia SmartLab, como um fórum multidisciplinar de fomento da gestão transparente de políticas públicas, funda-se no conceito de prática inteligente. Por definição, uma prática inteligente (smart practice) aproveita uma oportunidade latente de gerar valor público gratuitamente ou com baixíssimo custo, de forma replicável e com recursos que em geral as organizações já possuem, na lógica da obtenção de algo a custo tendente a zero - "something-for-nothing". Dados públicos disponíveis e que não são utilizados em todo o seu potencial têm, quando disponíveis, baixíssimo ou nenhum custo de aproveitamento. Por outro lado, tecnologias abertas (open source) e gratuitas podem auxiliar na transformação do dado em informação e a informação em conhecimento que possa ser consumido, compreendido e utilizado. A iniciativa Smartlab permite o mapeamento de déficits de trabalho decente em todas as suas dimensões por meio de um esforço colaborativo de pesquisa e gestão do conhecimento, com ênfase em disciplinas como direito, sociologia, estatística, demografia, economia, econometria e ciência de dados.


Assuntos
Direito ao Trabalho , 16360 , Carga de Trabalho/estatística & dados numéricos
20.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-7703

RESUMO

LIve especial para falar sobre o Dia mundial em memória das vítimas de acidentes de trabalho, com a participação do conselheiros nacionais de saúde Geordeci Souza e Ruth Cavalcanti Guilherme. a partir das 15h. Participe!


Assuntos
Acidentes de Trabalho/prevenção & controle , Acidentes de Trabalho/mortalidade , Saúde Ocupacional , Notificação de Acidentes de Trabalho , Brasil , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Pneumonia Viral/epidemiologia , Direito ao Trabalho/legislação & jurisprudência
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...