Your browser doesn't support javascript.
loading
Tendências da mortalidade em mulheres brasileiras no climatério / Mortality trends among Brazilian women in the climacteric
Schmitt, Ana Carolina Basso; Cardoso, Maria Regina Alves; Aldrighi, José Mendes.
Afiliação
  • Schmitt, Ana Carolina Basso; Universidade de Taubaté. Departamento de Fisioterapia. Brasil
  • Cardoso, Maria Regina Alves; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Epidemiologia. Brasil
  • Aldrighi, José Mendes; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento Saúde Materno-Infantil. Brasil
Rev. bras. crescimento desenvolv. hum ; 18(1): 11-15, abr. 2008. graf
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-59250
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
Há poucos estudos sobre mortalidade feminina durante o climatério, em especial no Brasil. O objetivo deste estudo foi analisar a tendência de mortalidade em mulheres de 35 a 64 anos no Brasil nos últimos anos. Para tanto, foram coletados os dados de mortalidade do Sistema de Informações de Mortalidade do Datasus, Ministério da Saúde, para o período de 1979 a 2004. Para análise, foram calculados os coeficientes específicos de mortalidade por idade e causa para os dez capítulos da Classificação Internacional de Doenças mais freqüentes como causa de morte por década da faixa etária do climatério, nas regiões do Brasil. No Brasil, três capítulos da Classificação Internacional de Doenças predominaram doenças do aparelho circulatório; neoplasias e causas mal definidas. As regiões Sudeste, Sul e Centro-Oeste acompanharam o mesmo padrão do país, em relação à posição das três primeiras causas de morte, contudo, as doenças do aparelho circulatório e as causas mal definidas decresceram e as neoplasias aumentaram. Na região Norte, apesar das mesmas causas apresentarem coeficientes próximos, as doenças circulatórias prevaleceram na maior parte do período estudado, mas as causas mal definidas foram mais freqüentes que as neoplasias. Já no Nordeste, as principais causas foram as mal definidas, embora tenham decrescido de 1979 a 2004. As doenças do aparelho circulatório e neoplasias ocuparam a segunda e terceira posições, respectivamente, e aumentaram no período de estudo.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Climatério / Mortalidade / Saúde da Mulher País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. bras. crescimento desenvolv. hum Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/Brasil / Universidade de Taubaté/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Climatério / Mortalidade / Saúde da Mulher País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. bras. crescimento desenvolv. hum Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade de São Paulo/Brasil / Universidade de Taubaté/Brasil
...