Your browser doesn't support javascript.
loading
Filhos com Sintomas Psicológicos Clínicos: Papel Discriminante da Conjugalidade, Coparentalidade e Parentalidade / Hijos con Síntomas Psicológicos Clínicos: El Rol Discriminante de la Conyugalidad, Coparentalidad y Parentalidad / Children with Clinical Psychological Symptoms: The Discriminant Role of Conjugality, Coparenting and Parenting
Mosmann, Clarisse; Costa, Crístofer Batista da; Silva, Allana Gessiele Mello da; Luz, Susana Konig.
Afiliação
  • Mosmann, Clarisse; Universidade do Vale do Rio dos Sinos. RS. BR
  • Costa, Crístofer Batista da; Universidade do Vale do Rio dos Sinos. RS. BR
  • Silva, Allana Gessiele Mello da; Universidade do Vale do Rio dos Sinos. RS. BR
  • Luz, Susana Konig; Universidade do Vale do Rio dos Sinos. RS. BR
Trends Psychol ; 26(1): 429-442, jan.-mar. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-904553
Biblioteca responsável: BR1338.1
RESUMO
Resumo Estudos indicam que a saúde mental dos filhos sofre reverberações positivas e negativas não somente da relação pais-filhos, mas também de aspectos da conjugalidade e da coparentalidade. Entretanto, a natureza e a magnitude dessas associações, quando analisadas em conjunto, ainda não foram suficientemente compreendidas, especialmente no contexto nacional. Nesse sentido, objetivou-se investigar em crianças e adolescentes com e sem sintomas psicológicos clínicos, qual o papel discriminante das variáveis da relação conjugal, coparental e parental de seus pais. A amostra foi composta por 200 participantes, com filhos de 4 a 18 anos, casados e coabitando com a prole. Através de análise estatística discriminante identificou-se as variáveis competição coparental, prática parental de intrusividade, exposição do filho ao conflito coparental e conflito conjugal como discriminante dos filhos com sintomas clínicos. Os resultados apontam que o subsistema coparental prepondera nesta relação, entretanto as três dimensões analisadas interagem de forma interdependente no ajustamento psicológico dos filhos.
RESUMEN
Resumen La salud mental de niños sufre repercusiones positivas y negativas no sólo de la relación padres e hijos, sino también del matrimonio y de la coparentalidad. Sin embargo, la naturaleza y magnitud de estas asociaciones, cuando se consideran conjuntamente, no están aun suficientemente comprendidas, especialmente en el contexto nacional. Se objetivó investigar en niños y adolescentes con y sin síntomas psicológicos clínicos, el rol discriminante de las variables de la relación matrimonial, parental y coparental. La muestra fueron 200 participantes, con niños de 4-18 años, en relación estable y que cohabitan con estos. El análisis discriminante mostró las variables competencia coparental, práctica parental de intrusión, exposición del niño al conflicto coparental y el conflicto conyugal como discriminantes de los niños con síntomas clínicos. Los resultados indican que el subsistema coparental prevalece en esta relación, sin embargo, las tres dimensiones analizadas interactúan de manera interdependiente en el ajuste psicológico de niños.
ABSTRACT
Abstract Studies indicate that the mental health of children suffer positive and negative reverberations not only from the parent-child relationship, but also from marital and coparenting aspects. However, the nature and magnitude of these associations, when considered together, are not yet sufficiently understood, especially in the national context. This study aims to investigate in children and adolescents with and without clinical psychological symptoms, the discriminant role of the variables of their parent's marital, parental and coparental relations. The sample consists of 200 participants, with children 4-18 years old in a steady relationship and cohabiting with the offspring. Through discriminating statistical analysis the variables coparental competition, intrusiveness of parenting, child exposure to coparenting conflict, and marital conflict were identified as discriminant of children with clinical symptoms. The results indicate that the coparental subsystem prevails in this relationship, however the three dimensions analyzed interact interdependently in the psychological adjustment of children.

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: Trends Psychol Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade do Vale do Rio dos Sinos/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Português Revista: Trends Psychol Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade do Vale do Rio dos Sinos/BR
...