Your browser doesn't support javascript.
loading
COVID-19 and Geriatric Dentistry: What will be the new-normal? / COVID-19 e Odontologia Geriátrica: Qual será o novo normal?
Marchini, Leonardo; Ettinger, Ronald L.
Afiliação
  • Marchini, Leonardo; University of Iowa. College of Dentistry and Dental Clinics. Department of Preventive and Community Dentistry. Iowa City. US
  • Ettinger, Ronald L; University of Iowa. College of Dentistry and Dental Clinics. Department of Prosthodontics. Iowa City. US
Braz. dent. sci ; 23(2,supl): 1-7, 2020.
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1100187
Biblioteca responsável: BR243.1
ABSTRACT
Older adults may face many barriers when accessing oral health care. The most vulnerable groups are people living in long term care institutions and the homebound. These barriers are related but not limited to socio-economic issues, medical and oral health problems. Some socio-economic problems are lack of finances, absence of dental insurance, lack of social support networks, and being institutionalized. Some general health problems are multiple co-morbidities, polypharmacy, dementia, and reduced autonomy. Some oral health problems are having heavily restored dentitions, dry mouth, root caries, and inability to maintain adequate oral hygiene independently. In addition to these existing barriers, many new barriers have arisen which are expected to further reduce access to oral health care for older adults due to the emergence of the COVID-19 pandemic. Older adults are at greater risk of fatal outcomes from COVID-19 infection and many dental procedures have an increased risk of creating aerosols, thereby spreading COVID-19 infection. Consequently, older adults due to fear are less likely to seek or receive oral health care until a treatment or vaccine is developed for COVID-19 infections. In this article, the authors discuss the implications of the COVID-19 pandemic to the practice of geriatric dentistry, and what is expected to be the "new normal" in this field of dentistry (AU)
RESUMO
Os idosos geralmente enfrentam muitas barreiras para acessar os serviços de saúde bucal. Os grupos mais vulneráveis são formados por pessoas que vivem em instituições de longa permanência ou estão restritos às suas casas. Essas barreiras estão relacionadas, entre outras, a questões socioeconômicas e problemas de saúde geral e oral. Alguns problemas socioeconômicos são problemas financeiros, falta de convênio odontológico, falta de redes de apoio social e institucionalização. Alguns problemas gerais de saúde são múltiplas comorbidades, polifarmácia, demência e autonomia reduzida. Alguns problemas de saúde bucal são dentição muito restaurada, boca seca, cárie radicular e incapacidade de manter uma higiene bucal adequada de forma independente. Além das barreiras já existentes, devido ao surgimento da pandemia de COVID-19 surgiram novas barreiras que deverão reduzir ainda mais o acesso aos cuidados de saúde bucal para idosos. Idosos correm maior risco de complicações fatais da COVID-19 e muitos procedimentos odontológicos têm um risco aumentado de gerar aerossóis, espalhando assim a COVID-19. Consequentemente, os idosos têm menor probabilidade de procurar ou receber cuidados de saúde bucal devido ao medo, até que um tratamento ou vacina seja desenvolvido para a COVID-19. Neste artigo, os autores discutem as implicações da pandemia de COVID-19 na prática da odontologia geriátrica e o que se espera ser o "novo normal" nesse campo da Odontologia.(AU)
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BBO - Odontologia / LILACS Assunto principal: Idoso / Envelhecimento / Saúde Bucal / Infecções por Coronavirus / Betacoronavirus / Odontologia Geriátrica Limite: Idoso / Humanos Idioma: Inglês Revista: Braz. dent. sci Assunto da revista: Odontologia Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: University of Iowa/US