Your browser doesn't support javascript.
Avaliação da associação entre tabagismo e índice de massa corporal segundo níveis de escolaridade / Evaluation of the association between smoking and body mass index by level of education
Belo Horizonte; s.n; 2013. 69 p. tab, graf.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-25478
Biblioteca responsável: BR21.1
Localização: BR21.1; T-WM290, TEAV
RESUMO
O excesso de peso e o tabagismo, quando presentes de forma conjunta em um indivíduo, são ainda mais prejudiciais à saúde do que quando presentes de forma isolada. Entretanto a relação entre tabagismo e excesso de peso ainda não é completamente conhecida e a prevalência da obesidade e do tabagismo são mais elevadas nos níveis sociais menos favorecidos, inclusive no Brasil. Diante desse panorama, estudos propõem que há associação entre o tabagismo e o IMC e o nível educacional pode influenciar essa relação. Dessa forma, o presente estudo objetivou investigar a associação entre tabagismo e IMC e testar essa associação segundo níveis de escolaridade em modelos estratificados para homens e mulheres na população brasileira. Trata-se de estudo transversal desenvolvido a partir de dados dos participantes do sistema VIGITEL das 26 capitais do Brasil e Distrito Federal de 2009. A variável dependente foi o IMC, utilizado de forma contínua. A variável independente de interesse central foi o tabagismo, categorizado em indivíduos que nunca fumaram, ex-fumantes, fumante leves (fumam de um a 19 cigarros/dia) e fumante pesados (fumam mais de20 cigarros/dia), e a potencial modificadora de efeito foi a escolaridade. O processamento dos dados e análises estatísticas foram feitas com o auxílio do programa STATA 12.0 no módulo survey. O teste de interação foi realizado com as variáveis tabagismo e escolaridade. Os modelos multivariados foram adicionalmente ajustados pela idade e pelas variáveis de estilo de vida (atividade física, consumo de bebidas alcoólicas, consumo alimentar e estado civil). Neste estudo houve associação entre tabagismo e IMC e nível de escolaridade apresentou efeito modificador estatisticamente significativo para ambos os sexos. Entretanto, essa diferença foi mais pronunciada entre homens do que mulheres. Homens fumantes pesados com baixa escolaridade tiveram IMC médio mais baixo do que quem nunca fumou, enquanto que na alta escolaridade...(AU)
ABSTRACT
The overweight and smoking, when both are present in an individual, are even more harmfulto health than when only one is present. However the relationship between smoking andoverweight is not fully known and the prevalence of obesity and smoking are higher in lowersocioeconomic level, including in Brazil. In this background, studies suggest that there is anassociation between smoking and BMI and educational level may influence this relationship.Thus, this study aimed to investigate the association between smoking and BMI and test thisassociation by educational levels in models stratified by sex in Brazilian population. It is across-sectional study developed from data from system participants VIGITEL from 26 statecapitals of Brazil and Federal District, 2009. Dependent variable was BMI, used ascontinuous. Independent variable of central interest was smoking, categorized as individualswho never smoked, ex-smokers, light smokers (smoke one to 19 cigarettes/day) and heavysmokers (smoke more than 20 cigarettes/day), and potential effect modifier variable wasschooling. Data processing and statistical analysis were done with the STATA 12.0, usingSTATA’s survey suite of command. The interaction test was conducted with smoking andeducation variables. Multivariate models were additionally adjusted for age and the lifestylevariables (physical activity, consumption of alcoholic beverages, food consumption andmarital status). In this study there was an association between smoking and BMI and theeducation level presented statistically significant effect modifier for both sexes. However, thisdifference was more pronounced among men than among women. Heavy smokers men withlow education had lower mean BMI than who never smoked, while in high education, heavysmokers had higher mean BMI than who never smoked. In addition, ex-smokers men withhigh education had higher mean BMI than those who never smoked, which did not occur inlow education...(AU)
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: BDENF - Enfermagem Assunto principal: Fumar / Índice de Massa Corporal / Escolaridade Aspecto clínico: Diagnóstico / Etiologia Limite: Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Ano de publicação: 2013 Tipo de documento: Tese