Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 88
Filtrar
1.
An. Facultad Med. (Univ. Repúb. Urug., En línea) ; 11(1): e401, 2024. ilus, graf, tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BNUY, UY-BNMED | ID: biblio-1527677

RESUMO

Objetivo principal: Conocer la epidemiologia de las fracturas del cuarto distal del radio en el esqueleto en crecimiento y el tratamiento realizado en el CHPR en los años 2017 y 2018. Objetivos específicos: Valorar re-desplazamiento, necesidad de re manipulación, complicaciones, re-fractura. Metodología: Estudio observacional descriptivo retrospectivo. Criterios de inclusión: pacientes de 0 a 14 años con fractura de radio distal (fisaria, metafisaria y suprametafisaria) valorados en el CHPR entre 1 enero del 2017 y 31 diciembre del 2018. Criterios de exclusión: pacientes con radiografía normal, fracturas en miembros con malformaciones, infecciones óseas, patología tumoral maligna o benigna. Obtención de datos: Valoración de radiografías de puño y antebrazo realizadas en el CHPR en 2017 y 18, iniciales y evolutivas. Se analizaron: edad, sexo, fecha fractura, topografía de la fractura, desplazamiento inicial, tratamiento, evolución radiográfica y complicaciones. Resultados: se incluyeron 662 pacientes. Siendo en su mayoría de género masculino (65%), con una media de 9 años, miembro derecho (61%), en los meses de verano (36%). En cuanto a la topografía se evidenció una frecuencia mayor en fracturas tipo rodete y metafisarias (31.72% y 31.57%), seguido por suprametafisaria (18.43%) y fisaria (18.28%). El tratamiento realizado fue ortopédico en el 86.56% de los casos, mientras que quirúrgico fue el 12.84%, en su gran mayoría con alambres de Kirschner (11,2%). El tiempo de inmovilización promedio fue de 6 semanas, con un porcentaje de complicaciones del 14.05% del total de las fracturas. Conclusiones: Se valoraron las características de los pacientes y fracturas de radio distal en el CHPR en los años 2017 y 18, siendo un total de 662 fracturas, en las que su mayoría se realizó tratamiento ortopédico con un índice de complicaciones que ronda el 14%, siendo mayor cuanto mayor es el desplazamiento inicial de la fractura.


Objetivo principal: Conhecer a epidemiologia das fraturas do quarto distal do rádio no esqueleto em crescimento e o tratamento realizado no CHPR nos anos de 2017 e 2018. Objetivos específicos: Avaliar re-deslocamento, necessidade de remanipulação, complicações, refratura. Metodologia: Estudo observacional descritivo retrospectivo. Critérios de inclusão: pacientes de 0 a 14 anos com fratura do rádio distal (fisário, metafisário e suprametafisário) avaliados no CHPR entre 1º de janeiro de 2017 e 31 de dezembro de 2018. Critérios de exclusão: pacientes com radiografias normais, fraturas em membros com malformações, osso infecções, patologia tumoral maligna ou benigna. Coleta de dados: Avaliação das radiografias de punho e antebraço realizadas no CHPR em 2017 e 18, inicial e evolutiva. Foram analisados: idade, sexo, data da fratura, topografia da fratura, deslocamento inicial, tratamento, evolução radiográfica e complicações. Resultados: 662 pacientes foram incluídos. Sendo maioritariamente do sexo masculino (65%), com média de 9 anos, membro direito (61%), nos meses de verão (36%). Em relação à topografia, foi evidenciada maior frequência nas fraturas da borda e metafisárias (31,72% e 31,57%), seguidas das suprametafisárias (18.43%) e fisárias (18.28%). O tratamento realizado foi ortopédico em 86.56% dos casos, enquanto cirúrgico em 12.84%, sendo a maioria com fios de Kirschner (11,2%). O tempo médio de imobilização foi de 6 semanas, com percentual de complicações de 14.05%. Conclusões: Foram avaliadas as características dos pacientes e fraturas do rádio distal no CHPR nos anos de 2017 e 18, com um total de 662 fraturas (0,9 por dia), em que a maioria foi submetida a tratamento ortopédico com índice de complicações que fica em torno de 14%, sendo maior quanto maior for o deslocamento inicial da fratura.


Title: Fractures of the distal end of the radius in the immature skeleton. Epidemiological study at the Pereira Rossell Hospital Center. Main objective: To know the epidemiology of fractures of the distal fourth of the radius in the growing skeleton and the treatment carried out in the CHPR in the years 2017 and 2018. Specific objectives: To assess re-displacement, need for re-manipulation, complications, re- fracture. Methodology: Retrospective descriptive observational study. Inclusion criteria: patients aged 0 to 14 years with distal radius fracture (physeal, metaphyseal and suprametaphyseal) evaluated at the CHPR between January 1, 2017 and December 31, 2018. Exclusion criteria: patients with normal radiographs, fractures in limbs with malformations, bone infections, malignant or benign tumor pathology. Data collection: Assessment of fist and forearm X-rays performed at the CHPR in 2017 and 18, initial and evolutionary. The following were analyzed: age, sex, fracture date, fracture topography, initial displacement, treatment, radiographic evolution and complications. Results: 662 patients were included. Being mostly male (65%), with an average of 9 years, right limb (61%), in the summer months (36%). Regarding the topography, a higher frequency was evidenced in rim and metaphyseal fractures (31.72% and 31.57%), followed by suprametaphyseal (18.43%) and physeal (18.28%). The treatment performed was orthopedic in 86.56% of the cases, while surgical was 12.84%, mostly with Kirschner wires (11.2%). The average immobilization time was 6 weeks, with a percentage of complications of 14.05%. Conclusions: The characteristics of the patients and fractures of the distal radius in the CHPR in the years 2017 and 18 were evaluated, with a total of 662 fractures (0.9 per day), in which the majority underwent orthopedic treatment with an index of complications that is around 14%, being greater the greater the initial displacement of the fracture.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Fraturas do Punho/epidemiologia , Recidiva , Esqueleto/crescimento & desenvolvimento , Uruguai/epidemiologia , Estudos Retrospectivos , Resultado do Tratamento , Distribuição por Idade e Sexo , Distribuição Temporal , Fraturas do Punho/classificação , Fraturas do Punho/complicações , Fraturas do Punho/terapia
2.
Enferm. foco (Brasília) ; 14: 1-7, mar. 20, 2023. tab, ilus
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1433854

RESUMO

Objetivo: Descrever a distribuição temporal e espacial dos casos confirmados de sífilis congênita no estado do Rio Grande do Norte, entre os anos de 2007 e 2017. Métodos: Estudo ecológico. Os dados foram obtidos do Sistema de Informação de Agravos de Notificação por meio do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde. Resultados: Ocorreram 3.344 casos, a menor incidência foi em 2007 (2,49) e a maior em 2017 (10,26). Houve maiores taxas de incidência em São Gonçalo do Amarante (620,69), Macaíba (49,26) e Mossoró (892,86) em anos diferentes. Identificou-se autocorrelação espacial da taxa de incidência por sífilis congênita nos anos de 2008 (p-valor 0,01; I= 0,18) e 2014 (p-valor 0,04; I= 0,04). Conclusão: A sífilis congênita apresenta crescimento no estado e sua distribuição está mais frequente em municípios da região metropolitana e em cidade interiorana, onde existem situações contextuais que influenciam nas taxas de incidência. (AU)


Objective: To describe the temporal and spatial distribution of confirmed cases of congenital syphilis in the state of Rio Grande do Norte between the years 2007 and 2017. Methods: Ecological study. Data were obtained from the Notifiable Diseases Information System through the Department of Informatics of the Unified Health System. Results: There were 3,344 cases, the lowest incidence was in 2007 (2.49) and the highest in 2017 (10.26). There were higher incidence rates in São Gonçalo do Amarante (620.69), Macaíba (49.26) and Mossoró (892.86) in different years. Spatial autocorrelation of the incidence rate for congenital syphilis was identified in the years 2008 (p-value 0.01; I = 0.18) and 2014 (p-value 0.04; I = 0.04). Conclusion: Congenital syphilis is growing in the state and its distribution is more frequent in municipalities in the metropolitan region and in an inland city, where there are contextual situations that influence incidence rates. (AU)


Objetivo: Describir la distribución temporal y espacial de casos confirmados de sífilis congénita en el estado de Rio Grande do Norte entre los años 2007 y 2017. Métodos: Estudio ecológico. Los datos se obtuvieron del Sistema de Información de Enfermedades de Notificación a través del Departamento de Informática del Sistema Único de Salud. Resultados: Hubo 3,344 casos, la incidencia más baja fue en 2007 (2,49) y la más alta en 2017 (10,26). Hubo tasas de incidencia más altas en São Gonçalo do Amarante (620.69), Macaíba (49.26) y Mossoró (892.86) en diferentes años. La autocorrelación espacial de la tasa de incidencia de sífilis congénita se identificó en los años 2008 (valor p 0.01; I = 0.18) y 2014 (valor p 0.04; I = 0.04). Conclusión: La sífilis congénita está creciendo en el estado y su distribución es más frecuente en los municipios de la región metropolitana y en una ciudad del interior, donde existen situaciones contextuales que influyen en las tasas de incidencia. (AU)


Assuntos
Sífilis Congênita , Epidemiologia , Incidência , Distribuição Temporal , Sistemas de Informação em Saúde
3.
Arch. pediatr. Urug ; 93(2): e222, dic. 2022. tab, tab
Artigo em Espanhol | LILACS, UY-BNMED, BNUY | ID: biblio-1411437

RESUMO

El Hospital Escuela del Litoral de Paysandú es un centro de referencia departamental y regional con un Servicio de Emergencia único. Asiste a 68.000 usuarios, 25% pediátrico. Objetivos: describir la epidemiología global de las consultas durante el año 2019 en el Servicio de Emergencia del Hospital Escuela del Litoral de Paysandú y las características de la población pediátrica que concurre al mismo. Analizar los principales motivos de consulta, demanda asistencial, nivel de gravedad, rol del médico que asiste al paciente pediátrico y destino del paciente. Material y métodos: estudio descriptivo retrospectivo de la demanda asistencial durante el año 2019. Descripción y análisis de las consultas pediátricas entre el 1 de enero y el 30 de junio de 2019. Resultados: 47.647 consultas, 11.411 pediátricas. Meses de mayor consulta: julio, agosto y octubre. N: 4.905, 34,4% preescolares. 89% de las consultas se clasificaron como nivel 4 y 5. La patología respiratoria predominó en todas las franjas etarias y meses del año. Los pacientes nivel 1 se derivaron a cuidados moderados o CTI, y uno falleció. Discusión y conclusiones: mayor demanda asistencial en los meses fríos por patologías respiratorias. 1 de cada 100 consultas corresponden a emergencia-urgencia y 1 de cada 5 menos urgentes. Inadecuado uso del Servicio de Emergencia con sobrecarga asistencial. Se confirma utilidad del triage como herramienta en un Servicio de Emergencia mixto


The School Hospital Hospital Escuela del Litoral de Paysandú is a departmental and regional reference center with a unique Emergency Service. It serves 68,000 users, 25% of which are pediatric users. Objectives: to describe the total epidemiology consultations in 2019 at the Emergency Service of the Hospital Escuela del Litoral de Paysandú and the characteristics of its emergency pediatric population. Analyze the key reasons for consultation, care demand, level of severity, the role of doctors who receive pediatric patients and patients' referral. Material and methods: retrospective descriptive study of the demand for care in 2019. Description and analysis of pediatric consultations between January 1 and June 30, 2019. Results: 47,647 consultations, 11,411 pediatric. Months of greater consultation: July, August and October. N: 4905. 34.4% preschool. 89% of the consultations were classified as level 4 and 5. Respiratory pathology prevailed in all age groups and months of the year. Level 1 patients were referred to moderate care or ICU and one died. Discussion and conclusions: higher demand for care in Winter months due to respiratory pathologies. 1 out of every 100 consultations belonged to Emergency-Urgency Services and 1 out of 5 were less urgent. Inadequate use of the Emergency Service with care overload. We confirm the effectiveness of Triage as a tool in a mixed Emergency Services patients' referral process.


O Hospital Escola do Litoral de Paysandú é um centro de referência departamental e regional com um Serviço de Emergência único. Atende 68.000 usuários, 25% pediátricos. Objetivos: descrever a epidemiologia geral das consultas durante o ano de 2019 no Serviço de Emergência do Hospital Escola de Paysandú e as características da população pediátrica que atende o Serviço de Emergência. Analisar os principais motivos de consulta, demanda de atendimento, grau de gravidade, atuação dos médicos que atendem os pacientes pediátricos e destino do paciente. Material e métodos: estudo descritivo retrospectivo da demanda de atendimento durante o ano de 2019. Descrição e análise das consultas pediátricas entre 1º de janeiro e 30 de junho. de 2019 Resultados: 47.647 consultas, 11.411 pediátricas. Meses de maior consulta: julho, agosto e outubro. N: 4.905. 34,4% pré-escolar. 89% das consultas foram classificadas como nível 4 e 5. A patologia respiratória prevaleceu em todas as faixas etárias e meses do ano. Pacientes nível 1 foram encaminhados para cuidados moderados ou UTI e um faleceu. Discussão e conclusões: maior procura de cuidados nos meses frios devido a patologias respiratórias. 1 em cada 100 consultas corresponde a Urgência-Emergência e 1 em cada 5 corresponde a consultas menos urgentes. Uso inadequado do Serviço de Emergência com sobrecarga de atendimento. Confirma-se a utilidade da Triagem como ferramenta em um Serviço de Emergência misto.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Papel do Médico , Estatísticas de Assistência Médica , Serviço Hospitalar de Emergência/estatística & dados numéricos , Medicina de Emergência Pediátrica/estatística & dados numéricos , Uruguai/epidemiologia , Estudos Retrospectivos , Distribuição por Idade , Distribuição Temporal
4.
Braz. j. biol ; 82: 1-12, 2022. map, tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1468459

RESUMO

In Northern Tunisia, seasonal streams, called wadi, are characterized by extreme hydrological and thermal conditions. These freshwater systems have very particular features as a result of their strong irregularity of flow due to limited precipitation runoff regime, leading to strong seasonal hydrologic fluctuations. The current study focused on the spatio-temporal distribution of chironomids in 28 sampling sites spread across the Northern Tunisia. By emplying PERMANOVA, the results indicated a significant spatio-temporal variation along various environmental gradients. The main abiotic factors responsible for noted differences in the spatial distribution of chironomids in wadi were the conductivity and temperature, closely followed by altitude, pH, salinity, talweg slope and dissolved oxygen, identified as such by employing distance-based linear models' procedure. The Distance-based redundancy analysis ordination showed two main groups: the first clustered the Bizerte sites, which were characterized by high water conductivity, sodium concentration and salinity. The second main group comprised sites from the Tell zone and was characterized by low temperatures, neutral pH, low conductivity and nutrients content. The subfamily TANYPODIINAE (e.g., Prochladius sp., Prochladius choerus (Meigen, 1804) and Macropelopia sp.) was the dominant group at Tell zone, whereas species such as Diamesa starmachi (Kownacki et Kownacha, 1970) and Potthastia gaedii (Meigen, 1838) were found only in Tell Wadis. In contrast, chironomid species such as Diamesa starmachi (Kownacki et Kownacha, 1970), Potthastia gaedii (Meigen, 1838), Procladius choreus (Meigen, 1804) were specific for Tell Mountain. Cap Bon wadis region was dominated by genus Cladotanytarsus sp. The results of this survey liked the taxonomic composition of chironomid assemblages to the variation of hydromorphological and physic-chemical gradients across the northern Tunisia wadis.


No norte da Tunísia, riachos sazonais chamados wadi são caracterizados por condições hidrológicas e térmicas extremas. Esses sistemas de água doce têm características muito particulares como resultado de sua forte irregularidade de fluxo devido ao regime de escoamento de precipitação limitado, levando a fortes flutuações hidrológicas sazonais. O estudo atual enfocou a distribuição espaço-temporal dos quironomídeos em 28 locais de amostragem espalhados pelo norte da Tunísia. Ao aplicar PERMANOVA, os resultados indicaram uma variação espaço-temporal significativa ao longo de vários gradientes ambientais. Os principais fatores abióticos responsáveis pelas diferenças observadas na distribuição espacial dos quironomídeos no wadi foram a condutividade e a temperatura, seguidos de perto por altitude, pH, salinidade, declive do talvegue e oxigênio dissolvido, identificados como tais empregando o procedimento de modelos lineares baseados na distância. A ordenação da análise de redundância baseada em distância mostrou dois grupos principais: o primeiro agrupou os sítios Bizerte, que foram caracterizados por alta condutividade da água, concentração de sódio e salinidade. O segundo grupo principal compreendia locais da zona de Tell e era caracterizado por baixas temperaturas, pH neutro, baixa condutividade e conteúdo de nutrientes. A subfamília Tanypodiinae (por exemplo, Prochladius sp., Prochladius choerus [Meigen, 1804] e Macropelopia sp.) era o grupo dominante na zona de Tell, enquanto espécies como Diamesa starmachi (Kownacki et Kownacha, 1970) e Potthastia gaedii (Meigen, 1838) foram encontradas apenas em Tell Wadis. Em contraste, espécies de quironomídeos, como Diamesa starmachi (Kownacki et Kownacha, 1970), Potthastia gaedii (Meigen, 1838), Procladius choreus (Meigen, 1804), eram específicas para Tell Mountain. A região de Cap Bon wadis [...].


Assuntos
Animais , Chironomidae/crescimento & desenvolvimento , Demografia , Distribuição Animal/classificação , Distribuição Temporal
5.
Natal; s.n; 20220000. 278 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1435099

RESUMO

A doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19) é atualmente o mais grave problema de saúde pública no mundo. Considerando a magnitude da doença, bem como os impactos psicossociais e econômicos, avaliar a distribuição temporal e os fatores associados com a mortalidade por COVID-19 em públicos distintos pode fornecer evidências sobre a dinâmica temporal e os grupos com maior risco de óbito. Com as medidas adotadas para o enfrentamento da pandemia, foram verificadas mudanças na prática de profissionais de saúde e professores, sendo importante avaliar o impacto na saúde mental. Nesse contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a morbidade e mortalidade por COVID-19 no Brasil e discutir evidencias sobre impacto da pandemia na saúde mental de profissionais de saúde e professores. Para responder a este objetivo, foram desenvolvidos quatro estudos. No primeiro, de corte transversal, foram incluídos 8.402 crianças e adolescentes de 0 a 19 anos com Síndrome Respiratório Aguda Grave (SRAG) por COVID-19. A taxa de incidência e de mortalidade foi 13,74 e 1,35 por 100.000, respectivamente, com letalidade de 9,81%. Na análise multivariada pela Regressão de Poisson com variância robusta, os fatores associados com maior risco de óbito foram faixa etária < 1 ano, cardiopatia, doenças imunossupressoras, doenças neurológicas e síndrome de Down. No segundo artigo, de revisão sistemática, foi identificado que os instrumentos Mini Nutritional Assessment (MNA), MNA-short form, o Geriatric Nutrition Risk Index, o Nutritional Risk Screening 2002, o Malnutrition Universal Screening Tool, o modified Nutrition Risk in Critically Ill (NUTRIC) score e o Subjective Global Assessmen apresentam elevada sensibilidade para identificação de risco nutricional em idosos com COVID-19. No terceiro artigo, de revisão sistemática sobre a saúde mental de professores em tempos de COVID-19, foi verificado que a prevalência de ansiedade variou de dez a 49,4%, para depressão, de 15,9 a 28,9%, e, para estresse, de 12,6 a 50,6%. Atuar em escolas (em comparação com universidades), ser do sexo feminino e estar vivenciando o retorno às aulas presenciais foram fatores relacionados com maior risco de alterações emocionais. No quarto artigo, uma revisão sistemática com metanálise sobre a ansiedade em profissionais de saúde, foi identificada prevalência de 35% (IC95%: 29-40), sendo maior nas mulheres e nos enfermeiros. Atuar na linha de frente, estar infectado com coronavírus e apresentar doenças crônicas também foram fatores associados com maior risco de ansiedade. Os resultados desta tese evidenciam que apesar de menos prevalente que em idosos, a COVID-19 também acomete considerável quantidade de crianças e adolescentes no Brasil, com maior razão de prevalência para óbito nos que apresentam cardiopatia, doenças imunossupressoras, doenças neurológicas e síndrome de Down. Para os idosos, foi verificado que os instrumentos de triagem nutricional são úteis para a identificação de risco nutricional. Foi registrada elevada prevalência de alterações do estado emocional em profissionais de saúde e professores, havendo a necessidade de medidas em saúde coletiva que visem à prevenção destas alterações nestes profissionais. Há a necessidade de inclusão desta pauta em Vigilância em Saúde, especificamente Saúde do Trabalhador (AU).


The disease caused by the new coronavirus (COVID-19) is currently the most serious public health problem in the world. Considering the magnitude of the disease, as well as the psychosocial and economic impacts, assessing the temporal distribution and factors associated with mortality from COVID-19 in different publics can provide evidence about the temporal dynamics and the groups with the highest risk of death. With the measures adopted to face the pandemic, changes were observed in the professional practice of health professionals and teachers, and it is important to assess the impact on mental health. In this context, the aim of this study was to assess morbidity and mortality from COVID-19 in Brazil and the impact of the pandemic on the mental health of health professionals and teachers. To respond to this objective, four studies were developed. In the first, a cross-sectional study, 8,402 children and adolescents aged 0 to 19 years with Severe Acute Respiratory Syndrome (SARS) due to COVID-19 were included. The incidence and mortality rates were 13.74 and 1.35 per 100,000, respectively, with a mortality rate of 9.81%. In the multivariate analysis using Poisson Regression with robust variance, the factors associated with a higher risk of death were age group < 1 year, heart disease, immunosuppressive diseases, neurological diseases and Down syndrome. In the second article, a systematic review, it was identified that the instruments Mini Nutritional Assessment (MNA), MNA-short form, the Geriatric Nutrition Risk Index, the Nutritional Risk Screening 2002, the Malnutrition Universal Screening Tool, the modified Nutrition Risk in Critically Ill (NUTRIC) score and the Subjective Global Assessmen have high sensitivity for identifying nutritional risk in older adults with COVID19. In the third article, a systematic review on the mental health of teachers in times of COVID-19, it was found that the prevalence of anxiety ranged from ten to 49.4%, for depression, from 15.9 to 28.9%, and, for stress, from 12.6 to 50.6%. Working in schools (compared to universities), being female and experiencing a return to face-to-face classes were factors related to a higher risk of emotional changes. In the fourth article, a systematic review with meta-analysis on anxiety in health professionals, a prevalence of 35% (95%CI: 29-40) was identified, being higher in women and nurses. Working on the front lines, being infected with the coronavirus and having chronic illnesses were also factors associated with a higher risk of anxiety. The results of this thesis show that despite being less prevalent than in the elderly, COVID-19 also affects a considerable number of children and adolescents in Brazil, with a higher prevalence ratio for death in those with heart disease, immunosuppressive diseases, neurological diseases and Down syndrome. A high prevalence of alterations in the emotional state was registered in health professionals and teachers, with the need for collective health measures aimed at preventing these alterations in these professionals. There is a need to include this agenda in Health Surveillance, specifically Occupational Health (AU).


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Avaliação Nutricional , Saúde Mental , Morbidade , COVID-19/transmissão , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais/métodos , Análise Multivariada , Mortalidade , Distribuição Temporal
6.
Natal; s.n; 20220000. 278 p. tab, graf, ilus, maps.
Tese em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1442978

RESUMO

A doença causada pelo novo coronavírus (COVID-19) é atualmente o mais grave problema de saúde pública no mundo. Avaliar a distribuição temporal e os fatores associados com a mortalidade por COVID-19 em públicos distintos pode fornecer evidências sobre a dinâmica temporal e os grupos com maior risco de óbito. Ademais, com as medidas adotadas para o enfrentamento da pandemia, foram verificadas mudanças na prática profissional de profissionais de saúde e professores, sendo importante avaliar o impacto na saúde mental. Nesse contexto, o objetivo deste estudo foi avaliar a morbidade e mortalidade por COVID-19 no Brasil e o impacto da pandemia na saúde mental de profissionais de saúde e professores. Para responder a este objetivo, foram desenvolvidos quatro estudos. No primeiro, de corte transversal, foram incluídos 8.402 crianças e adolescentes de 0 a 19 anos com SRAG por COVID-19. A taxa de incidência e de mortalidade foi 13,74 e 1,35 por 100.000, respectivamente, com letalidade de 9,81%. Na análise multivariada pela Regressão de Poisson com variância robusta, os fatores associados com maior risco de óbito foram faixa etária < 1 ano, cardiopatia, doenças imunossupressoras, doenças neurológicas e síndrome de Down. No segundo artigo, de revisão sistemática, foi identificado que os instrumentos Mini Nutritional Assessment (MNA), MNA-short form, o Geriatric Nutrition Risk Index, o Nutritional Risk Screening 2002, o Malnutrition Universal Screening Tool, o modified Nutrition Risk in Critically Ill (NUTRIC) score e o Subjective Global Assessmen apresentam elevada sensibilidade para identificação de risco nutricional em idosos com COVID-19. No terceiro artigo, de revisão sistemática sobre a saúde mental de professores em tempos de COVID-19, foi verificado que a prevalência de ansiedade variou de dez a 49,4%, para depressão, de 15,9 a 28,9%, e, para estresse, de 12,6 a 50,6%. Atuar em escolas (em comparação com universidades), ser do sexo feminino e estar vivenciando retorno às aulas presenciais foram fatores relacionados com maior risco de alterações emocionais. No quarto artigo, uma revisão sistemática com metanálise sobre a ansiedade em profissionais de saúde, foi identificada prevalência de 35% (IC95%: 29-40), sendo maior nas mulheres e nos enfermeiros. Atuar na linha de frente, estar infectado com coronavírus e apresentar doenças crônicas também foram fatores associados com maior risco de ansiedade. Os resultados desta tese evidenciam que apesar de menos prevalência que em idosos, a COVID-19 também acomete considerável quantidade de crianças e adolescentes no Brasil. Para os idosos, foi verificado que os instrumentos de triagem nutricional são úteis para a identificação de risco nutricional. Foi registrada elevada prevalência de alterações do estado emocional em profissionais de saúde e professores, havendo a necessidade de medidas em saúde coletiva que visem à prevenção destas alterações nestes profissionais. Há a necessidade de inclusão desta pauta em Vigilância em Saúde, especificamente Saúde do Trabalhador (AU).


The disease caused by the new coronavirus (COVID-19) is currently the most serious public health problem in the world. Considering the magnitude of the disease, as well as the psychosocial and economic impacts, assessing the temporal distribution and factors associated with mortality from COVID-19 in different publics can provide evidence about the temporal dynamics and the groups with the highest risk of death. With the measures adopted to face the pandemic, changes were observed in the professional practice of health professionals and teachers, and it is important to assess the impact on mental health. In this context, the aim of this study was to assess morbidity and mortality from COVID-19 in Brazil and the impact of the pandemic on the mental health of health professionals and teachers. To respond to this objective, four studies were developed. In the first, a cross-sectional study, 8,402 children and adolescents aged 0 to 19 years with Severe Acute Respiratory Syndrome (SARS) due to COVID-19 were included. The incidence and mortality rates were 13.74 and 1.35 per 100,000, respectively, with a mortality rate of 9.81%. In the multivariate analysis using Poisson Regression with robust variance, the factors associated with a higher risk of death were age group < 1 year, heart disease, immunosuppressive diseases, neurological diseases and Down syndrome. In the second article, a systematic review, it was identified that the instruments Mini Nutritional Assessment (MNA), MNA-short form, the Geriatric Nutrition Risk Index, the Nutritional Risk Screening 2002, the Malnutrition Universal Screening Tool, the modified Nutrition Risk in Critically Ill (NUTRIC) score and the Subjective Global Assessmen have high sensitivity for identifying nutritional risk in older adults with COVID19. In the third article, a systematic review on the mental health of teachers in times of COVID-19, it was found that the prevalence of anxiety ranged from ten to 49.4%, for depression, from 15.9 to 28.9%, and, for stress, from 12.6 to 50.6%. Working in schools (compared to universities), being female and experiencing a return to face-to-face classes were factors related to a higher risk of emotional changes. In the fourth article, a systematic review with meta-analysis on anxiety in health professionals, a prevalence of 35% (95%CI: 29-40) was identified, being higher in women and nurses. Working on the front lines, being infected with the coronavirus and having chronic illnesses were also factors associated with a higher risk of anxiety. The results of this thesis show that despite being less prevalent than in the elderly, COVID-19 also affects a considerable number of children and adolescents in Brazil, with a higher prevalence ratio for death in those with heart disease, immunosuppressive diseases, neurological diseases and Down syndrome. A high prevalence of alterations in the emotional state was registered in health professionals and teachers, with the need for collective health measures aimed at preventing these alterations in these professionals. There is a need to include this agenda in Health Surveillance, specifically Occupational Health (AU).


Assuntos
Humanos , Saúde Mental , Morbidade , Pessoal de Saúde/psicologia , COVID-19/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Estudos Transversais/métodos , Análise Multivariada , Distribuição Temporal
7.
Rev. Bras. Cancerol. (Online) ; 68(1)jan./fev./mar. 2022.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1370286

RESUMO

Introdução: A mortalidade por neoplasias no Brasil se distribui de forma distinta entre as Macrorregiões, sendo a Nordeste responsável pelo segundo maior número de óbitos por neoplasias e, nessa Região, a Bahia ocupa a primeira posição. Objetivo: Analisar a tendência da mortalidade por neoplasias no Estado da Bahia e nas nove Macrorregiões de Saúde, entre 2008 e 2018. Método: Estudo ecológico, a partir dos óbitos por neoplasia (C00-D48) nessas Macrorregiões, registrados no Sistema de Informações sobre Mortalidade entre 2008 e 2018. As tendências de mortalidade por faixa etária foram analisadas pela regressão Joinpoint, tendo como desfecho morte por câncer e ano do óbito como variável independente. Resultados: Ocorreram 115.034 óbitos relacionados à neoplasia, sendo 39,2% registrados na Macrorregião Leste, 53,2% em homens, 65,4% na faixa etária de 60 anos ou mais, 24% com 1 a 3 anos de escolaridade, 68,6% eram negros e 50,9% eram não casados. As tendências das taxas de mortalidade por 100 mil habitantes, ajustadas para as faixas etárias de maiores e menores de 60 anos, indicaram que houve aumento dos óbitos em todas as Macrorregiões, entretanto, o incremento foi maior na Macrorregião Norte para maiores de 60 anos e na Macrorregião Oeste para menores de 60 anos. Conclusão: A mortalidade por câncer nas Macrorregiões baianas aumentou em ambas as faixas etárias, porém há diferenças no perfil de mortalidade por câncer entre as Macrorregiões de um mesmo Estado, indicando a necessidade de criação de políticas que levem em consideração essas peculiaridades regionais


Introduction: Mortality by neoplasms in Brazil is distributed differently among the Macroregions, with the Northeast responsible for the second highest number of deaths and, within this Macroregion, Bahia is ranked first. Objective: To analyze the trend of mortality by neoplasms in the State of Bahia and in the nine health Macroregions, between 2008 and 2018. Method: Ecological study based on deaths by neoplasia (C00-D48) in these Macroregions and registered in the Mortality Information System between 2008 and 2018. Mortality trends by age group were analyzed using the Joinpoint regression, with cancer death as an outcome and year of death as an independent variable. Results: There were 115,034 deaths related to neoplasia, 39.2% of which were recorded in the East Macroregion, 53.2% in men, 65.4% in the age group of 60 years or more, 24% with 1 to 3 years of education, 68.6% were black and 50.9% were not married. Trends in mortality rates per 100,000 inhabitants adjusted for the age groups of older and younger than 60 years indicated that the number of deaths grew in all Macroregions, however the increase was greater in the North Macroregion for over 60 and in the West Macroregion for under 60 years old. Conclusion: Cancer mortality in Bahia Macroregions has increased for both age groups, but there are differences in the profile of cancer mortality among Macroregions in the same state, indicating the need to create policies that address these regional peculiarities


Introducción: La mortalidad por neoplasias en Brasil se distribuye de manera diferente entre las Macrorregiones, siendo la Nordeste responsable del segundo mayor número de muertes por neoplasias y, dentro de esta Macrorregión, Bahía ocupa el primer lugar. Objetivo: Analizar la tendencia de la mortalidad por neoplasias en el Estado de Bahía y en las nueve Macrorregiones de salud, entre 2008 y 2018. Método: Estudio ecológico con base en las muertes por neoplasias (C00-D48) ocurridas en las Macrorregiones de Bahía y registrados en el Sistema de Información de Mortalidad entre 2008 y 2018. Las tendencias de mortalidad por grupo de edad se analizaron mediante la regresión de Joinpoint, con muerte por cáncer como resultado y año de muerte como variable independiente. Resultados: Se registraron 115.034 defunciones relacionadas con neoplasias, de las cuales 39,2% se registraron en la Macrorregión Este, 53,2% en hombres, 65,4% en el grupo de edad de 60 años o más, 24% con 1 a 3 años de escolaridad, 68,6% eran negros y 50,9% no estaban casados. Las tendencias en las tasas de mortalidad por 100.000 habitantes ajustadas por los grupos de edad mayores y menores de 60 años indicaron que todas las Macrorregiones experimentaron un aumento en el número de muertes, sin embargo, el aumento fue mayor en la Macrorregión Norte para los mayores de 60 años y en la Macrorregión Oeste para menores de 60 años. Conclusión: La mortalidad por cáncer en las Macrorregiones de Bahía ha aumentado para ambos grupos de edad, pero existen diferencias en el perfil de mortalidad por cáncer entre las Macrorregiones de un mismo Estado, lo que indica la necesidad de crear políticas que tomen en cuenta estas peculiaridades regionales


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Registros de Mortalidade , Indicadores de Morbimortalidade , Epidemiologia Descritiva , Distribuição Temporal , Neoplasias/mortalidade
8.
Rev. baiana saúde pública ; 45(1, n.esp): 46-61, 01 jan. 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1178342

RESUMO

A Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) é uma nova apresentação clínica em crianças e adolescentes, na faixa etária de zero a 19 anos, temporalmente associada à infecção pelo SAR-CoV-2. O objetivo deste estudo é analisar o perfil epidemiológico dos casos de SIM-P na Bahia. Trata-se de um estudo exploratório descritivo, com revisão de literatura, análise documental e das notificações de SIM-P realizadas no formulário on-line do REDCap, no período de 20 de julho a 4 de dezembro de 2020, considerando a orientação do Ministério da Saúde para a realização de busca ativa de casos desde 26 de fevereiro de 2020, data da confirmação do primeiro caso de Covid-19 no país. Na Bahia, nesse período, foram realizadas 66 notificações, com a confirmação de 42 casos, dos quais três evoluíram para óbito, 38 tiveram alta e um continua internado. As faixas etárias foram agrupadas em intervalos de cinco anos, sendo a faixa de 5 a 9 anos a que concentrou o maior número de casos (N = 20; 47,6%) e a faixa de 15 a 19 anos a que apresentou o menor número (N = 2; 4,8%). A média de idade coincidiu com a mediana, que foi de oito anos. Houve predomínio do sexo masculino, com 25 casos, representando 59,5%. Em relação à análise de ocorrência dos primeiros sintomas, o mês de julho registrou a maior concentração de casos no período estudado (28,6%). As informações obtidas por meio da vigilância da SIM-P são fundamentais para o conhecimento do perfil epidemiológico, podendo contribuir para o melhor manejo clínico dos casos.


Multisystem Inflammatory Syndrome in Children (MIS-C) is a new clinical presentation in children and adolescents aged zero to nineteen, temporarily associated with SARS-CoV-2 infection. This study aims at analyzing the epidemiological profile of MIS-C cases in the state of Bahia. This is an exploratory descriptive study, with a literature review, document analysis and MIS-C notifications made on the REDCap online form, from July 20 to December 4, 2020, considering the guidance of the Ministry of Health to conduct an active search for cases since February 26, 2020, date of confirmation of the first case of Covid-19 in the country. In the state, during this period, 66 notifications were made, with the confirmation of 42 cases, of which three evolved to death, 38 were discharged and one is still hospitalized. The age groups were grouped into five-year intervals, with the range of 5 to 9 years old having the highest number of cases (N = 20; 47.6%) and the range of 15 to 19 years old having the lowest number (N = 2; 4.8%). The mean age coincided with the median, which was 8 years. There was a predominance of boys, with 25 cases, representing 59.5%. Regarding the analysis of the occurrence of the first symptoms, July registered the highest concentration of cases (28.6%). The information obtained by the surveillance of MIS-C is fundamental for the knowledge of the epidemiological profile and may contribute to the better clinical management of cases.


El síndrome inflamatorio multisistémico pediátrico (SIM-P) es una nueva presentación clínica en niños y adolescentes de 0 a 19 años, temporalmente asociada a la infección por SARS-CoV-2. El objetivo de este estudio es analizar el perfil epidemiológico de los casos de SIM-P en Bahía. Este es un estudio exploratorio descriptivo, con revisión de literatura, análisis de documentos y notificaciones SIM-P realizadas en el formulario en línea de REDCap, del 20 de julio al 4 de diciembre de 2020, considerando la orientación del Ministerio de Salud para realizar una búsqueda activa de casos desde el 26 de febrero de 2020, fecha de confirmación del primer caso del covid-19 en el país. En Bahía, durante ese período, se realizaron 66 notificaciones, con la confirmación de 42 casos, de los cuales tres evolucionaron a muerte, 38 fueron dados de alta y uno aún se encuentra hospitalizado. Los grupos de edad se agruparon en intervalos de cinco años, con el rango de 5 a 9 años con el mayor número de casos (N = 20; 47,6%) y el rango de 15 a 19 años con el número más bajo (N = 2; 4,8%). La edad media coincidió con la mediana, que fue de 8 años. Predominó el sexo masculino, con 25 casos, representando el 59,5%. En cuanto al análisis de la ocurrencia de los primeros síntomas, el mes de julio registró la mayor concentración de casos en el período analizado (28,6%). La información obtenida por la vigilancia del SIM-P es fundamental para conocer el perfil epidemiológico, lo que puede contribuir al mejor manejo clínico de los casos.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto Jovem , Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/epidemiologia , Perfil de Saúde , Características de Residência , Distribuição por Sexo , Distribuição por Idade , Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/diagnóstico , Síndrome de Resposta Inflamatória Sistêmica/etiologia , Distribuição Temporal , COVID-19/complicações
9.
Pesqui. vet. bras ; 41: e06933, 2021. graf, mapas
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1351281

RESUMO

The application of spatial and temporal analysis in epidemiology aims to understand the causes and consequences of spatial and temporal heterogeneity in studies of infectious diseases. Bovine tuberculosis (bTB) is a chronic and progressive infectious disease caused by Mycobacterium bovis and is an important zoonosis worldwide. The aim of this study was to conduct spatial and temporal analyses of a secondary database of bTB-positive cases registered by the Federal Inspection Service in two slaughterhouses from the West of Minas mesoregion of Minas Gerais state, Brazil, from 2008 to 2012 and to suggest its use in epidemiological surveillance. The culled cattle with bTB macroscopic lesions during post mortem inspection were considered positive in this study. The data used were the positive cases registered on the "Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal" (SIG/SIF - Management Information System of the Federal Inspection Service) of the "Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento" (MAPA - Ministry of Agriculture, Livestock and Supplies), the number of animals slaughtered monthly and their municipalities of origin, per slaughterhouse. The prevalence (%) of cases per cattle slaughtered was calculated, and the relationship between these cases of bTB and cases of human tuberculosis (hTB) and the GDP per capita of the mesoregions comprising the municipalities surveyed was evaluated. The prevalence was 1,030 cases of bTB (0.28%). The lowest case numbers and prevalence rates were obtained in 2010, while the highest rates were observed in 2011. Slaughterhouse 1 showed stationarity, while Slaughterhouse 2 showed an increasing annual trend for data since October 2009. A statistical correlation between the numbers of cases of bovine and human TB (p=0.006, r=0.148) was observed. The prevalence for Slaughterhouses 1 and 2 were not correlated (p>0.05). The municipalities of origin demonstrated randomness in their spatial distribution. SIG/SIF-MAPA may be used for the analysis of spatial and temporal distribution to contribute to the monitoring of animal health services with information on the prevalence of culling for bTB in the West of Minas, South/Southwest of Minas, Campo das Vertentes and Zona da Mata mesoregions of Minas Gerais, Brazil.(AU)


A aplicação de análises espacial e temporal em epidemiologia visa compreender as causas e consequências da heterogeneidade espacial e temporal nos estudos de doenças infecciosas. A tuberculose bovina (TBb) é uma doença infecciosa crônica e progressiva causada pelo Mycobacterium bovis e uma importante zoonose em todo o mundo. O objetivo deste estudo foi realizar análises espaciais e temporais em um banco de dados secundário de casos positivos de TBb registrados pelo Serviço de Inspeção Federal em dois frigoríficos da mesorregião Oeste de Minas, estado de Minas Gerais, Brasil, de 2008 a 2012 e sugerir sua utilização na vigilância epidemiológica. Os bovinos abatidos com lesões macroscópicas de TBb durante a inspeção post mortem foram considerados positivos neste estudo. Os dados utilizados foram os casos positivos cadastrados no Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SIGSIF/MAPA), o número de animais abatidos mensalmente e seus municípios de origem, por frigorífico. Foi calculada a prevalência (%) de casos por bovinos abatidos e avaliada a relação entre esses casos de TBb e os casos de tuberculose humana (TBh) e o PIB per capita das mesorregiões que compõem os municípios pesquisados. A prevalência foi de 1.030 casos de TBb (0,28%). Os menores números de casos e prevalências foram obtidos em 2010, enquanto as maiores prevalências foram observadas em 2011. O Frigorífico 1 apresentou estacionariedade, enquanto o Frigorífico 2 apresentou tendência anual crescente para os dados desde outubro de 2009. Correlação estatística entre o número de casos de TBb e TBh (p=0,006, r=0,148) foi observada. As prevalências nos Frigoríficos 1 e 2 não se correlacionaram (p>0,05). Os municípios de origem demonstraram aleatoriedade em sua distribuição espacial. O SIGSIF/MAPA pode ser utilizado para a análise da distribuição espacial e temporal a fim de contribuir com o monitoramento dos serviços de saúde animal com informações sobre a prevalência de condenações por TBb nas mesorregiões Oeste de Minas, Sul/Sudoeste de Minas, Campo das Vertentes e Zona da Mata de Minas Gerais, Brasil.(AU)


Assuntos
Animais , Bovinos , Tuberculose Bovina/epidemiologia , Distribuição Temporal , Gado , Monitoramento Epidemiológico , Análise Espacial , Mycobacterium bovis/patogenicidade
10.
Rev. gaúch. enferm ; 42: e20190520, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1156647

RESUMO

ABSTRACT Objective To characterize the temporal trend of epidemiological indicators of leprosy in the State of Amapá. Method Time series study, carried out in the Notifiable Diseases Information System. The indicators analyzed were: annual detection rate of new cases, detection rate of new cases in the population from 0 to 14 years old, rate of new cases with grade 2 of disability, proportion of new cases with grade 2 and proportion of new multibacillary cases, between 2005 and 2018. The analysis of the temporal evolution was made by linear regression. Results The detection rate of new cases and the rate of children under 15 years showed a decreasing trend. The rate of new cases with grade 2 of disability and the proportion of cases with grade 2 showed oscillation. The proportions of multibacillary remained constant. Conclusion The epidemiological indicators analyzed suggest active transmission and late diagnosis, signaling a possible hidden endemic disease.


RESUMEN Objetivo Caracterizar la tendencia temporal de los indicadores epidemiológicos de la lepra en el Estado de Amapá. Métodos Estudio de series temporales realizado en el Sistema de Información de Enfermedades de Notificación. Los indicadores analizados fueron: tasa de detección anual de nuevos casos, tasa de detección de nuevos casos en la población de 0 a 14 años, tasa de nuevos casos com grado 2 de discapacidad, proporción de nuevos casos con grado 2 y proporción de nuevos casos multibacilares, entre 2005 y 2018. El análisis de la evolución temporal se realizó mediante regresión lineal. Resultados La tasa de detección de nuevos casos y la tasa de niños menores de 15 años mostraron una tendencia decreciente. La tasa de casos nuevos con discapacidad de grado 2 y la proporción de casos con grado 2 mostraron oscilación. Las proporciones de multibacilares se mantuvieron constantes. Conclusión Los indicadores epidemiológicos analizados sugieren transmisión activa y diagnóstico tardío, lo que indica una posible lepra oculta.


RESUMO Objetivo Caracterizar a tendência temporal dos indicadores epidemiológicos da hanseníase no Estado do Amapá. Método Estudo de série temporal, realizado no Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Os indicadores analisados foram: taxa de detecção anual de casos novos, taxa de detecção de casos novos na população de 0 a 14 anos, taxa de casos novos com grau 2 de incapacidade, proporção de casos novos com grau 2 e proporção de casos novos multibacilares, entre 2005 e 2018. A análise da evolução temporal foi feita por meio de regressão linear. Resultados A taxa de detecção de casos novos e a taxa em menores de 15 anos apresentaram tendência decrescente. A taxa de casos novos com grau 2 de incapacidade e a proporção de casos com grau 2 apresentaram oscilação. As proporções de multibacilares mantiveram-se constantes. Conclusão Os indicadores epidemiológicos analisados sugerem transmissão ativa e diagnóstico tardio, sinalizando uma possível endemia oculta.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Distribuição Temporal , Hanseníase/epidemiologia , Brasil , Estudos Epidemiológicos , Saúde Pública/estatística & dados numéricos
11.
Clin. biomed. res ; 41(4): 291-298, 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1349519

RESUMO

Introdução: No mundo, estima-se que cerca de 1,8 milhões de gestantes estejam infectadas por sífilis, apesar de apenas 10% desse valor sejam diagnosticados e devidamente tratados. Nesse sentido, o presente estudo tem por objetivo descrever a evolução temporal da incidência dos casos e das taxas de mortalidade por sífilis congênita (SC) em menores de 1 ano, bem como comparar o impacto dessa mortalidade por regiões do Brasil, entre 2009 e 2018. Métodos: Trata-se de um estudo ecológico, retrospectivo, com dados do Sistema de Informação e Agravos de Notificação (SINAN), Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) e do Sistema de Informação sobre Nascidos Vivos (SINASC). Resultados: A incidência de SC em indivíduos menores de 1 ano apresentou um acréscimo de 328,57% nas taxas notificadas entre 2009 (2,1/1.000) e 2018 (9/1.000). A média anual de incidência (ß 1 ) por SC foi de 0,80 (IC95% 0,75­0,86; p=00006), com um coeficiente de determinação (R 2 ) igual a 0,99%. A variação média da taxa de mortalidade por SC (ß 1 ) foi 0,006/1.000 (IC95% 0,005­0,008; p=0,00004, R 2 = 0,93%). A região Sudeste apresentou a maior proporção de mortalidade pela doença entre menores de 1 ano por SC, com 43,14% dos óbitos. Conclusão: Foi observada uma correlação positiva da incidência e da mortalidade por SC entre menores de 1 ano no Brasil ao longo dos anos analisados, sendo perceptível elevadas taxas entre as cincos regiões geográficas, sugerindo a necessidade de maior atenção à triagem no pré-natal e melhorias na capacitação dos serviços de saúde. (AU)


Introduction: Worldwide, it is estimated that about 1.8 million pregnant women are infected with syphilis, although only 10% of them are diagnosed and treated appropriately. Therefore, the present study aims to describe the temporal evolution of the incidence of cases of and mortality rates from congenital syphilis (CS) in children younger than 1 year, as well as to compare the impact of this mortality by regions of Brazil between 2009 and 2018. Methods: This is an ecological, retrospective study, with data from the Information System and Notifiable Diseases (SINAN), Mortality Information System (SIM) and the Information System on Live Births (SINASC). Results: The incidence of CS in individuals younger than 1 year showed an increase of 328.57% in the rates recorded between 2009 (2.1/1,000) and 2018 (9/1,000). The mean annual incidence (ß1) per CS was 0.80 (95% confidence interval [95%CI] 0.75-0.86; p = 00006), with a coefficient of determination (R2) equal to 0.99%. The mean variation in mortality rate from SC (ß1) was 0.006/1,000 (95%CI 0.005- 0.008; p = 0.00004, R2 = 0.93%). The southeast region had the highest proportion of mortality from the disease among children younger than 1 year due to CS, with 43.14% of deaths. Conclusion: There was a positive correlation between incidence of and mortality from CS among children younger than 1 year in Brazil over the years analyzed, with high rates in the five geographic regions, suggesting the need for greater attention to prenatal screening and improvements in the training of health service professionals. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Sífilis Congênita/epidemiologia , Mortalidade Infantil , Distribuição Temporal , Nascido Vivo
12.
Braz. arch. biol. technol ; 64: e21190502, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1285558

RESUMO

Abstract Climate is considered an important factor in the temporal and spatial distribution of vector-borne diseases. Dengue transmission involves many factors: although it is not yet fully understood, climate is a critical factor as it facilitates risk analysis of epidemics. This study analyzed the effect of seasonal factors and the relationship between climate variables and dengue risk in the municipality of Campo Grande, from 2008 to 2018. Generalized linear models with negative binomial and Poisson distribution were used. The most appropriate model was the one with "minimum temperature" and "precipitation", both lagged by one month, controlled by "year". In this model, a 1°C rise in the minimum temperature of one month led to an increase in dengue cases the following month, while a 10 mm increase in precipitation led to an increase in dengue cases the following month.


Assuntos
Mudança Climática , Dengue/epidemiologia , Distribuição Temporal , Estações do Ano , Distribuição Binomial , Modelos Lineares , Distribuição de Poisson
13.
Rev. clín. esp. (Ed. impr.) ; 220(8): 495-500, nov. 2020. mapas, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-187746

RESUMO

ANTECEDENTES Y OBJETIVO: Desde diciembre del 2019, se está detectando en el mundo un incremento de casos de una nueva enfermedad causada por el coronavirus 2019 (COVID-19). El objetivo de este artículo es proporcionar recomendaciones científicas para la prevención y el control de la COVID-19 en todo el mundo. MÉTODOS: Se han recopilado características demográficas generales, antecedentes epidemiológicos y síntomas clínicos de la COVID-19 recogidos en los sitios web de múltiples Comisiones Municipales de Salud en China. Aquí describimos las distribuciones temporales, geográficas y de población de la COVID-19. RESULTADOS: Hasta la medianoche del 10 de febrero del 2020, el número de casos confirmados de COVID-19 en China fue de 42.638, siendo Hubei la provincia con un mayor número de casos confirmados (31.728), seguida por Guangdong (1.177), Zhejiang (1.117) y la provincia de Henan (1.105), en China. El número de casos y la velocidad de confirmación en otras provincias fue más moderada que en la provincia de Hubei. La mediana (rango intecuartílico) de edad de 1.740 pacientes de COVID-19 fue de 44 años (33, 54), con un rango desde los 10 meses a los 89 años. CONCLUSIONES: La epidemia de COVID-19 se ha de considerar como una amenaza mundial, y los pasos encaminados para su control incluyen el diagnóstico temprano y su tratamiento, así como el aislamiento


BACKGROUND AND OBJECTIVE: Since December 2019, increasing cases of novel coronavirus disease 2019 (COVID-19) are being detected worldwide. The purpose of this paper is to provide a scientific reference for the global prevention and control of COVID-19. METHODS: General demographic characteristics, epidemiological history, and clinical symptoms of COVID-19 were collected that had been reported on the websites of multiple Municipal Health Commissions in China. We herein describe distributions in time, place, and population of COVID-19. RESULTS: As of midnight on February 10, 2020, the number of confirmed cases of COVID-19 in China was 42,638, and the province with the largest number of confirmed cases was Hubei (31728), followed by Guangdong (1177), Zhejiang (1117), and Henan (1105) province. The number of cases and the speed of confirmed cases in provinces other than Hubei were more moderate than those of the Hubei province. The median (interquartile range) age of 1740 patients with COVID-19 was 44 (33, 54) years, with a range of 10 months to 89 years. CONCLUSIONS: The COVID-19 epidemic should be considered a global threat and the steps for control include early diagnosis and treatment, as well as isolation


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Coronavírus Relacionado à Síndrome Respiratória Aguda Grave/patogenicidade , Pneumonia Viral/epidemiologia , Pandemias/estatística & dados numéricos , China/epidemiologia , Distribuição Temporal , Sistemas de Informação Geográfica/organização & administração , Estudos Ecológicos , Ameaças/análise , Isolamento de Pacientes/estatística & dados numéricos , Diagnóstico Precoce
14.
Arq. bras. med. vet. zootec. (Online) ; 72(5): 1965-1970, Sept.-Oct. 2020. tab, ilus
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1131550

RESUMO

This study aimed to describe the main behaviors of white-lipped peccaries (Tayassu pecari) expressed in a semi-intensive production system in Brazil. The behavioral activities of two groups of peccaries allocated in two paddocks were assessed, totaling 17 adult animals and eventual pups in different developmental stages. The animals were visually observed using the ad libitum sampling and scan sample methods during the adaptation and experimental phases, respectively. The animals were evaluated in the morning, afternoon, and at night. The behavioral activities observed by ad libitum sampling comprised feeding, pool contact, moving, staying inside the handling area, resting, mud bathing, mutual rubbing, rubbing, aggression, sexual behavior, copulation, foraging, breastfeeding, sleeping, territorial marking, interactions, birthing, gnawing, and other behaviors. All behaviors observed by the ad libitum sampling method were confirmed in the experimental period by scan sample, except for territorial marking and birthing. The effects of time of day were statistically significant (p <0.05) for eating, pool contact, movement, staying inside the handling area, resting, mud bathing and sleeping. These results contribute to the understanding of instinctive animal habits and to the development of nutritional, environmental and health management protocols that meet the requirements of peccaries.(AU)


Objetivou-se descrever os principais comportamentos que os queixadas (Tayassu pecari) expressam em sistema de produção semi-intensivo no Brasil, bem como suas diferenças de frequências comportamentais em função do período do dia. Foram avaliadas as atividades comportamentais de dois grupos de queixadas alocados em dois piquetes, totalizando 17 animais adultos e eventuais filhotes em diferentes estágios comportamentais. Na fase adaptativa e experimental os animais foram observados visualmente pelos métodos ad libitum e scan sample, respectivamente. Os animais foram avaliados nos períodos da manhã, tarde e noite. As atividades comportamentais observadas pelo método ad libitum foram alimentação, contato com a piscina, movimentação, interior do brete de manejo, descanso, lameando, esfregação mútua, esfregar-se, agressão, comportamento sexual, cópula, fuçando, amamentação, dormindo, marcando território, interações, manilha, parição, roendo e outros comportamentos. Todos os comportamentos observados pelo método ad libitum foram confirmados no período experimental scan sample, exceto para as variáveis marcando território e parição. O efeito do período do dia foi estatisticamente significativo (P<0,05) sobre as frequências dos comportamentos alimentação, contato com a piscina, movimentação, interior do brete de manejo, descanso, lameando e dormindo. Os resultados contribuem para a compreensão dos hábitos instintivos dos animais e, com isso, colaborar com a elaboração de protocolos de manejo nutricional, ambiental e sanitário, buscando-se suprir as necessidades dos queixadas. Futuras pesquisas envolvendo queixadas em cativeiro fomentarão os estudos voltados aos aspectos biológicos, conservacionistas e produtivos.(AU)


Assuntos
Animais , Artiodáctilos , Comportamento Animal , Bem-Estar do Animal , Brasil , Distribuição Temporal , Animais Selvagens
15.
Semina cienc. biol. saude ; 41(2, Supl.): 377-388, jun./dez. 2020. Ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1247562

RESUMO

Objetivo: detectar a presença de agrupamentos espaço-temporais dos casos de dengue em Três Corações, Minas Gerais, Brasil, utilizando informações da localização e do tempo de cada ocorrência e a série histórica da precipitação pluviométrica do período de estudo. Métodos: o método Kernel foi utilizado para estimar a intensidade dos casos, enquanto a função K espaço-temporal e o método de varredura foram utilizados para detectar o padrão e identificar agrupamentos, respectivamente. Resultados: a partir dos 2.818 casos observados, verificou-se que a maior parte desses ocorreu no final dos períodos chuvosos. Também foi detectada a presença de agrupamentos de casos, principalmente na Região Central da cidade. Uma razão para a formação de agrupamentos pode ser devido à maior densidade populacional das regiões afetadas. Conclusão: os resultados mostram que indivíduos que moram em regiões densamente povoadas são mais propensos a contrair dengue. Os métodos estatísticos utilizados permitiram caracterizar a distribuição espaço-temporal dos casos de dengue e também podem ser utilizados para analisar outras doenças endêmicas ou pandêmicas, o que pode contribuir para as políticas de prevenção e combate à proliferação dessas doenças.(AU)


Objective: detect the presence of space-time clusters of dengue cases in Três Corações, Minas Gerais, Brazil, using information on the location and time of each occurrence and the historical series of rainfall in the study period. Methods: the Kernel method was used to estimate the intensity of the cases, while the space-time K-function and the scan method were used to detect the pattern and identify clusters, respectively. Results: from the 2,818 observed cases, it was found that most of these occurred in the end of rainy periods. The presence of clusters of cases was also detected, mainly, in the central region of the city. One reason for the formation of clusters may be due to the higher population density of the affected regions. Conclusion: the results show that individuals who live in densely populated regions are more likely to get dengue. The statistical methods used allowed to characterize the spatio-temporal distribution of dengue cases and, they can also be used to analyze other endemic or pandemic diseases, which can contribute to policies to prevent and combat the proliferation of these diseases.(AU)


Assuntos
Humanos , Doença , Doenças Endêmicas , Dengue , Prevenção de Doenças , Organização Mundial da Saúde , Distribuição Temporal
16.
REVISA (Online) ; 9(ESPECIAL COVID-19): 656-668, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1128840

RESUMO

Objetivo: Analisar a mortalidade de profissionais de enfermagem (PE) pelo COVID-19 no Brasil no primeiro semestre do ano de 2020. Método: Trata-se de um estudo exploratório, descritivo e de abordagem quantitativa. Os dados foram extraídos junto ao Observatório da Enfermagem organizado do Conselho Federal de Enfermagem. Resultados: Foram identificados 18.857 casos reportados de PE infectados pelo Covid-19 e o universo de 194 registros de óbitos destes com taxa de letalidade de 2,44%. As maiores preponderâncias dos registros de óbito identificados foram de 40,7% (n=79) na região Sudeste (SE), 20,6% (n=40) no estado de São Paulo (SP), 66% (n=128) do sexo feminino e 25,8% (n=50) pessoas que pertenciam a faixa etária entre 51 a 60 anos. Considerações Finais: Por meio da presente pesquisa foi identificado aumento na frequência de registros de óbito de PE no recorte geográfico e histórico analisados.


Objective: To analyze the mortality of nursing professionals (PE) by COVID-19 in Brazil in the first half of 2020. Method: This is an exploratory, descriptive study with a quantitative approach. The data were extracted from the Nursing Observatory organized by the Federal Nursing Council. Results: 18.857 reported cases of PE infected with Covid-19 were identified and the universe of 194 death records of these with a lethality rate of 2.44%. The largest preponderances of the death records identified were 40.7% (n=79) in the Southeast (SE), 20.6% (n=40) in the state of São Paulo (SP), 66% (n=128 ) females and 25.8% (n=50) people who belonged to the age group between 51 and 60 years. Final Considerations: Through this research, an increase in the frequency of PE death records was identified in the analyzed geographical and historical context


Objetivo: analizar la mortalidad de los profesionales de enfermería (EP) por COVID-19 en Brasil en el primer semestre de 2020. Método: Este es un estudio exploratorio, descriptivo con un enfoque cuantitativo. Los datos fueron extraídos del Observatorio de Enfermería organizado por el Consejo Federal de Enfermería. Resultados: se identificaron 18.857 casos reportados de PE infectados con Covid-19 y el universo de 194 registros de defunción de estos con una tasa de mortalidad del 2,44%. La mayor preponderancia de los registros de defunción identificados fue 40.7% (n=79) en el sudeste (SE), 20.6% (n=40) en el estado de São Paulo (SP), 66% (n=128) mujeres y 25.8% (n=50) personas que pertenecían al grupo de edad entre 51 y 60 años. Consideraciones finales: A través de esta investigación, se identificó un aumento en la frecuencia de los registros de defunciones de PE en el perfil geográfico e histórico analizado.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Infecções por Coronavirus/mortalidade , Betacoronavirus , Profissionais de Enfermagem/estatística & dados numéricos , Brasil/epidemiologia , Distribuição Temporal
18.
Neotrop. ichthyol ; 18(4): e200078, 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, VETINDEX | ID: biblio-1143345

RESUMO

Spatial and temporal variations in streams promote large fluctuations of resource availability, thus affecting the diet of fishes. We evaluated the effects of hydrological periods and stream order within periods on the diet of the flag tetra Hyphessobrycon heterorhabdus. We analyzed 160 stomachs in eight streams ranging from 1st to 3rd order between dry and flood period. Sampled streams belonged to a well-preserved area in the Eastern Amazon. The flag tetra is omnivorous, with a tendency towards insectivory. During the dry period, the species exhibited a higher amount of autochthonous than allochthonous items. Fish consumed more allochthonous items in 1st and 2nd order streams in the dry period and in 1st and 3rd order streams in the flood period. These results reflect the interactions between temporal and longitudinal factors on resource availability and its influence on fish diet. This pattern is probably dependent on the extensive riparian vegetation as a direct and indirect source of food for stream fish.(AU)


Variações espaciais e temporais em habitats de riachos promovem grandes flutuações na disponibilidade de recursos, afetando assim a dieta dos peixes. Avaliamos os efeitos dos períodos hidrológicos e da ordem do riacho em cada período na dieta do tetra Hyphessobrycon heterorhabdus. Analisamos 160 estômagos em oito riachos variando de 1ª a 3ª ordem entre o período de seca e cheia. Todos os riachos foram amostrados em uma área bem preservada na Amazônia Oriental. O tetra é onívoro com tendência à insetivoria. Durante o período seco, a espécie exibiu maior quantidade de itens autóctones do que itens alóctones. Os peixes consumiram mais itens alóctones nos riachos de 1ª e 2ª ordem no período de seca e nos riachos de 1ª e 3ª ordem no período de cheia. Esses resultados refletem as interações entre fatores temporais e longitudinais na disponibilidade de recursos e sua influência na dieta de peixes. Este padrão é provavelmente dependente da extensa vegetação ripária como fonte direta e indireta de alimento para peixes de riachos.(AU)


Assuntos
Animais , Dieta , Caraciformes/fisiologia , Caraciformes/metabolismo , Ração Animal , Características de Residência , Ecossistema Amazônico , Distribuição Temporal
19.
Rev. bras. ciênc. saúde ; 24(1): 123-132, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1087539

RESUMO

Objetivo: Traçar o perfil dos óbitos das vítimas de suicídio necropsiadas no Núcleo de Medicina e Odontologia Legal do Instituto de Polícia Científica do Estado da Paraíba do Muni-cípio de Guarabira, no período de 2016 a 2017. Metodologia: Pesquisa documental e descritiva com abordagem quantitativa. A amostra foi composta por 47 laudos de óbitos por suicídio. Resultados: Das 47 mortes por suicídio, 76,6% eram do sexo masculino e 23,4% do sexo feminino. A média de idade foi de 44,3 anos com desvio padrão de 19,8, não existindo diferença quanto a idade para o sexo masculino e o feminino (p=0,223). Quanto ao estado civil, 55,3% eram solteiros, seguidos de casados (29,8%), 4,3% eram viúvos, 6,4% não tinham esta informação e 4,3% era ignorado. Do total de suicídios, 68,1% das vítimas foi enforcamento, seguido de 23,4% de envenena-mento, 4,3% arma de fogo, 2,1% precipitação de altura e 2,1% automutilação como meio para realizar o seu intuito. Conclusão: As vítimas mais frequentes pertenciam ao sexo masculino, adultos jovens e solteiros. A atividade laboral que mais se mostrou presente foi a agricultura, com meio mais utilizado o enforcamento, seguido pelo envenenamento. Os meses que existiram mais vítimas foram maio, agosto e setembro, com a segunda-feira e quinta-feira mais prevalentes. Espera-se que as características observadas dessas vítimas possibilitem a tomada de intervenções , com o objetivo de identificar os grupos de risco e estabelecer políticas de prevenção. (AU)


Objective: To outline the profile of deaths of suicide victims necropsied at the Center for Medicine and Forensic Dentistry of the Paraíba State Scientific Police Institute in Guarabira, from 2016 to 2017. Methodology: This is a documentary and descriptive research with a quantitative approach. The sample consisted of 47 reports of deaths from suicide. Results: Results showed that of the 47 suicide deaths, 76.6% were male and 23.4% female. The mean age was 44.34 years with a standard deviation of 19.83 in the total group, and no difference in the age of males and females (p = 0.223). Regarding marital status, 55.3% were single, followed by 29.8% were married, 4.3% were widowed, 6.4% did not have this information and 4.3% were ignored. Regarding the method to carry out the suicide, 68.1% of the victims were hanged, followed by 23.4% were poisoned, 4.3% were by firearm, 2.1% were by hight precipitation and 2.1% self-mutilation. Conclusion: The most frequent victims were male, young and single adults. The labor activity that was most present was agriculture, with hanging being the most used method, followed by poisoning. The months with the most casualties were May, August, and September, with the most prevalent days being Monday and Thursday. It is hoped that the observed characteristics will be able to enable effective in-terventions in order to identify suicide risk groups and establish prevention politics. (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Suicídio/estatística & dados numéricos , Trabalhadores Rurais , Brasil/epidemiologia , Prevalência , Estado Civil , Distribuição por Idade , Escolaridade , Distribuição Temporal
20.
Rev. bras. cancerol ; 66(4): e-141010, 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1140621

RESUMO

Introdução: O câncer pediátrico é considerado uma patologia rara, porém requer longos períodos de tratamento em centros de especialidade oncológica. Um dos principais desafios das famílias é o distanciamento dos locais de tratamento e de suporte hospitalar para internações em oncologia pediátrica. Objetivo: Analisar a tendência temporal por locais de residência e internação de crianças e adolescentes por diagnósticos oncológicos, entre os anos de 1998 e 2018, no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. Método: Trata-se de um estudo epidemiológico documental analítico, com coleta de dados secundários em base de dados de domínio público. O estudo possui caráter de série histórica e de distribuição espaço-geográfica, das internações hospitalares de crianças em tratamento oncológico no Rio Grande do Sul. Resultados: Menores de 4 anos representaram a principal demanda de internação por diagnóstico oncológico infantojuvenil ao longo dos anos. Em cerca de 80% das regiões em saúde, os pacientes acabam internando, por diagnóstico oncológico, fora das suas regiões de saúde e locais de residência. Nos últimos 20 anos, houve aumento da prevalência nas internações, ainda muito localizadas em centros de especialidade. Conclusão: Há necessidade de intervenção de políticas públicas e descentralização de serviços especializados no tratamento e internação em oncologia pediátrica.


Introduction: Pediatric cancer is considered a rare pathology, but it requires long periods of treatment in an oncology specialty center. One of the main challenges for the families is the distancing from treatment and hospital support facilities for hospitalizations in pediatric oncology. Objective: To analyze the time trend per places of residence and hospitalization of children and adolescents for cancer diagnoses occurred between 1998 and 2018 in the state of Rio Grande do Sul, Brazil. Method: Analytical documental epidemiological study, with collection of secondary data in a public domain database. The study is characterized as a historical series and spatial-geographical distribution of hospital admissions of children undergoing cancer treatment in Rio Grande do Sul. Results: Children under 4 years were the main demand for hospitalization for child and juvenile cancer diagnosis over the years. In about 80% of the health regions, patients end up admitted for cancer diagnosis out of their health regions and places of residence. In the last 20 years, there has been an increase in the prevalence of hospitalizations, which are still much concentrated in specialty centers. Conclusion: It is necessary the intervention of public policies and decentralization of specialized services for the treatment and hospitalization in pediatric oncology.


Introducción: El cáncer pediátrico se considera una patología rara, pero requiere largos períodos de tratamiento en un centro especializado en oncología. Uno de los principales desafíos para las familias es el distanciamiento de los sitios de tratamiento y apoyo hospitalario para hospitalizaciones en oncología pediátrica. Objetivo: Analizar la tendencia temporal por lugares de residencia y hospitalización de niños y adolescentes para diagnósticos de cáncer, entre los años 1998 y 2018, en el Estado de Rio Grande do Sul, Brasil. Objetivo: Analizar la tendencia temporal por lugares de residencia y hospitalización de niños y adolescentes para diagnósticos de cáncer, entre los años 1998 y 2018, en el Estado de Rio Grande do Sul, Brasil. Método: Estudio epidemiológico documental analítico, con recopilación de datos secundarios en una base de datos de dominio público. El estudio tiene el carácter de una serie histórica y de distribución espacial-geográfica, de ingresos hospitalarios de niños sometidos a tratamiento contra el cáncer en Rio Grande do Sul. Resultados: Los niños menores de 4 años representan la principal demanda de hospitalización por diagnóstico de cáncer para niños y adolescentes a lo largo de los años. En aproximadamente el 80% de las regiones de salud, los pacientes terminan internando, debido al diagnóstico de cáncer, en sus regiones de salud y lugares de residencia. En los últimos 20 años, ha habido un aumento en la prevalencia de hospitalizaciones, que todavía están muy ubicadas en centros especializados, en cinco de las siete macro regiones analizadas. Conclusión: Existe la necesidad de intervención de políticas públicas y descentralización de servicios especializados en el tratamiento y hospitalización en oncología pediátrica.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Recém-Nascido , Lactente , Pré-Escolar , Criança , Adolescente , Adulto Jovem , Hospitalização/tendências , Neoplasias/epidemiologia , Brasil/epidemiologia , Características de Residência , Prevalência , Distribuição Temporal , Neoplasias/diagnóstico
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...