Your browser doesn't support javascript.
Can musical intervention improve memory in Alzheimer's patients? Evidence from a systematic review / Intervenção musical pode melhorar a memória em pacientes com doença de Alzheimer? Uma revisão sistemática
Dement. neuropsychol ; 12(2): 133-142, Apr.-June 2018. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-952950
Biblioteca responsável: BR15.3
Localização: BR 15.3
ABSTRACT
ABSTRACT Treatment with music has shown effectiveness in the treatment of general behavioural and cognitive symptoms of patients with various types of dementia.

OBJECTIVE:

To assess the effectiveness of treatment with music on the memory of patients with Alzheimer's disease (AD).

METHODS:

A systematic search was performed on PubMed (Medline), Cochrane Library, PsycINFO and Lilacs databases up to June 2017 and included all randomized controlled trials that assessed memory using musical interventions in patients with AD.

RESULTS:

Forty-two studies were identified, and 24 studies were selected. After applying the exclusion criteria, four studies involving 179 patients were included. These studies showed the benefits of using music to treat memory deficit in patients with AD.

CONCLUSION:

To the best of our knowledge, this is the first systematic review focusing on randomized trials found in the literature that analysed the role of musical interventions specifically in the memory of patients with AD. Despite the positive outcome of this review, the available evidence remains inconsistent due to the small number of randomized controlled trials.
RESUMO
RESUMO O tratamento com música vem demonstrando eficácia no tratamento de sintomas comportamentais e cognitivos gerais de pacientes com vários tipos de demência.

OBJETIVO:

Avaliar a eficácia do tratamento com música para a memória de pacientes com doença de Alzheimer (DA).

MÉTODOS:

Foi realizada uma revisão sistemática nos bancos de dados PubMed (Medline), Cochrane Library, PsycINFO e Lilacs até junho de 2017 que incluiu todos os ensaios clínicos randomizados controlados usando intervenções musicais em pacientes com DA e que avaliaram a memória.

RESULTADOS:

Foram encontrados 42 estudos sendo selecionados 24 estudos completos. Após a aplicação dos critérios de exclusão, foram incluídos quatro estudos envolvendo 179 pacientes. Esses estudos mostraram os benefícios do uso da música para tratar o déficit de memória em pacientes com DA.

CONCLUSÃO:

Até o momento, este é o primeiro estudo de revisão sistemática que utilizou ensaios clínicos randomizados da literatura que analisou o papel das intervenções musicais especificamente na memória de pacientes com DA. Apesar do resultado positivo desta revisão, a evidência disponível permanece frágil devido ao pequeno número de ensaios clínicos randomizados.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Doença de Alzheimer Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado / Overview / Revisão sistemática Aspecto clínico: Terapia Limite: Humanos Idioma: Inglês Revista: Dement. neuropsychol Assunto da revista: NEUROCIENCIAS / Neurologia / Psicologia / Psiquiatria Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora/BR / Universidade Federal de Juiz de Fora/BR