Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 30
Filtrar
1.
Rev. saúde pública (Online) ; 56: 58, 2022. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1390015

RESUMO

ABSTRACT OBJECTIVE Describe consumption patterns for monetary and non-monetary acquisition of medicines according to age and income groups, highlighting pharmaceuticals associated with health programs with specific access guarantees. METHODS Descriptive observational study using microdata from the 2017-2018 Pesquisa de Orçamentos Familiares (Household Budget Survey, POF/IBGE). We initially reviewed programs/policies with specific guarantees of access to medicines in the SUS. Using the pharmaceutical product list of POF-4 (chart 29 of the questionnaire on individual expenditures), we selected the medicines related to these programs. We then described frequencies and percentages for not reporting medicine consumption and for reporting consumption (either through monetary or non-monetary acquisition) according to age and income groups. For medicines with distinctive access guarantees, we compared average monthly values of acquisitions and consumption patterns by age and income. RESULTS 63% of those in the ≤ 2 minimum wage (MW) household income group did not report consuming medicines in the last month. Among those earning > 25 MW, 44.3% did not report consumption. Non-monetary acquisitions of medicines were mainly reported for the < 10 MW group and for the elderly and accounted for 20.5% of the total consumption of medicines (in value). For policies with specific access guarantees, non-monetary acquisitions reached 33.6% of total consumption. This percentage varied for the various selected medicines: vaccines, 83.3%; cancer drugs, 70.3%; diabetes, 47.9%; hypertension, 35.9%; asthma and bronchitis, 29.2%; eye problems, 14%; prostate and urinary tract, 10.7%; gynecological, 11.6%; and contraceptives, 9.7%. CONCLUSION Shares for non-monetary acquisitions of medicines are still low but benefit mainly lower-income and older age groups. Policies and programs with specific access guarantees to medicines have increased access. Results suggest the need to strengthen and expand pharmaceutical care policies.


RESUMO OBJETIVO Descrever padrões de consumo de medicamentos com e sem desembolso direto de recursos, segundo faixas de idade e de renda, destacando os fármacos associados a programas de saúde com garantias específicas de acesso. MÉTODOS Estudo descritivo observacional usando microdados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF/IBGE) 2017-2018. Inicialmente, foram definidas as garantias específicas de acesso a medicamentos do SUS pela sistematização de programas/políticas com essa previsão. A partir dos medicamentos do quadro 29 do questionário de despesas individuais (POF-4), foram selecionados tipos de medicamentos associados a essas garantias. Foram descritas as frequências e os percentuais de pessoas sem consumo e com consumo (aquisição com e sem desembolso direto de recursos), segundo faixas de idade e de renda. Para medicamentos vinculados a garantias específicas, comparou-se valores médios mensais de aquisições e padrões de consumo por faixa etária e renda. RESULTADOS Entre as pessoas com renda domiciliar até dois salários mínimos, 63% não declararam consumo de medicamentos no mês. Entre as acima de 25 salários mínimos, foram 44,3%. Aquisições sem desembolso direto foram feitas principalmente por pessoas na faixa com até 10 salários mínimos e entre os mais idosos. O consumo sem desembolso direto representou 20,5% do consumo total de medicamentos (em valor). Para políticas com garantias específicas de acesso, o consumo sem desembolso foi de 33,6% com variações desse percentual entre os medicamentos selecionados no estudo: vacinas, 83,3%; medicamentos para câncer, 70,3%; diabetes, 47,9%; hipertensão, 35,9%; asma e bronquite, 29,2%; problemas oftalmológicos, 14%; medicamentos para próstata e vias urinárias, 10,7%; para problemas ginecológicos, 11,6%; e anticoncepcionais, 9,7%. CONCLUSÃO O consumo sem desembolso ainda é baixo, mas beneficia principalmente pessoas de menor renda e idosos. Políticas e programas com garantias específicas de acesso a medicamentos têm aumentado esse acesso. Os resultados sugerem a necessidade de fortalecer e ampliar as políticas de assistência farmacêutica.


Assuntos
Política Pública , Brasil , Preparações Farmacêuticas , Avaliação de Programas e Projetos de Saúde , Medicamentos Essenciais , Medicamentos de Uso Contínuo , Política Nacional de Assistência Farmacêutica , Acesso aos Serviços de Saúde
2.
Distúrb. comun ; 32(4): 669-677, dez. 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1399075

RESUMO

Introdução: A tontura é vista como um dos sintomas mais comuns na população em geral, ocorrendo com maior incidência na população idosa que frequentemente apresenta distúrbios do equilíbrio e comprometimento do sistema vestibular. A caracterização de um grupo de idosos da região centro sul do estado do Paraná com relação à ocorrência de tontura tem sua importância a fim de viabilizar a promoção de ações que visem um cuidado ampliado a esta população por parte da Atenção Básica. Objetivo: caracterizar as relações da queixa de tontura, sua autopercepção dos efeitos incapacitantes, o auto relato de uso de medicamentos e ocorrência de quedas em idosos atendidos por uma equipe de Estratégia Saúde da Família. Método: Setenta e cinco idosos de ambos os sexos foram questionados sobre presença de tontura; os que a referiram, foram submetidos ao Dizziness Handicap Inventory (DHI) na versão brasileira e a um questionário para caracterização do sintoma. Resultados: Dos 75 idosos questionados, 42 (56,00%) relataram queixa de tontura, a média etária foi de 67,61±5,68 anos (média ± desvio padrão), sendo 25 (59,52%) do sexo feminino e 17 (40,48%) do masculino. O escore total médio do DHI foi de 12,52±6,80 pontos no domínio físico, de 11,90±7,93 pontos no domínio funcional, 9,33±8,25 pontos no domínio emocional e 33,67±21,05 pontos no domínio total. Conclusão: A tontura, caracterizada por impacto moderado, de tipo não rotatória, de persistência superior a 12 meses e associada com uso de polifármacos, foi um sintoma frequente na população idosa deste estudo, sobretudo no sexo feminino. A auto percepção de qualidade de vida indicou diminuição no domínio físico impactando negativamente nas atividades cotidianas.


Introduction: Dizziness is seen as one of the most common symptoms in the general population, occurring with a greater incidence in the elderly population, which frequently presents balance disorders and impaired vestibular systems. The characterization of a group of elderly people in the south central region of the Brazilian state of Paraná in relation to the occurrence of dizziness has its importance in order to enable a promotion of actions that aim an expanded care for this population by Primary Care. Objective: to characterize the relation between the dizziness complaints, their self-perception of the disabling effects, the self-report of medication use and the occurrence of falls in the elderly assisted by a Family Health Strategy team .Method: Seventy-five elderly people of both genders were asked about the presence of dizziness; those who reported it were submitted to the Dizziness Handicap Inventory (DHI) in the Brazilian version and a questionnaire to characterize the symptom. Results: In 75 elderly people questioned, 42 (56.00%) reported complaints of dizziness, the average age was 67.61 ± 5.68 years (mean ± standard deviation), 25 (59.52%) being female and 17 (40.48%) were male. The mean total DHI score was 12.52 ± 6.80 points in the physical domain, 11.90 ± 7.93 points in the functional domain, 9.33 ± 8.25 points in the emotional domain and 33.67 ± 21, 05 points in the total domain. Conclusion: Dizziness, characterized by moderate impact, of a non-rotating type, persisting for more than 12 months and associated with the use of polypharmaceuticals, was a frequent symptom in the elderly population of this study, especially in females. The self-perception of quality of life indicated a reduction in the physical domain, negatively impacting daily activities.


Introducción: Se considera que los mareos son uno de los síntomas más comunes en la población en general, y se producen con mayor incidencia en la población de edad avanzada, que con frecuencia presenta trastornos del equilibrio y deterioro del sistema vestibular. La caracterización de un grupo de ancianos de la región centro-sur del estado de Paraná en relación con la aparición de mareos, tiene su importancia para permitir la promoción de acciones encaminadas a una atención prolongada de esta población por parte de la Atención Básica. Objetivo: Caracterizar las relaciones de la queja de mareo, su autopercepción de los efectos incapacitantes, la auto información sobre el uso de medicamentos y la ocurrencia de caídas en ancianos atendidos por un equipo de Estrategia de Salud Familiar. Método: Se interrogó a 75 hombres y mujeres de edad avanzada sobre la presencia de mareo; los que lo mencionaron fueron sometidos al Inventario de Discapacidades por Mareos (DHI) en la versión brasileña y a un cuestionario para caracterizar el síntoma. Resultados: De los 75 ancianos interrogados, 42 (56,00%) informaron de mareos, la edad media fue de 67,61 ± 5,68 años (media ± desviación estándar), siendo 25 (59,52%) mujeres y 17 (40,48%) hombres. La media total de la puntuación del DHI fue de 12,52±6,80 puntos en el dominio físico, 11,90±7,93 puntos en el dominio funcional, 9,33±8,25 puntos en el dominio emocional y 33,67±21,05 puntos en el dominio total. Conclusión: El mareo, caracterizado por un impacto moderado, de tipo no rotacional, con persistencia superior a 12 meses y asociado al uso de poli farmacéuticos, fue un síntoma frecuente en la población de edad avanzada de este estudio, especialmente en las mujeres. La autopercepción de la calidad de vida indicaba una disminución del dominio físico, lo que afectaba negativamente a las actividades cotidianas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Estratégias de Saúde Nacionais , Saúde do Idoso , Tontura/epidemiologia , Qualidade de Vida , Acidentes por Quedas , Atividades Cotidianas , Estudos Transversais , Medicamentos de Uso Contínuo , Autoavaliação Diagnóstica
3.
London; National Institute for Health and Care Excellence; Mar. 30, 2017. 30 p.
Monografia em Inglês | BIGG - guias GRADE | ID: biblio-1179808

RESUMO

This guideline covers medicines support for adults (aged 18 and over) who are receiving social care in the community. It aims to ensure that people who receive social care are supported to take and look after their medicines effectively and safely at home. It gives advice on assessing if people need help with managing their medicines, who should provide medicines support and how health and social care staff should work together.


Assuntos
Humanos , Adulto , Serviço Social/organização & administração , Medicamentos de Uso Contínuo , Estoque Estratégico/organização & administração , Acesso a Medicamentos Essenciais e Tecnologias em Saúde
4.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 51: e03296, 2017.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-956617

RESUMO

ABSTRACT Merleau-Ponty innovated when giving primacy to the body and perception in his philosophical proposal. Within the field of health, his thinking gives us access to the knowledge gained from the corporeality of individuals with chronic diseases. The objective of this study was to expand the understanding of phenomena associated with the daily use of medication, which includes increasingly complex drug regimes, through the lens of Merleau-Ponty. To this end, we described the research steps anchored in his phenomenological philosophy and structured them in the form of a cascade, beginning with the definition of phenomenology as a new form of epistemology, existence as a paradigm, and the body as a theory. Furthermore, the methodology included the use of existential structures, namely, time, space, relationships with others, and sexuality, connected through the intentional arc to reach an understanding of the phenomenon of medication use.


RESUMEN Merleau-Ponty fue innovador al colocar el cuerpo y la percepción como puntos centrales en su propuesta filosófica. En el marco salud, el pensamiento de ese filósofo permite el acceso al conocimiento proveniente de la corporeidad por parte de personas con enfermedades crónicas. El objetivo de este trabajo es ampliar la comprensión de los fenómenos vinculados con el uso cotidiano de fármacos, utilizados en regímenes cada vez más complejos, mediante el pensamiento del filósofo. Para eso, describimos los pasos de una investigación anclada en la fenomenología de Merleau-Ponty y estructurada en la forma de una cascada que se inicia por la definición de la fenomenología como una nueva epistemología, la existencia como paradigma y el cuerpo como teoría. Como metodología, proponemos asimismo el uso de las estructuras de la existencia, el tiempo, el espacio, la relación con el otro y la sexualidad, conectadas por medio del arco intencional para alcanzarse la comprensión del fenómeno del uso de medicamentos.


RESUMO Merleau-Ponty foi inovador ao colocar o corpo e a percepção como pontos centrais em sua proposta filosófica. No âmbito saúde, o pensamento desse filósofo permite o acesso ao conhecimento oriundo da corporeidade por parte de pessoas com doenças crônicas. O objetivo deste trabalho é ampliar a compreensão dos fenômenos atrelados ao uso cotidiano de medicamentos, usados em regimes medicamentosos cada vez mais complexos, por meio do pensamento do filósofo. Para tanto, descrevemos os passos de uma pesquisa ancorada na fenomenologia de Merleau-Ponty e estruturada na forma de uma cascata que se inicia pela definição da fenomenologia como uma nova epistemologia, a existência como paradigma e o corpo como teoria. Ainda, como metodologia, propomos o uso das estruturas da existência, o tempo, o espaço, a relação com o outro e a sexualidade, conectadas por meio do arco intencional para se alcançar a compreensão do fenômeno do uso de medicamentos.


Assuntos
Filosofia Médica , Doença Crônica , Conhecimento , Uso de Medicamentos , Medicamentos de Uso Contínuo , Pesquisa Qualitativa
5.
Rev. Saúde Pública St. Catarina ; 9(3): 69-79, set.-dez. 2016. tab
Artigo em Português | Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1129211

RESUMO

O objetivo deste trabalho foi avaliar os medicamentos utilizados por pacientes cadastrados no Programa Farmácia Popular do Brasil atendidos em uma drogaria da cidade de Erechim-RS. Trata-se de um estudo transversal, com dados coletados através de entrevistas. Dos 100 entrevistados, 57% eram do sexo feminino, com idade média entre 56 e 65 anos e renda mensal de 1 a 3 salários-mínimos. Os anti-hipertensivos foram os medicamentos mais prevalentes, sendo que 55% das prescrições foram provenientes de Unidades Básicas de Saúde do município. De acordo com os dados deste estudo, pode-se concluir que o Programa cumpre seu papel de complementar a assistência farmacêutica.


The goal of this study was to identify and evaluate the prescription drugs obtained through the Brazilian Popular Pharmacy Program (BPPP). The data were collected in a drugstore in the city of Erechim (RS), using a questionnaire. The results showed 57% of the interviewed people were female and the average age was 56 to 65 years old. The most prevalent income was 1-3 minimum wage (nearly U$$ 250,00 ­ U$$ 750,00) per month. Anthyhipertensive drugs were the most dispensed and 55% of the prescriptions came from Public Health Centers. According to the results, it can be concluded that the BPPP can be complementary to the public Pharmacy Assistance in Brazil.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Serviços Comunitários de Farmácia , Uso de Medicamentos , Medicamentos de Uso Contínuo , Assistência Farmacêutica
6.
Rev. cuba. oftalmol ; 29(1): 0-0, ene.-mar. 2016. tab
Artigo em Espanhol | CUMED | ID: cum-63967

RESUMO

Objetivo: evaluar la frecuencia, los factores pronósticos y el impacto del síndrome de iris laxo intraoperatorio en operaciones de catarata. Métodos: se realizó un estudio de cohorte prospectivo y longitudinal, donde se evaluaron 139 operaciones de catarata realizadas por un solo cirujano, de los cuales 49 ojos (35,3 por ciento) presentaron síndrome de iris laxo intraoperatorio. Se realizó un análisis univariado y multivariado con variables demográficas, antecedentes patológicos personales, uso de medicamentos, características anatómicas del iris, parámetros biométricos y complicaciones intra y posoperatorias. Resultados: en el análisis univariado las variables significativas pronósticas para la aparición de síndrome de iris laxo intraoperatorio fueron: el consumo de psicofármacos (p= 0,001), la cámara anterior estrecha (p= 0,001) y la dilatación pupilar preoperatoria regular o mala (p= 0,001). En el análisis multivariado la cámara estrecha fue, de todas las variables independientes, la que mayor influencia tuvo en la aparición de síndrome de iris laxo intraoperatoriocon una alta significación (p= 0,001). El síndrome de iris laxo intraoperatorio aumentó el riesgo de complicaciones intra y posoperatorias. Conclusiones: con una correcta anamnesis y un examen oftalmológico podemos predecir la ocurrencia de síndrome de iris laxo intraoperatorio durante la cirugía de catarata. El consumo de psicofármacos, la cámara anterior estrecha y la dilatación pupilar preoperatoria regular o mala se pueden considerar factores pronósticos de síndrome de iris laxo intraoperatoriodesde el preoperatorio(AU)


Objective: to evaluate the frequency, the prognostic factors and the impact of the intraoperative floppy iris syndrome in cataract surgery. Method: a prospective and longitudinal cohort study of 139 cataract surgeries performed by the same surgeon, of which 49 eyes (35,3 percent) presented with intraoperative floppy iris syndrome. An univariate/multivariate analysis was made taking on account demographic, personal history of pathologies, use of medications, anatomical characteristics of the iris, biometric parameters and complications during and after the surgery. Results: in the univariate analysis, the significant prognostic variables for the intraoperative floppy iris syndrome were consumption of antipsychotics (p= 0,001), narrow anterior chamber (p= 0,001) and regular or bad dilated pupil (p= 0,001) before surgery. In the multivariate analysis, the narrow anterior chamber was, among all the independent variables, the most influential for the onset of the intraoperative floppy iris syndrome, with a highly significant association (p= 0,001). The intraoperative floppy iris syndrome increased the intra and postoperative risk for complications.Conclusions: correct interrogation and an eye exam can predict the occurrence of intraoperative floppy iris syndrome during the cataract surgery. The use of antipsychotics, the narrow anterior chamber and regular or bad pupil dilation before the surgery can be considered as prognostic factors for the intraoperative floppy iris syndrome(AU)


Assuntos
Humanos , Extração de Catarata/efeitos adversos , Técnicas e Procedimentos Diagnósticos/efeitos adversos , Medicamentos de Uso Contínuo , Estudos Prospectivos , Estudos de Coortes , Estudos Longitudinais
7.
Rev. cuba. oftalmol ; 29(1): 0-0, ene.-mar. 2016. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-781206

RESUMO

Objetivo: evaluar la frecuencia, los factores pronósticos y el impacto del síndrome de iris laxo intraoperatorio en operaciones de catarata. Métodos: se realizó un estudio de cohorte prospectivo y longitudinal, donde se evaluaron 139 operaciones de catarata realizadas por un solo cirujano, de los cuales 49 ojos (35,3 por ciento) presentaron síndrome de iris laxo intraoperatorio. Se realizó un análisis univariado y multivariado con variables demográficas, antecedentes patológicos personales, uso de medicamentos, características anatómicas del iris, parámetros biométricos y complicaciones intra y posoperatorias. Resultados: en el análisis univariado las variables significativas pronósticas para la aparición de síndrome de iris laxo intraoperatorio fueron: el consumo de psicofármacos (p= 0,001), la cámara anterior estrecha (p= 0,001) y la dilatación pupilar preoperatoria regular o mala (p= 0,001). En el análisis multivariado la cámara estrecha fue, de todas las variables independientes, la que mayor influencia tuvo en la aparición de síndrome de iris laxo intraoperatoriocon una alta significación (p= 0,001). El síndrome de iris laxo intraoperatorio aumentó el riesgo de complicaciones intra y posoperatorias. Conclusiones: con una correcta anamnesis y un examen oftalmológico podemos predecir la ocurrencia de síndrome de iris laxo intraoperatorio durante la cirugía de catarata. El consumo de psicofármacos, la cámara anterior estrecha y la dilatación pupilar preoperatoria regular o mala se pueden considerar factores pronósticos de síndrome de iris laxo intraoperatoriodesde el preoperatorio(AU)


Objective: to evaluate the frequency, the prognostic factors and the impact of the intraoperative floppy iris syndrome in cataract surgery. Method: a prospective and longitudinal cohort study of 139 cataract surgeries performed by the same surgeon, of which 49 eyes (35,3 pércent) presented with intraoperative floppy iris syndrome. An univariate/multivariate analysis was made taking on account demographic, personal history of pathologies, use of medications, anatomical characteristics of the iris, biometric parameters and complications during and after the surgery. Results: in the univariate analysis, the significant prognostic variables for the intraoperative floppy iris syndrome were consumption of antipsychotics (p= 0,001), narrow anterior chamber (p= 0,001) and regular or bad dilated pupil (p= 0,001) before surgery. In the multivariate analysis, the narrow anterior chamber was, among all the independent variables, the most influential for the onset of the intraoperative floppy iris syndrome, with a highly significant association (p= 0,001). The intraoperative floppy iris syndrome increased the intra and postoperative risk for complications. Conclusions: correct interrogation and an eye exam can predict the occurrence of intraoperative floppy iris syndrome during the cataract surgery. The use of antipsychotics, the narrow anterior chamber and regular or bad pupil dilation before the surgery can be considered as prognostic factors for the intraoperative floppy iris syndrome(AU)


Assuntos
Humanos , Adolescente , Antagonistas Adrenérgicos alfa/uso terapêutico , Extração de Catarata/efeitos adversos , Iris/lesões , Estudos de Coortes , Técnicas e Procedimentos Diagnósticos/efeitos adversos , Medicamentos de Uso Contínuo , Estudos Longitudinais , Prognóstico , Estudos Prospectivos
8.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-3755

RESUMO

O uso de medicações inapropriadas para o uso em idosos é um dos principais fatores de risco para reações adversas a esses medicamentos. Dentre as características clínicas mais importantes da população idosa, destaca-se o fato destes indivíduos apresentarem respostas a medicamentos diferentemente dos jovens, o que se deve às alterações farmacocinéticas e farmacodinâmicas próprias do envelhecimento.


Assuntos
Medicamentos de Uso Contínuo , Uso de Medicamentos , Medicamentos para a Atenção Básica
9.
Acta fisiátrica ; 21(4)dez. 2014.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-771302

RESUMO

A presença de prejuízos associados à paralisia cerebral (PC) requer muitas vezes o uso de medicamentos de uso contínuo e por longos períodos de tempo. Dentre os efeitos colaterais adversos destes medicamentos destacam-se a diminuição do fluxo salivar e aumento do risco para doença cárie. Objetivo: Verificar se os responsáveis pelos pacientes com PC receberam orientações quanto à realização da higiene bucal após a administração dos medicamentos de uso contínuo via oral e a experiência de cárie nos pacientes com PC. Método: Participaram deste estudo transversal, 205 crianças com diagnóstico médico de PC, de ambos os gêneros, com idades entre 0 a 12 anos (6,6 ± 2,9) que frequentavam um programa de prevenção em Odontologia numa instituição de referência em reabilitação em São Paulo-SP. Os dados relativos ao gênero, desordem do movimento e padrão clínico da PC foram coletados dos prontuários. Sob a forma de entrevista, os responsáveis relatavam se a criança fazia uso ou não de algum medicamento de uso contínuo, e, em caso afirmativo, qual a forma de apresentação dos mesmos; se os responsáveis haviam recebido orientação prévia sobre a importância da realização higiene bucal após a utilização dos medicamentos, quem realizava a higiene bucal da criança, e com que frequência esta era realizada. A experiência de cárie foi registrada segundo o índice de dentes cariados (C, c) perdidos (P, e) ou obturados (O, o) por dente (D, d) (CPOD). Foram constituídos dois grupos segundo o uso (grupo 1: G1) ou não (grupo 2: G2) de medicamentos sob a forma contínua. Foram usados os testes do Qui-quadrado e teste t de Student. Fixou-se o nível de significância em 5%. Resultados: Os grupos G1 (n = 110) e o G2 (n = 95) eram homogêneos quanto ao gênero (p = 0,343) e a idade (p = 0,514). Entretanto diferiram significantemente em relação ao padrão clínico, apresentando G1 porcentagens significantemente maiores de pacientes com tetraparesia (p < 0,001). Analisando apenas o G1, observou-se que os subgrupos em uso de medicamentos sob a forma solução oral (solução; n = 65) ou em uso de comprimidos (comprimido; n = 45) diferiram significantemente quanto à orientação prévia para a realização da higiene bucal (p = 0,013), apresentando o grupo solução maior porcentagem dos responsáveis orientados. Com relação à realização da higiene oral, o subgrupo solução apresentou porcentagens significantemente maiores (p = 0,044) de crianças que requeriam supervisão e realização da higiene bucal dos responsáveis quando comparado ao grupo comprimido. A comparação da experiência de cárie entre os grupos G1 e G2 mostrou que o G1 apresentou valores significantemente maiores para o valor do índice CPOD (p = 0,048), e menor número de pacientes livres de cárie (p = 0,016) quando comparado a G2. Conclusão: Embora os responsáveis pelos pacientes que recebiam medicamento sob a forma de solução oral sob a forma contínua fossem os mais orientados quanto à realização da higiene bucal após a administração dos medicamentos, estes pacientes apresentavam maior experiência de cárie.


The presence of damage associated with cerebral palsy (CP) often requires the long-term continuous use of prescription drugs. Among the adverse side effects of these drugs are decreased salivary flow and increased risk for caries. Objective: To determine whether those responsible for CP patients received orientation regarding the necessity of oral hygiene after the administration of drugs of continuous oral use and the caries experience in patients with CP. Method: Participating in this study were 205 children with medical diagnosis of CP, of both genders, aged 0-12 years (6.6 ± 2.9) attending a preventive program in dentistry in a reference institution of rehabilitation in São Paulo-SP. The data regarding gender, movement disorder and clinical types of CP were collected from medical records. In an interview format, the caregivers reported whether there was use of any continuous medicine. They were asked what form it took, whether the caregivers had received prior guidance on the importance of oral hygiene after the use of medicines, who performed the oral child's hygiene, and how often it was done. Their caries experience was recorded based on whether a given tooth was decayed (D, d) missing (M, m) or filled (F, f) (DMFT). The sample was divided into two groups according to whether they used continuous drugs (group 1: G1) or did not (group 2: G2). The Chi-square test and Student's t test were used, with the level of significance set up at 5%. Results: G1 (n = 110) and G2 (n = 95) were similar in terms of gender (p = 0.343) and age (p = 0.514). However, they differed significantly in relation to the clinical pattern, with G1 presenting significantly higher percentages of patients with tetraparesis (p < 0.001). Considering only the G1, it was observed that the subgroup that used medicine in oral solution form (solution, n = 65) differed significantly from that using tablets (tablets, n = 45) in relation to their previous orientation for hygiene oral (p = 0.013), in that the solution subgroup had been better oriented. With regard to oral hygiene, the solution subgroup had significantly higher percentages (p = 0.044) of children requiring supervision and completion of the oral hygiene when compared to the tablet group. The comparison of caries experience between G1 and G2 showed that the G1 had significantly higher values for their DMF index (p = 0.048), and fewer caries-free patients (p = 0.016) when compared to G2. Conclusion: Although those responsible for the patients receiving medication in the form of oral solution were better oriented, these patients presented higher values of caries experience.


Assuntos
Humanos , Higiene Bucal/educação , Paralisia Cerebral/fisiopatologia , Suscetibilidade à Cárie Dentária , Medicamentos de Uso Contínuo , Estudos Transversais
10.
Rev. cuba. med. mil ; 43(4): 449-458, oct.-dic. 2014. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, CUMED | ID: lil-735363

RESUMO

Introducción: el síndrome metabólico se asocia a diversas entidades clínicas y puede propiciar la aparición de complicaciones que entorpecen la evolución hospitalaria de los pacientes que padecen esta enfermedad. Objetivo: determinar la influencia del síndrome metabólico en la evolución de los pacientes ingresados en salas de Medicina Interna. Métodos: estudio de cohorte entre septiembre de 2011 y septiembre de 2012; se conformó un grupo de estudio con 51 pacientes que presentaban síndrome metabólico y otro con 51 pacientes que no lo padecían, procedentes de las salas de Medicina Interna del Hospital Militar Central "Dr. Luis Díaz Soto". Se midieron variables demográficas, clínicas, humorales y además, la estadía hospitalaria, las complicaciones durante el ingreso y el número de medicamentos empleados. Se compararon las variables entre ambos grupos mediante la prueba t de Student y chi cuadrado. Se determinó el riesgo relativo del síndrome metabólico para la aparición de complicaciones. Resultados: los pacientes que presentaban el síndrome metabólico mostraron un número de complicaciones superior (37,3 %) que el grupo control (9,8 %). El riesgo relativo fue de 5,46, con un intervalo de confianza para el 95 % entre 1,8 y 16,1. La estadía de los pacientes complicados del grupo de estudio fue de 18,2 días, superior a la de los casos no complicados, 13,1 días (p< 0,05). El grupo de pacientes con síndrome metabólico utilizaban un promedio de 5,1 medicamentos/paciente mientras que el grupo control solo consumía un 3,3. Conclusiones: el síndrome metabólico tiene como consecuencia una mayor cantidad complicaciones por lo que requiere un número superior de medicamentos, lo cual conlleva a una estadía hospitalaria más prolongada.


Introduction: the metabolic syndrome is related to several clinical disturbances and may cause complications hindering the recovery at hospital of patients with this disease. Objective: to determine the influence of the metabolic syndrome on the recovery of patients admitted to the internal medicine wards. Methods: cohort study performed from September 2011 through September 2012. The study group comprised 51 patients with the syndrome and 51 patients without this disease, all of them from the internal medicine wards of "Dr Luis Diaz Soto" central military hospital. The study measured demographic, clinical and humoral variables in addition to length of stay at hospital, complications during the hospitalization and the number of drugs used in treatment. The variables from the two groups were then compared through Student's t test and Chi-square test. The relative risk of the syndrome for occurrence of complications was then estimated. Results: the patients suffering the metabolic syndrome showed a higher number of complications than the control group (37.3 % vs. 9.8 %). The relative risk was 5.46 for 95 % confidence interval (1.8-16.1). The hospital stay of the complicated patients in the study group was 18.2 days, which exceeded that of the non-complicated cases with 13.1 days (p< 0.05). The group of patients with the metabolic syndrome used 5.1 drugs/patient as average whereas the control group took just 3.3 drugs/patient. Conclusions: the metabolic syndrome causes more complications, so it requires a higher number of drugs leading to longer stay at hospital.


Assuntos
Humanos , Análise Multivariada , Síndrome Metabólica/complicações , Medicamentos de Uso Contínuo , Hospitalização , Medicina Interna/métodos , Estudos de Coortes
11.
Rev. cuba. med. mil ; 43(4)oct.-dic. 2014.
Artigo em Espanhol | CUMED | ID: cum-67094

RESUMO

Introducción: el síndrome metabólico se asocia a diversas entidades clínicas y puede propiciar la aparición de complicaciones que entorpecen la evolución hospitalaria de los pacientes que padecen esta enfermedad. Objetivo: determinar la influencia del síndrome metabólico en la evolución de los pacientes ingresados en salas de Medicina Interna. Métodos: estudio de cohorte entre septiembre de 2011 y septiembre de 2012; se conformó un grupo de estudio con 51 pacientes que presentaban síndrome metabólico y otro con 51 pacientes que no lo padecían, procedentes de las salas de Medicina Interna del Hospital Militar Central Dr. Luis Díaz Soto. Se midieron variables demográficas, clínicas, humorales y además, la estadía hospitalaria, las complicaciones durante el ingreso y el número de medicamentos empleados. Se compararon las variables entre ambos grupos mediante la prueba t de Student y chi cuadrado. Se determinó el riesgo relativo del síndrome metabólico para la aparición de complicaciones. Resultados: los pacientes que presentaban el síndrome metabólico mostraron un número de complicaciones superior (37,3 por ciento) que el grupo control (9,8 por ciento). El riesgo relativo fue de 5,46, con un intervalo de confianza para el 95 por ciento entre 1,8 y 16,1. La estadía de los pacientes complicados del grupo de estudio fue de 18,2 días, superior a la de los casos no complicados, 13,1 días (p< 0,05). El grupo de pacientes con síndrome metabólico utilizaban un promedio de 5,1 medicamentos/paciente mientras que el grupo control solo consumía un 3,3. Conclusiones: el síndrome metabólico tiene como consecuencia una mayor cantidad complicaciones por lo que requiere un número superior de medicamentos, lo cual conlleva a una estadía hospitalaria más prolongada(AU)


Introduction: the metabolic syndrome is related to several clinical disturbances and may cause complications hindering the recovery at hospital of patients with this disease. Objective: to determine the influence of the metabolic syndrome on the recovery of patients admitted to the internal medicine wards. Methods: cohort study performed from September 2011 through September 2012. The study group comprised 51 patients with the syndrome and 51 patients without this disease, all of them from the internal medicine wards of Dr Luis Diaz Soto central military hospital. The study measured demographic, clinical and humoral variables in addition to length of stay at hospital, complications during the hospitalization and the number of drugs used in treatment. The variables from the two groups were then compared through Student's t test and Chi-square test. The relative risk of the syndrome for occurrence of complications was then estimated. Results: the patients suffering the metabolic syndrome showed a higher number of complications than the control group (37.3 percent vs. 9.8 percent). The relative risk was 5.46 for 95 percent confidence interval (1.8-16.1). The hospital stay of the complicated patients in the study group was 18.2 days, which exceeded that of the non-complicated cases with 13.1 days (p< 0.05). The group of patients with the metabolic syndrome used 5.1 drugs/patient as average whereas the control group took just 3.3 drugs/patient. Conclusions: the metabolic syndrome causes more complications, so it requires a higher number of drugs leading to longer stay at hospital(AU)


Assuntos
Humanos , Síndrome Metabólica/complicações , Hospitalização , Medicina Interna/métodos , Análise Multivariada , Medicamentos de Uso Contínuo , Estudos de Coortes
12.
Pesqui. vet. bras ; 34(7): 613-620, jul. 2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-720433

RESUMO

[...] As bactérias foram isoladas de amostras de leite compostas de todos os quartos mamários de cada vaca após descartar os primeiros três ou quatro jatos de leite. Para acessar os potenciais fatores de risco, características dos animais foram obtidas através de uma entrevista com os produtores. Os exames laboratoriais foram realizados de acordo com as recomendações do National Mastitis Council. Um total de 242 isolados foi obtido de 195 vacas a partir da amostra do rebanho total (251 vacas). A prevalência de infecções foi descrita em grupos de acordo com o perfil epidemiológico: bactérias ambientais, contagiosas e outras. Estas perfizeram 57,3 por cento, 26,3 por cento e 11,2 por cento, respectivamente, dos animais amostrados. Testes de suscetibilidade antimicrobiana contra 12 diferentes antimicrobianos foram realizados em 159 isolados. No total, 30 por cento dos isolados testados mostraram resistência a pelo menos três grupos diferentes de antimicrobianos e foram classificados como multirresistentes. Foram observadas as freqüências mais elevadas de resistência contra a ampicilina para os estafilococos coagulase-negativo, seguida de eritromicina para estafilococos coagulase-positivo e tetraciclina para estreptococos. A análise de regressão logística mostrou uma relação significativa entre a idade das vacas e a presença de estafilococos coagulase-positivo multirresistentes e distribuição de classes diferentes de bactérias nos diferentes estratos etários, o que sugere uma concorrência dinâmica ao longo do tempo (p < 0,05). Animais com três a quatro anos tiveram 13,7 vezes mais chances (IC95 por cento 1,4 - 130,2, p = 0,02) de ter estafilococos coagulase-positivo multirresistentes em comparação com aqueles com dois ou três anos. O tempo de exposição a agentes infecciosos e consequentes terapias sugere uma maior chance de colonização do úbere por patógenos resistentes devido à pressão de seleção repetida durante a vida.


[...] Bacteria were isolated from composite milk samples obtained from all quarters of each cow after discarding the initial three or four streams of milk. To access potential risk factors, animal characteristics were obtained through an interview with the producers. Laboratory tests were done according to National Mastitis Council recommendations. A total of 242 isolates was obtained from 195 cows out of 251 cows sampled. The prevalence of animal infections was described in groups according to the epidemiological profile: environmental, contagious and other bacteria. These were 57.3 percent, 26.3 percent and 11.2 percent, respectively of the sampled animals. Antimicrobial susceptibility tests against 12 different antimicrobials were performed in 159 isolates. Altogether, 30 percent of the isolates tested showed resistance to at least three different antimicrobial groups and were classified as multidrug-resistant. Higher frequencies of resistance were observed against ampicillin to coagulase-negative staphylococci, followed by erythromycin to coagulase-positive staphylococci and tetracycline to streptococci. The logistic regression analysis showed a significant relationship between age of the cows and presence of multidrug-resistant coagulase-positive staphylococci and distribution of different class of bacteria, suggesting a competition dynamic throughout the ages (p < 0.05). Animals with three to four years old had 13.7 times more chances (IC95 percent 1.4 - 130.2; p = 0,02) to have multidrug-resistant coagulase-positive staphylococci compared to those with two to three years. Time of exposure to infectious agents and consequent therapies suggests a greater chance of udder's colonization by resistant pathogens due to repeatedly selection pressure during lifetime.


Assuntos
Animais , Gravidez , Bovinos , Fatores Etários , Coagulase , Revisão de Uso de Medicamentos , Medicamentos de Uso Contínuo , Mastite Bovina/tratamento farmacológico , Staphylococcus aureus Resistente à Meticilina/isolamento & purificação , Aplicações da Epidemiologia , Efeito de Coortes , Resistência Microbiana a Medicamentos , Uso de Medicamentos , Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos , Periodicidade , Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias , Drogas Veterinárias
13.
Anó.
In. Anónimo. Programa Nacional de Medicamentos. La Habana, Ecimed, 2014. .
Monografia em Espanhol | CUMED | ID: cum-56959
14.
Braz. j. pharm. sci ; 47(4): 807-815, Oct.-Dec. 2011. graf, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-618074

RESUMO

Pharmacy benefit management (PBM) programs provide attractive discounts for drug purchase, a relevant measure to address costs, mainly of drugs for the treatment of chronic diseases. This study investigated whether PBM may be used as a tool to provide information about the use of antihypertensive medications when they are purchased. The profile of medicines taken to treat high blood pressure by large IT company employees and their dependents was evaluated from January to December 2009. The mean rate of drug boxes purchased to control hypertension was 9.4 ± 10.0 in 2009. Men purchased more drugs than women. The number of drugs purchased for the treatment of hypertension was lower than expected in all age groups except for individuals aged 54-58 and >59 years. Among men, the purchase of drugs to treat hypertension was higher than expected in the 24-28, 34-38 and 54-58 age groups. Among women, results matched expectations, except for the age group 34-38 years, in which purchase was lower than expected. Individuals in the age group 0-18 years were found to consume antihypertensive drugs. Although the PBM system may be used to identify drugs purchased by users, it does not ensure patient adherence to recommended drug treatment to control hypertension.


O objetivo do Programa de Benefícios em Medicamentos (PBM) é proporcionar descontos atraentes para aquisição de medicamentos, um fator relevante para o custo, principalmente no tratamento de doenças crônicas. O objetivo deste estudo é comprovar se o PBM pode ser utilizado como ferramenta para o fornecimento de informações sobre o consumo de medicamentos antihipertensivos através da aquisição dos mesmos. Foi realizada análise do perfil de medicamentos adquiridos para o tratamento de hipertensão arterial sistêmica por funcionários e seus dependentes de uma empresa de grande porte na área de tecnologia de informação (TI) no período compreendido entre janeiro a dezembro de 2009. A taxa de aquisição média de medicamentos para o controle da hipertensão foi de 9,4±10,0 embalagens durante o ano de 2009. Os homens consumiram mais caixas de medicamentos que as mulheres. O número de caixas de medicamentos adquiridas para o tratamento da hipertensão arterial foi abaixo do esperado em todas as faixas de idade, exceto para 54-58 e >59 anos. Entre os homens, a aquisição de caixas de medicamentos para o tratamento da hipertensão arterial foi maior que o esperado nas seguintes faixas de idade: 24-28, 34-38 e 54-58 anos. Entre as mulheres, a aquisição de caixas de medicamentos anti-hipertensivos foi dentro do esperado, exceto para aquelas com idade compreendida entre 34-38 anos que foi abaixo do esperado. Observou-se a existência de consumo de fármacos antihipertensivos na faixa etária de 0-18 anos. Embora o sistema de PBM permita identificar a aquisição de medicamentos anti-hipertensivos por seus usuários, não garante que os pacientes estejam aderidos à terapia medicamentosa recomendada para o controle da hipertensão.


Assuntos
Humanos , Anti-Hipertensivos/classificação , Negociação/métodos , Medicamentos de Uso Contínuo , Hipertensão/classificação , Adesão à Medicação , Conduta do Tratamento Medicamentoso/estatística & dados numéricos
15.
Braz. j. pharm. sci ; 47(2): 391-398, Apr.-June 2011. ilus, mapas
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-595828

RESUMO

The high incidence of chronic diseases in the elderly leads to increased intermittent drug therapies. The presence of concomitant diseases and prescriptions made out by various health professionals facilitate the practice of polypharmacy, the emergence of iatrogenic diseases, and therapeutic regimens that are inconvenient for patients. The present study was carried out among elderly patients hospitalized at the Hospital Care Foundation of Paraiba, Campina Grande, with the objectives of studying the consumption of drugs by these patients, noting the possible adverse drug reactions (ADR), drug interactions and the presence of high-risk drugs prescribed to this age group. The study had a descriptive and cross-sectional quantitative design and involved a sample of 65 patients accompanied by the Pharmacovigilance Centre of the hospital, from August 2009 to July 2010. Over 90 percent of the patients were on polypharmacy, and the possible ADR found were related to the gastrointestinal tract where the most frequent interactions were with cardiovascular drugs. Within the context of pharmacoepidemiology, pharmacists can contribute by improving the quality of life of patients and preventing unnecessary expense with erroneous and poorly evaluated treatments.


A elevada incidência de doenças crônicas na terceira idade induz ao aumento de terapias medicamentosas intermitentes. A presença de patologias concomitantes e prescrições elaboradas por diversos profissionais de saúde facilitam a prática da polifarmácia, surgimento de doenças iatrogênicas e esquemas terapêuticos pouco cômodos para o paciente. O estudo foi realizado junto aos pacientes idosos internados no Hospital da Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), Campina Grande, com objetivo de estudar o consumo de medicamentos por estes pacientes, observando as possíveis reações adversas a medicamentos (RAM), interações medicamentosas apresentadas e a presença de medicamentos de alto risco prescritos para este grupo etário. A pesquisa foi descritiva e transversal, com abordagem quantitativa, constituída por uma amostra de 65 pacientes, acompanhados através do Centro de Farmacovigilância do hospital, no período de agosto de 2009 a julho de 2010. Mais de 90 por cento dos pacientes estavam sob polifarmácia, as possíveis RAM encontradas estavam mais relacionadas ao trato gastrintestinal e as interações foram mais frequentes com os medicamentos de ação cardiovascular. Dentro do contexto da farmacoepidemiologia, o profissional farmacêutico pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes e evitar gastos desnecessários devido à terapêuticas errôneas e mal avaliadas.


Assuntos
Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso , Feminino , Humanos , Masculino , Pessoa de Meia-Idade , Medicamentos de Uso Contínuo , Hospitais Filantrópicos/estatística & dados numéricos , Pacientes Internados/estatística & dados numéricos , Brasil , Agência Nacional de Vigilância Sanitária , Estudos Transversais , Interações Medicamentosas , Epidemiologia Descritiva , Vigilância de Evento Sentinela
16.
Rev. saúde pública ; 45(2): 233-240, abr. 2011. graf, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-577038

RESUMO

OBJETIVO: Descrever aspectos técnicos do Programa de Medicamentos de Dispensação em Caráter Excepcional do Ministério de Saúde do Brasil, especialmente em relação aos gastos com os medicamentos distribuídos. MÉTODOS: Os aspectos técnicos foram obtidos por meio de consulta a todas as portarias que regulamentaram o Programa. Gastos no período de 2000 a 2007 foram obtidos do Sistema de Informações Ambulatoriais do Sistema Único de Saúde. Foram analisados os medicamentos dispensados de 1993 a 2009, quantidades e valor de cada procedimento informados nas autorizações de procedimentos de alta complexidade para cada estado. RESULTADOS: O Programa mudou, com aumento do número de fármacos e apresentações farmacêuticas distribuídas e de doenças contempladas. Eram distribuídos 15 fármacos em 31 diferentes apresentações farmacêuticas em 1993, passando para 109 fármacos em 243 apresentações em 2009. Os gastos totais do Ministério da Saúde com medicamentos somaram, em 2007, R$ 1.410.181.600,74, quase o dobro do valor gasto em 2000: R$ 684.975.404,43. Algumas das doenças que representaram maiores gastos nesse período foram: insuficiência renal crônica, transplante e hepatite C. CONCLUSÕES: O Programa de Medicamentos de Dispensação em Caráter Excepcional está em constante transformação, visando aprimorar os instrumentos e estratégias que assegurem e ampliem o acesso da população aos medicamentos. Devem-se buscar alternativas para reduzir o impacto financeiro do Programa para que não haja prejuízos às outras áreas do sistema de saúde, dado o custo elevado das novas tecnologias.


OBJETIVO: Describir aspectos técnicos del Programa de Medicamentos de Dispensación en Carácter Excepcional del Ministerio de Salud de Brasil, especialmente con relación a los gastos con los medicamentos distribuidos.MÉTODOS: Los aspectos técnicos fueron obtenidos por medio de consulta a todas los reglamentos que rigen el Programa. Gastos en el período de 2000 a 2007 fueron obtenidos del Sistema de Informaciones Ambulatorias del Sistema Único de Salud. Se analizaron los medicamentos dispensados de 1993 a 2009, cantidades y valor de cada procedimiento, informado en las autorizaciones de procedimientos de alta complejidad para cada estado.RESULTADOS: El Programa cambió, con aumento del número de fármacos y presentaciones farmacéuticas distribuidas y de enfermedades contempladas. Eran distribuidos 15 fármacos en 31 diferentes presentaciones farmacéuticas en 1993, pasando para 109 fármacos en 243 presentaciones en 2009. Los gastos totales del Ministerio de Salud con medicamentos sumaron, en 2007, R$ 1.410.181.600,74, casi el doble del valor gastado en el año 2000: R$ 684.975.404,43. Algunas enfermedades que representaron mayor gastos en ese período fueron: insuficiencia renal crónica, trasplante y hepatitis C. CONCLUSIONES: El Programa de Medicamentos de Dispensación en Carácter Excepcional está en constante transformación, buscando mejorar los instrumentos y estrategias que aseguren y amplíen el acceso de la población a los medicamentos. Se deben buscar alternativas para reducir el impacto financiero del Programa para que no exista prejuicio hacia las otras áreas del sistema de salud, dado el costo elevado de las nuevas tecnologías.


Assuntos
Custos de Medicamentos , Medicamentos do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica , Medicamentos de Uso Contínuo , Gastos em Saúde , Política Nacional de Medicamentos , Artrite Reumatoide/economia , Esclerose Múltipla/economia , Esquizofrenia/economia , Hepatite C/economia , Insuficiência Renal Crônica/economia , Portarias , Política de Saúde , Política de Saúde/economia
17.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1029731

RESUMO

Conhecer as representações sociais sobre os medicamentos genéricos pelos idosos atendidos em Unidades de Saúde da Família. Método: Trata-se de uma pesquisa exploratória, realizada com 250 idosos de ambos os sexos, atendidos em Unidades Básicas de Saúde. Os dados foram coletados através da entrevista e analisados com o software Alceste: 2010. Resultados: Os resultados apontam seis classes ou categorias: preço, farmácia popular, sentimentos positivos, sentimentos negativos, indiferença e doença-dor.Conclusão: Os medicamentos genéricos são representados por sentimentos negativos: dúvida, substituição, opção, fraco, custo, desconfiança, e sentimentos positivos: crença positiva da eficácia do medicamento, compra do remédio mais barato capaz de despertar confiança e ajuda no tratamento uma vez que seus efeitos são mais confiáveis.


Conocer las representaciones sociales de los medicamentos genéricos por los ancianos que reciben atención en las Unidades de Salud de la Familia. Metodología: Trata de un estudio exploratorio realizado con 250 personas mayores de ambos sexos, atendidos en Unidades Básicas de Salud. Los datos fueron recolectados mediante entrevistas y analizados con el software Alceste: 2010. Resultados: Los resultados indican seis clases o categorías: precio, farmacias populares, sentimientos positivos, sentimientos negativos, indiferencia, dolor - enfermedad. Conclusión: los medicamentos genéricos son representados por los sentimientos negativos: opción, sustitución, duda, bajo, coste, desconfianza y sentimientos positivos: creencia positiva de la eficacia del medicamento, compre el más barato remedio capaz de despertar la confianza y ayuda en el tratamiento ya que sus efectos son más confiables.


Objective: To know the social representations of generic drug by elderly seen in Family Health Units.Method: This is an exploratory study conducted with 250 elderly of both sexes, attended at Basic Health Units. The data was collected through interviews and analyzed with software Alceste: 2010. Results: The results indicate six classes or categories: price, pharmacy popular, positive sentiments, negative feelings, indifference, pain-disease. Conclusion: Generic drug are represented by negative feelings: doubt substitution option, low, cost, distrust, and positive feelings: positive belief of the efficacy of the drug, buy the cheapest drug capable of awakening confidence and helps in treatment because of their effects are more reliable.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Idoso , Adesão à Medicação , Medicamentos Genéricos , Medicamentos de Uso Contínuo , Brasil
18.
Rev. saúde pública ; 44(6): 1039-1045, dez. 2010. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-565082

RESUMO

OBJETIVO: Estimar a proporção de automedicação em adultos de baixa renda e identificar fatores associados. MÉTODOS: Foram utilizados dados de inquérito populacional realizado no município de São Paulo em 2005, cujo plano amostral incluiu dois domínios, favela e não favela, com amostragem por conglomerados em dois estágios, totalizando 3.226 indivíduos elegíveis. Além de características sociodemográficas e econômicas, foram analisados: uso de medicamentos nos 15 dias anteriores à entrevista, tipo de acesso (gratuito, comprado ou outra) aos medicamentos e os tipos de morbidades (crônicas ou agudas) tratadas, em análise de regressão logística múltipla. RESULTADOS: A proporção de automedicação foi de 27 por cento a 32 por cento. Automedicação esteve fortemente associada à morbidade aguda, ao acesso ao medicamento por compra, à idade menor que 47 anos e medicamentos do grupo terapêutico que atuam no sistema nervoso central. O grupo que atua no sistema nervoso central foi o mais utilizado na automedicação. CONCLUSÕES: O acesso gratuito aos medicamentos mostrou-se fator de proteção para a automedicação. A distribuição de medicamentos e o atendimento adequado devem ser considerados para orientação e redução dos riscos que o uso irracional de medicamentos pode gerar à saúde.


OBJETIVO: Estimar la proporción da automedicación en adultos de baja renta e identificar factores asociados. MÉTODOS: Se utilizaron datos de pesquisa poblacional realizado en el municipio de Sao Paulo, Sureste de Brasil, en 2005, cuyo plan de muestreo incluyó dos dominios, barrio y no barrio, con muestreo por conglomerados en dos fases, totalizando 3.226 individuos elegibles. Además de las características sociodemográficas y económicas, se analizaron: uso de medicamentos en los 15 días anteriores a la entrevista, tipo de acceso (gratuito, comprado u otra) a los medicamentos y los tipos de morbilidades (crónicas o agudas) tratadas, en análisis de regresión logística múltiple. RESULTADOS: La proporción de automedicación fue de 27% a 32%. La automedicación estuvo fuertemente asociada a la morbilidad aguda, al acceso al medicamento por compra, a la edad menor de 47 años y medicamentos del grupo terapéutico que actúan en el sistema nervioso central. El grupo que actúa en el sistema nervioso central fue el más utilizado en la automedicación. CONCLUSIONES: El acceso gratuito a los medicamentos se mostró como factor de protección para la automedicación. La distribución de medicamentos y la atención adecuada deben ser considerados para orientación y reducción de los riesgos que el uso irracional de medicamentos puede generar para la salud.


Assuntos
Humanos , Adulto , Medicamentos de Uso Contínuo , Automedicação , Estudos Transversais , Fatores Socioeconômicos
19.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-25188

RESUMO

Pesquisa com mulheres acima de 60 anos, realizada na Universidade Federal de São Paulo, indica que fazer atividades físicas de forma regular pode reduzir o uso de medicamentos.


Assuntos
Saúde Pública , Uso de Medicamentos , Medicamentos de Uso Contínuo , Exercício Físico , Idoso , Mulheres
20.
Cad. saúde pública ; 26(6): 1163-1174, jun. 2010. ilus, tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-552370

RESUMO

O estudo avaliou o acesso gratuito a medicamentos para hipertensão e diabetes e os motivos para a falta de acesso. A amostra incluiu 4.003 idosos residentes na área das unidades básicas de saúde (UBS) de 41 municípios do Sul e do Nordeste brasileiro. O acesso gratuito foi maior no Nordeste (62,4 por cento). O Programa Saúde da Família (PSF) teve mais impacto sobre o acesso que o modelo tradicional, sendo maior no Nordeste (61,2 por cento) que no Sul (39,6 por cento). Cerca de 20 por cento dos medicamentos do Programa Nacional para Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus e 26 por cento da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME) foram pagos. No Nordeste, 25 por cento da insulina e 32 por cento dos antidiabéticos orais foram pagos. Indisponibilidade no setor público e falta de dinheiro foram determinantes da falta de acesso. Embora o PSF, o Programa Nacional para Hipertensão e Diabetes e a RENAME ampliem o acesso gratuito, o suprimento foi insuficiente. Maior integração entre programas e clara definição de responsabilidades podem otimizar a aquisição de medicamentos, aumentando a efetividade da assistência farmacêutica.


The study evaluated free access to hypertension and diabetes medicines and the reasons reported for lack of access. The sample included 4,003 elderly people living in Primary Care Unit coverage areas from 41 Southern and Northeastern Brazilian cities. Free access was higher in the Northeast (62.4 percent). The strategy of the Family Health Program (Programa Saúde da Família - PSF) was more effective in providing access than the traditional model, with higher results in the Northeast (61.2 percent) than in the South (39.6 percent). Around 20 percent of medicines included in the Hypertension and Diabetes Program and 26 percent of those included in the National Essential Medicines List (RENAME) were paid out of pocket. In the Northeast, 25 percent of insulin and 32 percent of oral antidiabetics were paid out of pocket. Unavailability in the public sector and a lack of money determined the lack of access. Although the PSF, Hypertension and Diabetes Program and RENAME expanded free access, supplies were insufficient. A greater connection between programs and a clear definition of responsibilities can improve medicine acquisition process, increasing the effectiveness of pharmaceutical assistance.


Assuntos
Humanos , Idoso , Medicamentos de Uso Contínuo , Diabetes Mellitus/tratamento farmacológico , Saúde do Idoso , Acesso aos Serviços de Saúde , Hipertensão/tratamento farmacológico , Política Nacional de Medicamentos , Assistência Farmacêutica , Brasil , Estudos Transversais , Direito à Saúde , Sistema Único de Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...