Your browser doesn't support javascript.
loading
Prevalência e fatores associados ao tabagismo em uma comunidade da Região Sul de Santa Catarina, Brasil / Smoking prevalence and associated factors in a community of Santa CatarinaÆs South Region, Brazil
Zeilmann, Eduardo; Nedel, Fúlvio; Sandin, Gilberto; Costa, Marcelo.
Afiliação
  • Zeilmann, Eduardo; Universidade do Sul de Santa Catarina. Tubarão. Brasil
  • Nedel, Fúlvio; Universidade do Sul de Santa Catarina. Tubarão. Brasil
  • Sandin, Gilberto; Universidade do Sul de Santa Catarina. Tubarão. Brasil
  • Costa, Marcelo; Universidade do Sul de Santa Catarina. Tubarão. Brasil
ACM arq. catarin. med ; 34(3): 19-25, jul.-set. 2005. tab, graf
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-55912
Biblioteca responsável: BR1329.1
ABSTRACT

Introdução:

O tabagismo é considerado um dos mais importantes problemas de saúde pública, sendo responsável por cinco milhões de mortes, ao ano, no mundo.

Objetivo:

Descrever a prevalência de tabagismo e fatores associados na comunidade Km 60, da cidade de Tubarão, SC, no ano de 2004.

Métodos:

Estudo observacional, de delineamento transversal. Foi entrevistada uma amostra aleatória(n=462) da população com 16 a 70 anos de idade residente na comunidade Km 60, em Tubarão, SC (N=5719). São descritas a prevalência de tabagismo, idade de início, tempo de uso e quantidade atualmente consumida, e testadas associações entre tabagismo e variáveis sóciodemográficas, comportamentais e sobre orientação quanto à cessação do hábito.

Resultados:

38,3 por cento(IC95 por cento 33,9-42,9) eram tabagistas, 57,8 por cento(IC95 por cento 41,3-55,3) entre os homens e33,0 por cento(IC95 por cento 24,6-36,2) entre as mulheres. A faixa etária de maior prevalência é entre 30-49 anos de idade, 47,1 por cento (IC95 por cento 40,2-54,1) sendo que 69 por cento dos fumantes utilizam há mais de 15 anos. A prevalência de tabagistas entre usuários de bebidas alcoólicas foi de 66,3 por cento. Entre os fumantes ou ex-fumantes que receberam orientação quanto a parar de fumar, a interrupção do tabagismo foi 4,2 vezes mais freqüente quando realizada por médico ao invés da família ou amigos (p<0,001). O Risco Atribuível Populacional para câncer de pulmão foi 0,72 (IC95 por cento 0,63-0,78).

Conclusão:

A orientação médica continua sendo uma importante arma na luta contra o tabagismo. Houve correlação inversa entre tabagismo e escolaridade e associação estatística entre tabagismo e usuários de bebidas alcoólicas. A eliminação total do fumo nesta região levaria à prevenção de 72 por cento dos casos de câncer do pulmão...(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / ODS3 - Meta 3.5 - Prevenção e tratamento do consumo de substâncias psicoativas Tema em saúde: Meta 3.5 Prevenção e tratamento do consumo de substâncias psicoativas / Álcool Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Tabagismo / Prevalência / 36397 Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado / Estudo observacional / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Adolescente / Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: ACM arq. catarin. med Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade do Sul de Santa Catarina/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar / ODS3 - Meta 3.5 - Prevenção e tratamento do consumo de substâncias psicoativas Tema em saúde: Meta 3.5 Prevenção e tratamento do consumo de substâncias psicoativas / Álcool Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Tabagismo / Prevalência / 36397 Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado / Estudo observacional / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Adolescente / Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: ACM arq. catarin. med Ano de publicação: 2005 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade do Sul de Santa Catarina/Brasil
...