Your browser doesn't support javascript.
Evaluation of prenatal care in Primary Health Care in Brazil / Avaliação da atenção ao pré-natal na Atenção Básica no Brasil
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(2): 447-458, Apr.-June 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013137
Biblioteca responsável: BR663.1
ABSTRACT

ABSTRACT OBJECTIVES:

to evaluate prenatal care in Primary Care by identifying the aspects that influence structural and operational adequacy.

METHODS:

evaluation research with analysis of 4,059 municipalities that joined the 2nd cycle of the Program for Improving Access and Quality in Primary Care in 2013-2014. The evaluative model composed of 19 indicators grouped in structural aspects and operational aspects dimensions was validated in a consensus conference. Data analysis was descriptive, with the issuance of value judgment.

RESULTS:

in structural aspects, 32.6% of the municipalities presented adequacy, whilst in operational ones, only 24.1%. In the general prenatal evaluation, less than a quarter (24.6%) of the municipalities was adequate, those with up to 10 thousand inhabitants had a higher percentage of adequacy (41.6%). The South region presented adequacy of 33.8%, considering all sizes.

CONCLUSIONS:

most municipalities presented low adequacy in prenatal care, with better performance of structural aspects. Smaller municipalities presented better results in all analyzed items. Structural aspects and general evaluation of prenatal care are highlighted in the South region. Adequate attention to prenatal care needs to be comprehensive and equitable, with the strengthening of regional networks geared towards social inclusion.
RESUMO

RESUMO OBJETIVOS:

avaliar a atenção ao pré-natal na Atenção Básica identificando os aspectos que influenciam a adequação estrutural e operacional.

MÉTODOS:

pesquisa avaliativa com análise de 4.059 municípios que aderiram ao 2° ciclo do Programa de Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Básica em 2013-2014. O modelo avaliativo composto por 19 indicadores agrupados nas dimensões aspectos estruturais e aspectos operacionais foi validado em conferência de consenso. A análise de dados foi descritiva, com emissão de juízo de valor.

RESULTADOS:

nos aspectos estruturais 32,6% dos municípios apresentaram adequação e nos operacionais, apenas 24,1%. Na avaliação geral do pré-natal menos de um quarto (24,6%) dos municípios ficaram adequados, àqueles com até 10 mil habitantes apresentaram maior percentual de adequação (41,6%). A região Sul apresentou adequação de 33,8%, considerando todos os portes.

CONCLUSÕES:

a maior parte dos municípios apresentou baixa adequação na atenção ao pré-natal, com melhor desempenho dos aspectos estruturais. Municípios de menor porte apresentaram melhores resultados em todos os itens analisados. Destaque para a região Sul nos aspectos estruturais e na avaliação geral do pré-natal. Uma adequada atenção ao pré-natal precisa ser integral e equânime, com fortalecimento das redes regionais voltadas para a inclusão social.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Cuidado Pré-Natal / Atenção Primária à Saúde / Garantia da Qualidade dos Cuidados de Saúde / Avaliação em Saúde / Administração Municipal Tipo de estudo: Evaluation_studies Limite: Feminino / Humanos / Gravidez País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) Assunto da revista: Sa£de P£blica / Sa£de da Mulher Ano de publicação: 2019 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Santa Catarina/BR