Your browser doesn't support javascript.
Seguimento da medida de independência funcional de idosos longevos de uma comunidade / Follow-up of the measure of functional independence of elderly people living in a community?
Curitiba; s.n; 20161216. 115 p. ilus tab^cgraf.
Tese em Português | BDENF - Enfermagem | ID: bde-32374
Biblioteca responsável: BR501.1
Localização: BR501.1; 618.970231, R484
RESUMO
Trata-se de estudo do tipo quantitativo com delineamento longitudinal, cujo objetivofoi acompanhar as variações na Medida de Independência Funcional relacionadas aosaspectos socioeconômicos e clínicos dos idosos longevos de uma comunidade, aolongo de quatro anos. O desfecho de interesse é a variação da medida deindependência funcional dos idosos longevos, que ocorrem naturalmente ao longo dotempo, e a influência dos aspectos socioeconômicos e clínicos nessa variação. Apesquisa foi realizada no domicílio dos idosos cadastrados em quatro UnidadesBásicas de Saúde. Calculou-se amostra aleatória simples com erro amostral de 4,67%e nível de significância de 95%. O tamanho da amostra resultante foi de 214 idososlongevos, os participantes da pesquisa foram recrutados aleatoriamente. Os dadosforam coletados por meio de entrevista estruturada e aplicação da Medida deIndependência Funcional (MIF), em três ondas de avaliação com intervalo mínimo deum ano entre cada onda. As análises estatísticas foram praticadas no software R paracomposição de dois modelos preditivos, com α=5%. Participaram 214 longevos, osquais foram avaliados pelo menos uma vez, e no máximo três vezes, totalizando 426avaliações. Do total de participantes 74 idosos realizaram as três avaliações. Omodelo de regressão linear múltipla considerou o total de participantes e indica queas variáveis “histórico de AVE”, “doença neurológica”, “ocorrência de quedas”, e“hospitalização recente” diminuem significativamente (p<0,001) o escore médio deMIF em 2,19 pontos; 0,93 pontos; 0,27 pontos e 0,27 pontos, respectivamente. Damesma forma, as variáveis de faixa etária diminuem o escore médio de MIF em 0,22pontos nos indivíduos com 80 a 84 anos, e 1,02 pontos em idosos entre 85 e 89 anos.Em contraponto, a variável “alteração cognitiva” quando ausente, aumentasignificativamente o escore médio de MIF em 1,63 pontos...(AU)
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática / Brasil Base de dados: BDENF - Enfermagem Assunto principal: Patologia / Idoso de 80 Anos ou mais / Avaliação Geriátrica / Enfermagem Geriátrica / Cuidados de Enfermagem Aspecto clínico: Etiologia Limite: Humanos Idioma: Português Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Tese