Your browser doesn't support javascript.
loading
A singular oral appliance to treat obstructive sleep apnea in CPAP non-adherent patients
Barbosa, Denise Fernandes; Giannasi, Lilian Chrystiane; Ferreira, Liege Maria Di Bisceglie; Cruz, Miguel Meira e; Alves, Marcelo Corrêa; Berzin, Fausto.
Afiliação
  • Barbosa, Denise Fernandes; s.af
  • Giannasi, Lilian Chrystiane; Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho. Instituto de Ciência e Tecnologia. São José dos Campos. BR
  • Ferreira, Liege Maria Di Bisceglie; Universidade de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba. Piracicaba. BR
  • Cruz, Miguel Meira e; Universidade de Lisboa. Lisbon School of Medicine. Centro Cardiovascular. Lisbon. PT
  • Alves, Marcelo Corrêa; Universidade de São Paulo. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Piracicaba. BR
  • Berzin, Fausto; Universidade de Campinas. Faculdade de Odontologia de Piracicaba. Piracicaba. BR
Dental press j. orthod. (Impr.) ; 25(5): 44-50, Sept.-Oct. 2020. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-1133688
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
ABSTRACT

Introduction:

The most prescribed treatment option for Obstructive Sleep Apnea (OSA) is CPAP; however, its adherence is limited. Oral Appliance therapy (OAT) is frequently an option or even an adjuvant, being the mandibular advancement Oral Appliance (OAm) the most used prescription. It modifies the upper airway, improving the airway patency. OAm construction is based on the occlusal plane to disocclusion. In this study, the DIORS® appliance was used, a singular OAm, based on Neuro-Occlusal Rehabilitation concepts, that uses Camper's plane as a disocclusion reference, in order to achieve neuromuscular balance and functional stability.

Objective:

This study primarily aimed to assess the DIORS® effectiveness in relation to clinical and polysomnographic outcomes. It was also evaluated if the use of DIORS® is as effective as titrated CPAP to treat CPAP non-adherent patients.

Methods:

Twenty patients were included in this study. Objective and subjective clinical data were assessed at a sleep laboratory using all-night polysomnography, and Epworth Sleepiness Scale (ESS), taken at three moments Baseline, CPAP titration, and using DIORS®. Analysis of respiratory parameters as apnea/hypopnea index (AHI), oxyhemoglobin saturation levels, the arousal index and daytime sleepiness were taken as criteria for a successful OAT.

Results:

Respiratory and arousal parameters improved in both therapies, while DIORS® promoted a better ESS.

Conclusion:

Results from the present work support that DIORS® is a viable and effective adjuvant therapy for patients with moderate to severe OSA non-adherent to CPAP.
RESUMO
RESUMO

Introdução:

A opção mais indicada para tratamento da apneia obstrutiva do sono (AOS) é o CPAP; contudo, a aderência é limitada. A Terapia com Aparelho Oral (TAO) é, frequentemente, uma opção, ou mesmo um adjuvante. A prescrição mais utilizada é o Aparelho Oral de avanço mandibular (AOm). O AOm modifica a via aérea superior, melhorando a patência do espaço aéreo. A construção do AOm se baseia no plano de oclusão para desoclusão. No presente estudo, usamos o DIORS®, um AOm diferente, baseado nos conceitos da Reabilitação Neuro-Oclusal (RNO), que utiliza o Plano de Camper como referência da desoclusão para alcançar o equilíbrio neuromuscular e estabilidade funcional.

Objetivo:

O presente estudo teve como objetivo principal abordar a eficácia do DIORS®, considerando-se os resultados clínicos e polissonográficos. Adicionalmente, foi avaliado, também, se o uso desse AOm é tão eficaz quanto a titulação do CPAP para tratar pacientes com AOS não aderentes ao CPAP.

Métodos:

Vinte pacientes foram incluídos neste estudo. Dados clínicos objetivos e subjetivos foram avaliados em um laboratório de sono usando polissonografia de noite inteira e a Escala de Sonolência de Epworth (ESE) observando-se três momentos inicial, titulação do CPAP e usando o DIORS®. Os critérios de sucesso da TAO foram assumidos pela análise dos parâmetros respiratórios como Índice de Apneia e Hipopneia (IAH) e níveis de saturação de oxi-hemoglobina, o índice de despertar e a sonolência diurna.

Resultados:

Em ambas as terapias, os parâmetros respiratórios e de despertares melhoraram. Adicionalmente, uma melhora na ESE foi alcançada com o DIORS®.

Conclusão:

Os resultados do presente trabalho apoiam que o DIORS® é uma terapia adjuvante viável e bastante eficaz para pacientes com AOS moderada a grave não aderentes ao CPAP.
Assuntos


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BBO - Odontologia / LILACS Assunto principal: Avanço Mandibular / Apneia Obstrutiva do Sono / Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Dental press j. orthod. (Impr.) Assunto da revista: Ortodontia Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil / Portugal Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho/BR / Universidade de Campinas/BR / Universidade de Lisboa/PT / Universidade de São Paulo/BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BBO - Odontologia / LILACS Assunto principal: Avanço Mandibular / Apneia Obstrutiva do Sono / Pressão Positiva Contínua nas Vias Aéreas Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Dental press j. orthod. (Impr.) Assunto da revista: Ortodontia Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil / Portugal Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho/BR / Universidade de Campinas/BR / Universidade de Lisboa/PT / Universidade de São Paulo/BR
...