Your browser doesn't support javascript.
loading
Senso de Coerência e o medo de falar em público em universitários / Sense of Coherence and the fear of public speaking in university students
Pantuza, Júlia Janssen; Alexandre, Ingrid Occhi; Medeiros, Adriane Mesquita de; Marinho, Anna Carolina Ferreira; Teixeira, Letícia Caldas.
Afiliação
  • Pantuza, Júlia Janssen; Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. BR
  • Alexandre, Ingrid Occhi; Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. BR
  • Medeiros, Adriane Mesquita de; Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. BR
  • Marinho, Anna Carolina Ferreira; Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. BR
  • Teixeira, Letícia Caldas; Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte. BR
CoDAS ; 32(5): e20190071, 2020. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1133542
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO
RESUMO

Objetivo:

Testar a associação entre o Senso de Coerência (SOC) e o medo de falar em público em universitários.

Método:

Estudo transversal, com amostra de 1.124 estudantes de cursos de graduação de uma universidade pública brasileira. Foi utilizado questionário online dividido em três blocos o primeiro avaliou os dados sociodemográficos e os sintomas somáticos do medo de falar em público; o segundo avaliou o SOC, por meio do questionário SOC-13; e o terceiro foi composto pela Escala para Autoavaliação ao Falar em Público (SSPS), que norteia aspectos cognitivos dessa atividade. Os universitários foram divididos em dois grupos (SOC alto e SOC baixo) por meio da análise de Cluster de dois passos. Os dados foram analisados de forma descritiva e por meio do teste de Mann-Whitney e modelos de regressão logística bi e multivariado, com significância de 5%.

Resultados:

Os universitários que relataram não ter medo de falar em público apresentaram mais chance de pertencer ao grupo SOC alto (OR=3,19, IC95%=2,30-4,42). Os universitários do grupo SOC alto se autoavaliaram mais positivamente na escala SSPS (p<0.001).

Conclusão:

Universitários com mais de 30 anos, na segunda metade da graduação, das áreas da Saúde e Exatas, com sintoma de respiração ofegante, que não relatam medo de falar em público e que se autopercebem mais positivamente para falar em público, apresentam o SOC mais alto. Diante do estudo, observa-se a importância de se considerar o SOC como um recurso de enfrentamento importante, tendo em vista a grande interferência dos aspectos emocionais na fala em público.
ABSTRACT
ABSTRACT

Purpose:

To test the association between the Sense of Coherence (SOC) and the fear of public speaking in university students.

Method:

Cross-sectional study was carried out with a sample of 1124 undergraduate students of a Brazilian public university. An online questionnaire was used divided into three blocks the first evaluated the sociodemographic data and the somatic symptoms of the fear of public speaking; the second evaluated the SOC, through the SOC-13 questionnaire; and the third was composed by the Scale for Self-Assessment in Public Speaking (SSPS), with questions that point out cognitive aspects of this activity. The students were divided into two groups (high SOC and low SOC) through the Two-step Cluster analysis. Data were analyzed descriptively and by the Mann-Whitney test and bi and multivariate logistic regression models, with significance set at 5%.

Results:

The students who reported not being afraid to speak in public were more likely to belong to the high SOC group (OR = 3.19, 95% CI = 2.30-4.42). Students from the high SOC group self-assessed more positively on the SSPS scale (p <0.001).

Conclusion:

College students over 30 years old, on the second half of graduation, with breathing discomfort, who do not report fear of public speaking and who perceive themselves more positively for public speaking, they have the highest SOC. Thus, it is observed the importance of considering the SOC as an important coping resource, given the great interference of emotional aspects in public speech.

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Fatores de risco Idioma: Português Revista: CoDAS Assunto da revista: Audiologia / Patologia da Fala e Linguagem Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Minas Gerais/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Fatores de risco Idioma: Português Revista: CoDAS Assunto da revista: Audiologia / Patologia da Fala e Linguagem Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Minas Gerais/BR
...