Your browser doesn't support javascript.
loading
Relato de experiência: implantação do time de resposta rápida em um hospital público de nível secundário no interior de São Paulo / Experimence report: implantation of the quick response time of a secondary level public hospital inner of São Paulo / Informe de experiencia: implantación del equipo de respuesta rápida en un hospital público de nivel secundario en el interior de São Paulo
Rigotti, Ariane Ranzani; Brugugnolli, Izabela Dias; Ariosa, Rodrigo Hara; Coutinho, Nathalia Costa.
Afiliação
  • Rigotti, Ariane Ranzani; Centro Universitário Padre albino (UNIFIPA). BR
  • Brugugnolli, Izabela Dias; Centro Universitário Padre albino (UNIFIPA). BR
  • Ariosa, Rodrigo Hara; Centro Universitário Padre albino (UNIFIPA). BR
  • Coutinho, Nathalia Costa; Centro Universitário Padre albino (UNIFIPA). BR
CuidArte, Enferm ; 13(2): 137-142, dez.2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1087619
Biblioteca responsável: BR21.2
RESUMO

Introdução:

A parada cardíaca fora do ambiente monitorado da terapia intensiva é um evento adverso grave que potencialmente pode ser evitado. O desenvolvimento de Times de Resposta Rápida (TRRs) tem crescido em paralelo ao aumento do interesse em melhorar a qualidade e a segurança dos cuidados aos pacientes hospitalizados.

Objetivo:

Descrever a experiência na implantação e condução do trabalho do TRR em um hospital público de nível secundário. Material e

Método:

Estudo descritivo, quantitativo, do tipo relato de experiência, em que se pretende apresentar a implantação de um TRR no Hospital-Escola Emílio Carlos (HEEC) Catanduva-SP, que realiza o atendimento de pacientes 100% Sistema Único de Saúde.

Resultados:

A primeira etapa da implantação do TRR foi a organização e definição dos procedimentos necessários para sua implantação, cujos critérios de acionamento do TRR estão embasados em cincos parâmetros vitais e fisiológicos do Escore de MEWS e cada profissional tem papel determinado no TRR, seja no atendimento do paciente ou na implementação, avaliação dos dados e educação continuada. No primeiro trimestre de 2018 pelo TRR prestou-se atendimento a 89 pacientes adultos com média de idade de 66 anos. As emergências clínicas e a PCR demandam grande empenho e conhecimento por parte dos profissionais, porém, quando seu atendimento não está bem estruturado e definido pode gerar conflito de papeis, demora e realização de procedimentos equivocados, culminando com gastos desnecessários e, principalmente, com desfechos indesejados.

Conclusão:

Os serviços de saúde devem dispor de estratégias que visem a organização e sistematização do atendimento às emergências. Espera-se que a implantação do TRR e o consequente treinamento dos profissionais envolvidos possam contribuir de forma importante para a prevenção das ocorrências das PCR e melhorar o prognóstico dos pacientes após este evento.(AU)
ABSTRACT

Introduction:

Cardiac arrest outside the monitored intensive care setting is a serious adverse event that can potentially be avoided. The development of Rapid Response Teams (TRRs, in Portuguese ­ Time de Resposta Rápida) has grown in parallel with increased interest in improving the quality and safety of inpatient care.

Objective:

To describe the experience in the implantation and conduction of the work of the TRR in a public hospital of secondary level. Material and

Method:

A descriptive, quantitative study of the type of experience report in order to report the implementation of a TRR at Hospital-Escola Emílio Carlos (HEEC), Catanduva-SP, which performs the care of patients with 100% Unified Health System. The first step in the implementation of the TRR was the organization and definition of the necessary procedures for its implementation. The TRR trigger criteria are based on five vital and physiological parameters of the MEWS Score, and each professional has a specific role in the TRR, whether it is patient care or implementation, data evaluation and continuing education. In the first quarter of 2018, the TRR provided care for 89 adult patients with a mean age of 66 years. Clinical emergencies and CRP require great commitment and knowledge on the part of professionals. When the care is not well structured and defined, it can lead to conflicting roles, delays, wrong procedures, culminating in unnecessary expenses, and especially to unwanted outcomes.

Conclusion:

Health services should have strategies to organize and systematize emergency care. It is hoped that the implantation of the TRR and the consequent training of the professionals involved can contribute in an important way to the prevention of the occurrences of the RCPs and to improve the prognosis of the patients after this event.(AU)
RESUMEN

Introducción:

El paro cardíaco fuera del entorno de cuidados intensivos monitoreados es un evento adverso grave que puede prevenirse potencialmente. El desarrollo de los equipos de respuesta rápida (en Portugués ­ Time de Resposta Rápida TRR) ha crecido en paralelo con el creciente interés en mejorar la calidad y la seguridad de la atención de los pacientes hospitalizados.

Objetivo:

Describir la experiencia en la implementación y realización del trabajo del TRR en un hospital público secundario. Material y

Método:

Estudio descriptivo, cuantitativo, tipo informe de experiencia, en el que se pretende presentar la implementación de un TRR en el Hospital-Escola Emílio Carlos (HEEC) Catanduva-SP, que brinda atención a pacientes Sistema de Salud 100% Unificado.

Resultados:

La primera etapa de la implementación del TRR fue la organización y definición de los procedimientos necesarios para su implementación, cuyos criterios para desencadenar el TRR se basan en cinco parámetros vitales y fisiológicos del puntaje MEWS y cada profesional tiene un rol determinado en el TRR, en atención o implementación de pacientes, evaluación de datos y educación continua. En el primer trimestre de 2018, el TRR brindó atención a 89 pacientes adultos con una edad media de 66 años. Las emergencias clínicas y la PCR requieren un gran compromiso y conocimiento por parte de los profesionales, sin embargo, cuando su atención no está bien estructurada y definida, puede dar lugar a conflictos de roles, retrasos y ejecución de procedimientos incorrectos, que culminan en gastos innecesarios y, principalmente, con resultados no deseado.

Conclusión:

Los servicios de salud deben tener estrategias destinadas a organizar y sistematizar la atención de emergencia. Se espera que la implementación de la TRR y la consecuente capacitación de los profesionales involucrados puedan contribuir de manera importante a la prevención de los casos de PCR y a mejorar el pronóstico de los pacientes después de este evento.(AU)
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática / Brasil Contexto em Saúde: ODS3 - Meta 3C Aumentar o financiamento da saúde e o recrutamento, desenvolvimento, formação e retenção da força de trabalho da saúde Problema de saúde: Autoridade e Responsabilidade dos Profissionais de Saúde Base de dados: BDENF - Enfermagem Assunto principal: Equipe de Respostas Rápidas de Hospitais / Segurança do Paciente / Assistência Ambulatorial / Parada Cardíaca Tipo de estudo: Estudo prognóstico Limite: Humanos Idioma: Português Revista: CuidArte, Enferm Ano de publicação: 2019 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Centro Universitário Padre albino (UNIFIPA)/BR
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática / Brasil Contexto em Saúde: ODS3 - Meta 3C Aumentar o financiamento da saúde e o recrutamento, desenvolvimento, formação e retenção da força de trabalho da saúde Problema de saúde: Autoridade e Responsabilidade dos Profissionais de Saúde Base de dados: BDENF - Enfermagem Assunto principal: Equipe de Respostas Rápidas de Hospitais / Segurança do Paciente / Assistência Ambulatorial / Parada Cardíaca Tipo de estudo: Estudo prognóstico Limite: Humanos Idioma: Português Revista: CuidArte, Enferm Ano de publicação: 2019 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Centro Universitário Padre albino (UNIFIPA)/BR
...