Your browser doesn't support javascript.
loading
Factors associated with hospitalizations and deaths of pregnant women from Paraná due to COVID-19: a cross-sectional study / Fatores associados a hospitalizações e óbitos de gestantes paranaenses por COVID-19: estudo transversal
Bergantini, Larissa Silva; Ichisato, Sueli Mutsumi Tsukuda; Salci, Maria Aparecida; Birolim, Marcela Maria; Santos, Márcia Lorena Alves dos; Höring, Carla Franciele; Rossa, Roberta; Facchini, Luiz Augusto.
Afiliação
  • Bergantini, Larissa Silva; Universidade Estadual de Maringá. Maringá. BR
  • Ichisato, Sueli Mutsumi Tsukuda; Universidade Estadual de Maringá. Maringá. BR
  • Salci, Maria Aparecida; Universidade Estadual de Maringá. Maringá. BR
  • Birolim, Marcela Maria; Centro Universitário Guairacá. Guarapuava. BR
  • Santos, Márcia Lorena Alves dos; Universidade Estadual de Maringá. Department of Statistics. Maringá. BR
  • Höring, Carla Franciele; Universidade Estadual de Maringá. Department of Statistics. Maringá. BR
  • Rossa, Roberta; Universidade Estadual de Maringá. Maringá. BR
  • Facchini, Luiz Augusto; Universidade Federal de Pelotas. Department of Social Medicine. Pelotas. BR
Rev. bras. epidemiol ; 27: e240005, 2024. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1535583
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT
ABSTRACT Objective: To analyze the factors associated with hospitalization in the ward and intensive care unit (ICU), and with death from COVID-19 in pregnant women with confirmed cases. Methods: Observational, cross-sectional study, carried out with data from pregnant women with a confirmed case of COVID-19 from the Influenza Epidemiological Surveillance Information System and the Paraná's state COVID-19 notification system. The association between the independent and dependent variables (hospitalization in the ward and ICU, and death) was investigated using the Poisson regression model with robust variance. Results: 4,719 pregnant women comprised the study population. 9.6 and 5.1% were hospitalized in wards and ICU, respectively. 1.9% died. There was an association between advanced maternal age and hospitalization in wards (PR=1.36; 95%CI 1.10-1.62) and ICU (PR=2.25; 95%CI 1.78-2.71), and death (PR=3.22; 95%CI 2.30-4.15). An association was found between the third trimester and hospitalization in wards (PR=5.06; 95%CI 2.82-7.30) and ICU (PR=6.03; 95%CI 3.67-8.39) and death (PR=13.56; 95%CI 2.90-24.23). The second trimester was associated with ICU admission (PR=2.67; 95%CI 1.36-3.99). Pregnant women with cardiovascular disease had a higher frequency of hospitalization in wards (PR=2.24; 95%CI 1.43-3.05) and ICU (PR=2.66; 95%CI 1.46-3.87). Obesity was associated with ICU admission (PR=3.79; 95%CI 2.71-4.86) and death (PR=5.62; 95%CI 2.41-8.83). Conclusions: Advanced maternal age, the end of the gestational period and comorbidities were associated with severe COVID-19.
RESUMO
RESUMO Objetivo: Analisar os fatores associados à hospitalização em enfermaria e unidade de terapia intensiva (UTI), e ao óbito pela COVID-19 em gestantes com caso confirmado. Métodos: Pesquisa observacional, transversal, realizada com dados de gestantes com caso confirmado para COVID-19 provenientes do Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Gripe e do Sistema Estadual Notifica COVID-19, do Paraná. Investigou-se a associação entre variáveis independentes e dependentes (hospitalização em enfermaria e UTI, e óbito) pelo modelo de regressão de Poisson com variância robusta. Resultados: 4.719 gestantes compuseram a população do estudo; 9,6 e 5,1% foram hospitalizadas em enfermaria e UTI, respectivamente; 1,9% evoluíram para óbito. Houve associação entre a idade materna avançada e internação em enfermaria (RP=1,36; IC95% 1,10-1,62) e UTI (RP=2,25; IC95% 1,78-2,71), e óbito (RP=3,22; IC95% 2,30-4,15). Verificou-se associação entre o terceiro trimestre gestacional e hospitalização em enfermaria (RP=5,06; IC95% 2,82-7,30) e UTI (RP=6,03; IC95% 3,67-8,39) e óbito (RP=13,56; IC95% 2,90-24,23). O segundo trimestre associou-se à internação em UTI (RP=2,67; IC95% 1,36-3,99). Gestantes com cardiopatia apresentaram maior frequência de hospitalização em enfermaria (RP=2,24; IC95% 1,43-3,05) e UTI (RP=2,66; IC95% 1,46-3,87). A obesidade foi associada à admissão em UTI (RP=3,79; IC95% 2,71-4,86) e ao óbito (RP=5,62; IC95% 2,41-8,83). Conclusão: A idade materna avançada, o final do período gestacional e comorbidades foram fatores associados a quadros graves de COVID-19.


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Problema de saúde: Meta 3.1: Reduzir a mortalidade materna Base de dados: LILACS Idioma: Inglês Revista: Rev. bras. epidemiol Assunto da revista: Epidemiologia / Saúde Pública Ano de publicação: 2024 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Centro Universitário Guairacá/BR / Universidade Estadual de Maringá/BR / Universidade Federal de Pelotas/BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Problema de saúde: Meta 3.1: Reduzir a mortalidade materna Base de dados: LILACS Idioma: Inglês Revista: Rev. bras. epidemiol Assunto da revista: Epidemiologia / Saúde Pública Ano de publicação: 2024 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Centro Universitário Guairacá/BR / Universidade Estadual de Maringá/BR / Universidade Federal de Pelotas/BR
...