Your browser doesn't support javascript.
loading
Implantação da gestão de risco nos processos relacionados a medicamentos utilizados em unidade terapia intensiva / Implementation of risk management to the processes related to drugs used in intensive care unit / Aplicación de la gestión de riesgos en los procesos relacionados con los medicamentos utilizados en la unidad de terapia intensiva
Pontes, Leticia Prince Pereira; Rocha, Tania Pavão Oliveira; Diniz, Raquel Pereira; Brito, Gysllene Melo Coelho.
Afiliação
  • Pontes, Leticia Prince Pereira; Universidade Federal do Maranhão. Maranhão. BR
  • Rocha, Tania Pavão Oliveira; Universidade Federal do Maranhão. Maranhão. BR
  • Diniz, Raquel Pereira; Universidade Federal do Maranhão. Maranhão. BR
  • Brito, Gysllene Melo Coelho; Universidade Federal do Maranhão. Maranhão. BR
Rev. baiana saúde pública ; 41(3): https://doi.org/10.22278/2318-2660.2017.v41.n3.a2326, jul. 2017.
Artigo em Português | Coleciona SUS, LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-BA | ID: biblio-906487
Biblioteca responsável: BR15.1
RESUMO
A gestão de riscos consiste na formulação de diferentes medidas preventivas para evitar a ocorrência de acidentes ou para reduzir suas consequências. O presente estudo teve como objetivo implantar a gestão de risco nos processos relacionados a medicamentos utilizados em terapia intensiva na área de Farmacovigilância. A pesquisa consistiu em um estudo qualitativo e descritivo. Utilizou-se uma simplificação metodológica do Plano Estratégico Situacional. Participaram da pesquisa e construção do Plano Estratégico Situacional uma supervisora da farmácia, dois médicos da Unidade de Terapia Intensiva e um técnico de enfermagem, que foram convidados a participar de oficinas mediadas por um farmacêutico (gestor de risco). Os resultados evidenciaram que o problema priorizado na farmacovigilância foi a dificuldade de os profissionais realizarem a notificação de reações adversas a medicamentos. Após a aplicação da espinha de peixe, foram observadas as causas e consequências, assim como a solução evidenciada e a implantação da gestão de risco na Unidade de Terapia Intensiva de acordo com o problema relatado. Entre as questões levantadas, destacam-se as necessidades de estimular a cultura de segurança do paciente, capacitar profissionais da Unidade de Terapia Intensiva para identificação e notificação dos riscos relacionados a medicamentos e realizar a farmacovigilância. Concluiu-se que a ferramenta utilizada facilitou a análise real das principais necessidades na área da farmacovigilância com participação efetiva da gestão de risco com enfoque na segurança do paciente.
ABSTRACT
Risk management consists of the formulation of different preventive measures to avoid the occurrence of accidents or to reduce their consequences. The present study aimed to implement risk managementt to the processes related to drugs used in intensive therapy in farmacovigilance field. The research consisted of a qualitative and descriptive study. A methodological simplification of the Strategic Situational Plan was used. Participated in the research and in the construction of the Strategic Situational Plan a supervisor of the pharmacy, two physicians of the Intensive Care Unit and a nursing technician, who were invited to participate in workshops mediated by a pharmacist (risk manager). The results showed that the prioritized problem in pharmacovigilance was the difficulty of professionals in reporting adverse drug reactions. After the application of the fishbone, the causes and consequences were observed, as well as the solution evidenced and the implantation of the risk management in the Intensive Care Unit according to the reported problem. Among the issues raised are the need to stimulate patient safety culture, train Intensive Care Unit professionals to identify and report drug-related risks and perform pharmacovigilance. It was possible to conclude that the tool used facilitated the real analysis of the main needs in the field of pharmacovigilance with effective participation of risk management with a focus on patient safety.
RESUMEN
La gestión de riesgos consiste en la formulación de diferentes medidas preventivas para evitar la ocurrencia de accidentes o para reducir sus consecuencias. Este estudio tuvo como objetivo poner en práctica la gestión de riesgo en los procesos relacionados con los fármacos utilizados en terapia intensiva en el área de farmacovigilancia. La investigación consistió en un estudio cualitativo y descriptivo. Utilizóse una simplificación metodológica del Plan Estratégico Situacional y participaron en la investigación y la construcción del Plan Estratégico Situacional una supervisora de la farmacia, dos médicos de la Unidad de Terapia Intensiva y un técnico de enfermería, que fueron invitados a participar en talleres mediadas por un farmacéutico (gestor de riesgos). Los resultados mostraron que el problema priorizado en la farmacovigilancia fue la dificultad de los profesionales para llevar a cabo la notificación de reacciones adversas a los medicamentos. Después de aplicar la espina de pez, observaronse las causas y consecuencias, así como la solución evidenciada y la implementación de la gestión de riesgos en la Unidad de Terapia Intensiva de acuerdo con el problema reportado. Entre las cuestiones planteadas destacanse las necesidades de estimular la cultura de seguridad del paciente, capacitar profesionales en la Unidad de Terapia Intensiva para la identificación y la notificación de los riesgos relacionados con los medicamentos y llevar a cabo la farmacovigilancia. Concluyóse que la herramienta utilizada facilitó el análisis real de las principales necesidades en el área de farmacovigilancia con la participación efectiva de la gestión de riesgos con un enfoque en la seguridad del paciente.
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados nacionais / Brasil Base de dados: CONASS / LILACS / SES-BA / Coleciona SUS Assunto principal: Gestão de Riscos / Preparações Farmacêuticas / Farmacovigilância / Unidades de Terapia Intensiva Tipo de estudo: Relato de casos Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. baiana saúde pública Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Maranhão/BR
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados nacionais / Brasil Base de dados: CONASS / LILACS / SES-BA / Coleciona SUS Assunto principal: Gestão de Riscos / Preparações Farmacêuticas / Farmacovigilância / Unidades de Terapia Intensiva Tipo de estudo: Relato de casos Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. baiana saúde pública Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Maranhão/BR
...